Informativo Guarulhos Empresarial - edição 081

 

Embed or link this publication

Description

Informativo Guarulhos Empresarial - edição 081

Popular Pages


p. 1

impresso guarulhos empresarial abril/2004 edição nº 81 mais uma conquista da ace redução do iss para 2 as micro e pequenas empresas do município não devem pagar mais do que 2 de iss a redução do imposto foi um benefício conquistado após várias reivindicações da associação comercial página 3 páscoa comércio aposta no aumento das vendas do chocolate em barras página comércio exterior associação emite certificado de origem para empresas de guarulhos e região página 6 7 projeto programa arranjo produtivo local quer desenvolver o setor têxtil do município movimento degrau página 12 saiba como sua empresa poderá contratar jovens aprendizes página 9

[close]

p. 2

fala presidente custo brasil custo guarulhos muito tem se falado do custo brasil resultado dos nossos problemas de infraestrutura tais como falta de segurança portos ineficientes estradas ruins baixa qualificação da mãode-obra burocracia elevada carga tributária entre outras despesas não operacionais que entram no custo de nossos produtos e serviços a associação comercial e empresarial de guarulhos em sua missão de defender os interesses de seus associados conseguiu uma grande vitória no final de 2003 ao ver aprovada a redução das alíquotas de iss das micro e pequenas empresas de guarulhos para 2 independentemente do ramo de atividade este segmento que mais gera empregos no brasil havia sido em 2002 surpreendido e brutalmente afetado com o fim do convênio do simples entre a prefeitura de guarulhos e a receita federal a redução sugerida pela ace-guarulhos e atendida pelos vereadores foi uma justa acertada e aplaudida correção de rumos os empresários sabem que nas empresas quando não se pode aumentar as vendas e preços para atingir os resultados esperados cortamse as despesas nos dias atuais é impossível pensar em elevar preços para recuperar margens de lucro pois certamente o produto irá encalhar porém nossos governantes parecem que ainda têm uma enorme dificuldade de reduzir suas despesas pois sempre procuram o fácil caminho do aumento de impostos ou a criação de novas taxas ou contribuições para cumprirem com suas obrigações dificilmente se ouve uma discussão sobre estratégias para reduzir o custo da máquina dos governos há tempos as associações comerciais têm clamado por um basta aos impostos porém temos de ir mais longe devemos ficar muito atentos às despesas governamentais pois tão importante quanto cobrar impostos é avaliar a eficiência na gestão dos altos recursos arrecadados em guarulhos temos uma arrecadação prevista em 1 bilhão de reais para 2004 a redução do custo guarulhos passa pela redução das despesas da máquina pública como por exemplo as de aluguel imóveis máquinas equipamentos e veículos as de funcionários comissionados ou em desvio de função as de publicidade exageradas as de shows desnecessários as obras mal executadas e gerenciadas consultorias injustificadas entre tantas outras assim fazendo sobrará mais dinheiro em caixa para os serviços públicos essenciais os impostos não precisarão ser aumentados e as empresas poderão fazer mais investimentos gerar mais empregos e desenvolvimento em nossa cidade a ace-guarulhos está atenta aos gastos públicos como representante dos empresários que pagam com sacrifício seus impostos deve atuar como um canal privilegiado de fiscalização do uso destes recursos em prol do bem comum e do desenvolvimento de guarulhos decio pompêo junior presidente da ace-guarulhos dia internacional da mulher colaboradoras da ace passam um dia especial as colaboradoras da ace-guarulhos receberam um tratamento especial no dia 08 dia internacional da mulher o presente foi uma massagem de relaxamento especial para contribuir com a saúde e bem-estar durante toda a segunda-feira 3 alunas do curso técnico em massoterapia do senac de guarulhos acompanhadas pela professora flávia carrera gonçalez fizeram massagem gratuita para todas as mulheres da associação comercial e também extensiva aos colaboradores a massagem de relaxamento chamada quick massage aplicada no dia é somente uma das modalidades que o curso oferece informações pelo telefone 6443-1622 a massagem foi um presente especial da ace para suas colaboradoras projeto empreender completa primeiro ano em guarulhos o associativismo possibilita crescimento e desenvolvimento para todo o segmento o empreender projeto implantado na cidade no dia 27 de fevereiro de 2003 pela ace em parceria com o sebrae-sp vem mostrando que através do associativismo é possível haver crescimento e desenvolvimento das pequenas empresas dos mais variados segmentos em guarulhos mais de 70 empresas participam hoje do projeto e desenvolvem ações conjuntas em busca de soluções para problemas comuns como compras em conjunto redução de carga tributária aperfeiçoamento e atualização de funcionários e pesquisas de mercado empresas dos setores de materiais de construção farmácias recursos humanos além de escolas particulares ­ núcleo criado em fevereiro deste ano ­ enxergaram no projeto uma possibilidade de crescer como parceiros e não mais como simples concorrentes com reuniões semanais suas dificuldades são acompanhadas por consultores que apontam possíveis soluções foi um ano de muito sucesso que gerou motivação aos empresários reacendeu a esperança de melhores resultados e de crescimento no mercado comemora wagner salgado Ântico consultor do projeto participar do núcleo trouxe crescimento profissional também temos conseguido fechar vagas com maior facilidade diz liliane niccioli gerente de unidade da empresa gelre trabalho temporário participante do núcleo de rh saiba mais sobre o projeto empreender pelo telefone 11 6463-9339 expediente diretoria executiva presidente decio pompêo junior vice-presidente do comércio luis roberto mesquita vice-presidente da indústria antonio carlos de almeida vice-presidente de serviços wilson josé lourenço junior 1º secretário vilson caldas luiz 2º secretário aurindo castro cruz 1º tesoureiro joão carlos biagini 2º tesoureiro francisco josé de sá diretor de relações institucionais anunciato thomeo sobrinho associação comercial e empresarial de guarulhos rua 15 de novembro 85 ­ 10º andar centro ­ guarulhos ­ são paulo cep 07011-030 ­ fone/fax 6463-9333 www.aceguarulhos.com.br para anunciar ligue 6463-9304 diretor comercial rubens ferreira de castro diretor de comércio exterior josé roberto vitorelli diretor de turismo adam akihiro kubo diretor técnico joão thomeo neto diretor social marco antonio ribeiro de castro diretor administrativo josé roberto hatje diretor jurídico manoel marcelo camargo de laet diretor de economia alexandre cadeu bernardes diretora de marketing zulmira maria gomes silva demais diretores antonio rapé paulo cezar longo paiva alexandre turri zeitune edinei alexandre fontana joão batista alvarenga conselho deliberativo akito koga adam akihiro kubo alexandre turri zeitune Álvaro bernardino aurindo castro cruz cláudio manoel fernandes dagner geraldo corrêa turri decio pompêo júnior edgar muniz fábio roberto carleto henrique leibovicius joinville alexandre vieira josé osmar viviani josé valberto siqueira mangabeira mario joaquim seixas soares nelson lopes da silva olívio manoel de souza Ávila oswaldo mazoni paulo cezar longo paiva pedro lago pedro lopes brandão roberto areias neto rogério ramalho romualdo galvão dias silvio de figueiredo ferreira suplentes eldon luiz fiorin fátima batista vasconcelos monacchesi irvando secco joão b g da costa marcello augusto toffoli norberto augusto pinto lima otto timmerman vilson caldas luiz conselheiros natos antônio veronezi anunciato thomeo sobrinho ari jorge zeitune filho derghan ahmad derghan luis roberto mesquita primo poli publicação da ace-guarulhos coordenação zulmira maria gomes silva luciana bezerra santos jornaiista responsável e fotos dunia schneider mtb 37.150 editoração fz.dáblio impressão folhagráfica tiragem 10.000 exemplares

[close]

p. 3

empresário fique atento na hora de declarar o iss ace esclarece associado sobre a nova forma de recolhimento do imposto dentre várias mudanças que a nova legislação do issqn imposto sobre serviços de qualquer natureza apresenta a que mais vem causando dúvidas nos empresários é a forma de recolhimento e declaração do imposto que passou a vigorar no mês de março a partir do dia primeiro começou a funcionar a declaração do imposto via internet através da giss ­ guia de informação e escrituração eletrônica do iss disponível em um link no site da prefeitura www.guarulhos sp.gov.br com esse link ficou mais fácil porque o contribuinte não precisará usar disquete ou fazer download de programa disse jorge cortez da cobra tecnologia empresa responsável pelo desenvolviace trouxe mento da giss durante representantes da a palestra porém as prefeitura até a sua dificuldades que o sissede para explicar tema apresenta são aos associados grandes a ace-guarulhos como irá funcionar preocupada em oferea giss cer apoio para que o empresário possa se adequar mais rapidamente realizou tria comércio ou uma palestra com representantes da prestadores de serprefeitura no dia 29 com a nova viços acrescentou forma de declaração é preciso que o eldon fiorin da secretaria de finanças tira dúvidas cortez dos comerciantes sobre a nova gestão do imposto empresário fique atento a alguns itens atenção micro para não ter problemas futuros ou e pequenos empreainda venha pagar mais do que já é sários ­ por reivindicação da ace forme a atividade exercida indique devido na guia o empresário deverá as micro e pequenas empresas não deoutra alíquota prevalecerá a cobrança cuidar para não indicar o enquadravem pagar mais do que 2 que é a de 2 mento e a base de cálculo errada menor alíquota prevista na lei para o É preciso lembrar que a lei defipreencher corretamente todos os itens iss houve queixas de associados que ne como micro empresa aquela que além de ficar atento para as datas de estavam sendo cobrados com alíquotem faturamento anual de r 244 mil vencimento a data máxima para a tas de 3 4 e até 5 caso a pree pequena aquela que fatura até declaração é dia 30 de cada mês e o feitura esteja cobrando alíquota sur 1,2 milhão por ano dia 7 é a data limite para efetuar o perior dos micro e pequenos emprea ace coloca o seu departapagamento do imposto sários não concorde avisa adilson mento jurídico à disposição dos as a partir do momento em que o ribas coordenador do departamento sociados para orientações e esclacontribuinte faz a declaração a prejurídico da associação comercial recimentos necessários feitura passa a ter uma noção de toda mesmo que a lista de serviços aneinformações na central ace de a realidade dos segmentos seja indúsxa a lei municipal nº5986/2003 conrelacionamento 11 6463-9333 a principal conquista foi a total aprovação dos vereadores da alíquota única de 2%

[close]

p. 4

garantia de produtos e o código de defesa do consumidor considerações sobre a garantia do produto ou serviço no código de defesa do consumidor todo os produtos têm garantia muitos lojistas não sabem mas o código de proteção e defesa do consumidor cdc apresenta duas espécies de garantia a legal e a contratual a garantia legal está prevista no artigo 26 ela acompanha o produto comercializado independentemente da vontade do fornecedor ou do lojista significa que todos os produtos têm garantia determinada por lei mesmo que não haja garantia contratual fornecida pelo comerciante o que é a garantia contratual É aquela que o fornecedor ou comerciante dá ao consumidor além da garantia já prevista na lei o comerciante ou fornecedor é obrigado a dar essa garantia não a garantia contratual não é obrigatória mas se concedida necessariamente deve ser por escrito além disso o termo de garantia como é chamado deve ser preenchido conforme estipula o parágrafo único do artigo 50 do cdc parágrafo único o termo de garantia ou equivalente deve ser padronizado e esclarecer de maneira adequada em que consiste a mesma garantia bem como a forma o prazo e o lugar em que pode ser exercitada e os ônus a cargo do consumidor devendo ser-lhe entregue devidamente preenchido pelo fornecedor no ato do fornecimento acompanhado de manual de instrução de instalação e uso do produto em linguagem didática com ilustrações quais os prazos da garantia para produtos ou serviços não duráveis alimentos ou pacotes turísticos por exemplo o prazo da garantia é de 30 dias se o bem ou o serviço for durável eletrodomésticos ou conserto de produtos por exemplo o prazo é de 90 dias o que o consumidor poderá exigir se não for atendido o consumidor poderá exigir a troca do produto ou o abatimento no preço ou ainda a devolução do dinheiro corrigido parágrafo 1º do artigo 18 do cdc a quem se aplica o cdc se o consumidor é revendedor o cdc não é aplicado mas se o consumidor adquire a mercadoria para uso próprio e depois transfere a propriedade para um terceiro a garantia continua válida produtos usados têm garantia sim o comerciante não está proibido de comercializar produtos com defeitos ou usados porém sempre que o fizer deverá informar com clareza e precisão ao consumidor todos os produtos têm garantia determinada por lei como se conta o prazo da garantia legal tratando-se de vícios aparentes defeitos visíveis a contagem do prazo de 30 dias para produtos não duráveis ou 90 dias para os duráveis começa a partir da entrega do produto ou da execução do serviço no caso de vícios ocultos defeitos que se percebem com o uso da mercadoria ou depois de utilizado o produto consertado o prazo é contado a partir da constatação do defeito e o prazo da garantia contratual segundo o artigo 50 do cdc a garantia contratual é complementar à legal isso significa que a contagem da garantia contratual inicia após o prazo da garantia em outras palavras o prazo se conta após 30 ou 90 dias conforme o caso adilson ribas coordenador do depto jurídico a entrega do termo de garantia sem o preenchimento correto é crime o comerciante precisa estar ciente de que a entrega do termo de garantia sem seu preenchimento correto artigo 74 do cdc é crime junto com esse termo recomenda-se que o cliente receba o manual de instalação e instrução de uso do produto programa começar certo se você está pensando em abrir o seu próprio negócio é importante refletir sobre as competências que devem ser trabalhadas e desenvolvidas esse programa ajudará você empresário a obter sucesso 1 palestra despertar para o empreendedorismo ­ comportamento empreendedor ­ troca de informações e experiências sobre empresas 2 curso saber empreender ­ o campo do empreendedorismo ­ a visão empreendedora ­ características do comportamento empreendedor 3 curso plano de negócios ­ empreendedorismo ­ estrutura de um plano de negócios ­ oportunidades ­ o setor como cenário estratégico ­ a determinação do potencial do mercado ­ a análise do mercado ­ estratégias de comercialização ­ aspectos econômicos e financeiros ­ elaboração do fluxo de caixa ­ análise de investimento 4 palestra código do consumidor ­ qual a finalidade do código de defesa do consumidor ­ quem é o consumidor ­ quem é o fornecedor ­ quais os direitos efetivos do consumidor brasileiro ­ como exercitar os direitos do consumidor ­ quais as obrigações das empresas perante o consumidor 5 palestra legalização tributação e função do contabilista local sebrae-escritório regional guarulhos início 16 de abril horário das 8h às 18h telefone 11 6440-1009 gráfico de avaliação do programa começar certo

[close]

p. 5

nova loja de móveis e decorações em guarulhos mais uma opção para móveis e decorações na cidade a veruska decorações inaugurada no dia 13 de março além de oferecer opções de móveis clássicos contemporâneos e decorações de encher os olhos também dá a possibilidade do cliente escolher um arquiteto conforme o seu estilo para decorar e mobiliar a sua casa a decoradora tereza cristina marques jerônimo proprietária da loja avisa que o cliente pode escolher o arquiteto que mais combina com o seu estilo para criar a decoração dos ambientes quem for conhecer a loja poderá ver de perto alguns ambientes bem arrojados de salas quartos e banheiros criados por arquitetos de guarulhos a veruska decorações fica na avenida dr timóteo penteado 3.550 na vila galvão informações pelo telefone 64551879 ou pelo e-mail decorveruska terra.com.br casa de carnes santo antônio e ace juntos há 40 anos três dias antes da fundação da associação comercial e empresarial de guarulhos ­ na época acig ­ nascia a casa de carnes santo antônio no dia 13 de julho de 1963 desde então a casa se mantém associada da ace consolidada na história da entidade e de guarulhos como o segundo associado a efetuar a filiação além de ser um dos mais tradicionais e qualificados neste segmento o proprietário do açougue emílio carvalho vazquez que passou a administração da empresa para seu filho fernando vazquez lembra que há quase 41 anos se tornou associado porque era uma forma de participar mais da sociedade e da comunidade guarulhense guarulhos era um vilarejo com a área central quase toda ocupada por residências somente a com qualidade e bom atendimento a casa mantém uma clientela fiel a loja expõe vários ambientes criados por arquitetos da cidade rua dom pedro ii era comercial conta vazquez hoje com cinco funcionários e uma grande variedade de carnes a casa continua associada para além de usufruir dos benefícios e dos serviços também ser filiado a um órgão que luta pelos direitos dos comerciantes a casa de carnes santo antônio fica na dr diogo de faria 18 no centro telefones 11 6408-6369 e 6409-1110.

[close]

p. 6

comércio aposta nas vendas de chocolate em barras para a páscoa a confecção artesanal dos ovos de páscoa tem se tornado uma alternativa muito rentável com o aumento do desemprego e a situação econômica instável cada vez mais o brasileiro tem buscado alternativas de trabalho para aumentar a renda mensal e ajudar nas contas da casa entre tantas alternativas de trabalho confeccionar ovos de páscoa nessa época é uma boa saída e é a aposta de muitas lojas que vendem todo o material desde o chocolate em barras até as embalagens para o próximo feriado o comercial esperança por exemplo aposta nas vendas do chocolate em barras e prevê um crescimento de 5 em relação aos meses anteriores as expectativas são boas principalmente porque neste ano o feriado de páscoa cairá no começo de abril um momento favorável porque há moeda circulante na mão do consumidor acredita josé arnaldo piggneri coordenador de lojas como o dinheiro está curto muita gente prefere fazer os ovos a comprar os já industrializados acredita outra loja que aposta na venda da matéria-prima é a 7 Épocas localizada na rua felício marcondes que também tem expectativas de que as vendas aumentem nas duas semanas que antecedem à páscoa comprar barras sai mais barato e é uma renda alternativa na época da páscoa diz mirtes de lima gaudi proprietária em média a barra de chocolate tradicional o chocolate ao leite custa cerca de r$12,00 o quilo e a de chocolate branco sai por r$13,00 outra possibilidade que tem tido muita saída segundo como o dinheiro está curto muita gente prefere fazer os ovos a comprar os já industrializados josé arnaldo piggneri confeccionar ovos de páscoa nessa época é uma boa saída para obter uma renda extra piggneri é o chocolate em barras hidrogenado custando em torno de r 6,00 o quilo é mais barato tem qualidade e tem saído muito nos últimos anos já a proprietária da loja doce nel da vila augusta fátima ramos aposta na venda de 7 a 10 toneladas de chocolate nas próximas semanas campanha ­ desde o mês de março a maioria das lojas da cidade começou a campanha de páscoa o consumidor poderá escolher entre os tradicionais ovos industrializados artesanais coelhinhos sem contar com as colombas bolos confeccionados especialmente na época de páscoa desde o mês de março a maioria das lojas da cidade começou a campanha de páscoa

[close]

p. 7

valorize o seu produto no exterior a ace emite o certificado de origem para os empresários de guarulhos e região o processo de mundialização tem levado os países a se unir em blocos econômicos onde cada membro exporta livremente para o outro em contrapartida precisam atender a prérequisitos que garantam a identidade e a qualidade de seus produtos o certificado de origem documento formal que indica o país de origem das mercadorias exportadas cumpre papel estratégico nesse contexto aos empresários que desejam exportar seus produtos aos blocos regionais ou mesmo para outros países utilizando essa ferramenta de valorização a ace habilitada através da facesp que é credenciada junto aos órgãos intervenientes como ministério de desenvolvimento indústria e comércio exterior e associação latino americana de integração aladi disponibiliza o serviço de emissão dos certificados de origem para a comunidade empresarial de guarulhos e região o departamento de comércio exterior da ace emite os certificados com maior comodidade melhor custobenefício e rapidez aos exportadores a emissão é imediata e o custo é de apenas r 20,00 por documento além do suporte e orientação que o departamento oferece no momento de preencher o formulário importante ressaltar que o certificado emitido pela ace é válido para todos os segmentos ­ indústria comércio e prestadores de serviço ­ beneficiando todas as classes empresariais mas quem se beneficia com o certificado de origem o beneficiário direto é o importador que terá redução ou isenção de impostos incidentes na importação e em algumas situações o certificado será exigido como regulador de cotas aos países importadores indiretamente o exportador também reforça sua marca já que posiciona a origem e fabricação de seus produtos alinhando-se portanto com as normas de origem fixadas no respectivo acordo de complementação o departamento de comércio exterior também oferece suporte informativo em comércio exterior para as empresas que querem iniciar no mercado internacional cursos palestras seminários e workshops que atualizem e capacitem os empresários executivos e até estudantes nas áreas de comércio exterior atendimento às organizações diversas ­ câmaras de comércio consulados entidades grupos de empresários etc ­ interessadas em realizar negócios no exterior ou com outros países em guarulhos e região consultas internacionais ­ agrega soluções para os riscos comerciais e financeiros no exterior posto avançado de marcas e patentes se você quer conhecer mais sobre o comércio com outros países conte com os serviços da ace ligue 11 6463-9324 ou e-mail comercioexterior@aceguarulhos com.br procon e ace orientam fornecedores de cumbica o objetivo foi mostrar aos empresários como expor um produto da forma certa esclarecer comerciantes fornecedores prestadores de serviço e empresários sobre a forma correta de exposição de produtos e afixação de preços novamente o procon e a prefeitura municipal com o apoio da ace-guarulhos realizaram a palestra de orientação desta vez destinada a aproximadamente 50 empresários da região de cumbica a palestra realizada no dia 18 na regional administrativa de cumbica faz parte da nova filosofia do órgão que quer mostrar que seu trabalho é técnico e não meramente de punição na verdade o código de defesa do consumidor defende as relações de consumo afirmou marcos sérgio de souza responsável pelo departamento de consultoria jurídica do procon a nossa preocupação é mostrar que o procon é um órgão extremamente técnico o presidente da ace decio pompêo junior comentou sobre a importância da aproximação do órgão com o empresariado o procon não pode ser visto como um órgão de punição e sim de orientação e esclarecimento a palestra foi baseada no artigo 31 do código de defesa do consumidor que diz que o direito a informação deve ser assegurado para que o consumidor tenha liberdade de escolha no momento de adquirir um produto a apresentação deve conter informações corretas claras e precibém da palestra adilson ribas coorsas ida rosana de andrade chefe denador do departamento jurídico de divisão do procon de guarulhos da ace fiscais e funcionários do explicou todos esses itens procon após a palestra a ace entregou um cd que explica todo o trabalho prestaida rosana de andrade fiscal do procon durante a palestra do pela entidade à comunidade guarulhense os serviços oferecidos e benefícios ao empresariado essa ação faz parte de um trabalho de apresentação e aproximação que a ace está realizando com os empresários de cumbica comenta maurici dias gomes gerente comercial participaram tam-

[close]

p. 8

palestra gratuita do seminário empretec seminário pretende capacitar empreendedores para que as empresas gerem mais empregos e permaneçam mais tempo no mercado o sebrae-sp e a ace-guarulhos com o apoio da agência de desenvolvimento de guarulhos agende e oab-guarulhos realizaram no dia 11 de março no auditório da oab mais uma palestra gratuita sobre o empretec o objetivo foi explicar aos participantes como o que é e como funciona o curso que vem através de métodos inovadores identificando e aperfeiçoando empreendedores tende dar capacitação para que as empresas gerem empregos e durem mais tempo no mercado durante a palestra que contou com a participação de aproximadamente 100 pessoas alguns empresários cerca de 100 falaram sobre a situapessoas tiraram ção de seu negócio e tiraram dúvidas maudúvidas sobre o rici dias gomes geseminário rente comercial da que é realizado ace que também é em todo o brasil um empreteco falou sobre a sua experiência no seminário É um treinamennações unidas onu que identificou to diferenciado que vai mudar o seu e validou em mais de 30 países as 10 comportamento e fazer a sua emprecaracterísticas principais do comporsa trazer resultados wagner salgatamento empreendedor como busca do Ântico consultor do projeto emde oportunidade e iniciativa persispreender também participou do eventência estabelecimento de metas to e pretende participar da próxima comprometimento entre outras turma novos empretecos ­ como resulresultados rápidos ­ em apenas tado uma nova turna já está em treinove dias o seminário capacita o namento no dia 27 vinte pessoas participante a aperfeiçoar suas habique assistiram a palestra iniciaram o lidades para a criação de uma empresa seminário empretec no open hall ou desenvolvimento de um negócio convention center com ênfase em suas características informações sobre o empretec no pessoais a metodologia é baseada em sebrae-sp escritório regional guauma pesquisa da organização das rulhos pelo telefone 11 6440-1009 agenda ace e senac realizarão a palestra vitrine ­ veículo de comunicação e vendas data 29 de abril de 2004 local auditório da oab ­ rua luis faccini 402 ­ centro programa serão abordados temas como o perfil e o comportamento do consumidor as funções e mensagens da vitrine compra planejada ou por impulso entre outros participe inscrições 11 6463-9304 o empretec é um seminário que pretende dar capacitação para que as empresas gerem empregos e durem mais tempo no mercado paulo pinheiro valery segundo o apresentador da palestra paulo pinheiro valery facilitador e empreteco ­ como são chamadas as pessoas que já fizeram o curso ­ o empretec é um seminário que pre-

[close]

p. 9

diga sim ao movimento degrau o objetivo é incluir adolescentes de 14 a 18 anos no mundo do trabalho oferecer oportunidade de trabalho com aprendizagem diária e novas perspectivas a jovens carentes em situação de risco esse é um dos principais objetivos do movimento degrau lançado pela federação das associações comerciais do estado de são paulo facesp associação comercial de são paulo acsp e rede brasileira de entidades assistenciais filantrópicas rebraf atual no brasil a inclusão social a lhos o movimento visa incluir adosuperação da desigualdade e o fim da lescentes de 14 a 18 anos incompletos pobreza muito mais que isso estará dando preferência àqueles que sofrem praticando sua responsabilidade social discriminação social racial ou por deajudando o jovem a transformar sua ficiência física sensorial ou mental realidade pessoal e social ao mesmo no mundo do trabalho a contratação tempo com um orientador profissioé facilitada pela lei 10.097/2000 que nal e um educador interessado em permite o trabalho para jovens nestransmitir experiênsa faixa etária cia e valores de cisegundo dados o empregador educador vilidade direitos e do instituto brasileiterá a alíquota do fgts deveres ro de geografia e reduzida de 8 para 2 benefícios da estatística ibge podendo oferecer ao inclusão de um guarulhos tem hoje aprendiz nas emcerca de 120 mil joadolescente aprendizagem presas ­ É mais bavens entre 16 e 21 prática e treinamento rato contratar um joanos desses jovens técnico-profissional vem aprendiz o emcerca de 60 estão pregador educador desempregados ou terá a alíquota do fgts reduzida de seja mais de 70 mil jovens têm difi8 para 2 podendo oferecer ao adoculdades de integração social e granlescente aprendizagem prática e treides possibilidades de inserção no munnamento técnico-profissional ao mesdo do crime mo tempo além disso a remuneracomo funciona ­ as empresas do ção mínima desse adolescente que terá município podem mudar essa realicarga horária máxima de 6 horas e um dade contratando um jovem aprendia por semana de treinamento teórico diz o empregador se transforma em tem como referência o salário mínium empregador educador oferecendo mo/hora e mais a duração máxima aprendizagem prática e treinamento do contrato é de dois anos técnico-profissional ele irá colaborar a mesma lei também tornou obripara superar um grande problema as pequenas e micro empresas não são obrigadas mas o que se vê hoje é que muitas o fazem para cumprir o seu papel social gatória a contratação de aprendizes pelas empresas de porte médio e grande em número mínimo de 5 e máximo de 15 do total de empregados do estabelecimento as pequenas e micro empresas não são obrigadas mas o que se vê hoje é que muitas o fazem para cumprir o seu papel social muito mais do que participar para mudar a realidade do nosso município o empregador educador precisa ter compreensão respeito vontade de ensinar e de aprender só assim o jovem aprendiz poderá adquirir novos valores ética no trabalho responsabilidade na sua profissão disciplina e cidadania saiba como contratar um jovem aprendiz pelo telefone 6463-3666 site www.aceguarulhos.com.br/degrau ou pelo e-mail degrau@vivaguarulhos.com.br guarulhos tem hoje cerca de 120 mil jovens de 16 a 21 anos desses cerca de 60 estão desempregados através do programa de convivência e aprendizagem no trabalho o movimento que já vem dando oportunidades para milhares de jovens aprendizes em todo o estado começa a dar os primeiros passos em guaru-

[close]

p. 10

associados do mês de março/2004 amalfi Ótica cine vídeo foto e som ltda amaro araújo de andrade me beatriz aparecida pires aluguel de roupas me carlos alberto da silva ceaf centro educ augusto freitas s/c ltda cimizu comércio de calçados ltda me cleber lourenço de santana comander comercial proj e construção ltda comercial up-spuma ltda epp comercial vulcão de guarulhos ltda me condomínio kapa d moraesxie agenciamento de neg empresariais ltda decorações veruska comércio de móveis ltda drogaria cachoeira ltda me drogaria lilian ltda epp drogaria ponte grande ltda me dulce moda ltda edmilson da silva mini mercado me eric miguel dantas me f c eng assess e trein segurança do trabalho s/c ltda fábio machado cândido silva pneus me farmácia guaru centro ltda me sejam bem vindos de olho nos números consultas realizadas até dia 29/02/2004 consulta fev.2003 scpc usecheque p.jurídica negativação regularização 64.323 45.989 6.634 8.744 1.579 período jan.2004 75.328 57.398 6.468 5.004 2.768 mês fev.2004 anterior 73.345 55.352 6.112 4.394 1.835 -26,32 -35,64 -5,50 -12,19 -33,70 ano anterior 14,02 20,35 -7,86 -49,74 16,21 guaru celular e informática ltda guaru vargas vargas ltda me instituto educacional xxii de agosto s/c ltda intertec construções gerais ltda me j.m bijuterias comércio varejista ltda jorge alberto taiar me josé carlos leite traballi las comércio de mats para construção ltda me mariana ltda epp miguel tavares filho pascoa aparecida santo andré me pascuti mats isolantes e elétricos ltda epp ponto da beleza perfumaria ltda me rcl furacão modas ltda me romano seraphini sandra mara montagna me severino santos de farias roupas me simone aparecida pereira transportadora valdami ltda vallory cash fomento mercantil ltda vittorio saporito balanço patrimonial 31-jan-04 ativo circulante disponível caixa/bancos aplicações financeiras direitos clientes devedores duvidosos adiantamentos tributos e contrib a recuperar empréstimos outros créditos ativo circulante despesas pagas antecipadamente seguros a apropriar direitos de longo prazo permanente investimento financeiro imobilizado depreciação/amortização acumulada diferido ativo permanente total do ativo passivo circulante fornecedores empréstimos e financiamentos obrigações trabalhistas encargos sociais impostos a recolher outras contas a pagar campanhas promocionais circulante patrimônio líquido patrimônio social reservas superávit/déficit acumulado patrimônio líquido total do passivo 390.877.16 98.259.63 292.617.53 263.333.08 254.266.22 2.121.78 9.711.25 20.89 300.00 1.156.50 654.210.24 1.088.81 1.088.81 47.025.39 825.575.68 330.590.66 2.637.00 544.647.41 1.199.946.46 21.288.21 168.62 61.122.71 44.143.37 1.691.53 37.97 15.986.36 144.438.77 364.089.87 225.329.98 466.087.84 1.055.507.69 1.199.946.46 balanços patrimoniais balanço patrimonial ativo circulante disponível caixa/bancos aplicações financeiras direitos clientes outros créditos despesas antecipadas ativo circulante permanente investimento financeiro imobilizado depreciação/amortização acumulada diferido ativo permanente total do ativo passivo circulante fornecedores obrigações trabalhistas encargos sociais impostos a recolher outras contas a pagar circulante patrimônio líquido patrimônio social reservas superávit acumulado patrimônio líquido total do passivo 31-dez-03 384.084.80 74.931.31 309.153.49 267.526.47 249.060.68 17.198.40 1.267.39 651.611.27 47.025.39 823.275.68 -324.991.82 2.637.00 547.946.25 1.199.557.52 balanço patrimonial ativo circulante disponível caixa/bancos aplicações financeiras direitos clientes devedores duvidosos adiantamentos tributos e contrib a recuperar empréstimos outros créditos ativo circulante despesas pagas antecipadamente seguros a apropriar direitos de longo prazo permanente investimento financeiro imobilizado depreciação/amortização acumulada diferido ativo permanente total do ativo passivo circulante fornecedores obrigações trabalhistas encargos sociais impostos a recolher outras contas a pagar campanhas promocionais circulante patrimônio líquido patrimônio social reservas superávit/déficit acumulado patrimônio líquido total do passivo 29-fev-04 399.044.70 104.018.04 295.026.66 262.110.35 258.145.40 4.152.92 6.699.99 36.38 225.00 1.156.50 661.155.05 927.49 927.49 47.025.39 830.169.68 335.816.15 2.637.00 544.015.92 1.206.098.46 16.605.06 64.268.32 44.952.66 1.641.32 16.044.55 143.511.91 364.089.87 225.329.98 466.625.76 1.056.045.61 1.199.557.52 12.139.63 63.696.01 45.048.21 2.338.12 8.97 15.986.36 139.217.30 364.089.87 225.329.98 477.461.31 1.066.881.16 1.206.098.46 demonstração de resultado mensal acumulado 31-dez-03 jan a dez-03 receitas diversas serviços prestados 68.500.46 803.085.30 consultas pessoa física 39.239.67 498.637.67 consultas pessoa jurídica 92.450.85 995.128.33 outros serviços 7.526.92 33.394.14 rendas financeiras 3.654.06 55.217.50 rendas não operacionais 0.00 350.00 recuperação de despesas 1.160.00 14.013.12 receita bruta 212.531.96 2.399.826.06 descontos concedidos 482.39 1.581.71 abat franquia de serv 0.00 118.152.01 receita líquida 212.049.57 2.280.092.34 custo dos oper e adm 216.184.16 2.346.662.95 despesas c/pessoal 47.934.41 507.481.28 encargos sociais 14.629.43 166.504.66 benefícios sociais 7.705.09 102.856.80 provisões trabalhistas 25.104.91 123.406.72 despesas c/ocupação do imóvel 10.437.02 135.490.81 utilidades e serviços 17.442.58 261.499.31 manutenção 1.571.85 86.154.20 serviços contratados 49.506.38 535.879.40 propaganda e publicidade 5.596.47 102.865.61 gerais e administrativas 10.028.76 221.903.77 impostos e taxas 978.80 15.226.10 financeiras 7.353.44 69.384.59 provisões 17.305.27 17.305.27 despesas não operacionais 589.75 704.43 déficit apurado 4.134.59 66.570.61 demonstração de resultado mensal acumulado 31-jan-04 31-jan-04 receitas diversas serviços prestados 65.504.11 65.504.11 consultas pessoa física 40.699.42 40.699.42 consultas pessoa jurídica 80.776.12 80.776.12 outros serviços 2.332.82 2.332.82 rendas financeiras 3.337.20 3.337.20 receita bruta 192.649.67 192.649.67 descontos concedidos 344.07 344.07 receita líquida 192.305.60 192.305.60 custo dos oper e adm 192.364.66 192.364.66 despesas c/pessoal 42.639.33 42.639.33 encargos sociais 13.355.83 13.355.83 benefícios sociais 9.657.90 9.657.90 provisões trabalhistas 16.390.74 16.390.74 despesas c/ocupação do imóvel 5.805.98 5.805.98 utilidades e serviços 17.038.12 17.038.12 manutenção 1.309.00 1.309.00 serviços contratados 40.595.21 40.595.21 propaganda e publicidade 13.361.72 13.361.72 gerais e administrativas 15.359.23 15.359.23 impostos e taxas 5.427.05 5.427.05 financeiras 1.703.93 1.703.93 provisões 7.720.62 7.720.62 despesas nao operacionais 2.000.00 2.000.00 déficit apurado 59.06 59.06 demonstração de resultado mensal acumulado 29-fev-04 jan a fev-04 receitas diversas serviços prestados 62.937.80 128.441.91 consultas pessoa física 38.130.97 78.830.39 consultas pessoa jurídica 75.498.94 156.275.06 outros serviços 2.657.80 4.990.62 rendas financeiras 2.653.61 5.990.81 receita bruta 181.879.12 374.528.79 descontos concedidos 198.71 542.78 receita líquida 181.680.41 373.986.01 custo dos oper e adm 170.063.49 362.427.95 despesas c/pessoal 46.449.51 89.088.84 encargos sociais 16.008.31 29.364.14 benefícios sociais 8.549.99 16.707.89 provisões trabalhistas 10.892.94 27.283.68 despesas c/ocupação do imóvel 11.031.47 16.837.45 utilidades e serviços 18.969.71 35.601.86 manutenção 275.40 1.584.40 serviços contratados 43.652.05 84.247.06 propaganda e publicidade 3.592.00 16.953.72 gerais e administrativas 5.274.42 22.539.62 impostos e taxas 588.29 6.015.34 financeiras 748.26 2.452.19 provisões 2.031.14 9.751.76 despesas nao operacionais 2.000.00 4.000.00 superávit apurado 11.616.92 11.558.06 presidente decio pompêo junior tesoureiro joão carlos biagini flaumar assessoria emp s/c ltda vlaudemir faggiani ct crc 1sp 158.698/o-0 www.flaumar.com.br ­ tel 11 6443-1088

[close]

p. 11

o fim das pequenas empresas a maioria das leis voltadas para conter a grande empresa acaba contendo a pequena e a média hoje em dia as grandes empresas desempregam mais do que contratam são as pequenas e médias que geram emprego aqui e mundo afora mas em vez de fortalecer a pequena empresa quase todos os governos do brasil a ignoram ou a enfraquecem as pequenas e médias empresas são tipicamente dirigidas pela classe média alta em torno de 10 da população brasileira se cada membro da classe média empregasse dez funcionários não teríamos desemprego neste país teríamos 100 da população empregada por definição hoje com os inúmeros cursos disponíveis de administração gerenciar uma empresa com dez pessoas não é coisa do outro mundo o difícil é abrir e manter uma pequena ou média empresa no brasil a maioria das leis voltadas mente fazem parte do temário de discussão ajudar a pequena e a média empresa a crescer nem pensar estamos assistindo a uma sistemática destruição desse setor no brasil de roldão de nossa classe média os ricos com suas grandes empresas já não criam mais empregos e os pobres não têm como gerá-los denegrir e dizimar a classe média por seus valores pequeno-burgueses pode ser uma grande vitória política mas será um enorme suicídio econômico de vinte anos para cá além de aumentarem os impostos reduziram os prazos de pagamento desses impostos de 120 para quinze dias hoje as empresas precisam pagar 40 de sua receita ao governo antes de receber de seus clientes o capital de giro dessas empresas sumiu em vez de financiar a produção financia o governo não é a economia informal que está crescendo é a economia formal e a classe média que vêm sendo destruídas e rapidamente estudo realizado pelo sebrae e apresentado por alencar burti estima que 31 das pequenas empresas quebrarão até 2005 ou seja não somente não irão empregar ninguém como vão desempregar aqueles que já têm emprego não é exatamente uma previsão fora de propósito porque a grande maioria dessas empresas não obtém lucro há mais de três anos e 90 delas não possuem mais capital muito menos capital de giro se levarmos em conta os encargos fiscais em atraso os refis os processos trabalhistas a pagar a maioria está com patrimônio negativo ou seja encontra-se literalmente quebrada muitas não fecham imediatamente porque não podem pagar os elevados custos da demissão dos funcionários vão levando na esperança de que as coisas melhorem a maioria dos pequenos e médios empresários nem pensa mais em crescer mas em vender suas empresas assim que a economia melhorar até recentemente as empresas médias sobreviviam sonegando um ou outro dos 46 impostos a pagar sonegavam o suficiente para se manter vivas hoje não dá mais para sonegar ou se sonega tudo devido ao exce não vejo mais aquela vontade de ser empresário e empreendedor no brasil muito pelo contrário divulgação de vinte anos para cá além de aumentarem os impostos reduziram os prazos de pagamento desses impostos de 120 para quinze dias para conter a grande empresa acaba contendo a pequena e a média entre no google e pesquise os assuntos mais tratados pelos nossos economistas e governantes ­ os temas mais freqüentes são juros inflação e câmbio pequenas e médias empresas rara lente controle e amarrações entre os órgãos arrecadadores ou não se sonega nada como sonegar todos os impostos dá cadeia e não sonegar nenhum significa falência em alguns anos a saída é fechar a empresa assim que for possível ainda segundo estimativas de burti 59 das pequenas e médias empresas fecharão as portas em 2009 essas estatísticas não são exageradas o número de insolvências nesse segmento sempre foi elevado só que antigamente cinco novas empresas eram criadas para cada quatro que quebravam hoje não não vejo mais aquela vontade de ser empresário e empreendedor no brasil muito pelo contrário entre abrir uma pequena empresa e arrumar um emprego público os filhos da classe média estão preferindo a op ção mais segura e eles têm razão quando baixarem os juros dos empréstimos nossos intelectuais vão descobrir que não haverá mais classe média para tomá-los não haverá administrador de empresas querendo administrá-los não haverá engenheiro querendo empregá-los em sua opinião quem tem mais condições de gerar os empregos de que este país necessita nossos intelectuais nossos economistas nosso governo ou nossa classe média É uma interessante questão para ser discutida ao longo desta semana stephen kanitz é administrador por harvard www.kanitz.com.br revista veja editora abril edição 1845 ano 37 nº 11 17 de março de 2004 ecf a ação continua a acsp e a facesp acreditam que o fisco deve arcar com o ônus a iniciativa da federação das associações comerciais do estado de são paulo facesp e da associação comercial de são paulo acsp de entrar na justiça contra a exigência da instalação do emissor de cupom fiscal ecf nas empresas já produziu resultados positivos apesar da suspensão da liminar que havia sido concedida às entidades em benefício dos seus associados a partir da concessão da liminar a autoridade fiscal passou a estudar a possibilidade de o valor gasto na aquisição do equipamento retornar como crédito para a empresa ao caso você associado for autuado contrário do que ocorria anteriormenpelo fisco conte com o auxílio do te quando o fisco simplesmente igdepartamento jurídico da ace norava as dificuldades dos micro e pemais informações pelo telefone 11 6463-9333 quenos empresários para cumprirem a exigência com a suspensão da liminar volta-se à situação anterior em que a fazenda podia exigir das empresas a instalação do ecf mas a ação continua uma vez que não houve julgamento de mérito a facesp e a acsp reiteram sua convicção de que cabe ao fisco arcar com o ônus do ecf cuja instalação interessa apenas à fiscalização as empresas estão novamente obrigadas a instalar o ecf

[close]

p. 12

entidades discutem alternativas de crescimento para o setor têxtil arranjo produtivo local é a alternativa para a queda da mortalidade das empresas a ace­guarulhos agência de desenvolvimento de guarulhos agende sebrae prefeitura municipal através da secretaria de indústria comércio e abastecimento sica ciesp e associação brasileira da indústria têxtil e de confecção abit engajadas em colocar em prática no município o programa arranjo produtivo local apl´s do sebrae realizaram no dia 11 de março na agende uma reunião com o objetivo de apresentar o programa para industriais e representantes do setor têxtil do município setor escolhido pelo volume de empresas atuantes essas entidades vêm discutindo o desenvolvimento do programa como ferramenta para fortalecer a indústria comércio e prestação de serviços do município afim de torná-los mais competitivos gerando emprego e renda durante a reunião alessandro paes dos reis gerente do sebrae ­ escritório regional guarulhos ­ fez uma explanação sobre o programa e seus objetivos É uma estratégia para trabalhar setores em determinadas regiões o objetivo do sebrae é ajudar as empresas a vender mais gastar menos e que isso seja duradouro devido a grande mortalidade das empresas ­ 75 fecham antes de completar cinco anos de vida segundo o sebrae ­ o apl é uma alternativa para modificar essa realidade através de aglomerações de empresas do mesmo território que apresentam especialização produtiva mantém vínculos de articulação interação entre si e com o governo a realidade do setor têxtil no município de guarulhos ­ a sica realizou uma pesquisa para coletar dados preliminares mapeando e apontando a realidade do setor esse setor é a segunda atividade mais importante de guarulhos disse marcos tadeu paro chefe de seção de pesquisas e informação da secretaria esse foi um dos fatores decisivos para implantar o programa a indústria têxtil gera hoje 8.500 postos formais de trabalho o comércio de confecções é composto aproximadamente 500 estabelecimentos e o guarulhense consome em torno de r 115 milhões anuais com despesas em vestuário acres entidades reunidas com representantes do setor para avaliar o programa centou paro outro estudo realizado pela universidade federal do rio de janeiro ufrj levantou que guarulhos é um dos municípios do país cuja cadeia produtiva do setor têxtil é completa ou seja tem uma empresa de cada segmento produção de matéria-prima industrialização e comercialização outro estágio prevê a organização do setor para o aumento das exportações para isso a abit também presente mostrou como anda o cenário internacional a ace foi representada pelo diretor de comércio exterior josé r vitorelli pelo gerente comercial maurici dias gomes pelo assessor jurídico adilson ribas e por francilina gouvêa responsável pelo departamento de comércio exterior da ace vitorelli colocou a ace à disposição do empresariado para o total andamento do projeto se as entidades juntamente com os empresários se organizarem vamos alcançar um progresso muito significativo para todos

[close]

Comments

no comments yet