Revista-Comercio-Industria-Agosto-2014

 

Embed or link this publication

Description

Revista-Comercio-Industria-Agosto-2014

Popular Pages


p. 1

1

[close]

p. 2

2

[close]

p. 3

3

[close]

p. 4

ÍNDICE Artigos 05 | Da redação Sônia Maria Marques diz A cidade no bico da pena de Francisco Lopes Sandro Paiva segura uma de suas relíquias: um vinil da banda Rush, de 1990; lojas de CDs e vinis desapareceram PÁG. 38 Economia 28 | De olho que o “tiro às vezes pode sair pela culatra” 07 | Editorial Ivan Roberto Peroni comenta sobre os sucessos e fracassos da senhora Araraquara de 197 anos. 32 | Pesquisa Jaime Vasconcellos mostra a realidade do emprego na cidade; queda foi de 34% em relação a 2013 33 | Jurídico Thaís Costa Domingues O perigo de andar sobre duas rodas; conheça seus direitos 64 | Jardinagem Profissionais da Floricultura Jardim & Cia ensinam em interessante artigo, como fazer uma horta em casa A partir de janeiro, a Nota Fiscal mostrará quanto você paga de imposto 42 | Serviço temporário Nova norma começou a vigorar no início de julho e prevê prorrogação de seis para nove meses o período de trabalho temporário em empresas História 10 | Araraquara 197 anos Personalidades falam do aniversário da cidade e seu pleno desenvolvimento Sindicato Rural 51 | Dia do Agricultor Cidade Capa STR Ar Condicionado Empresa nasceu há 23 anos em São Paulo; há dois em Araraquara, a STR é sinônimo de sucesso e bom atendimento, administrado pela visão do empreendedor Giovani Soares STR Ar Condicionado PÁG. 08 14 | Venturo Análises Ambientais A empresa mais completa e equipe mais especializada do Brasil 16 | ACIA associação festeja junto com Araraquara e seu desenvolvimento 20 | Panificador Em dia de comemorar festa do pão, é lançada a feira livre noturna, incentivando a agricultura familiar 22 | Helibombas Fábrica de bombas é referência no país quando o assunto é qualidade e bom atendimento 24 | Política Conheça os perfis dos candidatos araraquarenses a deputado estadual e federal 30 | Igreja São José Comunidade faz campanha para a ampliação da paróquia de São José, que ganhará também nova fachada. Padre Allan está à frente do movimento 38 | Vinil e CDs O repórter Rafael Zocco saiu a procura de lojas dessas raridades em Araraquara Sindicato homenageia os homens do campo, comemorado no mês de julho, reconhecendo a força da agricultura na cidade 55 | Missa no campo Padre Luiz comanda missa no Dia do Agricultor Por mais que o leitor se esforçe para tentar entender, é complexo o problema. Não é de hoje que na Rua José Palamone Lepre, caminho do Parque Tropical, proximidades do Dahma, existe um poste - vítima de incêndio no acostamento que está pendurado pela fiação. Provavelmente pertence a antiga Telefônica, que tanto quanto a CPFL, não são mais as mesmas, deitando e rolando com seu pouco caso sobre o contribuinte. Embora alertados para o perigo do poste cair sobre pedestres ou veículos, ninguém se manifesta e já são mais de seis meses. Curioso que por lá, tanto de uma quanto da outra empresa, passam seus funcionários que fecham os olhos para se esconder do serviço. Protesto dos empresários do III Distrito Industrial Após um ano das ruas do III Distrito Industrial serem pavimentadas, empresários e funcionários reclamam de acidentes, devido à falta de sinalização. O vereador Jair Martineli ouviu as reivindicações do empresário Sérgio Roberto Apolônio Filho: “Depois que a rua foi asfaltada, os motoristas passaram a correr mais, além disso, os caminhoneiros provocam acidentes ao atravessar a via por um trecho perigoso”. 4

[close]

p. 5

Seu nome está na rua 58 | Samuel Brasil Bueno Waldyr levava ao ar um programa nas tardes de sábado, focando as questões sociais PÁG. 58 DA REDAÇÃO Sônia Maria Marques Historiador relembra em sua página a trajetória de Waldyr Picolo, brilhante radialista da década de 60; a população parava para ouvir seu programa aos sábados Saúde 70 | Desenvolva seu corpo Quando o tiro pode estar saindo pela culatra Louvável a iniciativa da Secretaria Municipal de Esportes em promover cada vez mais o lazer e despertar nas pessoas, não apenas o espírito de cidadania, mas de companheirismo, como forma de ampliar a qualidade de vida do ser humano. Podemos dizer que estamos no caminho certo. No entanto, o local para onde está voltada a prática do ciclismo aos domingos, parece não ser a mais adequada, tendo ocasionado críticas, principalmente por parte dos motoristas. Há um outro detalhe que chega a ocasionar certo temor, pois sendo uma via expressa e tendo velocidade maior que outras vias públicas ainda que apresentando controle e fiscalização, nada impede de um “maluco” se exceder, atravessar canteiro e apanhar quem participa do movimento das bikes. A reclamação dos motoristas fica por conta da interdição de parte da Via Expressa durante um bom período do domingo e dos transtornos para quem precisa encurtar caminho. A propósito, eventos esportivos assim, em outras vias de escoamento rápido têm sido castigadas pela ânsia de se mostrar serviço e visibilidade política. No dia 03 de agosto, também domingo, a Avenida 36 na confluência com a Castro Alves (16), sofreu o mesmo drama e quem buscava contornar o balão e ir no sentido Carmo pela 16, foi obrigado a seguir até a Receita Federal para depois voltar e entrar pelo Jardim Universal. Levar eventos para locais mais apropriados talvez seja o correto, pois do contrário o tiro pode estar saindo pela culatra. R E V I S TA Arquitetura e Construção 61 | Antiguidades Casas do Século XX estão abertas para visitação em São Paulo 66 | Aprenda 1 Desentupir ralo é bem menos complicado do que você imaginava; veja material necessário, além do mais usado 68 | Aprenda 2 Professor de Química, Sérgio Almeida, explica como eliminar o odor causado por animais que urinam no tapete Carlinhos Tavares comenta sobre o desenvolvimento do corpo para corridas de longa distância, chamadas endurance para melhor aproveitar seu organismo União Skina, na década de 1970 PÁG. 71 Futebol Amador 71 | União Skina FC Variedades 81 | Em foco Repórter Rafael Zocco conta a história do campeão amador de 1983; União Skina foi fundado pelos irmãos Mário e Tetê Viviani Os fatos e as pessoas que circulam em eventos da cidade 91 | Luiz Carlos Bedran Sociólogo e colunista da RCI reflete sobre o que é possível e qual seria o ideal para a nossa cidade A histórica sede da Cideral na Avenida 36 A Família Silva, tendo à frente o seu patriarca Hélio Silva, sempre teve um envolvimento brilhante com o desenvolvimento econômico da nossa cidade. A marca do seu trabalho correu o Brasil com os produtos fabricados pela Cideral e disponibilizados no mercado com o conceito de qualidade. Eram sofás, camas, colchões e tantos outros móveis exigindo que a fábrica localizada na Avenida 36, proximidades do Balão da 16, sempre fosse tocada a todo vapor por Hélio Silva e os seus filhos. Porém, a partir dos anos 80 as coisas já não caminham tão bem quanto antes e a Cideral sofria as consequências da concorrência invadindo principalmente o mercado local. Móveis produzidos em escala muito maior - coisas típicas dos grandes magazines - como Extra, Casas Bahia e outras que foram chegando traziam na sua bagagem as marcas de fora. Da mesma forma, padarias, empórios, açougues, lojas de discos, foram baixando as portas. Uma pena. A Cideral foi sentindo o mesmo efeito e quase 30 anos depois vê seu prédio vendido e no chão para dar lugar ao que se chama de novos tempos. Fica o registro e os parabéns à essa família que ajudou a cidade a escrever de forma brilhante, uma das páginas importantes da sua vida. e agronegócio COMÉRCIO INDÚSTRIA EDIÇÃO N°109 - AGOSTO / 2014 Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Redação: Rafael Zocco, Jean Cazellotto Depto. Comercial: Gian Roberto, Silmara Zanardi, Marcos Assumpção, Heloísa Nascimento Design: Mário Francisco, Carolina Bacardi, Fernando Oprime, Bete Campos Tiragem: 5 mil exemplares Impressão: Grafinew - (16) 3322-6131 A Revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente em Araraquara e região INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633 COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br 5

[close]

p. 6

6

[close]

p. 7

EDITORIAL Ah, essa minha terra é uma casa de portas abertas Araraquara acordou em agosto completando 197 anos de fundação. O que de bom ela tem nos apresentado nas últimas três décadas senão o crescimento normal que se compara às cidades do mesmo porte pontuadas pelo avanço tecnológico, umas mais, outras menos? A naturalidade da expansão é compatível com essa realidade que não oferece avanços profundos, mas situações que permitem vê-la com crescimento ponderado pela sua posição estratégica no mapa do Estado de São Paulo. É desse fator que a logística tem se aproveitado para conquistar benefícios, promover economia em seus investimentos e descentralizar suas atividades diante do alto custo de manutenção dos seus negócios em grandes centros. Está certo que Araraquara já não é mais a pacata cidade do “seo Felipe” distribuindo pães e leite em charretinha as quatro da madrugada, deixando a encomenda de porta em porta, convicto de que havia a mais plena segurança. Não, segurança não temos. Também não temos Saúde, porque estando ela na UTI, quase em estado terminal, a saúde municipalizada há anos vem se baseando na construção de unidades básicas na periferia sem contudo dispor de profissionais e medicamentos. A saúde dos tempos do “doutor Logatti”, Alonso, Crócce, até mesmo do Walter Cury Rodrigues, na década de 60, escapou pelos vãos dos dedos e não há como recolocá-la no lugar. Mas é impossível deixar de gostar de uma cidade como essa, mesmo que a retirada dos trilhos na região central demore mais 20 anos. Afinal é preciso que tenhamos também uma situação semelhante à seca nordestina para que deste projeto, os políticos tenham motivos para campanhas. E quando a população pensa que - agora vai -, puro engano, não vai. Não há como ir, mesmo com a fé do povo e o poder de Santo Antônio empurrando a vaca tal como no célebre filme de Wallace Leal Valentim Rodrigues. Adoramos esta Araraquara que faz explodir todas as manhãs no horizonte este sol que às vezes dá a Jardim Público retratado pela artista plástica Sônia Maria Marques  impressão de ser diferente de tantos outros “sóis” espalhados por esse país. Somos tão abençoados que ao fazer desta cidade sua morada, o sol identifica os quatro pontos cardeais. Pelo menos é o que diziam dona Nair, dona Angelina, nos tempos do Grupo Pedro José Neto, na Rua 4, quando um dia o amigo Eduardo Morais - hoje executivo de uma empresa prestadora de serviços em Brasília, lhe perguntou “que lado nasce o sol”. Com a maior paciência do mundo uma delas explicou: “estique o braço direito para a direção em que o Sol nasceu (nascente). Pronto, você encontrou o ponto Leste. Em seguida, estique o braço esquerdo para a outra direção (ponto Oeste - poente). O Norte está à sua frente e o sul, atrás de você”. Só que hoje estamos atrás de uma Educação melhor para os nossos filhos e há casos em que a professora considera certo em uma resposta errada. Daí, em raras excessões, os políticos que temos. Mas as coisas vão melhorar. Só não devemos levar em conta a praga que acompanha a Ferroviária há 20 anos; a praga do Corinthians levou 23 e isso nos conforta, ainda mais quando sabemos que poderemos ter no eixo São Paulo-Brasília, dois deputados federais e cinco estaduais. Isso é ótimo. Representatividade de sobra para uma cidade que aspira Saúde, Segurança e Educação, tripé do qual a comunidade não se abstém. Ainda ontem eu apostava na realização de uma pesquisa para que nomes fossem colocados à disposição e a população apontaria os escolhidos para apoiar depois nas urnas como foi feito anos atrás com Marcelo Barbieri e Dimas Ramalho. Como tudo é festa neste mês de agosto e a devoção por esta cidade se alia aos sonhos que temos em vê-la cada vez mais hospitaleira e altaneira, é bom saber realmente seu peso e valores, entender sua história e seu povo, preservar a tradição e os costumes e valorizar a chegada das técnicas que aprimorem o poder de conhecimento sobre as coisas divinas deixadas aqui. 7

[close]

p. 8

Loja STR Araraquara MATÉRIA DE CAPA Há 23 anos em São Paulo onde nasceu, a STR está em todo país; em Araraquara ela comemora neste mês de agosto seu aniversário, priorizando o atendimento e a qualidade dos produtos STR Ar Condicionado: dois anos com sucesso de vendas na cidade e região Trabalho de Giovani Soares hoje faz parte da história da cidade. Sua trajetória empresarial é pontuada por ações que tornam ainda mais fortes as marcas que representa e qualificam a empresa como uma das mais conceituadas em seu segmento em Araraquara e na região central do Estado. A STR Ar Condicionado nasceu em 1991, em São Paulo, nas mãos de Giovani Soares, empreendedor que não teve medo de lançar seu próprio negócio na capital financeira do país. Soares aproveitou a chance de um mercado pouco explorado e cresceu de forma surpreendente, atendendo hoje qualquer parte do Brasil. Para Giovani Soares, dedicação e trabalho foram as maneiras que encontrou para revolucionar a forma de vender o produto pelos quatro cantos do país. Com o passar dos anos, a STR foi conquistando credibilidade e a preferência do consumidor em todo território nacional. O tempo e o comprometimento da equipe mostraram que a STR realmente estava no caminho do sucesso. Hoje, com 23 anos de mercado, o faturamento da empresa ultrapassou as previsões mais otimistas. O segredo do sucesso da STR é tratar cada cliente como se fosse o único, independente do tamanho da obra e do interesse. Foi dando a mesma importância a todos, que a empresa desenvolveu uma técnica particular de atendimento. Em vez de vender de forma descontrolada, praticando apenas o desejo no lucro, um especialista analisa o ambiente e propõe uma solução customizada para a sua climatização, seja em pequenas salas ou grandes espaços que O showroom da STR em nossa cidade expondo as diversas marcas que representa e os sofisticados aparelhos que a tornam uma empresa segura e vinculada às raízes regionais Central de vendas STR na matriz, em São Paulo 8

[close]

p. 9

Linha de Top LG Inverter à venda na STR Araraquara Showroom da STR é o mais completo e atualizado Estoque de aparelhos condicionadores de ar com um galpão de 45 mil metros quadrados reúnam uma quantidade maior de pessoas. Cursos de capacitação profissional são constantes e a interação com técnicos das empresas parceiras permite uma rápida assimilação das características de cada modelo. A STR trabalha com as marcas mais conceituadas do mercado: Daikin, LG, Midea, Carrier, Samsung, Mitsubishi, Fujitsu e Hitachi. A tecnologia usada nos produtos é a mais atual, partindo desde aparelhos de janela aos Split Inverter, que são aparelhos com a máxima economia de energia, além do gás ecológico, passando por modelos portáteis, piso teto, cassete e até os multi Split. Tanta versatilidade abriu as portas do mercado para a STR que, além de vender, ins- tala e presta serviços de manutenção e assistência técnica para bancos, hospitais e qualquer tipo de comércio, além das residências. A STR tornou-se referência em ar condicionado no Brasil. São 18 lojas físicas com mais de 50 revendas espalhadas nas principais capitais brasileiras e uma loja online que é sucesso de vendas, com pedidos saindo para todo o país. O suporte vem dos oito centros de distribuição estrategicamente localizados, que garantem a entrega no prazo e sempre um sorriso no rosto. A loja da STR em Araraquara atende atualmente quase todo o interior do Estado de São Paulo, como São Carlos, Ribeirão Preto, Jaú, Bauru, Marília, Presidente Prudente, São José do Rio Preto e Rio Claro. São mais de 800 colaboradores diretos e 2.300 indiretos. O Grupo STR possui mais de 200 mil clientes cadastrados. A loja na cidade possui 20 colaboradores e abre espaço nos próximos meses para mais seis funcionários na parte de vendas. No mês em que Araraquara completa 197 anos de fundação, a STR - que comemora dois anos - se junta àqueles que têm por essa cidade um grande carinho. Frota de veículos da STR na matriz, em São Paulo STR é referência em ar condicionado no Brasil, afirma Milton Neves ATENDIMENTO STR AR CONDICIONADO Avenida Napoleão Selmi Dei, 85 Vila Harmonia - Fone: (16) 2108 3636 www.strar.com.br 9

[close]

p. 10

“O seu balançado É mais que um poema É a coisa mais linda Que eu já vi passar” Araraquara mergulhada na rota dos seus duzentos anos de vida Reportagem: Jean Cazellotto Colaboração: Prefeitura de Araraquara VER PARA CRER Uma mistura de tradição e modernidade se ajusta ao perfil de uma deliciosa cidade que muitos têm escolhido nos últimos anos para morar. Nela está a cadência da senhora embalada em recordações e a gostosura da menina que faz o mundo inteirinho se encher de graça, tal como na música de Vinícius. Os araraquarenses têm motivos de sobra para comemorar o aniversário da cidade, dia 22, em relação ao desenvolvimento urbano e industrial. É que grandes indústrias estão desembarcando na cidade e contribuindo para a geração de empregos e rendas que voltam para a própria população. A história da cidade todo mundo sabe. O que poucos sabem é o desenvolvimento que ela vem ganhando ultimamente com a vinda dessas multinacionais ao mercado do município. Araraquara, além das rodovias, temos o aeroA explicação para atrair grandes indústrias porto que pode se tornar um espaço de cargas e criar uma espécie de pólo empresarial, a proem breve, temos cinco linhas de trens que cofessora de geografia da Escola Estadual Bento nectam a cidade para todas as regiões do país de Abreu, o EEBA, Isabel Colombo Frajacomo e levam até o Porto de Santos, onde se exporrevela. “A cidade está localizada em um pontam esses materiais. to muito estratégico. As empresas querem Estamos há 40 quilôsair dos locais com metros do Obelisco, grande concentração ou seja, estamos no de indústrias e então centro do Estado. Por procuram o interior. aqui, passam imporAraraquara está próxitantes rodovias, como mo a São Carlos, um a Washington Luís, que centro de tecnologia, pode ser utilizada para e no fim, toda a região ir à Capital ou então contribui para o crescisentido Centro-Oeste mento”, observa. do país, a saída para Ferrovia: uma vez mais o ponto de partida Outro ponto posia rodovia Comandante tivo segundo a professora, são os índices da João Ribeiro de Barros, que dá acesso ao Pacidade. “Um dos maiores atrativos para a poraná e cidades do extremo oeste do Estado, a pulação é a busca de emprego e de qualidade Antonio Machado Sant’anna que leva até Ride vida. Araraquara apresenta hoje o invejável beirão Preto e sul de Minas Gerais”. índice de 34,2 m² de área verde por habitanAinda de acordo com a professora, as emte, segundo dados no ranking IFDM que usa presas procuram um lugar de fácil escoamencritérios de renda, educação e saúde. Foi a cito dos produtos para ajudar a logística. “Em 10

[close]

p. 11

Praça da Matriz onde o coração da cidade bate mais forte Profª Isabel Colombo Frajacomo, do EEBA dade brasileira melhor qualificada. Em relação à educação e qualificação do profissional, a cidade possui um campus da UNESP que subdivide-se em Faculdade de Ciências e Letras (cursos de Administração Pública, Ciências Econômicas, Ciências Sociais, Letras e Pedagogia), Faculdade de Ciências Farmacêuticas (curso de Farmácia-Bioquímica e curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia), Instituto de Química e a Faculdade de Odontologia. A UNIP, UNIARA, Faculdades Logatti, Instituto Savonitti e também uma unidade do Instituto Federal de São Paulo com vários cursos técnicos e Licenciatura em Matemática.” Antigo Largo da Câmara, hoje habitado pelo Museu Voluntários da Pátria que guarda relíquias da Guerra do Paraguai 11

[close]

p. 12

VER PARA CRER O que eles pensam sobre a cidade e o seu futuro Se de fato o Plano Diretor que vem sendo discutido formatar uma cidade muito bem definida, Araraquara será um dos pólos mais atrativos do interior. Porém, o avanço tecnológico nos coloca em posição de rediscutirmos cada inovação, utilizando profissionais específícos para a readequação e encaixe das novidades. O Presidente do Sincomercio, Antonio Deliza Neto, parabeniza a cidade por seus 197 anos. “Araraquara, conhecida pela pujança dos setores produtivos e como uma das principais cidades com potencial para receber investimentos, pode comemorar com altivez os seus 197 anos, pois sua rica história faz jus a tal reconhecimento desenvolvimentista, motivado pela coragem e ousadia daqueles que sempre acreditaram nesta terra e contribuíram para o progresso desta cidade.” “Filhos também que, ao longo dos anos, iniciaram aqui seus negócios, levando às vezes rapidamente, noutras, mais lentamente, ao desenvolvimento que ora atingimos”. Renato Haddad Presidente da ACIA A Secretária Municipal de Educação Arary Ferreira, diz como é importante a educação para o desenvolvimento da cidade e seu auge ao completar 197 anos. “A Educação é o caminho para o desenvolvimento pleno do ser humano enquanto cidadão. É a ferramenta que possibilita o fim da desigualdade social, uma vez que leva ao conhecimento dos direitos e deveres, e é também o maior legado que uma família pode deixar para seus filhos. Araraquara é privilegiada neste sentido”. O Presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara (ACIA), Renato Haddad, também parabeniza a cidade por esta importante fase em seu aniversário. “A história de uma cidade está intimamente entrelaçada com seus habitantes. Araraquara é terra fértil em todos os campos, haja vista a projeção que alcança devido, certamente, aos seus filhos. Filhos também que, ao longo dos 197 anos, iniciaram aqui seus negócios, levando, às vezes rapidamente, noutras, mais lentamente, ao desenvolvimento que ora atingimos. Nesse sentido, é verdade que as muitas empresas familiares, seja de comércio, de serviços ou de indústria já não existem mais, principalmente, pelo fato de não terem planejado uma sucessão, ou, também, porque esses herdeiros se formaram em outra atividade. Hoje, grandes redes procuram a cidade para se instalar e isso também é muito bom para a população e a ACIA continuará a trabalhar para buscar cada vez mais o desenvolvimento local, o que é bom para todos nós. Viva Araraquara! Cidade do progresso e da qualidade de vida”. O Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Araraquara, Francisco Rogério Sabino, felicita a cidade por seu aniversário: “Em 12 Renato Haddad, presidente da Associação Comercial que em junho comemorou 80 anos de fundação estando plenamente integrada a todo processo de expansão Arary Ferreira, secretária municipal de Educação, um dos setores mais importantes em um município, tendo a responsabilidade de preparar os cidadãos do futuro

[close]

p. 13

nome do Sindicato dos Metalúrgicos e dos Trabalhadores da categoria, parabenizamos Araraquara pelos 197 anos de história, com qualidade de vida e desenvolvimento. Lembramos que em 2014 o Sindicato faz 51 anos de representação da categoria metalúrgica, sentindo-se assim, parte da história da cidade. Já está comprovado que a indústria fez parte integral no seu crescimento trazendo tecnologia, qualificação e agregando valores. Esperamos construir cada dia uma Araraquara melhor para nossas futuras gerações. É o que desejamos eu, Francisco Rogério Sabino (Presidente), e toda diretoria do Sindimetal Araraquara”. Jaime Alberto de Vasconcelos, Presidente da Credicentro, também deixa uma mensagem para os habitantes da cidade. “Comemorar é um momento em que trazemos para nossa lembrança a recordação de algo realmente significativo, impossível de ser apagado de nossa memória. A Credicentro junta-se a todos os araraquarenses para festejar e soltar fogos de alegria pelos 197 anos de Araraquara, a eterna Morada do Sol; ela nos encanta pela sua hospitalidade e pela beleza de seu povo. Parabéns Araraquara!” Francisco Rogério Sabino, Presidente dos Metalúrgicos Jaime Alberto de Vasconcelos, Presidente da Credicentro 13

[close]

p. 14

ESPECIAL A sede da Venturo em Araraquara na Rua Castro Alves, 1036, onde se concentram seus modernos laboratórios Laboratório Venturo investe na alta tecnologia para realizar análises ambientais Empresa sediada em Araraquara participa de projetos para atender as demandas ambientais do setor energético, utilizando tecnologias inovadoras e profissionais altamente qualificados. Atualmente, realiza análises químicas ambientais para a viabilização da construção e operação de usinas hidrelétricas de Jirau, Cana Brava e Belo Monte. A Venturo Análises Ambientais iniciou seus trabalhos em Araraquara no início de 2012, prestando serviços em todo território nacional. Instalada em uma área com mais de 1.000m² de construção, conta com mestres e doutores nas áreas de química e biologia. Desta forma, os laboratórios têm excelente e completa equipe técnica-científica, oferecendo aos clientes um suporte qualificado para todas as questões ambientais, uma das grandes preocupações mundiais nas últimas décadas. A empresa presta serviços de análises de amostras de águas subterrâneas e superficiais para a avaliação de potabilidade ou para monitorar a interferência de empreendimenA Venturo, além dos investimentos praticados na construção dos seus laboratórios, adquiriu os mais sofisticados equipamentos para atender as legislações ambientais Espectrômetro de Emissão ótica com plasma indutivamente acoplado (ICP-OES) utilizado para a quantificação de metais tos na qualidade da água, atendendo assim, todas as legislações ambientais vigentes. Também realiza análises físico-químicas e biológicas de efluentes industriais e domésticos para avaliação do desempenho de sistemas de tratamento de esgoto de empresas e prefeituras. Além disso, a Venturo também faz análise de solos, sedimentos e biota, monitorando áreas contaminadas por compostos orgânicos e inorgânicos. A empresa, segundo o gerente de Qualidade, Rafael Piva Vasconcelos, desde seu início se preocupou em atender as exigências das legislações ambientais vigentes no país. Cromatógrafo gasoso acoplado a detector de massas (GC-MS), para quantificação de compostos orgânicos (pesticidas, hormônios, componentes do petróleo, etc) 14

[close]

p. 15

Analisador automático para a determinação direta de mercúrio por decomposição térmica Selo do Inmetro que certifica a Venturo como empresa qualificada na realização de análises ambientais. Escopo acreditado disponível em: Doutora Vanessa Pezza Franzini, responsável pelos laboratórios da Venturo, pós doutorada em Química Analítica pelo Instituto de Química da Unesp http://www.inmetro.gov. br/laboratorios/rble/docs/ CRL0665.pdf Dessa forma, investiu em tecnologia e capacitação profissional para garantir aos seus clientes, confiabilidade analítica e suporte diferenciado para análises em quaisquer matrizes ambientais. Os laboratórios têm excelente e completa equipe técnica-científica, oferecendo aos clientes um suporte qualificado para todas as questões ambientais, uma das grandes preocupações mundiais. departamento de amostragem apto a realizar coletas e análises em campo em quaisquer regiões do país, assegurando total controle de qualidade na análise, coleta, transporte e acondicionamento das amostras até a chegada ao laboratório. SISTEMA DE GARANTIA DE QUALIDADE Desde o projeto de construção do seu prédio, a Venturo teve como principal objetivo a qualidade total dos serviços oferecidos aos seus clientes. Assim, a empresa conquistou em menos de dois anos de funcionamento, a acreditação do INMETRO por meio da norma ABNT NBR/ISO 17025:2005, a licença de funcionamento da Vigilância Sanitária e a habilitação da ANVISA na REBLAS (Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos em Saúde). DIRETORIA CAPACITAÇÃO COMPROVADA Na diretoria da Venturo, estão grandes nomes da química ambiental na América Latina, como o professor doutor Ademir dos Santos, com doutorado em Química Analítica pela USP (Universidade de São Paulo) e integrante do corpo de orientadores do programa de pósgraduação em química do Instituto de Química da Unesp de Araraquara. Também o professor doutor Júlio Cesar Rocha, com doutorado em Química pela Unesp e pós-doutorado pela Universidade ISAS, Dortmund, na Alemanha. Em 1998, Júlio foi diplomado Livre Docente em Química Analítica, pelo Instituto de Química da Unesp. Ele tem 79 artigos publicados por revistas científicas e cinco livros lançados. Professor doutor Wilson de Figueiredo JarLaboratório de Ensaios Físico-Químicos um dos laboratórios da empresa Espectrômetro de fluorescência atômica para especiação de mercúrio - a Venturo é a primeira empresa privada do país a utilizar essa tecnologia A Venturo conta com laboratórios de cromatografia, espectrometria de emissão, fluorescência e absorção atômica, analítico e microbiologia gerenciados por profissionais treinados e formados na área. Além disso, o laboratório conta com um Embarcações utilizadas para coletas de amostras ambientais Laboratório de Microbiologia dim, referência na América Latina em Ciências Ambientais, possui doutorado pela University of Liverpool, na Inglaterra. Jardim tem 141 artigos publicados e 13 livros oficialmente lançados. O professor doutor Luiz Fabrício Zara também possui doutorado em Química Analítica pela Unesp Araraquara e professor adjunto da UnB (Universidade de Brasília). Os quatro compõem a mesa da diretoria da empresa. A Venturo Análises Ambientais está localizada na Rua Castro Alves, 1036 – Jardim dos Ipês, próximo ao Sesc. Entre em contato por meio dos telefones (16) 3397 5827 ou 3397 4436. Visite o portal da Venturo: www.venturoanalises.com.br 15

[close]

Comments

no comments yet