Jornal CristoRei.ComVocê Ano 3 Nº 31 - Outubro/2014

 

Embed or link this publication

Description

Igrejas do Tatuapé definem ações para 2015

Popular Pages


p. 1

cristorei.comvocê Ano III - nº 31 - Outubro 2014 www.cristoreisp.org.br Paróquia cristo rei Arquidiocese de São Paulo Igrejas do Tatuapé definem ações para 2015

[close]

p. 2

EDITORIAL Pequenos discípulos Há quase dois mil anos, Jesus colocou uma criança no meio de um grupo de discípulos e disse: "Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus” (Mt 18:14). Jesus sabia que era vontade de Deus que o evangelho fosse pregado às crianças, e seus discípulos precisavam entender isso. Ele nos ensina três atitudes que devem ser observadas em relação às crianças: 1. Recebê-las (Mt 18:5): Receber as crianças é incluí-las na vida normal da Igreja. Precisam ser valorizadas. Se não acharem que a igreja é o lugar delas, não vão querer estar lá quando crescerem. Ele estava dizendo aos discípulos que, assim como eles o consideravam uma pessoa especial e importante e o tinham em grande consideração, deveriam fazer o mesmo com aquela criança. 2. Não fazer tropeçar (Mt 18:10): Como é possível fazer uma criança tropeçar? Ao colocar empecilhos no meio do caminho que di cultem o seu caminhar em direção a Jesus. A mentalidade errada em relação às crianças pode ser um empecilho, quantas vezes ouvi em muitas igrejas as seguintes expressões: "As crianças atrapalham a reunião, não entendem a pregação, não precisam receber oração...” Quando esse tipo de atitude é a prática normal na igreja, ela se torna empecilho para que as crianças conheçam a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas. 3. Não desprezar (Mt 18:10): Jesus advertiu Seus discípulos para não desprezarem os pequeninos. Isso não deve acontecer na igreja. A igreja é o lugar onde todos são aceitos como são, onde todos devem ser valorizados e amados. Jesus deixou claro que uma pessoa não precisa crescer para recebê-Lo, ela pode fazer isso na infância. Aliás, esse é o tempo que Deus preparou para que O recebamos. É de pequeno que nos tornamos discípulos de Jesus! Possamos então nos comprometer de maneira e caz com a evangelização das crianças para que elas aprendam com o nosso testemunho a amar e seguir Jesus. Padre Marcelo M. Quadro 2 ABC da Fé Cristo Rei entrega doações em São Paulo Grupos envolvem adolescentes da comunidade em projetos sociais No dia 28 de setembro, uma comitiva de 15 adolescentes e 11 adultos da Cristo Rei – ligados aos grupos Coroinhas e Perseverança – entregou uma série de produtos alimentícios à Casa Ronald McDonald São Paulo, que é gerenciada pelo Grupo de Apoio de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graac). Em funcionamento desde abril de 2007, a entidade tem capacidade para atender até 30 pacientes e seus acompanhantes, vindos de cidades do interior paulista e de outros estados. A ação é mais uma iniciativa da paróquia no sentido de envolver os adolescentes da comunidade em projetos so- ciais. No primeiro semestre deste ano, os mesmos grupos já haviam visitado o hospital Graac. Veja a relação das doações entregues: 50 latas de leite condensado, 20 garrafas de azeite, 27 latas de creme de leite, 30 garrafas de óleo, 67 pacotes de bolacha salgadas, 94 pacotes de bolachas doces, 22 quilos de Nescau, 1 pacote de fralda, 11,3 quilos de mostarda, 11 quilos de catchup, 56 pacotes de molho de tomate, 7,5 quilos de Mucilon, 31 quilos de leite em pó, 2,5 quilos de amido de milho, 407 caixas de gelatina, 36 unidades de fermento em pó e 3 quilos de açúcar. Expediente: Informativo da Paróquia Cristo Rei – Outubro/2014 Rua Maria Eugênia, 104 – Tatuapé/São Paulo. Telefone (11) 2295-1685 Textos e Fotos: Pastoral da Comunicação

[close]

p. 3

Nossa Senhora de Aparecida, a mãe de todos os brasileiros Aparecida aos pescadores pobres e a itos, Maria de Nazaré, mãe de Jesus é a mãe dos éis discípulos de Jesus. Nela encontram apoio, ânimo e presença. Torna-se mãe dos brasileiros. Devoção que nasceu e cresceu no meio popular em gratidão à pesca farta que salva do infortúnio os pescadores e suas famílias. Fartura ocorrida após pescadores içarem em suas redes uma pequena imagem de Nossa Senhora. Bom lembrar que as aparições de Maria ocorrem para ajudar a pobres e humildes. Ajudam a ler os sinais dos tempos. Assim foi a vida de Maria em Nazaré. Veja o ´´Magni cat`` (como pensar que possamos sofrer um colapso vindo do céu, se aquecemos o planeta exaurimos suas fontes de vida predatoriamente, acumulamos toneladas de armas nucleares?) Você imaginaria que no Japão, em Toquio, num Santuário Budista, pudesse existir algo como ocorreu em Aparecida? Existe. Visitei com o Padre Higa, brasileiro e salesiano, há muito no Japão, que me conduziu e apresentou-me a história do templo. O lugar chama-se ´´ASAKUSA``(lê-se assacussa). É um complexo de templos Budistas e Shintoistas. No percurso do primeiro pórtico até o segundo, mais próximo do templo, além do comércio, há um trecho com painéis ilustrados. Narram e explicam como e por que nasceu o templo. Pescadores recolhem na rede uma pequena imagem de´´KAN´ON SAMA``. Santuário Budista, em Tóquio, tem imagem semelhante à Maria Essa presença traz aos pescadores e aldeia uma série de benefícios. A partir daí erguem um pequeno oratório. Crescem as devoções e peregrinações locais, tornando-se no que é hoje. Curioso: ´´Kan´on Sama`` é esculpida ou pintada, em muitos lugares, como uma mulher e mãe que cuida da vida, das crianças, ´´Mãe Compassiva, Misericordiosa``. No período em que o Cristianismo foi proibido e os cristãos perseguidos e mortos no Japão, muitos sobreviveram fugindo para regiões pobres, remotas de difícil acesso. Organizaram-se para sobreviverem e transmitirem a fé às escondidas, sem padre nem freira. Um dos alimentos foi a devoção à Maria. Para despistar autoridades e delatores, os cristãos faziam imagens de Nossa Senhora muito parecidas à ´´Kan´on Sama``. Assim, se hoje não temos uma imagem de Jesus no Parque Nacional do Monte Fuji, espaço sagrado, a imagem de Nossa Senhora lá está com o menino Jesus. Texto: Padre Kiyoharu Ojima 3

[close]

p. 4

Igreja recebe Missa de Alcaçuz pela 1ª vez A Cristo Rei vai receber pela primeira vez a Missa de Alcaçuz, obra pertencente ao Movimento Armorial – fundado pelo saudoso Ariano Suassuna e que combina a sonoridade dos coros e orquestras com elementos da cultura popular. O evento acontece no dia 26 de outubro, às 19h, e terá como atração o Coral e Orquestra Luther King. A Missa de Alcaçuz foi composta em 1996 pelo músico e maestro brasileiro Danilo Guanais para a celebrar os 30 anos de atividades do Madrigal da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), da qual é professor. A cerimônia foi idealizada como um conjunto em estilos diferentes, de maneira a sintetizar, de forma prática, a maioria das Danilo compôs a missa em 1996 Novena de Natal – Com o tema “As lições do presépio”, a Novena de Natal deste ano terá início em 20 de outubro. Até o dia de celebração do nascimento de Cristo, os encontros serão realizados uma vez por semana – na paróquia ou nas residências –, com orações e re exões sobre uma data tão importante para os católicos. Em nossa comunidade, os interessados podem participar adquirindo o livrinho da novena na secretaria da paróquia. Abra a sua porta e receba a Sagrada Família em casa. HORÁRIO DAS MISSAS DOMINICAIS 7H, 8H30, 10H30 E 19H ATENÇÃO FIÉIS SOLIDARIEDADE COLABORE COM AS FAMÍLIAS CARENTES DO BAIRRO DOANDO, TODO TERCEIRO DOMINGO DO MÊS, ALIMENTOS PARA O GRUPO DE VICENTINOS. 4 Contabilidade e Assuntos Fiscais por Processamento de Dados ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE LTDA. TELEFAX: 2294-4527 / 2296-4658 / 2296-0939 Rua Jacirendi, 391 - Cep-03080-000 - Tatuapé - SP

[close]

p. 5

Padre Marcelo: vocação certa e cheia de realizações Nascido em São Paulo, no bairro da Vila Alpina, Padre Marcelo Maróstica Quadro compartilha conosco nesta edição sua caminhada até chegar a nossa comunidade. Primogênito de uma família de três lhos, entrou para o seminário aos 21 anos, após longo período de profundas re exões e incertezas. A nal, sentiu o primeiro chamado de Deus ainda na adolescência, ao ser escalado para tocar em uma cerimônia de ordenação. Naquele momento, diante de tantos jovens que recebiam De o Sacramento da Ordem, sentiu-se tocado por uma forte emoção que mal conseguia explicar. De família católica e muito praticante, o jovem Marcelo estava sempre envolvido com as atividades da paróquia e da comunidade, mas, devido às incertezas quanto ao "chamado" recebido, decidiu afastar-se da igreja, dos 17 aos 21 anos, para cursar faculdade e trabalhar. Mas em 1990, quando teve a certeza de sua vocação, ingressou no Seminário e aos 26 anos foi ordenado padre. Daquele momento em diante passou a viver experiências marcantes, desde participar de uma missão no estado do Amazonas, a contribuir para a fundação da comunidade São Felipe Apóstolo, além de exercer funções na Comissão Estadual da Pastoral da Juventude, na Pastoral Carcerária, na coordenação da Pastoral da Arquidiocese de São Paulo e na Pastoral da Região Belém. Segundo ele, essa trajetória de re- alizações só con rmou que a escolha havia sido correta. "Aprendi a con ar em Deus e saber que Ele iria me conduzir por toda a minha jornada. Isso gerou em mim a convicção sobre a minha vocação", ressalta. Para Padre Marcelo, o sacerdócio é uma grande experiência de amor pelas comunidades. E completa: "É contribuir para o crescimento das pessoas, na base da formação e do aprendizado contínuo". 5

[close]

p. 6

DIZIMISTAS Palavra dos Fiéis Giovanna Paula de Jesus Mello, 12 anos “Estou na Cristo Rei desde o meu nascimento e o que mais gosto na comunidade é o acolhimento, os amiguinhos que conheci aqui, as catequistas e também as oportunidades de participar das missas com leituras e como coroinha.” Aniversariantes de Outubro 01 02 03 05 05 06 06 08 08 08 11 13 13 14 14 15 17 18 20 22 23 25 26 27 28 30 31 31 Hirochi kikuti Ângela Maria Franco Toroboy Neusa Angélica Silva Katia Aparecida Martini Antônio Martins Maria do Carmo da Cruz Itamar Donizete da Cunha Maria dos Reis Oliveira Fernanda Russo Toninho Melo Senes Renato Baeir Olinda Quintão Clara Maria Paula de Andrade Minto Brizanda de Oliveira Melita Marques Nunes Julia da Silva Teixeira Paula Peres Fernandes Barbosa Adeilda Lopes Bekesas Irene Afonso Leone Maria Bertinato Maria Mozareth Macario Aparecida Maria David Geralda Aparecida do Amaral Rose Rosa Marta Duarte Iracilio Perrenoud Ana S. Amoroso Idamis Soares Cansales AGORA TAMBÉM TEMOS LOCAÇÃO Carolaine Siqueira Silva, 12 anos “Frequento a Cristo Rei há 6 anos e gosto muito da paróquia, pois aqui fazemos atividades variadas como passeios, visitas a asilos e festas. Também temos oportunidades de participar das missas de muitas maneiras, principalmente como coroinha." CLÍNICA SANTA VIRGÍNIA RUA: SANTA VIRGÍNIA, 68 - TATUAPÉ SÃO PAULO - CEP: 03084-000 TODAS AS ESPECIALIDADES! TELEFONES: 2097-0079 / 2097-0089 6

[close]

p. 7

GENTE NOSSA Exposição no Tatuapé destaca obras inspiradas em altares Quem aprecia uma boa arte não pode perder a exposição “Altares”, do brasiliense Taigo Meireles, que está em cartaz até o dia 4 de dezembro na Casa do Tatuapé (rua Guabijú, 49). Com curadoria de Alex Calheiros, a mostra reúne 26 pinturas inspiradas nos altares de igrejas barrocas do interior do Brasil. A entrada é gratuita. Ao abrir as portas para os trabalhos de Taigo, a Casa do Tatuapé – que anteriormente abrigava apenas exposições de cunho histórico – entra em uma nova fase e passa a receber também obras de jovens artistas contemporâneos. Construído em 1698, em taipa de pilão, o espaço conta com seis cômodos e dois sótãos. Mais informações pelo telefone 2296-4330. Palestra – No dia 7 de outubro, a Cristo Rei recebeu a presença do padre José João da Silva para uma palestra sobre a História da Igreja. O evento reuniu cerca de 70 pessoas no Espaço da Escola da Fé e foi muito bem avaliado pela comunidade. Mostra conta com 26 pinturas sobre igrejas brasileiras Atendendo Pessoas de Bom Gosto o Rua Tuiuti, no n 1.164 03081-015 Rua Tuiuti, 1.164-- CEP: Tatuapé - SP Tatuapé - www.camalchaim.com São Paulo - SP visite nosso site: 7 2097-2615

[close]

p. 8

PARÓQUIA EM AÇÃO Assembleias definem as ações prioritárias para 2015 Duas atividades pastorais realizadas em setembro de niram as prioridades que serão transformadas em projetos de evangelização em 2015. No dia 8, a assembleia discutiu as ações da nossa paróquia, e no dia 27 o encontro debateu propostas comuns a serem desenvolvidas nas seis paróquias do Setor Tatuapé. Conheça as prioridades: Da Paróquia:  Trabalhar a Campanha da Fraternidade de forma impactante e contínua.  Fortalecer a organização dos leigos (formação de pensadores para os novos areópagos).  Trabalhar com a Família (em sua diversidade de formas), com atenção especial às crianças e idosos. Educando para o valor da vida, dignidade, os direitos humanos, o cultivo da saúde, a prática das virtudes humanas e a superação dos vícios.  Jovens: dar uma especial atenção. Despertar, valorizar e organizar os grupos juvenis para que se tornem verdadeiras comunidades de fé.  Trabalhar com o povo da rua. Acompanhar e apoiar a ação do Vicariato do Povo da Rua, favorecendo a inclusão social.  Investir na Pastoral de Conjunto (entrosamento dos grupos) Do Setor:  Pastoral Urbana: buscar a evangelização dos moradores e das diversas realidades existentes (condomínios, casas, escolas, hospitais e etc). Desenvolver nas paróquias uma verdadeira atitude de ACOLHIDA pôr em prática a PASTORAL DA ESCUTA.  Formação e Organização dos Leigos: criação da “Escola de Espiritualidade Dom Luciano Mendes de Almeida” que começará funcionar em fevereiro de 2015.  Promover a Caridade: Investir para que as paróquias promovam a caridade em seus 3 níveis: assistência, promoção e transformação.  Iniciação à Vida Cristã: dar continuidade aos processos iniciados nas paróquias.  Formar novas lideranças: investir na acolhida e formação de novas lideranças, destacando-se a evangelização de crianças, adolescentes, e jovens. Encontros aconteceram nos dias 8 e 27 de setembro Anuncie no Informativo da Paróquia Cristo Rei 99869-9318 (Caetano) Tamanho padrão R$ 125

[close]

Comments

no comments yet