Revista ACIJA Edição Maio/Junho de 2014

 

Embed or link this publication

Description

Revista ACIJA Edição Maio/Junho de 2014

Popular Pages


p. 1

4º Congresso Empresarial de RH ACIJA Págs. 9, 10 e 11 Café com Negócios com o Deputado Federal Otávio Leite Pág. 16 Pensando na Prevenção Contra Incêndio Pág. 5 Doação de computadores ao 12º GBM Pág. 12 Ville Motel: Qualidade e Conforto Pág. 17 AeG Engenharia, Arquitetura e Serviços Ambientais Págs. 7 e 8

[close]

p. 2



[close]

p. 3

Respeito ao dinheiro dos contribuintes Um dos princípios básicos do sucesso das sucessivas administrações na gestão da ACIJA é o respeito que temos ao dinheiro dos contribuintes, no caso o pagamento de mensalidades e doações de nossos associados, o aluguel de espaços como auditório e salas para atendimento, o arrecadado através de convênios firmados com empresas e o que é recebido de patrocinadores de eventos e anunciantes em nossa revista e demais meios de comunicação. Todos os recursos arrecadados são investidos no pagamento de uma equipe de profissionais dimensionada para atender com qualidade às demandas do empresariado local, na manutenção de instalações adequadas aos serviços prestados pela entidade e na realização de eventos de interesse geral dos associados, tudo dentro da maior transparência. Nenhum centavo é gasto sem necessidade e todas as despesas são avaliadas pela diretoria antes de serem efetivadas, pois como diz nosso Diretor Financeiro, Vitor Tintim, “trabalhar com o dinheiro dos outros é coisa muito séria”. Como dentro de nosso quadro de associados estão algumas das maiores empresas do país, é comum pensarem que dispomos de fartos recursos, por isso não são poucas as vezes em que algumas pessoas e entidades que nos procuram em busca de patrocínio para seus projetos saem chateados por não conseguirem o apoio financeiro desejado, já que o máximo que a diretoria pode fazer é encaminhar estes projetos para as empresas associadas e, elas sim, tendo interesse, é que podem acabar ajudando. A ACIJA atua no máximo como ponte de ligação nestes casos ou, como no caso do PAM – Plano de Assistência Mútua entre as empresas da região, como administradora também de recursos arrecadados mensalmente com a finalidade de apoiar órgãos públicos da área de segurança na melhoria da prestação de seus serviços, tudo isso integralmente dentro do que a legislação determina. Outro fato comum é quem esta de fora da gestão do dia a dia da associação pensar que a turma que dirige a entidade está levando algum tipo de “vantagem”. Realmente, se vantagem é abrir mão de horas e horas de trabalho em sua própria empresa ou de participar de atividades que possam lhe trazer algum proveito pessoal seja no campo profissional, seja no de lazer mesmo, para passar esse tempo tratando do bem comum, aí levamos vantagem. Porém na prática o que se vê é um grupo de pessoas dedicadas ao interesse comum, a trabalhar em prol do grupo e a buscar melhorias para toda a região, seu empresariado e população, ganhando pouco reconhecimento, mas por índole, muita satisfação pessoal em troca. Não confundimos o público com o privado e temos sempre o maior cuidado e respeito pelo mandato que nossos associados nos confiaram, sendo esse o legado recebido das diretorias anteriores e que deixaremos para a próxima gestão. Estrada do Gabinal, 313 - Loja 270 A RioShopping - Tel.: 2445-4474 www.acija.org.br Presidente Paulo Antonio Carrilho Valente Vice-Presidentes Fernando Jorge Fragata de Moraes Costa Luis Alexandre Igayara Marcio Brasil Lenz Cesar José Nelson Carrozzino Edison Parente da Rocha Martins Neto Diretor Executivo Aluizio Cunha Diretor Secretário Robert Ferreira Barboza Diretor Financeiro Vitor Jorge Marques Tintim Diretor Tesoureiro Paulo Roberto Pellegrino Diretor Social Ricardo Ceda da Silva Diretor Jurídico Ricardo Furtado Diretor de Patrimônio Geraldo da Costa Aragão Conselho Fiscal Vera Lucia Baldner Fernandes Walter Eduardo Teixeira Machado João da Silva Carvalho Luiz Carlos Bezerra Marques Albano dos Santos Parente Roque Z Roberto Vieira Projeto Gráfico e Editorial Joubert Barros Editora Interativa Estrada da Ilha de Guaratiba, 2536 sala 3 - Ilha de Guaratiba. Tel.: 98612-7826 Fotografia Julio Scrich Paulo Valente Presidente da ACIJA

[close]

p. 4

Reunião do Comitê de Arquitetura e Urbanismo Arquitetura & Urbanismo No último dia 03 de abril foi realizada na ACIJA, a palestra “Ergonomia e funcionalidade no trabalho”. No primeiro bloco, a arquiteta Priscila Boldrini falou sobre espaços de trabalho, funcionalidade e ergonomia. Em seguida, no segundo bloco, a Drª. Wallerry Fleck deu dicas interessantes e explicações sobre ergonomia aplicada aos funcionários, posturas e possíveis causas de afastamento do trabalho. Ao final da apresentação, uma breve sessão de ginástica laboral fez daquela quinta-feira um dia bem melhor e mais saudável para os participantes. Priscila Boldrini Presidente do Comite de Arquitetura e Urbanismo, Antonio Carlos da ACIJA e a palestrante Drª. Wallerry Fleck

[close]

p. 5

Pensando na prevenção contra incêndio Você sabia que a maioria dos incêndios ocorre por instalações inadequadas ou por falta de manutenção em redes elétricas e, em muitos casos, por ações humanas de atos inseguros? Por mais complexo e atual que seja a instalação de um sistema preventivo de incêndio não se pode garantir 100% de sua eficiência mas prevenir é sempre a melhor estratégia para se mitigar os riscos e os responsáveis pela manutenção das edificações, sejam elas industriais , comerciais ou residenciais, deve-se considerar a prevenção de incêndio uma prioridade , preservando vidas e patrimônios. No Brasil, existe lei federal Nº 11901, que dispõe sobre a profissão de Bombeiro Civil e dá outras providências, bem como, leis estaduais e municipais que estabelecem normas sobre os sistemas de prevenção e proteção contra incêndio e pânico. Estatísticas realizadas pela SPRINK Segurança Contra Incêndio Ltda, entre os anos de 2011 e 2013, em aproximadamente 1% dos prédios comerciais da cidade do Rio de Janeiro, mostram que ocorreram cerca de 223 princípios de incêndio, sendo que a grande maioria decorreu de atos inseguros dos ocupantes ou visitantes das edificações, bem como, de más condições das instalações elétricas. Dos 223 princípios de incêndio ocorridos, 9% tornaram-se incêndio que geraram altos custos financeiros e traumas emocionais e físicos. combate a incêndio, e conta com as normas e decretos lei que obrigam a instalação e manutenções periódicas, realizadas somente por empresas especializadas e credenciadas no Corpo de Bombeiros Militar. A SPRINK Segurança Contra Incêndio Ltda disponibiliza para os seus clientes uma consultoria técnica na área de Engenharia de Segurança, visando proteger a vida e o patrimônio, bem como reduzir as consequências sociais do sinistro e os danos ao meio ambiente, tendo por finalidade: A. Avaliação dos sistemas protecionais de prevenção e avaliação técnica de medidas emergenciais; B. Avaliação das características do espaço físico, indicando sua localização geográfica em relação ao plano urbano, ao plano da circunvizinhança, à unidade do Corpo de Bombeiros Militar e à unidade hospitalar mais próxima, considerando os acessos existentes para as viaturas de emergência; C. Avaliação das características das áreas edificadas, mencionando os materiais de acabamento interno e externo, bem como seus riscos, a utilização e a ocupação de cada andar; D. Avaliação dos aspectos humanos, considerando a população fixa e flutuante, horários de concentração máxima e mínima, pontos de maior concentração de público; E. Finalmente elaborar e implementar um Plano de Emergência que vise organizar sistematicamente os meios de socorro prevendo as missões que competem a cada um dos intervenientes, efetuar palestras aos ocupantes do prédio intervenientes ou não, criando condições de facilidades para o escape de pessoas existentes no interior do imóvel (plano de escape), objetivando evitar pânicos, erros, atropelos e duplicidade de atuações, otimizando os procedimentos sob forma de rotina em casos de incêndio e ameaças de bombas, os quais poderão ser testados, através de exercícios de simulação: “pensar no impensável”. A National Fire Protection Association (NFPA) , a mais prestigiada referência mundial em normas e regulamentos técnicos de Segurança contra Incêndio, nos mostra que o incêndio tem cinco fases mas o mais importante a saber é que na terceira fase (ignição súbita generalizada), dependendo das condições do ambiente, pode acontecer em apenas 12 minutos, gerando uma explosão (flashover). O gráfico ao lado mostra que para ter uma boa probabilidade de sobrevida é necessário que as equipes de emergência entrem em ação em no máximo três minutos. Bombeiro Profissional Civil A ABNT define Bombeiro Profissional Civil como um profissional de uma empresa especializada, com dedicação exclusiva para prestar serviços de prevenção, combate a incêndio e atendimento de primeiros socorros. Assim como o sistema preventivo, o Bombeiro Profissional Civil já é exigido por lei e recomendado por norma. Não basta somente querer, é preciso agir! Carlos Henrique dos Santos Especialista em Prevenção de RiscosSprink Segurança Contra Incêndio Ltda : www.sprink.com.br Uma boa edificação deve ter a harmonia do trinômio: Riscos Existentes + Sistema Preventivo + Bombeiro Profissional Civil Riscos Existentes A primeira peça do quebra-cabeça é a realização dos estudos e pesquisas para analisar e apontar os riscos existentes, denominados Relatório de Análise Preliminar de Riscos, que analisa as instalações prediais e mostra as prioridades das ações corretivas e preventivas que deverão ser tomadas,. Sistema Preventivo O Sistema Preventivo é a segunda peça do quebra-cabeça. É composto pelos equipamentos de detecção e

[close]

p. 6

AeG Engenharia, Arquitetura e Serviços Ambientais A AeG Engenharia, Arquitetura e Serviços Ambientais é uma empresa formada por profissionais com mais de 25 anos de experiência na gestão de atividades da construção civil e da gestão sustentável empresarial e, na área de Construção Civil, gerencia, desenvolve e executa projetos de obras civis, reformas e restauração de bens imóveis com foco em construções sustentáveis. A missão da AeG Engenharia tem como foco a sustentabilidade em seus processos de gestão e objetiva essencialmente a criação, planejamento e execução das atividades, tanto da construção civil quanto de serviços ambientais, baseadas em critérios universais de qualidade, criatividade e produtividade com responsabilidade socioambiental. Para os gestores da AeG Engenharia, Arquitetura e Serviços Ambientais os valores da empresa estão pautados na Gestão Sustentável Empresarial, que é, antes de tudo, um compromisso de cidadãos com a preservação da natureza e transformações sociais para uma melhor qualidade de vida. O investimento em conhecimento e tecnologias sustentáveis tem um viés econômico para garantir a continuidade do negócio com o menor impacto ambiental possível. Com um jeito diferenciado de fazer Gestão, a AeG Engenharia compartilha o entendimento e a certeza de que o mercado atual já reconhece as ações sustentáveis como investimentos, e que estas mesmas atividades precisam ainda integrar institucionalmente todos os níveis, no entanto, nada se faz sem pessoas, portanto, o foco do trabalho desta empresa está voltado para este potencial da , que é a capacitação de pessoas para um alto desempenho e valorização das equipes como empreendedoras,visando a excelência, que é o que confere às instituições credibilidade, produtividade e identidade no negócio, que dificilmente se apagarão ou se perderão com o tempo. Na AeG Engenharia, os serviços ambientais compreendem o desenvolvimento de soluções da cadeia de logística dos resíduos para a redução de despesas, com uso de alternativas e tecnologias sustentáveis e transformação de resíduos em produtos e insumos através da execução e manutenção de projetos de gestão e planejamento personalizados. As atividades não causam impactos ao negócio do cliente, e buscam sempre a redução do desperdício garantindo assim a sustentabilidade e o cumprimento da legislação. Em sua abrangência sustentável a AeG Engenharia atua na gestão corporativa da sustentabilidade através da criação de instrumentos de aferição e indicadores ou do suporte para as certificações NBR ISO 14000, 16000 e 18000, certificação LEED, selo AQUA, e selo Azul (ambos da construção civil), além de auditorias, capacitação de equipes e enquadramento legal. Como todas essas ações envolvem comprometimento não somente legal e ambiental, a AeG Engenharia também possui expertise para o planejamen- to e execução de projetos da comunicação sustentável, que inclui entre outros, os programas individualizados para a educação ambiental, relatórios socioambientais, intermediação para o diálogo e parcerias entre diferentes agentes sociais. A AeG Engenharia oferece estrutura matricial de serviços: elaboração, execução e manutenção de projetos de gestão de resíduos em todas as etapas, incluindo a logística da geração à destinação, e o enquadramento legal; Oferecimento de tecnologias e alternativas sustentáveis em atendimento a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305 de 2010) com retorno do investimento, e sem prejuízo da atividade produtiva; Gestão corporativa da sustentabilidade com a criação dos instrumentos de aferição e indicadores, suporte de consultorias para as certificações ISO 14000, 16000, 18000, certificação LEED, Selos AQUA e AZUL (da construção civil sustentável), auditorias, capacitação legal e treinamento de equipes. E,também, Planejamento e execução de projetos da comunicação sustentável com partes interessadas que inclui a criação de programas de educação ambiental apropriado para as demandas, intermediação para o diálogo e parcerias entre diferentes agentes sociais do terceiro setor, comunidades ou órgãos do governo; Gerenciamento de projetos e execução de obras civis, reformas e restaurações de bens imóveis, com foco em construções sustentáveis. Soluções Sustentáveis para Gestão de Resíduos, Certificações e Edificações Especializada no desenvolvimento de atividades e tecnologias sustentáveis e práticas ambientais eficientes para o setor industrial, de serviços e da construção civil, visando essencialmente à redução de custos. A AeG busca a elaboração e execução de projetos para a logística da cadeia de resíduos com o mínimo de desperdício possível e a transformação em produtos e insumos em retorno para a própria empresa.

[close]

p. 7

Site: http://aegengenharia.com.br/ A gestão sustentável compreende as etapas e ciclos desde o planejamento ao enquadramento legal e certificação ou desde a criação de propostas até o monitoramento e os resultados concretos. Gestão Sustentável de Resíduos Definição com base na PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos). A principal função da gestão é atender a legislação e em sua extensão é prospectar oportunidades de redução de custos, melhorando a imagem de empresa socialmente responsável. Tecnologias Sustentáveis Alguns exemplos de práticas sustentáveis com retorno para a empresa - Transformação mecânica de resíduo orgânico em adubo - Utilização de recicláveis em produtos e brindes para a própria empresa e clientes - Reciclagem de Entulho da Construção civil (Pavimentação, calçadas, blocos, tijolos) - Transformação de resíduos de madeira em Placas OSB/MDF - Captação, armazenamento e uso da água da chuva para substituir a água tratada. - Iluminação LED para interiores e exteriores AeG Engenharia, Arquitetura e Serviços Ambientais oferece para o seu público-alvo: • Profissionais com formação em treinamento e desenvolvimento, com MBE em Economia e Gestão de Sustentabilidade. • Supervisão Executiva com Gestão em Contratos com mais de 2000 prestadores de serviços. • Grande Experiência em Gerenciamento de Resíduos – Volume equivalente ao de uma cidade de 60.000 habitantes. • Projetos e Atividades para otimização de processos, premiadas e divulgadas no Brasil e exterior. • Projeto de Educação Ambiental – Transformação dos Resíduos Orgânicos em Adubo. • Implantação e Coordenação de Sistema de Gestão de Qualidade e Meio Ambiente em empresa de grande porte. • Realização de Workshop e Seminários – Trabalho de equipes para execução de iniciativas sustentáveis nas empresas. • Profissionais com MBA em Gerenciamento de Projetosm Pós Graduação em Gestão da Construção Civil e Restauração de Bens Imóveis • Experiência no gerenciamento de obras nas empresas Soares Leone, Sertenge, Cervalho Hosken, RJZ Cyrella, Niskier, Grupo Fator, CHL e PDG, Queiroz Galvão e Engeziler.

[close]

p. 8

Recursos Humanos Tábata Lopes, Aluizio Cunha, Neusa Nascimento e Renato Gama. Reunião do Comitê de RH da ACIJA No dia 19 de março, aconteceu no auditório da Acija a 5ª Reunião do Comitê de RH ACIJA que tem como objetivo levar às suas associadas informações e orientações das práticas em gestão de pessoas, além de informar sobre novas tendências e temas correlatos, aliado com a oportunidade da troca de relacionamento e ajuda mútua. Na ocasião foi abordado o tema E-Social, Estiveram presentes representantes de empresas associadas à ACIJA e outros convidaas Mudanças e Impactos nas Organizações , pela especialista na área trabalhista, Sra. Tábata Lopes – Gerente de Departamento Pessoal da Simetria, Advogada, docente em cursos de Administração e Direito, Instrutora de cursos na área Trabalhista e Previdenciária, dentre outras atividades, quando agradecemos a presença de todos. Segundo opinião dos participantes, a palestra foi bastante esclarecedora, trazendo luz sobre o assunto. Inclusive foi sugerido que a ACIJA promova um curso sobre o e-social o qual será divulgado em breve. dos, dentre eles Centro Educacional Santa Mônica, Requinte Rio, Hypermarcas, Bit 2000 Telecom, , RF & Associados, Hotel Porto Bay, Renaud Scan, H Strattner, Waldyr Lima Editora, Di Santinni, Grupo Pão de Açucar, Peixe Urbano, Ocral, H. Junior Estruturas Metálicas.

[close]

p. 9

4º Congresso Empresarial de RH ACIJA debate “A arte da gestão em tempo de transformação” e a“Autoliderança na transmutação de Resultado” Sempre pensando em fortalecer e qualificar os empresários da região de Jacarepaguá e os seus associados, a Associação Comercial e Industrial de Jacarepaguá (ACIJA) realiza eventos como o já tradicional e esperado Congresso Empresarial ACIJA, que ocorreu nos dias 09 e 10 de abril, no espaço Garden Party, em Jacarepaguá, em parceria com a empresa Simetria Temporários e Terceirizados. O evento, que este ano teve como tema “A arte da gestão em tempo de transformação”, reuniu aproximadamente 500 congressistas e contou com a participação de renomados palestrantes na área de gestão, além da explanação de atletas do esporte brasileiro que são destaque em evento de cunho empresarial no Rio de Janeiro. O 4º Congresso Empresarial de RH ACIJA debateu a transformação dentro das empresas na área de gestão de pessoas, em que a proposta de sucesso e otimização de resultados foram linhas de destaque na programação deste congresso, tendo como característica disseminar experiências e tornar conhecidos os casos nas diversas áreas que envolvem a área de Recursos Humanos nas organizações. E a novidade desta edição, foi a abordagem de itens como: Benchmarking sobre cases de sucesso; Debate entre CEOs, para discutir necessidades de acompanhar a transformação da gestão de profissionais e atividades organizadas para promover networking. O encontro teve como premissa incentivar a troca de conhecimento entre os profissionais participantes, através de prática de resultados no cenário da economia nacional e mundial; Conhecer de perto as ações que a área de RH desenvolve para driblar os labirintos estruturais e; Quebrar as barreiras orçamentárias na busca de soluções transformadoras nos resultados sustentáveis das organizações. Dentre as palestras mais disputadas, podemos destacar, após o excelente trabalho desportivo nas modalidades de vôlei, natação e vela representando o Brasil, os campeões, Nalbert Bitencourt, Franco Neto, Ricardo Prado e Lars Grael que nos presentearam com as suas participações no primeiro dia do Congresso, contribuindo com um debate dinâmico, em que discutiram “A autoliderança na transmutação de resultado”. Durante o debate, os esportistas contaram suas histórias de superação e sucesso e como se tornaram referências como líderes e ídolos do esporte nacional e internacional. “Para fazer um trabalho de desenvolvimento com o esporte, nada melhor que estimular as pessoas, através de esclarecimentos sobre a administração e a liderança.” Afirmou o ex-atleta de voleibol Franco Neto, que também é bicampeão do Circuito Mundial de vôlei de praia e tetracampeão do Circuito do Banco do Brasil. Outra interessante palestra foi a do Consultor Sergio Hage, com destaque em trabalhos voltados para o desenvolvimento do potencial e competências humanas, projetos e programas de educação corporativa e estimulação da automotivação sustentável.

[close]

p. 10

Palestrantes 4º Congresso Empresarial de RH ACIJA Lars Grael: Campeão Mundial e Medalhista Olímpico como velejador, nas categorias Tornado, Snipe e Soling. Conselheiro do Comitê do Legado da Autoridade Olímpica Municipal do Rio de Janeiro e membro do Judiciary Board da International Star Class Yacht Racing Union – ISCYRA. Franco Neto: Ex. jogador de vôlei de praia do Brasil. Renata Bucair: Sócia Diretora da empresa TREMN – Desenvolvimento humano de vanguarda, Coach , cursando especialização em Liderança e Gestao de pessoas pela UFRJ/FAAC. Sólida Experiência em empresas como BNDES, IBM e CocaCola nas áreas de finanças, planejamento estratégico e Marketing. Nalbert Bitencourt: Ex - atleta de voleibol de quadra e de praia. Ricardo Prado: Presidente do Conselho de Esporte Rio 2016, formado em Economia, com mestrado, pela Universidade Metodista de Dallas, no Texas, e em Educação Física. Sergio Hage: Engenheiro de produção mecânica, Terapeuta holístico, Músico profissional. Autor de vários livros e especialista em métodos vivenciais. Atua ainda com metodologias teatrais, dinâmicas com arte e Olimpíadas na Empresa. Márcia Luz: é Psicóloga, Pós-graduada em Administração de Recursos Humanos, especializada em Gestal-terapia e Mestre em Engenharia de Produção. Professora de Pós-graduação , palestrante e autora de vários livros. Elis Monteiro: Gerente de Mídias Digitais no Sesc Regional Rio. Formada em Jornalismo pela UFF Universidade Federal Fluminense, especializada em tecnologia, telecomunicações e novas mídias, com sólida experiência em grandes empresas da área. Humberto Sardenberg: Superintendente de Marketing da Icatu Seguros. Formado em Comunicação Social pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) com especialização em inovação pela UFF (Universidade Federal Fluminense). Certificação em Coaching pela Academia Brasileira de Coaching. Bernardo Brandão: Head of Marketing - Talent Solutions LinkedIn. BSP - Business School São Paulo - Product Management 2005 Bachelor Marketing - 1995 / 1999 - Final Project on Internet Marketing & Web Usability studies - 1998 Ton Neumann: Instrutor e Consultor Organizacional com mais de 20 anos de experiência na área comportamental. Um dos profissionais mais requisitados do Brasil por sua capacidade de mobilizar pessoas e atingir resultados imediatos junto às equipes que treina. Criatividade, assertividade, comprometimento, profundidade e bom humor são as marcas mais fortes de seu trabalho. Beto Matos: com 13 anos de experiência em gestão de políticas públicas e privada; 20 anos de Experiência em treinamento motivacional, Mudança de paradigmas, Planejamento estratégico; Sólida experiência em formação e gestão de equipes na área pública e privada; Autodidata em PNL, Formação de Liderança, Pensamento Estratégico, Planejamento Estratégico, Equipe de Alto Desempenho, Superação e Produção de Resultados.Secretário Municipal de Integração Governamental – Prefeitura de São João de Meriti. Juliana Gonçalves: Psicóloga Formada pela PUC com MBA em Gestão de RH pela FGV e Pós-Graduação em Administração de Empresas pela FGV. Especialização em Administração Voltada para Liderança pela FDC. RH Estratégico no ISE. Dez anos de experiência na área de RH, sendo sete deles em cargos de Coordenação/ Gerência.

[close]

p. 11

Opiniões Edison Parente, Vice- Presidente da ACIJA: “Este evento já é um marco e está no calendário de grandes empresas da região de Jacarepaguá. O 4º Congresso Empresarial RH da ACIJA, que nesta edição, tratou sobre a situação dos recursos humanos em tempos de transformação, chega em boa hora pois ultimamente, em uma cadeia iniciada desde o ano 2000, o mundo vive em contínua metamorfose corporativa. A ACIJA vem desenvolvendo o seu papel visando sempre a integração do empresariado da região, trabalhando com as três frentes que forma seu escopo: Relacionamento com o poder público; Estímulo de negócios entre as empresas associadas e; Qualificação empresarial. Assim, por meio desta constante integração e troca de informação, estas três frentes vem reforçando a legitimidade e a visibilidade das ações da ACIJA, que neste ano de 2014 completa 55 anos”. Aluizio Cunha - Diretor-Executivo da ACIJA: “O 4º Congresso Empresarial, já conhecido como Congresso de RH da ACIJA, muito embora não seja específico de RH, traz mais uma vez temas importantes para todos os segmentos das empresas associadas. Entender o tempo de transformação que todos nós vivemos é de fundamental importância para nosso crescimento pessoal e profissional. Nosso evento serve como abertura das comemorações do 55º aniversário da ACIJA, quando temos por meta dobrar o número de associados”. Antonio Carlos Teixeira- Assessor da Diretoria da ACIJA: “No ano em que a ACIJA completa 55 anos, um evento como este é de suma importância porque agrega não só os associados como as outras empresas que ainda não são associadas da entidade, para que no futuro nós tenhamos um entrosamento maior e crescimento de todos, além de agregar figuras importantes no nosso cenário esportivo, político e social”. Neusa Nascimento – Sócia – Diretora da Simetria, empresa organizadora do evento: “A importância deste congresso é trazer conhecimento, novas práticas adotadas no mercado corporativo e fazer com que a ACIJA também seja participativa junto aos seus associados, fazer com que também se apresente ao mercado, consolidando e trazendo informações, contribuindo para o desenvolvimento das empresas da região. José Luiz Filippelli – Associado: “Pude perceber a forma com que o cenário está reagindo as constantes mudanças do ambiente corporativo através das palestras e também em conversa com os demais participantes. O evento foi muito bem organizado e importante para o meu amadurecimento pessoal e profissional. Recomendo e voltarei na próxima oportunidade.”

[close]

p. 12

Doação de computadores para o 12º GBM A ACIJA e o grupo PAM fizeram uma doação de dois computadores para o 12° GBM, no café com negócios realizado no Garden Party. Doação Na foto: Major Rafael Carvalho do 12º GBM, Waldir Guimarães da Merck e Aluizio Cunha da ACIJA

[close]

p. 13



[close]

p. 14

Jacarepaguá de Antigamente RUAS E INSTITUIÇÕES DE JACAREPAGUÁ - PARTE I Jacarepaguá prima pelas suas longas artérias como a antiga Estrada de Jacarepaguá que passou a ser a Rua Cândido Benício. Vai do Campinho até o Largo do Tanque. Dali, caindo para a esquerda, começava a Estrada da Freguesia – atualmente Avenida Geremário Dantas. No passado o Tanque, local situado na confluência das estradas de Jacarepaguá, da Freguesia e da Taquara – Avenida Nelson Cardoso – era onde os tropeiros dessedentavam suas alimárias (saciavam a sede de suas montarias) em um tanque de pedra preparado com essa finalidade pela Inspetoria de Obras Públicas, entre 1851 e 1859. ali próximo eram reunidas as águas que vinham das represas dos Ciganos e Olho d’Àgua em uma caixa conhecida por reservatório da Reunião. Tinha capacidade para dez milhões de litros e abastecia Jacarepaguá, Cascadura, Quintino e Piedade. Logo depois da Rua Albano – em direção ao Largo do Tanque até a esquina da Godofredo Viana, a Cândido Benício é apelidada de “Mato Alto.” Anteriormente era chamada de”Sibéria” em razão da baixa temperatura que apresentava durante a noite. A Rua Florianópolis já foi Emília. Graças a Lauro Müller que ali possuía belíssima chácara - hoje propriedade da Beneficência Portuguesa que a transformou em hospital de geriatria – e pelos relevantes serviços prestados não só a Jacarepaguá, mas ao Rio de Janeiro, muitas pessoas quiseram que aquela via passasse a ser conhecida pelo seu nome. Declinou da homenagem sugerindo o nome de Florianópolis – Capital do estado que o vira nascer. Seu desejo foi satisfeito. Essa rua começa no Morro Inácio Dias e termina na Rua da Chácara, quase na Vila Valqueire. Outra bastante longa ligando a Avenida Geremário Dantas à localidade conhecida por Cidade de Deus, onde passava a Estrada da Estiva, é a Rua Edgard Werneck. No passado era conhecida por Estrada da Banca Velha. No fim da Banca Velha, olhando para a da Estiva, estava localizada a fazenda de um dos últimos Viscondes de Asseca. O que resta é um abrigo de crianças e tem o nome São José. A estrada da Taquara, na atualidade Avenida Nelson Cardoso, vai do Largo do Tanque ao da Taquara. Deveria ser extensão toponímica da Rua Cândido Benício, porque é seu prolongamento. A Estrada dos Bandeirantes teve vários nomes: do Camorim ou da Pavuna ou de Guaratiba ou do Rio Bonito e ainda da Vargem Grande. Segue da Taquara à Vargem Grande. No início do século XX era muito comum os paulistas passarem suas férias no Rio de Janeiro e procurarem o Pontal de Sernambetiba, no fim da praia da Barra da Tijuca que, com o tempo, ficou sendo chamada de Recreio dos Bandeirantes. O apelido, bandeirante, é usado para quem nasceu ou mora em São Paulo. Carlos Araujo Epíteto motivado pelas Bandeiras que partiam daquele estado para o interior do Brasil em busca de riquezas. Em razão da alcunha dada àquela ponta da praia, a estrada que segue até a região passou a ser conhecida por Estrada dos Bandeirantes. A Estrada do Rio Grande tem seu início no Largo da Taquara e segue até o do Rio Grande ou da Capela. A Estrada da Tindiba – árvore que baba - começa no Largo do Pechincha e após atravessar o da Taquara, vai terminar na Estrada da Meringuava. A Estrada do Cafundá inicia na Avenida Nelson Cardoso e finda na Estrada da Sóca. A antiga Estrada da Tijuca, atual de Jacarepaguá, já foi das Furnas e do Pica Pau. Tem começo na localidade conhecida por Itanhangá e vem até à Praça Professora Camisão. A Praça Professora Camisão, chamada por muitos de professor, mesmo antes da colocação do busto de Henrique Dodsworth foi, anteriormente, denominada Porta d’Água. Tomou o nome atual em razão da escola para meninos instalada naquele local, pela professora D. Júlia de Andrade Camisão. O prédio assobradado ainda existe, e estava bastante arruinado, na esquina da Ladeira da Freguesia com Estrada do Gabinal. Seu telhado dava mostras de que poderia desabar a qualquer momento e o pavimento térreo onde funcionava uma loja de rações ficou vazio. Porta d’água, antigo apelido, aconteceu motivado pela reunião das águas dos três rios: Olho d’água, Ciganos e Fortaleza, formadores do Vale do Mateus e dos quais já tivemos oportunidade de escrever. Em razão desses cursos d’água existe a artéria, bastante longa, partindo do final da Avenida Geremário Dantas e terminando na Avenida Menezes Cortes – Estrada Grajaú Jacarepaguá - que recebeu o nome de Estrada dos Três Rios. CONTINUA NA PRÓXIMA EDIÇÃO Rua Dr. Bernardino na Praça Seca, no início do Século XX

[close]

p. 15

Reunião do Comitê de Negócios e Empreendedorismo No dia 12/03, foi realizada a reunião de planejamento do ano do Comitê de Negócios e Empreendedorismo da ACIJA. Apesar da fase turbulenta, a perspectiva é de um futuro voltado para o crescimento e a inovação de valor, e o grande desafio é lidar com a realidade do “Fazer Mais com Menos”. Pensando nisso, nasceu o Conselho de Jovens Empresários da ACIJA, cresceu, amadureceu e virou o CN&E - Comitê de Negócios & Empreendedorismo, com o foco de desenvolvimento de negócios entre os associados da ACIJA. Todos os associados da entidade podem participar e se beneficiar gratuitamente dos encontros do Comitê de Negócios & Empreendedorismo da ACIJA, As reuniões vão acontecer na sede da ACIJA e no SEBRAE Barra da Tijuca, conforme agenda disponibilizada na secretaria de nossa associação, são eles: - Pregão da Bolsa de Negócios, é um evento em que todos os empresários presentes terão 10 minutos de conversa individual com todos os demais, para se conhecerem, apresentarem suas empresas, seus serviços e produtos afim de realizarem negócios entre si ou desenvolver parcerias comerciais. - Workshop – Rodada de Negócios 360º, é um outro formato de evento que está programado para 12 apresentações de 10 minutos, dando oportunidade para que os membros deste comitê possam divulgar seu negócio para empresários, que são convidados pelos próprios membros. Sem necessidade de investimentos por parte dos convidados, todos podem levar seu material publicitário para entregar aos participantes do evento. - Grande Rodada Corporate, é um outro tipo de evento em que convidamos 5 grandes empresas associadas ACIJA e 20 empresas de pequeno e médio porte, para que estes apresentem seus serviços/ produtos com o objetivo se tornar fornecedores. Nos encontros, para a Gestão 360º estamos contando com o apoio de cada empresário para usar seu Know How, para a implementação das melhores práticas de desenvolvimento de negócios, tendo como exemplo a Consultoria em Gestão de Negócios 360º da TI Corporate Consultoria & Educação Ltda, onde estamos desenvolvendo o modelo de negócio deste conselho conforme figura abaixo: Empreendedorismo

[close]

Comments

no comments yet