Revista Figuras&Negócios #153

 

Embed or link this publication

Description

Revista Figuras&Negócios #153

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 3

[close]

p. 4

“ CARTA DO EDITOR momento pode ser reacendido numa das regiões fronteiriças com o antigo império soviético apesar dos acordos de cessar-fogo rubricados entre os governantes russos e ucranianos, sob a observação tremida da Organização da Cooperação e Segurança na Europa (OSCE). Por causa desta guerra entre os dois estados, a tensão entre a Federação Russa e os Estados Unidos da América permanece e estende-se já a toda Europa que não só decretou sanções económicas e comerciais contra o regime de Putin, como pretende afastar o mais longe possível as tropas de um do exércitos mais poderosos do mundo: o vermelho, cuja história de invasões é por demais conhecida. Em “Página Aberta”, temos connosco até então o ministro das Relações Exteriores de Cabo Verde que traça as linhas estratégicas da diplomacia do arquipélago, concedendo uma atenção particular à integração regional do seu país, quer a nível político e económico como da segurança e da paz. Nomeamos como um dos muitos assuntos de interesse público a “saúde” do nosso basquetebol que acaba de participar em mais um campeonato do mundo, desta feita algo confrangedora, com muitos problemas “in situ”, geralmente ocasionados pela gestão desastrada da Federação Angolana da modalidade.Angola baixou mais um lugar no ranking das selecções nacionais mais fortes do planeta ao posicionar-se na 17ª posição:poderia ter feito melhor?Vejamos, pois, a análise do seu desempenho em Espanha,onde, a par da selecção do Senegal, Angola representou a África. Para já, Paulo Macedo, o seleccionador da equipa com mais títulos africanos, colocou o seu lugar à disposição, dois dias depois do término da competição ganha pela equipa norte-americana que arrasou a Lituânia numa final fantástica. Façam,pois, as vossas análises sobre outras temáticas relacionadas com a moda,saúde e bem estar,política,socied ade,economia e cultura.Boa leitura! Apesar dos tímidos apelos de luta, de acções de solidariedade para com os que mais sofrem com este fenómeno dantesco - o racismo, ele cresce, devassa e tortura. Muito menos do que ontem, lá é verdade, mas permanece teimosamente cravado na alma dos que negam a existência do outro diferente mas semelhante diante de Deus”- esta é apenas uma milésima parte de uma abordagem muito resumida que elaboramos sobre o “racismo corrosivo e burro” que quase todas as sociedades civilizadas se confrontam no seu dia a dia, num dossier em que estampamos os exemplos mais recentes do fenómeno que continua a castigar milhares de vítimas de forma aberta e cruel, nomeadamente nos estádios de futebol. Nesta edição, uma incursão analítica sobre a situação política e militar da Ucrânia, nomeadamente em Donetsk, é feita numa altura em que momentamente o rastilho do barril de pólvora foi apagado,mas sabe-se que a qualquer 4 Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014

[close]

p. 5

Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 5

[close]

p. 6

7. EDITORIAL A HOMENAGEM E O OPORTUNISMO 10. PÁGINA ABERTA «CABO VERDE TEM CAPACIDADE DE SE POSICIONAR COMO A PLATAFORMA DE ANGOLA NA CEDEAO» 16. LEITORES "OS FUNCIONÁRIOS QUE TEMOS E NÃO QUEREMOS" 19. PONTO DE ORDEM O TURISMO DOS NÚMEROS 20. PAÍS FEIRA DO DONDO COM DEFICIENTE PROMOÇÃO 25. MUNDO REAL SOCIEDADE POLÍTICA: UM VALOR EM EXTINÇÃO 26. FIGURAS DE CÁ 32. SOCIEDADE GRAVIDEZ E DROGAS, MALEFÍCIOS PARA A SAÚDE DA MULHER 37. NA ESPUMA DOS DIAS FUNGE FARDADO? (CHICUANGA-KIKUANGA) 48. CULTURA FENACULT CAPITALIZA ATENÇÃO DO PÚBLICO 54. REPORTAGEM ANGOLA VAIDOSA GOSTA DE VESTIR BEM 91. FIGURAS DE JOGO PORQUÊ ELEIÇÕES ANTECIPADAS? CAPA: BRUNO SENNA LUANDA TEM NOVO GOVERNADOR POLÍTICA 24. 68. CONJUNTURA MODA & BELEZA VIDA SOCIAL Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 92. 96. QUALIDADE DE VIDA: O QUE É? PORQUÊ A AUSÊNCIA DO CABELO NATURAL LOJA GRANDE NO COMPLEXO GIKA 6

[close]

p. 7

BRASIL RUMO ÀS URNAS MUNDO 76. 86. 100. 104. PETRO É A EQUIPA MAIS POPULAR DE LUANDA! DESPORTO FIGURAS DE LÁ RECADO SOCIAL "PODES IR PRA CASA, NÃO É ÉBOLA... É MALÁRIA Publicação mensal de economia, negócios e sociedade Ano 15 - n. º 153, Setembro – 2014 N. º de registo 13/B/97 Director Geral: Victor Aleixo Redacção: Carlos Miranda, Júlia Mbumba, Mário Beirolas, Sebastião Félix, Suzana Mendes e Venceslau Mateus Fotografia: Nsimba George e Adão Tenda Colaboradores: Édio Martins, Juliana Evangelista, João Barbosa, Manuel Muanza, Rita Simões, Wallace Nunes (Brasil), Alírio Pina (Cabo-Verde) e Crisa Santos (Moda). Design e Paginação: Humberto Zage e Sebastião Miguel Publicidade: Paulo Medina (chefe) Portugal: Assinatura e Publicidade Ana Vasconcelos Telefone: (351) 914271552 Assinaturas: Katila Garcia Revisão: Baptista Neto Londres: Diogo Júnior E16-1LD - tel: 00447944096312 Tlm: 07752619551 Email: todiogojr@hotmail.com Brasil: Wallace Nunes Móvel: (55 11) 9522-1373 e-mail: nunewallace@gmail.com Produção Gráfica: Cor Acabada, Lda Tiragem: 10.000 exemplares Direcção e Redacção: Edifício Mutamba-Luanda 2º andar - Porta S. Tel: 222 397 185/ 222 335 866 Fax: 222 393 020 Caixa Postal - 6375 E-mails: figurasnegocios@hotmail.com artimagem@snet.co.ao Site: www. figurasenegocios.com Facebook: Revista Figuras&Negócios Angola Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 7

[close]

p. 8

8 Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014

[close]

p. 9

O EDITORIAL A HOMENAGEM E O OPORTUNISMO cantor Paulo Flores foi homenageado pela rádio LAC no seu Festival da Canção. Tratou-se de um tributo a um jovem que, empenhado na música há muitos anos, tem se destacado pelo seu valor, qualidade do trabalho que granjeia simpatia e admiração que fazem dele, hoje, um dos expoentes da música nacional e, por consequência, peça fundamental na dignificação da cultura angolana. A moldura humana presente na homenagem, as opiniões recolhidas são bem o testemunho de que o gesto da LAC foi bem aceite o que constitue uma prova demonstrativa de que quando as acções são bem intencionadas e transparentes, sejam de cunho público ou privado, merecem o reconhecimento da Sociedade. Em sentido contrário, em Luanda começou a circular a informação de que Angola, aconselhada pelo orgão reitor do Futebol, a FAF, estava interessada em organizar o Campeonato Africano da modalidade em 2017, substituindo a Líbia que abdicou dessa intenção devido a instabilidade que o País vive. Angola quer concorrer com outros países que também manifestaram essa intenção, como o Ghana cuja escola de futebol respira um ar puro depois de um trabalho para a revitalização da modalidade. Curiosamente, a notícia da intenção de Angola acontece numa altura em que se destapam os males do nosso futebol com bases organizativas ruins e reflexos evidentes no ciclo competitivo onde a selecção nacional, sem filosofia de jogo apurado, está a sofrer para marcar presença no CAN de 2015, a ter lugar em Marrocos. Se é verdade que o País é dos poucos que possui infraestruturas para poder albergar um CAN muito em função do que se conseguiu erguer com a competição do género em 2010, também é correcto que se questione quais os beneficios já colhidos a favor do futebol e outras modalidades desportivas que se ganhou com à realização da prova aquí. As infraestruturas, que na maioria consumiram milhões de dólares, continuam sub-aproveitadas e não há qualquer programa para melhor rentabilização, como os estádios que já deveriam ser adaptados em locais de multi-uso. Do ponto de vista da competição futebolistica, não há pessimismo em reconhecer uma acentuada degradação. O Nacional de futebol não tem a presença de equipas de todo País e a maior parte é da capital. O título, regra geral, discute-se entre as equipas da capital e, facto curioso hoje muito latente e, também, já migrado para o basquetebol, a presenca de jogadores estrangeiros é mais acentuada, o que se ignora o investimento nas camadas mais jovens para se criar a tal base sustentável para amanhã se discutir títulos a nível do continente e do mundo. Não fica dificil acreditar que no actual cenário do futebol, Angola ao pretender organizar o CAN de 2017 não visa chamar a si o título de campeão africano porque não tem nem estrutura futebolistica para dignificar e sustentar em pirâmides seguras esse título. Fica, então, evidente que os mentores da iniciativa, a que o Executivo não pode embarcar na "aventura", não têm outra estratégia senão de amealhar mais dinheiro do erário público, propondo, como sempre acontece, ou a construção de mais infraestruturas desportivas ou recuperação/reabilitação das já existentes, mal conservadas e sem uso contínuo. O mesmo também é estendido ao basquetebol, cuja Federação manifesta igualmente intenção de chamar para Angola a realização do próximo campeonato africano, com o argumento ameaçador de que esta é a forma do País continuar a ter hegemonia da modalidade em Africa! Não são sérias ambas as pretensões. Angola tem de se impôr no mundo do desporto, pelo seu nível de organização e de estruturas sólidas e não na construção de elefantes brancos que depois ficam adormecidos. É, pois, uma grande diferença a homenagem merecida a um vulto da música que canta a angolanidade e de oportunistas que convencem o Executivo a embarcar em projectos faraónicos que não honram a imagem de Angola no mundo. Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 9

[close]

p. 10

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES REPÚBLICA DE ANGOLA LISTA DE AGENTES DO CNC Contact: Mrs. Ilse Fliege Martinistrasse.29 D-28195 Bremen Telf: (49) 421 339 365 Fax: (494) 213 393 699 Email: management@asa-services.net/ t/ t/ bremen@asa-services.net Germany, Poland, Lithuania, Latvia, estonia, Russia, Ukraine, England, Ireland and Scotland ASA GMBH HEISEI SHIPPING AGENCY Contact: Mr. Sawamoto Shiba Nishi Bldg, 6F 9-1 Shiba 4-Chome, Minato KU Tokyo Telf: (81)354765771/(81)354765710 Fax: (81) 354 765 711 Email: ops@hship.co.jp Japan FRABEMAR BEACON & SOUTH ATLANTIC AGENCIAMENTOS LTDA Contact: Mr. Franco Bernardini Ms Sara Pizzo Viale Brigate Partigiane 16/2 16129 Genoa Italy Telf: (390) 105 533 011 Fax: (39) 010 541 458 Email: dbernardini@frabemar.it/mbernardini@frabemar.it Italy and spain Contact: Sr. Thiago Lima, Srª Ana Quast, Sr.José Vela D. Silva Rua do Comércio 55 - SI. 61/63 / CEP: 11010-141 - Santos - SP / Brasil Telf: (55) 13 30234255 Fax: (55) 13 30234270 Email: thiago@beaconsouth.com.br/ br ana@beaconsouth.com.br/ br/ br br/ marilinda@beaconsouth.com Brazil SCC Contact: Mr. Duarte Miranda Mr Miguel Camelier Silva R. de Moscavide, Lt 4.28.02, Loja A - Parque das Nações - 1990-198 Lisboa Telf: (351) 218 947 140 Fax: (351) 218 945 145 Email: lisboa@scc.com.pt/ t m.camelier@scc.com.pt t/ Portugal MITCHELL COTTS Contact: Ms.Marisa Sidorak Calle Lima 29, Piso 3, Oficina I. Buenos Aires Argentina Telf: (54) 11 48780668 / (54) 11 48780669 Fax: (541) 143 811 713 Email: marisa@angomar.com.ar/ ar/ ar luis@angomar.com.ar Argentina, Bolivia, Colombia, Ecuador, Peru, Ungria Paraguay and Venezuela ANGOMAR AGENCIA MARÍT Í IMA SRL ÍT Contact: Ms.Nadia Titton 11th Floor, Grindrod House 108 Victoria Embankment Durban P.OBOX 1021 Durban 4000, South Africa Telf: (27) 313 027 189 Fax: (27) 313041752 Email: nadia@mitchellcotts.co.za;/nigels@mitchellcotts.co.za Republic of South Africa, Namibia, Swa w waziland, Zimbabwe w we, Mozambique, ilhas Mauricias, Tanzania and Kenya SEAWAY EXPRESS CO, LTD OIC SERVICES INC. Contact: Ms.Phornsri Simavanichkul 718/ 718 6 Soi Suanplu, South Sathorn Road, Sathorn, Bangkok 10120 Telf: (66)267933456 (66) 67947979 (66) 26794019 Fax: (66)26794018/ 18/ 18/ (66)22131125 Email:phornsri@ksc.th.com Thailand, Myanmar and Laos Contact: Mrs. Veronique Durnerin B.P 5208 Pointe Noire - Republique du Congo Telf: (18) 329 126 820 Fax: (18) 329 126 864 Email: vdurnerin@oicservices.com/info@oicservices.com USA and Mexico Contact: Mr.Sylvain Lepage Mr. Hugo Bourassa 1695 Boul. Laval, Suite 330 - Laval, QC - H7S 2M2 Telf: 1 (450) 975 2058 Fax: (14) 509 752 125 Email: s.lepage@transgloballogistics.ca/ a h.bourassa@transglobala/ logistics.ca Canada TRANSGLOBAL Contact: Mr. Schreurs Philippe Square de Meeus 38/ 38 40 - 1000 Bruxelles, Belgique Telf: (32)24016139 Fax: (3) 224 016 140 Email: office@technimar.net Belgium, Netherlands and Luxemburg TECHNIMAR 10 Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014

[close]

p. 11

Contact: Mr. Willy Deku P.O. BOX CT 2878 CANTONMENTS ACCRA Fax: Telf: (23)322210509 (23)3243715976 (23)3208116762 Fax: (23) 322 210 509 Email: wilmardel@ighmail.com/ wildeku@yahoo.com Benim, cameron, Ivory Coast, Gabo, Ghana, Equatorial, Equatorial, Guinea, Nigeria, Senegal and Togo WILMARDEL LTD TIME OCEAN SHIPPING LIMITED Contact: Ms.Wang Yue I 19/F, International Ocean Shipping & Finance Center, No. 720 Pudong Avenue, Pudong New District, Shanghai - China Telf: (86)2150366097/ (86)2150366098 Fax: (86) 21 50366095 / (86) 21 50366100 Email: operationsh@timeocean.net China WILHELMSEN HYPWOON SHIPS SERVICE LTD Contact: Mr.K.S. Lee 12th floor, Doryeom Bldg., 60 Doryeom-Dong, Jongno-Gu, Seoul Korea Telf: (82)237030801 Fax: (8) 227 388 130 Email: k-s.lee@wilhelmsen.com South Korea Contact: Mrs.Diane Carole Makiza B.P 5208 Pointe Noire - Republique du Congo Telf: (2) 426 481 016 Email: aladin.services.congo@yattoo.com Congo ALADIN SERVICES CONGO SAGA SHIPPING Contact: Mr.Leo Mikkelsen Auktionsvej 10 9990 Skage Dinamarca Telf: (4) 598 443 311 Fax: (4) 598 450 029 Email: saga@saga-shipping.dk/ k k/ Denmark, Finland, Norwa w y and Sweden wa w weden Contact: Mrs.Yasemin Uyar ISTOC 18 ADA NO:120 BAGCILAR ISTANBUL-TURKEY Telf: (902) 124 823 743 Fax: (902) 124 827 757 Email: info@dsf-cnca.com/ yasemin.uyar@dsf-cnca.com Turkey DSF DOLPHIN CHARTERING SERVICES PVT PV . LTD Contact: Mr.Subodh Joglekar 405, Gokul Arcade. A-Wing. Vile Parle (East). Mumbai 400 057, INDIA Telf: (91)2228368825/ / (91)2228368827 Fax: (912) 228 361 849 Email: dolphin@dolphinchart.com India WAB CORP MARINE TRANSPORT SERVICES (L.L.C.) Contact: Ms. Vivian Fernandez z Mr. Hussein El Zein Platinum Business Center Offices No 606/607, 6th Flr. Bagdad Road, Al Nahda 2nd P.O Box 172203 DUBAI - United Arab Emirates Telf: (97) 142 583 529 Fax: (9) 611 456 688 Email: abeer@wab wabcorporation.com/ wab@ wabcorporation.com w w w Lebsnon, Iraq, Iran, Saudi, Arabia, Egypt, Jordan, Qatar and Syria FOREMOST LINE LIMITED Contact: Mr. ST Chen Chuang Thio Beijing Office 2708-07, Tower C, Office Park 5, Jianghai South Street, Chaoyang District, Beijing China 100020 Tel: (85) 225 418 671 Email: foremosthk@foremostline.com China WAB CORPORATION Contact: Mr. Hassan Yahfoufi, Ms. Abeer Ashour 2931, Airport Business Center, 4th Floor #402 Beirut, 2814-4105 Lebanon Telf: (9) 611 458 825 Fax: (9) 611 456 688 Email: abeer@wabcorporation.com/ wab@wabcorporation.com Lebsnon, Iraq, Iran, Saudi, Arabia, Egypt, Jordan, Qatar and Syria SIN CHIAO SHIPPING AGENCY PTE LTD MARITRADE SHIPPING CONSULTANT SAS Contact: Ms.Nadia Berkane 10,Rue du Colisée, 75008 Paris Telf: (330) 156 591 640 Fax: (330) 156 591 642 Email: maritradesas@yahoo.fr France Contact: Mr.Thio.S.T 12 Prince Edward w Road #03-13 Podium B Bestwa ward w y Building wa Singapore 079212 Telf: (6) 562 241 011 Fax: (6) 562 242 775 Email: sinchiao@pacific.net.sg;/sthio@pacific.net.sg Australia, Indonesia, Malaysia, New Zealand, Philippines, Singapore, Bangladesh, Pakistan and Srilanka HT TRADE-COOPERATION AND TRANSPORT T JOINT T STOCK COMPANY Contact: Mr.Le Thiet Thao 31ª, Rua Nguyen Khuyen, Destrito Dong Da, Hanói, Vietnam Telf: (04) 374 783 47 Fax: (04) 374 716 42 Email: sociedade_ht@cnca.vn Vietnam and Cambodja SAN LIAN SHIPPING Contact: Mr.Lu Suen Yu 11/F, Ngan House, - 206/210 / /210 Des Voeux Road Central - HONG KONG Telf: (86)2150366097/ 7/ (86)2150366098 7/ Fax: (86) 21 50366095 / (86) 21 50366100 Email: operationsh@timeocean.net China Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 11

[close]

p. 12

PÁGINA ABERTA O até então Ministro das Relações Exteriores de Cabo Verde avança, em exclusivo à Revista Figuras&Negócios, que, como membro de pleno direito da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), o seu país tem capacidade de se posicionar como a plataforma de Angola na sub-região, permitindo que produtos e serviços com potenciais de mercado possam ser exportados para este importante bloco económico com mais de 300 milhões de consumidores. Na entrevista que se segue, Jorge Borges destaca ainda as excelentes relações de amizade e cooperação existentes entre os dois países, as grandes oportunidades de negócios na África do Oeste e os esforços diplomáticos em curso para integrar o arquipélago cabo-verdiano no espaço da CEDEAO. Por: Alírio Dias de Pina (Texto) Fotos: Assessoria do Mirex F &N - Em termos diplomáticos, o que já foi feito até agora para a integração de Cabo Verde na CEDEAO? Jorge Borges (J.B.) - A inserção regional, natural ou institucional, de Cabo Verde na sub – região oeste africana representa para o país uma fonte de vantagens e desafios, em particular o acesso ao vasto mercado da CEDEAO. A diplomacia cabo-verdiana concede, consequentemente, uma atenção particular à integração regional de Cabo Verde, sobretudo através da melhor articulação possível entre as suas dimensões política, económica, de segurança e de paz. Isso, em condições que levem em conta as especificidades e as fragilidades do país. Convêm, abrir um parêntesis para sublinhar que Cabo Verde defende e defenderá uma integração sub – regional que coloque a concertação política, sobretudo, ao serviço da construção de um vasto mercado, do desenvolvimento tecnológico e humano e em prol de uma mobilidade sustentável no espaço da CEDEAO. Desde a sua adesão, em 1976, Cabo Verde manteve uma presença activa e útil nos diferentes foruns da organização sub regional. Essa participação tem sido feita aos mais diversos níveis, desde os grupos técnicos ao nível político, incluindo a implicação directa dos principais órgãos de soberania nacional. Diremos, em suma, que, o país tem reforçado a sua acção diplomática junto da comunidade, visando não só reforçar as trocas comerciais com a sub-região, mas também, promover uma participação mais activa no quadro geral da CEDEAO. F&N - Quais os cargos importantes que Cabo Verde desempenha neste momento a nível do Governo e outros organismos da CEDEAO? J.B. - Apesar de Cabo Verde ser um pequeno Estado insular, tem procurado desempenhar um papel dinamizador na sub-região, mantendo uma constante atenção ao conjunto da actividade da organização. Como resultado dessa participação activa e dinâmica a todos os níveis da organização e do reconhecimento da “ A diplomacia cabo-verdiana concede, uma atenção particular à integração regional, sobretudo através da melhor articulação possível entre as suas dimensões política, económica, de segurança e de paz. ” utilidade de Cabo Verde, hoje então, podemos destacar: i) a escolha do país para sediar o Centro Regional das Energias Renováveis e Eficiência Energética (ECREEE) e o Instituto da África Ocidental (IAO); ii) a atribuição do posto de Comissário das Telecomunicações e TIC da CEDEAO; o posto de Vice-Presidente do Tribunal da CEDEAO, além de posto de Director na Organização Oeste-Africa da Saúde (OOAS), entre outras funções. Devemos realçar ainda o papel activo dos deputados nacionais junto do Parlamento Regional, assumindo funções relevantes. «CABO VERDE TEM CAPACID 12 Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 JORGE BORGES REALÇA COMÉRCIO COM A ÁFRICA E GARANTE COMO A PLATAFORMA D

[close]

p. 13

PÁGINA ABERTA F&N - No plano económico, qual é a estratégia de Cabo Verde para entrar no mercado da CEDEAO e quais os sectores e produtos a serem potenciados? J.B. - A reestruturação económica e social da sub-região trará enormes vantagens a Cabo Verde, se se tiver em conta a exiguidade do mercado nacional (cerca de 500 mil habitantes). Conforme as projecções do Banco Mundial, a região ocidental da África é a que mais cresce no continente, com um mercado potencial que ultrapassa os 300 milhões de consumidores. Prova disso, assiste-se actualmente uma procura considerável de empresas e investidores originários de países desenvolvido e emergentes, nomeadamente, os Estados Unidos, a Europa, a China, o Brasil, a India, o Japão, a Correia do Sul, mas também Angola nessa região aproveitando esse boom económico. Assim, sendo Cabo Verde um membro da CEDEAO, faz todo sentido delinear estratégias e politicas para aproveitar e posicionar-se nesse mercado, usufruindo convenientemente da sua posição geoestratégica e outras vantagens competitivas. Os investimentos feitos em Cabo Verde, nos domínios das infra-estruturas energéticas, de telecomunicações, dos transportes, meio DE ANGOLA NA CEDEAO» Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 13 DADE DE SE POSICIONAR

[close]

p. 14

PÁGINA ABERTA económico com mais de 300 milhões de consumidores. A internacionalização de empresas angolanas, como sabemos, faz parte da política económica do Governo de Angola. Posso ainda referir as áreas e projetos interessantes no exterior com investimentos angolanos, como, por exemplo, a banca, as telecomunicações, a energia, comunicação social, hotelaria, imobiliária, transportes, o sector farmacêutico, etc., Todos essas são áreas que Angola tem capacidade de investir e Cabo Verde dispõe de algum know-how. Considero ainda que Cabo Verde e Angola têm ainda uma forte margem para reforçar a cooperação económico-empresarial, com maior enfoque na dinamização e promoção do comércio e investimentos, fusão & aquisição, coordenação entre as agências para os assuntos económicos. Enfim, potencializar a localização geográfica de Cabo Verde enquanto plataforma de serviços para as empresas de capital ango-cabo-verdianas com forte ênfase no mercado da CEDEAO. Aliás, o comunicado final da recente visita do Primeiro-ministro, expressa, de forma firme, essa vontade política dos dois governos ao apelarem ao reforço das relações de cooperação no domínio económico e empresarial. Mais, encorajando, de forma clara, uma maior aproximação das associações e confederações económico empresariais dos dois países no sentido de aproveitarem as oportunidades de negócios no seio da nossa sub-região. F&N - Como acontecerá a parceria entre empresários angolanos e cabo-verdianos no quadro desse relançamento da cooperação económica entre os dois países? J.B. - Na realidade, a política de diversificação económica dos dois governos (Cabo Verde e Angola) tem permitido a sectores como a construção civil, a agricultura, a pesca, a alimentação, o turismo, a banca e imobiliária a imprimir uma nova dinâmica nas relações económico-empresariais entre os dois países. ambiente, sistema financeiro, entre outros empreendimentos, podem potenciar o papel de Cabo Verde como plataforma de prestação de serviços na sub-região. Toda essa dinâmica de inserção competitiva de Cabo Verde no mercado sub-regional tem sido acompanhada pelo sector privado, participando em feiras e organizando missões empresariais e parcerias. Como se sabe, a região da CEDEAO tem grandes potencialidades no sector da agricultura, pesca e criação de gado e uma certa dinâmica na indústria transformadora, cujos produtos são exportados para outros mercados internacionais. F&N - No âmbito da parceria económica com Angola, falou-se na intenção de Cabo Verde de acolher uma Plataforma para Angola expandir os seus produtos para o vasto mercado da CEDEAO. Em que pé se encontra esse dossier? J.B. - Cabo Verde mantém com Angola estreitas e excelentes relações político-diplomáticas de longa data. Actualmente a cooperação no domínio económico-empresarial conheceu um novo impulso, sendo, no entanto, necessário operacionalizar alguns importantes acordos ligados a não dupla tributação; proteção recíproca de investimentos; convenção de segurança social; facilitação de vistos; circulação de capitais, etc. É também certo que, como mem- “ A reestruturação económica e social da sub-região trará enormes vantagens a Cabo Verde, se se tiver em conta a exiguidade do mercado nacional (cerca de 500 mil habitantes). Conforme as projecções do Banco Mundial, a região ocidental da África é a que mais cresce no continente, com um mercado potencial que ultrapassa os 300 Milhões de Consumidores. ” bro de pleno direito da CEDEAO, Cabo Verde tem capacidade de se posicionar como a plataforma de Angola na nossa sub-região, permitindo que produtos e serviços com potenciais de mercado possam ser exportados para este importante bloco 14 Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014

[close]

p. 15

PÁGINA ABERTA Contactos: Etnia - Comunicação, Edifício Mutamba - Luanda 2º andar - Porta S. Tel: 222 397 185 / Fax: 222 393 020 / E-mail: gurasnegocios@hotmail.com Figuras&Negócios - Nº 153 - SETEMBRO 2014 15

[close]

Comments

no comments yet