Revista BrOffice - Edição 13

 

Embed or link this publication

Description

Comunidade se prepara para o fisl11

Popular Pages


p. 1

revista ano 4 n° 13 |julho 2010 otimize seu tempo criando documentos e templates que podem ser reutilizados trabalhando com modelos mídias sociais na construção da cidadania como redes sociais podem ter funções que vão além do entretenimento novidade entrevista rubens queiroz criador do site dicas-l colaborador da revista broffice.org desde a sua primeira edição rubens fala sobre seus projetos e sua militância no software livre dicas curtas para dar mais produtividade ao dia a dia dos usuários editoração gráfica aprenda a diagramar páginas de jornais e revistas com o broffice.org draw além do desktop conheça os recursos e arquivos de controle do broffice.org artigos dicas tutoriais e muito mais revista broffice.org www.broffice.org/revista revista broffice.org www.broffice.org/revista 1 julho diagramado no broffice.org 2010 draw

[close]

p. 2

carta do leitor carta do leitor como nós participamos do fisl artigo mídias sociais na construção da cidadania 08 reportagem fisl tecnologia para um mundo livre o padrão qwerty do teclado entrevista a saga de rubens queiroz de almeida novas tecnologias 18 10 16 06 04 índice dica rápida dica rápida dica instalando a extensão presentation minimizer no broffice.org para 64 bits em linux além do desktop broffice.org recursos e arquivos de controle trabalhando com modelos diagramando no draw tutorial criando diagramas no openoffice.org draw e impress trabalhando com textos gráficos draw e impress cultura redblade episódio 04 o olho do furacão dica de filme duro de matar 4 resumo do mês resumo do mês 45 42 44 35 39 25 22 27 29 33 revista broffice.org www.broffice.org/revista 2 julho 2010 nathancolquhoun a tecnologia que levou o broffice.org ao fedora 20

[close]

p. 3

editorial lançamento fora de época o leitor acostumado com edições bimestrais da revista broffice.org deve estar neste momento estranhando o lançamento de um novo número em 30 dias a explicação está no momento que as comunidades de usuários e desenvolvedores de programas de código aberto vivenciam a proximidade com o fórum internacional do software livre o fisl o evento está no centro das atenções da maioria dos interessados nessas tecnologias ­ e com a comunidade broffice.org não poderia ser diferente o fórum representa um marco na história da broffice.org foi durante a sexta edição do evento que o projeto brasileiro se tornou uma organização formal com a assinatura da ata de fundação da ong a importância do fórum também está no ambiente de convivência que oferece às comunidades isso proporciona a soma de ideias numa busca comum e inerente a todos os grupos que constroem o software livre a difusão da tecnologia inclusão social e autossustentabilidade É portanto o tema central da edição 13 que vai das origens do fisl aos desafios que o software livre enfrenta ou ainda deve enfrentar numa verdadeira viagem no tempo reportagem sobre os padrões de teclado mostra como a democratização do conhecimento passou pela evolução tecnológica a sociedade moderna se acostumou a consumir e a produzir conteúdo de distribuição em massa porém por trás dessa facilidade dada pelos programas de computador como uma suíte de escritórios existe uma história uma evolução e muitas heranças a revista broffice.org também inaugura nesta edição a modalidade de dicas curtas com um formato de texto reduzido o objetivo é levar aos leitores pequenas doses de conhecimento sobre as funcionalidades do broffice.org a fim de tornar o dia a dia dos usuários mais produtivo outra contribuição que esta edição dá aos leitores é na área de editoração gráfica além de desmistificar o uso do draw para diagramação compartilhamos conhecimento com o leitor explicando como a própria revista broffice.org é confeccionada colaboradores desta edição redação andré bordignon carlisson galdino cícero rocha gilvan vilarim igor pires soares luiz fernando carvalho luiz oliveira rochele prass dicas e tutorial cícero pinho rocha eliane domingos Érico josé ferreira tradução lúcio mendes tradução paulo de souza lima tradução rubens queiroz rui ogawa tradução diagramação duilio dias neto eliane domingos luiz oliveira maria aparecida coltro rochele prass revisão luiz oliveira maria aparecida coltro pedro ciríaco renata marques rochele prass capa duilio dias neto agradecimentos especiais luis henrique silveira e equipe asl edição luiz oliveira rochele prass comunicacao@broffice.org jornalista responsável luiz oliveira ­ mtb.31064 luizheli@openoffice.org coordenador geral broffice.org claudio ferreira filho filhocf@openoffice.org escreva para a revista broffice.org revista@broffice.org edições anteriores www.broffice.org/revista o conteúdo assinado e as imagens que o integram são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores não representando necessariamente a opinião da revista broffice.org e de seus responsáveis todos os direitos sobre as imagens são reservados a seus respectivos proprietários o que é o broffice.org É o produto ferramenta de escritório multiplataforma livre em bom português desenvolvido sob os termos da licença lgpl composto por editor de texto planilha de cálculo apresentação matemático e banco de dados mantido pela comunidade e oscip que trabalha para a difusão do sl/ca no país desenvolvimento esta revista foi elaborada no broffice.org editor de texto planilha eletrônica apresentação e diagramação a reprodução do material contido nesta revista é permitida desde que se incluam os créditos aos autores e a frase reproduzido da revista broffice.org ­ www.broffice.org/revista em local visível o broffice.org declara não ter interesse de propriedade nas imagens os direitos sobre as mesmas pertencem a seus respectivos autores/proprietários o conteúdo da revista broffice.org está protegido sob a licença creative commons by-nc-sa disponível no www.creativecommons.org.br esta licença não se aplica a nenhuma imagem exibida na revista e para utilização delas obtenha autorização junto ao respectivo autor boa leitura rochele prass rocheleprass@openoffice.org revista broffice.org www.broffice.org/revista 3 julho 2010

[close]

p. 4

carta do leitor esta é a sua seção na carta do leitor você pode tirar dúvidas sobre o broffice.org seja produto comunidade ou desenvolvimento enviar críticas ou sugestões que possam enriquecer ainda mais a nossa revista envie um email para revista@broffice.org participe oi gostaria de parabenizar a comunidade pelo excelente trabalho desenvolvido na revista broffice.org já li praticamente todas as edições e gosto especialmente das dicas e tutoriais que me ajudam muito a usar o broffice.org maria cristina amaral florianópolis sc conheci a revista nesta edição 12 e achei muito legal a proposta uso o broffice.org há pouco tempo e é bom saber que podemos contar com uma publicação que nos ajuda a conhecer melhor a ferramenta e ficar por dentro das novidades sobre o broffice.org rigoberto de alcântara rondonópolis mt alô revista broffice.org recebi o aviso do lançamento do número 12 da revista já baixei o arquivo e como sempre estou lendo e gostando muito do seu conteúdo no entanto ao ler um determinado artigo imagino que seria muito útil poder recuperá-lo individualmente para arquivamento próprio divulgação ou mesmo reimpressão não descobri como fazer essa recuperação e se ela realmente não estiver disponível fica a sugestão de implementação dessa facilidade pelo menos para as edições futuras obrigado e parabéns pelo trabalho benedito f oliveira rio de janeiro rj quer ganhar uma camiseta do fisl as primeiras cinco pessoas que enviarem uma dica curta¹ sobre broffice.org para revista@broffice.org ganham uma camiseta do fisl11 os ganhadores serão avisados por e-mail e devem retirar a camiseta no estande do broffice.org durante o fisl11 as dicas curtas devem ser sobre broffice.org e ter entre 800 e 900 caracteres de texto e duas imagens os concorrentes devem enviar o material até o dia 20/07 com nome completo e rg ¹ a equipe editorial da revista broffice.org se reserva o direito de validar o material a partir de critérios de clareza do texto admiro muito o trabalho que vocês fazem na revista mas gostaria de ver mais dicas e tutoriais a respeito do base ieda aparecida dos santos campinas sp qualidade de imagens e pertinência da dica revista broffice.org www.broffice.org/revista 4 julho 2010

[close]

p. 5

revista broffice.org www.broffice.org/revista 5 julho 2010

[close]

p. 6

como nós participamos do fisl por luiz oliveira e rochele prass uma das mais tradicionais forma de as comunidades participarem do fisl é através dos eventos comunitários a atividade consiste na realização de palestras conferências e encontros sob a temática do software livre organizados e auto-geridos pelas próprias comunidades grupos de usuários entidades ou projetos na lista para a edição deste ano estão comunidades bastante estruturadas como é o caso da comunidade python kde google summer of code debian brasil mozzila brasil gnome e claro a comunidade broffice.org a programação do projeto broffice.org para a 11ª edição do fisl está centrada na apresentação dos diferenciais técnicos e estratégicos necessários para a sustentabilidade dos projetos de implantação do broffice.org a abordagem atual do tema reflete o momento de diversos projetos de implantação cujo sucesso da consolidação passa não só pelas questões técnicas abordadas na palestra extensões úteis para o broffice.org mas também na associação ao trabalho colaborativo desenvolvido pela ong broffice.org cujo contexto será apresentado na palestra broffice.org 2011 de cláudio ferreira filho a palestra o sucesso da implantação do broffice.org no tce/mt apresentará a execução vitoriosa dessa estratégia através do projeto do tribunal de contas do estado de mato grosso reconhecido nacionalmente a participação da comunidade broffice.org no fisl já se tornou uma tradição na edição de 2009 por exemplo estavam presentes desde voluntários do projeto associados revista broffice.org www.broffice.org/revista 6 arquivo pessoal público do 6º encontro comunitário broffice.org no fisl da ong e participantes dos grupos de usuários até usuários finais e usuários corporativos de todos os estados brasileiros a participação do projeto contou ainda com os convidados internacionais louis suarez-potts e juergen schmidt que além das palestras na programação oficial participaram de workshops no estande do projeto broffice.org na mostra de soluções livres julho 2010 gustavo pacheco http www.temple.edu/students/adm/community.jpg

[close]

p. 7

como nós participamos do fisl por luiz oliveira e rochele prass arquivo pessoal o cogroo tema da palestra de colen no ano passado também será apresentado aos participantes do fisl11 mas com um novo enfoque conforme conta o projeto cogroo comunidade é um portal colaborativo para o desenvolvimento do cogroo nesse portal usuários poderão enviar erros cometidos pelo corretor usuários avançados poderão discutir esses erros e sugerir como arrumar a extensão por exemplo alterando o dicionário ou alguma regra o desenvolvimento desse portal está a todo o vapor e já temos o que mostrar no fisl diz a apresentação é dividida com wesley seidel para o responsável pelo cogroo o fisl é uma grande oportunidade de apresentar projetos importantes para o software livre em sua opinião estar entre os palestrantes do evento é uma experiência que enriquece bastante o currículo mais do que isso diz É uma honra É tudo fruto de muito trabalho o fisl é uma oportunidade de criar parcerias iniciar novos projetos e rever amigos no ano passado por exemplo contatos com outros participantes do evento lhe renderam boas surpresas tive bastante retorno foi muito interessante conversar com alguns expositores como o pessoal da celepar e do banco do brasil eu não fazia ideia de que usavam o cogroo nessas empresas das pessoas pude escutar elogios e críticas que deram motivação para continuar desenvolvendo o projeto afirma edgard costa gustavo pacheco felipe van de wiel e césar melchior ao fundo mas a comunidade broffice.org não restringe sua participação no fisl ao evento comunitário e ao estande do projeto na grade oficial de palestras importantes colaboradores mostram seus trabalhos um dos exemplos é o do responsável pelo corretor gramatical broffice.org cogroo william colen que palestra pela segunda vez no fórum neste ano uma das suas apresentações será a palestra programabilidade do broffice.org segundo colen trata-se de um tema muito importante para o desenvolvimento do broffice.org para que a comunidade tenha autonomia na criação de extensões interessantes às necessidades específicas do brasil conforme explica durante a palestra fará uma breve introdução sobre o modelo de componentes uno empregado no broffice.org além de explicar os conceitos da api padrões de desenvolvimento e interface do provedor de serviços spi outra proposta é mostrar ao público os tipos de extensões e ferramentas que auxiliam o desenvolvimento como o plug-in para o netbeans e editores de telas william colen é também co-autor da palestra veja mamãe sem as mãos speechoo uma extensão de ditado para o broffice.org que tem como autor principal pedro dos santos batista integrante do grupo falabrasil da universidade federal do pará colaborador do projeto colen explica que o speechoo é uma extensão que oferece reconhecimento de voz na suíte de escritório com ela será possível escrever textos sem digitar usando um microfone apesar de ainda estar em um estágio inicial de desenvolvimento já é utilizável pretendemos recolher ideias para essa ferramenta no fisl acrescenta arquivo pessoal william colen é mestrando em ciência da computação no ime/usp membro do ccsl centro de competência em software livre é colaborador ativo do broffice.org desde 2004 desenvolve o corretor gramatical cogroo as palestras e os eventos comunitários do fisl11 serão transmitidas ao vivo pela tv software livre para acompanhar a programação acesse http stream.softwarelivre.org arquivo pessoal revista broffice.org www.broffice.org/revista 7 julho 2010

[close]

p. 8

artigo bioxid por andré luís bordignon a tualmente as mídias sociais estão na moda orkut facebook twitter blogs entre outros fazem sucesso no mundo cibernético mas será que as mídias sociais podem ajudar na construção da cidadania esse texto pretende mostrar alguns exemplos de que isso é possível segundo a enciclopédia livre wikipédia quando falamos em mídias sociais estamos falando da produção de conteúdos de forma descentralizada e sem controle editorial de grandes grupos qualquer pessoa com um computador e acesso à internet pode gerar conteúdo isto é produzir e publicar textos fotos vídeos scraps blogs etc o filme 10 táticas para transformar informação em ação 10 tatics to turning information into action http www.informationactivism.org feito pela organização tactical technology collective apresenta alguns exemplos concretos de como as mídias sociais podem ser utilizadas para a construção da cidadania um desses exemplos foi o caso da jovem neda no teerã após as eleições em junho de 2009 o povo foi pra rua protestar contra as eleições pois haviam fortes indícios de fraudes a jovem neda foi brutalmente assassinada com um tiro na nuca quando participava das manifestações uma pessoa não identificada filmou com um celular o crime e denunciou o ato através de e-mails para organizações de direitos humanos que com o facebook divulgou a notícia proporcionando visibilidade mundial das atrocidades cometidas por um governo que não respeita os direitos humanos com certeza esse fácil acesso para disponibilização de informações pode contribuir para evitar futuras tragédias como essa outro caso importante descrito no filme é a campanha que foi desenvolvida no reino unido chamada they work for you a campanha foi lançada pela organização mysociety e tinha como objetivo organizar a sociedade para pedir transparência dos gastos com dinheiro público aos membros do parlamento foram milhares de e-mails enviados todos os dias aos leitores do site da organização arquivo pessoal revista broffice.org www.broffice.org/revista 8 julho 2010 nathancolquhoun mídias sociais na construção da cidadania

[close]

p. 9

artigo mídias sociais na construção da cidadania por andré luís bordignon esses e-mails informavam um link para um website onde as pessoas podiam encontrar o e-mail do parlamentar que tinham votado e lhes enviar um e-mail customizado da campanha após enviar o e-mail as pessoas eram convidadas a entrar em um grupo da campanha no facebook quando essas pessoas aderiam ao grupo uma mensagem era enviada para todos os seus contatos divulgando a campanha e convidando-os para participarem também depois de alguns meses os gastos foram disponibilizados através da internet no brasil a campanha ficha limpa foi uma vitória da sociedade e da cidadania essa campanha teve como objetivo apresentar um projeto de lei e aprová-la no congresso nacional tornando inelegíveis políticos condenados por crimes graves ou já condenados em primeira instância pela justiça o projeto foi uma ação de iniciativa popular organizada pelo movimento de combate à corrupção eleitoral de abril de 2008 quando a campanha se inicia até setembro de 2009 foram coletadas 1 milhão e 300 mil assinaturas em formulários impressos esse número já foi suficiente para o projeto de lei ser protocolado na câmara dos deputados a campanha também aconteceu via internet através de um site criado pela avaaz uma nova rede de mobilização global em pouco mais de três meses a campanha on line coletou mais de 2 milhões de assinaturas a comunicação se deu através de sites de relacionamentos blogs sms entre outros o projeto foi aprovado na câmara e no senado federal mais detalhes do projeto ficha limpa podem ser obtidos no seguinte endereço http www.mcce.org.br arquivo pessoal o projeto adote um vereador é um outro exemplo de utilização das mídias sociais para a construção da cidadania o objetivo desse projeto é mobilizar a sociedade para o acompanhamento mais de perto das ações efetuadas pelos membros das câmaras municipais os nossos vereadores a proposta é muito simples através de um site parecido com a wikipédia qualquer cidadão ou cidadã pode adotar um vereador isso significa que essa pessoa ou grupo de pessoas devem se comprometer a acompanhar o trabalho daquele vereador a partir de um ponto de vista imparcial e publicar esse acompanhamento no site a página pode ser consultada em http vereadores.wikia.com outro exemplo que incentiva a construção de cidadania é o jogo desenvolvido pela secretaria da saúde do estado de minas gerais chamado dengue ville o jogo pode ser instalado no orkut e o grande objetivo é eliminar os focos de reprodução do mosquito aedes aegipty que é o transmissor da dengue uma iniciativa simples que produz muito resultado através de brincadeira portanto podemos notar através de vários exemplos como as mídias sociais podem ser utilizadas para a construção da cidadania a internet por ser um veículo democrático flexível e descentralizado permite que uma atuação mais ampla da sociedade possa ser feita em busca de uma sociedade mais democrática e justa para que no futuro todos possamos ter um mundo melhor revista broffice.org www.broffice.org/revista 9 julho 2010 arquivo pessoal

[close]

p. 10

reportagem fisl tecnologia para um mundo livre cenário de encontros e reencontros de grupos que fazem o software livre acontecer o fórum internacional do software livre faz parte da história da comunidade broffice.org por rochele prass no começo era apenas uma conforme a coordenadora geral em exercício da associação software livre.org asl entidade promotora do evento virgínia silva ferreira a expectativa é de bastante sucesso e muitas novidades para a edição 11 que acontece dos dias 21 a 24 de julho na pucrs em porto alegre estamos trabalhando para que este ano seja mais um marco afirma virgínia ela refere que o fórum vem se transformando ao longo dos anos acompanhando o amadurecimento do software livre ele começou um pouco diferente buscando o desenvolvedor hoje está pronto para buscar usuários diz evidentemente enfatiza um dos objetivos continua sendo a busca de pessoas que colaborem para o crescimento dos projetos o grande mérito que o fórum foi construindo a cada edição é o de proporcionar o encontro de comunidades É durante os dias de evento que pessoas que trabalham durante o ano inteiro em prol do software livre se encontram para discutir rumos dos seus projetos trocar informações e apresentar suas atividades a outras comunidades entre diálogos técnicos ou não 10 julho 2010 discussão a ser feita mas o fisl nasceu livre ousado e em 11 edições já é consagrado como ponto de encontro obrigatório para as de de comunidades de novidades e profissionais oportunidade de tecnologia da informação em busca negócios cenário inúmeras discussões sobre software livre o evento está crescendo na primeira seu aniversário de 10 anos em 2009 reuniu 8.200 pessoas vindas de todos os estados do brasil e mais 26 países revista broffice.org www.broffice.org/revista arquivo pessoal edição foram 2100 participantes no duilio dias

[close]

p. 11

reportagem fisl tecnologia para um mundo livre por rochele prass um dos exemplos é a própria comunidade broffice.org conforme o conselheiro da associação broffice.org gustavo pacheco que foi coordenador adjunto da associação softwarelivre.org na gestão 2006-2008 broffice.org e o fisl sempre trilharam caminhos semelhantes em busca de um objetivo em comum o crescimento do software livre no brasil estamos presentes no evento desde 2002 quando na época utilizava a denominação openoffice.org o broffice.org sempre participou do fisl como protagonista dos seus principais desdobramentos afirma pacheco mas a edição de 2005 o fisl6.0 foi especialmente marcante para a comunidade durante o evento foi assinada a ata de fundação da associação broffice.org projeto brasil a criação representou um marco de amadurecimento da comunidade brasileira através da sua formalização administrativa e jurídica lembra arquivo pessoal fisl ­ a história foi na época em que o software livre começava a se tornar conhecido no brasil que um grupo gaúcho sentiu a necessidade de amplificar o esforço feito no mundo os pesquisadores desenvolviam seus projetos e o compartilhavam internacionalmente em iniciativas muito pessoais eram usuários de uma rede muito maior que já estava na internet fora do brasil mas que ainda não havia construído uma rede de interlocução nacional as comunidades de software livre nos moldes que se conhece hoje não existiam muitas iniciativas nasceram a partir de esforços pessoais entre eles sady cita a distribuição kurumim desenvolvida por carlos morimoto simplificando o uso de linux para usuários finais esse grupo do rs composto de profissionais da procergs um conjunto de pessoas responsáveis pela gestão da empresa alinhados a profissionais e universidades como pucrs unisinos e ufrgs e hackers convidados a participar do projeto deu início ao fórum internacional do software livre entretanto diz sady o assunto já era pensado antes de 99 no movimento sindical observávamos esse movimento percebíamos essa discussão e fazíamos algumas reflexões lembra a visão era sobre as oportunidades que o software livre poderia gerar à categoria dos trabalhadores em processamento de dados nós olhávamos sob um prisma um pouco diferente mas já tínhamos a noção da sua importância era uma visão transformadora diz sady explica que os debates eram fortes no movimento sindical no sentido de proteção aos trabalhadores havia um enfrentamento às empresas de hardware e software que eram os grandes patrões tínhamos uma questão que precisava ser debatida que era para onde vão os lucros e recursos grandes como eles normalmente são das empresas de ti o software livre vinha muito saborosamente ao encontro da possibilidade de se construir alternativas fala já no seu nascimento o fórum foi ousado tendo caráter internacional na terceira edição o projeto já se consolidava não como estadual e sim brasileiro o grupo entendeu que havia um grande trabalho a ser feito o broffice.org sempre participou do fisl como protagonista dos seus principais desdobramentos para 2010 o foco das discussões da comunidade será a sustentabilidade dos projetos de implantação do broffice.org trata-se de projetos que já estão consolidados tecnicamente e agora têm seu foco voltado para as ações estratégicas de manutenção e melhoria do uso das revista broffice.org www.broffice.org/revista 11 julho 2010 arquivo pessoal desde 2004 o broffice.org participa com estande próprio na mostra de soluções e negócios livres sendo um dos primeiros projetos brasileiros a ter o espaço localizado em frente à área de grupos de usuários o evento tem grande importância para o broffice.org conforme explica pacheco por ser um ponto de encontro de toda a comunidade de software livre em especial os associados da broffice.org desde 2009 as assembleias gerais da associação são realizadas dias antes do evento vale observar que o fisl trouxe também convidados da comunidade internacional openoffice.org juergen schmidt louis suarez-potts e erwin tenhumberg passaram pelo evento e presenciaram o momento de crescimento do software livre e do broffice.org no brasil contextualizados pela efervescência de novas ideias que caracteriza o fisl diz pacheco aplicações entendemos que isso é possível através de duas ações básicas o trabalho colaborativo com o projeto brasileiro e o constante aprimoramento técnico esclarece pacheco a contextualização dessas ações será feita durante o evento comunitário do broffice.org pelo coordenador do projeto broffice.org claudio ferreira filho além de noelson duarte e leonardo cezar a palestra o sucesso da implantação do broffice.org no tce/mt apresentará por fim a execução vitoriosa dessa estratégia através do projeto do tribunal de contas do estado de mato grosso reconhecido nacionalmente.

[close]

p. 12

reportagem fisl tecnologia para um mundo livre por rochele prass fisl o encontro das comunidades de acordo com a coordenadora do grupo de trabalho comunidades do fisl paloma costa o espaço comunitário integra e recebe visitantes de diversos lugares do mundo na edição passada 52 comunidades marcaram presença no local esta rede de relacionamentos abre um leque de oportunidades profissionais para diversas áreas do software livre diz paloma que atua na organização dos grupos de usuários desde 2003 cita o crescimento do software livre e enfatiza a evolução das próprias comunidades nesta edição uma novidade promete estreitar o relacionamento das comunidades não apenas durante o evento isso porque o site do fisl11 disponibiliza uma rede social personalizada através do noosfero a primeira plataforma web livre desenvolvida no brasil para redes sociais e integrado ao portal software livre além de proporcionar interação entre os participantes a ferramenta promove a produção de conteúdos de forma colaborativa além disso ao criar um perfil o usuário tem um espaço que funciona como site ou blog que pode ser personalizado e abastecido com materiais produzidos pelo dono do perfil espero que o noosfero seja explorado usado mapeado elogiado criticado amado ou odiado mas esta ferramenta precisa ser lançada e divulgada pois nada melhor que uma ferramenta de código aberto produzida nacionalmente para as comunidades utilizarem declara paloma rochele prass reunião grupo de usuários broffice.org rs preparando-se para fisl 11 novos ou antigos os participantes se organizam de diversas formas uma das mais tradicionais são as caravanas ­ foram 134 no ano passado reunindo grupos de 14 estados brasileiros o integrante do grupo de usuários broffice.org de são paulo ricardo pontes que participa pela primeira vez do evento está coordenando uma caravana para ele a troca de conhecimentos começa na viagem quando fui de caravana para o consegi no ano passado conheci muita gente que tinha um mesmo ideal conhecer mais e compartilhar o que conheceu gostei da ideia e pretendo repetir isso indo para o fisl diz para ricardo pontes a participação da comunidade broffice.org é fundamental para difundir o odf e a suíte de escritório claro que muitos já conhecem mas tem muita gente que está começando no mundo do software livre e busca informações das mais variadas em eventos como esse complementa evidentemente um evento desse porte depende de muitas iniciativas e trabalho colaborativo a exemplo do que é a própria construção do software livre a diretora do pslpr a gaúcha patrícia fisch que atualmente mora em curitiba candidatou-se voluntária para tradução ela se diz uma participante velha do fisl já fui coordenadora de mesa em mais de um fisl e sempre que posso faço algo divulgar o software livre e atuar em projetos faz parte da minha vida e da família toda diz seu marido conta foi o primeiro palestrante do primeiro fisl e os filhos seguem no mesmo caminho e tanta paixão pelo software livre é difícil de condensar como diz patrícia vai além do código pois fomenta o espírito colaborativo das pessoas e a transformação social É um sentimento de pertencimento a algo maior uma criatividade dadivosa onde todos compartilham ensinam e aprendem faz com que a gente tenha vontade de dar o melhor de si descreve 12 julho 2010 1 2 3 4 1 sady jacques embaixador associação software livre.org 2 ricardo fritsch coordenador financeiro da asl 3 paloma costa coordenadora do gt grupo de usuários do fisl 4 virgínia silva ferreira coordenadora geral em exercício da associação software livre.org revista broffice.org www.broffice.org/revista rochele prass

[close]

p. 13

reportagem fisl tecnologia para um mundo livre por rochele prass o que é software livre afinal o embaixador da associação softwarelivre.org sady jacques faz um resgate histórico para explicar todo software foi software livre um dia a ideia de vender licenças só surgiu depois quando fabricantes entenderam que o software poderia ser vendido como produto e proprietário quando a evolução da informática criava os primeiros equipamentos computadores de grande porte com capacidade de processamento semelhante a que encontramos hoje num telefone celular o software era desenvolvido com caráter acessório ao software cabia o papel de fazer funcionar as grandes máquinas cuja utilidade o mundo ainda tentava entender a quantidade e a velocidade de processamento de dados mostrava que computadores eram ferramentas eficientes sobretudo para o desenvolvimento de pesquisa nas universidades a razão para que o software naquela época fosse livre é a mais óbvia possível os pesquisadores não detinham todo o conhecimento e então trocavam informações fala sady pedaços de código se complementavam de forma colaborativa entre o que se pode dizer que é a origem das comunidades mas o que foi a revolução da informática a democratização do acesso a tecnologias através do computador pessoal também foi o início do software proprietário computadores deixavam de ser equipamentos restritos a instituições e começavam a despertar o interesse de pessoas comuns no início da década de 90 o mundo livre percebe que deixou uma lacuna no que se refere ao desenvolvimento de softwares voltados a usuários finais o projeto gnu e a tese de mestrado de linus torvalds juntam-se e se transformam na base de um sistema operacional voltado para pessoas comuns e capaz de competir com os modelos proprietários mas no brasil tanto a computação pessoal quanto a internet só começa a ganhar escala comercial no meio da década de 90 ainda um sonho distante para o poder aquisitivo da maior parte da população os computadores domésticos se tornavam uma alternativa importante para empresas o custo-benefício compensava já que com essas máquinas podia-se fazer muita coisa com investimentos muito menores graças à força da colaboração e trabalho compartilhado por várias pessoas na rede mundial de computadores softwares livres foram rapidamente se desenvolvendo e ganhando espaço versões atualizadas eram lançadas em pouco tempo resolvendo dificuldades temática diferentes públicos podem encontrar assuntos de interesse no fisl já que o evento traz palestras direcionadas para vários níveis de conhecimento divididas em 17 trilhas na edição 10 por exemplo foram realizadas 354 palestras os temas do fisl sempre são novidade pela própria natureza do fórum e muito do que é apresentado ainda nem está em curso É um evento de vanguarda na sua totalidade diz sady o tema central desta edição é cloud computer conforme explica o embaixador da associação software livre.org existe uma preocupação sobre a computação nas nuvens que deixa transparente o fato de se um software é ou não livre É uma forma diferente de se lidar com a tecnologia e que precisa ser melhor examinada falta um tempo de análise para percebermos a influência sobre o mundo do desenvolvimento livre e sobre os softwares proprietários diz o broffice.org começou indo lá como grupo de usuários e hoje está presente na mostra sady aposta que na próxima década ainda devem ser desenvolvidas muitas ferramentas livres já que grande parte das tarefas são feitas localmente o que exige softwares de qualidade além disso o acesso internet ainda precisam amadurecer bastante o mercado do software livre por gerar interesse para diversos segmentos várias empresas apresentam durante o evento a forma como estão usando o software livre na edição 2009 do evento 24 entidades marcaram presença na mostra de soluções e negócios livres do fisl para o coordenador financeiro da asl ricardo fritsch esta é uma maneira de ver ao vivo alguns desses pais e coordenadores de diversas linguagens e comunidades de software livre 13 julho 2010 revista broffice.org www.broffice.org/revista

[close]

p. 14

reportagem fisl tecnologia para um mundo livre por rochele prass leandro nunes espaço das comunidades e mostra de soluções e negócios livres no fim das contas escolher entre software proprietário e software livre significa escolher entre concentrar fortunas em poucas mãos ou investir na formação de milhares de sujeitos capazes de propagar conhecimento gerar renda e fomentar toda uma cadeia econômica na sua opinião a broffice.org é exemplo de como uma comunidade pode se organizar evoluir e atingir o status de uma instituição que se mostra de forma consistente o broffice.org começou indo lá como grupo de usuários e hoje está presente na mostra diz segundo ricardo muitas empresas aproveitam o evento para buscar profissionais entretanto salienta que o objetivo da criação do espaço é a apresentação de tecnologias e não ao fechamento de negócios dentro de moldes tradicionais de outras feiras em diversos setores para sady a presença de grandes instituições dinamiza o projeto nacional de software livre muitas novidades tecnológicas surgem e são esclarecidas no fisl outras são criadas a partir do evento o principal benefício que a gente tem é a grandeza do projeto a dimensão que vai adquirindo ao longo do tempo e a quantidade de pessoas que acreditam nele apesar das dificuldades que surgem e das resistências que se tem que vencer diz leandro nunes uma nova ordem econômico-social conforme sady jacques na prática os negócios em torno do software livre propõem uma nova lógica de mercado em que se vendem serviços qualificados e não produtos o retorno de investimentos para a sociedade na medida em que esse modelo de negócios se consolida ganha proporções poderosas um exemplo clássico é a possibilidade de se redirecionar recursos que deixam de ser gastos com aquisição de software para investimento em pessoas no fim das contas escolher entre software proprietário e software livre significa escolher entre concentrar fortunas em poucas mãos ou investir na formação de milhares de sujeitos capazes de propagar conhecimento gerar renda e fomentar toda uma cadeia econômica o uso de software livre permite estratégias extremamente inclusivas democráticas e socialmente evoluídas afirma outro aspecto importante do projeto é que ele reúne pessoas capazes de construir realidades de forma colaborativa graças ao maior software livre de todos a internet que acabou com as fronteiras e as limitações geográficas isso não significa que software livre só se constrói a partir de desenvolvedores de código e sim por pessoas das mais variadas áreas que encontram infinitas e inimagináveis formas de colaborar evidentemente toda uma cadeia se desenvolve em torno da tecnologia o que significa dizer que se trata de oportunidades de negócios para profissionais de todos os setores revista broffice.org www.broffice.org/revista 14 julho 2010

[close]

p. 15

reportagem fisl tecnologia para um mundo livre por rochele prass conforme lembra a coordenadora geral em exercício da asl virgínia silva ferreira no início dos movimentos de software livre a busca maior era por colaboradores para os projetos mas atualmente grande parte dos esforços são dedicados à conquista de usuários para ela falta o conhecimento de que o software livre já faz parte do dia a dia das pessoas não só na área produtiva mas também na área doméstica e no lazer as pessoas já usam software livre e não sabem o desafio a partir de agora diz é desmistificar desafios embora tenha uma difusão crescente pelo brasil como no caso do broffice.org e firefox as tecnologias livres devem iniciar um processo na próxima década de massificação do uso diz sady na sua opinião algumas discussões devem ser recorrentes como dificuldades pontuais de usuários as pessoas que já usam há muito tempo software proprietário acreditam ter problemas como compartilhamento de arquivos sady explica que não se trata de uma deficiência do software livre mas sim uma consequência da não adoção de padrões de formatos uma alegação comum para quem resiste ao software livre é a adaptação a formas diferentes de se realizar as tarefas cotidianas no computador entretanto o grau de dificuldade é o mesmo para quem usa software proprietário a busca de ajuda é idêntica e a forma de obter respostas também esse processo de troca de informações só faz com que o indivíduo cresça e aprenda mais É querer aprender mais e querer contribuir para um mundo capaz de resolver as suas questões diz sady para ele não existe uma diferença importante do ponto de vista de funcionalidades existe uma diferença abissal do ponto de vista filosófico É isso que as pessoas têm que perceber se elas fizerem um pequeno esforço para usar software livre talvez elas estejam ajudando a mudar este mundo trata-se de colaborar para a construção de uma nova realidade serviço além das palestras que ocorrem das 9h às 21h dos dias 21 a 24 no centro de eventos da pucrs ­ porto alegre várias outras atividades fazem parte das atrações do fisl entre elas na área de cultura e multimídia oficinas de áudio vídeo web concursos lançamentos debates seminários shows mostras e exposições no evento também ocorrem o festival de cultura livre e a arena de programação em que o público consegue observar desenvolvedores colocando a mão na massa outra novidade desta edição é o gt feminino livre que está organizando um debate sobre mulheres e software livre uma das integrantes da mesa é a líder do grupo de usuários broffice.org de são paulo vera cavalcante confira toda a programação e acompanhe as informações no site http softwarelivre.org/fisl11 revista broffice.org www.broffice.org/revista 15 julho 2010

[close]

Comments

no comments yet