A folha Valda

 

Embed or link this publication

Description

Livro Infantil

Popular Pages


p. 1

TEXTO DE GILBERTO GARDESANI ILUSTRAÇÕES DE FERNANDES

[close]

p. 2

Colaboração Cultural da Bandag do Brasil A Bandag, com seus 30 anos de atuação no Brasil, construiu um passado brilhante e acredita em um futuro promissor. Sempre direcionada pela educação e motivada pelo conhecimento, sabe que as novas gerações encontrarão na arte da leitura a fonte necessária para a contínua melhoria do nosso planeta. Temos também certeza que a Folha Valda, estará levando até vocês nestas páginas, ensinamentos com suas maravilhosas fábulas. Acreditamos estar contribuindo, não apenas para o setor de transportes, mas para o nosso país e também para o mundo, com a reciclagem que protege o meio ambiente. A atividade de recapagem de pneus é um dos melhores exemplos do correto uso dos recursos oferecidos pela mãe natureza, que sempre buscamos preservar. Participamos deste projeto porque acreditamos que a alegria, a bondade, o respeito, o carinho, o cuidado com o próximo, com os animais e com a natureza, fortalecem a vida. A Bandag do Brasil apóia com muita alegria, toda iniciativa voltada ao maior patrimônio do mundo, as crianças. Boa leitura.

[close]

p. 3

TEXTO DE GILBERTO GARDESANI ILUSTRAÇÕES DE FERNANDES Mensagem: “As minhas crianças sonham. Cada conto tem um sonho, cada história é um exemplo. Sonhar é participar, é viver, é ir sem ter ido, é estar presente em vários mundos. Com o tempo, os sonhos mudam de direção e de sentido, ganham novos valores, mas o segredo é manter sempre viva a capacidade de sonhar, de desejar, de querer mais”. O Autor

[close]

p. 4

RA O INÍCIO DA PRIMAVERA E AS CHUVAS COMEÇAVAM A CAIR. AS MATAS, ANTES SECAS PELO INVERNO QUE ACABARA DE SE DESPEDIR, TRABALHAVAM NA SUA RECUPERAÇÃO.

[close]

p. 5

LÁ NO MEIO, BEM NO MEIO DA FLORESTA, ENTRE TANTAS OUTRAS, HAVIA UMA ENORME ÁRVORE. SEU TRONCO ERA FORTE E GROSSO, COM MUITOS E LONGOS GALHOS.

[close]

p. 6



[close]

p. 7

DE REPENTE, A QUIETUDE DA MATA FOI QUEBRADA POR GRITOS E GEMIDOS QUE VINHAM LÁ DO MEIO DAQUELA BELA ÁRVORE. - AI! UI! QUE APERTADO! AJUDEM-ME! VAMOS, FAÇAM ALGUMA COISA! ERA UMA PEQUENINA FOLHA QUE ESTAVA NASCENDO. HAVIA MUITAS COMO ELA NASCENDO NAQUELES DIAS, MAS NENHUMA RECLAMAVA COMO VALDA. ALGO REALMENTE NOVO ESTAVA ACONTECENDO...

[close]

p. 8

- UFA! FINALMENTE! E NINGUÉM ME AJUDOU EM NADA MESMO! BEM, PARECE QUE NÃO SOU A ÚNICA, DISSE VALDA OLHANDO AO REDOR, ONDE MILHARES DE FOLHINHAS, IGUAIS A ELA, ESTAVAM MAIS PREOCUPADAS EM ADMIRAR AQUELE NOVO MUNDO DO QUE LAMENTAR AS DIFICULDADES PASSADAS. CORRIAM OS DIAS E VALDA CRESCIA VERDE E BONITA. TINHA ORGULHO DE SUA BELEZA. ACHAVA QUE AS CHUVAS CAIAM SOMENTE POR SUA CAUSA, QUE O SOL BRILHAVA POR ELA E NINGUÉM INSPIRAVA E EXPIRAVA MELHOR. ERA TODA VAIDADE. O EGOÍSMO NA FORMA DE FOLHA. PASSARAM OS MESES E, DE REPENTE, VALDA PERCEBEU QUE ALGUMA COISA ESTAVA MUDANDO. A CHUVA JÁ NÃO CAIA COMO ANTES E O SOL TAMBÉM NÃO ERA MAIS TÃO QUENTE.

[close]

p. 9



[close]

p. 10

FICOU HORRORIZADA QUANDO NOTOU QUE PERDIA O SEU VERDE E UMA COR AMARELA COMEÇAVA A DESPONTAR EM PEQUENAS MANCHAS. - NOSSA, ESTOU DOENTE! SOCORRO! AJUDEM-ME! QUANDO OLHOU À SUA VOLTA, PROCURANDO AJUDA,

[close]

p. 11

VIU QUE AS OUTRAS TAMBÉM ESTAVAM COM O MESMO PROBLEMA, MAS NINGUÉM RECLAMAVA.

[close]

p. 12



[close]

p. 13

CERTA MANHÃ, VALDA ESTAVA MUITO TRISTE COM AQUELA MUDANÇA DE COR QUE TOMAVA QUASE TODO O SEU CORPO, QUANDO UM VENTO FORTE E FRIO SOPROU NA FLORESTA. PRECISOU SEGURAR FORTE NO GALHO PARA NÃO CAIR E FICOU ESPANTADA AO VER QUE MUITAS SE FORAM. QUANDO UMA PASSAVA POR ELA, VALDA PERGUNTOU: - EI, ONDE VAI? - VOU PARA O CHÃO, RESPONDEU A OUTRA. - CHÃO? EXCLAMOU VALDA. O QUE É ISSO? E PRA QUÊ? - ORA, RESPONDEU A OUTRA, JÁ CAINDO: VOU... E VALDA NÃO CONSEGUIU ENTENDER O QUE DIZIA. FICOU DIAS E DIAS PENSANDO NAQUELAS PALAVRAS E LUTANDO DESESPERADAMENTE PARA NÃO CAIR. VIA QUE CADA VEZ MENOS FOLHAS PERMANECIAM NOS GALHOS E AS QUE CAIAM AUMENTAVAM A CADA LUFADA DE VENTO QUE JÁ ERA BEM MAIS FRIO.

[close]

p. 14

UM DIA, MUITO SÓ, PERCEBEU QUE UMA FOLHA PAROU NO SEU TRONCO, BEM AO SEU LADO E VALDA NÃO PERDEU TEMPO:

[close]

p. 15

- ESCUTA, O QUE É CHÃO? - ORA, RESPONDEU, É PARA ONDE NÓS VAMOS. - NÓS? PERGUNTOU VALDA ESPANTADA. - SIM, TODAS NÓS. NÃO QUER APROVEITAR A MINHA COMPANHIA? - MAS O QUE VAMOS FAZER LÁ? - MENINA, O QUE É QUE VOCÊ FICOU FAZENDO ESSE TEMPO TODO QUE NÃO APRENDEU NADA? - ORA... BEM...EU...VALDA NÃO SABIA O QUE DIZER POIS PASSARA O TEMPO TODO SE ADMIRANDO, SEM SE PREOCUPAR COM O QUE ACONTECIA NO MUNDO, À SUA VOLTA.

[close]

Comments

no comments yet