Revista-Comercio-Industria-Setembro-2014

 

Embed or link this publication

Description

Revista-Comercio-Industria-Setembro-2014

Popular Pages


p. 1

1

[close]

p. 2

2

[close]

p. 3

3

[close]

p. 4

ÍNDICE Artigos Economia 05 | Da redação Sônia Maria Marques fala 12 | Sebrae Instituição ofereceu da propaganda do TRE 07 | Editorial Ivan Roberto Peroni comenta o perigo que representa as “costuras políticas” na administração pública 26 | Pesquisa Jaime Vasconcellos revela o aumento no faturamento bruto do varejo 27 | Jurídico Dr. Iran Carlos Ribeiro mostra a responsabilidade da negociação coletiva do comércio varejista 39 | Área Gourmet Deixe seu espaço com um ar caipira, colocando apenas um fogão a lenha Urgente 13 | Reforma Tributária Foi sancionada a lei que beneficia micro e pequenas empresas Em Araraquara são cerca de 4.500 empresas que desejam chegar ao topo PÁG. 13 ciclo de palestras e orientação para microempreendedores 21 | Aumento O repórter Rafael Zocco ouviu profissionais de TI sobre o aumento salarial Theophilo Perche PÁG. 10 Sindicato Rural 32 | Parcerias Homenagem 10 | Tristeza Uniodonto perde seu presidente e Araraquara, um grande ser humano: Theophilo Perche, que na foto está ao lado da filha Eloísa UNESP de Araraquara, SENAR e Sindicato Rural comemoram 10 anos de parceria de sucesso, promovendo o Concurso da Cachaça Cidade Capa Acqua Jet Piscinas e Acessórios O empresário Marcos Destéfani, nesta edição, comemora os 19 anos da sua empresa, mostrando as tendências do mercado para sua área de lazer com o verão que se aproxima PÁG. 08 Marcos Destéfani 24 | Ciber Crimes O repórter Jean Cazellotto mostra quais são os as novidades da comida japonesa perigos dos falsos links postados com excelente atendimento em redes sociais 16 | Investimento Jet Química tem 28 | Poetisa Michelle Zanin é projeto financiado pela Facesp destaque da literatura na cidade 18 | Política Fatec estará funcionando até 2016, graças ao deputado estadual Roberto Massafera 22 | Lixo online Secretaria do Meio Ambiente irá fiscalizar caçambas irregulares nas ruas, além do descarte de forma correta nas empresas licenciadas pela SABESP 14 | Bamboo Sushi Lounge traz Uma das delícias do Bamboo Sushi Lounge PÁG. 14 Tecnologia 25 | Vida de rei Na palma da mão, aplicativos podem comandar sua casa toda sem você sair do sofá Legal, porém, imoral O pior exemplo vem de cima. Quem deveria prezar pela limpeza e visibilidade dos canteiros centrais dos principais corredores comerciais da cidade, faz a opção de promover o emporcalhamento. São faixas, panfletos, cartazes e cavaletes anunciando as mesmas promessas de sempre. Até imaginavámos que o processo eleitoral brasileiro experimentasse um aperfeiçoamento notável em razão dos avanços da tecnologia. Um deles, o fim do espetáculo deprimente da cidade suja. Quem faz uso de cavaletes por Semáforos fabricados em Araraquara já funcionam e bem Com semáforos 100% produzidos em Araraquara, bem abaixo do valor encontrado no mercado, o trânsito nos cruzamentos da Rua Napoleão Selmi Dei com avenidas Vespasiano Veiga e Luiza Helena de Barros, na Vila Harmonia, ganhou uma nova cara. Eles fazem parte das mudanças de mão de direção, colocação de placas e duplicação de via para aumentar a segurança de pedestres e motoristas. exemplo são, na maioria, os candidatos que já têm mandato e/ou dinheiro para bancar. Promovem a poluição visual e ainda querem votos por isso. A cidade fica emporcalhada, eles atrapalham os motoristas e aumentam os riscos de acidentes de trânsito. 4

[close]

p. 5

Seu nome está na rua 36 | Samuel Brasil Bueno Professor Jurandyr e sua esposa Carmelita. Alegria de viver que durou mais de 60 anos PÁG. 36 DA REDAÇÃO Sônia Maria Marques Historiador fala sobre a vida de Jurandyr Gonçalves Ferreira, que foi professor do IEBA e hoje tem o nome em uma das ruas do Jardim Maria Luiza IV Saúde 52 | Snowboard nos Andes A banalidade invadindo os lares dos brasileiros Quando a cantora Daniela Mercury aparece na propaganda do TRE para dizer que “está chegando o momento mais importante da vida do brasileiro”, fazendo uma referência à eleição de 5 de outubro, a gente chega à conclusão que a política brasileira perdeu definitivamente o respeito e a falta de ética pelos valores da própria existência. Até então imaginavámos que os dias importantes das nossas vidas seriam; nascimento de um filho, a formatura escolar ou universitária, aquisição de uma casa própria sem precisar se afundar em financiamentos “bancados” pelo governo, benefícios pertinentes àquilo que se obtém através do trabalho suado, mãos calejadas. O momento mais importante da vida do brasileiro não é andar mais pelas ruas e avenidas de Araraquara, onde tantos “Zé Dirceu” e “Genoíno” já andaram para anunciar um país decente levando uma estrela no peito. O momento mais importante da vida do brasileiro será quando não nos depararmos mais com tanta pobreza, onde tantos não tenham que ser beneficiados pelos vale isso, vale aquilo, bolsa disso e bolsa daquilo. É preciso que se dê dignidade às pessoas, respeito aos bens públicos, qualidade de vida aos irmãos que sofrem, encurralados nos sertões, abraçados à vida miserável que levam. A propaganda feita pelo governo é enganosa e não deveria ser utilizada para tentar recompor uma moralidade que deixou de existir pelos exemplos plantados diante dos nossos olhos. O dia mais importante da vida do brasileiro será quando não existir mais tanta banalidade exposta à nossa mesa. Arquitetura e Construção 41 | Coifas Incomodar os vizinhos? Nunca mais! Instale uma coifa na sua churrasqueira e em sua cozinha 42 | Equipotel Araraquarenses visitam feira em São Paulo, a maior da América Latina Carlinhos Tavares conta as aventuras da família Absolute Fit com o snowboard nas montanhas dos Andes e Bariloche Futebol Amador 53 | Grêmio da PM Repórter Rafael Zocco conta a história do campeão amador de 1975, tendo em seu time Rui Julio, que desgostoso, havia abandonado o futebol profissional Capitão Rodrigues, presidente do Grêmio em 75 PÁG. 53 Variedades PÁG. 25 65 | Em foco Os fatos e as pessoas que circulam 74 | Luiz Carlos Bedran Sociólogo e colunista em eventos da cidade da RCI reflete sobre a esperança do voto e relembra o direito ao voto conquistado pelo povo Rodada de negócios entre Unesp e empresas “Sabemos que o desenvolvimento de produtos a partir de pesquisas e descobertas científicas é o alicerce das Sociedades do Conhecimento e, no Brasil, o caminho mais racional para alcançarmos o desenvolvimento que o país demanda e almeja”, comentou a diretora executiva da AUIN, Vanderlan da Silva Bolzani, que recentemente recebeu o título de “cidadã araraquarense”. A AUIN tem como missão aproximar a área acadêmica da Unesp dos setores industriais envolvidos com a inovação tecnológica e o desenvolvimento de produtos. “Por isso, realiza uma série de eventos entre empresas e pesquisadores da Universidade, com o objetivo de integrar e discutir possíveis parcerias para pesquisa de desenvolvimento colaborativo entre Unesp e o setor empresarial”, diz Vanderlan. R E V I S TA e agronegócio COMÉRCIO INDÚSTRIA EDIÇÃO N°110 - SETEMBRO / 2014 Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Redação: Rafael Zocco, Jean Cazellotto Depto. Comercial: Gian Roberto, Silmara Zanardi, Marcos Assumpção, Heloísa Nascimento Design: Mário Francisco, Carolina Bacardi, Fernando Oprime, Bete Campos Tiragem: 5 mil exemplares Impressão: Grafinew - (16) 3322-6131 A Revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente em Araraquara e região INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633 COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br Tendo como focos as áreas do setor de fármacos, cosméticos, saúde animal e biopolímeros, a Agencia Unesp de Inovação comemorou seu aniversário. Foi realizada em agosto uma série de eventos, como quatro rodadas de negócios envolvendo os professores e os pesquisadores interessados em transformar suas pesquisas em produtos úteis à sociedade e empresas dos setores de medicamentos, cosméticos, saúde animal e biopolímeros. 5

[close]

p. 6

6

[close]

p. 7

EDITORIAL A influência da perversidade política na vida de um povo Diante do desconforto político que Araraquara vive nos últimos tempos, é impossível o cidadão ficar alheio e não opinar, principalmente às vésperas das eleições para presidente, senador, deputados federal e estadual. É até constrangedor dizer que os embrólios políticos ocasionam enormes prejuízos para o município, notadamente para a economia, tema que a nossa revista sempre deu grande foco. O segundo mandato do prefeito Marcelo Barbieri tem sido sim, marcado por ações partidárias que chegam a preocupar. Se de um lado está a oposição tripudiando sobre a crise financeira e as desavenças enraizadas no seio da situação, do outro - uma terceira linha - estão os partidos que alimentam uma desenfreada ânsia de caminhar de mãos dadas com os benefícios que só a política - com toda sua perversidade - consegue mostrar. As coisas ruins correm mais depressa. Estamos convictos de que para se reeleger e isso não é novidade para ninguém, o nosso prefeito fez com vários partidos, acordos que por ele, hoje não são digeridos; e de fato, não há como engolir. Ele sabe disso. O casamento que os políticos chamam de “costuras” em função dos resultados negativos que temos observado hoje, podemos admitir como um desrespeito ao eleitorado, afinal cada partido tem sua ideologia, seus hábitos, suas necessidades, e com isso a mistura de pensamentos passa a ser tão grandiosa que não dá para entender o verdadeiro perfil da administração pública, dando a impressão que são muitos filhos para poucos quartos. A propósito, neste tipo de relacionamento entre pais e filhos, Gibran Kalil Gibran já disse que “vossos filhos não são vossos filhos, são os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma”. De fato. A ânsia supera a necessidade do político ser comedido e útil à sociedade em que vive. Como pode então um administrador trabalhar se ele vive cercado pelos interesses grupais ou pelo individualismo que marginaliza o bom senso? Se o pai não pode outorgar ao filho seus pensamentos porque o filho tem o seu próprio pensamento, é claro que na política nenhuma união dará certo, pois ficou no passado o jargão popular que promessa é dívida. Parceria semelhante a de Waldemar De Santi e Carlos Alberto Manço é uma das poucas que o araraquarense guarda. Embora sempre fossem de uma mesma linha partidária, sabiam dominar qualquer tipo de situação e nunca passaram ou fizeram a cidade sentir na carne o preço de um constrangimento. Não temos a pretensão e nem queremos ter uma procuração para defender o patrimônio político da cidade, mas a solidão em que está sendo levado Barbieri, isolando-se de todos, talvez sirva de lição: a ele um pouco, pois está na metade do mandato, mas aos que virão depois, muito mais, pois quer nos parecer que os políticos estão se perdendo pelo caminho cada vez mais e há que se colocar urgentemente o ser humano como meta prioritária. Barbieri, ou qualquer um outro que estivesse no seu lugar, tomando decisão semelhante de encerrar a temporada de uma administração feita sobre acordos partidários, merece ser enaltecido. O homem não deve se curvar às pressões dos grupos, se intimidando, quando ele tem nas mãos a maioria, que é o povo que o elegeu. Os partidos devem até por respeito ao Executivo, se colocar no seu lugar, o vereador da mesma forma, ainda que diga - fui eleito para defender o povo na Câmara. O que temos visto é uma inversão de valores, onde não se busca a paz, mas a desavença, e quanto mais desgraça, melhor para se tirar proveito. É utopia dizer - estou legislando para o povo. Nem todos fazem isso. Quer nos parecer hipocrisia, pois em linhas gerais, a cidade está perdendo em todos os setores, principalmente na economia que faz a população através da chegada de novas empresas, ter mais empregos e alcançar maior qualidade de vida. Seria interessante que cada partido tivesse vida própria, defendendo sua posição, evitando acordos que não oferecem benefícios à comunidade, só a eles. Ideologia não deve ser levada em conta, pois Karl Marx, já dizia que a ideologia age mascarando a realidade, mostrando apenas sua aparência e escondendo suas demais qualidades. É o que tem ocorrido na política brasileira, onde há casos de acordo com Deus e com o diabo. 7

[close]

p. 8

Piscina de vinil com ilha no centro MATÉRIA DE CAPA “Com a piscina/SPA de vinil, conseguimos personalizar para cada cliente, o sonho de consumo que ele tiver. Podemos colocar dentro dela um spa, patamares, escadas”. Marcos Destéfani Que tal uma piscina com ilha no centro? A Acqua Jet projeta e faz. A Acqua Jet Piscinas e Acessórios, com 19 anos de mercado em Araraquara, está cada vez mais presente na vida daqueles que adoram dar um mergulho após o trabalho. A chegada da primavera é o momento adequado para a implantação de um projeto que combinará certinho com o verão de 2015, já mostrando as tendências para a mais apreciada das estações, ainda mais em uma cidade chamada de “morada do sol”. Foi num final de tarde em agosto, por sinal muito quente e em pleno inverno que Marcos Destéfani, graduado em química e desiger, proprietário da Acqua Jet Piscinas, nos recebeu para falar das novidades do setor em 2015. Como profissional da área, projetando o que será o próximo verão, ele enfatiza na sua conversa com a RCI: “piscina é mais que nadar, é mais que mergulho. É bem-estar, é sentir-se à vontade e também é saúde. Envolve muito mais que apenas um buraco com água”. A empresa instalada em Araraquara desde agosto de 1995, uma das mais conceituadas da cidade e região, traz as novidades do mercado para seus clientes. Com inúmeras opções, Marcos defende a ideia da piscina de vinil (revestimento vinílico), onde se tem uma versatilidade sem fim, estampas criativas, diferente da piscina de alvenaria ou fibra. “Com a piscina de vinil, conseguimos personalizar para cada cliente, o sonho de consumo que ele tiver. Podemos colocar um spa dentro, patamares, escadas, raias e muito mais. É um bem-estar e não apenas uma piscina. Além disso, o cliente escolhe a estampa que preferir e pode mudar quando quiser, pagando muito pouco”. Segundo Marcos, é mais fácil detectar problemas nesse tipo de produto do que em um de alvenaria, por exemplo. “Se você tem uma piscina de azulejo e ela apresenta vazamento, é difícil verificar onde está o problema, mas é possível e, em muitos casos, a saída para conter o vazamento é a colocação do vinil. Por isso Os projetos da Acqua Jet são personalizados e executados de acordo com espaços e o desejo de cada um. À esquerda, modelo apropriado para residência em condomínio na cidade Clube de Campo 8

[close]

p. 9

Piscinas adulta e infantil em ambiente aconchegante Este maravilhoso ofurô projetado pela Acqua Jet combina com o espaço que você tem em sua casa. Vale a pena consultar. AQUECEDORES A Acqua Jet também tem uma linha de aquecedores para piscinas e residências. “A cada dez piscinas que eu vendo hoje, pelo menos oito já saem aquecidas. Araraquara é uma cidade instável no clima. Num dia pode estar calor, no outro frio e depois pode chover. Se você está em uma temperatura externa de 30°C, a água estaPiscina com rá pelo menos 10°C mais fria, é uma spa e cascata enorme diferença para o corpo e hoje o custo para colocar um aquecedor na sugerimos que o projeto seja feito deste matesua piscina está baixo”, avalia. rial desde o início”. A empresa fornece o aquecedor para reA Acqua Jet trabalha com todos os formasidências (banho), que é diferente daquele de tos de piscinas (vinil, alvenaria e fibra), spas, piscina. “O cliente economiza por mês cerca ofurôs, banheiras, cascatas, produtos químide 40% na sua conta de energia elétrica. Em cos para tratamento, acessórios, capas e cerdois ou três anos, o investimento já se pagou. cas de proteção, filtros e motores, etc. Depois é só desfrutar”, diz Marcos. A empresa possui uma equipe especializada em manutenção de bombas, filtros, reDIFERENCIAL fletores e troca de areia, que deve ser feita a cada 15 meses, para não afetar a qualidade Como não basta apenas ter uma piscina da água. “Detectamos também os vazamenpara nadar, a Acqua Jet oferece aos seus clientos em piscinas, sem transtorno para o cliente. tes a iluminação LED subaquática, utilizada Temos equipamentos que não quebram o piso por controle remoto e com inúmeras funções. e nem danificam a pintura das piscinas de fibra”, afirma o proprietário. “Você pode ligar a luz da piscina de dentro de casa, apertando o botão do controle. Fora isso, há uma grande economia, pois gasta-se centavos com a energia. São luzes que mudam de cor e acompanham a batida do seu som em uma festa, tornando o ambiente muito mais agradável”. A iluminação faz toda a diferença em uma piscina Acqua Jet. Agende seu horário e monte seu projeto. Da energia solar sai o aquecimento para sua piscina Avançadas técnicas dos aquecedores para piscinas instalados pela Acqua Jet Projetos ornamentais Completa linha de acessórios para piscinas Serviço: Acqua Jet Piscinas e Acessórios Faz tudo e você nada. Avenida Prudente de Moraes, 58 (esquina com a Via Expressa) Telefone: 3335 1275 www.acquajetpiscinas.com.br acquajetpiscinas@uol.com.br facebook.com/acquajetpiscinas 9

[close]

p. 10

HOMENAGEM Theophilo Perche Theophilo Perche, em um dos trabalhos da Revista Comércio & Indústria A vida se vai, poré Theophilo Perche tem seu nome inserido na história da cidade pelo trabalho que prestou ao setor odontológico por ser cirurgião-dentista, na Uniodonto como seu presidente, na assistência social pelo que fez à AAVIDA, atenciosidade aos seus semelhantes e amor à família. Perdemos uma das grandes lideranças de classe e da filantropia local. As manifestações apresentadas pelo falecimento do cirurgião-dentista Theophilo Perche, no começo de agosto (4), seguem quase que a mesma linha de pensamento: “Perdemos um colega, amigo e companheiro”. No entanto, além de lamentar a passagem de um dos seus filhos mais ilustres, Araraquara deixa de ter os serviços solidários de quem sempre se preocupou com o próximo, abrindo permanentemente seu coração para buscar condições do amanhã ser menos dolorido. O legado que deixou não está restrito apenas ao setor odontológico, contam os amigos. Seu perfil de homem bondoso, experiente, atencioso, extrapolou os limites do profissionalismo que o fez levar com amigos fiéis de diretoria, a Uniodonto entre as mais conceituadas cooperativas odontológicas do país. Certo dia, em uma roda de amigos, Theophilo confidenciou: “Minha luta estará sempre voltada para uma outra causa - a AAVIDA, ou Associação Amigos da Vida Araraquara. É indispensável olharmos para aqueles que se desesperam em busca de uma saída”. Theophilo queria dizer que o fortalecimento da clínica criada há 18 anos com o objetivo de auxiliar na recuperação de dependentes químicos era uma das alternativas para amenizar as dores dos viciados e principalmente dos familiares. E convicto se estendia em falar: “Temos essa força e devemos empregá-la para que o mundo destas pessoas seja melhor”. Seus 72 anos , dos quais quase 50 dedicados à profissão, ainda mostravam ser ele uma pessoa extremamente ativa, dividindo seu tempo entre consultório, Uniodonto, AAVIDA e à família que compreendia a necessidade da integração dele com a solidariedade. Um dos seus últimos depoimentos à imprensa aconteceu quando questionado sobre a internação involuntária do dependente químico: “A internação involuntária é válida, principalmente quando há risco para a vida do usuário”. Theophilo afirmava que estatísticas mundiais revelavam que apenas 10% dos assistidos conseguem livrar-se das drogas, quando são internados voluntariamente. “Este número deve cair pela metade, quando ele vai contra sua vontade”, ponderava. 10 LAÇOS DE FAMÍLIA Agosto foi o mês escolhido em 2012 para mais uma reunião da Família Perches na cidade. Os participantes vieram de todos os lados para os três dias de festa. Este ano um dos seus ilustres membros não participa, é Theophilo que embora sendo Perche, sempre fez parte do grupo. Na hora do registro faltou o “s” e ficou assim. Dois anos atrás lá estava ele abraçado com todos na mais profunda demonstração de carinho vestindo a camiseta confeccionada especialmente para o encontro. Célia Perches, ainda hoje diz: “Somos uma família unida e fazemos esses encontros para manter os vínculos. Foram meus tios que começaram e todos são bem festeiros. Irmãos, filhos, primos, netos e bisnetos se encontram e põem a conversa em dia.

[close]

p. 11

Álbum de Família ém, ficam as coisas belas Theophilo Perche, Gustavo Loria Leoni e João Francisco Franco Filho Theophilo Perche com a esposa Maria Foi com os colegas Gustavo Leoni e João Francisco Franco Filho, que o doutor Theophilo Perche teve uma longa convivência. Foram mais de 16 anos em que os três trabalharam para o fortalecimento da Uniodonto em todo o país. Valeu a dedicação pois foi transformada em uma das mais conceituadas operadoras no contexto nacional. Perda irreparável aliada ao sentimento de saudade que se esvai na espera do reencontro diário nas portas da Uniodonto. um colega; perdi um “Perdemos amigo. Das poucas coisas que sei muitas delas ele me ensinou. Difícil deixar vinte e tantos anos para trás, ver tudo isso ir embora assim, de repente. Quando as pessoas que convivemos partem, de certa maneira ficam presentes por terem deixado dentro de nós uma parte delas mesmas . É isso que em mim ficou. Um abraço Theophilo. Esteja com Deus . (Gustavo Loria Leoni) me formar em 1983, o dr. “Ao Theophilo já passou a ser um exemplo para mim. Lembro que seu nome já era destaque na cidade com referencia à qualidade e competência. Em 1998 tivemos nosso primeiro contato mais direto, quando fui convidado a compor a chapa nas eleições para o Conselho de Administração da Uniodonto de Araraquara. A partir deste momento passei a conhecer mais da pessoa Theophilo Perche. De atitudes simples, trato experiente com pessoas e altamente dedicado na administração da Cooperativa, ele buscava sempre o melhor. Aprendi muito com ele. Como pessoa e como administrador. Vejo no Dr. Theophilo um pilar do cooperativismo regional e que deverá ser lembrado por muito tempo. Que Deus o abençoe e a todos os seus . Theophilo e sua filha Eloisa “ “ (João Francisco Franco Filho) 11 O filho Eduardo

[close]

p. 12

EMPREENDEDORISMO Banco do Povo abre o cofre para as micro Empreender tem sido a palavra chave nos últimos tempos. Mas como abrir um negócio ou fazer ampliar a empresa em período de vacas magras? É para isso que o Sebrae e o Banco do Povo decidiram montar o Balcão do Microcrédito no mês passado. Balcão do Microcrédito é a forma encontrada pelo Sebrae Araraquara e o Banco do Povo para favorecer pequenos empreendedores: os que já estão no mercado e necessitam de um “empurrãozinho” financeiro e aqueles que precisam de recursos para abertura de um negócio. Em agosto, a realização do Balcão do Microcrédito, foi transformado em um evento de porte para “matar dois coelhos com uma cajadada só”. Segundo Gustavo Marques, Consultor da Unidade de Acesso a Serviços Financeiros da instituição, o objetivo é colocar o empreendedor mais próximo do banco, para fazer um empréstimo para a sua microempresa. “Estamos inaugurando este projeto em Araraquara, que foi escolhida para o pontapé inicial. Vamos continuar em outras cidades e já estamos felizes com o resultado e por tantas pessoas terem vindo até o encontro para tirar suas dúvidas e ser orientado posteriormente” Sobre mais palestras e atendimentos como esse, Marques afirma que continuará. “Vamos prosseguir com essa orientação e sempre colocando os bancos interessados de frente com os microempresários”, conclui. O acesso a crédito é assunto recorrente Oitenta pequenos empreendedores reunidos no Balcão do Microcrédito em agosto no universo dos empreendedores e gera uma forte demanda por soluções reais, que aproximem as instituições financeiras e os pequenos negócios”, argumenta a analista de negócios do Sebrae-SP, Luciane Girasolo. Com o número crescente de novas empresas, o número de empréstimos também tende a aumentar. Em Araraquara, por exemplo, de acordo com a Secretaria de Estado do Emprego e Relações de Trabalho (SERT), o Banco do Povo Paulista (BPP) emprestou R$ 450,8 mil até julho do ano passado. Este ano, já são R$ 634,1 mil no mesmo período, Em todos os meses até agora, com exceção de fevereiro, os valores de 2014 são maiores em relação a 2013. Isso deixa evidente o desenvolvimento da nossa economia. A Associação Comercial (ACIA) também tem feito sua parte com o mesmo objetivo, levando o micro e o pequeno empreendedor à feira do setor que acontece anualmente em São Paulo. Lá eles observam onde investir e de que maneira aplicar os recursos disponíveis ou encontrados no mercado. São realizadas também ações que são conhecidas como Programa Empreender, em parceria com a FACESP. Empréstimos em Araraquara no primeiro semestre de 2013 e 2014 MICROEMPRÉSTIMOS EM ARARAQUARA Janeiro Contratos.: 5 operações 2013 Janeiro Contratos.: 15 operações 2014 Valor total: R$ 25,6 mil (R$ 25.688,00) Contratos.: 14 operações Valor total: R$ 76 mil (R$ 76.038,74) Contratos.: 11 operações Valor total: R$ 69.6 mil (R$ 69.615,24) Contratos.: 10 operações Valor total: R$ 62.6 mil (R$ 62.266,75) Contratos.: 11 operações Valor total: R$ 50.2 mil (R$ 50.216,03) Contratos.: 15 operações Valor total: R$ 63.9 mil (R$ 63.988,08) Contratos.: 19 operações Valor total: R$ 103 mil (R$ 103.052,05) Valor total: R$ 65,9 mil (R$ 65.914,60) Contratos.: 9 operações Valor total: R$ 48.9 mil (R$ 48.986,01) Contratos.: 21 operações Valor total: R$ 148.2 mil (R$ 148.268,16) Contratos.: 11 operações Valor total: R$ 65.3 mil (R$ 65.327,06) Contratos.: 12 operações Valor total: R$ 67.9 mil (R$ 67.999,08) Contratos.: 14 operações Valor total: R$ 75.5 mil (R$ 75.577,36) Contratos.: 28 operações Valor total: R$ 162.1 mil (R$ 162.167,96) Fevereiro 2013 Fevereiro 2014 Março 2013 Março 2014 Abril 2013 Abril 2014 Maio 2013 Maio 2014 Junho 2013 Junho 2014 Julho Julho 2014 O pequeno empreendedor busca de forma insistente informações para obter linhas de microcrédito; o Banco do Povo, é um destes caminhos em nossa cidade 2013 TOTAL NO PERÍODO: R$ 450.864,89 MIL TOTAL NO PERÍODO: R$ 634.240,23 MIL 12

[close]

p. 13

REFORMA TRIBUTÁRIA Sancionada lei que beneficia micro e pequenas empresas Pela quinta vez a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa é atualizada. Para alguns é a história de uma lei viva, sempre em processo de construção para favorecer as pequenas empresas, setor da economia que se apresenta como principal gerador de emprego e renda no país. Sem vetos, foi aprovada a lei complementar que estabelece o Simples Nacional, mais conhecido como Supersimples – sistema de tributação diferenciado para as micro e pequenas empresas, que unifica oito impostos em um único boleto e reduz a carga tributária. Com a atualização da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, cerca de 450 mil empresas com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões poderão ser beneficiadas. Além disso, o Supersimples permite o ingresso de 142 atividades da área de serviços em um novo regime de tributação. Em Araraquara, o presidente do SINCOAR (Sindicato dos Contabilistas de Araraquara e Região), Geraldo Luiz Tampellini, disse que o Supersimples estabelece como critério de adesão, o porte e o faturamento da empresa, em vez da atividade exercida. Antes, não podiam participar empresas prestadoras de serviços decorrentes de atividade intelectual, de natureza técnica, científica, desportiva, entre outras. Agora, profissionais como médicos, advogados, jornalistas e várias atividades do setor de serviços passarão a ser contemplados. Com a aprovação do Simples há, ainda, garantia de entrada única e processo integrado para simplificar a abertura e o fechamento de empresas. O Governo pretende ainda, com A matéria também regulamenta o uso da Substituição Tributária e proíbe que ela seja cobrada de pequenos negócios, como alimentação HORAS Confie no monitoramento de quem atua há mais de 18 anos no mercado e que é referência no setor. 24 SEGURANÇA Geraldo Tampellini, atual presidente do SINCOAR em nossa cidade a criação de um Cadastro Único Nacional, diminuir processos burocráticos aos quais os empresários brasileiros tinham de se submeter. Além disso, será possível dar mais eficiência e velocidade ao processo de abertura e fechamento de empresas e, por meio de um sistema informatizado, será possível garantir a execução de processo único de registro e legalização. Dessa forma, empresas de qualquer porte poderão conseguir, em prazo reduzido, a legalização completa do negócio. De acordo com o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, o novo Simples “é o embrião da reforma tributária”. Afif argumenta que o novo Simples apenas colocou “o óbvio” em prática. “Mas é fundamental dar sequência a essa prática do óbvio”, disse ao lembrar que em 90 dias estarão prontos os estudos que pretendem rever as tabelas do Simples. O documento final desse estudo será um Projeto de Lei de autoria do Executivo, a ser apresentado ao Congresso Nacional. “O Brasil dos brasileiros está melhor do que o Brasil dos economistas. É exatamente esse subterrâneo que está trabalhando na geração de renda. A micro e pequena empresa responde pelo aumento de renda e emprego, e facilitou a vida. Logo seremos 9 milhões de unidades de negócios. Se cada um puder gerar um emprego, serão 9 milhões de empregos. Segundo Tampellini, a lei também prevê a criação do cadastro único das pequenas empresas que entrará em vigor a partir do ano que vem. “O Supersimples instituiu o nosso sonho, que é o Cadastro Nacional Único que começa a vigorar a partir de março de 2015 e acaba com a inscrição estadual e municipal.” 13 Novo endereço: Av. Queiroz Filho, 194 | (16) 3311.8800 parmkt.com.br

[close]

p. 14

GASTRONOMIA Bamboo Sushi Lounge Sob a direção dos amigos e sócios Babi Meneghin e Gil Peres desde 2013, os proprietários do Bamboo Sushi Lounge receberam a equipe da RCI em seu espaço personalizado para um bate-papo descontraído. Babi tem mestrado pela USP e doutorado pela UNESP na área de alimentos e Gil em engenharia de produção. É claro que essa combinação não poderia resultar em outra coisa, senão o sucesso que o Bamboo vêm fazendo desde o início do ano. Segundo Babi, o restaurante está do jeito que eles sempre desejaram. “Agora está tudo Reportagem: Jean Cazellotto Os sócios proprietários no ambiente reservado redondo, uma excelente equipe formada por dez pessoas que realmente vestiu a camisa da empresa e está conosco. Havia um problema de rotatividade de funcionários e agora isso não mais acontece, pois eles vestiram a camisa do Bamboo”, revela orgulhosa. Trabalhando com o rodízio e com o à la carte, Babi conta que estão sempre fazendo novos testes. “Há pessoas que vêm aqui toda semana, mais de uma vez, inclusive. Precisamos estar sempre com novidades para essas pessoas, novos sabores, temperos, ingredientes, e em algumas ocasiões, nós fazemos degustação com os clientes”. Gil aponta um diferencial – dentre tantos – do Bamboo. Os pratos são decorados cada um para uma ocasião. “O nosso sushiman prepara e monta os pratos como se fossem únicos”. Além disso, o que difere o Bamboo são os ambientes que a casa tem a oferecer. “Temos o deck na entrada, o salão principal e um espaço aconchegante, mais reservado, com capacidade para até 20 pessoas, ideal para confraternização, festas pequenas e que proporciona discrição, além de serem climatizados”, explica Babi. Gil ainda tem o cuidado de escolher pessoalmente os ingredientes do Bamboo. “Buscamos sempre qualificar novos fornecedores, para termos produtos frescos e de melhor qualidade”. Ou seja, com certeza o Bamboo se encaixa nos seus planos, tanto para suas refeições A equipe Bamboo 14

[close]

p. 15

Pratos servidos no Bamboo Sushi Lounge, com molhos especiais, decoração e exclusividade Gil Peres e Babi Meneghin na entrada do Bamboo Sushi Lounge à noite, quanto para festas, além do ambiente agradável para a sua família. CERVEJAS O Bamboo Sushi Lounge tem uma carta especial de cervejas, em parceria com o Grupo Petrópolis, com produtos exclusivos e que harmonizam com o sabor da comida japonesa. “É uma excelente empresa que nunca nos deixou faltar nenhum produto. Não adianta fazer uma parceria com uma fabricante que nos deixa na mão. Fica chato informar aos clientes que não temos metade das cervejas que estão no cardápio”, explicam os proprietários. Além das tradicionais comidas japonesas, o restaurante também serve porções de filé mignon, de frango e diversos sabores de yakissoba. ATENDIMENTO Babi e Gil estão sempre servindo os pratos e conversando com os frequentadores, garantindo assim um atendimento personalizado para seus clientes. O Bamboo atende de segunda a quinta, das 19h às 23h45; as sextas e sábados das 19h às 00h45. Ceviche, apresentação exclusiva da casa Combinados servidos no tradicional barco De comer com os olhos - decoração exclusiva do sushiman Deivid Rodrigues O sashimi decorado pode também ser servido no gelo Prato exclusivo Sashimi de polvo e Sashimi de salmão negro Rodízio Premium com molhos especiais do Bamboo Teppan de filé mignon* * Outras opções: Frango e peixe branco Bamboo Sushi Lounge: Avenida Mauá, 364 RESERVAS PARA CONFRATERNIZAÇÃO DE FINAL DE ANO: 16 3357 6887 15

[close]

Comments

no comments yet