Revista BrOffice - Edição 16

 

Embed or link this publication

Description

Fundo de Pensão SERPROS migra para Ubuntu e BrOffice

Popular Pages


p. 1

revista ano 4 n° 16 |novembro 2010 comitê para democratização da internet mostra o panorama atual da inclusão digital no brasil comunidade broffice.org marca presença na vii conferência latino americana de software livre como nós oferecemos suporte técnico especializado e treinamento de qualidade para software livre saiba como tjdft desenvolveu sistema que automatiza geração de documentos escritório aberto modelo de monografia para evitar dores de cabeça na hora de finalizar a dissertação artigo dica tutorial e muito mais revista broffice.org www.broffice.org/revista revista broffice.org www.broffice.org/revista 1 novembro/2010 diagramado no broffice draw

[close]

p. 2

entrevista tjdft desenvolve sistema de controle de processos broffice e outras tecnologias livres artigo inclusão digital uma etapa com os dias contados novas tecnologias broffice ferramenta de construção para novas tecnologias dicas rápidas dicas rápidas como nós damos suporte técnico reportagem fundo de pensão serpros migra para ubuntu linux e broffice contagem regressiva para latinoware 2010 cultura redblade episódio 06 acidente dica de filme jogo de espiões tutorial expressões regulares no broffice escritório aberto escritório aberto dicas aplicação prática do broffice calc desenhando diagramas no broffice draw facilmente com a extensão diagram o navegador diagramando um folder com broffice draw escritório aberto resumo do mês 46 35 37 33 28 25 27 18 23 16 14 12 09 05 índice 40 43 revista broffice.org www.broffice.org/revista 2 edição especial outubro 2010

[close]

p. 3

editorial e stamos fechando essa edição da revista em meio ao alvoroço dos preparativos para um dos maiores eventos de tecnologia do país a conferência latino americana de software livre conhecida como latinoware outro assunto que vem ocupando as mentes e redações no brasil é a sucessão presidencial e o que o resultado pode afetar nos mais variados setores em nosso caso o que importa mesmo é que o país possa continuar investindo e apostando em soluções nacionais que inclua digitalmente todas as pessoas voltando a falar sobre a latinoware a comunidade broffice.org vai marcar sua presença apresentando palestras e ficando à disposição para sanar dúvidas sobre a comunidade e a suite livre mais usada no mundo Às vésperas do lançamento da versão estável do libreoffice previsto para o mês de novembro essa será uma grande chance de falar com representantes no brasil da the document foundation na matéria de capa mais um case vitorioso de migração para broffice o fundo de pensão fundado pelo serpro serviço federal de processamento de dados fez a opção de migrar todas as suas máquinas para ubuntu e broffice estamos contando tudo sobre os preparativos sobre as resistências sobre o treinamento e mudança de comportamento do usuário um artigo escrito a seis mãos pelo pessoal do cdi campinas comitê para democratização da internet andré helena e patrícia nos traz um panorama da inclusão digital no brasil com números que demonstram que o país pode atingir o seu objetivo em 2017 mas será que a tarefa de inclusão digital estaria cumprida É a reflexão que o artigo faz na seção como nós algumas dicas sobre suporte técnico para ferramentas livres sobretudo o broffice e por falar em dicas a edição está repleta de dicas e um tutorial muito interessante sobre expressões regulares no broffice o autor do tutorial dispensa comentários julio neves é um reconhecido especialista em shell script e um colaborador da comunidade broffice.org colaboradores desta edição redação andré luís bordignon carlisson galdino césar brod helena white julio neves luiz oliveira patrícia nobre pedro ciríaco rochele prass dicas dicas rápidas tutorial cícero pinho cunha clóvis tristão ­ tradução luiz oliveira marcelo massao renata marques rubens queiroz rui ogawa diagramação duilio neto eliane domingos renata marques rui ogawa revisão clóvis tristão fátima conti luiz oliveira renata marques ricardo pontes capa duilio neto edição luiz oliveira luizoliveira@revistabroffice.org revisora responsável vera lúcia cavalcante pereira veracape@revistabroffice.org jornalista responsável luiz oliveira ­ mtb.31064 coordenador geral broffice.org claudio ferreira filho filhocf@broffice.org coordenadora revista broffice.org eliane domingos de sousa elianedomingos@revistabroffice.org escreva para a revista broffice.org contato@revistabroffice.org edições anteriores www.broffice.org/revista o conteúdo assinado e as imagens que o integram são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores não representando necessariamente a opinião da revista broffice.org e de seus responsáveis todos os direitos sobre as imagens são reservados a seus respectivos proprietários o que é o broffice É o produto ferramenta de escritório multiplataforma livre em bom português desenvolvido sob os termos da licença lgpl composto por editor de texto planilha de cálculo apresentação matemático e banco de dados mantido pela comunidade e oscip que trabalha para a difusão do sl/ca no país desenvolvimento esta revista foi elaborada no broffice editor de texto planilha eletrônica apresentação e diagramação a reprodução do material contido nesta revista é permitida desde que se incluam os créditos aos autores e a frase reproduzido da revista broffice.org ­ www.broffice.org/revista em local visível o broffice.org declara não ter interesse de propriedade nas imagens os direitos sobre as mesmas pertencem a seus respectivos autores/proprietários o conteúdo da revista broffice.org está protegido sob a licença creative commons by-nc-sa disponível no www.creativecommons.org.br esta licença não se aplica a nenhuma imagem exibida na revista e para utilização delas obtenha autorização junto ao respectivo autor boa leitura revista broffice.org www.broffice.org/revista 3 novembro/2010

[close]

p. 4

conhecendo os colaboradores conhecendo alguns colaboradores arquivo pessoal revista broffice.org www.broffice.org/revista 4 novembro/2010

[close]

p. 5

entrevista google tjdft desenvolve sistema de controle de processos usando broffice e outras tecnologias livres por rochele prass marco a s reis especialista em sistemas ditribuídos é arquiteto de software no tjdft onde desenvolve frameworks para os sistemas internos além de ser professor de linguagem de programação seus principais interesses envolvem inteligência artificial e processamento de linguagem natural o tribunal de justiça do distrito federal e dos territórios ­ tjdft está implantando um sistema de controle de processos a partir de uma solução que utiliza o broffice em um dos módulos centrais do sistema de controle de processos jurídicos o sistjweb ao todo o projeto atende a 110 usuários o desenvolvimento contou com 20 profissionais entre programadores analistas e gerentes de projeto conforme explica marcos reis da subsecretaria de desenvolvimento de sistemas do órgão a ideia surgiu da necessidade de atualização dos sistemas do tribunal para a plataforma web e da necessidade de automatizar esse processo ele explica que os usuários estão tradicionalmente acostumados a simplesmente abrir um programa e editar o seu texto entretanto pondera em uma organização como o tjdft em que circulam milhões de textos ­ todos de altíssima importância gerar manualmente todos esses documentos demanda um esforço muito grande se houvesse a possibilidade de automatizar esta atividade haveria um ganho muito grande tanto na produtividade quanto na padronização dos documentos diz para se ter uma ideia com a tecnologia desenvolvida o órgão produz atualmente uma média de 500 atos por dia o que dá um volume de aproximadamente 10 mil documentos por mês a suíte de escritório aberta foi escolhida para esta finalidade justamente por ser compatível com tecnologias abertas e com formatos utilizados na internet isso porque possui uma interface de programação api que se chama uno de universal network objects permitindo que os desenvolvedores utilizem todas as funcionalidades da ferramenta dentro de um sistema assim o sistema poderia criar um documento de texto adicionar novas linhas formatar parágrafos criar tabelas mudar o estilo da fonte e todas as demais opções disponíveis sem que o usuário precise abrir a ferramenta na entrevista a seguir marco reis detalha o projeto revista broffice.org www.broffice.org/revista 5 novembro/2010

[close]

p. 6

entrevista tjdft desenvolve sistema de controle de processos usando broffice e outras tecnologias livres por rochele prass quais foram as necessidades e solicitações de usuários que motivaram o desenvolvimento do sistema poderia citar exemplos de situações e dificuldades que eles enfrentavam antes da implementação os sistemas legados tinham limitações técnicas e funcionais demandando muito esforço para manutenção num primeiro esforço de migração uma parte desses sistemas foi migrada para visual basic passando do antigo terminal utilizado nos anos 1980 para o desktop que durou toda a década de 1990 nos últimos 10 anos tivemos a popularização da internet e os aplicativos deveriam ser migrados para esse novo cenário livrando o usuário da necessidade de ter o software instalado em cada computador por se tratar de um tribunal a geração de documentos jurídicos é a principal funcionalidade dos sistemas internos tais documentos possuem cabeçalhos e rodapés pré-definidos além de existirem modelos para cada tipo de ato ofício mandados decisões etc mudando apenas o teor deste documento além disso os modelos deveriam funcionar como espécies de malas diretas em que parâmetros poderiam ser definidos como número e classe do processo nome das partes data da distribuição etc e seriam substituídos no momento da assinatura digital do ato este é o papel da suíte quais são as funcionalidades que a tecnologia permite e de que modo melhoram o dia a dia dos usuários a solução consiste basicamente em um editor de textos web que serve como interface com o usuário após digitado o texto uma decisão do juiz por exemplo a aplicação envia esses dados em formato html para que o broffice formate o documento com o seu respectivo modelo e adicione os demais componentes como cabeçalho e rodapé uma vez que o documento esteja pronto é gerado um pdf que será assinado digitalmente arquivo pessoal pode detalhar o funcionamento da solução a geração de atos processuais é uma das funcionalidades principais do sistjweb o sistema de controle de processos jurídicos utilizado no tjdft podese dizer que é o coração do sistema o broffice é utilizado por meio de acesso via sockets para fazer a mesclagem dos documentos substituição dos parâmetros e finalmente a geração de um pdf para ser assinado digitalmente este serviço deve estar on-line 24 horas e 7 dias por semana a alta disponibilidade é conseguida utilizando diversos servidores virtualizados para responder às centenas de requisições diárias para realizar o balanceamento da carga entre os servidores foi criado um componente que é responsável por dividir as diversas requisições são centenas de documentos gerados diariamente quando algum dos servidores fica indisponível a equipe de suporte é notificada por e-mail por se tratar de um ponto crítico do tribunal foi criada uma ferramenta para monitoramento e gerenciamento do status dos servidores que não podem parar nos últimos 10 anos tivemos a popularização da internet e os aplicativos deveriam ser migrados para esse novo cenário livrando o usuário da necessidade de ter o software instalado em cada computador como funciona neste caso a certificação digital e qual a sua importância para a segurança das informações contidas nos documentos a certificação digital é essencial para este tipo de documento já que os atos gerados fazem parte de processos judiciais cada usuário possui um token espécie de pen drive que contém um certificado digital com valor jurídico emitido por uma autoridade certificadora no sistema o usuário seleciona os documentos que deseja assinar e clica no respectivo botão de assinatura neste momento a aplicação usa a suíte de escritório para gerar o documento final encaminha para um applet java que lê o certificado do token e solicita a respectiva senha do usuário o documento assinado é então encaminhado de volta para o servidor que armazena este documento em um servidor de arquivos 6 revista broffice.org www.broffice.org/revista novembro/2010 arquivo pessoal

[close]

p. 7

entrevista tjdft desenvolve sistema de controle de processos usando broffice e outras tecnologias livres por rochele prass em que fase da implementação o projeto encontra-se atualmente após implantação da solução nos juízos da vara de execuções penais vep e da vara de execuções penais e medidas alternativas vepema como projeto-piloto está sendo avaliada estrategicamente a expansão do sistema para os juizados especiais de fazenda pública ou para as varas criminais o que deve representar um crescimento de cerca de 25 na quantidade de usuários já num primeiro momento quais são as metas e prazos a meta é a expansão do sistema para todo o tjdft tanto na primeira quanto na segunda instância o prazo para a expansão no que tange à 1ª instância ainda aguarda definição por parte da corregedoria da justiça quanto à 2ª instância o prazo previsto é janeiro/2012 quanto tempo de desenvolvimento foram sete meses de desenvolvimento até a implantação do piloto nos juízos da vara de execuções penais vep e da vara de execuções penais e medidas alternativas vepema com a ampliação de escopo decorrente da implementação de novas funcionalidades visando à expansão do sistema o desenvolvimento é constante inclusive atendendo à determinação da administração superior do tjdft de que toda nova necessidade seja implementada no âmbito do sistjweb pode explicar o tipo de informação que circula nos atos processuais bem como a importância da preservação desses dados para o andamento dos trabalhos do órgão as informações constantes dos atos processuais são em grande parte despachos decisões sentenças judiciais mandatos de prisão e soltura proferidas pelos órgãos do poder judiciário tratando-se de informação crítica imprescindível à operacionalidade da instituição trata-se de uma aplicação crítica pode dar um exemplo de problemas que não podem ocorrer de forma alguma e que prejuízos trariam às atividades do órgão uma vez assinados os documentos não podem ser alterados isso é garantido a partir da própria assinatura que possui não só o pdf como também os dados do certificado emitido por autoridade certificadora o ato judicial é a materialização da atividade-fim da instituição ou seja representa de fato o produto esperado pelo cliente do tjdft nesse sentido a indisponibilidade dos serviços responsáveis pela geração e assinatura dos atos em última análise impediria a prestação da atividade jurisdicional por parte do magistrado frustrando assim os anseios de toda a sociedade basta pensar em uma situação em que o magistrado não pode emitir um mandado de prisão urgente porque o sistema está fora do ar da mesma forma não é aceitável que alguém continue preso porque o sistema não permite a emissão de um ato que possibilite a liberdade arquivo pessoal está sendo avaliada estrategicamente a expansão do sistema para os juizados especiais de fazenda pública ou para as varas criminais o que deve representar um crescimento de cerca de 25 na quantidade de usuários já num primeiro momento revista broffice.org www.broffice.org/revista 7 novembro/2010

[close]

p. 8

entrevista tjdft desenvolve sistema de controle de processos usando broffice e outras tecnologias livres por rochele prass dentre as soluções tecnológicas possíveis para esta demanda quais foram as razões da equipe de ti buscar soluções em software livre a economia de recursos é certamente importante uma vez que estamos tratando de orçamento público nesse sentido a plataforma java se mostrou aderente às necessidades do tribunal além da economia escalabilidade a possibilidade de crescimento do número de usuários atendidos e segurança a linguagem java é relativamente fácil de aprender e tem boa produtividade o mais importante é que hoje temos produtos grátis com a mesma qualidade dos concorrentes pagos conseguimos atender aos clientes com soluções criativas e elegantes sem precisar pagar por licenças muitas vezes com preços proibitivos principalmente em se tratando de brasil existe uma estimativa de economia em recursos financeiros através do uso de software livre o ambiente de desenvolvimento do tjdft é essencialmente constituído de ferramentas livres como eclipse ireport e tomcat mas não há um estudo formal sobre os recursos economizados com essa iniciativa houve dificuldades técnicas para tal desenvolvimento quais e como foram superadas a maior dificuldade foi a escalabilidade pois no início do projeto foi definido apenas um servidor broffice que era acessado via rede para fazer a geração dos documentos com o passar do tempo aumentou muito a quantidade de usuários que preparavam e assinavam documentos simultaneamente isso tornou necessário um controle maior dos servidores com balanceamento de carga e controle de erros caso algum processo estivesse fora do ar hoje o sistema está no ar em produção com seis servidores broffice dedicados apenas para o sistema sistjweb no que se refere aos usuários quais são os procedimentos adotados há necessidade de treinamento no uso do sistema sistjweb esse treinamento inclui o módulo de atos que possui as funcionalidades de preparação remessa alteração e assinatura desses documentos o broffice é utilizado de forma absolutamente transparente para o usuário final existe intenção de compartilhar a tecnologia desenvolvida com outros órgãos ou disponibilizá-la para demandas semelhantes de outras instituições outros tribunais já utilizam produtos desenvolvidos pelo tjdft normalmente nossos sistemas são requisitados através de pedidos formais feitos à administração do tjdft padrões abertos de documentos como o odf são uma saída para instituições que precisam preservar arquivos por longos períodos ficando disponíveis para consulta e edição posterior o cnj conselho nacional de justiça órgão da administração pública responsável pelo planejamento do judiciário publicou portarias indicando a intenção de utilizar cada vez mais soluções abertas quanto tempo é necessário guardar os documentos digitais segundo a legislação existe uma tabela de temporalidade e o período obrigatório de armazenamento varia de acordo com cada tipo de documento revista broffice.org www.broffice.org/revista 8 novembro/2010 arquivo pessoal

[close]

p. 9

artigo inclusão digital uma etapa com os dias contados leonardo augusto matsuda por andré luís bordignon helena white e patrícia nobre o no s dados da última pesquisa tic domicílios 2009 que chegou a sua 5ª edição mostram a evolução da posse e uso das tecnologias de informação e comunicação no brasil ela nos dá uma visão ampla da situação da inclusão digital país olhando para os números podemos perceber que 27 dos domicílios já possuem acesso à internet e 34 possuem computador mas não podemos olhar somente os números precisamos ainda analisar a tendência arquivo pessoal em 2005 tínhamos 13 de domicílios com acesso à internet em 2006 14 em 2007 17 em 2008 20 e em 2009 27 considerando somente a área urbana na área rural de acordo com a pesquisa 24 dos domicílios têm acesso à rede mundial de computadores com isso podemos calcular o crescimento fazendo um exercício de previsão com a taxa média de 16 podemos supor que o acesso à internet pode atingir o índice de 90 de domicílios em 2017 o que seria espetacular no entanto será que a tarefa de inclusão digital estaria cumprida com essa taxa de acesso para responder a essa questão precisamos definir o que é inclusão digital já existe um consenso de que a inclusão digital é o acesso a toda infraestrutura para qualquer pessoa poder usar computador e internet além da oportunidade para obter conhecimentos básicos para manuseá-lo porém consideramos essa definição muito limitada e apresentaremos a seguir os motivos desse crescimento fazendo um exercício de previsão com a taxa média de 16 podemos supor que o acesso à internet pode atingir o índice de 90 de domicílios em 2017 9 revista broffice.org www.broffice.org/revista novembro/2010 nathancolquhoun

[close]

p. 10

artigo inclusão digital uma etapa com os dias contados por andré luís bordignon helena white e patrícia nobre não podemos simplesmente pensar o tecnológico e esquecer o aspecto pedagógico de como se apropriar da tecnologia É a educação e a conscientização que irão mostrar os caminhos para que essa apropriação se dê de maneira que o usuário a utilize como ferramenta para se emancipar e não se subordine a ela utilizando-a simplesmente como receptor de ideias como acontece com a televisão o mercado vaticina que o próprio avanço da economia trará inevitavelmente a inclusão dos excluídos digitalmente se deixarmos o mercado tomar conta do processo teremos novamente o poder hegemônico dominando expandindo e consolidando os monopólios informacionais subordinado à dinâmica empresarial do lucro arquivo pessoal que fique claro aqui que não é uma defesa de visão única mas sim da apresentação das várias opções para que o usuário possa tomar a sua decisão sobre qual caminho seguir o local de acesso é um fator importante para conscientizar o usuário de como utilizar a rede a pesquisa que citamos anteriormente mostra que 48 do acesso à internet se dá através das casas das pessoas seguido pelos centros públicos de acesso pago as lan houses que ficam com 45 dessa fatia os centros públicos ficam com 4 dos números não podemos simplesmente pensar o tecnológico e esquecer o aspecto pedagógico de como se apropriar da tecnologia local de acesso individual à internet em casa centro público de acesso pago na casa de outra pessoa no trabalho na escola centro público de acesso gratuito 50 44 26 22 14 4 o local de acesso é um fator importante para conscientizar o usuário de como utilizar a rede o professor sérgio amadeu já nos alertou o mercado as forças da oferta primeiro pensam em vender e ampliar as vendas de seus produtos e serviços dificilmente a inserção social ocorrerá como uma externalidade positiva do cruzamento das curvas da oferta e da demanda produzidas pelas forças de mercado ou também por um ato voluntário e consciente do empresariado sério e altruísta a internet nos proporciona ferramentas que aumentam o poder da democracia ela possibilita que qualquer pessoa possa publicar suas ideias e disponibilizar na rede podemos acompanhar mais de perto as ações de nossos governantes existem inúmeras possibilidades para ler conteúdo e não somente alguns poucos canais abertos como na televisão explorar essas alternativas e opções da internet é garantir seu uso democrático além disso por essa característica de ser extremamente democrática a internet pode levar a caminhos não tão emancipadores como podemos sonhar sem uma proposta pedagógica clara de apropriação dessa tecnologia podemos subutilizá-la e corremos o risco de não retirar o máximo dessa ferramenta para a construção da cidadania revista broffice.org www.broffice.org/revista 10 portanto percebemos que a escola e os centros públicos de acesso gratuito telecentros somam juntos 18 o que é muito pouco nesses espaços deveria haver um projeto pedagógico para a conscientização sobre o acesso temos visto muitos projetos excelentes mas infelizmente percebemos que ainda não são a maioria quando se fala em inclusão digital são propostas de acesso à tecnologia sem um acompanhamento pedagógico que eduque a sua utilização de uma maneira crítica e consciente se continuarmos nessa visão limitada para a inclusão digital teremos novamente uma tecnologia sendo utilizada para controle social e não para a construção da cidadania existem inúmeras possibilidades para ler conteúdo e não somente alguns poucos canais abertos como na televisão explorar essas alternativas e opções da internet é garantir seu uso democrático novembro/2010

[close]

p. 11

artigo inclusão digital uma etapa com os dias contados por andré luís bordignon helena white e patrícia nobre ao analisarmos a tendência de avanço do acesso ao computador e à internet percebemos que o maior potencial de crescimento é nas classes sociais que usaram acessos públicos somando ao projeto de abertura de 3 mil telecentros que o governo federal acaba de lançar temos hoje uma grande oportunidade de trabalho teremos muito mais gente acessando o que temos que garantir é a qualidade desses acessos para concluir apresentamos aqui uma definição mais ampla ainda em construção do que seria a inclusão digital é a disponibilidade de acesso à rede mundial de computadores a todos aqueles que com a utilização dessa tecnologia possam desempenhar qualquer atividade para a promoção humana bem como acesso à formação para esse acesso se continuarmos nessa visão limitada para a inclusão digital teremos novamente uma tecnologia sendo utilizada para controle social e não para a construção da cidadania teremos muito mais gente acessando ­ temos é que garantir a qualidade desses acessos formação essa crítica e consciente que contemple não somente a habilidade técnica para o acesso mas a formação de uma consciência crítica para esse acesso de forma que a emancipação do ser humano seja o principal objetivo quem sabe num futuro não tão distante o povo possa se apropriar dessa tecnologia transformando-a conforme suas escolhas para a construção efetiva da cidadania referências 1 análise dos resultados da tic domicílios 2009 http www.cetic.br/usuarios/tic/2009/analise-tic-domicilios2009.pdf 2 inclusão digital software livre e globalização contra hegemônica revista broffice.org www.broffice.org/revista 11 novembro/2010

[close]

p. 12

novas tecnologias tonz roffice b menta de ferra nstrução co ra novas pa nologias tec por rochele prass assista ao vídeo http www.youtube.com/watch?v=f7dlikt0dc0 e o broffice está lá em cada pedaço da telona interativa para quem puder ver isso porque o draw foi usado pelos desenvolvedores como ferramenta de cad para criar todo o design do projeto desde a construção da estrutura da tela quanto o projeto eletrônico no draw foram especificadas dimensões e tamanhos orientando como deveriam ser realizados os cortes em madeiras e outros materiais para a construção da estrutura além disso todo o cálculo óptico da tela compilante que conta com um sistema de captura e exibição de imagens determinando os resultados do toque na foi realizado pelo broffice draw eu me senti mais confortável com muito mais velocidade e produtividade diz gerson ao falar sobre a escolha do draw para a tarefa novas formas de interagir com a máquina é um dos tantos novos caminhos e desafios da informática há muito já não faz parte do universo da ficção científica aparelhos que podem ser comandados pela voz ou pelo toque na tela sem o uso de periféricos o que pouca gente sabe é que com um mínimo de recursos conhecimento e muito software livre é possível construir aparelhos semelhantes em casa mesmo ­ e em pouco tempo É isso que mostram os desenvolvedores da tela multitoque projeto apresentado aos visitantes do fisl11 apesar de a tecnologia empregada ser diferente do já popular touch screen encontrado em vários aparelhos de telefone o princípio é o mesmo É possível fazer essas coisas sem ter uma indústria gigantesca e proprietária diz gerson tessler que desenvolveu o projeto junto com um colega ao construir a tela multitoque gerson conta que uma das preocupações era empregar tecnologias livres em cada um dos detalhes revista broffice.org www.broffice.org/revista 12 novembro/2010

[close]

p. 13

novas tecnologias broffice ferramenta de construção para novas tecnologias por rochele prass da decisão sobre fazer até a apresentação da tela que impressionou milhares de visitantes no fisl11 foram apenas 3 meses e meio entre finais de semana e madrugadas conta gerson no período foram desenvolvidas todas as aplicações de demonstração desenho e construção da tela a ideia de construir algo do tipo entretanto é um pouco mais antiga já fazia parte dos planos de gerson desde a clássica apresentação da telona sensível ao toque feita por jeff han na tde em seguida ele passou a integrar um grupo internacional que se dedica ao estudo e desenvolvimento de soluções de informática focadas em interfaces naturais o nui group natural user interface group gerson tessler apresenta a criação aos visitantes do fisl11 ao falar sobre tendências tecnológicas gerson explica a interface multitoque traz de volta ao ser humano o que é natural para ele interagir com as mãos o desenvolvedor cita como exemplo uma das primeiras reações de uma criança em frente a um computador colocar a mão na tela para que a máquina tenha alguma reação outra preocupação que a dupla teve foi de tornar o projeto colaborativo e multidisciplinar desenvolver esse tipo de tecnologia não é só software envolve hardware envolve química engenharia eletrônica diz gerson os desenvolvedores que se dedicam à arquitetura do design de aplicações e de interfaces do gênero também já desenvolveram uma vitrine e um piso multitoque projeto chamou atenção de participantes e visitantes do fisl11 revista broffice.org www.broffice.org/revista 13 novembro/2010

[close]

p. 14

dica rápida colorindo códigos com a extensão coooder no broffice writer tradução e adaptação ­ clóvis tristão adicionar uma pitada de cor para fragmentos de código em um documento do writer pode torná-lo mais fácil de ler mas colorir o código à mão é uma proposta bastante assustadora especialmente se o documento contiver centenas de linhas figura 1 colorindo um código bash no writer felizmente existe uma extensão para isso coooder [1 é uma extensão que pode colorir automaticamente o código em várias linguagens de programação a figura 1 mostra a extensão em ação instalando o broffice no slackware64 13.1 por luiz oliveira vamos utilizar o slackbuilds para nos ajudar nessa tarefa primeiro baixe dois arquivos a partir do repositório do slackbuilds arquivo 01 ftp ftp.broffice.org/stable/3.2.1/brooo_3.2.1_linux_x8664_install-rpm-wjre_pt-br.tar.gz arquivo 02 http slackbuilds.org/slackbuilds/13.1/office/broffice.org.tar gz o arquivo número 01 é o fonte e no arquivo número 02 contém o script de instalação os comandos abaixo tem que ser executados como root descompacte o arquivo broffice.org.tar.gz com o comando tar -zxvf broffice.org.tar.gz entre no diretório broffice.org copie o arquivo fonte número 01 para dentro desse diretório broffice.org agora é só executar o script broffice.org.slackbuild isso vai gerar um pacote para o slackware que estará no diretório /tmp #installpkg /tmp/broffice.org-3.2.1_pt_br-x86_641_sbo.tgz pronto tudo estará funcionando perfeitamente inclusive já com o vero instalado instale a extensão selecione o fragmento de código que você deseja colorir pressione o botão coooder na barra de ferramentas ou escolha ferramentas suplementos coooder selecione o idioma desejado e pressione ok coooder baseia-se na geshi [2 sintaxe de marcação assim a extensão pode lidar com todos os idiomas suportados pelo geshi isso inclui html javascript python java php sql openoffice.org basic e muitos outros referências [1 http extensions.services.openoffice.org/en/project/coooder [2 http qbnz.com/highlighter referências http slackbuilds.org/repository/13.1/office/broffice.org http www.slackware.com http broffice.org/download fonte linux today autor dmitri popov revista broffice.org www.broffice.org/revista 14 novembro/2010

[close]

p. 15

dica rápida criando um formulário com broffice por renata marques sabe aquele formulário que seus funcionários preenchem na mão e que você sofre para entender a letra ou aquele outro que é um arquivo de texto e que seu usuário desarruma todo durante o preenchimento resolva isso criando um formulário pdf veja como é fácil crie um arquivo no broffice writer digite os campos do formulário se quiser pode utilizar uma tabela para auxiliar na formatação vá no menu exibir barra de ferramentas controle de formulários utilizando essa barra de ferramentas insira os campos de formulário mais adequados a cada tipo de campo você pode tirar as bordas dos campos clicando no campo em seguida no ícone controle da barra de ferramenta de formulários e localizando a opção borda números por extenso por marcelo massao em muitas situações precisamos trabalhar com documentos ou planilhas que exigem a exibição de números por extenso ex r 13,00 treze reais existe no broffice uma extensão que permite fazer esta operação de maneira simples e rápida em primeiro lugar faça o download em http www.openoffice.org.br/files/broo_extenso.oxt e em seguida em ferramentas ­ gerenciador de extensões após localize onde e extensão foi salva e a adicione depois de instalada a extensão será exibida na barra superior estando pronta para ser utilizada exporte o arquivo como pdf e pronto veja como ficou para aplicar o recurso basta selecionar o número e clicar no botão para navegar entre os campos durante o preenchimento a tecla tab é super bem-vinda e o resultado será a exibição por extenso do número selecionado revista broffice.org www.broffice.org/revista 15 novembro/2010

[close]

Comments

no comments yet