Jornal Zona Oeste em Foco - Central Parque & Cia. Ago/Set 14 - Ed. 52

 

Embed or link this publication

Description

Edição 52

Popular Pages


p. 1

ANO 11 Nº 52 AGO/SET-14 Jornal Central Parque, São Marcos, Itanguá I e II, Arco-Íris, Verde Vale, Piazza Di Roma e Jd. Tulipas Estudante de Biologia identifica pássaros raros na região Bancário deixa emprego Comandante da 1ª e passa a trabalhar Cia da PM aumenta como office bike policiamento ostensivo Foto - Willian Marcus Campos Silva Página 05 Página 06 Página 10 Página 11 Comerciante coleciona Lambrettas e Vespas antigas

[close]

p. 2



[close]

p. 3

NOSSO FOCO A Opus Escola Livre de Música faz um trabalho muito interessante na área de musicalização infantil com crianças a partir dos nove meses. Pág. 04 03 Sebrae analisa pesquisa que aponta as principais causas para o fechamento de empresas em seus primeiros anos de vida. Pág. 09 O Cantinho Girassol é um bar literário que quinzenalmente brinda seus frequentadores com um sarau com pessoas de toda a cidade. Pág. 04 Pág. 09 Sorocaba agora tem a Compartiwork, uma empresa que oferece um ambiente de cowork, escritórios virtuais e salas de reuniões, além de infraestrutura completa. O estudante de Biologia Lucas Andrei Campos Silva identificou setenta e cinco espécies de pássaros em uma área da Zona Oeste. Pág. 05 Pág. 06 Luciano de Campos Martini deixou a vida de bancário e virou empresário. Agora é office bike e faz entregas em toda a cidade. A Primeira Companhia da Polícia Militar agora é comandada pelo capitão Alexandre Oliveira, que aumentou o policiamento ostensivo na região. Pág. 10 Confira nesta edição as novidades que apresentam os comerciantes e empresários da Zona Oeste e as atividades sociais. As Lambrettas e Vespas sempre fizeram sucesso e o comerciante Renato Sanches Munhoz tem uma coleção invejável. Pág. 11 Pág. 7 A Associação de Moradores do Piazza Di Roma e Adjacências continua lutando por melhorias para a região e busca verba federal para isso. Pág. 08 Agenda em Foco Pág. 18 Os meses de agosto e setembro estão recheados de atividades culturais. Programe-se conferindo a Agenda em Foco. Tenham todos uma ótima leitura. EXPEDIENTE - Ano 11 - nº 52 Agosto/Setembro 2014 - Tiragem: 9.000 Exemplares Fone: 3329-7596 Editor: Marcos Tadeu Stachewski | Comercial: Paula Pacheco - Fone: 3013-1331, Sérgio Augusto Grillo - Nextel: 7835-4523 ID 92*163128 Jornalista Responsável: Cida Muniz MTB: 42990/SP | Arte Final/ Diagramação: Matheus Stachewski e Jéssica Furquim | Distribuição gratuita porta a porta: Central Parque, São Marcos, Itanguá I e II, Arco-Íris, Verde Vale, Piazza Di Roma e Jardim Tulipas. Impressão: Gráfica Santa Edwiges - Fone: 99724-2449 Jornal Zona Oeste em Foco - R. Léo Migliorini, 88 Sala 1 - Wanel Ville IV - Fone: 3329-7596 | zonaoesteemfoco@terra.com.br | www.jornalzonaoesteemfoco.com.br www.facebook.com/jornalzoemfoco | Crédito fotos: Cida Muniz. As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal.

[close]

p. 4

04 EDUCAÇÃO Musicalização infantil ajuda no desenvolvimento das crianças música, comprovadamente, ajuda no desenvolvimento das pessoas em inúmeros aspectos e, quando essa atividade é realizada desde criança, esse efeito é ainda mais benéfico. A violinista Maéli Kelis Hessel, que é formada pelo Conservatório Musical “Dr. Carlos de Campos”, em Tatuí, e também possui o curso de Musicalização para Educadores, ministra aula na Escola Livre de Música Opus e contou como é trabalhar com crianças a partir dos nove meses. As aulas de Musicalização Infantil com crianças de nove meses até três anos tem a participação das mães. Nessa fase são trabalhados os estímulo sonoros, sendo tudo direcionado, explica Maéli, para o sentir. Nas atividades a criança começa a sentir o ritmo e ela cita uma frase para exemplificar o benefício desse contato com a música. “Corpo vivido, corpo aprendido”, mostrando que o reflexo dessa aprendizagem é muito positivo para o desenvolvimento da criança. Conforme a professora, a musicalização infantil contribui em tudo para o desenvolvimento da criança que fica mais atenta, concentrada, tem mais disciplina e, claro, também melhora musicalmente. É importante frisar que tudo realizado tem a brincadeira como pano de fundo. A música também é um fator importantíssimo para a inclusão social. Muitas crianças especiais, com autismo ou síndrome de down, se adaptam muito bem com a sonoridade dos instrumentos. Já as crianças de três a quatro anos começam a conhecer os instrumentos e trabalham o timbre CULTURA Sarau literário ganha espaço no Cantinho Girassol A Alunos se envolvem com a aula Inclusão social (grave e agudo). São utilizados instrumentos de brinquedo, cujo som é próximo de um verdadeiro. Elas fazem tudo no ritmo. O segredo é estimular as crianças com a música e os instrumentos. Na próxima fase, com crianças de quatro a oito anos, a ideia é aprofundar essa concentração e estimulá-la para ouvir, cantar, tudo com um ritmo. O aluno terá contato com instrumentos como a flauta doce e aprenderá as notas musicas. O professor Marcos Antonio Leonetti, que possui a Escola Opus desde 1978, afirma que o resultado é surpreendente, porque os alunos descobriram a música em suas vidas e essa experiência nessa fase da infância é fundamental para a formação de músicos. Muitos alunos que terminam o curso de musicalização escolhem um instrumento para se aprofundarem e o melhor, sem ter a influência de ninguém, mas sim porque fizeram a opção por aprenderem. Os pais que tiverem interesse podem levar seus filhos para fazerem uma aula experimental gratuita. É só ligar e marcar com a professora Maéli. SERVIÇO – A Escola Livre de Música Opus fica na rua Dr. Benedito C. Franco, 42, Jardim São Paulo, telefones 3202-2888, 2104-3638. uem passa pela rua Alexandre Caldini no Wanel Ville, acha que o local é apenas mais um bar, mas com um olhar mais aprofundado, vê um cantinho todo decorado com livros e é neste espaço que a cultura aflora em forma de poesia, música, literatura e performances teatrais. É o Cantinho Girassol que realiza quinzenalmente um Sarau Literário. O proprietário do local, José Alves de Miranda, mudou-se para Sorocaba com a esposa há um ano e meio e logo adquiriu o bar. Como fazia em São Paulo, a intenção foi montar um bar cultural e logo a ideia foi ganhando corpo com a adesão do poeta Córdoba Júnior, que trouxe o filósofo Antonio Paulo Silva Costa, hoje o mestre de cerimônia do sarau, e mais adeptos da boa cultura foram chegando, como o morador do bairro Mateus Aparecido Tomé. No início, Miranda colocou cerca de 10 livros para decorar o cantinho onde acontecem as apresentações. Hoje são mais de 350 exemplares que fazem parte da biblioteca. As pessoas emprestam livros do local e quando vão entregar, normalmente, levam outro para ser doado. O sarau é realizado das 19 às 21h30. O Cantinho Girassol fica na rua Alexandre Caldini, 516, telefone 3217-8665. Confirme a data do próximo encontro. Q Mateus Tomé, Antonio Costa, José de Miranda e Córdoba Júnior

[close]

p. 5

MEIO AMBIENTE 05 Estudante identifica 75 espécies de pássaros em área da Zona Oeste estudante de Biologia, Lucas Andrei Campos Silva, 27 anos, que faz parte do Coaves (Cube de Observadores de Aves de Sorocaba) fez um estudo onde identificou setenta e cinco espécies de pássaros na área onde hoje está localizado o condomínio Villa dos Inglezes. O Durante o estudo realizado pelo observador, algumas espécies raras, como o Mocho Diablo, foram encontradas. Outra espécie que chamou a atenção do estudante é o Papa Lagarta Acanelado, cujos registros em Sorocaba são poucos. Silva conta que a lista oficial de espécies de pássaros que habitam Sorocaba gira em torno de 280. Como o estudo foi realizado em 2006 e depois muitos imóveis foram construídos nas imediações, Silva acredita que algumas espécies não existam mais na região. Ele lembra que uma área verde foi preservada dentro do condomínio, mas é pequena para algumas espécies, que acabam se afugentando com a presença do ser humano. Para as pessoas que gostam de pássaros, Silva recomenda começar a observação no ParFoto - Willian Marcus Campos Silva Espécies raras Foto - Willian Marcus Campos Silva Papa-lagarta-acanelado (Coccyzus melacoryphus) Lucas Andrei Campos Silva, estudante de Biologia Silva fez o estudo quando estudava na PUC (Pontifícia Universidade Católica), hoje conclui a graduação na UfsCar (Universidade de São Carlos) campus Sorocaba. Conforme o estudante, a região conhecida em Sorocaba como Cerrado, que a abrange a Zona Oeste, recebeu esse nome porque era uma mata de Cerrado, uma área geográfica que, muitas vezes, é pouco valorizada, ao contrário da Mata Atlântica, mas é rica em espécies de pássaros e outros animais. Mocho diabo (Asio stygius) que da Biquinha – inclusive a entrevista foi realizada no local -, porque há muitas espécies na área e os pássaros estão mais acostumados com as pessoas. Mensalmente o Coaves se reúne na Biquinha, onde trocam experiências e combinam passeios para observar os pássaros. Outro ótimo local para observação, segundo o estudante, é a UfsCar, que tem 17% de sua área de cobertura florestal. Lucas observa as aves com binóculo

[close]

p. 6

06 CICLISMO empresário Luciano de Campos Martini, 45 anos, decidiu deixar a carreira de bancário e uniu o útil ao agradável: agora ganha à vida fazendo entregas com a sua bicicleta. O office bike começou a pedalar há dois anos e na nova profissão há dois meses, utilizando o dinheiro da sua rescisão para montar a Pedal Entregas. Com sua montain bike Evoke, de 21 marchas, em dois meses Luciano já percorreu cerca de dois mil quilômetros dentro da cidade de Sorocaba. Por enquanto, o office bike não tem ponto fixo e fica sempre parado no centro da cidade, facilitando a locomoção. No guidão da bicicleta ele colocou um acessório que encaixa o seu celular, utilizado também como GPS. O Office bike faz entregas em toda a cidade Atendendo empresas O foco principal do empresário são as pessoas jurídicas. Ele entrega pacotes de até oito quilos que caibam em sua mochila. O office bike faz serviços bancários, cobrando pelo tempo que demora dentro da agência, serviços de compras, entregas jurídicas e tudo mais que a pessoa precisar. Nessa rotina diária, Luciano tem apenas uma reclamação: a falta de respeito para com os ciclistas. Con- forme o empresário, os motoristas não respeitam a distância de um metro e meio que devem manter do ciclista, de acordo com o Código de Trânsito, e não entendem que o ciclista profissional, aquele que está equipado com a roupa adequada, capacete e outros acessórios, tem permissão para andar nas ruas. Outra questão levantada por Luciano, é que as ciclovias em Sorocaba viraram calçadas, onde as pessoas, caminham, correm, passeiam, fazendo de tudo, menos andar de bicicleta. Luciano é morador do Wanel Ville e sonha ter junto com ele mais três ou quatro ciclistas fazendo entregas pelo município. Um dos motivos que fez Luciano começar a sua empresa foi seu entendimento que fazer entregas utilizando uma bicicleta é ecologicamente correto, pois não há emissão de gás carbônico. Para solicitar os serviços de Luciano é só ligar 3326-2175 e 99808-0969.

[close]

p. 7

FOCO EMPRESARIAL JC Games é inaugurada no Piazza Di Roma paula_pacheco@terra.com.br 07 Avicultura Pinheiro completa um ano No mês de junho os moradores do Há 16 anos Chaveiro Turis Piazza Di Roma pasa contar com atende no Júlio de Mesquita saram a JC Games, onde é possível encontrar de tudo para o seu game, como jogos, consoSérgio, Amanda – com a pequena Maria les e acessórios. Na Júlio Nascimento e Marcos Prado, Luiza -, Ana Laura, Maria e Matheus proprietários da JC Games JC Games, contam os Sucesso! Com essa palavra é possível proprietários Marcos Prado e Júlio Nascimento, é possídefinir a Avicultura Pinheiro que comvel encontrar jogos novos e usados para venda e troca e Andrezza Turis e Anderson Moraes Turis pletou um ano. Os proprietários do local, eles também fazem manutenção. A empresa está localiSérgio Afonso Pinheiro Soares e Maria de zada na rua Tereza Palagi Lyra, 124 (antiga rua 7). O Chaveiro Turis, de propriedade de AnLourdes Pinheiro Soares conquistaram os derson Moraes Turis, está desde 1998, porclientes, oferecendo produtos de qualidade tanto há 16 anos, no Júlio de Mesquita. Atene também ótimo atendimento para os modendo com qualidade e segurança, Anderson radores do Jardim Tulipas e adjacências. Seja bem-vindo tem uma vasta clientela e presta serviço em domicí�lio e também em sua empresa fazendo, inclusive, chaves codificadas e agora também Nasceu no dia 13 de agosto, Felipe Pacheco Gonçalves Dias Júnior, pesando oferece o serviço de carimbo. O Chaveiro Turis 3,25 quilos e medindo 49 cm. Os pais Juliana de Souza Pacheco e Felipe Goné uma empresa que cresceu na nossa região e çalves Dias quase explodiram de alegria, juntamente com a irmãzinha, Isabella também conta com o excelente atendimento Pacheco Oliveira. Seja bem-vindo Júnior. de Andrezza Turis, irmã do proprietário. Apagando velinhas Guria Perfeita inaugura loja no Júlio de Mesquita O dia 18 de agosto foi de festa para o senhor Manoel Borges, presidente da Associação de Moradores e Proprietários dos Bairros Jd. Piazza Di Roma Manoel Borges e adjacências. Querido pela comunidade, Borges completou 68 anos e é reconhecido por defender os interesses dos moradores da Zona Oeste. A loja Guria Perfeita inaugurou na rua Prof. Maria Benedita Augusto Keller, 746, no Júlio de Mesquita. A loja virtual existe desde 2011, conta a empresária Denise de Almeida (foto), que realizou um coquetel para marcar a abertura da Guria Perfeita. A loja trabalha com as marcas Pit Bull Jeans, que é divulgada no Programa do Ratinho, Rhero Jeans, entre outras. Seja bem-vinda.

[close]

p. 8

08 PARCERIA Associação de Moradores do Piazza Di Roma solicita emenda para projetos na região diretoria da Associação de Moradores e Proprietários dos Bairros Jd. Piazza Di Roma e adjacências, presidida por Manoel Borges, esteve em Buri no dia 11 de agosto, em audiência com a deputada federal Heroilma Soares, solicitando que a parlamentar inclua uma emenda no orçamento da União, para a construção de um centro cultural, uma quadra poliesportiva e um parque linear em uma área existente no Piazza Di Roma. Borges explicou a necessidade desse projeto para a região e a deputada se comprometeu a trabalhar pela aprovação da emenda. O projeto do Centro Cultural é em parceria com o Escritório Sociê da Uniso (Universidade de Sorocaba) e visa atender as necessidades da população local. O projeto conta com uma biblioteca, banheiro/vestuário; espaço para eventos da comunidade – aberto/coberto; e uma área para o convivo comunitário. O Centro Cultural será construído na área verde localizada ao lado da sede da Associação de Moradores, comenta Borges. Já a quadra poliesportiva tem como objetivo principal a promoção do esporte como agente de desenvolvimento, atuando como ferramenta no processo de educação, tornando um elemento de inserção social. Através de uma abordagem educativa, a prática esportiva contribui para a formação integral e crítica do ser humano indo muito além da fundamentação técnica e tática, priorizando outros aspectos como cooperação, participação, A Centro Cultural Manoel Borges foi recebido pela deputada federal Heroilma Soares Quadra Poliesportiva solidariedade e criatividade. Para isso será implantado no Centro Desportivo várias atividades e a gestão será compartilhada entre comunidade, Prefeitura de Sorocaba e Associação de Moradores Piazza Di Roma e adjacências. A ideia do Parque Linear é recuperar fundos de vales dos rios e córregos da cidade por meio da implantação de áreas de lazer, saneamento e limpeza dos rios. Este é o objetivo dos chamados Parques Lineares. Sua implantação propicia a conservação das Áreas de Proteção Permanente (APPs) que margeiam os cursos d’água e minimiza os efeitos negativos das enchentes. Parque Linear Esses parques, além de representarem expansão da área verde na cidade, contribuirão para melhorar a permeabilidade do solo e para a proteção dos cursos d’água ainda não canalizados. Os parques irão também reduzir áreas de risco, na medida em que evitarão a construção de habitações irregulares nas áreas de várzea dos córregos, e ampliarão a qualidade de vida das populações que vivem na região ao disponibilizar equipamentos de lazer. Sua implantação foi concebida para resgatar o papel dos fundos de vale como parte do sistema de drenagem natural e acrescentando-lhes função social. É uma ação concreta de adaptação para enfrentar efeitos da mudança climática.

[close]

p. 9

Falhas no planejamento, na gestão e postura são as maiores causas do fechamento de empresas alta de planejamento, deficiências na gestão e o próprio comportamento empreendedor são as principais causas do fechamento de empresas em seus primeiros anos de atividade. Isso é o que mostra a pesquisa inédita do Sebrae-SP Causa Mortis: o sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros cinco anos de vida. Pela pesquisa, 46% dos empreendedores afirmam ter iniciado o negócio sem conhecer os hábitos de consumo dos clientes nem o número de consumidores que teriam. Outros 39% ignoravam qual o capital de giro necessário para abrir a empresa e 38% não sabiam quantos concorrentes enfrentariam. O levantamento constatou ainda que 55% dos donos de empresas não elaboraram um plano de negócios antes da abertura, documento que contempla todos os detalhes do empreendimento como aspectos financeiros, mão de obra necessária, estratégias de marketing, perfil do público-alvo, pontos fortes e fracos, riscos, oportunidades, em resumo, tudo o que o empreendedor tem de analisar para exercer sua atividade com mais segurança. “Esses são alguns equívocos que muitos empreendedores cometem. Eles praticamente abrem uma empresa no escuro, sem o conhecimento básico necessário para entrar no mercado. Isso diminui as chances de a empresa sobreviver”, afirma o diretor técnico do Sebrae-SP, Ivan Hussni. “Os resultados evidenciam que parcela significativa dos empreendedores simplesmente não levanta informações fundamentais”, reforça o coordenador de pesquisas do Sebrae-SP, Marcelo Moreira. A pesquisa também indica que a bagagem que o empresário leva para o negócio faz diferença. Entre as empresas que fecharam as por- EMPREENDEDORISMO 09 F tas em até cinco anos, 58% dos responsáveis disseram ter experiência prévia ou conhecimento no ramo. Já entre os empreendimentos que se mantiveram em atividade, essa parcela aumenta para 72%. “É fundamental que o empresário se prepare, pois o que está em jogo é o sonho de empreender e, com frequência, são as economias de uma vida ou da família que bancam esse sonho”, ressalta Hussni. Quantos às estratégias adotadas para atrair clientes, a diferenciação mostrou-se mais vantajosa para a manutenção do negócio no mercado do que a aposta em preços competitivos. Entre as empresas ativas, 38% optaram por oferecer diferenciais em produtos e serviços, escolha de 26% das que fecharam. Já a adoção de uma política calcada em preços foi a preferência de 31% dos negócios encerrados e 23% dos em funcionamento. O comportamento empreendedor também influi. Nas empresas que passaram dos cinco anos, os empresários se antecipam aos fatos, buscam informações e perseguem os objetivos com mais frequência do que nas empresas encerradas. A pesquisa revelou ainda que parte dos empresários cujos negócios naufragaram vieram a reconhecer o bom planejamento antes da abertura como o fator mais importante para a sobrevivência da empresa. Este grupo reúne 49% das empresas encerradas. Já entre os que se mantiveram ativos no mercado, 36% consideram esse o aspecto mais relevante e 34% apontam a gestão após a abertura como fator mais significativo para a sobrevivência. Estratégias ocê não consegue realizar a reunião de trabalho ou da universidade em sua casa? Tem muitas interrupções? Precisa de um local adequado com infraestrutura? PerceSERVIÇO – Compartiwork bendo essa necessida- Avenida Dr. Afonso Vergueiro, de do mundo moderno 1749, Centro, Telefones 3037o casal Adriana e Rogé- 4001 e 3037-4003. Horário de rio Ferreira fundaram a funcionamento de segunda a Compartiwork, seguinsexta das 8 às 18 horas. do uma tendência mundial de criar ambientes de cowork, escritórios compartilhados e salas de reuniões com infraestrutura completa. Adriana atua há anos em departamentos de recursos humanos. Já Rogério trabalha na área de Tecnologia da Informação. Ambos conhecem as necessidades que o mundo moderno exige e resolveram montar a Compartiwork, oferecendo um serviço diferenciado em Sorocaba, que são os ambientes compartilhados de trabalho. Na Compartiwork, o cliente pode pagar por hora ou ser um afiliado que, além de preços diferenciados, terá à disposição internet de alta velocidade, sem limites de utilização, sala de estar e recepção com atendimento personalizado, ambiente climatizado, além de serviços extras como ligações ilimitadas para telefone fixo de todo o país, impressora multifuncional, serviços gráficos e de motoboy, dependendo do pacote contratado. O ambiente pode ser exclusivo para você ou sua equipe ou compartilhado, permitindo que você conheça outros profissionais de diferentes áreas, que juntos podem somar forças. O público atendido, normalmente, na Compartiwork, comenta Adriana, são empresários abrindo uma nova empresa, profissionais liberais como representantes comerciais, estudantes universitários ou empresários de passagem pela cidade. Conheça mais acessando o site www.compartiwork.com.br . Veja Anúncio na capa V Compartiwork oferece escritórios virtuais

[close]

p. 10

10 SEGURANÇA PÚBLICA primeira Companhia da Polícia Militar, localizada na avenida Américo Figueiredo, no Júlio de Mesquita, tem desde maio um novo comandante, o capitão Alexandre Oliveira, que é sorocabano e atuou na Força Tática da PM. Entre as ações implementadas pelo capitão após ter assumido o comando da Companhia, foi aumentar o policiamento ostensivo. Para o comandante Oliveira, o policiamento ostensivo, como outras ações, inibem as ações dos marginais, principalmente ladrões que, ao perceberem uma viatura, não praticam o crime. Conforme o capitão, crimes como furtos e roubos em residências e de carros têm caído neste ano comparado com 2013, sendo que a frota de veículos em Sorocaba tem aumentado expressivamente. Em média, são emplacados 25 veículos por dia na cidade. Observando o aumento do número de carros, fica até mais claro entender o porquê dos ladrões estarem optando por cada vez mais utilizarem motocicletas em seus crimes. A rapidez para fugir é fundamental. Por isso, comenta o capitão Oliveira, a PM realiza periodicamente a operação Cavalo de Aço, que fiscaliza as motos, sendo que, a média mensal, é de 180 motociclistas abordados. O comandante da primeira Companhia voltou a pedir que as pessoas registrem o boletim de ocorrência em caso de roubo ou furto, mesmo que o produto subtraído for de pouco valor. Isso A PM aumenta policiamento ostensivo para inibir ações de criminosos porque, com o registro da ocorrência, a PM faz um mapeamento dos crimes e planeja ações para prender os criminosos e também reprimir novas ações. Dependendo da ocorrência, o cidadão pode registrar o BO através do site da Secretaria de Segurança (http://www.ssp.sp.gov.br/nbo). Em relação à explosão de caixas eletrônicos no Santo Supermercado, o comandante afirmou que a quadrilha não era especializada e que o crime foi pontual e que os bandidos aproveitaram para render os funcionários durante a troca de turno. Já os roubos e furtos nos pequenos comércios são considerados mais fáceis, isso em razão que muitas vezes o proprietário do estabelecimento não tem nenhum tipo de segurança, como monitoramento por câmeras. Neste sentido, o capitão destaca a importância dos comerciantes passarem informações para a Polícia Militar quando notarem alguma atitude suspeita e lembra que o ladrão procura a facilidade. Em muitos casos o assaltante entra no estabelecimento algumas vezes sem comprar nada, exatamente para observar e depois voltar para cometer o crime, ou mesmo se o suspeito passa várias vezes na frente do comércio. Se a pessoa passa as informações para a PM, ela vai cruzar todos os dados e poderá prender os marginais até porque sabe do modus operandi. Cabo Diniz e capitão Oliveira, comandante da 1ª Companhia da PM Contato com a Polícia Outa dica passada pelo capitão Oliveira é o programa que envolve os vizinhos, para estes tomarem conta do patrimônio do seu amigo. O mundo moderno, comenta o capitão, faz as pessoas perderem o contato. Isso facilita a vida do criminoso. Uma pessoa pode, ao notar alguma atitude estranha na casa do vizinho, entrar em contato com a PM e evitar que algum crime seja cometido. Concluindo, o capitão Oliveira conclama a população a fazer boletim de ocorrência se for vítima de algum crime e denunciar atos criminosos, o que pode ser realizado inclusive pelo 181 (ligação gratuita), no qual a pessoa não precisa se identificar.

[close]

p. 11

COLEÇÃO 11 Uma paixão – Vespas e Lambrettas s motocicletas são uma paixão para muitas pessoas, principalmente as com motor mais potente. Mas o comerciante Renato Sanches Munhoz, 59 anos, tem uma outra paixão, as vespas e lambretas. Ele aprendeu a pilotar aos 17 anos em uma Lambretta, hoje tem duas e mais três Vespas. Conforme Munhoz, a diferença da Lambretta com a Vespa é que a primeira tem o motor no meio e a segunda na lateral. As duas são de fabricação italiana e o comerciante lembra que a Lambretta foi utilizada, por exemplo, na Segunda Guerra Mundial, principalmente para atender emergências médicas, e depois também em outros conflitos. A Lambretta mais antiga que Munhoz possui é de 1959, amarela, ela tem o estepe na traseira e o banco do piloto e do carona são individuais. Ela também não possuiu painel, nem retrovisor e muito menos pisca, o que é impossível imaginar nos dias de hoje. O capacete também não era obrigatório e quem tinha era artigo de luxo à época. O comerciante tem um capacete inglês que era usado quando este modelo foi lançado. Uma Lambretta do mesmo ano foi avaliada em R$ 30 mil. Lambretta tinha estepe atrás A Marcha no guidão A outra Lambretta de Munhoz é azul e branca, ano 1961. Esse modelo já tem painel, que era considerado top à época, e uma cesta na frente, abaixo do guidão, que as pessoas levavam compras. Outra característica deste modelo é que a troca de marcha era no guidão. O estepe também ficava atrás. No porta mala, comenta o comerciante, as pessoas chegavam a instalar toca-fitas e colocavam uma caixa de som ao lado. As vespas O comerciante Renato Sanches Munhoz As Lambrettas e Vespas da coleção Na coleção de Munhoz, há três Vespas, branca, vermelha e preta, todas do ano 1987. As Vespas também têm estepe, mas este fica escondido na lateral. Tanto as Vespas como as Lambrettas da coleção funcionam muito bem. Quem faz a parte mecânica e elétrica é o próprio Munhoz, com a ajuda do seu filho Mário Henrique. Às vezes, um mecânico amigo dá dicas de como arrumar essas raridades. Já aos sábados, Munhoz e Mário Henrique andam com essas relíquias dentro do Ceagesp. Para completar a coleção, o comerciante tem também uma Biz. Mas o que vale é o prazer em colecionar um produto tão raro e de valor pessoal inestimável.

[close]

p. 12

12 NEGÓCIOS • PRODUTOS • SERVIÇOS Sedentarismo mata mais do que obesidade Embora nunca tenha se falado tanto sobre vida saudável como hoje, é contraditório o aumento do número de pessoas sedentárias, que não gastam o que consomem. “Isso acontece porque não há uma percepção de que o sedentarismo mata. Para as pessoas, o que mata é a hipertensão, o diabetes e o câncer”, afirma a médica Sandra Matsudo, do Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs). Segundo uma pesquisa, uma média de seis horas todos os dias sentado em frente ao computador ou à TV corresponde a cinco anos a menos de expectativa de vida. “A orientação é se movimentar por 10 minutos a cada uma hora sentado. Atender ao telefone andando ou colocar o notebook numa mesa mais alta para digitar em pé são boas dicas para quem trabalha em escritório”, sugere. Em 2004, o sedentarismo era o quarto fator de risco e hoje é o segundo, perdendo apenas para a hipertensão arterial. E nem sempre o sedentarismo está relacionado ao excesso de peso, uma vez que a inatividade já se tornou um fator de risco mais grave do que o peso. “No geral, um gordo ativo tem menos risco de morte do que um magro sedentário”, afirma. Segundo a especialista, o estilo de vida é responsável por 50% das causas das principais doenças que mais matam, como infarto, AVC e câncer. “Temos 50% de chance de evitar essas doenças. Basta optar por mudanças de hábitos que incluam atividades físicas”, avalia. A recomendação é de pelo menos 30 minutos de atividade física moderada, de forma contínua ou acumulada – duas sessões de 15 minutos ou três sessões de 10 – pelo menos cinco vezes por semana. “Essa rotina diminui em 84% os riscos de infarto e em 36% os casos de câncer, além de reduzir os riscos cardiovasculares e de hipertensão, mesmo no caso de fumantes”, ressalta.

[close]

p. 13

NEGÓCIOS • PRODUTOS • SERVIÇOS 13 Aprendiz legal forma turma em Sorocaba O CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) participa a formatura de 169 jovens capacitados pelo programa Aprendiz Legal no próximo dia 26, terça-feira, em Sorocaba, às 18h30. O evento será realizado no anfiteatro da Faculdade Anhanguera (Av. Dr. Armando Pannunzio, 1478 Jardim Vera Cruz - Sorocaba/SP), e contará com a presença de representantes das organizações que aderiram ao programa na região. Pelo Aprendiz Legal, o CIEE oferece a jovens, com idade entre 14 e 24 anos, a oportunidade de se capacitarem em uma profissão por meio da união de teoria e prática, pelo período de dois anos. Os jovens participantes ingressam no mercado de trabalho, recebendo treinamento prático nas empresas e frequentando curso teórico, oferecido pelo CIEE, com material didático desenvolvido pela Fundação Roberto Marinho (FRM). Atualmente, mais de 1,4 mil jovens estão inseridos em programas de aprendizagem intermediados pelo CIEE em empresas e organizações da região de Sorocaba, como a Dental Morelli e Fiação Alpina, que serão homenageadas na cerimônia de formatura. No País, o programa já beneficia mais de 60 mil aprendizes.

[close]

p. 14

14 NEGÓCIOS • PRODUTOS • SERVIÇOS Especialista em marketing dá dicas para comércio crescer Marcelo Murin, que é administrador de empresas com especialização em marketing, dá algumas dicas de como é possível enfrentar momentos de crise. 1. Planeje suas ações - faça um diagnóstico da situação de seu negócio e com base em seu conhecimento do cliente, liste de três a cinco ações que você pode tomar rapidamente e de simples implantação, que irão satisfazer seus clientes. 2. Avalie seus estoques - identifique como está seu nível de inventário e defina quais itens que você pode utilizar para atrair seus clientes. 3. Estude seus preços - avalie possibilidades de redução de margens nas categorias e/ou produtos aos quais você tenha certeza que tenham apelo junto aos seus clientes. Faça promoções de rebaixa de preços e/ou packs promocionais. 4. Ative a comunicação - é hora de falar mais de perto com seus clientes. Abra ou intensifique um canal de comunicação direto com eles. Hoje existem várias formas de se fazer isso, é só você ficar atento as possibilidades e agir. 5. Faça testes - claro que você não precisa implantar várias coisas ao mesmo tempo. Vá experimentando ações diferentes e expandindo aquelas que derem melhor resultado. Busque fazer diferente do que sua concorrência tem feito. Inove! Cada um conhece seu negócio, sua realidade e suas necessidades e certamente pode planejar as ações com muito mais propriedade do que qualquer outro. Marcelo Murin

[close]

p. 15

NEGÓCIOS • PRODUTOS • SERVIÇOS 15 O número de animais de ruas, tanto cães como gatos, é cada vez maior na cidade. Muitas pessoas não castram seus bichos e eles acabam reproduzindo. Os filhotes posteriormente são soltos e morrem em razão de doenças, atropelados ou mesmo por falta de alimentação. Algumas pessoas, denominadas de cuidadores, acolhem esses animais em casa até conseguirem um lar para eles. Visando auxiliar esses cuidadores foi criado o Capa (Centro de Apoio aos Cuidadores de Animais) que tem por objetivo auxiliar essas pessoas no trabalho voluntário que elas realizam. O Canil mantido pelo Capa tem cerca 400 m². A média de consumo diário de ração do canil é de cinquenta quilos. Fora do canil, as cuidadoras também tomam conta de gatos, por isso ração para felinos também são bem-vindas. Para doar ração, medicamentos ou casinhas, as pessoas podem entrar em contato com Bruna (99826-0334), Márcia (98104-0160) ou Rose (99717-2412). Os interessados também podem agendar uma visita para conhecer o canil.

[close]

Comments

no comments yet