Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

Jornal Show da Fé Palavra Amiga PÁGINA 22 ANO 1 - Nº 03 - USA - ABRIL DE 2014 SHOWda FÉ O JORNAL DA PALAVRA DE DEUS Mensagens de fé PÁGINA 24 FOTOS: DIVULGAÇÃO IIGD Flórida Presente de Deus – No dia de seu aniversário, Nilzete Batista foi curada de dor nos braços após orar com o Missionário. Página B12 Por causa de dor nas pernas, Doroti Loos não parava em emprego e usava bengala. Página B1 Ketly Cristina tinha problemas de audição desde os dois meses de idade. Ao lado da mãe, Greice, ela voltou a ouvir. Página B7 A CURA É PARA TODOS “É preciso usar a autoridade que nos foi dada e determinar”. Missionário R. R. Soares Crislaine Almeida chorou ao perceber que voltou a ouvir após sete anos. Ela teria de usar aparelho de surdez. Página B9 Francisco Silva também não conteve a emoção: ele voltou a movimentar os braços após oito anos. Página B11 Aos 11 anos, Railan Conceição já é um grande homem na fé. Surdo do ouvido esquerdo, foi curado após a oração. Página B9

[close]

p. 2

2 Editorial ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 SHOWda FÉ Editorial Expediente DIRETOR-EXECUTIVO R. R. Soares CONSELHEIRO EDITORIAL Eber Cocareli EDITORA Elaine Monteiro R EPÓRTERES Amanda Pieranti Claudia Santos Mônica Ferreira R EPÓRTERES COLABORADORES Isabel Querino e Marcos Couto FOTOGRAFIA Marcos AC Luiz Fernando Marcelo Nejm R EVISÃO Célia Cândido (Direção), Renata Valérie (Supervisão), Magdalena Soares (Prova), Eliana Nunes e Marcella Peçanha DIREÇÃO DE ARTE Kleber Ribeiro DIAGRAMAÇÃO E A RTE-FINAL Bruno Moraes, Renan Marcolino Rodrigo Magno Tatyanne Rangel SITE www.ongrace.com/ jornalshowdafe E-MAIL jornalshowdafe@ongrace. com R EDAÇÃO Estrada dos Bandeirantes, 1.000 Taquara - Rio de Janeiro - RJ - CEP 22.710-113 Telefone: (0xx21) 3077-5168 É expressamente proibida a reprodução total ou parcial de matérias, entrevistas, artigos, fotos e ilustrações sem prévia autorização dos titulares dos direitos autorais. O Jornal Show da Fé é uma publicação da Graça Artes Gráficas e Editora LTDA. Autoridade máxima Missionário R. R. Soares os dias de Jesus, os perturbados e dominados por espíritos imundos eram libertos. O Mestre ordenou a Seus discípulos que fossem por todo o mundo e pregassem o Evangelho (Mc 16.15), N colocando em liberdade os oprimidos pelas forças das trevas. Quem crê e começa a fazer a obra como Ele ensinou logo descobre que, por trás dos sofrimentos, das desgraças e coisas ruins e inexplicáveis está o inimigo. Nunca vi um só caso de opressão ou possessão maligna que não tenha sido resolvido. Há muita gente que vive se arrastando pelo mundo, presa por obras de feitiçaria, dominada por vícios, a qual seria completamente liberta se procurasse quem, de fato, crê no Filho de Deus. Em Nome de Jesus, qualquer tipo de ação demoníaca cai por terra, pois esse Nome é autoridade máxima nos Céus, na Terra e no Inferno. TUDO É POSSÍVEL AO QUE CRÊ (MARCOS 9.23). Bebê morto ressuscita no necrotério de hospital F ernanda Silva Pinto não é a filha de Jairo, que foi tida como morta e ressuscitada por Jesus, conforme relata o texto de Lucas, capítulo 8, versículos 49 a 55. Ela é filha de Claudia da Silva, 45, que, assim como aquele chefe da sinagoga descrito na Bíblia, também teve a oportunidade de vivenciar o milagre da ressurreição da filha. Essa experiência na vida de Claudia aconteceu quando Fernanda ainda estava no seu ventre. Segundo ela, quando faltava apenas uma semana para o parto, foi constatado que a criança não estava mais respondendo. “Ao fazer exames, vários profissionais me disseram que, além de ela estar morta, eu também corria risco de vida.” Apesar de ser imediatamente encaminhada para o centro cirúrgico, Claudia não aceitou aquela sentença e declarou, durante todo o tempo, que a sua filha ressuscitaria. “Eu falava com Deus e rejeitava aquelas palavras negativas”. MARCELO NEJM “Mesmo fraca, eu orava e clamava por um milagre” A fé que Claudia depositou no Senhor permaneceu inabalável mesmo quando o bebê foi retirado de seu útero e levado direto para o necrotério do hospital. “Embora fraca, eu continuei orando e clamando por um milagre.” Ela, que é membro da Igreja Internacional da Graça de Deus, reconhece: “O primeiro livramento que o Pai celestial me concedeu foi eu sair do parto com vida, pois era de alto risco”. Depois de levarem a criança, Claudia ouviu um choro, mas, segundo ela, ninguém naquela sala acreditou que fosse de sua filha. “Alertei aos médicos que ela havia ressuscitado, pois ouvi um choro, mas não acreditaram. Após muita insistência, alguém decidiu verificar, e todos constataram o milagre: o pediatra anunciou que ela havia voltado à vida”, atesta Claudia, que, logo em seguida, pôde pegar sua filha nos braços pela primeira vez. “Testemunharei essa vitória enquanto viver”, finaliza, feliz, ao lado de Fernanda, 14 anos após o grande milagre.

[close]

p. 3

SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 3 Milagres pela TV O Show da Fé, programa de TV que alcança diariamente milhões de brasileiros, está levando os sofredores a receberem as mais fantásticas bênçãos em suas casas. “Bebia até cair na rua” IIGD DIV ULG A ÇÃO Aprendeu a determinar vitórias e mudou de vida MARCE LO NEJM MA RI AN AA LM EID A Repreendeu o mal e foi curada de bronquite

[close]

p. 4

4 Fotonovela ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 SHOWda FÉ O diabo tentou separar mãe e filha Uma dívida feita pela filha no cartão de crédito da mãe, que lhe deixou com restrições financeiras, foi a brecha encontrada pelo diabo para separá-las. Quando Eluziete Pereira da Silva descobriu, ficou deprimida e passou a nutrir um sentimento de ódio. “Estava tão oprimida pelo inimigo que quis cometer suicídio para causar remorso na minha filha.” Porém, um dia, Eluziete ouviu algo como se fosse a voz de Deus orientando-a a procurar a Igreja. Na Igreja Internacional da Graça de Deus, ela escutou a pregação e se converteu ao Senhor. Nova criatura, pediu perdão à filha, reconciliando-se com ela. Eluziete descobre que seu nome está com restrições financeiras por conta de uma dívida feita pela filha em seu cartão de crédito. Oprimida pelo maligno, passou a alimentar ódio pela filha, adoecendo de depressão. Já não dormia mais, não saía do quarto nem tomava banho. No auge da enfermidade, ela tenta comprar veneno para se matar e, assim, fazer com que a filha se sentisse culpada. Um dia, Eluziete ouve a voz do Senhor orientando-a a procurar a Igreja e desiste de morrer. Na Igreja Internacional da Graça de Deus, ela assiste a um culto e recebe orações. “Pagamos a dívida, mas a transformação de vida recebida de Cristo foi o melhor. O rancor que eu sentia desapareceu, e, hoje, somos unidas.” PROTAGONISTA: PARTICIPAÇÃO: ROTEIRO: FOTOS: ARTE: ASSISTENTE: EDITORA: Conhecendo a Palavra, converte-se ao Evangelho e tem vontade de se reaproximar da filha. Então, Eluziete vai à casa da moça e lhe perde perdão, reconciliando-se com ela.

[close]

p. 5

SHOWda FÉ MILAGRES Fim de problema circulatório que começou aos 12 anos “Não parava em emprego nenhum devido à dor nas pernas” ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 B1 DISSE JESUS: E IMPORÃO AS MÃOS SOBRE OS ENFERMOS E OS CURARÃO (Marcos 16.18b). MARCELO NEJM “P ai, eu creio na obra que está fazendo. Agora, eu peço ao Senhor que desça sobre todas estas pessoas e cure os joelhos travados que são sequelas de acidente, cirurgias, derrame, artrose, problemas na cartilagem, na perna, na canela e no tornozelo. Eu peço o milagre para esta pessoa. Usarei a autoridade que o Senhor me deu para a Sua glória. Eu paraliso a ação do diabo na vida dela e digo: Mal, em Nome do Senhor Jesus, saia e não volte mais.” Muitas pessoas foram curadas por causa dessa oração ministrada pelo Missionário R. R. Soares, no dia 7 de março, e Doroti Loos foi uma delas. Com muita dificuldade para andar e precisando do auxílio de uma bengala, Doroti viajou sozinha de Morretes – cidade do litoral paranaense – para as- sistir à reunião do Missionário na capital, acreditando na cura total. Ela sofria de problemas circulatórios nas duas pernas desde os 12 anos de idade. “Eu sentia muita dor e piorava a cada dia.” A enfermidade a impedia de fazer seus afazeres, inclusive trabalhar. “Não parava em emprego nenhum por causa desse problema nem podia fazer o tratamento completo, recomendado pelos especialistas, devido às dificuldades financeiras que enfrentava”. Doroti passou a sofrer de outra enfermidade por causa dos muitos remédios que tomou. “Meus ossos começaram a calcificar. Também tive um infarto e fiz uma cirurgia para colocar cinco pontes de safena no coração. No mesmo dia, foram trocadas três veias mamárias.” Após essa operação, Doroti passou a usar cadeira de rodas, e, em seguida, bengala para se locomover. Uma nova mulher após a cura

[close]

p. 6

B2 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 MARCELO NEJM Esporão não deixava Maria levar uma vida normal Com tanta dor, ela andava de lado, e o pé cou travado durante três meses M aria de Lurdes Rodrigues de Souza chegou à reunião especial feita pelo Missionário R. R. Soares andando de lado, por conta da forte dor provocada por um esporão. “Não conseguia firmar o pé direito no chão, por isso colocava toda a força do meu corpo no esquerdo.” Segundo ela, o problema surgiu de repente e deixou seu pé travado por três meses. “Sentia muita dor com qualquer movimento que fazia. Tomei vários medicamentos, mas sem resultados”. Depois de tanta dificuldade para caminhar, o alívio para Maria chegou. “A dor desapareceu milagrosamente após a oração da fé”, declarou ela ao Missionário. “Este Deus é tremendo”, vibrou o Missionário, ao vê-la andando normalmente pelo altar. Alguns dias depois de ser curada por Jesus, Maria relatou ao Jornal Show da Fé que já pode, inclusive subir e descer escadas, algo que não conseguia fazer antes. “Agora, levo uma vida normal e glorifico a Deus por esse milagre”. Livre da dor no nervo ciático após oito anos de sofrimento Dirce Campos sofreu de dor no nervo ciático durante oito anos, aproximadamente. “Não sentia nada quando me levantava de manhã, mas depois minha panturrilha endurecia, e sentia um formigamento na perna à medida que andava. Tinha momentos que, onde eu estivesse, precisava parar para sentar e esticar a perna.” De acordo com Dirce, os tratamentos que fazia apenas atenuavam o problema, logo depois, ele voltava pior. “Doía muito quando me abaixava. Se subisse apenas um degrau, os incômodos se intensificavam. Só Deus sabe o quanto esse mal me fez sofrer.” No entanto, Dirce foi à reunião do Missionário em Curitiba, determinou sua cura com mui- MARCELO NEJM Chegou ao culto mancando e saiu andando perfeitamente Jurema das Graças chegou à reunião do Missionário sem firmar o pé direito no chão devido a um esporão. “Era uma dor insuportável, mal conseguia andar. Esse problema que afetava as minhas pernas e os meus ossos me fez sofrer por cinco meses. Parecia uma agulha me incomodando.” Porém, Jurema foi curada durante a oração da fé. “Caminho normalmente agora. Inclusive posso ir à casa da minha filha sozinha, MARCELO NEJM ta fé e foi abençoada. “A dor passou na hora. Estou saindo daqui livre de todo o mal”. atividade que não podia fazer”, afirma ela ao Jornal Show da Fé, alguns dias após ser curada por Jesus. Osteoporose a fazia sofrer Ivani Severino Pereira também foi curada em uma das reuniões feitas por R. R. Soares. Ela sofreu de osteoporose e andou com dificuldade por quase dois anos. “Porém, Jesus me curou no momento da oração da fé”. Tinha desgaste no quadril e artrite Isabel Cristina é outra abençoada. Ela sofria de desgaste total do quadril e artrite no joelho. “Tinha muita dificuldade para caminhar por causa da dor.” Isabel diz que foi a um dos cultos ministrados por R. R. Soares determinando o milagre na sua vida e alcançou a vitória. “Estou curada”. MARCOS AC MARCOS AC

[close]

p. 7

SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 B3 “Acreditei, e o milagre aconteceu” A forte dor nas pernas estava prejudicando até o trabalho de Clodoaldo. Mas ele teve fé e alcançou a cura FOTOS: MARCELO NEJM Editorial Obedeça sempre Missionário R. R. Soares “C reia que será curado. O Senhor lhe deu essa revelação, então a use em cima da Sua Palavra.” Essa declaração do Missionário, durante uma das reuniões de fé, fortaleceu a fé de Clodoaldo Batista, que sentiu forte dor nas pernas por um ano. “Fiz vários tratamentos, e nenhum deu resultado.” A enfermidade já afetava o desempenho dele no emprego. “Fico em pé o tempo todo no trabalho, por isso, trabalhava à base de remédio para suportar a dor nas pernas. Também, como não conseguia andar muito, pegava dois ônibus para chegar à empresa.” Clodoaldo confessa que já estava perdendo a esperança de ficar livre daquele mal, porém, creu que seria curado por Jesus ao ouvir a mensagem ministrada por R. R. Soares naquela reunião. Há mais de dois mil anos, o mundo foi sacudido com o ministério terreno de Jesus. O Mestre ia de cidade em cidade para pregar o Evangelho e cumprir o que o Altíssimo havia falado a respeito dEle. Jesus realizava a obra em obediência à vontade do Pai e, por isso, nunca teve uma só de Suas orações, ou determinações, que não fosse atendida. Os doentes, com as mais diversas enfermidades, iam até Sua presença. Ainda que houvesse muitos para serem socorridos, eles tentavam tocar, ao menos, na orla de Suas vestes e eram curados. Hoje, temos visto o mesmo poder operar em nossas reuniões. O segredo para que as mesmas obras sejam realizadas é pregar a mesma mensagem e crer do mesmo modo que os de então criam. Verdadeiramente, Ele é Jeová-Rafá, o Senhor que cura. Ele disse: “Acreditei, e o milagre aconteceu. Agora, posso andar normalmente”. Clodoaldo falou com alegria ao Jornal Show da Fé, alguns dias depois do culto, sobre como está sua vida após a cura. “Não sinto mais dor. Agora, pego apenas um ônibus para o trabalho, pois caminho sem dificuldade. Também estou andando de bicicleta, algo que não podia fazer”. Determinou a vitória Rita de Cássia dos Santos padecia de dor nas pernas e formigamento quando chegou ao culto ministrado pelo Missionário R. R. Soares no dia 14 de março. “Tinha esses problemas que também me causavam câimbras há três anos.” No entanto, ela chegou ao culto confiante, determinou a vitória e alcançou o milagre. “Estou curada”. Não precisa mais da muleta para andar José Nestor Guedes também foi abençoado em Aracaju. “Sofria de dor nas pernas, formigamento e cansaço. Andei com o auxílio de muletas por cinco anos.” Porém, José diz ter sentido a cura na hora em que R. R. Soares clamou a Deus em favor dos enfermos. “Jesus me curou”. Livre de dor no quadril A exemplo de outros que saíram das reuniões de R. R. Soares testemunhando o poder de Deus, Jocilene Aquino tem muita história para contar a partir de agora. Por seis dias, ela sentiu uma dor no quadril, que passava para as pernas. “Quando determinei o fim daquele mal junto ao Missionário, Jesus me sarou”. Fim da dor nos joelhos

[close]

p. 8

B4 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 Maravilhas de Deus em Portugal e na África ssim como acontece no Brasil, muitas pessoas são curadas de problemas nas pernas e outras enfermidades nas reuniões ministradas pelo Missionário R. R. Soares no exterior. Em fevereiro A e março, o pregador realizou vários cultos na Igreja Internacional da Graça de Deus de Portugal e da África. Nessas ministrações, orientou os participantes a se arrependerem dos pecados, retirarem os deuses estranhos do coração e aceitarem verdadeiramente Jesus como Salvador. “Agindo assim, você será abençoado. Eu prego há mais de 40 anos e, em todo esse tempo, o Senhor operou muitos milagres em todas as reuniões. Isso não acontece por minha causa, mas, sim, pela fidelidade dEle à Sua Palavra. O que você entende quando está lendo a Bíblia ou ouvindo uma pregação é Deus falando com você. Nessa Palavra, há o poder do Senhor para curar, libertar e fazer qualquer milagre. Então, determine que hoje é o dia da sua bênção”, ensinou o pregador, que fez a oração da fé em todos os cultos, e muitas pessoas foram curadas. Sofreu por oito anos Na África, muitas pessoas também alcançaram o milagre, como Maria Goeda. “Padeci de problemas nas costas durante oito anos e, por causa disso, sentia muita dor nas pernas.” Ela também não podia agachar nem se encurvar. “Porém, depois da oração feita pelo Missionário, a dor nas pernas sumiu, e pude fazer os movimentos que fazia”. FOTOS: DIVULGAÇÃO IIGD Abençoada, com certeza! Sara é mais uma pessoa abençoada ao orar com R. R. Soares no culto que realizou na Igreja da Graça em Paço Dárcos. “Andei com dificuldade por muitos anos. Porém, Jesus me curou hoje.” Sara declarou que, após a intercessão, está andando perfeitamente. Fim da dor muscular Rose Kampies alcançou seu milagre enquanto fazia a oração da fé com o Missionário. Ela foi diagnosticada com um problema no coração. “Por causa disso, sentia dor muscular e não conseguia ficar de pé normalmente. Porém, fui sarada hoje”. Vida normal Brenda Van Der Byl determinou com fé a sua cura e alcançou a vitória. “Sofria de problemas nos músculos, que me impediam de ficar de pé corretamente. Só andava encurvada. Agora, posso ficar na posição reta e fazer os movimentos que não conseguia antes desse milagre”. “Não preciso mais de muletas para caminhar” José Fernandes, morador de Cascais, no bairro da Parede, é mais um dos que recebeu a cura em uma das reuniões ministradas pelo Missionário em Portugal. “Passei a caminhar com dificuldade após um acidente de trabalho. Devido a isso, por mais de um ano, precisei do auxílio de muletas para me locomover.” Porém, voltou a andar normalmente após a intercessão. “Jesus me curou, e não necessito mais de muletas para caminhar”. “Não conseguia me encurvar” Kathleen Stevens teve uma grande benção nos cultos do Missionário na África. “Eu não conseguia me encurvar. No entanto, o Salvador me curou durante a oração”.

[close]

p. 9

SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 B5 “Deus está aqui para curar” ão importa o seu problema, se é no quadril, no fêmur, na tíbia, no perônio, no tornozelo ou no pé. Seja onde for, Deus está aqui para curar. Você, que veio à reunião com “N auxílio de uma bengala ou muleta, eu quero lhe ver largando-a e andando normalmente.” O Missionário fez essa declaração em uma reunião especial no dia 14 de março. Depois, ele pediu aos participantes que levantassem as mãos a fim de que fossem abençoados pelo Altíssimo. “Senhor, em Nome de Jesus, eu lhe peço, coloca em minha mão o Teu poder para curar, libertar, operar maravilhas e desfazer toda e qualquer obra do diabo”. “Diga: Em Nome de Jesus, eu não aceito nem permito que mal algum continue em meu corpo. Saia agora!”, acrescentou R. R. Soares, repreendendo os demônios causadores de artrite, artrose, reumatismo e outros problemas de saúde. “Em Nome do Senhor Jesus, digo a você: espírito de doença, pega tudo que é seu e vai embora”. FOTOS: MARCELO NEJM “Minha mulher me abandonou porque tinha nojo de mim por causa das úlceras” Por 14 anos, José Wilson Santana sofreu de úlcera e trombose – enfermidades que deixavam suas pernas inchadas e o impediam de andar normalmente. “Não pude mais trabalhar e tive de me aposentar. Fazia curativo todo dia, pela manhã e à tarde.” A doença destruiu até o casamento dele. “Minha mulher me abandonou porque tinha nojo de mim por causa das úlceras.” José diz que chegou à reunião com inchaço tanto nas pernas como nos pés. “Não conseguia nem calçar meu chinelo. Porém, no momento da oração, clamei com fé e alcancei a minha bênção. Além das minhas pernas e dos meus pés desincharem, calcei meus chinelos”. Ele contou isso ao Missionário dando a volta da vitória e caminhando sozinho e sem dificuldade ao redor do púlpito. “Jesus me curou”. A equipe do Jornal Show da Fé voltou a falar com José Willian três dias após ter participado do evento. “As minhas pernas estão desinchadas, e as úlceras sumiram completamente. Não faço mais curativos. Antes não conseguia nem calçar um chinelo, agora, ando sem problema e posso até ficar de sapato o dia todo”. Só caminhava com ajuda de alguém Maria Helena Silva também recebeu a cura. Ela foi à reunião acompanhada da filha Belaniza, pois caminhava com dificuldade devido a um problema nas pernas. “Caminhei com a ajuda das pessoas durante sete anos, mas os médicos não conseguiam diagnosticar o que causava o problema. Fiquei muito debilitada nos seis primeiros meses que passei a sofrer desse mal desconhecido. De 77kg, fiquei com cerca de 30”, disse Maria Helena ao Missionário, andando sozinha e sem problema algum, após ser restaurada por Jesus durante a intercessão. “Isso mostra que a senhora está curada. Olha que bonito!”, comentou, feliz, R. R. Soares. Cura do joelho, quadril e da hérnia de disco Maria Josefa Targino é mais uma que se livrou do mal ao orar com o Missionário. “Não só sofria de dor no joelho e no quadril, como também de hérnia de disco. Porém, Jesus me libertou de todas essas enfermidades”. “Nós, de fato, fomos curados pelas feridas de Jesus” Missionário R. R. Soares

[close]

p. 10

B6 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - USA - Abril de 2014 Agora, Raimunda pode dar a Volta da Vitória FOTOS: DIVULGAÇÃO IIGD Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com S egunda-feira, 17 de março de 2014. Esse foi o dia de muitas pessoas que sofriam de problemas nas pernas serem curadas e darem a Volta da Vitória durante o congresso de fé realizado pelo Missionário R. R. Soares. “Agora, vamos fazer a oração que funciona. Deus curará suas pernas, pois nada é difícil para Ele. Você pode ter sido atingido pelo maior mal do mundo, mas alcançará vitória, porque está sendo atendido pelo grande operador de milagres nesse momento, que é o nosso Deus. Ele reverte qualquer situação”, declarou R. R. Soares antes de ministrar a oração da fé. Raimunda Boa Morte Batista foi uma das abençoadas após o clamor. Raimunda deu passos firmes e rápidos assim que o Missionário pediu às pessoas, as quais foram curadas, que andassem na frente do palco. Ela foi e voltou sem man- car, o que não fazia por causa de uma artrose no joelho da qual sofreu por quatro anos. “Você foi a primeira que andou aqui”, vibrou R. R. Soares quando a entrevistou após a cura. “Eu só andava man- cando. Não ia mais nem à casa da minha irmã, que fica muito perto da minha, com medo de cair. Agora não; posso ir correndo”. Raimunda declarou essa afirmação ao Jornal Show da Fé dias depois da cura. Determinou e alcançou a bênção Com a perna dura desde que colocou uma prótese, Isabel não dobrava o joelho e andava mancando Isabel Conceição de Jesus Santos chegou ao congresso, em Salvador, sentindo muitas dores. “Subia e descia do ônibus com dificuldade e andava mancando, pois não conseguia dobrar o joelho. Cheguei aqui me arrastando.” Por isso, quando R. R. Soares chamou à frente para a oração as pessoas que tinham problemas do quadril à planta dos pés, ela foi determinando que aquele seria o dia da sua cura. “Jesus atendeu ao meu clamor. Estou curada. Agora, ando normalmente”. Isabel operou o joelho há sete meses e colocou uma prótese, porém não conseguia dobrá-lo porque a perna estava dura. Dias após da cura, ela falou ao Jornal Show da Fé que, antes, não podia fazer nada na sua casa por causa da enfermidade. “Ficava bastante tempo deitada e não podia subir escada. Porém, Jesus mudou a minha vida, pois me curou. Agora, ando normalmente e faço tudo que não fazia antes”. Sem bengala, ela está muito bem Quando chegou ao Congresso da Volta da Vitória, Aurélia Cerqueira de Alcântara sentia dor nas pernas e se apoiava em uma bengala, pois, sem ela, não andava. Sua rotina mudou há seis anos, quando sofreu uma queda dentro de casa e teve de operar o fêmur. “De lá para cá, não pude mais andar sem me apoiar”, disse ao Missionário após ser curada e caminhar normalmente sem o auxílio da bengala. Contente com a cura recebida no primeiro evento de que participou com R. R. Soares, Aurélia deixou a bengala no local do congresso. Dias depois de alcançar o milagre, ela disse à equipe do Jornal Show da Fé que está muito bem de saúde e tem caminhado sem dificuldade alguma. “Agora, ando sem a bengala na minha casa e na rua”. Venha receber a sua bênção IIGD POMPANO BEACH - 1261 East Sample Road Pompano Beach, FL 33064 - Igreja: (954) 785-3699 Pr. Willian Sodré - pompano@iigdusa.com ENTRADA GRÁTIS Missionário R. R. Soares Reuniões: segundas, quartas e sextas-feiras - 7:30pm Domingos - 10am e 7pm

[close]

p. 11

SHOWda FÉ ABRIL DE 2014 B7 CAMPANHAS DE FÉ EU SOU O SENHOR QUE TE SARA (Êxodo 15.26). “O que Deus começou a fazer na sua vida é o início de um ciclo que nunca terá fim, será só vitória completa.” FOTOS: MARCELO NEJM Menina teve os tímpanos estourados, aos dois meses, pelo som muito alto de uma festa Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com “Minha filha voltou a ouvir perfeitamente” filha Ketly Cristina seria curada. A menina tinha pouca audição desde os dois meses, quando teve os tímpanos estourados pelo som alto da festa em comemoração ao seu nascimento. “Além dos ouvidos terem sangrado, ela passou a ter uma febre muito alta, e o médico constatou a perda parcial da audição. Desde então, tinha de falar com minha filha gritando, para ela poder ouvir o que eu dizia”. Segundo a mãe, os tratamentos com antibióticos não resolveram o problema. Greice disse: “Ela chegou ao evento com febre e reclamando de dor”. Apesar da pouca fé, Greice foi surpreendida pelo poder do Altíssimo. “Quando fizemos juntas a oração com o Missionário, minha filha voltou a ouvir perfeitamente. A febre também baixou, e percebi que ela estava me ouvindo bem em meio ao som alto do local.” Depois da cura, Ketly subiu ao palco, onde R. R. Soares se afastou dela e fez várias perguntas sem o microfone. A menina respondeu tudo, uando Greice Souza Modesto chegou à Campanha de Fé com o Missionário R. R. Soares, e ouviu, junto à multidão, que aquele era um dia de bênção, não tinha certeza de que sua Q confirmando a restauração da sua audição. “Agora, ela está ouvindo”, disse o Missionário, feliz. Na ocasião, o líder também recordou outras curas maravilhosas exibidas em um vídeo. “Há mais de quatro décadas que meus olhos veem milagres como esses acontecerem”, declara o líder mundial da Igreja da Graça, emocionado. Família feliz após a cura “Saí do evento promovido pela Igreja da Graça com a fé restaurada. Deus testa a nossa fé, o tempo todo, para ver se estamos firmes na Palavra dEle. Valeu a pena ter ido à reunião e recebido a bênção de ter visto a cura da minha menina”. Essa declaração foi dita por Greice, ao Jornal Show da Fé um dia após o milagre. “Minha filha está muito bem, e eu estou muito contente. Ela não teve mais febre e ouve tudo o que falo, sem precisar que eu grite. A avó dela também ficou surpresa e feliz com a restauração da audição da neta. Agradecemos muito ao Senhor por essa grande bênção”.

[close]

p. 12

B8 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - Abril de 2014 Como fugir dos três laços do diabo amanda.jornalshowdafe@gmail.com E e v les ira cre de m a ram De gló us ria FOTOS: MARCELO NEJM Amanda Pieranti olhai por vós, para que não aconteça que o vosso coração se carregue de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos E de evitar todas essas coisas que hão de acontecer e de estar em pé diante do Filho do Homem. Com essa orientação de Jesus escrita no evangelho de Lucas, capítulo 21, versículos 34 a 36, o Missionário R. R. Soares advertiu a multidão, que participou de um evento especial, a que tivessem cuidado para não cair nos três laços do diabo, os quais rondam a humanidade. “São eles: a embriaguez, as preocupações deste mundo e as consequências da orgia. Se você não se acautelar, será enredado quando essas provações chegarem. Estamos em uma época em que até propaganda comercial é feita na base da sensualidade e da libertinagem”. De acordo com R. R. Soares, a humanidade está sucumbindo diante das ofertas do diabo, e o resultado é sofrimento para agora e por toda eternidade. “Há muitos cristãos que oram e não conseguem nada, nenhuma bênção. Isso acontece porque o coração deles está cheio de carne apodrecida, de pecado. Então, tome cuidado. Preste mais atenção na Palavra de Deus”. O Missionário lembrou ainda que, atualmente, muitos não pensam na salvação nem na vida espiritual, por isso, alertou: “É necessário pensar, pois o dia da tentação vem sem avisar e pega tanto quem começou agora quanto quem está há 70 anos na terra. A pessoa passa a ver de outra forma e, assim, não tem mais aquele contato com Cristo. Quando esse dia vier, você tem de estar preparado para resistir. A tentação, o golpe fatal do diabo virá sobre todos. Fique atento, siga o conselho de Jesus, vigie e ore para evitar acontecimentos. Porém, se você não se decidir antes por Jesus, pouco vai adiantar sua intercessão”. Depois, R. R. Soares fez a oração da fé, por meio da qual muitas pessoas foram curadas de problema no ouvido. Violência familiar tinha afetado audição Ela cou surda durante 40 anos Foi a primeira vez que Aliete Pereira Lima participou de uma campanha de fé com R. R. Soares. “Não tinha ido antes porque sempre acontecia algo para me impedir. No entanto, eu falava que, quando ele viesse outra vez à minha cidade, participaria da reunião e seria curada do problema que tinha no ouvido direito há quatro décadas”. Mesmo tendo caído e machucado o braço, Aliete não desistiu de ir ao culto e recebeu a bênção desejada. “Estou ouvindo muito bem, graças a Deus”, afirmou após a oração. Segundo Aliete, a razão da surdez foi uma infecção de ouvido que teve aos 12 anos. “Fiz um tratamento com remédio caseiro quando o problema surgiu. Aos 15 anos, procurei um médico, e foi diagnosticado que tinha uma perfuração no ouvido”. Aliete falou com alegria ao Jornal Show da Fé alguns dias depois de Jesus curá-la. Ela informou como está a sua vida com a recuperação da audição. “Assim que cheguei a minha casa, liguei para minha mãe e contei que meu ouvido não estava mais com problema. Eugenia Maria de Santana recuperou totalmente a audição durante a oração ministrada por R. R. Soares. Quando a filha a convidou para ir, pela primeira vez, à reunião do Missionário buscar sua cura, ela colocou muitos obstáculos. Entretanto, aceitou o convite. “Ela não queria mais ir embora depois de curada. Foi muito bom”, afirma a filha, Adenilce Santana, que recorda o motivo que levou a mãe a ficar surda. “Há 23 anos, ela levou um soco no ouvido dado pelo exmarido. Desde então, não ouvia quase nada. Porém, está escutando perfeitamente agora”. O que o homem não pode fazer o Senhor faz.” De acordo com Aliete, a cura também lhe proporcionou uma nova convivência com a família. “Antes, quando minhas filhas falavam muito baixo e eu não escutava, elas acabavam se irritando e diziam: ‘Mainha, a senhora não escuta.’ Meu marido também falava que eu gritava, e isso me deixava chateada. Agora, está todo mundo se comunicando direitinho comigo e eu com eles”.

[close]

p. 13

SHOWda FÉ FOTOS: MARCELO NEJM ANO 1 - Nº 03 - Abril de 2014 Editorial B9 A presença de Deus entre nós Missionário R. R. Soares Menino ouvia pouco e sofria na escola Muitas pessoas também foram curadas de problemas no ouvido durante o Congresso da Volta da Vitória realizado pelo Missionário no dia 17 de março. O pequeno Railan Conceição dos Santos é um exemplo disso. A mãe, Rosângela da Silva Conceição, só percebeu o problema auditivo quando o menino tinha nove anos. “Ele me dizia que havia um zumbido no ouvido esquerdo. Quando eu o chamava, tinha de gritar umas três vezes para ele poder ouvir”. Rosângela declarou também que não teve a oportunidade de levá-lo ao médico. O menino tinha dificuldades na escola devido à deficiência. “Às vezes, não entendia o que a professora falava, por isso, tinha de se sentar perto dela.” A mãe lembra-se de que ele tirava muitas notas baixas por não entender a matéria. “Só vou tirar nota dez agora. Estou curado”, enfatizou o pequeno, que já demonstra ser um grande homem de fé. Milagres sempre atraem a atenção das pessoas. É maravilhoso ver o Senhor operar em casos nos quais o homem, por mais determinado que esteja, não tem condições de dar solução. Quem não está acostumado com a operação do poder divino chega a ter loucas opiniões. Alguns, por incrível que pareça, mesmo vendo paralítico andar, surdo ouvir e situações semelhantes acontecerem, consideram que isso é armação. No entanto, a maioria esmagadora se enche de alegria e dá glórias ao Senhor. Essas maravilhas realizadas pelo Altíssimo não são novas. Em toda a Escritura Sagrada, encontramos exemplos dessas obras que sempre testemunharam da presença de Deus entre nós. Que os sofredores saibam que o nosso Deus gosta de operar prodígios e, por vezes, agir de modo especial, como ocorreu nos dias do apóstolo Paulo (At 19.9-20). Agora, Maria ouve tudo Maria Angélica Silva Menezes viveu com problema no ouvido esquerdo por 30 anos. “Passei a sentir isso depois que uma bomba de festa junina estourou perto de mim”. O Missionário lhe fez várias perguntas, sem usar o microfone, para confirmar a recuperação da audição dela. Maria respondeu a todas elas perfeitamente. “Escuto tudo. Jesus me curou”. Sem o milagre, ela teria de usar aparelho Tinha perdido 70% da audição Josefa Silva Andrade perdeu 70% da audição de um dos ouvidos há um ano. Ela foi buscar a cura na reunião do Missionário. “As pessoas precisavam falar bem próximo a mim para eu ouvir. Mesmo assim, nem sempre eu escutava direito.” Após a oração, ela subiu ao palco para contar que recebeu a bênção que foi buscar. “A senhora mora onde, é casada, tem filhos?”, perguntou R. R. Soares, distante dela e sem microfone. Josefa escutou Crislaine Almeida dos Santos se emocionou respondendo às perguntas do Missionário ao perceber que estava livre da surdez. Ela não ouvia do lado direito havia sete anos, mas os médicos não sabiam o porquê. “De repente, eu não estava mais ouvindo. De acordo com os especialistas, eu teria de usar o aparelho de surdez. Porém, fui sarada no momento em que R. R. Soares ministrou a oração da fé. Eu não segurei as lágrimas quando escutei o Missionário perguntar o meu nome, o do meu pai e o dele. Estou curada”. e respondeu a todas as perguntas, comprovando a sua cura.

[close]

p. 14

B10 SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - Abril de 2014 “Ficava trancada no quarto para meus filhos não me verem sofrer” Muitas pessoas que estavam no culto especial ministrado por R. R. Soares foram em busca de uma solução para os problemas que tinham nos braços, ombros e nas mãos. Uma delas é Lindinalva de Souza Andrade, que sofreu de dores nos braços e nas pernas por, aproximadamente, um ano. “Eu não podia movimentar meus braços, nem andar direito. Quando estava em crise, entrava no meu quarto e fechava a porta para meus filhos não me verem sofrer”. Segundo Lindinalva, quando os filhos perguntavam o que sentia, ela respondia que estava bem. “Agia dessa forma porque tinha certeza de que Deus me curaria. Isso aconteceu no momento em que o Missionário começou a ministrar a oração da fé, dizendo: ‘Pai, como ministro da Tua Palavra, eu venho em favor de todas essas pessoas que estão aqui com problemas nos braços, do ombro até a ponta dos dedos. Passa o Teu poder e cure-as. Eu estou pedindo ao Senhor, pois Tu disseste que tudo quanto determinarmos, em Nome de Jesus, seria feito. Então, eu digo agora diante de Ti; Todos os demônios, espíritos imundos que estão nesses braços, antebraços, nesse punho, saiam em Nome de Jesus”’. Lindinalva afirmou que as dores nos braços e nas pernas desapareceram milagrosamente após o clamor. “Eu nunca vi uma coisa dessas”, disse ela ao Missionário, levantando os braços e andando sem problema, quando ele mandou que as pessoas curadas fizessem movimentos que não podiam realizar. Ela lembrou também que tinha dificuldade para dirigir. R. R. Soares, então, pediu a Lindinalva que fizesse o movimento como se estivesse no volante do carro. Diante da multidão, ela obedeceu e não sentiu incômodo algum. “Jesus me curou”. FOTOS: MARCELO NEJM FOTOS: MARCELO NEJM Mãos não abriam Maria de Lurdes dos Santos chegou à reunião com os braços doloridos e dificuldade para abrir as mãos. “Eu não podia pegar em nada porque minhas mãos não abriam normalmente há muitos anos. Porém, determinei a vitória, e Jesus me curou. Agora, posso abri-las sem problema”. Fim da dormência nos braços e nas mãos Os braços e as mãos de Lenaide Hermínio da Silva viviam dormentes há tempo. “Não conseguia levantar os braços completamente. Quando cheguei à reunião estava sentindo a dormência. Porém, estou curada agora em Nome de Jesus. Posso até erguer os braços totalmente”. Voltou a movimentar o braço quebrado Glauce Maria Silva quebrou o braço em três lugares após uma queda. “Não consegui movimentá-lo por dois anos. No entanto, hoje, após a oração da fé, posso fazer o movimento que eu quiser. Glória a Deus por esse milagre”. “Não podia levantar o braço” Maurina Alves dos Santos sentiu dor no braço esquerdo por três meses. “Não conseguia nem colocar uma roupa no varal, pois não podia levantar o braço”, disse ela ao Missionário depois da intercessão. “E agora?”, perguntou o pregador, vendo-a movimentar o braço perfeitamente. “Estou curada”, respondeu Maurina, feliz. “A verdade é que não se pode obter nada do Altíssimo por nenhum meio, a não ser pela fé” Missionário R. R. Soares

[close]

p. 15

SHOWda FÉ ANO 1 - Nº 03 - Abril de 2014 B11 Assim, nunca diga: “Não posso, não dá ou não vou conseguir”. Emoção após a cura Missionário R. R. Soares FOTOS: MARCELO NEJM Com bursite durante oito anos, Francisco não podia mais exercer sua pro ssão Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com N o Congresso da Volta da Vitória, o Missionário R. R. Soares se emocionou quando várias pessoas afirmaram terem sido curadas dos problemas que tinham nos braços e nas mãos. Francisco Silva Filho é um dos que receberam o milagre. Há cerca de oito anos, ele teve de parar de trabalhar como pedreiro por causa de forte bursite no braço direito. “Perdi os movimentos e não podia estender o braço. Doía demais. Comprei um colchão ortopédico, mas não adiantou nada. Tomava alguns remédios, que amenizavam um pouco a dor, mas voltava forte quando eu trabalhava. Nem com fisioterapia obtive a cura”. Por causa da doença, ele perdeu muitos serviços e não pôde fazer reparos na própria residência. “Por isso, foi difícil conter o choro quando, após a oração da fé, levantei o braço sem dor, algo que não conseguia fazer antes. Estou curado, e esse dia ficará na minha memória”, disse ele, que, hoje, trabalha como motorista e saiu mais cedo do emprego para ir ao congresso. “Segura a emoção, Francisco!”, brincou R. R. Soares quando o entrevistou sobre o milagre que havia acabado de acontecer. “Olha que coisa linda! Deus o curou!”, vibrou o Missionário ao ver Francisco bater palmas com as mãos erguidas. Durante a conversa com R. R. Soares, Francisco disse que é um assíduo telespectador do programa do Missionário, desde 1978. “Tem muito tempo. Eu tinha TV em preto e branco. Passei a crer em tudo o que o senhor falava na televisão, aceitei Cristo e, agora, sou outro homem”. Curado, ele deixou o local do congresso com planos. Um deles é fazer obra na sua residência. “Agora, vou melhorar a frente da minha casa”. Cisto no dedo sumiu, e colo está garantido ao filho que vai nascer A vida está melhor também para Graziella Queiroz Pereira de Jesus Borges, grávida de quatro meses do primeiro filho. Determinada a ser curada, ela saiu direto do trabalho para dar a volta da vitória. Em sua primeira participação no congresso, viu o cisto no dedo anelar direito sumir após a oração do Missionário. “Vim para dar a volta da vitória, pois, desde que eu estudava, a mão inchava muito, doía e ficava dormente, tanto que, quando usava anel, isso me incomodava. No trabalho, para digitar, atrapalhava. Tinha de parar por causa da dormência”. A preocupação dela era não poder pegar seu bebê no colo quando ele nascesse por causa da enfermidade. No entanto, um gesto do Missionário a impulsionou a participar do clamor. “Na hora em que chamou para a intercessão, ele segurou bem no dedo anelar dele. Eu senti vontade de fazer o mesmo e orei com fé. Determinei que o mal saísse de minha mão, em Nome de Jesus, e fui curada. Ela desinchou na hora”. Com o Missionário, ela dividiu a preocupação que tinha até então: a de não poder segurar o primeiro filho por causa da constante dormência na mão. “Agora, quando ele nascer, vai ser muito acarinhado”, comentou R. R. Soares. “Acarinhado e abençoado”, completou Graziella.

[close]

Comments

no comments yet