Revista BrOffice - Edição 19

 

Embed or link this publication

Description

Revista BrOffice - Edição 19

Popular Pages


p. 1

ano 4 n° 18 janeiro 2011 19 dezembro 2010 tdf e libreoffice uma vitrine para os jovens talentos a campus party éna campus party 2011 situações antecedentes que suas ideias e projetos da área deetecnologia exporemlevaram à criação da the document a participação impacto causado na confira também foundation e o do broffice no evento comunidade broffice inclusão digital telecentros do estado da bahia visa garantir acesso às tecnologias da informação e comunicação artigos dicas tutoriais e muito mais revista broffice www.broffice.org/revista broffice.org www.broffice.org/revista revista broffice www.broffice.org/revista 1 janeiro diagramado no broffice.org draw diagramado no broffice 2011 draw

[close]

p. 2

índice carta do leitor carta do leitor colaboradores conheça os colaboradores artigo economia solidária e internet entrevista rotoplastyc joseph powers novas tecnologias novas funcionalidades broffice 3.3 reportagem tdf e libreoffice na campus party centro digital cidadania ouriçangas dica rápida dica rápida cultura redblade episódio 08 fire dica de filme minority report a nova lei dica o modo pincel para aplicação de estilos espaço aberto introdução ao postgresql resumo resumo do mês 39 37 35 32 34 31 24 28 14 10 12 06 05 04

[close]

p. 3

editorial jano o deus das portas É com esse sentimento que iniciamos os trabalhos da revista broffice em 2011 de olho em tudo o que aconteceu em 2010 mas também de olho no futuro o leitor vai perceber que a revista ganhou um novo visual alinhado com a mudança para a tdf e libreoffice entre elas a substituição das gaivotas pela marca da tdf mudança de cores das seções e alterações nos cabeçalhos esperamos com isso agradar aos leitores usuários colaboradores e parceiros e por falar no projeto internacional um pouco dessa história foi contada na campus party em são paulo em palestra ministrada por eliane domingos ainda sobre a campus party 2011 a visão de um campuseiro é contada por ricardo pontes membro da comunidade broffice e ubuntu além de colaborador da revista broffice na segunda entrevista da série com desenvolvedores do libreoffice joseph powers nos faz saber os atrativos de ser colaborador no projeto sua principal contribuição foi na limpeza do código base melhorando a eficiência dos temas de ícones e deixando o libreoffice mais bonito em outra entrevista ficamos sabendo de mais um case bem sucedido para broffice da empresa rotoplastyc que fica em carazinho-rs em novas tecnologias um relatório profundo das principais novidades do libreoffice/broffice 3.3 um trabalho realizado por gustavo buzzatti pacheco com o apoio do tribunal de contas do estado de mato grosso cuiabá/mt e do tribunal regional do trabalho da 4.ª região porto alegre/rs e para finalizar vamos conhecer o centro digital ouriçangas um projeto de inclusão sociodigital do estado da bahia claro que não é só isso temos ainda as dicas o novo episódio de redblade e uma nova seção que vai trazer as principais novidades das comunidades de software livre começando com um artigo sobre o postgresql o nome para o mês de janeiro é uma homenagem a jano um deus da mitologia grega que tinha duas faces uma olhando para o passado e outra olhando para o futuro colaboradores desta edição redação andré bordignon cárlisson galdino gustavo pacheco leonardo cézar luiz oliveira natan reis santos ricardo pontes dicas klaibson ribeiro luiz oliveira rubens queiroz tradução e adaptação clóvis tristão rogerio luz diagramação cida coltro hélio s ferreira helmar fernandes duilio dias eliane domingos revisão cida coltro clóvis tristão luiz oliveira fátima conti renata marques vera cavalcante capa duilio neto edição luiz oliveira luizoliveira@revistabroffice.org revisora responsável vera lúcia cavalcante pereira veracape@revistabroffice.org jornalista responsável luiz oliveira ­ mtb.31064 coordenador geral broffice.org cláudio ferreira filho filhocf@broffice.org coordenadora revista broffice eliane domingos de sousa elianedomingos@revistabroffice.org the document foundation brasil olivier hallot olivier.hallot@documentfoundation.org escreva para a revista broffice contato@revistabroffice.org edições anteriores www.broffice.org/revista o conteúdo assinado e as imagens que o integram são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores não representando necessariamente a opinião da revista broffice e de seus responsáveis todos os direitos sobre as imagens são reservados a seus respectivos proprietários o que é o broffice É o produto ferramenta de escritório multiplataforma livre em bom português desenvolvido sob os termos da licença lgpl composto por editor de texto planilha de cálculo apresentação matemático e banco de dados mantido pela comunidade e oscip que trabalha para a difusão do sl/ca no país desenvolvimento esta revista foi elaborada no broffice editor de texto planilha eletrônica apresentação e diagramação a reprodução do material contido nesta revista é permitida desde que se incluam os créditos aos autores e a frase reproduzido da revista broffice ­ www.broffice.org/revista em local visível a revista broffice declara não ter interesse de propriedade nas imagens os direitos sobre as mesmas pertencem a seus respectivos autores/proprietários boa leitura luiz oliveira editor o conteúdo da revista broffice está protegido sob a licença creative commons by-nc-sa disponível no www.creativecommons.org.br esta licença não se aplica a nenhuma imagem exibida na revista e para utilização delas obtenha autorização junto ao respectivo autor patrocinadora revista broffice www.broffice.org/revista 3 janeiro 2011

[close]

p. 4

carta do leitor esta é a sua seção na carta do leitor você pode tirar dúvidas sobre o broffice seja produto nossa revista envie um email para cartadoleitor@revistabroffice.org participe estou utilizando o broffice recentemente e gostando muito dou parabéns a todos os envolvidos nesse projeto gostaria de contribuir com uma pequena participação como utilizava muito excel estou utilizando o calc e percebi que a função procv não funciona quando a matriz utiliza fórmulas ou funções andré rebello olá andré obrigado pelo contato e pela contribuição enviamos o teu arquivo para a lista usuarios@pt-br.libreoffice.org para que a comunidade possa avaliar o seu caso e se possível encontrar uma solução recebo esta bela noticia vinda como um presente de natal pela revista broffice.org edição n° 18 onde se lê que a comunidade se desvencilhou do grilhão da oracle isso é muito importante e um marco na historia das gpl s gnu s e qualquer forma de lei que englobara e garantira aos usuários de todo mundo as quatro liberdades do software livre a liberdade de utilizá-lo para qualquer fim comercial ou não acesso aos códigos e seu estudo as melhorias que podem ser feitas nos códigos e a sua redistribuição sem dever nada a ninguém wanderson b paula taguatinga ­ df olá wanderson interessante sua declaração de amor ao broffice e ao linux como sua mensagem ficou um pouco grande e atendendo ao seu pedido resolvemos publicar o seu texto na íntegra no portal broffice.org ok arquivo pessoal introdução ao postgresql comunidade ou desenvolvimento enviar críticas ou sugestões que possam enriquecer ainda mais a ilmo srs sabemos que planilhas processadores de texto programas de apresentação e outros fazem parte de nosso cotidiano seja no lazer na vida profissional enfim como dizem é parte de nossa vida orgulho do século passado a informática resplandece no século 21 e sem dúvida alguma revoluciona o modo de ser o pacote broffice livre cresce dia a dia aquilo que só era observado nos meios universitários chega até o grande público de maneira versátil eis um pacote revolucionário onde inúmeros colaboradores somam esforços para assim dizer realizar uma grande transformação em termos de informática li todos os números da revista disponíveis para download excelentes preciso de uma pequena ajuda operacional como importar textos através de um scanner direto para o broffice existe a possibilidade grato continuem 2011 com muito sucesso joão paulo vargas olá joão ficamos felizes que tenha gostado da revista e fica o convite para fazer parte da produção colaborativa para isso é só entrar em contato conosco através do e-mail contatoarevistabroffice.org em relação à sua dúvida existe sim a possibilidade uma vez que o scanner esteja corretamente instalado em sua máquina basta abrir o broffice writter acessar o menu inserir figura digitalizar em seguida selecionar a origem ou seja o seu scanner desejo à todos vocês um feliz natal e que o ano novo só reserve boas novas e grandes desenvolvimentos wiliam a pereira são carlos são paulo brasil janeiro 2011 revista broffice www.broffice.org/revista 4

[close]

p. 5

colaboradores conhecendo os colaboradores arquivo pessoal revista broffice www.broffice.org/revista 5 janeiro 2011

[close]

p. 6

artigo economia solidária e internet por andré bordignon google a internet é uma grande e democrática ferramenta de comunicação ela nos abre inúmeras possibilidades para colaboração e cooperação a certeza dessa afirmação pode ser constatada pelo forte ataque que as grandes corporações capitalistas aliadas com os governos liberais vem fazendo à liberdade da rede o tratado do acta¹ é um bom exemplo disso o acta é um tratado que reúne os grandes países para definir e regular a questão dos direitos autorais as corporações capitalistas estão fazendo de tudo para limitar a liberdade da internet quem tem medo da internet em seu artigo quem tem medo da internet o sociólogo emir sader aponta que os poucos poderosos do setor de comunicação que sempre dominaram a cena nacional com a veiculação de notícias homogêneas de uma visão única quase sempre questionáveis são arquivo pessoal da ditadura como agora fica claro e continua quem tem medo da internet tem medo da democracia tem medo da cidadania tem medo do povo a internet apesar de ter sido originalmente concebida em um ambiente militar também incorporou os valores de liberdade e colaboração da década de 60 que estava passando por uma transformação social profunda por outro lado temos um movimento que vem ganhando força nos últimos anos no brasil que é o movimento da economia solidária esse modelo de economia se apresenta atualmente a economia solidária tem quatro características muito marcantes modelo se que são cooperação uma sociedade autogestão organizada atividade econômica e solidariedade com esse espera economicamente de maneira mais justa e solidária de forma que cada trabalhador e cada trabalhadora tenha o suficiente para viver de maneira digna no brasil já existe uma secretaria secretaria nacional de economia solidária para cuidar dos assuntos relativos à economia solidária será que a internet pode ser utilizada para alavancar os empreendimentos de economia solidária como alternativa ao modelo colocado os mais relutantes em aceitar essa liberdade propiciada pela internet agora que ela vai se tornando mais popular emir sader cita tenhamos claro que os que têm medo da internet são os que usufruem monopólios os que se submetem aos patrões que lhes pagam salários e lhes garantem espaços de que eles acreditavam que dependeríamos para conhecer o brasil e o mundo são os que acusam governos partidos movimentos sociais de não serem democráticos mas estão a favor da censura e 6 revista broffice www.broffice.org/revista janeiro 2011

[close]

p. 7

artigo arquivo pessoal economia solidária e internet por andré bordignon do ponto de vista de valores percebemos que a internet e economia solidária se conectam se percebemos valores na internet que podem estar em sintonia com a economia solidária porque então ela não pode ser um instrumento de alavancagem para esse modelo de economia o que vemos hoje de utilização da internet pela economia solidária são simples sites de empreendimentos solidários com os produtos desenvolvidos e um sistema de busca desses produtos isso não é suficiente para uma alavancagem mais forte dessa economia É necessário um estudo mais profundo dessa ferramenta com o foco na economia solidária para desvendar suas inúmeras e reais possibilidades o atlas da economia solidária de 2005 mostra que poucos empreendimentos utilizam a internet no seu processo produtivo e de gestão segundo o mesmo atlas somente 7 dos empreendimentos de economia solidária comercializam seus produtos no território nacional e somente 2 com outros países mostrando que a grande maioria dos produtos é comercializado localmente evidentemente aí percebemos que temos um grande potencial para ampliar a abrangência da comercialização e a internet como forma de divulgação e comercialização a um custo baixo poderia ser a potencializadora através do comércio eletrônico google outro aspecto importante dos empreendimentos da economia solidária é a gestão coletiva esse tipo de gestão requer disponibilização das informações relativas ao empreendimento para as tomadas de decisões nas assembleias e reuniões a internet propicia a facilidade da disponibilização de todas essas informações online com as informações de fácil acesso as decisões podem ser tomadas de maneira autônoma minimizando a influência direta da diretoria dos empreendimentos tornando a gestão altamente participativa outra iniciativa que pode ser alavancada com o uso da internet é a troca de saberes entre os empreendimentos sabemos que a maioria dos empreendimentos de economia solidária são formados sem grande captação de recursos e muitas vezes até nenhuma captação a internet pode ser um canal de troca de informação para melhoria dos empreendimentos com um custo muito baixo o principal desafio a nosso ver é que normalmente os empreendimentos de economia solidária são de baixo custo constituídos por pessoas pobres que não tem acesso à tecnologia da informação além disso temos uma concentração de empreendimentos de economia solidária nas regiões norte e nordeste pelo sies ­ sistema de informação em economia solidária ­ 55 desses tipos de empreendimentos estão nessas regiões e aí temos um grande problema pois é justamente nessas regiões que o acesso a internet é mais precário segundo uma pesquisa do ibope de agosto de 2009 nas regiões norte e nordeste menos de 8 da população têm acesso domiciliar a internet isso faz com que a internet não seja aproveitada para a potencialização desse para resolver essa questão temos que universalizar o acesso à rede e dar formação o governo federal vem trabalhando em um grande plano de banda larga para universalizar o acesso à rede no brasil o acesso a essa tecnologia com certeza irá propiciar a inovação desses empreendimentos desde que haja formação arquivo pessoal modelo econômico revista broffice www.broffice.org/revista 7 janeiro 2011

[close]

p. 8

artigo arquivo pessoal economia solidária e internet por andré bordignon várias ferramentas de tecnologia que podemos chamar de tecnologia social só puderam ser criadas e operacionalizadas com o advento da internet como os sites knowmore.org crossbooking.org e globavoices.org o que a economia solidária pode criar com a internet como podemos utilizar essa ferramenta para mudar as relações comerciais o nos site mostra solidarius um bom http www.solidarius.com.br ¹ o acordo comercial anticontrafação acta em inglês anticounterfeiting trade agreement é um tratado comercial internacional que está sendo negociado com o objetivo de estabelecer padrões internacionais para o cumprimento da legislação de propriedade intelectual entre os países participantes de acordo com seus proponentes como resposta ao aumento da circulação global de bens falsificados e da pirataria de obras protegidas por direitos autorais exemplo com a possibilidade de comercialização pela internet através de sua moeda social o portal solidarius é mantido por uma iniciativa autogestionada de economia solidária não tendo fins lucrativos a missão dessa iniciativa é colaborar na difusão e consolidação da economia solidária em qualquer país fomentando a organização pessoas governos de redes serviços colaborativas redes de atendendo a e empreendimentos com comunidades http pt.wikipedia.org/wiki/acta consultado em 14 de janeiro de 2011 ² o sies ­ sistema de informação em economia solidária é um sistema que contem informações sobre os empreendimentos de economia solidária no brasil ele é mantido pela secretaria nacional de economia solidária ³ monserrat j 2008 economia da exclusão vs economia da inclusão artigo publicado no v encontro de pesquisadores latino-americanos de cooperativismo educação consultoria pesquisa e desenvolvimento inovação metodológica e provimento de tecnologia da informação para que a internet seja um instrumento de uma transformação mais profunda precisamos ter discussões políticas dentro das cooperativas que promovam a economia solidária sem esse acúmulo de análise política do que significa essa transformação dificilmente iremos alcançar uma mudança de patamar do que existe hoje de uma análise simples dos empreendimentos de economia solidária através do sies² podemos constatar que a internet é pouco utilizada pelo movimento da economia solidária esperamos que com a universalização do acesso isso possa mudar e utilizemos essa ferramenta para alavancar um modelo econômico mais justo e inclusivo conforme cita o professor monserrat um estudioso da internet e economia solidária em seu trabalho monserrat 2008³ uma porta está aberta com a internet para a economia solidária e uma grande transformação pode ser feita com ela trazendo dicas e informação todos os dias e na dose certa www.dicas-l.com.br arquivo pessoal 8 janeiro 2011 revista broffice www.broffice.org/revista

[close]

p. 9

http hacknrio.org/br

[close]

p. 10

entrevista empresa reestrutura área de ti e adota broffice por luiz oliveira a seguir vamos conhecer mais um caso de sucesso de migração para broffice o entrevistado é daciano pozzer gestor de tecnologia da informação da empresa rotoplastyc que fica em carazinho-rs como conheceu o broffice sou usuário do broffice há bastante tempo leio todas as edições da revista broffice e fiquei bastante feliz quando encontrei algumas pessoas que colaboram na revista no fórum internacional de software livre comentei sobre o caso da empresa onde trabalho e me foi dada a sugestão de enviar o caso para publicação na revista qual a estrutura da empresa a rotoplastyc foi fundada em 1999 está situada em carazinho-rs tem como clientes empresas como o grupo agco stara kuhn tramontina entre outras com cerca de 110 funcionários possui 40 computadores todos utilizando o broffice quando o broffice foi implantado na empresa o broffice foi implantado em agosto de 2009 a mudança na verdade foi parte de uma reestruturação total no departamento de ti da empresa para atender novas exigências do mercado mas também para facilitar os procedimentos administrativos revista broffice www.broffice.org/revista 10 À esquerda daciano pozzer e francis wechker arquivo pessoal google em 2011 vamos criar treinamentos do broffice calc janeiro 2011

[close]

p. 11

entrevista rotoplastyc reestrutura departamento de ti e adota broffice por luiz oliveira para isso um levantamento geral foi feito com o objetivo de listar os seguintes itens computadores e configurações software utilizados licenças e impressoras a partir daí constatamos que todos os computadores utilizavam microsoft office 2003 e 2007 mas estavam sem licença optamos então pelo broffice em vez de gastar mais de 20 mil reais para comprar todas as licenças necessárias um cronograma de substituição foi montado e em quatro meses a migração foi concluída iniciamos a migração por setores e confesso que houve bastante resistência de algumas pessoas mas com o tempo foi possível mostrar as vantagens que o broffice possui comparado com o pacote da microsoft além do fato de ser uma suíte para escritórios livre a equipe de ti esteve bastante atenta nessa fase para ajudar nas dúvidas dos usuários quais são na sua opinião essas vantagens são várias mas posso citar por exemplo a opção de exportar direto para o formato pdf portable document format essa opção ajuda muito não é mais necessário ter que ficar instalando emulador e é muito mais simples exportar um arquivo para pdf outras vantagens são os recursos 3d avançados de edição gráfica a interface simples e eficiente a facilidade na instalação além de disponibilizar todos os recursos de outras suítes de escritórios e mais outra grande vantagem é a facilidade de encontrar materiais e ajuda na internet sem contar que a ajuda interna f1 auxilia muito nas dúvidas do dia a dia quais as principais dificuldades na hora da migração nos documentos criados com microsoft power point houve vários casos que tivemos que refazer o arquivo pois era utilizado a função wordart e no impress a apresentação com ele ficava extremamente lenta para passar os slides houve um problema com nosso sistema erp desenvolvido em genexus que gerava relatórios somente com a utilização de um componente do microsoft office era necessário ter o pacote instalado após solicitação ao nosso fornecedor de software eles criaram uma alternativa para gerar os arquivos para .xls com um componente da microsoft sem necessidade de adquirir licença do pacote office conseguimos abrir perfeitamente com o broffice os relatórios gerados pelo sistema mas a principal dificuldade foi a resistência dos colaboradores pois todos estavam vindo de uma plataforma proprietária e a grande maioria não conhecia outra suíte de escritório além do ms office muitos alegavam que se sentiam perdidos no broffice a solução foi dar todo apoio e suporte mostrando que a ferramenta tem os mesmo recursos que a outra suíte havia muitos chamados para dúvidas simples por exemplo não encontrar determinada função no broffice mais uma vez o suporte intensivo foi capaz de mostrar que com um pouco de atenção era possível notar que o broffice oferece os mesmos recursos de forma muito semelhante e com a grande vantagem de possuir mais informações na ajudaf1 com a ajuda do broffice é fácil e simples fazer pesquisas tirar dúvidas descobrir fórmulas no calc assim conseguimos nos adaptar à ferramenta e tirar grande proveito dela nossos planos para inicio de 2011 é criar treinamentos de recursos avançados do broffice calc sobre a empresa a rotoplastyc é uma empresa que industrializa mais de 600 itens que variam de 300gr a 600kg sendo pioneira na industrialização de reservatórios em polietileno com capacidade de armazenamento de até 24.000 lts está localizada na cidade de carazinho no norte do rio grande do sul referências http www.rotoplastyc.com.br/web revista broffice www.broffice.org/revista 11 janeiro 2011

[close]

p. 12

entrevista genrecookshop joseph powers tradução e adaptação rogério luz agradecemos ao entrevistado na foto abaixo com sua esposa que tanto contribui na limpeza do código base melhorando a eficiência dos temas de ícones e deixando o libreoffice mais bonito tais melhorias são realizadas sem grandes estardalhaços qual foi seu primeiro programa programação é voltada às pessoas por favor fale um pouco sobre si mesmo sou joseph powers joep no irc moro na costa oeste americana na cidade de las vegas estou no começo dos meus quarenta anos cassado com uma bela mulher abelita ­ uma bela dama filipina servi por quatro anos no exército dos estados unidos trabalhando na manutenção de atualmente trabalho na indústria do computadores comecei a programar no colégio em um apple iie como sou fanático por matemática meus programas eram relacionados a equações matemáticas quando ganhei um pc-xt dos meus pais mudei rapidamente do basic para o pascal o que faz quando não está hackeando o libreoffice atualmente sou contratado por um grupo de hotel/casino fora de las vegas em nevada no trabalho eu personalizo e mantenho as interfaces para o nosso info/infinium fornecendo recursos humanos contabilidade geral folha de pagamento contas a pagar ativo fixo software de gerenciamento de projetos todos funcionando em um sistema i da ibm o ambiente atual é rpgle db2 linguagem de programação em jsp html java and css quando eventualmente você gasta mais tempo no projeto normalmente eu levanto cedo duas horas antes da esposa acordar entre 05:00 ­ 07:00 aproveito para trabalhar no projeto depois do trabalho 18:00 gasto uma ou duas horas aos domingos me dedico algumas horas ao projeto revista broffice www.broffice.org/revista 12 janeiro 2011 entretenimento vivendo em las vegas infelizmente não sou parte da famosa família irlandesa dos powers.

[close]

p. 13

entrevista joseph powers qual seu editor de texto preferido porque atualmente utilizo o text wrangler mac os x ele é free e trabalha bem com interface em linha de comando para a edição o ambiente xcode tem se mostrado mais versátil e capaz para trabalhar com projetos eu deverei utilizá-lo no futuro como você ficou conhecendo o libreoffice nos últimos anos tenho utilizado o openoffice.org eu não gosto do ms-office desde a versão para mac que é sempre incompatível com a versão do ms-windows eu acompanho o site osnews e li um artigo falando sobre a criação do documentfoundation porque você se envolveu com o projeto estava ficando cansado de apenas trabalhar no código rpgle e queria voltar a programar em c/c estive olhando diversos projetos porém alguns deles eram mantidos por equipes tão pequenas que a adesão ao projeto significaria ter que aprender o código fonte e dar apoio a outros aspectos do projeto outros por sua vez eram grandes demais como o kernel do linux onde mudanças ocorrem muito rapidamente no passado eu já havia analisado o código fonte do ooo era uma bagunça e a sun queria atribuições de direitos autorais sobre o código então eu desisti com o anuncio do projeto libreoffice voltei a olhar para o código fonte É um pouco mais claro e limpo fácil de compreender e eu poderia contribuir o grupo de desenvolvimento é grande o suficiente onde eu poderia entrar e não precisaria assumir o projeto inteiro minha intenção é ajudar e não executá-lo bom um projeto que respeita os direitos autorais um grupo amigável de desenvolvedores um código fonte compilável eu acabei decidindo que este seria o projeto ideal para trabalhar qual foi sua primeira contribuição para o libreoffice eu comecei submetendo correções patches e/ou sugestões para o código fonte do libreoffice libo para o mac os x quando o projeto começou havia muito pouca documentação sobre as dependências necessárias para a compilação do libo no mac os x qual foi sua primeira contribuição para o libreoffice eu comecei submetendo correções patches e/ou sugestões para o código fonte do libreoffice libo para o mac os x quando o projeto começou havia muito pouca documentação sobre as dependências necessárias para a compilação do libo no mac os x revista broffice www.broffice.org/revista 13 libreoffice a equipe atual de programadores foi muito receptiva eles aceitaram as minhas sugestões e correções sem queixas e às aplicou ao sistema principal qual foi sua mais importante contribuição para o libreoffice meu grande projeto até o momento foi o de remover o código que implementava o high-contrast aos ícones em cada tema com a inclusão dos ícones aos temas havia uma segundo conjunto de ícones high-contrast para cada tema que era um exagero eu passei algumas semanas identificando e removendo o código como isso irá melhorar as coisas para os usuários primeiro eliminar as exigências do segundo conjunto de ícones high-contrast dos temas reduzindo o tamanho da instalação como a maioria do código estava carregando as referências para ambos os conjuntos de ícones determinando qual deveria ser apresentado minhas alterações reduziram a sobrecarga na memória e processamento levando a um sistema mais rápido qual sua visão de futuro e/ou o que você gostaria que fosse melhorado atualmente estou tentando retornar para o c/c portanto estou focado na limpeza do código a base de código atual necessita de muito trabalho tais como modelos de macros que são meu alvo eu gosto da ideia de que alguém tenha a capacidade de criar modelos que foram adicionados através da linguagem padrão c entretanto hoje essas macros somente trazem confusão ao código base o meu objetivo é limpar o código que foi por anos negligenciado no futuro eu gostaria de olhar a conversão da api carbon para a nova api cocoa isso me permitiria mudar do os x 10.4 para o 10.5 e construir aplicações em 64bit eu notei que iniciamos a mudança para o código do cocoa assim a maioria das mudanças modificaria a construção do sistema conte-nos algo interessante que faz quando não está hackeando naturalmente gosto de viajar pelo mundo descobri um bug e fui enviado para a itália por dois anos aproveitei a boa comida chinesa por lá também gostei de visitar alguns lugares na alemanha filipinas hong kong e pelo canadá divertida essa experiência de conhecer a diversidade entre as culturas tradução e adaptação rogério luz como foi sua experiência inicial na contribuição para o janeiro 2011

[close]

p. 14

novas tecnologias o chegou por luiz oliveira a chegada do libreoffice lançado nesse mês pela the document foundation tdf foi celebrada e ovacionada pelos quatro cantos da terra como dito no comunicado à imprensa foram poucos meses entre a formação da nova fundação e o lançamento do seu produto principal isso só foi possível porque a tdf ofereceu algo totalmente novo e atrativo ou seja o respeito a todo colaborador seja ele desenvolvedor divulgador testador ou ativista além da possibilidade de ouvir os usuários e o compromisso de incluir funcionalidades e correções nas próximas versões sem burocracias ou dificuldades enfim uma suíte livre e verdadeiramente de código aberto a tdf se inspira no modelo de softwares livres nas relações institucionais posicionando-se de forma transparente meritocrática pronta para ouvir críticas e sugestões aberta ao diálogo com todos voltando ao lançamento do libreoffice um relatório acurado de novas funcionalidades contendo as principais novidades baseado nos registros de desenvolvimento do libreoffice 3.3 e do openoffice.org 3.3 foi desenvolvido e disponibilizado para toda a comunidade por gustavo pacheco esse projeto teve o apoio das equipes do tribunal de contas do estado de mato grosso em cuiabá/mt e do tribunal regional do trabalho da 4.ª região em porto alegre/rs que auxiliaram nos testes e no financiamento do trabalho novas funcionalidades broffice 3.3 por gustavo pacheco opções de tratamento de objetos já marcadas as opções de tratamento de objetos passarão a ser marcadas por padrão a partir da versão 3.3.0 essas opções permitem um tratamento mais adequado de objetos ole incorporados à documentos nos formatos do microsoft office quando editados com o broffice com as opções marcadas tanto a abertura quanto o salvamento de documentos com objetos ole incorporados permitem que o objeto seja editado posteriormente sem problemas relacionados à associação de aplicativos arquivo pessoal revista broffice www.broffice.org/revista 14 janeiro 2011

[close]

p. 15

novas tecnologias por gustavo pacheco novas funcionalidades broffice 3.3 novos tipos de propriedades personalizadas as propriedades do arquivo passam a incorporar os novos tipos data e hora e duração proteção de modificação com senha em documentos odt e ods a partir de agora os documentos odt e ods respectivamente do writer e do calc podem apresentar dois níveis de segurança com senha como nas versões anteriores é possível atribuir uma senha de abertura do arquivo que permite proteger o conteúdo do arquivo de leituras não autorizadas adicionalmente a versão atual implementa a possibilidade de atribuição de uma senha de edição ou seja só é possível modificá-lo com a senha correta essa nova funcionalidade permite atribuir a função de edição a um determinado grupo de pessoas e a função de apenas leitura para os demais usuários por exemplo novo diálogo de impressão o novo diálogo de impressão apresenta como novas funcionalidades a apresentação da prévia da impressão com possibilidade de navegação entre as páginas a lista de impressoras disponíveis distribuição de opções em guias uma guia de propriedades de impressão referente a cada uma das aplicações a guia layout de página onde por exemplo pode ser configurada uma impressão de diversas páginas por folha ou uma impressão do tipo brochura livro a guia opções reunindo as opções gerais de impressão arquivo pessoal revista broffice www.broffice.org/revista 15 janeiro 2011

[close]

Comments

no comments yet