Show da Fé 08

 

Embed or link this publication

Description

08

Popular Pages


p. 1

DIVULGAÇÃO IIGD MARCELO NEJM DIVULGAÇÃO IIGD Sentença de morte Com um câncer agressivo no estômago, Lourdes Moura não aceitou esse diagnóstico, teve fé e foi curada. Página 2 Sonho real Edna dos Santos sonhava em montar o próprio salão, e o Senhor deu a ela mais do que imaginou. Hoje, ela tem duas lojas. Página 21 Morta por 15 minutos Depressão, anorexia, tentativa de suicídio. Vanderleia Dondoni teve parada cardíaca. Porém, ela foi liberta por Jesus. Página B13 Jornal Show da Fé É preciso vigiar para enfrentar o diabo PÁGINA 22 ANO 1 - Nº 08 - USA - SETEMBRO DE 2014 SHOWda FÉ O JORNAL DA PALAVRA DE DEUS Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 MARCELO NEJM Goleada de curas e milagres no Maracanã Multidão lota um dos estádios mais famosos do mundo na VOLTA DA VITÓRIA Durante sua pregação, o Missionário R. R. Soares falou sobre arrependimento, salvação, a mensagem de amor e paz de Jesus, e orou pelas famílias e pelos doentes. Assim, milhares de pessoas foram curadas de diversas enfermidades. Páginas B7, B8 e B9 MARIANA ALMEIDA MARIANA ALMEIDA Gileno Borges Iracy Ferreira de Barros MARIANA ALMEIDA Vítima de AVC, ele largou a muleta e andou Página B8 Após 14 anos, ela realiza o sonho de voltar a caminhar Página B9 Dor no ombro desaparece, e vida volta ao normal Moisés Magalhães Página B9

[close]

p. 2

2 Editorial ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 SHOWda FÉ Editorial Expediente Jornal Show da Fé É preciso vigiar para enfrentar o diabo PÁGINA 22 ANO 9 - Nº 104 - SETEMBRO DE 2014 SHOWda FÉ O JORNAL DA PALAVRA DE DEUS Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 MARCELO NEJM Como os que sonham Missionário R. R. Soares Goleada de curas e milagres no Maracanã Multidão lota um dos estádios mais famosos do mundo na VOLTA DA VITÓRIA Durante sua pregação, o Missionário R. R. Soares falou sobre arrependimento, salvação, a mensagem de amor e paz de Jesus, e orou Páginas B7, B8 e B9 pelas famílias e pelos doentes. Assim, milhares de pessoas foram curadas de diversas enfermidades MARIANA ALMEIDA JORGE CECÍLIO Gileno Borges Iracy Ferreira de Barros MARIANA ALMEIDA Vítima de AVC, ele largou a muleta e andou Página B8 Após 14 anos, ela realiza o sonho de voltar a caminhar Página B9 Dor no ombro desaparece, e vida volta ao normal Moisés Magalhães Página B9 O DIRETOR-EXECUTIVO R. R. Soares CONSELHEIRO EDITORIAL Eber Cocareli EDITORA Elaine Monteiro R EPÓRTERES Amanda Pieranti Claudia Santos Mônica Ferreira R EPÓRTERES COLABORADORES Isabel Querino e Marcos Couto FOTOGRAFIA Marcos AC Luiz Fernando Marcelo Nejm R EVISÃO Célia Cândido (Direção), Joseane Cabral (Supervisão), Magdalena Soares (Prova), Jorge Guimarães e Marcella Peçanha (Originais) DIREÇÃO DE ARTE Kleber Ribeiro DIAGRAMAÇÃO E A RTE-FINAL Bruno Moraes (Coordenação), Leandro Alves Renan Marcolino, Rodrigo Magno e Tatyanne Rangel SITE www.ongrace.com/ jornalshowdafe E-MAIL jornalshowdafe@ongrace. com R EDAÇÃO Estrada dos Bandeirantes, 1.000 - Taquara - Rio de Janeiro RJ - CEP 22.710-113 Telefone: (0xx21) 3077-5168 É expressamente proibida a reprodução total ou parcial de matérias, entrevistas, artigos, fotos e ilustrações sem prévia autorização dos titulares dos direitos autorais. O Jornal Show da Fé é uma publicação da Graça Artes Gráficas e Editora LTDA. que ocorreria no mundo hoje, se Jesus, o Filho de Deus, voltasse à Terra e operasse os mesmos milagres do passado? Muitas pessoas O procurariam e seriam curadas, libertas e resolveriam seus problemas. No entanto, certamente, alguns O chamariam de mentiroso, negariam a existência dos milagres e diriam que Ele não faz mais as mesmas obras. Não foi isso que muitos disseram nos dias do Mestre por aqui? Porém, Jesus não voltará para realizar essas obras, e sim para arrebatar a Sua Igreja quando o Pai determinar. Ele tem delegado a todos aqueles que creem nEle a missão que o Pai Lhe dera, a qual desempenhou com louvor. O lindo disso tudo é que, por todas as partes onde se prega o Evangelho, o Altíssimo faz maravilhas. Veja como as pessoas estão alegres com as bênçãos do Senhor. TUREALIZA ÉS O DEUS QUE FAZES MARAVILHAS; TU FIZESTE NOTÓRIA ELE MARAVILHAS INSONDÁVEIS (JÓ 5.9). A TUA FORÇA ENTRE OS POVOS (SALMO 77.14). “Eu não teria muito tempo de vida” DIVULGAÇÃO Mônica Ferreira monica.jornalshowdafe@gmail.com Em 2008, o estômago de Lurdes Moura começou a doer muito. O desconforto era tanto que ela não conseguia mais ingerir nenhum tipo de alimento – sólido ou líquido –, fazer o trabalho doméstico e até mesmo dormir. Medicamento algum aliviava as dores. Ao se submeter a exames, foi constatado um tumor maligno. “O médico atestou um câncer agressivo e disse que eu não teria muito tempo de vida. Ele nem receitou tratamento e afirmou que a única alternativa para tentar me salvar seria uma cirurgia. Eu tinha apenas 15 dias para procurar um recurso”. Lurdes ficou desnorteada, “sem chão”. “Estava apavorada; não sabia o que fazer. No entanto, encontrei forças dentro de mim e disse: ‘Eu tenho Jesus, e Ele é o Médico dos médicos’”. Até então, ela não sabia se deveria revelar o diagnóstico aos filhos, porém, como em seu coração havia a fé verdadeira no Senhor e na Sua Palavra, resolveu encarar a situação. Membro da Igreja Internacional da Graça de Deus desde 2001, Lurdes pegou os exames e pediu ao pastor que fizesse uma oração. Senti-me fortalecida e tive a certeza de que estava curada”. Em poucos dias, Lurdes foi internada para realização dos exames necessários para marcar a cirurgia e, depois, daria início à quimioterapia. Durante o período de internação, o qual durou uma semana, ela sempre assistia ao programa Show da Fé e sentiu o chamado para se tornar patrocinadora. Ao receber alta, foi informada de que teria de esperar dois meses para obter o resultado dos exames. “Aproveitei esse tempo para intensificar as orações e acreditei que o meu milagre aconteceria. Fiquei firme e confiante”. Passados os dois meses, ela teve a constatação do milagre. “Você teve sorte; não deu nada nos exames”, afirmou o especialista. Ela, então, respondeu: “Tenho o melhor Médico do mundo: Jesus”. Hoje, ela glorifica o Altíssimo pelo milagre. “Estou curada, graças a Deus! Meu estômago está novo. Inclusive, alimento-me normalmente; como de tudo”, testifica Lurdes, membro da Igreja da Graça. Adeus, câncer! Claudia Santos claudia.jornalshowdafe@gmail.com Uma ferida no nariz levou Josefa Langer Prudêncio a procurar o médico. O resultado dos exames não foi nada animador: um tumor em estado adiantado e mais cinco menores. “O especialista revelou que o câncer já estava no local havia vários meses, no entanto eu achava que não era nada grave, pois a ferida secava e surgia novamente. Fui alertada sobre a necessidade de uma cirurgia urgente, pois o mal poderia se espalhar pelo corpo”. Josefa começou a orar, clamando a Deus por uma solução urgente. A Igreja da Graça também entrou em oração, e Deus respondeu aos clamores. “Estou maravilhada pelo que o Senhor fez na minha vida. Ao refazer os exames, não foi localizado tumor algum, e o próprio médico que cuidou do meu caso disse que meu Deus é milagroso”. DI VU GA ÇÃO IIGD

[close]

p. 3

SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 3 Milagres pela TV O Show da Fé, programa de TV que alcança diariamente milhões de brasileiros, está levando os sofredores a receberem as mais fantásticas bênçãos em suas casas. FILHO LIVRE DE OPRESSÃO MALIGNA C LAU M AR CANAL DE BÊNÇÃOS N LO CE EJM DIA SANTO S O que era para ser motivo de festa tornou-se pesadelo para Vanderliana Spindola do Amaral. Segundo ela, no dia em que seu filho completou 16 anos, ele passou a ter atitudes estranhas. “Começou a falar coisas sem nexo, a ouvir vozes, ficou depressivo e abandonou a escola. Minha primeira reação foi levá-lo ao psiquiatra e psicólogo, que receitaram remédios, porém sem resultado”. A cada dia, a mãe preocupava-se mais com o filho, que, até então, era um adolescente normal. “Os profissionais já falavam em interná-lo devido àquele estado de loucura”. Foi nesse período que Vanderliana teve o primeiro contato com o Altíssimo por meio do programa Show da Fé. Com as pregações e orações do Missionário R. R. Soares, ela descobriu que existia uma solução para aquele caso. “Procurei a Igreja da Graça e, no mesmo dia, decidi aceitar Jesus. Aprendi que o maligno era o responsável por aquelas perturbações. Hoje, meu filho está liberto das opressões, já retomou a sua rotina, faz até cursinho pré-vestibular e não toma nenhum tipo de medicamento”. “Após acompanhar o programa Show da Fé, alcancei a vitória sobre um mal que me afetou por muitos anos, para o qual tratamento algum surtia efeito”. Essas são as palavras de Júnior Araújo Cardoso para descrever a sua experiência com Deus. Em 1991, ele teve o ouvido esquerdo afetado durante um acidente de moto. “Não doía, porém saía uma secreção purulenta, com um odor horrível. Eu me sentia muito constrangido, principalmente quando tinha de me sentar à mesa para almoçar com alguém”. Segundo Júnior, foi por meio do programa que ele chegou à Igreja Internacional da Graça de Deus, e o Pai celestial o livrou da enfermidade que persistiu por décadas. “O Show da Fé é indicador de bênçãos, pois foi por meio dele que conheci Aquele que nos pode sarar de qualquer doença”. “O MÉDICO FALOU QUE REALMENTE FOI UM MILAGRE” L O N EJ M MARCE CURADA PELA ORAÇÃO DA FÉ Lídia dos Santos estava com problema na garganta e sentia o abdômen doer muito. Ela foi examinada, porém médico algum descobriu a razão dos incômodos. “Disse a Jesus que, se Ele me curasse, daria meu testemunho. Para honra e glória do Senhor, minha saúde foi restaurada por meio da oração da fé pela televisão”. A detecção de um mioma no ovário esquerdo, de 7cm aproximadamente, abalou a fé de Maria Lenira Bonfim. “O médico falou que, se o tumor não diminuísse em seis meses, iria me operar”. Porém, um dia, enquanto assistia ao Show da Fé pela televisão, Maria clamou a Deus que mudasse aquela situação. “Eu orei: ‘Senhor, acredito que esse mioma será destruído. Use o Seu servo para eliminar esse mal’. Quando eu disse isso, o Missionário falou: ‘Você, mioma, que está no ovário esquerdo desta irmã, saia agora’, ordenou o servo do Altíssimo”. Após orar com R. R. Soares, ela sentiu uma dormência na região do ovário, e teve a certeza de que estava sarada. “Voltei ao especialista e, depois de me submeter a exames, ele constatou que eu não tinha mais nada. Só agradeci: ‘Obrigada, Jesus, o Senhor me curou’. O médico falou que realmente foi um milagre, pois um mioma não some tão rápido”. SHUTTERSTOK FIM DAS DORES Terezinha Lourdes Silva sentia forte dor no tornozelo, e esse sofrimento não tinha fim. Entretanto, ao assistir ao culto pela TV, sua vida mudou. “R. R. Soares intercedeu por aqueles que sentiam a mesma dor que eu e, na hora, fiquei completamente restabelecida”. Ela também relata outro milagre. “Meus dois dedos ficaram tortos ao serem esmagados em uma máquina. Era uma dor insuportável, mas determinei o fim daquele mal e, durante a oração do Missionário, eles voltaram ao normal. Sou grata a Jesus por me sarar”. “JESUS TEM SIDO TUDO EM NOSSA VIDA” Foram muitas as bênçãos alcançadas por J.S.P. a partir do momento em que começou a assistir ao programa do Missionário R. R. Soares. “Fui curada de um tumor na mama, tive um livramento de infarto, meu esposo foi liberto do vício em álcool e meu filho conseguiu um emprego”. Além disso, ela comemora que o filho tirou a carteira de habilitação. “Ele era um pouco nervoso, e isso me deixava preocupada, pois iria dirigir, mas Jesus tem sido tudo em nossa vida. Hoje, meu filho é um ótimo motorista, e o medo ficou para trás”. SHUTTERSTO K

[close]

p. 4

4 Fotonovela ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 SHOWda FÉ Ela vivia enganada por espíritos malignos Durante muitos anos, Marcia Mariano Silva dos Santos frequentou uma casa de feitiçaria comandada por uma de suas irmãs, da qual sentia inveja. De acordo com Marcia, a irmã parecia ser feliz, mas tudo não passava de aparência. “Ela estava vivendo crises em seu relacionamento, com traições e brigas, e o esposo tinha filhos fora do casamento. Não havia nada de bom na vida dela”, afirma. A descoberta fez Marcia ficar desiludida com a irmã e as entidades a que servia. “Resolvi abandoná-las e passei a sofrer ameaças e de vários problemas físicos e emocionais”. Foi nesse período que ela conheceu Jesus, na Igreja Internacional da Graça de Deus, e teve a vida transformada. “Eu vivia enganada por espíritos malignos, mas Deus abriu os meus olhos para a verdade e me libertou de todas as mentiras e dificuldades”, celebra. Marcia começa a ter problemas com fofocas e intrigas e resolve abandonar a casa de feitiçaria. Ela sofre ameaças e fica confusa, já que frenquentava aquele lugar desde criança e não sabia o que fazer nem para onde ir. Marcia, então, procura uma das irmãs, que já era evangélica, a qual a orienta a largar os espíritos malignos e aceitar Jesus. A moça também ora por ela. A dona de casa deixa as entidades, mas não busca o Senhor e começa a sentir fortes dores de cabeça e na coluna. Marcia não consegue mais levar uma vida normal e deixa de cuidar da casa e do marido. Começam as brigas no lar. Ela vai ao médico e passa a tomar fortes medicamentos, os quais não surtem efeito. A dona de casa ora, pedindo ao Altíssimo libertação e o fim daquele sofrimento: “Senhor, ajuda-me; não aguento mais essa dor”. Desesperada e cansada de tudo, um dia, ela pega a Bíblia, lê o Salmo 121 e sente Deus lhe dizer: “O seu socorro vem do Alto”. Certo dia, ela e o esposo resolvem ir até a Igreja da Graça e participam do culto. No final da reunião, a dona de casa recebe a oração da fé. A partir de então, passa a frequentar a congregação e participar das campanhas da família e de libertação. No trabalho, o marido conhece um colega evangélico, que começa a lhe emprestar CDs com música gospel, os quais ele ouve com Marcia. Hoje, livre das dores e com o casamento restaurado, ela é membro da Igreja da Graça. “Determinei a vitória com fé, e Jesus transformou a minha vida”, testemunha. PROTAGONISTA: Amanda Cristina Alves PARTICIPAÇÃO: Reginaldo Oliveira, Pr. Valdo de Souza, Rosângela Nunes, Dra. Arilce Maria Costa ROTEIRO: Elias Antoine FOTOS: Marcelo Nejm e arquivo pessoal DIAGRAMAÇÃO E ARTE: A. Moreira

[close]

p. 5

SHOWda FÉ MILAGRES ELE TOMOU SOBRE SI AS NOSSAS ENFERMIDADES (Isaías 53.4a) SETEMBRO DE 2014 B1 SHUTTERSTOCK Editorial A cura dos dois homens “Jesus fazia o bem. Aconselhava as pessoas que estavam desorientadas, curava os enfermos, multiplicava o alimento, restaurava os movimentos dos paralíticos e realizava o que era necessário para quem procurava por Ele. Hoje, continua fazendo o mesmo por aqueles que acreditam na Sua Palavra e clamam por um milagre. Se a situação está difícil e parece não ter jeito, lembre-se de que, para Jesus, nada é impossível; não há limite para o Seu poder. Com Ele, você manda os problemas e as doenças embora da sua vida”. Essa mensagem do Missionário R. R. Soares, em um dos cultos que realizou em julho, renovou a confiança de muitas pessoas no Senhor, e várias foram curadas durante a oração da fé. Sebastião José de Souza e Francisco Carvalho Melo, por exemplo, estão entre os abençoados na reunião especial ministrada por R. R. Soares na sede estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus. Nem mesmo a greve de ônibus que aconteceu no dia do evento impediu que milhares de pessoas chegassem ao templo para a Volta da Vitória. Com pouquíssimos coletivos circulando, muitos foram de metrô, de carona e até a pé. Missionário R. R. Soares Deus não mudou A verdade não pode ser negada: Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e o será para sempre. Quem aprende a usar a fé no Senhor logo testemunha as maravilhas em sua vida. No passado, a igreja redescobriu o poder do Altíssimo e passou a convidar os enfermos para serem abençoados. Entretanto, muitas pessoas, por não viverem na presença de Deus e, consequentemente, não terem fé para orar e ver as operações divinas, afirmavam que tudo era armação. Agora, porém, em que praticamente todas as famílias têm vários membros com as suas orações respondidas, essa declaração não se aplica mais. Ora, o Senhor é imutável e realiza os milagres. Veja os testemunhos e comprove: Deus não mudou nem morreu. Quem crê no Filho de Deus vê a glória do Pai agir em seu favor. “Acreditei, determinei, e o “Não preciso mais da bengala” Senhor devolveu a minha saúde” MARCOS AC MARCOS AC Francisco também enfrentou uma verdadeira batalha para participar do culto na sede estadual em Brasília. “Vim caminhando devagar e com auxílio da bengala. Nem o medo de cair me impediu de chegar”. Sofrendo de artrose, ele mal conseguia se locomover. “Tomava três tipos de remédios por dia para combater o mal, mas as dores nas pernas eram intensas. Foram 14 anos de sofrimento”. Seguro de que Jesus acabaria com sua aflição, Francisco orou com fé junto ao Missionário no momento da intercessão. “Acreditei, determinei, e o Senhor devolveu a minha saúde. Agora, caminho normalmente sem a bengala e posso dar a Volta da Vitória”. Ele afirma ainda que a sua vida mudou por completo após o milagre. “Estou fazendo atividades que eram impossíveis de realizar antes. Até capinei meu quintal dias atrás”. “Fiquei em pé durante muito tempo até conseguir pegar um ônibus, pois não tinha lugar no ponto para me sentar. Minhas pernas doíam bastante, mas não desisti de ir à reunião, porque tinha certeza de que Jesus restituiria a minha saúde”, declara Sebastião, que teve dificuldade para subir e descer do veículo. Segundo ele, o problema nos membros inferiores começou há oito anos. “Cheguei a fazer uma cirurgia nos dois joelhos, porém as dores retornaram, e precisei usar bengala para me auxiliar na locomoção”. Todo esforço de Sebastião valeu a pena, pois, no momento da oração, Jesus o curou. “Minhas pernas não doem mais”, afirmou ao Missionário, andando sem auxílio algum. “O retorno para casa foi bem tranquilo; subi os degraus do ônibus sem dificuldade. Agora, não preciso mais da bengala”.

[close]

p. 6

B2 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 FOTOS: MARCOS AC “Estou me sentindo uma atleta” Devido a um problema no nervo ciático, Maria Irlene sentia as pernas endurecidas, o que a obrigou a interromper a prática de atividades físicas. Curada, voltou a se exercitar Mônica Ferreira monica.jornalshowdafe@gmail.com os últimos cinco anos, acordar com as pernas doendo, pesadas e com os movimentos limitados foi um grande sofrimento para Maria Irlene Teixeira da Silva, que tinha problema no nervo ciático. “Não conseguia nem mesmo dobrá-las. Elas ficavam duras e, por isso, eu tinha de andar me apoiando em alguma coisa. Quando precisava me abaixar, quase não con- N seguia me levantar”. Ela, que sempre gostou de caminhar, teve de interromper essa prática por causa da enfermidade. “Tomava vários remédios, mas não melhorava”. Maria Irlene só encontrou solução em Jesus. Ao participar do culto com o Missionário R. R. Soares na sede estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus, no dia 10 de julho, ela foi curada durante a oração da fé. Maria contou seu testemunho ao Missionário junto a vá- rias pessoas que também foram abençoadas. No altar, ela conseguiu andar, abaixar-se e levantar-se. “Jesus é tremendo”, declarou R. R. Soares ao vê-la se movimentando sem nenhuma limitação. “Uma felicidade imensa tomou conta de mim após a cura”, diz Maria, que voltou a fazer seu exercício preferido. “Hoje, caminho uns 3km. Estou me sentindo uma atleta. Antes, sentia um peso nas pernas, mas, agora, sinto leveza. Uso até salto alto”. “Noites mal dormidas nunca mais” Quem vê Aldenir da Silva Azevedo feliz e bem disposto aos 82 anos não imagina que, por seis meses, ele viveu um drama. Seus ossos doíam tanto, que isso o impedia de ter uma noite de sono tranquila. “Não tinha posição para dormir. Era uma dor que ia do quadril até a perna esquerda e também limitava as minhas atividades diárias. Subir e descer do ônibus era um sacrifício”. Certo de que seria curado por Deus, Aldenir viu na reunião do Missionário a oportunidade de receber a bênção tão dese- “Nunca vou me esquecer do dia em que Jesus me curou” Caminhar na pequena ladeira para chegar à sua residência era um verdadeiro desafio para Maria do Carmo Gomes de Oliveira. “Dava dois passos e parava, porque minha perna esquerda doía muito, e eu não aguentava”. Arrumar a casa também era uma tarefa difícil por causa desse problema que começou há dois anos. “Além de meu trabalho ter sido prejudicado, não podia visitar meus parentes”. Até que Maria soube da reunião especial que R. R. Soares realizaria na Igreja da Graça, e decidiu participar. Foi a primeira vez que ela assistiu a um culto com o Missionário. “No momento da intercessão, fui até o altar me segurando nas paredes, mas confiante na vitória. Quando o clamor acabou, estava curada. Voltei para o meu lugar caminhando normalmente. Nunca vou me esquecer do dia em que Jesus me curou”. Agora, Maria percorre sua rua sem dificuldade. “Também cuido bem da minha casa e posso trabalhar tranquila e visitar minha família”. jada. “Orei com fé, e o milagre aconteceu: meus ossos não doem mais. Ho- je, faço tudo o que não era possível. Noites mal dormidas nunca mais!”. “Recebi novos joelhos do Senhor” Trabalhar na lavoura com os joelhos doendo era um verdadeiro calvário para Manoel Severo, que viveu essa agonia por cerca de dez anos. “Levantava-me com muito esforço, pois sentia a perna dura e sem muito movimento. Os remédios não resolviam”. No entanto, ao participar de um culto com R. R. Soares, Manoel teve a saúde restituída. “Minha aflição acabou. Agora que recebi novos joelhos do Senhor, posso trabalhar com mais disposição”.

[close]

p. 7

SHOWda FÉ “Gritava de tanta dor” ra, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem (Hebreus 11.1). Essa definição de fé descreve bem a confiança que Maria Aparecida Gonçalves teve de que seria curada em uma das reuniões realizadas pelo Missionário R. R. Soares. Foram muitos os desafios para chegar ao culto, mas a certeza da vitória venceu todos. “Mal podia andar devido a um esporão e um nódulo cheio de secreção no meu pé esquerdo, que doía terrivelmente. Quando tentava firmá-lo no chão, gritava de tanta dor”. ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 FOTOS: MARCOS AC B3 Agora, Maria pode fazer uma das coisas de que mais gosta: cozinhar para a família O Como os remédios não faziam efeito, os médicos disseram que Maria precisava ser submetida a uma cirurgia para resolver o problema. “Tinha O nódulo e as dores desapareceram receio da operação, por isso passei a determinar a restauração da minha saúde em Nome de Jesus. Cheguei à reunião do Missionário com a ajuda de um dos meus filhos. Sabia que aquele era o dia da conquista da minha saúde”. No momento da intercessão, o Senhor trouxe à existência na vida de Maria o que a sua fé determinara. “Estou andando normalmente”, afirmou ao Missionário, dançando e pulando de tanta felicidade. Hoje, ela leva uma vida normal, sem ter precisado operar o pé. “O nódulo e as dores desapareceram. Antes, só ficava deitada, mas, agora, cuido da minha casa e preparo os pratos preferidos da minha família”. “Estou 100% curado” Em 2003, Sebastião Maciel Ferreira sofreu um acidente e teve de colocar quatro pinos e uma platina na coluna. Durante dez anos, ele usou cadeira de rodas e, depois, muletas. Como os tratamentos não foram suficientes para acabar com as dores que sentia, ele precisou se aposentar por invalidez. “Tinha dificuldade para andar, sentia muito cansaço, e minhas pernas doíam muito. Os especialistas diziam que eu ficaria assim para sempre, por causa do problema na coluna”. No entanto, ao aceitar um convite para participar de um culto com R. R. Soares pela primeira vez, Maciel teve o diagnóstico mudado. “Recebi a oração da fé, e a dor desapareceu. Foi algo impressionante. Estou 100% curado”. Após o milagre, Maciel passou a ter uma nova vida. “Já andei cerca de 5km e subi escadas sem nenhuma limitação”. Vítima de atropelamento recupera movimento das pernas Dezenas de pessoas morrem ou ficam feridas todo o ano, no Brasil, em acidentes envolvendo motocicletas. Rosângela dos Santos faz parte dessa estatística. Após ser atropelada por uma moto, ela ficou com traumas e hematomas pelo corpo e não conseguia se levantar nem mexer as pernas. “Elas ficaram muito inchadas. Não podia trabalhar, pois era difícil permanecer em pé. Só ficava deitada”. Entretanto, depois que Rosângela aceitou o convite para participar de um culto do Missionário, seu sofrimento acabou. “Eu nunca tinha participado de uma reunião com ele. Cheguei à Igreja caminhando com dificuldade, mas tinha certeza de que receberia a minha bênção. Depois do clamor, passei a andar como se nunca tivesse sofrido um acidente”. Recuperada, ela voltou a trabalhar. “Estou contando a todos o milagre que Jesus realizou na minha vida”.

[close]

p. 8

B4 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 FOTOS: MARCOS COUTO MARCOS COUTO “O Senhor não desampara quem O busca” Marcos Couto marcosstefano@gmail.com joelho esquerdo do aposentado Osvaldo Rodrigues Leite, hoje com 81 anos, começou a doer há 30 anos, e, com o passar do tempo, o problema se agravou. Osvaldo não conseguia fazer os movimentos mais simples, como dobrar a perna ou andar. “Doía tanto que eu ficava incapacitado de realizar O qualquer tarefa. Os médicos diziam que eu sofria de artrose. Tomei medicamentos e tentei tratamentos, mas de nada adiantou”. Osvaldo precisava da ajuda de parentes e amigos até para ir à Igreja. Porém, quando decidiu participar de um culto que o Missionário realizou na Igreja da Graça, no mês de julho, acreditou que Deus lhe daria vitória naquele dia. “Parecia impossível recuperar minha saúde, por causa da minha idade e do tempo em que estou nessa condição. No entanto, o Senhor não desampara quem O busca, como ensinou o Missionário. No momento em que ele orou pelas pessoas que tinham enfermidade nos joelhos, senti o poder de Deus. O meu parou de doer na hora. Agora, dobro a perna, ando sem problema e até subo escadas”. “Voltei a fazer hidroginástica e musculação” Há cerca de quatro meses, uma queda mudou a rotina de Terezinha Morales. Ao cair, ela bateu com a nádega esquerda no chão, que logo infeccionou. Desde então, ficou com dificuldades para se locomover. “Doía da nádega até a sola do pé esquerdo. Por causa disso, caminhava devagar, não aguentava descer escada e fui proibida pelo médico de participar das atividades de musculação e hidroginástica”. No entanto, ao ouvir R. R. Soares dizer, em um dos seus cultos, que nada é difícil para Deus, ela determinou que se livraria do problema e alcançou a bênção. “Fui sarada durante a oração da fé”. A prova do milagre é que o especialista suspendeu todas as medicações de Terezinha e a liberou para praticar exercícios. “Voltei a fazer hidroginástica e musculação. Estou me sentindo muito bem”. “Todas as enfermidades foram embora” Solange Marisa Medeiros retornou à sua rotina normal desde que Jesus a restabeleceu em uma reunião do Missionário. Durante 20 anos, não só sofreu de lordose e vértebras esfareladas, como também sentiu a lombar e a coluna cervical doerem muito. “Eu não podia andar, limpar a casa como antes nem dirigir. Também tive de parar de estudar e trabalhar”. Ela, que sempre foi ativa, sentiu-se impotente diante de seu quadro de saúde. “Porém, no dia em que eu participei do culto com R. R. Soares, tomei posse da minha cura, e todas as enfermidades foram embora”. Outra felicidade para Solange é poder brincar e pegar os netos no colo. “Também voltei à minha rotina de trabalho e estudo”. “Eu andava três metros e parava” Dias depois de sair do hospital, onde se recuperava de dois enfisemas pulmonares, Arlete Stutz participou da reunião que o Missionário realizou na Igreja da Graça, no dia 23 de julho. Segundo Arlete, foi um milagre ter recebido alta após dez dias de internação, pois os médicos haviam dito que ela não sairia com vida do hospital, devido à gravidade do problema. “Porém, um pastor da Igreja da Graça me visitou, orou por minha recuperação e, no dia seguinte, eu estava na minha casa”. No culto com R. R. Soares, além de agradecer pelo milagre recebido, clamou por outro: ficar livre das dores nas pernas, que já duravam três anos. “Andava três metros e parava. Cheguei ao culto com muita dificuldade, mas, no momento da intercessão, Jesus me curou”. Com a saúde em dia, Arlete diz que passou a sair sozinha. “Vou aonde quero sem ajuda de ninguém”.

[close]

p. 9

SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 B5 FOTOS: MARCOS AC “As terríveis dores que sentia me impediam de ficar em pé” uem não gosta de um pão caseiro fresquinho para degustá-lo com um recheio suculento acompanhado de um cafezinho ou um suco? Era um lanche assim que Marisa Bastos da Silva preparava diariamente para seus clientes. “Vendia de porta em porta. No entanto, de uma hora para outra, tive de parar por conta das crises de coluna. As terríveis dores que sentia me impediam de ficar em pé o tempo necessário para preparar os lanches”. Ao procurar um médico, ela ouviu dele que, co- Q mo o problema era crônico, nem cirurgia resolveria. A situação só piorava. “Era árduo subir as escadas da minha casa. Além disso, não podia mais fazer caminhadas nem me abaixar. Tinha dias que não conseguia me mexer. Em uma semana, precisei tomar cinco injeções, porque a coluna doía demais”. Impossibilitada de trabalhar, Marisa passou a enfrentar também uma crise financeira. “Precisei da ajuda do meu filho e de um benefício do governo para pagar minhas despesas”. O sofrimento da quituteira durou um ano e cinco meses. Porém, ao participar do culto feito pelo Missionário, a situação dela mudou. “No momento da oração da fé, as dores desapareceram”. Marisa relata que, naquele dia, chegou à sua casa muito alegre. “Meu marido, que acompanhou meu sofrimento, ficou surpreso e feliz ao me ver tão bem. Voltei a caminhar, a subir escadas e a fazer compras sozinha. Agora, estou me preparando para voltar a vender meu pão caseiro”. “Ande normalmente, homem de Deus” Por mais de seis meses, Valdomiro José de Miranda sofreu de dormência nas pernas devido a um derrame. “Elas ficavas travadas, pois os medicamentos não estavam fazendo efeito. Assim, dependia do auxílio das pessoas para caminhar”. No entanto, Valdomiro foi mais um dos abençoados. Durante a intercessão, ele determinou com fé e alcançou a vitória. “Minhas pernas não estão mais travadas nem dormentes”, garantiu após o clamor. “Então, ande normalmente, homem de Deus”, disse o Missionário a ele, que caminhou pelo altar sem auxílio e com disposição e alegria. Depois do milagre, Valdomiro vai a qualquer lugar sozinho e colabora no serviço de casa. Alzira, esposa dele, está muito feliz com a bênção recebida pelo marido e com a ajuda. “Ele coloca roupa no varal, lava a louça e varre a casa. Agora, dividimos as tarefas”. “Decidiu clamar a Deus e foi curada Atividades simples, como lavar a louça ou pendurar a roupa no varal, eram um sofrimento para Enedina Coelho Ribeiro. “Minha coluna, meus braços, pés e minhas mãos doíam muito. Não conseguia me abaixar. Às vezes, precisava andar me escorando e dependia da minha filha para cuidar da casa”. Como os tratamentos não surtiam efeito, Enedina decidiu clamar a Deus por sua cura em um dos cultos de R. R. Soares e teve a saúde restabelecida. “ Após a oração, quando o Missionário pediu que fizéssemos o que não conseguíamos, eu me abaixei, levantei os braços, andei sem dificuldade e ainda dei a volta da vitória. Jesus me curou”. Hoje, ela consegue sair e cuidar da casa sozinha. “Tenho uma vida nova após 15 anos de sofrimento”. Se ele se abaixasse, não conseguia se levantar Durante seis anos, o pedreiro Paulo Cezar Silva Passos padeceu de hérnias de disco. Ele não podia fazer nem pequenos serviços. “Quando me abaixava para colocar um piso, tinha dificuldade para me levantar. Sentia uma dor insuportável”. Entretanto, no período da oração ministrada por R. R. Soares em uma de suas reuniões, Paulo Cezar conquistou a cura. “Enquanto orava com ele, senti um calor, e a minha coluna parou de doer. Agora, posso me abaixar e me levantar sem problemas. Já fiz até pequenos reparos na minha casa. Não me sentia tão bem e disposto fazia muito tempo”.

[close]

p. 10

B6 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 Ela não aceitou conviver com a artrose crônica “Parecia que meu corpo estava queimando” Durante dois anos, Rosa- trabalha sem sentir dores na Ribeiro da Silva padeceu nas pernas. “Também limpo de osteoporose, o que trouxe toda a minha residência”. muitas restrições ao seu dia a dia. “Não conseguia subir escada e limpar a casa. Pegar ônibus, então, era uma dificuldade. Quando me deitava, parecia que meu corpo estava queimando. Às vezes, não trabalhava por causa das dores que sentia”. De acordo com Rosana, os medicamentos não melhoraram em nada o seu quadro. Diante dessa situação, ela decidiu participar de um culto com o Missionário pela primeira vez, e sua vida mudou. “No momento da intercessão, tomei posse de minha cura, e Jesus me libertou daquele mal”, relata ela, que, ao perceber que estava sarada, expressou a sua felicidade correndo pela Igreja. Agora, ela sobe a escada do prédio no qual “C FOTOS: MARCOS AC aminhava me arrastando e não podia levantar a perna nem o braço esquerdos, pois doíam demais”. Essa declaração de Neuza Terezinha Ennes Diniz mostra como foi sua vida por cerca de sete anos. O problema de saúde a impedia de cuidar da casa e de trabalhar. “Perdi três empregos devido à limitação dos meus movimentos”. Segundo os médicos, ela sofria de artrose crônica, uma doença incurável, segundo a Medicina. “Os tratamentos não surtiam efeito, e os especialistas disseram que eu tinha de me acostumar com a dor”. Em julho, Neuza não aceitou mais viver naquele estado e clamou pela restauração de sua saúde no culto realizado pelo Missionário. “Determinei a minha vitória e, após a oração, fiz o que, por muitos anos, foi impossível: dobrar a perna. Antes, parecia que tinha uma bola me impedindo. Também levantei o braço sem dificuldade”. Hoje, Neuza não anda mais se arrastando e quer voltar a fazer os exercícios de que tanto gosta, como a hidroginástica. “Estou desfrutando de plena saúde e cuido da minha casa sozinha”. Não precisa mais operar as varizes Por causa das varizes que tinha na perna direita, Marlene de Fátima Pereira Ribeiro não podia usar chinelo e muito menos sapato para sair. “Elas estouravam e viravam feridas, que demoravam até um ano para cicatrizar. O local ficava muito inchado. Usava pantufas para ir ao médico e sentia-me envergonhada com o olhar das pessoas”. As varizes também impediam Marlene de ter um sono tranquilo. “Para dormir, colocava vários travesseiros a fim de sustentar a perna e permanecia na mesma posição, tamanha dor”. Hoje, o pesadelo acabou. Ela foi sarada por Jesus na reunião. “Já estou usando sapato, não tenho mais ferida nem inchaço, Com Jesus, ela voltou a andar 100% Após fazer uma cirurgia nos joelhos, há oito anos, Zaira Justina de Lima não pôde colocar o pé no chão por algum tempo. “Sentia muita dor. No primeiro ano da operação, tive de usar cadeira de rodas; depois, andador, por três meses, e bengala, por nove”. Uma segunda cirurgia foi marcada, mas o médico não deu uma boa notícia à paciente. “Ele disse que eu tinha apenas 50% de chance de voltar a andar normalmente”. Como queria a cura total, Zaira, que não usava mais bengala, porém sentia uma dor intensa ao se movimentar, decidiu buscar o auxílio de Deus em um dos cultos de R. R. Soares. “ A Igreja estava lotada, mas consegui entrar e participar da oração da fé”. No momento em que o líder da Igreja da Graça chamou à frente do altar as pessoas que tinham problemas nos joelhos e nas pernas, ela foi determinando a vitória. “Quando ele falou: ‘Faça o que você não podia’. Eu me movimentei, pulei e percebi que minhas pernas não doíam”. Com a cura, Zaira voltou a ter uma vida normal. “Agora, subo as escadas correndo, abaixo-me e levanto-me rapidamente”. durmo normalmente e não preciso mais operar, conforme o médico havia dito”. Venha receber a sua bênção IIGD POMPANO BEACH - 1261 East Sample Road Pompano Beach, FL 33064 - Igreja: (954) 785-3699 Pr. Willian Sodré - pompano@iigdusa.com ENTRADA GRÁTIS Missionário R. R. Soares Reuniões: segundas, quartas e sextas-feiras - 7:30pm Domingos - 10am e 7pm

[close]

p. 11

SHOWda FÉ SETEMBRO DE 2014 B7 CAMPANHAS DE FÉ MARCOS AC Dia de vitórias no Maracanã Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com arde de sábado, Maracanã lotado, o público fazendo ola – tradicional levantar das mãos das torcidas – e cantando animadamente. Porém, no local, não estava sendo realizado um clássico do futebol brasileiro. Essa multidão foi T ao estádio louvar e clamar ao Senhor Jesus por um milagre e participar de um verdadeiro show, o do poder de Deus, capaz de vencer qualquer dificuldade, inclusive as consideradas sem solução. Algumas pessoas estavam em um evento evangélico pela primeira vez. No palco, montado no gramado, onde também ficaram oito mil participantes, o Missionário R. R. Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, comandou o encontro de fé, ocorrido em 30 de agosto, às 16h, no Rio de Janeiro. Ele começou o culto orando pelas famílias, ao lado da esposa Magdalena e dos filhos David, André, Daniel, Filipe e Marcos Soares. Depois, com uma alegria con- tagiante, que apenas quem confia plenamente em Jesus possui, convidou todos a dar a Volta da Vitória, cantando a música de mesmo nome e de sua autoria. Em sua pregação, o Missionário falou de arrependimento, salvação e da mensagem de amor e paz de Jesus. “O Senhor garante que há libertação e salvação para quem crê na Palavra dEle. O Reino de Deus está do seu lado, e um clamor muda qualquer situação. Não aceite a má notícia. Seja qual for, apresente-a ao Altíssimo e, ainda que todos estejam contra você, o Pai lhe dará vitória”, afirmou o Missionário, que, há 60 anos, segue a Cristo e tem visto cura, libertação e conversão de milhares de vidas. MARCELO NEJM “Hoje, a mensagem não é a do ódio, e sim a do amor” O líder da Igreja da Graça alertou sobre o perigo do cristão se prender ao rigor da Lei do Antigo Testamento. “Essas pessoas acabam perdendo a festa que é o Evangelho. O Reino de Deus consiste em alegria, paz, felicidade e operação do Espírito Santo. Não digo que a antiga aliança estava errada, só que ela foi para aquela época, como um aviso do futuro. Hoje, a mensagem não é a do ódio, e sim a do amor de Jesus, o qual sofreu toda a condenação para salvar a humanidade”. De acordo com o Missionário, o tempo de Cristo está cumprido, e o diabo não tem mais domínio sobre ninguém. “O Reino dos Céus está mais próximo de você do que o ar que você respira. Ele está ao alcance da sua fé, com todo o seu poder para prosperar, sarar, libertar e fazê-lo uma bênção; basta crer. O diabo é um fracassado e impotente. As ações dele contra a sua vida podem ser desfeitas neste momento, pois chegou o tempo do Senhor. Jeremias anunciava uma mensagem da condenação, a qual era necessária (Jeremias 6.11,12). Do mesmo modo, hoje, a Igreja precisa se santificar. Entretanto, agora, Deus não querer condenar ninguém, mas, sim, absolver a pessoa e tê-La com Ele”. Após a mensagem, R. R. Soares fez um clamor com aqueles que desejavam se arrepender dos seus pecados e aceitar verdadeiramente Cristo como Senhor e Salvador. Em seguida, ministrou a oração da fé, durante a qual muitos foram curados de problemas na coluna, nos braços e nas pernas, largando as muletas e as bengalas que usavam para se locomover (veja nas páginas B8 e B9). Participaram do evento os cantores da Graça Music David Soares, Fernandes Lima, Tiago e Mateus Donizete, Sandro Nazireu, Bruna Martins, Bruna Olly e Fabiano Motta. O Pr. Rogério Postigo, líder da IIGD no Estado do Rio de Janeiro, também estava presente com outros pastores. Abraçado com os filhos David, André, Daniel, Filipe e Marcos, e a esposa D. Magdalena, o Missionário orou pelas famílias

[close]

p. 12

B8 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 Tratar das unhas e do cabelo e arrumar a casa eram uma alegria para Maria das Graças Silva. Porém, um acidente doméstico, no qual ela fraturou o braço esquerdo, alterou sua rotina. “No local, foi colocada um placa com sete parafusos, que limitava os meus movimentos. A partir daí, não pude mais cuidar de mim nem do meu lar, pois sentia dores constantes”. Por oito meses, ela dependeu da filha até para se pentear. “Quando eu soube da reunião no Maracanã, decidi participar. No momento em que o Missionário orou pelos enfermos, usei a fé em Deus e recebi a minha vitória: recuperei o movimento da minha mão. Meu domingo está sendo diferente, porque já lavei louça e penteei meus cabelos sozinha. Voltei a ser independente”, afirmou Maria, feliz, um dia depois do milagre. “Tomei posse da minha cura” Cozinheira de mão cheia, Carmem Lúcia Cândido de Amorim não podia mais fazer os pratos preferidos da família, porque as articulações dos seus braços doíam bastante. “Era como se estivesse recebendo agulhadas, que me impediam de movimentá-los bem. Quando insistia em cozinhar, demorava muito preparando um prato simples”. Decidida a ficar livre daquele problema, ela pegou o metrô e partiu para o encontro de fé. “Tomei posse da minha cura, e meus braços pararam de doer”. Sarada, na manhã seguinte, Carmem preparou uma de suas receitas favoritas. “Fiz carne assada recheada com batatas douradas”. MARCOS AC “Voltei a ser independente” Foi esse o placar para quem c encontro de fé realiz Claudia Santos e “Agora, tenho alegria e disposição” Com bastante luta, Francisca Farias dos Santos realizou o sonho de ter uma casa de dois andares. Porém, tinha dificuldades de se locomover dentro do imóvel, por causa de uma artrose no joelho. “O local inchava e doía intensamente, por isso era difícil caminhar. Também não podia virar os pés nem me abaixar. Era um sofrimento subir as escadas parar ir ao meu quarto. Subia me arrastando”. No entanto, no dia 30, Francisca clamou ao Senhor com fé e teve a saúde restaurada. “Meus joelhos não doem mais. O meu domingo está ótimo. Já subi as escadas sem impedimento. Tenho disposição e fico contente por conseguir desempenhar as tarefas na minha casa”. JORGE CECÍLIO “Fazia tudo com sacrifício” Tereza Graça sofria de dores na coluna e na região do glúteo, que surgiram após uma injeção. “Meus movimentos eram limitados e tomava vários anti-inflamatórios, os quais não resolviam o problema”. Tereza tinha muita dificuldade para caminhar e não podia dobrar os joelhos. “Fazia tudo com sacrifício”. Foram três anos de sofrimento, até que ela resolveu buscar a cura na reunião do Missionário. “Quando orei, Jesus me curou, e pude subir e descer as escadas do Maracanã sem dor alguma”. No dia 31, Tereza mostrou que estava com a saúde em dia ao fazer algo de que sempre gostou. “Caminhei pelas ruas do meu bairro pela manhã para me exercitar”.

[close]

p. 13

SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 B9 Largou muletas depois de 14 anos de limitações Iracy Ferreira de Barros enfrentou uma viagem de quatro horas, sem ajuda de ninguém, para chegar ao Maracanã. Para se locomover, precisava do auxílio de duas muletas. “Ao saltar na estação do metrô e me deparar com a rampa de acesso ao estádio, pensei que não conseguiria descer”. No entanto, sua fé e persistência falaram mais alto. No meio do caminho, Iracy já tinha pensado em desistir por duas vezes devido ao esforço, mas o Senhor lhe deu forças para prosseguir. “Agora, que estava tão perto da minha bênção, não seria aquela rampa que me pararia. Por isso, fui em frente”. O sacrifício foi recompensado com a cura que tanto desejava. Foram 14 anos dependendo da muleta e andando apoiada nas paredes dentro de casa. “Há pouco mais de seis meses, fui obrigada a usar a segunda muleta de apoio, pois os joelhos não aguentavam mais a osteoartrose e a redução dos espaços discais na coluna. Porém, hoje, Jesus me curou. Levantar essas duas muletas para o alto e andar normalmente era algo que almejava há tempos. Vou aposentá-las. Já posso preparar um belo almoço no domingo e cuidar da minha casa”. “Posso disputar a vaga do emprego que desejo” Moisés Magalhães deixou de disputar uma vaga de emprego, que lhe daria um salário melhor, por conta de uma tendinose no ombro esquerdo – processo de destruição do tendão que pode ocorrer como consequência de uma tendinite crônica. “Não me candidatei à vaga, pois sabia que seria reprovado no teste físico por não conseguir fazer as flexões exigidas”. A cada dia, a dor aumentava. “O problema começou há um ano. Eu ficava oito horas no computador diariamente, e isso acabou comprometendo o meu ombro”. Em setembro, ele passaria por uma avaliação médica, para ver a possibilidade de se submeter a uma cirurgia ou fazer fisioterapia. “No entanto, não será mais preciso, pois pedi a Deus, com fé, que fosse curado e fui atendido. Não sinto mais dor, consigo realizar qualquer movimento com o braço e durmo muito bem”, relata ele, um dia depois do milagre. Agora, posso disputar a vaga do emprego que desejo”. confiou no Senhor durante o zado no Maracanã Mônica Ferreira Dor no braço e visão embaçada nunca mais Uma dor que parecia não ter fim no braço esquerdo tirou toda a disposição de Efigênia Ferreira, que cuida da netinha de três anos. “Não podia pegar peso e também tinha dificuldade para ler. Enxergava tudo embaçado com o olho esquerdo”. Com o propósito de ser curada, Efigênia diz que foi ao Maracanã, e o Altíssimo lhe atendeu. “Meus braços não doem mais, e enxergo nitidamente. Estou feliz porque posso pegar minha neta no colo”. No dia seguinte ao evento, ela acordou cedo, lavou roupa, varreu o quintal e arrumou a casa toda, atividades que não fazia por muito tempo. “Também posso dar banhos nos meus cachorros e ler a Bíblia”. “Você, que foi curado de problema nas pernas, nos braços e na coluna no momento da oração, venha à frente do altar e faça os movimentos que não podia. Desfile na passarela dos curados, sem bengala ou muleta”. Muitos atenderam a esse convite do Missionário R. R. Soares, após o clamor da fé, realizado no Maracanã, e mostraram o milagre operado por Jesus. O sanfoneiro Gileno Borges da Silva foi um deles. Há três anos, depois de um dia de trabalho, um acidente vascular cerebral (AVC) tirou-lhe a alegria de tocar e caminhar normalmente. “Fiquei com o lado esquerdo do corpo paralisado. Já saí do hospital de cadeira de rodas e precisei usá-la por um longo tempo até trocá-la por muleta”. Como não podia mais tocar sanfona, Gileno se aposentou por invalidez. “Era um tristeza viver daquele jeito”. Convicto de que seria abençoado no Maracanã, ele enfrentou uma viagem de seis horas, de São Paulo ao Rio de Janeiro. “No percurso, vim determinando a restituição da minha saúde. Foi muito difícil passar pela rampa que dá acesso ao estádio, mas o esforço valeu a pena. Durante a intercessão, tomei posse da bênção, e o mal saiu. Estou andando sem o apoio e movimento a minha mão normalmente”. MA O pé esquerdo de Eliane da Silva Rocha Ribeiro ficou inchado e doendo bastante depois que ela teve um grave esporão no local. Durante seis meses, ela andou na pontinha dos dedos, pois não conseguia firmar o pé no chão. Eliane, que sempre gostou do seu trabalho, não queria nem pensar em pedir licença no emprego. “Continuei indo ao serviço, mesmo com meu pé doendo”. Ao saber que o Missionário estaria no Maracanã, realizando a oração da fé pelos enfermos, ela decidiu participar, apesar de andar com dificuldade, e levou a família inteira com ela. “Eu fui de trem e, ao me deparar com a rampa de acesso ao estádio, desci pulando, porque não aguentava caminhar na pontinha dos dedos. Acreditei que meu quadro de saúde mudaria, e, durante a intercessão, o Senhor me abençoou. Chorei muito quando meu pé parou de doer e pude colocá-lo normalmente no chão. Foi uma alegria ver todos meus familiares presenciando a minha cura”. No domingo, pela manhã, ela foi ao culto na Igreja da Graça agradecer a Deus pela bênção. “Em seguida, fui à feira, dei uma faxina na casa, recolhi pedaços de azulejos e madeira da obra que estamos fazendo e ainda subi a escada sem dificuldade. Na segunda-feira, quando cheguei ao trabalho, mostrarei a todos o milagre que o Senhor realizou na minha vida”. RI AN A AL M EI DA Chegou andando na pontinha do pé e saiu pisando normalmente

[close]

p. 14

B10 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 FOTOS: MARCOS AC “Já consigo segurar a xícara de café” Antônio Manoel dos Reis, que sofreu, por mais de um ano, de mal de Parkinson, foi um dos abençoados na campanha de fé realizada no Rio. Conforme a doença progredia, seu dia a dia ficava mais limitado. “Não conseguia nem segurar uma xícara de café por causa dos tremores nas mãos”. Para a Medicina, a enfermidade, que só piorava, não tem cura, mas Antônio acreditou que, para aquele que crê em Deus, tudo é possível. Após participar, pela primeira vez, de uma reunião com R. R. Soares, ele orou com fé e voltou a ter coordenação motora. “Minhas mãos pararam de tremer; agora, já posso abrir e fechá-las. Também já consigo segurar a xícara de café sozinho, pois, antes, precisava de ajuda. Estou feliz da vida”. Agosto: o mês da BÊNÇÃO para milhares de pessoas Por Amanda Pieranti, Claudia Santos e Mônica Ferreira o dia 6 de agosto, o clima no Rio de Janeiro estava bastante frio pela manhã. Porém, quando o Missionário R. R. Soares começou a pregar a Palavra do Senhor, às 8h, a fé aqueceu o coração dos participantes, preparando-os para receberem aprendizado e muitos milagres. Essa foi a primeira reunião de um total de 13 que ele fez nesta data em vários bairros. “Hoje, Deus marcou o dia de sua bênção. Não sou eu quem cura. Quem cura é Jesus. Eu vou lhe dar a Palavra de Deus, você a ouvirá, vamos orar, e tudo será feito como Ele quer. A Palavra o encherá de “Não preciso mais operar o joelho” Nos últimos quatro anos, as intensas dores no joelho tiraram a paz de Delcyr da Silva Quintanilha. “Também sentia um peso no local que me impedia de ficar de pé por muito tempo”. Ela sofria de artrose e, como os tratamentos não combatiam o mal, os médicos cogitaram a operação. “Porém, tinha medo, pois seria uma cirurgia delicada por causa da minha idade”, diz ela, que tem 81 anos e foi mais uma das pessoas saradas nos cultos de 6 de agosto. Quando o Missionário chamou os enfermos à frente do altar para a oração da fé, ela diz que caminhou até lá bem devagar, pois a perna doía demais. “Durante a intercessão, determinei o fim daquele sofrimento, e Jesus me abençoou. Agora, meu joelho não dói mais, e posso fazer até bolo para o café da manhã dos meus netos. E o melhor: não preciso mais operar o joelho”. N dignidade, e você sairá daqui abençoado, em Nome de Jesus, que ama todos nós”, declarou o líder da Igreja da Graça no primeiro culto. E foi uma reunião atrás da outra, com intervalos a cada uma hora. Além de falar da salvação e da vida repleta de bênção concedidas pelo Senhor àqueles que O amam e acreditam na Sua Palavra, R. R. Soares sempre ressalta, nos cultos que realiza, a importância da união na família para se ter uma sociedade mais justa e sem violência. E, no dia 6, ele mostrou que vive o que prega, pois, em todas as reuniões, esteve acom- panhado da esposa, Magdalena, e de dois de seus filhos, Marcos e Filipe Soares. O dia serviu para abençoar o povo do Rio com curas físicas e da alma, fazendo cair por terra o conceito popular de que “agosto é o mês do desgosto”. “Não sou mágico. Não consigo curar uma pessoa sequer. O que acontece no meu ministério é que eu ensino a Palavra de Deus, creio nela, oro com base na Escritura, e Deus opera. E isso pode e deve ocorrer com você. Tome posse da bênção agora. Deus está aí, do seu lado, para curá-lo”, afirmou o Missionário em um dos encontros de fé.

[close]

p. 15

SHOWda FÉ as es: o , r s i u s niõ e eg s u p a is 3 re ja, a Ve 1 e m as d to ante a l r e o r s du da a r cu FOTOS: MARCOS AC ANO 1 - Nº 08 - USA - Setembro de 2014 B11 “O trabalho pesado na lavoura, durante minha juventude, provocou, anos depois, sérios problemas na minha coluna. Também passei a sofrer de reumatismo e não pude mais trabalhar como diarista, cozinheira nem passadeira por causa das fortes dores que me consumiam. Porém, Jesus ouviu a minha oração e me curou. Agora, tenho dois empregos. Estou com muita disposição, mesmo tendo 71 anos”. Aurora dos Santos “Após fazer quatro cirurgias, duas nos pés, uma no joelho e uma no fêmur, todas no lado direito, fiquei com sequelas. Não pude mais andar com firmeza, sentia dores e tinha dificuldade para me levantar, por isso, passei a usar muletas. Meus movimentos eram limitados. Ficava muito triste, pois não conseguia cuidar da casa nem realizar meus compromissos sem companhia. No entanto, ao participar da reunião com o Missionário, Jesus me abençoou, e pude desfilar na passarela dos curados. Hoje, caminho normalmente; não preciso mais das muletas e não dependo de ninguém”. Marinalva Borges Vidal “Apesar dos meus 76 anos, hoje, estou com a disposição de uma garota de 20. Porém, isso só foi possível após Deus curar minha coluna durante a oração da fé. Foram cerca de 20 anos tendo dores terríveis, as quais restringiam meus movimentos e me impediam de andar direito. Tomava injeções, mas não adiantava. No entanto, agora, ando perfeitamente, faço compras, comida e ainda arrumo a casa”. Marilda Nunes de Freitas “Fazia ginástica todos os dias nos aparelhos de uma praça perto da minha casa, mas acabei ficando com a rótula do joelho gasta. Tinha dias que ficava o tempo todo deitava, pois, além de sentir uma queimação, doía muito quando ficava em pé. Devido a isso, não saí mais sozinha. Porém, no dia 6, fui curada por Jesus. Minha perna parou de doer, e voltei a cuidar das minhas plantinhas e caminhar sozinha”. Iolanda de Souza Pinheiro “Faço faxina em um hospital e, nos últimos três anos, era um sofrimento ir trabalhar devido às dores que começavam na lombar e iam até as pernas. Quando me abaixava, quase não conseguia me levantar. Nenhum tratamento adiantou. Só Jesus pôde me libertar daquele mal quando determinei a vitória na Campanha de Fé. Saí da reunião sarada e, agora, trabalho tranquila”. Eva Maria da Silva Souza “As dores da artrose que apareceu em meu joelho, há três meses, não me deixavam mais trabalhar em paz. Era um sacrifício sair de casa. Como a fisioterapia não surtiu efeito, pedi ajuda ao Senhor. No momento da oração, determinei a cura e alcancei o milagre. Meu joelho não dói mais. Já posso pegar ônibus, ir ao supermercado e trabalhar sem problema algum”. Isaura Martins de Oliveira “Sofri de artrose na coluna por causa de um desligamento na vértebra. Não saía mais de casa nem dormia bem, tampouco conseguia pegar minha netinha no colo, porque minha coluna, meus braços e minhas pernas doíam muito. Fui ao culto, clamei com fé, e meu sofrimento teve fim. Meu corpo não dói mais. Vou aonde quero e pego minha neta no colo”. Maria da Penha do Santos “Há 20 anos, sofri um acidente de carro, e minha perna direita, coluna lombar e meu joelho passaram a doer intensamente, pois foram as áreas mais afetadas. Andava me arrastando e não podia descer escadas. Os tratamentos não davam resultado. Entretanto, Deus me libertou daquelas enfermidades e voltei a ter uma vida plena”. Maria Aparecida Soares Firmindo “ Após um acidente, não pude mais dobrar a minha perna direita, que vivia inchada e doía intensamente. Não podia me abaixar para abraçar meu filho mais novo nem brincar com ele. Eu precisava colocar uma prótese, mas confiei em Jesus e, depois de 32 anos sofrendo, estou curada. Cheguei à Igreja com o auxílio de uma bengala e saí andando sem ela”. Ana Maria dos Santos Gouveia ENTRADA GRÁTIS

[close]

Comments

no comments yet