Andirá Empreendedora - Nº 2/ Dezembro de 2013

 

Embed or link this publication

Description

Andirá, 70 anos - Onde tudo começou

Popular Pages


p. 1

EMPREENDEDORA ANDIRÁ R E V I S T A Número 2 - Dezembro de 2013 ONDE TUDO COMEÇOU INTEGRADA Nova Unidade será referência nacional em derivados de milho ANDIRÁ, 70 ANOS TURISMO Conheça mais sobre a bacia hidrográfica de nosso município ENTREVISTA A trajetória fotográfica de Joka Madruga

[close]

p. 2

2 Andirá Empreendedora

[close]

p. 3

3 Andirá Empreendedora

[close]

p. 4

ÍNDICE 05 06 10 14 16 18 21 23 25 26 28 30 34 36 42 4 HOMENAGEM: Não devemos nos esquecer de José Monir Nasser EDITORIAL - Andirá Empreendedora: mais bonita e com mais conteúdo Andirá, 70 anos Onde tudo começou ARTIGOS 50 53 55 56 58 60 62 Nerildo Bezerra Gustavo Nogy Andirá das águas Flavio Morgenstern O plantio de laranja em Andirá José Carlos Zamboni Integrada Paulo Briguet Agricultura Familiar Camila Hochmüller Abadie Acead PERFIL Entre cortes e penteados, uma longa caminhada rumo ao sucesso BEM ESTAR Coluna da Vera Polo ZONA ELEITORAL Fórum Eleitoral de Andirá EDUCAÇÃO Educação em Andirá NOSSA CIDADE Coluna da Cleusa Guimarães LIVRO A vítima e os direitos humanos ENTREVISTA Fotógrafo de Andirá L. C. Bragança de Pina CARTUM 65 José Pires Andirá Empreendedora

[close]

p. 5

HOMENAGEM NÃO DEVEMOS NOS ESQUECER DE JOSÉ MONIR NASSER (1957-2013) Foto: Mário Castello. Arte: Renato Faria/Andirá Comunicação N Por L. C. BRAGANÇA DE PINA o seu programa True Outspeak, de 18 de março de 2013, o filósofo Olavo de Carvalho homenageou o amigo José Monir Nasser, com a canção “La muerte no es el final” (“A morte não é o final”), do sacerdote basco Cesáreo Gabaráin Azurmendi (1936-1991). Ouvindo a canção, eu imaginava o professor Monir debatendo com os grandes educadores na eternidade, enquanto aqui na terra seus alunos o escutavam atentamente. A canção é belíssima, por isso registro sua letra nesta página, em memória do professor Monir, na certeza de que “morrendo, vivemos”. Cuando la pena nos alcanza del compañero perdido, cuando el adiós dolorido busca en la fe su esperanza. En tu palabra confiamos con la certeza que Tú ya le has devuelto a la vida, ya le has llevado a la luz. Ya le has devuelto a la vida, ya le has llevado a la luz. Paranaense de Curitiba, José Monir Meirelles Nasser faleceu aos 56 anos, em 16 de março de 2013, por complicações resultantes de um AVC. Nasser escreveu “A economia do mais” (Tríade Editora, 2003), obra que li com admiração. Chamou-me a atenção a ideia de desenvolvimento regional estabelecida por ele, a qual tentei mostrar a alguns professores universitários, destacando a importância do tema para as cidades da nossa região (no entanto, não obtive sucesso). EDUCADOR apaixonado por literatura, idealizou o projeto “Expedições pelo mundo da cultura” e com ele conquistou a dedicação de milhares de “alunos voluntários”. O projeto foi realizado em São Paulo e em três cidades do Paraná: Curitiba, Londrina e Paranavaí. Nasser também escreveu, juntamente com outros autores, “O Brasil que deu certo: a saga da soja brasileira” (Tríade Editora, 2005) e prefaciou “O Trivium: as artes liberais da lógica, gramática e retórica” (É Realizações, 2008), da irmã Miriam Joseph (1898-1982). Formado em Letras e Economia, se dedicou à pintura e foi fundador da empresa de consultoria Avia Internacional e da Tríade Editora, além de ter atuado, de 2008 a 2011, na presidência da sede curitibana da Aliança Francesa. A homenagem de Olavo de Carvalho a Nasser pode ser assistida acessando: http://www.youtube.com/ watch?v=JV6XeTNkkHE. Andirá Empreendedora 5

[close]

p. 6

EDITORIAL Mais bonita e com mais conteúdo ANDIRÁ EMPREENDEDORA: A segunda edição da ANDIRÁ EMPREENDEDORA é especial. Por quê? Em razão dos articulistas que enriquecem a publicação com suas análises, sendo pessoas reconhecidas por suas capacidades intelectuais, como provam seus artigos. Damos boas-vindas, portanto, a Camila Hochmüller Abadie, Flavio Morgenstern, Gustavo Nogy, José Carlos Zamboni e Paulo Briguet. A revista também é animada pelo cartum de José Pires, premiado artista do norte do Paraná. Além desse grupo de intelectuais e seus textos enriquecedores, a publicação apresenta matérias importantes para Andirá e uma página especialmente reservada à memória do educador José Monir Nasser, falecido em 2013. Apesar de todas as dificuldades enfrentadas na elaboração da revista, com uma equipe reduzidíssima, suplantamos os obstáculos, graças à determinação dos profissionais envolvidos e à colaboração de pessoas sensíveis que acreditaram em nosso projeto. Muitos estiveram conosco na primeira edição, alguns outros nos encontraram no caminho e, para nossa satisfação, se juntaram a nós. Deus nos permita que muitas outras edições possam ser publicadas. Eis, assim, queridos leitores, parceiros, colaboradores, mais uma edição da ANDIRÁ EMPREENDEDORA, uma marca registrada na história de Andirá. Aproveitem! Esperamos que folheiem cada página com um sorriso aberto de satisfação por encontrar numa revista do interior do Paraná ótimos artigos, matérias bem escritas sobre nossas riquezas e um design elaborado, tão bom quanto o das badaladas revistas de circulação nacional. Boa leitura! Cleusa Ferreira da Silva Guimarães, diretora comercial L. C. Bragança de Pina, diretor de conteúdo 6 Andirá Empreendedora

[close]

p. 7



[close]

p. 8

EXPEDIENTE Revista ANDIRÁ EMPREENDEDORA Número 2 – 23 de dezembro de 2013 Uma publicação anual da Andirá Comunicação www.andiracomunicacao.com.br Coordenação editorial Jornalista responsável: L. C. Bragança de Pina Registro profissional: DRT – PR 7205 Textos: Cleusa Guimarães e L.C. Bragança de Pina Diretora comercial: Cleusa Ferreira da Silva Guimarães Design gráfico e diagramação: José Adriano Bordignon Escreva para nós Dê a sua opinião sobre esta revista: contato@andiracomunicacao.com.br Comercial: comercial@andiracomunicacao.com.br Siga-nos: Facebook: https://www.facebook.com/andiracomunicacao Twitter: https://twitter.com/andiracomunica Google +: http://www.gplusid.com/andiracomunicacao Créditos das fotos nas páginas Fotótimo do Sérgio: capa, 12, 14 e 15. Mario Castello com arte de Renato Faria/Andirá Comunicação: 5. Andirá Comunicação: 6, 7, 28, 29, 31. Estúdio Photo Art: 10, 11, 23 e 30. Integrada: 18, 19. Internet: 18, 21, 34, 35, 53, 56, 57, 58, 59, 60/61 (Pinturas: hoocher.com/), 62 e 63. Divulgação/Luciane Pereira Gorrão: 25. Divulgação/Vera Lúcia Paviani Polo: 26. 8 Andirá Empreendedora

[close]

p. 9

9 Andirá Empreendedora

[close]

p. 10

ANDIRÁ, 70 ANOS ONDE TUDO COMEÇOU 10 Andirá Empreenderora Empreendedora

[close]

p. 11

de emancipação político-administrativa em 14 de setembro de 2013. A cidade se originou, em 1927, de um povoado pertencente a Cambará, cidade fronteiriça. Andirá completou 70 anos 11 Andirá Empreendedora Andirá Empreenderora 11

[close]

p. 12

P CAPA ANDIRÁ, 70 ANOS or conta da passagem da estrada de ferro São Paulo-Paraná na propriedade de Bráulio Barbosa Ferraz, foi criada a estação ferroviária batizada de Ingá – espécie de fruta silvestre então abundante na região. Com a estrada de ferro na localidade, Bráulio Barbosa Ferraz dividiu sua propriedade em lotes de até cinco alqueires para serem vendidos. A partir daí se deu a formação de um núcleo urbano, batizado com o nome da estação: Ingá. Seus primeiros moradores, além de Bráulio Barbosa Ferraz, foram Amadeu Bernini, Carlos Ribeiro da Silva, Domingos Marcondes Machado, Firmino Corrêa, Manoel Messias da Silva e Raul Vaz. Com o decreto-lei estadual n. 347, de 15 de março de 1935, o povoado passou a ser distrito judiciário pertencente a Cambará. Em 30 de dezembro de 1943, o distrito foi desmembrado e, assim, criada a cidade de Andirá. Nessa ocasião, o Distrito Judiciário de Ingá perdeu a denominação em razão da existência de um município homônimo no estado da Paraíba. A alteração de Ingá para Andirá foi realizada pelo decreto-lei estadual n. 7.199. O gentílico para os nascidos em Andirá é “andiraense”. AS CONQUISTAS A cidade tem 20.610 habitantes, com uma população economicamente ativa de aproximadamente 15.000 pessoas Desde a criação da cidade, em dezembro de 1943, Andirá obteve alguns avanços. Os dados registrados na primeira edição da ANDIRÁ EMPREENDEDORA necessitam de algumas alterações. A cidade possui hoje 420 empresas inscritas no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) e é 12 Andirá Empreendedora detentora de um parque industrial financeiramente importante para sua independência. O repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e outros impostos colaboram para a situação, auxiliando nessa independência também o comércio, a agricultura e a pecuária. O plantio de soja, milho, limão e banana colocam a cidade entre as mais destacadas do Paraná. Andirá conta com empresas multinacionais que são fundamentais para seu desenvolvimento. O orçamento da Prefeitura de Andirá em 2013 foi de R$ 39.439.477,56 e o orçamento geral, que envolve prefeitura, câmara municipal e fundo de previdência foi de R$ 45.777.414,07. A arrecadação da cidade se divide em Fundo de Participação dos Municípios (FPM), com repasse total de R$ 13.022.167,50; Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), de R$ 10.777.258,94; Imposto sobre Serviços (ISS), de R$ 1.540.695,60; Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), de R$ 898.243,02; Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), de R$ 1.326.692,71; e Serviço de Água, municipalizado em 2010, de R$ 2.895.046,30. De acordo com dados do último censo (2010) realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a área urbana de Andirá tem um total de 19.351 habitantes e a zona rural abriga 1.259 pessoas. O município possui uma população de 10.041 homens; desses, 9.378 homens vivem na área urbana e 663 na área rural. A população feminina é de 10.569 cidadãs, sendo que 9.973 estão na área urbana e 596 na área rural. O total de eleitores é de 17.457, conforme divulgado pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). O potencial econômico do município ganha força em razão da sua localização, que facilita a logística de importantes empresas, como o Centro de Distribuição e Logística da Monsanto; a Santos Andirá, quinta colocada no ranking das maiores empresas de dormitórios do país; e a Cooperativa Integrada, que está na fase final de ampliação do seu espaço, na BR-369, com investimentos de R$ 50 milhões. Andirá é uma das principais cidades produtoras de limão-tahiti e banana no Paraná. O plantio de banana ocupa uma área de 1,6 mil hectares, capaz de gerar 800 empregos diretos e um faturamento anual de R$ 17 milhões. Quanto ao limão, conformes dados da Emater, são 48,4 hectares de plantio.

[close]

p. 13



[close]

p. 14

TURISMO FLUVIAL DAS ÁGUAS A 14 ANDIRÁ ndirá é cercada por rios que proporcionam água potável, riqueza econômica e lazer aos turistas que buscam diversão e beleza às margens de rios como o Paranapanema, o qual possui 930 quilômetros de extensão de águas limpas. O volume de água concentrado na bacia do rio Paranapanema ocupa uma área de 106 mil quilômetros quadrados e abrange 247 municípios: 115 pertencentes ao estado de São Paulo e 132 ao estado do Paraná, para a satisfação de 4,8 milhões de habitantes. A Duke Energy, responsável pela Andirá Empreendedora área, afirma que o aproveitamento hidrelétrico no rio Paranapanema começou há mais de meio século e desde então “os moradores da região desfrutam dos aprazíveis reservatórios para lazer, pesca e prática de esportes aquáticos, entre outros múltiplos usos”. A companhia ressalta ainda que “não é à toa que as comunidades têm no Paranapanema um bem de valor natural, econômico e cultural”. Outro ponto frisado pela Duke Energy é o turismo na área, considerado uma “das atividades mais promissoras da região”. O rio Paranapanema é um dos principais afluentes do rio Paraná. Nas- ce na serra de Paranapiacaba, no município de Capão Bonito, corta o território paulista e marca a divisa entre os estados de São Paulo e Paraná, a partir da foz do rio Itararé, por 330 quilômetros. O curso do Paranapanema, de 930 quilômetros de extensão, é dividido em três grandes trechos: Baixo Paranapanema, da foz do rio Paraná até Salto Grande (421 quilômetros de extensão); Médio Paranapanema, de Salto Grande até a confluência do rio Apiaí-Guaçu (328 quilômetros de extensão); e Alto Paranapanema, da confluência do Rio Apiaí-Guaçu até as nascentes (180 quilômetros de extensão).

[close]

p. 15

A construção da hidrelétrica Canoas II, entre Palmital (SP) e Andirá (PR), teve início em 1992 e foi concluída em 1999; ela possui três turbinas do tipo “bulbo”, com potência de 72 MW para um reservatório que ocupa 22,5 quilômetros quadrados de área. Além de aumentar a geração de energia, a hidrelétrica conferiu muitos outros benefícios à região por meio das obras de infraestrutura, como pontes e estradas, que possibilitaram o escoamento da produção nas regiões vizinhas, o tráfego de veículos e a geração de empregos. A Festa da Corvina de Andirá é realizada todos os anos no mês de abril, no Condomínio Canoas II. A competição de pesca envolve aproximadamente 300 pescadores de toda a região do norte do Paraná e do sul do estado de São Paulo, reunindo entre quatro e cinco mil pessoas de todas as faixas etárias. O campeonato foi criado com o objetivo de divulgar o turismo local e a conscientização ambiental e social. Durante a festa, os organizadores fazem a soltura de aproximadamente 30 mil alevinos para a “repovoação” do lago. Uma semana antes do evento, acontece um passeio ecológico que reúne os proprietários do Condomínio Canoas II e voluntários de Andirá e Palmital (cidade do sul de São Paulo que faz fronteira com Andirá) para recolher o lixo jogado indiscriminadamente às margens do lago Canoas II. A Festa da Corvina é também conhecida pela ação solidária em prol de instituições de caridade de Andirá, com arrecadação de alimentos não perecíveis. A cada ano, uma entidade é beneficiada. No ano passado, a Escola de Educação Especial Raio de Luz, administrada pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), recebeu a doação. O evento tem o apoio do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), da Força Verde, da Defesa Civil de Andirá, da Duke Energy, do empresariado e da prefeitura de Andirá. Andirá Empreendedora 15

[close]

Comments

no comments yet