SAAE SENADOR FIRMINO

 

Embed or link this publication

Description

RELATORIO DE QUALIDADE DA ÁGUA 2012

Popular Pages


p. 1

Decreto 5440 de 04 de Maio de 2005 ·Resultado das análises realizadas pelo SAAE no exercício 2012, ·Descrição do sistema de tratamento de água, ·Dicas: economia de água, como limpar seu reservatório e como detectar pequenos vazamentos. ·Obras: concluídas e em execução Senador Firmino - MG

[close]

p. 2

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO AUTARQUIA MUNICIPAL CRIADA PELA LEI 545 DE 01 DE MAIO DE 1980 Descrição do Sistema O sistema de abastecimento de água de Senador Firmino, começou a ser operado em 1980. A água que é distribuída à população é captada através de uma barragem no Ribeirão São Francisco, através de duas tomadas simples, uma na margem direita e outra na margem esquerda do mesmo. Composta por duas adutoras; uma em PVC de 200 mm e outra em PVC diâmetro 150 mm, com uma extensão de 3200 m cada, que conduz a água em seu estado bruto até a Estação de Tratamento de Água, onde recebe o tratamento através de várias etapas, como: 1–Coagulação – Consiste na aplicação de produtos como o sulfato de alumínio, que tem como função básica agrupar as partículas de sujeira em suspensão na água bruta, formando pequenos coágulos. 2-Floculação - É a formação de flocos de sujeira, a partir da movimentação da água em tanques específicos dentro da ETA, que misturam os coágulos, que assim ficam maiores e mais pesados. 3-Decantação - Nesta etapa, os flocos formados na etapa de floculação, aqui, pela ação da força da gravidade, acumulam-se no fundo dos tanques de decantação, separando-se da água. 4-Filtração - Pode ser que a água chegue a esta etapa do processo de tratamento contendo ainda alguma sujeira. Por isso, e por segurança do produto, ela passa também por filtros especiais para eliminação das impurezas restantes. 5-Desinfecção - A água já está limpa quando chega a esta etapa. Então ela recebe adição de cloro, que elimina os germes nocivos á saúde, garantindo também a qualidade da água nas redes de distribuição e nos reservatórios domiciliares. 6-Correção de PH - É feita através da adição de cal. A correção do PH é necessária para evitar possíveis corrosões nas tubulações durante a distribuição de água. 7-Fluoretação - Com a água já limpa e filtrada, nesta etapa ela recebe a aplicação de uma dosagem de composto de flúor, que contribui no combate às cáries, principalmente no período de formação dos dentes. Direitos do Consumidor Art. 6º da Lei 8,078 – São direitos Básicos do consumidor: Inciso III – A informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificações corretas da quantidade, características, composição, qualidade e preço, bem como sobre riscos que se apresentam. Art. 31 – a oferta e apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores. Resultados da qualidade da água. Para se ter certeza da qualidade da água, são feitas diversas análises; 1-Física- Verifica -se a cor, o cheiro, sabor da água e sua turbidez, ou seja, alterações na sua transparência devido a resíduos não eliminados. 2-Química - Verifica-se a presença de materiais orgânicos ou inorgânicos que afetam a saúde das pessoas. 3-Bacteriológica - Verifica se há existência de coliformes totais e fecais.

[close]

p. 3

Confira o Resultado das Análises da Água Tratada em 2012 PORTARIA 2914 DE 12DE dezembro 2011 DO MINISTÉRIO DA SAÚDE DECRETO 5440 DE 04 DE MAIO DE 2005 PONTO DE COLETA: RESERVATÓRIO DE DISTRIBUIÇÃO – ETA COLETA REALIZADA EM MAIO DE 2012 J Wï c [ tros h C ] ï d_ deh Yei Unidade Resultado Vr. Máx. permitido 0,005 0,01 0,7 0,005 0,01 0,07 2 0,05 1,5 0,001 0,07 10 1 0,01 0,03 Vr. Máx. Permitido 0,5 5 0,7 2 10 30 50 20 8 20 9 4 40 20 20 Vr. Máx. permitido 30 20 10 Antimônio Arsênio Bário Cádmio Chumbo Cianeto Cobre Cromo Fluoreto Mercúrio Níquel Nitrato (como N) Nitrito (como N) Selênio Urânio Parâmetros Acrilamida Benzeno Benzo(a)pireno Cloreto de Vinila 1,2-Dicloroetano 1,1-Dicloroeteno 1,2 Dicloroetenos (Cis+Trans) Diclorometano Di(2-etilhexil)ftalato Estireno Pentaclorofenol Tetracloreto de Carbono Tetracloroeteno Triclorobenzenos Tricloroeteno Parâmetros 2,4 D + 2,4,5 T Alaclor Aldicarb+Ald.sulfona+Ald.sufóxido mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L Orgânicos Unidade µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L Agrotóxicos Unidade µg/L µg/L µg/L <0,005 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,60 0,00 <0,07 0,00 0,00 0,00 <0,03 Resultado <0,5 <5 <0,7 <2 <10 <0,3 <50 <20 <8 <20 <9 <4 <40 <20 <20 Resultado <30 <20 <10

[close]

p. 4

Aldrin + Dieldrin µg/L <0,03 Atrazina µg/L <2 Carbendazim + benomil µg/L <120 Carbofurano µg/L <7 Clordano µg/L <0,2 Clorpirifós+clorpirifós - oxon µg/L <30 DDT+DDD+DDE µg/L <1 Diuron µg/L <90 Endossulfan Alfa+Beta e Sais µg/L <20 Endrin µg/L <0,6 Glifosato + Ampa µg/L <500 Mancozebe µg/L <180 Metamidofos µg/L <12 Metolacloro µg/L <10 Molinato µg/L <6 Parationa Metílica µg/L <9 Pendimetalina µg/L <20 Permetrina µg/L <20 Profenós µg/L <60 Simazina µg/L <2 Tebuconazol µg/L <180 Terbufós µg/L <1,2 Trifluralina µg/L <20 Lindano (gama-HCH) µg/L <20 Desinfetantes e Produtos Secundários da Desinfecção Parâmetros Unidade Resultado Ácidos Haloacéticos Total Bromato Cloraminas Total Clorito Cloro Residual Livre 2,4,6-Triclorofenol µg/L mg/L mg/L mg/L mg/L <0,08 <0,01 <4 <1 0,03 0,03 2 120 7 0,2 30 1 90 20 0,6 500 180 12 10 6 9 20 20 60 20 180 1,2 20 2 Vr. Máx. permitido 0,08 0,01 4 1 0,2 – 5,0 0,2 Vr. Máx. permitido 0,2 250 15 500 0,3 Não objetável 0,1 Não objetável 1000 250 5 5 mg/L <0,0024 Padrão de Aceitação para Consumo Humano Parâmetros Unidade Resultado mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L NTU mg/L 0,00 0,00 0 14,3 0,02 Não objetável 0,06 Não objetável 32,7 7 0,68 0,01 Alumínio Cloreto Cor Aparente Dureza Ferro Gosto Manganês Odor Sólidos Totais Dissolvidos Sulfato Turbidez Zinco

[close]

p. 5

Parâmetros Amônia (Como NH3) 1,2 Diclorobenzeno 1,4 Diclorobenzeno Etilbenzeno Monoclorobenzeno Sódio Surfactantes (como LAS) Tolueno Xilenos Ensaio Coliformes Totais Coliformes Termotolerantes Características Organolépticas Unidade Resultado mg/L <1,5 mg/L <0,01 mg/L <0,03 mg/L <0,2 mg/L <0,12 mg/L <200 mg/L <0,5 mg/L <0,17 mg/L <0,3 Análises Microbiológicas Resultado Unidade Ausência NMP(2)/100 ml Ausência NMP(2)/100 ml Vr. Máx. permitido 1,5 0,01 0,03 0,2 0,12 200 0,5 0,17 0,3 VMP (1) Ausência /100 ml Ausência /100 ml PORTARIA 2914 DE 12 DE DEZEMBRO 2011 DO MINISTÉRIO DA SAÚDE DECRETO 5440 DE 04 DE MAIO DE 2005 PONTO DE COLETA: RESERVATÓRIO DE DISTRIBUIÇÃO – ETA COLETA REALIZADA EM OUTUBRO DE 2012 Inorgânicos Unidade Parâmetros Resultado Vr. Máx. permitido 0,005 0,01 0,7 0,005 0,01 0,07 2 0,05 1,5 0,001 0,07 10 1 0,01 0,03 Vr. Máx. Permitido 0,5 5 0,7 2 Antimônio Arsênio Bário Cádmio Chumbo Cianeto Cobre Cromo Fluoreto Mercúrio Níquel Nitrato (como N) Nitrito (como N) Selênio Urânio Parâmetros Acrilamida Benzeno Benzo(a)pireno Cloreto de Vinila mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L Orgânicos Unidade µg/L µg/L µg/L µg/L <0,005 0,00 0,00 0,01 0,00 0,06 0,00 0,00 0,64 0,00 <0,07 1,40 0,003 0,00 <0,03 Resultado <0,5 <5 <0,7 <2

[close]

p. 6

1,2-Dicloroetano 1,1-Dicloroeteno 1,2 Dicloroetenos (Cis+Trans) Diclorometano Di(2-etilhexil)ftalato Estireno Pentaclorofenol Tetracloreto de Carbono Tetracloroeteno Triclorobenzenos Tricloroeteno Parâmetros µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L Agrotóxicos Unidade <10 <0,3 <50 <20 <8 <20 <9 <4 <40 <20 <20 Resultado 10 30 50 20 8 20 9 4 40 20 20 Vr. Máx. permitido 30 20 10 0,03 2 120 7 0,2 30 1 90 20 0,6 500 180 12 10 6 9 20 20 60 20 180 1,2 20 2 Vr. Máx. permitido 0,08 0,01 4 1 0,2 – 5,0 0,2 2,4 D + 2,4,5 T µg/L <30 Alaclor µg/L <20 Aldicarb+Ald.sulfona+Ald.sufóxido µg/L <10 Aldrin + Dieldrin µg/L <0,03 Atrazina µg/L <2 Carbendazim + benomil µg/L <120 Carbofurano µg/L <7 Clordano µg/L <0,2 Clorpirifós+clorpirifós - oxon µg/L <30 DDT+DDD+DDE µg/L <1 Diuron µg/L <90 Endossulfan Alfa+Beta e Sais µg/L <20 Endrin µg/L <0,6 Glifosato + Ampa µg/L <500 Mancozebe µg/L <180 Metamidofos µg/L <12 Metolacloro µg/L <10 Molinato µg/L <6 Parationa Metílica µg/L <9 Pendimetalina µg/L <20 Permetrina µg/L <20 Profenós µg/L <60 Simazina µg/L <2 Tebuconazol µg/L <180 Terbufós µg/L <1,2 Trifluralina µg/L <20 Lindano (gama-HCH) µg/L <20 Desinfetantes e Produtos Secundários da Desinfecção Parâmetros Unidade Resultado Ácidos Haloacéticos Total Bromato Cloraminas Total Clorito Cloro Residual Livre 2,4,6-Triclorofenol µg/L mg/L mg/L mg/L mg/L mg/L <0,08 <0,01 <4 <1 1,60 <0,0024

[close]

p. 7

Parâmetros Padrão de Aceitação para Consumo Humano Unidade Resultado mg/L 0,00 mg/L 1,30 mg/L 0 mg/L 5,7 mg/L 0,00 Não objetável mg/L 0,00 Não objetável mg/L 30,4 mg/L 7,5 NTU 0,75 mg/L 0,00 Características Organolépticas Unidade Resultado Alumínio Cloreto Cor Aparente Dureza Ferro Gosto Manganês Odor Sólidos Totais Dissolvidos Sulfato Turbidez Zinco Parâmetros Amônia (Como NH3) 1,2 Diclorobenzeno 1,4 Diclorobenzeno Etilbenzeno Monoclorobenzeno Sódio Surfactantes (como LAS) Tolueno Xilenos Vr. Máx. permitido 0,2 250 15 500 0,3 Não objetável 0,1 Não objetável 1000 250 5 5 Vr. Máx. permitido 1,5 0,01 0,03 0,2 0,12 200 0,5 0,17 0,3 mg/L <1,5 mg/L <0,01 mg/L <0,03 mg/L <0,2 mg/L <0,12 mg/L <200 mg/L <0,5 mg/L <0,17 mg/L <0,3 Análises Microbiológicas Ensaio Resultado Unidade VMP (1) Coliformes Totais Ausência NMP(2)/100 ml Ausência /100 ml Coliformes Termotolerantes Ausência NMP(2)/100 ml Ausência /100 ml Trihalometanos Totais Data coleta Unidade Resultado Vr. Máx. permitido 17/05/2012 mg/L <0,2 0,2 28/08/2012 mg/L <0,2 0,2 03/10/2012 mg/L <0,2 0,2 Densidade de Cianobactérias – Ponto de coleta: Barragem de Captação - Ribeirão São Francisco Data da coleta Unidade Resultado Vr. Máx. permitido 28/06/2012 Células/ml 10000 417 26/07/2012 Células/ml 10000 387 28/08/2012 Células/ml 10000 371 02/10/2012 Células/ml 10000 354 03/12/2012 Células/ml 10000 312 17/12/2012 Células/ml 10000 345 Contagem de Cianobactérias de acordo com a Portaria 2914 do Ministério da Saúde. Todos os resultados encontram-se a disposição no escritório do SAAE à Rua Pio XII-140 - SENADOR FIRMINO-MG

[close]

p. 8

CONFIRA O RESULTADO DAS ANÁLISES DA ÁGUA NO MANANCIAL EM 2012 DELIBERAÇÃO NORMATIVA COPAM/CERH-MG Nº 1 PONTO DE COLETA: BARRAGEM DE CAPTAÇÃO RIBEIRÃO SÃO FRANCISCO MAIO 2012 Padrões de Calsse 2 – Condiçôes de Qualidade da Água Unidade Resultado Vr. Máx. Permitido µg/L < 10 10 mg/L 02 <3 3 mg/L P 0,05 Virtualmente Ausentes’ Oxigênio dissolvido mg/L 02 6 =6 Padrões de Calsse 2 - Inorgânicos Parâmetros Unidade Resultado Vr. Máx. Permitido Alumínio Dissolvido mg/L 0,00 0,1 Antimônio mg/L < 0,05 0,05 Arsênio Total mg/L 0,00 0,01 Bário Total mg/L 0,00 0,7 Berílio Total mg/L < 0,04 0,04 Boro Total mg/L < 0,50 0,5 Cádmio Total mg/L 0,00 0,001 Chumbo Total mg/L 0,01 0,00 Cianeto Livre mg/L 0,005 0,001 Cloreto Total mg/L 250 0,00 Cloro Residual Total mg/L 0,005 0,01 Cobalto mg/L <0,05 0,05 Cobre Dissolvido mg/L 0,00 0,009 Cromo Total mg/L 0,01 0,05 Ferro Dissolvido mg/L 1,89 0,3 Fluoreto Total mg/L 0,00 1,4 Lítio Total mg/L < 2,5 2,5 Manganês Total mg/L 0,07 0,1 Mercúrio Total mg/L 0,00 0,0002 Níquel Total mg/L < 0,025 0,025 Nitrato (como N) mg/L 0,60 10 Nitrito (como N) mg/L 0,001 1 Nitrogênio Amoniacal Total mg/L Ausente Prata Total mg/L < 0,01 0,01 Selênio mg/L 0,00 0,01 Sulfato Total mg/L 0,10 250 Urânio total mg/L < 0,02 0,02 Sólidos Dissolvidos Totais mg/L 15,8 500 Vanádio Total mg/L < 0,10 0,1 Zinco Total mg/L 0,00 0,18 Ensaio Clorofila A DBO Fósforo Total Òleos e Graxas

[close]

p. 9

Padrões de Calsse 2 - Orgânicos Unidade Resultado µg/L < 0,5 µg/L <20 µg/L <0,005 µg/L <2 mg/L <0,005 µg/L <0,001 µg/L <0,05 µg/L <0,05 µg/L <0,05 µg/L <0,05 µg/L <0,02 µg/L <0,04 µg/L <0,1 µg/L <0,05 µg/L <4,0 Demeton (Demeton-O+Demeton S) µg/L <0,1 Dibenzo(a,h)Antraceno µg/L <0,05 1,2-Dicloroetano mg/L <0,01 1,1-Dicloroeteno mg/L <0,003 2,4-Diclorofenol µg/L <0,3 Diclorometano µg/L <0,02 DDT(p,p`-DDT+p,p`-DDE+p,p`-DDD µg/L <0,002 Dodecacloro Pentaciclodecano µg/L <0,001 Endossulfan (a+b+Sulfato) µg/L <0,056 Endrin µg/L <0,004 Estireno mg/L <0,02 Etilbenzeno µg/L <90 Fenóis Totais (Substâncias que µg/L <0,003 Parâmetros Acrilamida Alacloro Aldrin + Dieldrin Atrazina Benzeno Benzidina Benzo(a)Antraceno Benzo(a)Pireno Benzo(b)Fluoranteno Benzo(k)Fluoranteno Carbaril Clordano 2-Clorofenol Criseno 2,4-d Reagem com 4 Aminoantipirina) Vr. Máx. Permitido 0,5 20 0,005 2 0,005 0,001 0,05 0,05 0,05 0,05 0,02 0,04 0,1 0,05 4,0 0,1 0,05 0,01 0,003 0,3 0,02 0,002 0,001 0,056 0,004 0,02 90 0,003 65 0,005 0,01 0,0065 0,05 0,02 0,1 10 0,03 0,04 0,001 0,009 2 0,5 2 0,002 0,01 2 Glifosato Gution Hepatacloro Epóxido e Heptacloro Hexaclorobenzeno Indeno[1,2,3-cd]Pireno Lindano (y-HCH) Malation Metolacloro Metoxicloro Paration PCBs-Bifenilas Policloradas Pentaclorofenol Simazina Substâncias Tensoativas que Reagem com o Azul de Metileno µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L mg/L µg/L mg/L µg/L mg/L mg/L µg/L <65 <0,005 <0,01 <0,0065 <0,05 <0,02 <0,1 <10 <0,03 <0,04 <0,001 <0,009 <2 <0,5 <2 <0,002 <0,01 <0,2 2,4,5-T Tetacloreto de Carbono Tetacloroeteno Tolueno

[close]

p. 10

Parâmetros Toxafeno 2,4,5-TP Tributil Estanho Triclorobenzeno(1,2,3TCB+1,2,4-TCB) Tricloroeteno 2,4,6-Triclorofenol Trifluralina Xileno Ensaio Coliformes Totais Coliformes Termotolerantes Unidade µg/L µg/L µg/L mg/L Resultado <0,01 <10 <0,063 <0,02 Vr. Máx. Permitido 0,01 10 0,063 0,02 0,03 0,01 0,2 300 VMP (1) Ausência /100 ml Ausência /100 ml mg/L <0,03 mg/L <0,01 µg/L <0,2 µg/L <300 Análises Microbiológicas Resultado Unidade >2419,6 NMP(2)/100 ml Ausência NMP(2)/100 ml (1)Valor máximo permitido conforme a Deliberação Normativa COPAM/CERH-MG Nº 1 (Águas Classificadas como classe 2) (2)NMP/100ml = Número mais provável pó 100 ml de amostra PONTO DE COLETA: BARRAGEM DE CAPTAÇÃO RIBEIRÃO SÃO FRANCISCO OUTUBRO 2012 Padrões de Calsse 2 – Condiçôes de Qualidade da Água Unidade Resultado Vr. Máx. Permitido Ug/L < 10 10 mg/L 02 <3 3 mg/L P 0,05 Virtualmente Ausentes’ Oxigênio dissolvido mg/L 02 6 =6 Padrões de Calsse 2 - Inorgânicos Parâmetros Unidade Resultado Vr. Máx. Permitido Alumínio Dissolvido mg/L 0,00 0,1 Antimônio mg/L < 0,05 0,05 Arsênio Total mg/L 0,00 0,01 Bário Total mg/L 0,00 0,7 Berílio Total mg/L < 0,04 0,04 Boro Total mg/L < 0,50 0,5 Cádmio Total mg/L 0,001 0,001 Chumbo Total mg/L 0,01 0,00 Cianeto Livre mg/L 0,005 0,003 Cloreto Total mg/L 250 0,60 Cloro Residual Total mg/L 0,00 0,01 Cobalto mg/L <0,05 0,05 Cobre Dissolvido mg/L 0,00 0,009 Cromo Total mg/L 0,00 0,05 Ferro Dissolvido mg/L 1,728 0,3 Fluoreto Total mg/L 0,00 1,4 Lítio Total mg/L < 2,5 2,5 Ensaio Clorofila A DBO Fósforo Total Òleos e Graxas

[close]

p. 11

Manganês Total Mercúrio Total Níquel Total Nitrato (como N) Nitrito (como N) Nitrogênio Amoniacal Total Prata Total Selênio Sulfato Total Urânio total Sólidos Dissolvidos Totais Vanádio Total Zinco Total mg/L 0,014 mg/L 0,00 mg/L < 0,025 mg/L 0,60 mg/L 0,001 mg/L Ausente mg/L < 0,01 mg/L 0,00 mg/L 0,70 mg/L < 0,02 mg/L 23,40 mg/L < 0,10 mg/L 0,00 Padrões de Calsse 2 - Orgânicos Parâmetros Unidade Resultado Acrilamida µg/L < 0,5 Alacloro µg/L <20 Aldrin + Dieldrin µg/L <0,005 Atrazina µg/L <2 Benzeno mg/L <0,005 Benzidina µg/L <0,001 Benzo(a)Antraceno µg/L <0,05 Benzo(a)Pireno µg/L <0,05 Benzo(b)Fluoranteno µg/L <0,05 Benzo(k)Fluoranteno µg/L <0,05 Carbaril µg/L <0,02 Clordano µg/L <0,04 2-Clorofenol µg/L <0,1 Criseno µg/L <0,05 2,4-d µg/L <4,0 Demeton (Demeton-O+Demeton S) µg/L <0,1 Dibenzo(a,h)Antraceno µg/L <0,05 1,2-Dicloroetano mg/L <0,01 1,1-Dicloroeteno mg/L <0,003 2,4-Diclorofenol µg/L <0,3 Diclorometano µg/L <0,02 DDT(p,p`-DDT+p,p`-DDE+p,p`-DDD µg/L <0,002 Dodecacloro Pentaciclodecano µg/L <0,001 Endossulfan (a+b+Sulfato) µg/L <0,056 Endrin µg/L <0,004 Estireno mg/L <0,02 Etilbenzeno µg/L <90 Fenóis Totais (Substâncias que µg/L <0,003 Reagem com 4 Aminoantipirina) 0,1 0,0002 0,025 10 1 0,01 0,01 250 0,02 500 0,1 0,18 Vr. Máx. Permitido 0,5 20 0,005 2 0,005 0,001 0,05 0,05 0,05 0,05 0,02 0,04 0,1 0,05 4,0 0,1 0,05 0,01 0,003 0,3 0,02 0,002 0,001 0,056 0,004 0,02 90 0,003 65 0,005 0,01 0,0065 0,05 Glifosato Gution Hepatacloro Epóxido e Heptacloro Hexaclorobenzeno Indeno[1,2,3-cd]Pireno µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L <65 <0,005 <0,01 <0,0065 <0,05

[close]

p. 12

Lindano (y-HCH) Malation Metolacloro Metoxicloro Paration PCBs-Bifenilas Policloradas Pentaclorofenol Simazina Substâncias Tensoativas que Reagem com o Azul de Metileno µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L µg/L mg/L µg/L mg/L µg/L mg/L mg/L µg/L µg/L µg/L µg/L mg/L <0,02 <0,1 <10 <0,03 <0,04 <0,001 <0,009 <2 <0,5 <2 <0,002 <0,01 <0,2 <0,01 <10 <0,063 <0,02 0,02 0,1 10 0,03 0,04 0,001 0,009 2 0,5 2 0,002 0,01 2 0,01 10 0,063 0,02 0,03 0,01 0,2 300 VMP (1) Ausência /100 ml Ausência /100 ml 2,4,5-T Tetacloreto de Carbono Tetacloroeteno Tolueno Toxafeno 2,4,5-TP Tributil Estanho Triclorobenzeno(1,2,3TCB+1,2,4-TCB) Tricloroeteno 2,4,6-Triclorofenol Trifluralina Xileno Ensaio Coliformes Totais Coliformes Termotolerantes mg/L <0,03 mg/L <0,01 µg/L <0,2 µg/L <300 Análises Microbiológicas Resultado Unidade 796,26 NMP(2)/100 ml 13,31 NMP(2)/100 ml (1)Valor máximo permitido conforme a Deliberação Normativa COPAM/CERH-MG Nº 1 (Águas Classificadas como classe 2) (2)NMP/100ml = Número mais provável pó 100 ml de amostra Os resultados encontram-se a disposição no escritório do SAAE à Rua Pio XII-140 - SENADOR FIRMINO-MG RESULTADOS DAS ANÁLISES FISICO-QUÍMICAS ÁGUA TRATADA SAÍDA DO TRATAMENTO PARÂMETRO Turbidez Cor PH Residual de Cloro Fluoreto NUMERO DE AMOSTRAS 3890 3890 3890 3890 3890 MÉDIA ENCONTRADA 0,05 0,47 7,04 0,84 0,71 OBS: Turbidez: Valor máximo permitido: 1 UT (unidade de turbidez) Cor: Valor máximo permitido: 15 PH: Recomendado de 6,0 a 9,5 Residual de Cloro: Recomendado de 0,5 a 2,0 na saída do tratamento e mínimo de 0,20 em qualquer ponto da rede de distribuição. As análises são realizadas de 2 em 2 horas.

[close]

p. 13

PADRÃO DE POTABILIDADE PARA ANÁLISE MICROBIOLÓGICA ÁGUA TRATADA – RESERVATÓRIO E REDE DE DISTRIBUIÇÃO PARÂMETRO VR. MÁXIMO PERMITIDO Ausência em 100 ml amostra Ausência em 100 ml amostra TOTAL DE ANÁLISES REALIZADAS 209 209 VALOR MÉDIO DETECTADO Ausência Ausência Coliformes totais Coliformes totais Dicas para economizar água: Banho rápido - Se você demora no banho, você gasta de 95 a 180 litros de água limpa. Banhos rápidos (de no máximo 15 minutos) economizam água e energia. Escovando os dentes - Se a torneira ficar aberta enquanto você escova os dentes, você gasta até 25 litros de água. Então, o melhor é primeiro escovar e depois abrir a torneira. Descarga - Uma descarga chega a utilizar 20 litros de água em um único aperto! Então, aperte a descarga apenas o tempo necessário. Lavando louça - Ao lavar louças, não deixe a torneira aberta o tempo todo (assim você desperdiça até 105 litros). Primeiro passe a esponja e ensaboe e depois enxágue tudo de uma só vez. Lavando o carro - Lavar o carro com uma mangueira gasta até 560 litros de água em 30 minutos. Quando precisar lavar o carro, use um balde! Mangueira, vassoura e balde - Ao lavar a calçada não utilize a mangueira como se fosse vassoura. Utilize uma vassoura de verdade e depois jogue um balde d'água (assim você economiza até 250 litros de água). Jardim/ Horta - Regando plantas você gasta cerca de 186 litros de água limpa em 30 minutos. Para economizar, guarde a água da chuva e regue sempre de manhã cedo, evitando que a água evapore com o calor do dia. 360graus.terra.com.br EVITE O DESPERDICIO. O HIDROMETRO REGISTRA E VOCÊ PAGA!

[close]

p. 14

Como limpar sua caixa d'água: - Esvazie o reservatório - Bloqueie a entrada de água e abra as torneiras e chuveiros. - Escove as paredes internas da caixa. - Enxágüe as paredes e o fundo da caixa - Feche as torneiras e chuveiros, encha a caixa toda e coloque ½ litro de água sanitária para cada 500 litros de água. - Espere uma hora sem usar a água. - Depois de uma hora, abra todas as torneiras e chuveiros – esta água servirá para desinfetar os canos. - Encha novamente, podendo então, usar a água normalmente. - Sua caixa estará limpa, tampe-a para que não entrem pequenos animais ou insetos. Como detectar pequenos vazamentos: - Da caixinha do hidrômetro até sua caixa d'água – vazamento na parte externa. - Impeça a entrada em seu reservatório (A maneira mais fácil e mais comum de se fazer é amarrando a bóia que controla a entrada de água) - Verifique se seu hidrômetro continua “girando” – registrando consumo. - Se sim, ele continua registrando, é provável que tenha algum vazamento entre o hidrômetro e sua caixa d'água. - Se seu hidrômetro parar de registrar, podemos passar para próxima etapa. Não há vazamento antes de sua caixa. * Vazamentos internos. - Mantenha sua bóia amarrada impedindo a entrada de água. - Marque o nível da água em seu reservatório. - Passado um tempo, volte e verifique o nível: - Se a água continuar no mesmo nível, não há vazamentos, - Se o nível da água baixar, é provável que haja perda. - Vamos agora verificar se há torneiras ou chuveiros pingando, descargas vazando, etc. - Para que o teste dê certo, é preciso que durante esse período não seja usado água na residência – torneiras, chuveiros, mangueiras e descargas não deverão ser usadas.

[close]

p. 15

Obras Para atender a metas para o exercício de 2013 o SAAE vem realizando as seguintes obras: Construção de 306 metros de rede de água de 60 mm no bairro Boa Vista - CONCLUÍDA Construção de 426 metros de rede de esgoto no Loteamento Geraldo Cabral – próximo ao Parque de Exposições – CONCLUÍDA ·Em fase de conclusão o projeto de reservação convenio TCPAC 98/ 2007, onde estão sendo feitas as instalações elétricas e a montagem das bombas que irão abastecer os reservatórios instalados em pontos estratégicos.

[close]

Comments

no comments yet