A PRINCESA ANA E O FASCÍNIO PELO APRENDER

 

Embed or link this publication

Description

PEDAGOGIA

Popular Pages


p. 1

A Princesa Ana e o fascínio pelo Aprender Autores Aline de Campos Leticia C. Barroso

[close]

p. 2

Era uma vez, numa terra distante, uma princesa chamada Ana, muito alegre, carinhosa e dedicada aos estudos. Ana ia à escola, que ficava quilômetros de distância de sua casa, ela tinha que atravessar um enorme bosque, onde habitavam muitos bichos que não tinham o mínimo interesse de estudar, havia naquele bosque um lobo muito mal e nada disso fazia Ana desistir, nem se amedrontar de ir à escola.

[close]

p. 3

Às vezes ela era levada por sua avó, mas na maioria das vezes ia sozinha, só não faltava à escola, a princesa era muito amada e querida por sua professora Lourença. Nas horas em que Ana não estava na escola, ela ia à floresta ensinar a bicharada a ler, escrever, cantar e divertia a todos, o único que não participava era o malvado lobo, mesmo assim a princesa não desistia, queria mesmo era atrair o malvado e fasciná-lo pelo estudo.

[close]

p. 4

Aos poucos, Ana conseguia levar parte dos bichos para a escola, então já não ia sozinha, um bicho foi passando para o outro o quanto era legal frequentar a escola, como a professora Lourença era bacana. A quantidade de musiquinhas que aprendiam, fazia com que vivessem muito mais felizes e cada dia mais bichos começavam a frequentar a escola.

[close]

p. 5

O lobo, por sua vez, passou a viver sozinho no bosque, triste, solitário, desanimado e seu coração disparava sempre que ouvia Ana e sua turma passando alegremente cantando: "VAMOS À ESCOLA, ALEGREMENTE A CANTAR, PROFESSORA LOURENÇA ANSIOSA A NOS ESPERAR. TRÁ-LÁ-LÁ, TRÁ-LÁ-LÁ, TRÁ-LÁ-LÁ, O DIA ESTÁ BELO, PERFEITO PARA LER, DANÇAR, VAMOS ALEGREMENTE A CAMINHAR, PARA RAPIDAMENTE NA ESCOLA CHEGAR. LÁ, LÁ,LÁ, LÁ."

[close]

p. 6

Mas Lobito não tinha iniciativa e ficava esperando um novo convite para ir à escola. Certo dia, Ana teve um lindo sonho com o lobo e percebeu que estava apaixonandose por ele e no dia seguinte a princesa encorajou-se e foi falar com o Lobo para convidá-lo para ir à escola ao menos conhecer, fazer uma visita. O Lobo, muito aborrecido, recusou imediatamente o convite e disse que quem vivia na floresta nunca ia precisar de estudos, bateu a porta na cara da linda princesa, que triste foi para a escola, mesmo diante da desagradável situação.

[close]

p. 7

Ana ainda não havia desistido e vivia a pensar no que podia fazer para amolecer o coração do lobo e, uma semana depois, ela decidiu voltar na casa dele e declarar-se, dizer que ela era apaixonada por ele e então o Lobo a convidou para entrar, ela leu uma bela história para ele, ficaram por horas conversando, até que a princesa o convidou a ir para a escola, cortou seu cabelo, deu-lhe uma linda roupa, um sapato e um caderno.

[close]

p. 8

No dia seguinte ao passar com toda a bicharada em frente a casa do Lobo Ana chamou, quando ele saiu todos ficaram espasmos ao ver a produção do lobo, não acreditavam no que estavam vendo. Este foi o dia mais feliz para todos aqueles que já estavam na escola e para o Lobo o mais novo da turma, o coro foi o mais alto e mais belo. Meses passaram-se e a paixão da princesa só aumentava, o Lobo também já não contia se de amor pela pequena e doce princesa, então ele resolveu declarar se e um beijo de encatamento aconteceu. Isso foi só o início desse grande amor.

[close]

p. 9

O malvado Lobo tornou-se um lindo príncipe, casou-se com a princesa que se mudou para a floresta e os dois pregavam a Educação e estudo para a nova geração dos bichos e assim fundaram uma escola, ali mesmo na floresta e deram o nome de Lourença em homenagem a querida professora. E assim viveram todos felizes ensinando o be-a-bá.

[close]

Comments

no comments yet