Manual do Sócio CNCS 2014

 

Embed or link this publication

Description

Manual de instruções aos sócios do Centro Naturista Colina do Sol

Popular Pages


p. 1

Manual do Sócio Segunda Edição Abril 2014 1

[close]

p. 2

Clube Naturista Colina do Sol Horário de atendimento Portaria (Central de Atendimento) Segunda a Sexta Das 08:00 hs às 20:00hs Sábados e Domingos Das 09:00 hs às 20:00 hs Secretaria Segunda a Sexta Das 08:00 hs às 18:00 hs Sábados, Domingos e Feriados Das 09:00 hs às 18:00 hs Para maiores informações, ligue: +55 (51) 9959.3490 | (51) 9655.2139. E -mails: colinadosol@colinadosol.com.br - secretaria@colinadosol.com.br Endereço e Correspondência: Estrada da Grota s/n Morro da Pedra. Caixa postal 170 – Colina do Sol CEP 95600-000 – Taquara/RS

[close]

p. 3

MANUAL DO SÓCIO Segunda Ediçao 25/04/2014 O QUE É O NATURISMO? O conceito de “Naturismo”, editado pela INF - International Naturist Federation, define essa prática como sendo “Um modo de vida em harmonia com a natureza, caracterizado pela prática da nudez social, que tem por intenção favorecer o auto respeito, o respeito pelo outro e o cuidado com o meio ambiente.” HISTÓRIA DO NATURISMO Despertado por emergentes culturas naturalistas na Alemanha e clínicas helioterápicas na França, o Naturismo enquanto movimento filosóficoideológico teve seu nascimento no início do século e ganhou impulso após a Primeira Guerra. Popularizou-se, principalmente, na Europa, onde conta, hoje, com mais de 2000 locais para a prática, que são frequentados por um público de cerca de 60 milhões de adeptos.

[close]

p. 4

Nos Estados Unidos e Canadá, também encontramos o Naturismo fortemente organizado e pesquisas comerciais têm demonstrado que este é o segmento do turismo que mais cresce nos últimos anos. No Brasil, desde os anos 40, vários grupos isolados tentaram vivenciar a prática do Naturismo, mas não conseguiram vencer as barreiras culturais nem ganhar notoriedade. Dora Viváqua, a vedete e bailarina Luz del Fuego, nos anos 60, foi quem liderou o grupo naturista que mais próximo esteve de atingir o reconhecimento e a estabilidade. Montou e dirigiu um clube naturista na Ilha do Sol, no Estado do Rio de Janeiro, que chegou a ter próximo de duzentos sócios de várias partes do mundo e conta-se até que sua ilha chegou a ser visitada por várias celebridades nacionais e internacionais. Com a morte de Luz del Fuego, em 1967, acabou seu clube e a ilha foi abandonada. Quase 20 anos depois, em 1984, o Naturismo ressurge, estampado em capas de revistas, na Praia do Pinho, em Santa Catarina. No livro “Naturismo: A Redescoberta do Homem” – A Conquista do Nudismo na Praia do Pinho –, Celso Rossi conta as dificuldades e barreiras que tiveram de suplantar para a definitiva implantação do Naturismo Organizado no Brasil. Fundando, em 1986, a AAPP - Associação Amigos da Praia do Pinho e, em 1988, a FBrN - Federação Brasileira de Naturismo, Celso Rossi começa a espalhar as sementes do Movimento Naturista pelo Brasil, apoiado por outros idealistas como Rose Espíndola, Paula Andreazza e Sérgio de Oliveira. Desligando-se do seu trabalho em Porto Alegre, em 1987, Celso Rossi inicia a implantação do Paraíso da Tartaruga, na Praia do Pinho/SC e, juntamente com Paula Andreazza, fundam a Naturis Empreendimentos Naturistas Ltda., com o objetivo de abrir novas áreas de Naturismo pelo Brasil e estimular os naturistas a dedicarem-se profissionalmente ao ideal. A partir de então, a Naturis passa a ocupar-se do desenvolvimento dos projetos de Ocupação Naturista, da produção de Vídeos Documentários, livros e da edição da Revista Naturis. 4

[close]

p. 5

NATURISMO NO BRASIL DE HOJE Dezenas de praias desertas são utilizadas para a prática do naturismo. Mesmo assim, já dispomos no Brasil de uma longa lista de praias onde a prática do nudismo é publicamente tolerada e algumas nas quais a nudez é norma oficial. Os naturistas que buscam maior conforto e privacidade, entretanto, têm preferido os centros naturistas situados em áreas particulares, onde o controle de portaria é rigoroso, possuem intensa programação, além de ter uma ótima infraestrutura para a prática de esportes e hospedagem, com o conforto necessário para o descanso e a diversão das famílias naturistas. Os grupos naturistas reúnem-se em clubes ou associações que, filiados à FBrN - Federação Brasileira de Naturismo, fornecem aos seus membros um documento de identificação denominado “Cartão INF”, com o selo anual da INF - International Naturist Federation, o que facilita o ingresso e o intercâmbio entre os naturistas, clubes e associações em nível internacional e confere descontos em produtos e serviços. A imprensa tem dado grande divulgação ao Movimento Naturista Brasileiro e, cada vez mais, a população em geral vem reconhecendo que os naturistas são pessoas normais e perfeitamente integradas na sociedade e que buscam um modo de vida mais saudável, física, espiritual e moralmente, para si e sua família. BENEFÍCIOS DO NATURISMO O naturismo estimula que cada um viva da forma mais natural e espontânea possível, sem rótulos, máscaras e características padronizadas. Não prega doutrinas religiosas, hábitos alimentares ou ideologias, em respeito à liberdade de pensamento e de expressão das pessoas. A prática do naturismo, ou seja, a convivência com outras pessoas de ambos os sexos e das mais variadas idades em estado de nudez total, traz uma série de benefícios físicos, psicológicos, sociais e espirituais. Físicos: A prática de atividades esportivas, ou simples caminhadas, banhos de sol e de mar, lagos ou piscina, sem o uso de trajes de banho permite a 5

[close]

p. 6

oxigenação do corpo por toda a sua pele, de forma parelha e homogênea. Os trajes de banho, molhados de suor ou água, mantidos por longos períodos sobre a pele impedem a transpiração, mantêm-se úmidos, quentes e abafados, criando um ambiente ideal para a proliferação de fungos e bactérias. Além disso, o sol é elemento catalisador da vitamina D e previne a osteoporose e o raquitismo. Psicológicos: Ao longo de muitas gerações, a nudez vem sendo socialmente reprimida. Na tarefa de educar os filhos, os pais atuam, inconscientemente, mandando-os vestir roupas para esconder seu corpo. A criança não compreende a verdadeira origem destes tabus culturais e apreende que “ela é feia, deve sentir vergonha de seu corpo – de si mesma – e que seus órgãos sexuais são símbolos de pecado, depravação, sujeira”. O exercício de apresentar-se nu, à luz do sol, perante outras pessoas, praticando atividades corriqueiras e lúdicas, resgata o verdadeiro valor de sua beleza – todas as pessoas, nuas, são diferentes em suas formas e iguais em seu estado: de nudez. Não existem padrões de beleza nem competição estética nas áreas naturistas. Todos são aceitos como são e essa aceitação faz reativar nos iniciantes a aceitação pelo seu próprio corpo – e por si mesmos. Uma vez vistos os órgãos genitais como partes normais e integrantes do corpo humano, desfazem-se falsos conceitos atribuídos aos mesmos. “Se tivéssemos de esconder alguma parte do corpo, por ser esta uma potencial geradora de atitudes inadequadas, deveríamos ocultar a cabeça, pois o pecado ou o inadequado está na conduta ou na intenção”. Sociais: Como em nenhum outro local, numa área naturista é muito fácil integrar-se e fazer amigos. Os efeitos psicológicos gerados pela prática do naturismo disseminam nas pessoas uma forte sensação de inocência que, semelhante ao que acontece com as crianças, torna-as mais puras e abertas para mostrarem-se como realmente são – sem a necessidade de forjar personagens para a ocasião. Isto permite a formação de novas amizades baseadas na verdade da cada um – relacionamentos, portanto, menos propensos a desilusões ou decepções, e é possível, novamente, fazer-se “amigos de infância”. 6

[close]

p. 7

Espirituais: Todo esse “novo mundo”, no qual se torna o ambiente naturista, conduz a pessoa a uma aproximação maior com a natureza como um todo. Novos valores, mais fortes e mais simples, começam a se estruturar e uma leveza cada vez maior no espírito de vida de cada um convida a uma confraternização amável e alegre com todos ao redor. O QUE É O CENTRO NATURISTA COLINA DO SOL? O Centro Naturista Colina do Sol é a materialização de um grande sonho que tem acompanhado os corações daqueles que buscam um pouco mais de paz e liberdade, sem abrir mão da convivência com pessoas amigas e com todo o conforto que o desenvolvimento tecnológico pode oferecer. DESENVOLVIMENTO DO PROJETO A experiência dos idealizadores do projeto, acumulada ao longo dos anos na Praia do Pinho, em Pedras Altas e em outros clubes e associações do Brasil, Europa e Estados Unidos, sintetizou um compêndio de normas e sistemas de relações que viabilizam a convivência entre as pessoas e a cooperação entre os diferentes interesses dentro do empreendimento. Depois de oito anos estudando, criando, construindo e testando diferentes modelos de urbanização em áreas naturistas, foi concluído um modelo solidamente estruturado e com criativas soluções jurídicas, comerciais e sociais. A partir de então, foi realizada uma longa pesquisa, que durou dois anos, em busca de um local apropriado para a execução do projeto de Ocupação Naturista. CARACTERÍSTICAS GEO/TOPOGRÁFICAS Numa área de 500.000 metros quadrados, no topo de uma chapada, equidistante dos principais centros urbanos do Rio Grande do Sul e a apenas 60 km da capital e da Serra Gaúcha, a Colina do Sol oferece privacidade total a seus frequentadores, pois florestas de árvores nativas circundam a área, tal qual uma gigantesca cerca viva. Em alguns pontos privilegiados, é possível apreciar o nascer ou o pôr do sol sobre uma paisagem que se descortina até o horizonte, pois a Colina, como 7

[close]

p. 8

é carinhosamente chamada pelos seus frequentadores, situa-se no ponto mais alto da região. Ao mesmo tempo, numa altitude de 200m do nível do mar, preserva um clima agradável mesmo durante o inverno, pois está acima das geadas e da neblina das regiões baixas e abaixo do ar gelado da serra. Em todos os meses do ano há dias quentes e agradáveis para a prática do naturismo e no período de inverno as acomodações aconchegantes da Colina convidam a tomar um vinho ao pé da lareira. ESTRUTURA DO PROJETO O Centro Naturista Colina do Sol é constituído de quatro diferentes áreas: a Área Social, as Áreas Residenciais, as Áreas Comerciais e o Distrito Industrial. Em que pese estas áreas terem características diversas, no que diz respeito à infraestrutura e ao funcionamento, são todas regidas pelas normas do Clube Naturista Colina do Sol no que se refere ao comportamento das pessoas que as utilizam. O CNCS é quem executa toda a implantação e conservação da infraestrutura das áreas do Centro Naturista. Área Social: A Área Social, com aproximadamente 100 mil metros quadrados, é onde reside a estrutura de lazer do Centro Naturista. Há dois lagos, um mais específico para passeios e descanso e outro, maior, com uma orla de aproximadamente 400m, é dotado de praias de areia, adequado para banho. Piscinas, sauna, quadras de vôlei, futebol, tênis, bocha, gramados para criquet e trilhas para caminhadas, entre outras opções, compõem os atrativos de lazer projetados para a Área Social. Em que pese algumas Concessões Comerciais situarem-se dentro da Área Social, estas são regidas pelas mesmas normas das Áreas Comerciais, no que tange aos aspectos jurídicos e comerciais. Área Residencial: As Áreas Residenciais são os perímetros reservados às casas de moradia e veraneio dos sócios. Nelas, as cabanas são dispostas de forma irregular, mantendo uma distância aproximada de 25m entre seus eixos centrais. Por serem áreas de refúgio e descanso de seus usuários, as normas relativas a horários de silêncio são especialmente fiscalizadas. Existe uma Área Residencial especial para aqueles que possuem pequenos animais de estimação que, em qualquer hipótese, deverão restringir-se aos seus limites. 8

[close]

p. 9

Área Comercial: As Áreas Comerciais são as regiões reservadas à edificações comerciais, como lojas, lanchonetes, mercados, livrarias, etc.. As Áreas Comerciais estão situadas nos locais de maior movimento de pessoas e, nas suas confrontações com as Áreas Sociais ou de dormitório, como Camping ou Pousada, as normas de silêncio também são mais fiscalizadas. Distrito Industrial: Uma pequena área da Colina do Sol está reservada para a construção de seis galpões de 200 metros quadrados, para a instalação de pequenas indústrias que não produzam barulho ou resíduos ao meio ambiente, completando o rol de possibilidades que uma pequena vila deve oferecer aos que desejarem trabalhar e residir permanentemente na Colina. O QUE É O CLUBE NATURISTA COLINA DO SOL? Para melhor desenvolver as atividades e para consolidar a participação dos naturistas no processo de condução dos ideais do Movimento Naturista, foi criado o CNCS - Clube Naturista Colina do Sol. Toda a área do Centro Naturista Colina do Sol pertence ao CNCS, com exceção terreno sobre o qual estão instalados o Restaurante do Lago e o Hotel. Nela, o clube oferece aos seus sócios, convidados e visitantes uma variada estrutura de lazer, além da promoção de atividades esportivas e culturais nos feriados de maior movimento e finais de semana. O CNCS é quem gerencia e arrecada os fundos provenientes das Portarias, das Joias de Ingresso, dos Títulos de Sócio Residencial, mensalidades, Taxas de Manutenção das casas e edificações comerciais, energia elétrica, etc., sendo o responsável pelo controle de ingresso de pessoas no centro naturista e pela fiscalização das normas de conduta estipuladas pela FBrN - Federação Brasileira de Naturismo, pela Assembleia Geral do CNCS e pelo seu Conselho Deliberativo. O CNCS POSSUI AS SEGUINTES CATEGORIAS SOCIAIS: Sócios Mensalistas: Mediante o pagamento inicial de uma Joia de Ingresso, intransferível, e contribuindo mensalmente para a manutenção do clube, os Sócios Mensalistas e seus dependentes, aprovados pelo Conselho Delibera9

[close]

p. 10

tivo, podem passar a utilizar todas as dependências sociais e públicas do Centro Naturista Colina do Sol sem o pagamento das taxas de portaria. O sócio pode solicitar, ainda, um “passaporte naturista”, chamado de Cartão INF, com o selo anual da INF - International Naturist Federation, que lhe dá acesso a milhares de áreas naturistas no mundo inteiro. As cobranças de parcelas da Joia de Ingresso e das mensalidades são enviadas pelo correio, em boletos para pagamento em agências bancárias ou pela internet. Qualquer alteração de endereço deve ser precedida de comunicação à secretaria do clube, pois o associado não se exime de recolher suas contribuições por motivos de extravio de boletos bancários. Sócios Residenciais: Todo Sócio Mensalista pode tornar-se Sócio Residencial mediante a aquisição do respectivo Título de Sócio Residencial. Este título, diferentemente da Joia de Ingresso, pode ser posteriormente transferido a outro Sócio. Além de descontos especiais em função desta categoria social, os Sócios Residenciais podem votar e ser votados para a composição do Conselho Deliberativo do CNCS e têm o direito de, havendo disponibilidade, adquirir Concessões Residenciais no Centro Naturista Colina do Sol. Sócios Patrimoniais: Todo Sócio Mensalista ou Residencial pode adquirir um Título de Sócio Patrimonial. Este título, num total limitado em 200, além de conferir ao seu proprietário todos os direitos relativos às outras categorias sociais, permite ao titular participar das Assembleias Gerais do CNCS, votar e ser votado para membro do Conselho Deliberativo e promover alterações de estatutos. Os Sócios Patrimoniais são isentos de mensalidades e participam no patrimônio do CNCS na proporção de 0,5% por cada título que possuírem. ADMINISTRAÇÃO DO CLUBE O CNCS é comandado pelo Conselho Deliberativo, composto de sete membros efetivos e mais três suplentes, eleitos entre os Sócios Patrimoniais e Prioritários, com mandato de dois anos. O Conselho Deliberativo contrata os Diretores, que são os responsáveis pela execução das deliberações do Conselho, podendo, estes, contratar secretários e auxiliares para cumprir com suas tarefas. Além do Conselho Deliberativo, o CNCS conta com o Conselho Fiscal e o Conselho Disciplinar. Este último é o órgão responsável por analisar e julgar as questões éticas na comunidade. 10

[close]

p. 11

QUEM PODE INGRESSAR NO CENTRO NATURISTA COLINA DO SOL? O Centro Naturista Colina do Sol e o Clube Naturista Colina do Sol, a princípio, podem ser frequentados por qualquer pessoa que preencha um dos requisitos abaixo: Sócios: Os Sócios do CNCS, de qualquer categoria, bem como seus dependentes, têm livre e franco acesso a todas as dependências sociais do clube, além das demais áreas públicas do Centro Naturista, em qualquer horário, em qualquer dia do ano, livre de qualquer taxa, sempre que estiver em dia com os vencimentos a que for sujeito. Convidados: Os Sócios do CNCS podem se fazer acompanhar de quantos convidados desejarem, sendo que aqueles que excederem ao limite de 30 convidados por ano deverão pagar taxa normal de portaria para ingresso no Centro Naturista. Sócios com residência permanente na Colina têm esse limite ampliado para 60 convidados. Sempre que o Sócio trouxer convidados, deverá conduzi-los pela portaria principal, para que sejam devidamente identificados, sendo responsável por sua conduta e por suas despesas. Empregados de Sócios, quando autorizados pelo Conselho Deliberativo e devidamente identificados, serão isentos da taxa de portaria, bem como aqueles convidados eventuais que não utilizem as áreas de lazer. Visitantes: Os visitantes somente poderão ingressar pela portaria principal, após o preenchimento do cadastro e da devida autorização de ingresso e mediante o pagamento da respectiva taxa diária, podendo permanecer qualquer tempo e retornar quantas vezes desejarem. Outros: Funcionários em geral, que não sejam sócios ou convidados de sócios, devem utilizar apenas as áreas pertinentes ao seu ambiente de trabalho. Fornecedores, devidamente autorizados, devem circular apenas pelas vias especificamente autorizadas. Em ambos os casos, a responsabilidade por suas condutas e eventuais danos por estes causados é do clube, do empregador ou do respectivo concessionário. As taxas de portaria são cobradas de visitantes e convidados de sócios que já tenham excedido seu limite de convidados anuais. O valor da taxa de portaria é cobrado por dia de permanência na Colina, independentemente de outras despesas com hospedagem ou alimentação. Aqueles que chegarem à Colina após as 18:00hs, ou saírem antes das 10:00hs, estarão isentos da referida taxa nesse dia. 11

[close]

p. 12

Para garantir a tranquilidade, segurança e bem estar comum, todos os visitantes e convidados recebem, na portaria, após cadastrarem-se, um folheto com as normas de conduta internas. RESOLUÇÕES DO CONSELHO DELIBERATIVO Nas Resoluções do Conselho Deliberativo encontram-se detalhadas, normas e procedimentos referentes aos itens aqui apresentados. 12

[close]

p. 13

NORMAS ÉTICAS DO NATURISMO BRASILEIRO A FBrN - Federação Brasileira de Naturismo, como meio de garantir um padrão ético de comportamento entre sua áreas filiadas, edita as seguintes Normas Éticas: I - FALTA GRAVE: As condutas abaixo relacionadas, com grau de intensidade examinado pelos Conselhos Deliberativos dos Clubes, em primeira instância, e pelo Conselho Maior da FBrN, em segunda e última instância, são motivos para expulsão de seus agentes dos quadros sociais e das áreas naturistas regidas pelas entidades filiadas à FBrN. I. 1 - Ter comportamento sexualmente ostensivo e/ou praticar atos de caráter sexual ou obscenos nas áreas públicas. I. 2 - Praticar violência física como meio de agressão a outrem. I. 3 - Utilizar meios fraudulentos para obter vantagem para si ou para terceiros. I. 4 - Portar ou utilizar drogas tóxicas ilegais. I. 5 - Causar dano à imagem pública do Naturismo ou das áreas naturistas. II - COMPORTAMENTO INADEQUADO As condutas abaixo relacionadas, com grau de intensidade e reincidência examinadas pelos Conselhos na forma referida no Item I, constituem motivos para advertência, suspensão e expulsão dos seus agentes dos quadros sociais e das áreas regidas pelas entidades filiadas à FBrN. II. 1 - Concorrer para a discórdia por intermédio de propostas inconvenientes com conotação sexual. II. 2 - Fotografar, gravar ou filmar outros naturistas, sem a permissão dos mesmos. II. 3 - Utilizar aparelhos sonoros em volume que possa interferir na tranquilidade alheia, e ou desrespeitar os horários de silêncio regulamentados. 13

[close]

p. 14

II. 4 - Causar constrangimento pela prática de atitudes inadequadas. II. 5 - Portar-se de forma desrespeitosa ou discriminatória perante outros naturistas ou visitantes. II. 6 - Deixar lixo em locais inadequados. II. 7 - Provocar danos à Flora e à Fauna, ou à imagem do Naturismo. II. 8 - Satisfazer necessidades fisiológicas em áreas impróprias, ou excederse na ingestão de bebidas alcoólicas, causando constrangimento a outros naturistas. II. 9 - Utilizar assentos de uso comum sem a devida proteção higiênica. II. 10 - Apresentar-se vestido em locais e horários exclusivos de nudismo, sendo tolerado às mulheres o topless, durante o período menstrual. As presentes NENB - Normas Éticas do Naturismo Brasileiro devem ser fixadas em locais públicos e visíveis, além de distribuídas e divulgadas entre naturistas e visitantes nas áreas de prática naturista filiadas à FBrN. Estas normas foram aprovadas na Assembleia Geral Extraordinária número 3 (três) realizada em 7 de dezembro de 1996, no Sítio Ibatiporã, em Porto Feliz/SP. Celso Rossi Presidente da FBrN 14

[close]

p. 15

REGULAMENTO INTERNO CENTRO NATURISTA COLINA DO SOL 1. RELAÇÕES COM A NATUREZA – É vedado ao frequentador do Centro Naturista Colina do Sol: 1.1 – instalar floreiras e vasos, plantar, capinar ou cortar qualquer espécie vegetal, sem antes certificar-se de que seu procedimento está de acordo com o planejamento paisagístico da área; 1.2 – pendurar, fixar ou amarrar bandeiras, antenas, estendedores de roupas, lixeiras, mobílias de jardim, churrasqueiras externas e demais utensílios domésticos, em desacordo com o planejamento paisagístico da área; 1.3 – ingressar no Centro Naturista Colina do Sol acompanhado de animais, domésticos ou não, notadamente fora das áreas próprias; 1.4 – atear fogo fora dos locais permitidos e, mesmo nas churrasqueiras, manter as chamas controladas para evitar queima da vegetação contígua; 1.5 – depositar ou deixar de recolher lixo, detritos e demais vestígios da presença humana, até mesmo detritos de cigarros, em locais inapropriados. 2. RELAÇÕES COM AS PESSOAS – É dever de todo frequentador do Centro Naturista Colina do Sol: 2.1 – evitar qualquer conduta ou manifestação de conotação sexual nas áreas de uso comum; 2.2 – manter sigilo sobre as pessoas e fatos observados no CNCS, abstendose de comentá-los, principalmente fora da Colina do Sol; 2.3 – abster-se de fotografar ou filmar pessoas que não autorizem expressamente; 2.4 – evitar interferir na liberdade e privacidade alheia e em seus direitos ao silêncio, repouso e vida privada; 15

[close]

Comments

no comments yet