4ª Edição - Revista Ponto Jovem

 

Embed or link this publication

Description

4ª Edição - Revista Ponto Jovem

Popular Pages


p. 1

ANO 2 - Nº 4 - Agosto/Setembro 2013 Distribuição Gratuita Belas & Uma explosão de duplo talento em Dona Xepa Feras Pollyana Morbach Thais Fersoza & Arthur Aguiar GENTE DE TEATRO Casa de Artes Glauce Graieb MADE IN BRAZIL Janine Salles E AÍ GALERA? Gyselle Soares NOVATOS NA ÁREA TODOS OS SONS Caio Dib CLAUDIO ANDRADE Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 1 ETTI MARIZA MARCH PÉ NA ESTRADA 03/08/2013 11:35:51

[close]

p. 2

Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 2 03/08/2013 11:35:53

[close]

p. 3

Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 3 03/08/2013 11:35:54

[close]

p. 4

Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 4 03/08/2013 11:35:57

[close]

p. 5

Num tempo de descrença, a diferença entre aqueles que têm algo realmente importante a dizer. O Editorial desta edição já estava pronto quando o Papa Francisco chegou ao Rio de Janeiro e em sua primeira aparição pública, diante do séquito das autoridades brasileiras, proferiu seu humilde, breve e demolidor discurso ao povo brasileiro, abrindo uma trincheira sem precedentes entre suas palavras e o velho chavão da Presidente Dilma que além de insistir em cometer o pecado da soberba ao aproveitar a ocasião para desfiar um rosário sem fim das pseudos realizações do seu partido, infringiu a regra da boa etiqueta social ao falar por mais tempo do que seu ilustre convidado, num texto emaranhado e fora do protocolo daquele momento. E Francisco falou direto ao ponto. Mostrou a diferença da sabedoria entre aqueles que realmente tem algo importante a dizer e aqueles que fazem uso de palavras que sequer foram pensadas por suas mentes ou escritas por seus próprios punhos. Ao pedir licença para entrar no coração dos brasileiros, o Papa, despojado e desprovido de orgulho, alcançou bem mais que isso: foi imediatamente acolhido até por aqueles que não professam a fé católica, e falou com verdade e com propriedade dos sentimentos que movem todos os jovens: a necessidade de se sentirem aceitos e acolhidos. Em pouco mais de três minutos, jogou para o esquecimento o discurso verborrágico e politicamente fora de hora da presidente e cravou suas palavras em mentes e corações provando que a humildade é o mais eficiente caminho para se conquistar uma pessoa ou uma nação. Confira a seguir alguns trechos do emblemático e significativo discurso do Papa Francisco cujas palavras se aplicam a todos nós, crianças, jovens, adultos e idosos de qualquer posição cultural ou social, pois ele nos torna iguais naquilo que temos de divino: a nossa essência! Ah... o nosso editorial? Ele ficará para a próxima edição, pois o Papa Francisco tem algo realmente importante a dizer, e isso faz toda a diferença. EDITORIAL Aprendi que para ter acesso ao Povo Brasileiro, é preciso ingressar pelo portal do seu imenso coração: por isso permitam-me que nesta hora eu possa bater delicadamente a esta porta. Peço licença para entrar e transcorrer esta semana com vocês. Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo! Venho em seu Nome para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração; e desejo que chegue a todos e a cada um a minha saudação: “A paz de Cristo esteja com vocês!”. O motivo principal da minha presença no Brasil, como é sabido, transcende as suas fronteiras. Vim para a Jornada Mundial da Juventude. Vim para encontrar os jovens que vieram de todo o mundo, atraídos pelos braços abertos do Cristo Redentor. Eles querem agasalhar-se no seu abraço para, junto de seu Coração, ouvir de novo o seu potente e claro chamado: Ide e fazei discípulos entre todas as nações. Estes jovens provêm dos diversos continentes, falam línguas diferentes, são portadores de variadas culturas e, todavia, em Cristo encontram as respostas para suas mais altas e comuns aspirações e podem saciar a fome de verdade límpida e de amor autêntico que os irmanem para além de toda diversidade. Cristo abre espaço para eles, pois sabe que energia alguma pode ser mais potente que aquela que se desprende do coração dos jovens quando conquistados pela experiência da sua amizade. Cristo “bota fé” nos jovens e confia-lhes o futuro de sua própria causa: “Ide, fazer discípulos”. Ide para além das fronteiras do que é humanamente possível e criem um mundo de irmãos. Também os jovens “botam fé” em Cristo. Eles não têm medo de arriscar a única vida que possuem porque sabem que não serão desiludidos. Ao iniciar esta minha visita ao Brasil, tenho consciência de que, ao dirigir-me aos jovens, falarei às suas famílias, às suas comunidades eclesiais e nacionais de origem, às sociedades nas quais estão inseridos, aos homens e às mulheres dos quais, em grande medida, depende o futuro destas gerações. Os pais usam dizer por aqui: “os filhos são a menina dos nossos olhos”. Que bela expressão da sabedoria brasileira que aplica aos jovens a imagem da pupila dos olhos, janela pela qual entra a luz revelando-nos o milagre da visão! O que vai ser de nós, se não tomarmos conta dos nossos olhos? Como haveremos de seguir em frente? O meu auspício é que, nesta semana, cada um de nós se deixe interpelar por esta desafiadora pergunta. A juventude é a janela pela qual o futuro entra no mundo e, por isso, nos impõe grandes desafios. A nossa geração se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando souber abrir-lhe espaço; isso significa tutelar as condições materiais e imateriais para o seu pleno desenvolvimento; oferecer a ele fundamentos sólidos, sobre os quais construir a vida; garantir-lhe segurança e educação para que se torne aquilo que ele pode ser; transmitir-lhe valores duradouros pelos quais a vida mereça ser vivida, assegurar-lhe um horizonte transcendente que responda à sede de felicidade autentica, suscitando nele a criatividade do bem; entregar-lhe a herança de um mundo que corresponda à medida da vida humana; despertar nele as melhores potencialidades para que seja sujeito do próprio amanhã e corresponsável do destino de todos. Com essas atitudes recebemos hoje o futuro. Boa Leitura, Um abraço Dema de Francisco - Editor Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 5 03/08/2013 11:36:00

[close]

p. 6

Inter valo Poético BRIGAM ESPANHA E HOLANDA Leila Diniz Brigam Espanha e Holanda Pelos direitos do mar O mar é das gaivotas Que nele sabem voar Brigam Espanha e Holanda Pelos direitos do mar Brigam Espanha e Holanda Por que não sabem que o mar É de quem o sabe amar Leila Diniz, foi uma professora e atriz brasileira que quebrou todos os tabus da época em que a repressão dominava o Brasil e escandalizou o país ao exibir a sua barriga de grávida num pequeno biquini na praia de Ipanema. Considerada uma mulher à frente de seu tempo, ousada e que detestava convenções sofreu todo tipo de preconceito e discriminação, foi invejada e criticada pela sociedade conservadora das décadas de 60 de chumbo. Em 1969 e 70, que vivia entre os anos dourados e os anos O Pasquim gerando uma deu uma bombástica entrevista ao jornal carioca perdeu o trabalho e onda sem precedentes de retaliações à atriz, que época. A partir desse passou a sofrer perseguições da polícia política da que ficou conhecido episódio foi instaurada a censura prévia à imprensa, reinventou e reabilitou com o Decreto Leila Diniz; Como sempre, Leila se sucedida carreira de o teatro de revista iniciando uma curta mas bem unica filha, Leila morreu vedete. Sete meses depois do nascimento de sua es explodiu perto de no acidente aéreo em que o avião da Japan Airlin voltava da Austrália, Nova Déli, na Índia em 14 de junho de 1972. A atriz ide para promover o onde participara do Festival Internacional de Adela por causa da saudade filme Mãos Vazias. Havia antecipado o vôo de volta morreu aos 27 anos e que sentia da filha. Mãe presente e cuidadosa, vida em plenitude, com deixou um exemplo para sua geração: Leila viveu a a e paixão. O poema autenticidade, espontaneidade, irreverência, alegri do disco Sentinela. acima foi musicado por Milton Nascimento e faz parte 6 Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 6 03/08/2013 11:36:01

[close]

p. 7

Acesse nosso site: www.projetandoartes.com.br Tel. 011 2952-2410 Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 7 03/08/2013 11:36:02

[close]

p. 8

ANO 2 - Nº 4 - Agosto/Setembro 2013 Expediente Dema de Francisco dema@defrancisco.com.br Editor Editora Chefe e Diretora de Redação Viviani Alves MTB 54636-SP vivi@defrancisco.com.br Design e Projeto Gráfico Leandro Oliveira leandro@defrancisco.com.br Conselho Editorial Dulce Muniz Roberto Ascar Leda Maria N. Bednarski Comercial e Marketing Lauro dos Santos Junior junior@defrancisco.com.br Helena Maria de Almeida helena@defrancisco.com.br De Francisco Editora e Eventos Ltda. www.defrancisco.com.br defrancisco@defrancisco.com.br (11)- 3791-7749 Assessoria e Consultoria Jurídica Achcar Advogados Dr.Antonio Roberto Achcar achcar-advogados@uol.com.br A revista PONTO JOVEM é uma publicação bimestral da De Francisco Editora e Eventos, e sua distribuição é gratuita através de pontos estratégicos nas principais capitais e cidades brasileiras, incluindo teatros, escolas, universidades, academias, condomínios residenciais e comerciais, eventos e também através de mailing especial. Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade dos articulistas. Não é permitido a reprodução parcial ou total de qualquer matéria sem prévia autorização por escrito desta Editora, e com citação da fonte. Sua opinião é muito importante para nós. Por favor, envie-nos seus comentários,críticas, opiniões ou sugestões para defrancisco@ defrancisco.com.br que teremos prazer em responder-lhe. Para sugestão de pauta ou indicação de matérias ,entre em contato com nossa redação através do e-mail redacao@defrancisco.com.br Siga-nos também nas redes sociais: Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 8 03/08/2013 11:37:07

[close]

p. 9

PONTO DE ENCONTRO Lindo e emocionante o editorial da edição 03. Chorei muito com a mensagem do editor e também com o poema de Gióia Junior que eu não conhecia, mas que traduz à perfeição os sentimentos de todos os pais, principalmente em nós, aqui em Santa Maria que jamais iremos nos recuperar do trauma que sofremos. Quero continuar recebendo a revista. Obrigado. Maritza Schurer – Santa Maria- RS Há anos perdi meu filho num acidente, e ao ler num consultório dentário o editorial da revista, com as fotos dos jovens mortos em Santa Maria, fiquei muito comovido, porém surpresa maior estava por vir ao ler o poema que estava no verso do editorial, que me fez desabar por completo porque até hoje não consigo dormir direito lembrando a noite em que ele saiu de casa para uma festa e nunca mais voltou. Levei a revista para casa e ela está guardada comigo. Parabéns pela revista que pelo visto é feita para valorizar os nossos jovens, oferecendo qualidade gráfica e rico conteúdo gratuitamente, uma raridade nos dias de hoje. Antonio Ranieri – Brasília-DF Peguei a revista no Teatro Augusta e fiquei impressionado com a qualidade de impressão e do papel utilizado, ainda mais sendo distribuída gratuitamente. Depois que vi as matérias, não me contive e peguei mais três exemplares que compartilhei com o pessoal do meu trabalho. A opinião de todos é unânime: uma revista diferente de tudo que há no mercado editorial para jovens. Tomara que vocês continuem produzindo essa pérola. Queremos receber os próximos exemplares. Obrigado. Paulo Amâncio Cerqueira – São Paulo – Sp Os piracicabanos como eu devem estar orgulhosos da história da República Copacabana, um símbolo da nossa cidade, tão bem retratado na matéria sobre a vida dos estudantes da querida Luiz de Queiróz. Uma revista para ser lida com prazer e guardada como documento. Maria Alice Ribeiro Sella – Piracicaba – SP. Nossa! Uma revista com tanta gente bonita que eu fiquei impressionada!. E o mais legal é que vocês misturam gente famosa com outras pessoas que estão começando na carreira e dão o mesmo espaço para todo mundo. Um monte de histórias bacanas e interessantes. Isso sim é democracia!. E Jesus Luz é lindo mesmo! Adorei! Gabriela Rezende Oliveira – São Paulo-SP. Que bom que vocês “descobriram” o nosso conterrâneo João Paulo Bounassar e mostraram para o Brasil a garra desse garoto de nossa cidade que está conquistando o mundo. JP é um cara do bem e merece todo o sucesso. Queremos que vocês descubram mais jovens interessantes de nossa querida Maringá. - Paulo Renato Martins – Maringá – Pr. Não conhecia Thaís Melchior e nem o seu trabalho, mas me apaixonei por ela. Que menina linda! Agora vou prestar mais atenção em suas participações na Tv. E quando ela fizer alguma peça de teatro faço questão de ir ve-la. Estudo no Objetivo. Voces vão continuar distribuindo a Revista lá? Eu quero continuar recebendo. Thiago Nunes Andreossi – São Paulo- Sp Sr. Editor, que coisa bonita! Num sábado a tarde recebi a revista no condomínio onde moro e logo de cara fiquei impressionada com a qualidade do papel e ao folhear suas páginas percebi que o conteúdo também é feito para impressionar. São histórias de jovens que mostram o lado saudável do nosso país. Uma revista que mostra o passo a passo de cada um e serve ao mesmo tempo para estimular, entreter e divulgar conhecimento. Meu marido e meus filhos também leram a revista, e como eu, adoraram. Parabéns. Que venham as próximas! Ruth Helena Veloso Mattos - Rio de Janeiro- Rj Caro Leitor. A Revista Ponto Jovem é feita com muito carinho especialmente para você. Será um prazer receber sua mensagem. Escreva para nós e siga-nos nas redes sociais. Este espaço é seu! Mantenha contato!. revistapontojovem@defrancisco.com.br 9 Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 9 03/08/2013 11:37:08

[close]

p. 10

PONTO DE ENCONTRO 9 Índice 12 16 28 Pollyana Morbach E AÍ GALERA? Janine Salles Belas Feras & PARAISOS BRASILEIROS Iguape Perfil 34 38 43 Vasco Valentino GENTE & NOTICIAS NOVATOS NA ÁREA MARIZA MARCHETTI 40 44 TV ARTE Wanessa Alves 46 MADE IN BRAZIL Gyselle Soares Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 10 03/08/2013 11:37:28

[close]

p. 11

54 ARTHUR AGUIAR & THAÍS FERSOZA Uma explosão de duplo talento em Dona Xepa NOVATOS NA ÁREA Claudio Andrade 62 68 PÉ NA ESTRADA Caio Dib 72 EM CARTAZ Loslobosbobos 70 GENTE DE TEATRO Casa de Artes Glauce Graieb TODOS OS SONS 76 Mawaca 82 JOVENS ESCRITORES ALEXANDRE NOVASKI 6 93 27 79 33 61 Intervalo Poético PROFISSÕES Abidon Kaifatch 86 Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 11 03/08/2013 11:37:39

[close]

p. 12

E AÍ GALERA? Fotos: Carine Marques A DANÇA DO ENCANTO PELA VIDA Janine Salles 12 Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 12 03/08/2013 11:37:39

[close]

p. 13

Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 13 03/08/2013 11:37:40

[close]

p. 14

L inda e exuberante! Assim é Janine Salles, que vive a dançarina Lúcia em Flor do Caribe e que aos seis meses de gestação aguarda ansiosa a chegada de Maria Júlia, sua primogênita. Publicitária por formação, a atriz conta com extenso currículo em todos os meios de expressão artística, com passagens pelo teatro e também pelo cinema tendo participado do curta “O Sertão” dirigido por Gabriel Tupinambá. Dedicada à carreira participa com frequência de cursos, seminários e workshops de teatro, canto e interpretação com os principais professores e diretores do país. Aos 29 anos de idade e com sete anos de jornada nessa carreira nem sempre tão fácil, lembra com carinho de sua primeira aparição na Tv em 2005 na novela Belíssima e agora torce para que sua personagem ganhe mais destaque e participação na trama “Estou amando fazer a novela, com companheiros de elenco muito bacanas e com o texto lindo do Walther Negrão. Acredito que minha personagem vai crescer mais ainda, agora que a novela já se encaminha para a reta final. Janine conta que aprendeu a dançar salsa e outros ritmos latinos para atuar na novela e que as aulas a ajudaram a ficar com o corpo mais definido. Apesar de estar em ótima forma, ela garante que não faz grandes dietas e exercícios para cuidar da beleza. Deixa tudo fluir com naturalidade e talvez seja realmente esse o seu maior segredo para essa química privilegiada. “Sempre me dediquei ao cuidado com o corpo, e principalmente conto com a sorte porque não curto muito fazer dieta, graças a Deus acho que a genética ajuda, pois costumo comer tudo o que gosto”. No dia a dia, faço musculação três vezes por semana e agora, por conta da minha personagem, também pratico muita dança o que me ajuda inclusive na gravidez. A equipe de Flor do Caribe promove aulas de dança duas vezes por semana e a Apesar de ser muito tímida, diz que encara com naturalidade suas cenas sensuais na novela, porque afinal de contas, o seu corpo é o instrumento do seu trabalho como atriz atriz diz estar adorando a oportunidade. “Estou amando! Pretendo manter o hábito depois da novela”. As danças caribenhas são muito envolventes e ajudam a dar equilíbrio e tonicidade ao corpo. “Nunca tinha feito aulas de dança antes, mas agora me apaixonei completamente e meu corpo agradece porque queimo muitas calorias sem sofrimento”, exalta a bela morena que desperta encantos por onde passa, não apenas pela beleza ou pelo talento, mas principalmente porque é uma pessoa muito afetuosa e simpática com todos, qualidades cada vez mais raras no meio artístico. Apesar de ser muito tímida, diz que encara com naturalidade suas cenas sensuais na novela, porque afinal de contas, o seu corpo é o instrumento do seu trabalho como atriz e se o personagem pede determinada coragem, ela encara sem medo porque vencer seus próprios limites é fazer com que seu oficio seja mais crível, pois “tenho que defender a história, a personalidade e as características de quem estou interpretando porque é isso que o autor, o direto e o público esperam de mim”. Bravo Janine! Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 14 03/08/2013 11:37:42

[close]

p. 15

CONTATO PARA SHOWS ROGÉRIO MOTA - FONES 11-9-6947-3309 ou 11-9-7342-8249 Revista Ponto Jovem 4º edição.indd 15 03/08/2013 11:37:46

[close]

Comments

no comments yet