Revista Feeling Edicao 80

 

Embed or link this publication

Description

.

Popular Pages


p. 1

ano 17 - edição 80 - JULHO/2014 Distribuição gratuita Rio das Antas 56 anos de emancipação A copa do mundo no Brasil Projeto PAÊS Gastronomia na cozinha com Alcir Caçador em cena Aeroporto Municipal Saúde, artes, variedades, e outras surpresas! E mais...

[close]

p. 2



[close]

p. 3

JULHO 2014 Capa Julho 2014 Editorial Caros Leitores: Sumário 04 - Caçador em cena - Aeroporto Municipal de Caçador 07 - Artes - Land Art 08 - Empresarial - Primo Tedesco SA 12 - Especial - Município de Rio das Antas 15 - Gastronomia - Bife de pernil recheado 17 - Variedades - Edumar Jr. 18 - Ambiental - A copa do mundo no Brasil 21 - Saúde e Beleza - Peeling de cristal 22 - Aconteceu - Alcir Bazzanella 26 - Saúde - suplementos alimentares 30 - Para refletir - a saúde em Caçador EXPEDIENTE Diretor Executivo: Alcir Bazzanella (jornalista -SC 1668 JP) Comercial: Edumar Jr. Diagramação: Giovana Castanheira Bazeggio E-mail:giovanacastanheirabaz@hotmail.com Administrativo: Thiago Bazzanella Assessoria Jurídica: Gilson Kolross Revista Feeling AB Publicidades - Rua Irmão Guido Gabriel, 119 Fone: (49) 3567-1584 E-mail: feelingrevista@gmail.com Caçador - SC - 89.500-000 Este órgão de comunicação não se responsabiliza por matérias ou artigos assinados, bem como por fotos cedidas por terceiros. esta edição, abordamos a querida cidade de Rio das Antas, que completa 56 anos de emancipação política. Uma cidade tranquila, boa para se morar, que fica numa posição geográfica privilegiada entre duas cidades de destaque, que são Caçador e Videira. Destacamos também a tradicional festa em honra a Santo Antônio, oferecida todos os anos pela empresa Primo Tedesco S/A aos seus colaboradores e amigos. Muito se falou durante a preparação para a Copa do Mundo sobre a precariedade na saúde do país inteiro. Ocorreram muitos protestos para esta finalidade, mas muitos vândalos usaram esse pretexto para acabar com o patrimônio público e privado, como puros selvagens. A Copa aconteceu e, apesar do caminho tortuoso, acabou gerando uma imagem positiva do país no exterior, afinal não aconteceu toda a expectativa negativa nas cidades que sediaram a copa. Porém os problemas cotidianos continuaram. Pacientes foram deixados de lado nos hospitais, alguns à beira da morte. Triste cenário que ocorreu inclusive em nossa cidade. Por isso, destacamos na página 30 desta edição, a realidade da saúde em nossa cidade. Já que nos lembramos da Copa do Mundo, não podemos deixar de comentar o “golpe de misericórdia alemão” na pífia campanha canarinha. Chegou a semifinal, mas só teve seu grande teste no penúltimo jogo da competição. O impressionante é a reação de vários brasileiros diante da derrota: frustração, raiva, indignação. Quem sabe um dia perceberemos que o futebol é só um jogo, parte do nosso lazer. E as reações que tivemos no jogo contra a Alemanha, sejam transformadas em atitudes contra as péssimas administrações de nosso país. O Projeto PAÊS destaca a forma com que os japoneses se comportaram nesta copa do mundo. Os torcedores foram flagrados coletando todo o lixo que deixaram nos estádios e colocando em sacos que lixo, costume este comum no país deles. Este exemplo de educação, que faz parte da cultura deste povo, contagiou torcedores de outros países. Será que o nosso povo aprenderá esta lição? No “Caçador em Cena”, mostramos o aeroporto municipal de Caçador, exemplo de mais um descaso com o dinheiro público. O aeroporto, que serviu recentemente para a presidente Dilma, não pode ser utilizado, porque obras são começadas e não tem previsão de ficarem prontas. Enfim, é com prazer que chegamos à edição nº 80, com uma revista que traz informações variadas, que abrange diversas áreas tornando-se uma leitura agradável. Boa leitura! a Direção N JULHO 2014 - Feeling 03

[close]

p. 4

Caçador em cena Aeroporto Municipal Carlos Alberto da Costa Neves aeroporto Carlos Alberto da Costa Neves, que leva o nome de um grande médico da Cidade de Caçador, foi inaugurado em 1960 e tem a terceira maior pista de Santa Catarina e só perde em extensão para Florianópolis e Navegantes. O terminal de embarque e desembarque que existia na época foi feito a partir de um esboço recebido do arquiteto Oscar Niemayer, em 1958 quando, Mozart Pinto Correia o engenheiro responsável pela construção, falou que estaria trabalhando no projeto de um novo aeroporto, em Caçador. O Aeroporto na década de 60 Pista de pouso na década de 50 Desde o inicio, o ponto foi estratégico por estar situado em uma região de vasto desenvolvimento da indústria e da agricultura. Quatro anos mais tarde, após a sua criação, falava-se que: “Caçador possui um magnífico aeroporto com condições metereológicas excepcionais para perfeita utilização durante todo o ano.” A estação aeroviária construída pela municipalidade desde o início já preenchia os requisitos necessários exigidos e desde então oferecia muito conforto e atividade. A pista conta com 1.875 metros que pode ser utilizada tanto para pousos como para decolagens de grandes aeronaves, inclusive no dia 17 de junho deste ano, tivemos a honra de receber o avião presidencial que abordo trouxe a Presidente Dilma Rousseff. A partir da base em Caçador, ela fez um sobrevôo de helicóptero nas áreas que foram duramente atingidas pelas enchentes, em Santa Catarina e também no Paraná. Mas essa não foi a primeira vez que políticos importantes utilizam o nosso terminal; em 1960 ano de inauguração, o aeroporto também foi a porta de entrada para mais duas personalidades , Janio Quadros e Adhemar de Barros ambos estavam em campanha para sucessão à presidência da República. Depois disso o aeroporto ficou por muito tempo fechado para vôos regulares e diários; em 1998 o antigo terminal voltou a operar e a partir daí, uma empresa aérea começou a investir disponibilizando aeronaves maiores que começaram a descer em solo caçadorense. Tal medida ajudou ainda mais no desenvolvimento da região, haja vista que até então, apenas pequenos aparelhos, de empresários aterrissavam por ali. A iniciativa privada contou com o apoio da ACIC - Associação Empresarial de Caçador que finalizou o projeto que havia há 20 anos, a pavimentação da pista do aeroporto. Mas os vôos regulares não permaneceram por muito tempo, por falta de estrutura e outras exigências de segurança, a empresa aérea que fazia os vôos se retirou e mais uma vez o aeroporto ficou servindo apenas alguns empresários. Já se passaram 16 anos e o local que já foi tão movimentado volta a estaca a zero, sem terminal de embarque, com obras que começam e não terminam. Simplesmente demoliram o prédio que existia sem levar em conta a memória histórica que havia nessa construção, afinal um projeto inspirado por meio de um esboço de um renomado arquiteto brasileiro, o saudoso Oscar Niemayer, Aeroporto em 1998 04 Feeling - JULHO 2014

[close]

p. 5

idealizador da nossa Capital Brasília de outros tantos monumentos não deveria ser tratado com tamanho descaso. Nem a fachada do terminal foi preservada e com isso perdemos parte de nossa história. Após muitas idas e vindas a Brasília e Rio de Janeiro de nossos políticos, em dezembro de 2013 o aeroporto recebeu a liberação para efetuar vôos noturnos, com isso o aeroporto poderia voltar a prestar serviço a população, mas com um porém, o terminal de embarque havia sido demolido e precisava ser construído um novo. Foi durante um evento realizado na Câmara de Vereadores Posto dos Bombeiros ao lado do que era o terminal de embarque Construção do novo Terminal de embarque de Caçador que a história mudou. No dia 13 de dezembro do ano passado, o governador Raimundo Colombo e o secretário Valdir Cobalchini entregaram a ordem de serviço para construção do novo terminal de passageiros do aeroporto Carlos Alberto da Costa Neves. A obra será executada pela empresa Lajetec ao custo de R$ 1,3 milhões. A esperança do povo que vive no entorno do rio do peixe é que a estação fique pronta o mais rápido possível, para ajudar ainda mais no desenvolvimento das cidades e o bem estar das pessoas que estão no entorno. Em pleno século XXI em que a informação, os negócios andam a passos largos e as pessoas precisam de agilidade para se locomover fica praticamente impossível ficar sem o nosso Aeroporto Carlos Alberto Costa Neves.

[close]

p. 6

INNOVATORE DESIGN MODERNO E SUSTENTABILIDADE Contatos: (49) 3561-3229 e (49) 3561-3243 www.vert.ind.br

[close]

p. 7

Land Art É o tipo de arte em que o terreno natural, em vez de prover o ambiente para uma obra de arte, é ele próprio trabalhado de modo a integrar-se à obra. Giovana Castanheira Bazeggio hristo Vladimirov Javacheff, mais conhecido pelo primeiro nome, é um artista plástico americano descendente de búlgaros que se formou na Academia de Belas Artes de Sofia, na Bulgária. Além de trabalhar lavando carros e em restaurantes, Christo tinha que fazer pinturas e esculturas para vender e poder se sustentar. Foi assim que conheceu Jeanne-Claude Marie Denat, americana descendente de franceses, ele pintou um quadro para a sua mãe. Ambos se apaixonaram e apesar de Jeanne-Claude ser formada em Filosofia e não ter nenhum conhecimento em artes plásticas até então,começaram a trabalhar juntos e mudaram seu nome artístico para Christo e Jeanne-Claude. O artista estimula o espectador a olhar os objetos de maneira diferente e ficou mundialmente famoso por embrulhar coisas. Uma das características mais notáveis da obra do casal é que seu principal objetivo é chamar nossa atenção para aspectos da paisagem que nunca havíamos notado antes. Nas palavras do crítico David Bourdon, nas obras de embrulho eles conseguem “revelar pelo ocultamento” , ou seja, é justamente quando determinado elemento da paisagem é “embrulhado” e escondido de nossos olhos é que nos damos conta de sua presença e seus detalhes. O autor não fica com nenhuma obra, elas somem quando acaba, elas são apenas temporárias, fica apenas os desenhos preparatórios, as colagens, as fotos dando a isso um caráter quase lendário. C “Acho que é necessária uma coragem a mais para criar coisas que vão desaparecer do que para criar coisas que permanecem.” diz Christo Fotos da obra Ilhas Contornadas (1983) Essa bela obra, que pôde ser admirada por duas semanas, partiu de uma ideia de Jeanne-Claude de cobrir o entorno completo de onze ilhas da Baía de Biscaia, em Miami, com tecido rosa. A visão do tecido flutuando delicadamente teve um impacto imenso, tornando-se uma das mais célebres obras da dupla. Esboços JULHO 2014 - Feeling 07

[close]

p. 8

Empresarial Empresa Primo Tedesco realiza festa em honra a Santo Antônio, seu padroeiro. T radicionalmente no mês de junho, acontece nas dependências da empresa Primo Tedesco, o encontro entre colaboradores e amigos em homenagem ao padroeiro Santo Antônio. Vale salientar que, desde a década de 30, o evento vem acontecendo com a chegada do empreendedor Primo Tedesco, que trouxe em sua bagagem a fé e devoção a este Santo. rimo Tedesco, desde sua chegada, vislumbrou a necessidade de preservar as reservas florestais da região para suprimento de matéria-prima. A partir da década de 50, enquanto as matas eram derrubadas, ele plantava pinheiros, tornando-se o primeiro reflorestador da região. Pelo feito inovador, Primo Tedesco recebeu o título de Comendador da Ordem da Árvore. Seu trabalho permitiu a integração das atividades das empresas lideradas pela fabricação de papel. P arco Tedesco enalteceu a importância de reunir todos os seus colaboradores e amigos, formando assim uma grande família. Disse ainda, que sempre aguarda com entusiasmo a chegada de 13 de junho para a realização deste evento, em agradecimento a tudo que foi conseguido durante o ano. M este registro o Presidente do grupo, Julio Tedesco, acompanhado de sua esposa Vani, afirma que cada ano que passa fica mais sensibilizado em encontrar os colaboradores e amigos neste evento em homenagem ao padroeiro da empresa, Santo Antônio. Esta tradição faz com que estes laços se fortaleçam ainda mais. N 08 Feeling - JULHO 2014

[close]

p. 9

Cerimônia religiosa cativou a todos os presentes Recordação da vida de Santo Antônio Santo Antônio nasceu em Lisboa, em 15 de agosto de 1195, e decidiu entrar para a Ordem Franciscana e adotar o nome de Antônio, numa homenagem à Santo Antão. Era um orador inspirado. Suas pregações eram tão disputadas que chegavam a alterar a rotina das cidades, provocando o fechamento adiantado dos estabelecimentos comerciais. De pregação em pregação, de povoado em povoado, o santo chegou a Pádua, na Itália. Lá, converteu um grande número de pessoas com seus atos e suas palavras. Homem de oração, Santo Antônio se tornou santo porque dedicou toda a sua vida para os mais pobres e para o serviço de Deus. Graças a essa dedicação aos humildes, foi eleito pelo povo o protetor dos pobres. Morreu em 13 de junho de 1231, aos 36 anos de idade. Sobre seu túmulo, em Pádua, foi construída a basílica a ele dedicada. Santo Antônio transformou-se num dos filhos mais amados da Igreja. É um dos santos de maior devoção de todos os povos. Uma das tradições mais antigas em sua homenagem é, justamente, a distribuição de pães aos necessitados a aqueles que desejam proteção em suas casas. Neste dia em que a família Tedesco celebra a festa de Santo Antônio, olhamos para ele como exemplo a ser seguido no anúncio de Evangelho e amor aos pobres. A Capela de Santo Antônio, marco de fé dentro do espaço do Grupo Primo Tedesco. Colaboradores da empresa conduzindo para o altar Santo Antônio, padroeiro da empresa. Os religiosos Padre Marcio e Padre João conduziram a celebração com maestria. Funcionários foram os responsáveis pelos cânticos e leituras referente ao culto. O empresário Julio Tedesco representando todos os familiares e colaboradores durante a bênção dos pães. O casal Vani e Júlio com convidados concentrados nas palavras dos párocos. Comunhão um momento de fé. JULHO 2014 - Feeling 09

[close]

p. 10

Veja alguns momentos da confraternização: Fotos e textos: Edumar Junior Diretores e amigos, brindam ao evento e mais um ano de conquistas Momento de entretenimento entre jogos e bate papo Na foto, Ezequiel Guilherme Tomazini - Gerente de Unidade da Divisão de Sacos Industriais, Ivair Godoy - Supervisor de Manutenção Elétrica e Usinas, Diogo Pigozzi Bazzanella - Supervisor de Recursos Humanos , Juliano Kletke - Supervisor de Suprimentos, Eduardo Garcia - Supervisor de Operação Florestal e Ivan Carlos Ramos - Gerente de Unidade da Divisão de Celulose e Papel Muita descontração nas musicas do acordeonista O churrasco é metodicamente elaborado para bem servir a todos Evento sempre muito prestigiado por todos 10 Feeling - JULHO 2014

[close]

p. 11



[close]

p. 12

Especial Rio das Antas, 56 anos de emancipação município de Rio das Antas iniciou sua história no final do século XIX, devido à construção da estrada de ferro, entre São Paulo e Rio Grande do Sul. A denominação é devido a grande quantidade de antas existentes no local. Com o término da construção do trecho na região, passou-se à medição e demarcação das terras que constituíam a colônia de Rio das Antas, nos arredores da estação ferroviária de mesmo nome, situada nas margens do Rio do Peixe. Em 1911, colonos do Vale do Rio Itajaí, Rio Grande do Sul, estrangeiros ou descendentes de italianos e alemães, foram atraídos pelas terras com preços acessíveis. Em 1914, a vila foi atacada por jagunços. Os colonos reuniram-se em trincheiras previamente construídas Estação ferroviária e reforçadas para se defenderem. No ataque, os jagunços perderam 20 homens, entre eles o famoso Chico Alonso. A colônia, por sua vez, perdeu sete homens e uma O menina. O ataque resultou no abandono de muitas propriedades pelos colonos. A companhia colonizadora os realocou no estado do Paraná. Apenas em 1918 reiniciou o povoamento da região. Os colonos tinham dificuldades no trabalho agrícola, pois as terras eram ocupadas por uma floresta densa e extensa de pinhais. Por este motivo, o pinheiro tornou-se uma fonte de riquezas, atraindo gaúchos que desejavam explorar os recursos naturais. 12 Feeling - JULHO 2014

[close]

p. 13

Saúde Em Rio das Antas, se investe em saúde para gerar qualidade de vida. Secretaria Municipal de Saúde de Rio das Antas vem se destacando no estado de Santa Catarina por sua nova estrutura física, totalmente remodelada, atendendo aos padrões de qualidade das Leis da Anvisa. A estrutura montada tem sido modelo de funcionamento e de gestão aos demais municípios. O modelo de saúde aplicado no município tem destaque nacional, em função do atendimento de alto padrão, proporcionado pela qualidade do espaço físico, pela atenção dispensada aos pacientes através de profissionais qualificados e ainda, por estratégias c r i a d a s e desenvolvidas pela atual gestão. Uma destas estratégias é o caso do Regulador e do Acolhedor, que são profissionais treinados especificamente para receber, orientar, atender e encaminhar os pacientes aos demais profissionais e serviços disponibilizados pela Secretaria de Saúde. O município alcançou a nota máxima no último ciclo do PMAQ, Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade, após a visita dos avaliadores do Ministério da Saúde. Com duas unidades básicas de saúde e uma unidade de pronto atendimento 24 horas, a Secretaria realiza mensalmente mais de 4.500 atendimentos, entre consultas médicas, exames, procedimentos de odontologia, psiquiatria, ginecologia, farmácia, tratamento fora de domicílio, pronto atendimento e visitas domiciliares. Além da reestruturação das instalações físicas, o gestor da pasta está renovando a frota de veículos utilizados no transporte dos pacientes e investindo frequentemente na capacitação e educação continuada dos profissionais de saúde, fortalecendo assim, o vínculo destes com a Secretaria e a população atendida. O resultado disto é observado diariamente através da Pesquisa de Satisfação do Paciente, recentemente implantada, onde as críticas A estão sendo cada vez mais substituídas por elogios e sugestões de melhorias. Todas as críticas e sugestões deixadas pelos pacientes passam diariamente pelo Setor de Planejamento, que avalia a possibilidade de implantação, bem como encaminha as críticas e reclamações, quando ocorrem. Além das ações voltadas diretamente ao paciente, que são supervisionadas e coordenadas com o olhar crítico e ativo da administração direta, a atual gestão municipal tem participado ativamente das decisões regionais da área da saúde. O secretário Selmir Bodanese, na função de coordenador da Comissão Intergestores Regionais de Saúde – CIR do Alto Vale do Rio do Peixe pelo segundo ano consecutivo, destacando-se também pelo empenho em promover a saúde regional, buscando estreitar laços com a Secretaria de Estado da Saúde, e assim, beneficiar todos os municípios da região. Texto: Secretaria de Saúde de Rio das Antas. JULHO 2014 - Feeling 13

[close]

p. 14

Rio das Antas, SC Voltado à Educação. oje vivemos em um mundo que está todos os dias em constantes modificações e com tudo isso nos preocupamos também em estar aplicando mudanças em nossas maneiras de pensar e agir. A rede de ensino municipal de Rio das Antas/SC se preocupa em agir e fazer mudanças e experimentos voltados sempre para melhoria da nossa educação. O município atende quatro redes de ensino, sendo dois centros de educação infantil e duas escolas municipais de ensino fundamental. H Os Centros de Educação Infantil atendem cerca de trezentas e vinte crianças de zero a três anos (creche) e duzentas e onze crianças no período de pré- escolar, (quatro a seis anos). Uma das mudanças em nosso município foi refletir na concepção de creche de maneira assistencial ou simplesmente para apoiar pais trabalhadores. Hoje os centros infantis estão fazendo parte de um percurso interativo e educativo por meio de projetos escolares pedagógicos de adaptação, culturais, ambientais, saúde e cientifico. Conta com equipe de professores formados no magistério, pedagogia, habilitados em séries Iniciais e educação Infantil, gestores, orientadores e serventes. A escola também recebe apoio de coordenadores pedagógicos para o melhor andamento e desenvolvimento da criança; nutricionista fazendo acompanhamentos semanais no desenvolvimento da criança e monitorando sempre para que todos tenham uma alimentação saudável e equilibrada. Esta primeira etapa da infância é de fundamental importância para o desenvolvimento cognitivo, sensitivo e motor. Por isso se dá a importância ao método apostilado, más também não deixando de dar ênfase a dois eixos importantes, a interação e a brincadeira. O município procura oferecer um ambiente escolar dinâmico, vivo, explorável, transformável e acessível para todos dentro das suas possibilidades. Todos esses critérios nos fazem lembrar que todas as crianças têm direito a brincadeiras, a atenção individual no processo de adaptação em um ambiente agradável, seguro e estimulante. Deve ter contato com o mundo visual, higiene, saúde e a uma alimentação saudável e de boa qualidade. A Educação do ensino Fundamental no município de Rio das Antas também passou por uma fase de mudanças com método apostilado Dom Bosco, com sistema globalizado, com salas inteligentes educativas e lousas digitais interativas em todo âmbito escolar; materiais estes que disponibiliza seu capital intelectual e suas conquistas pedagógicas para formar cidadãos, pessoas que atuem em qualquer lugar do mundo, sujeito a estarem sempre em processo de uma aprendizagem que nunca termina; que encarem o futuro com esperança e fé. As escolas municipais de ensino fundamental hoje atendem de primeiro ao quinto ano quatrocentos e oitenta e sete alunos e com a municipalização que acontece gradativamente em nosso município em uma parceria estadomunicípio para atendimento ao ensino fundamental II contamos este ano com aproximadamente duzentos e setenta e um alunos frequentando do sexto ao oitavo ano, e com uma equipe de professores formados, habilitados em áreas especificas, gestores, orientadores, coordenadores pedagógicos, nutricionistas, cozinheiras e serventes. A Secretaria Municipal de Educação Cultura e Esporte oferece um ensino de qualidade com vários projetos escolares a serem realizados, preparando o aluno e considerando-o um ser pensante para inúmeras situações encontradas no seu cotidiano, oferece durante o ano Jornadas pedagógicas, capacitações para merendeira, projetos extra-classe; com Escola Jacinta Nunes esportes, teatro, música, artesanato e desenvolvimento da leitura e dificuldades de aprendizagem. “Acreditasse que a educação sozinha não transforma a sociedade, pois quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina a aprender”. Paulo Freire Texto: Secretaria de Educação de Rio das Antas. 14 Feeling - JULHO 2014

[close]

p. 15

Gastronomia Bife suíno recheado a cozinha com Alcir esteve na residência do prefeito de Rio das Antas Alcir Bodanese e junto com sua esposa Beatriz prepararam um delicioso prato a base de carne suína. N Alcir Bazzanella INGREDIENTES Rendimento 15 porções         1 kg de bife suíno do pernil 200 g de requeijão 250 g de ricota 2 dentes de alho bem amassado 150 g de uvas passas 100 g de presunto Sal, pimenta do reino a gosto Cheiro verde a gosto MODO DE PREPARO Corte o bife e depois bata com batedor de carne até que fique fino. Tempere com sal, pimenta e o alho amassado, reserve. Pique o presunto e as uvas passas. Acrescente o requeijão, uvas passas e a ricota, misture tudo muito bem, em seguida coloque o cheiro verde e mexa até misturar. Em cada bife, coloque uma porção sobre a fatia de bife. Feche como um pastel, aperte bem as laterais e prenda com palito. Em seguida, frite os bifes na frigideira com um pouco de óleo até ficarem dourados de ambos os lados. Retire e coloque em uma travessa e ao lado coloque os champignons. Sirva com arroz branco. JULHO 2014 - Feeling 15

[close]

Comments

no comments yet