Manual de Orientação da EBD

 

Embed or link this publication

Description

Manual, Orientação, Coordenador, Orientador, Professor

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

SUMÁRIO 1. 2. 3. 4. 5. Palavra da Diretoria..........................................................02 Composição .....................................................................03 Estrutura da EBD .............................................................04 Ordem Litúrgica ...............................................................05 e 06 Padrão de Procedimentos da Escola ..............................06 a 09 6. Responsabilidades e atribuições gerais 6.1 Professores ....................................................................10 a 12 6.2 Coordenadores ..............................................................13 a 16 6.3 Orientadores ..................................................................16 a 18 6.4 Monitores de Núcleo ......................................................18 e 19 6.5 Tesoureiros ....................................................................19 a 21 6.6 Secretários .....................................................................21 e 22 7. Breve Histórico da EBD................................................23

[close]

p. 3

DEADCIN Departamento de Ensino da Assembleia de Deus Campo da Cidade Nova Escola Bíblica Dominical Atualizado com breve histórico da EBD por Evangelista Washington Gomes Ano 2014

[close]

p. 4

PALAVRA DA DIRETORIA “E de dia Jesus ensinava no templo, e à noite, saindo, ficava no monte chamado das Oliveiras. E todo o povo ia ter com ele ao templo, de manhã cedo, para ouvi-lo.” Lc. 21: 37-38 A Paz do Senhor! Nossos cumprimentos a todos os membros que hoje fazem parte do Departamento de Escola Bíblica Dominical do Campo da Cidade Nova (EBD). Departamento cuja missão maior é o compromisso com o ensino genuíno da Palavra de Deus. Na condição de filhos, Deus coloca diante de você um precioso tesouro chamado Escola Bíblica Dominical, entregando a responsabilidade de conduzir e aperfeiçoar os salvos ao seu encontro, por meio do estudo das Sagradas Escrituras, a qual é a manifestação da vontade de Deus aos homens. O Mestre, por excelência, é quem nos fortalece diante desta seara, a fim de que a chama acesa em nossos corações não apague e sua obra venha permanecer avivada no decorrer dos anos. Sabendo das dificuldades deste desafio, a Diretoria da Escola Bíblica Dominical entrega em vossas mãos o Manual de Orientação da EBD, cujo propósito maior é auxiliá-lo na condução de procedimentos padrões e de comportamento ético-cristão no decorrer de nossas escolas, com o objetivo de alcançarmos o desenvolvimento espiritual e o crescimento salutar do Ensino. O manuseio deste Manual de Orientação é obrigatório a todos da Diretoria, assim como para Orientadores, Coordenadores e membros que labutam na área do ensino junto às nossas congregações no Campo da Cidade Nova. A fonte de inspiração deste Manual de Orientação é o Espírito Santo, que zela pela Palavra de Deus para cumpri-la, a aprovação é dos Pastores e Presbíteros, confirmada pelo Ministério Geral da Igreja Assembleia de Deus Campo da Cidade Nova e, finalmente, homologada pela Igreja, a qual é a “coluna e firmeza da Verdade” (1Tm 3.15). “E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis.” Cl. 3: 23-24 QUE DEUS, EM CRISTO JESUS, NOS ABENÇOE NESTA JORNADA! Diretoria da Escola Bíblica Dominical

[close]

p. 5

COMPOSIÇÃO DA DIRETORIA GERAL DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL A Diretoria é a união de esforços de todos os seus membros na busca pela excelência do Ensino Bíblico. A Escola Bíblica Dominical (EBD) é ferramenta poderosa da Igreja, a qual o Senhor usa para alicerçá-la na Verdade. Todos que se dispõe nesta obra são instrumentos usados por Deus para alcançar esse objetivo. Dessa forma, entendemos que todos fazem parte da Diretoria: Orientadores, Coordenadores, Professores, Secretários, Tesoureiros e demais membros que, em suas congregações, labutam na área do ensino, pois a Bíblia nos afirma que diante de Deus não há o maior nem o menor, mas todos são membros de um mesmo corpo, dotados com a mesma chamada e porção do Espírito Santo.

[close]

p. 6

APRESENTANDO A ESTRUTURA DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL A Casa Publicadora das Assembleias de Deus – CPAD é responsável pela impressão de nossas revistas de ensinamento bíblico a serem utilizadas nas classes, os volumes são trimestrais e semestrais (infantil) distribuídos por faixas etárias, conforme o quadro abaixo: DIVISÃO DAS CLASSES POR FAIXA ETÁRIA Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 CLASSES DE ENSINO MATERNAL JARDIM DE INFÂNCIA PRIMÁRIOS JUNIORES PRÉ-ADOLESCENTES ADOLESCENTES JUVENIS JOVENS E ADULTOS DISCIPULADO I DISCIPULADO II FAIXA ETÁRIA de 03 a 04 anos de 05 a 06 anos de 07 a 08 anos de 09 a 10 anos de 11 a 12 anos de 13 a 14 anos de 15 a 17 anos Acima de 18 anos Acima de 12 anos Acima de 12 anos As EBD’s do Campo da Cidade Nova têm seu funcionamento regular aos domingos pela manhã. Há opções de horários a serem adotados pelas congregações de acordo com a necessidade: Apenas um período terá a disposição os seguintes horários: 1ª Opção: Início 07:00h (sete horas) e Término 09:30h (nove horas e trinta minutos) 2ª Opção: Início 08:00h (oito horas) e Término 10:30h (dez horas e trinta minutos) Dois períodos devido a demanda ser grande Tal opção é acompanhada de divisão de classes por horário: 1º Período: Início 07:00h (sete horas) e Término 09:15h (nove horas e trinta minutos) Intervalo de 0:15h (Quinze minutos) 2º Período: Início 09:30 h (nove horas e trinta minutos) e Término 11:20h (onze horas e vinte minutos)

[close]

p. 7

Importante: Para que ocorra qualquer mudança no horário de funcionamento da Escola Bíblica, assim como nova opção de um segundo período, o Coordenador deve consultar previamente a aceitação junto ao Orientador, ao Dirigente, Presbítero Supervisor e a Igreja em geral. Em situações em que haja uma eventualidade (eleições) a EBD será realizada na sexta-feira pelo horário da noite, desde que, está ordem venha do ministério, ou em acordo com o Presbítero, Dirigente, Orientador, Coordenador e Diretor geral da EBD. ORDEM LITÚRGICA DAS ESCOLAS BÍBLICAS DOMINICAIS DESENVOLVIMENTO PADRÃO DA ESCOLA COM OPÇÃO DE UM HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO Períodos 1º Primeiro 2º Segundo 1º Primeiro 2º Segundo 1º Primeiro 2º Segundo 1º Primeiro 2º Segundo 1) Louvor: Coleta de dízimos e segunda oferta. Coleta de salão 2) Chamada geral das Classes 3) Avisos 10:10h às 10:30h 4) Cerimônia de entrega de lembranças aos 20 Minutos aniversariantes 5) Oração de encerramento da Escola. Horários 07:00h às 07:30h 30 minutos 08:00h às 08:30h 30 Minutos 07:30h às 07:40h 10 Minutos 08:30h às 08:40h 10 Minutos 07:40h às 09:10h 01 hora e 30 minutos 08:40h às 10:10h 01 hora e 30 minutos 09:10h às 09:30h 20 Minutos ATIVIDADES Oração inicial: Realizada de joelhos com toda a congregação. 1) Louvor: 02 hinos da harpa cristã 2) Leitura Bíblica (revista da EBD) 3) Oração para ministração da lição e depois divisão das classes. 1) Chamada dos alunos matriculados 2) Saudação aos visitantes 3) Coleta em classe da primeira oferta 4) Oração com os alunos em classe 5) Ministração da Lição (01 hora e 15 minutos) Obs: Jejum e Consagração da EBD no domingo da Santa Ceia, principalmente para os trabalhadores (local).

[close]

p. 8

DESENVOLVIMENTO PADRÃO DA ESCOLA COM OPÇÃO DE DOIS PERÍODOS DE FUNCIONAMENTO Períodos 1º Primeiro 2º Segundo 1º Primeiro 2º Segundo 1º Primeiro 2º Segundo 1º Primeiro Horários 07:00h às 07:30h 30 Minutos 09:30h às 09:40h 10 Minutos 07:30h as 07:40h 10 Minutos 09:40h às 09:45h 5 Minutos 07:40h às 08:55h 01 hora e 15 minutos 09:45h às 11:00h 01 hora e 15 minutos 08:55h às 09:15h 20 Minutos ATIVIDADES 1) Oração Inicial: Realizada de joelhos com toda a congregação. (1º Período) 30 minutos. 2) Oração Inicial: Realizada em pé com toda a congregação. (2º Período ) 10 minutos. 1) Louvores: 02 hinos da harpa cristã 2) Leitura Bíblica 3) Oração para ministração da lição 1) Chamada dos alunos matriculados 2) Saudação aos visitantes 3) Coleta da primeira oferta 4) Oração com os alunos em classe 5) Ministração da lição. 2º Segundo 1) Louvor: Coleta de dízimos e segunda oferta. Coleta de Salão 2) Chamada geral das Classes 3) Avisos 11:00h às 11:20h 4) Cerimônia de entrega de lembranças aos 20 Minutos aniversariantes 5) Oração de encerramento da Escola. PADRÃO DE PROCEDIMENTOS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL Orientações importantes “Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina o justo e ele aumentará em doutrina”. Prov.9:9 1. Na Oração Inicial: Oração de joelhos com Coordenador e vice coordenador (obrigatório). Professores, tesoureiros e secretários. O tempo de duração desta oração é de 30 min. (trinta minutos), com exceção do 2º horário para opção do 2º período.

[close]

p. 9

Nesta oração devem ser apresentados os trabalhadores do Departamento de Ensino de forma geral; da Congregação, do Grupo, do Campo, do Estado, do Brasil e do mundo. Evite: Monopolizar a oração. Conceda oportunidades. Fique atento e não permita ultrapassar o horário estabelecido para oração de joelhos. 2. Hinos da Harpa: Nas lições da Maturidade, acima da leitura diária temos 03 sugestões de hinos. Uma vez que seja do conhecimento da Igreja, o ideal é que se cante, não sendo, porém, sugere-se que se busquem hinos cuja melodia se aproxime do tema da lição. Informar ao irmão convidado para entoar os louvores da harpa, que apenas louve e evite contar testemunhos, muito menos tentar explicar as estrofes e letras do hino. Caso ocorra, oriente o irmão que o mesmo foi convidado apenas para louvar. Evite: No devocional de abertura da Escola Bíblica entoar hinos que não sejam da harpa cristã, ou seja, jamais inicie o devocional de louvor entoando canções ou corinhos avulsos. 3. Leitura Bíblica em classe: Todas as revistas ensinadas junto às classes possuem título, texto áureo e verdade prática, portanto, são opções de leitura na abertura da EBD. Procure realizar rodízio entre as classes. A leitura de abertura da EBD deva contar com o acompanhamento de toda Igreja; uma vez identificados os versículos chaves, convida-se a Igreja para leitura alternada, onde o último versículo é lido juntamente com a Igreja, seguido de oração pela Palavra. Evite: Monopolizar a leitura de abertura da EBD em apenas uma classe, normalmente Maturidade Cristã. 4. Oração de abertura para ministração em classe: Tenha os professores reunidos, em uma única classe, junto ao púlpito para facilitar a entrega das cadernetas, aproveitando assim para colher as ofertas, dos professores, antes da oração de início das aulas (a critério do coordenador). Evite: Chamada de professores de púlpito, solicitando que o mesmo recite versículos bíblicos ou texto áureo e verdade prática da lição que será ministrada.

[close]

p. 10

Evite: Antecipar o assunto fazendo breves resumos ou comentários sobre os temas da lição, na intenção também de doutrinar a Igreja presente, autoridade essa concedida a Dirigentes, Presbíteros e Pastores. 5. Chamada dos alunos: Aos visitantes dê-lhes atenção redobrada, peça que fiquem a vontade e apresente-os à classe, realizando a saudação de boas vindas. Atenção: Novos alunos apenas devem ser matriculados no primeiro domingo de cada mês. No ato da matrícula não esquecer de registrar nome completo e data de aniversário do mesmo. Evite: Realizar a chamada durante ou depois do início da ministração da lição, evitando assim interrupções indesejadas. Aproveite este precioso tempo para ensinar. 6. Coleta da primeira oferta em classe: Acompanhe a chamada dos alunos presentes. Incentive nossos alunos a ofertar, pois sendo os primeiros, seremos referência e exemplo entre os fiéis. No recolhimento da caderneta com a oferta, pelo secretário, reforce a contribuição na classe com aqueles irmãos que chegaram após a chamada. Evite: Constranger os irmãos e visitantes que não contribuíram, assim como realizar longos apelos para que ofertem. 7. Ministração da lição em classe pelo professor: Utilize sempre a Bíblia como referencial único e absoluto para base da lição. Procure dinamizar a aula promovendo maior participação possível dos alunos. Evite: Assuntos ou testemunhos que apenas distanciam a classe do tema exposto na lição. 8. Louvor para coleta de dízimo e segunda oferta de salão: Neste devocional junto à Igreja, é aconselhável que sejam entoados apenas hinos da harpa cristã conhecido de todos. O coordenador deve informar a Congregação dos destinos das ofertas, principalmente da segunda.

[close]

p. 11

Sugestão: Convide os irmãos a serem mantenedores da escola com contribuições, semanais ou mensais, entregues em envelopes padronizados da EBD. No término da Escola apresente os irmãos em oração, representados através dos envelopes. Se possível realize sorteio de um brinde surpresa, “simbólico”, entre os mantenedores. 1. Chamada geral das classes: Inicie a chamada recitando título, texto áureo e verdade prática. Os corinhos pelas classes infantis aos juvenis e novos convertidos serão entoados mediante análise do tempo. À classe da maturidade cristã é agradável que todos juntos se unam em um único coral. Quanto às perguntas a serem realizadas pelo coordenador, o ideal é solicitar aos professores que no término da lição formule sua pergunta com resposta e entregue ao Coordenador, diante do que foi ensinado em classe, fugindo das perguntas e respostas elaboradas na revista no final da lição. Evite: Realizar comentários bíblicos sobre a lição, autoridade essa concedida somente aos Pastores, Presbíteros e ao Diretor da Escola Dominical. 2. Encerramento da Escola Bíblica Dominical: Divulgue os avisos disponíveis de forma clara e objetiva. Convide os aniversariantes da semana, ou do mês, e realize, sem longos discursos, a cerimônia de entrega de brindes ou lembranças aos mesmos. Convide para ir à frente, todos os irmãos que estejam de jejum e desejam entregar seus sacrifícios ao Senhor. Apresente os visitantes e pergunte se há, em meio à Igreja, alguém que deseje entregar sua vida em aceitação ou reconciliação com o Senhor Jesus. Na oração de encerramento, dê honra a quem é devida, convidando sempre uma autoridade superior a sua para condução da oração final.

[close]

p. 12

RESPONSABILIDADES E ATRIBUIÇÕES GERAIS 1. PROFESSORES “...e as coisas que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar a outros” II Tm. 2.2 SAUDAÇÃO INICIAL Ensinar na Escola Bíblica Dominical é dedicação no comunicar, mostrar, explicar, orientar e despertar no aluno o conhecimento da Palavra de Deus, ministrada pelo professor na direção do Espírito Santo. A mudança de vida e caráter é a evidência de que houve aprendizagem. Nosso papel é levar ao aluno um aprendizado de excelência espiritual, moral e justa, que ocorra internamente e seus efeitos sejam comprovados no testemunho exterior do dia a dia. COMPETÊNCIAS E CONSELHOS MINISTERIAIS Meditação. Procure estudar a Bíblia Sagrada, guardando seus mandamentos e zelando pela doutrina cristã, sendo exemplo em tudo entre os fiéis. Consagração. Sua espiritualidade em comunhão com o Mestre por Excelência é importante faça jejum aos domingos para a ministração da lição ou pelo menos o jejum no dia da Santa Ceia. Oração. Esteja disponível para orar juntamente com o seu Coordenador, pela a ele uma oportunidade. Assiduidade. Chegue cedo, antes de seus alunos, para que possa recepcionálos. Sorrindo, dê um aperto de mãos com alegria e simpatia, repassando entusiasmo e ânimo. Caso precise se ausentar, avise com antecedência ao professor que o acompanha frente à classe e ao Coordenador da Escola, para as devidas providências. Ocorrendo algum interrompimento durante a aula, peça licença, não se delongue, e comunique à classe o ocorrido. Leitura. Seja um leitor persistente da Bíblia Sagrada, assim como de bons livros de estudos, relatos e jornais bíblicos. Pesquisa. Utilize com frequência dicionários, concordância bíblica, cartazes, gráficos, mapas, recortes de revistas e jornais com assuntos inerentes a lição.

[close]

p. 13

Dedicação. Almeje sempre a excelência do ensino e empenhe-se em alcançála, pois resultará num progresso constante de melhorias e crescimento espiritual, de quem aprende, ensina e de quem ouve. Aviso importante: Ao ser convidado para dar uma aula de inteiro improviso, sem ter estudado ou meditado previamente, por favor, não vá, certamente você vai ser envergonhado, pois o Espírito Santo somente vai lhe fazer lembrar o que você estudou. Bom ânimo. Seja um multiplicador e facilitador dos projetos e boas ideias junto à sua classe e congregação, busque conhecer na íntegra o Manual de Orientação da Escola Bíblica. Participação das programações. Cultos, Núcleos de Ensino das Lições Bíblicas aos sábados, Reuniões, Seminários, Encontros e etc. Carisma. Cative a amizade de seus alunos, chame-os pelo nome, olhe em seus olhos quando fizer uma pergunta, saiba ouvir, dê a atenção devida a seus questionamentos, evite neste momento conversas paralelas, faça-o se sentir importante, e ajude-o, mesmo que seja somente em oração. Disciplina. Não confie no improviso, prepare-se lendo a lição com antecedência, planeje cuidadosamente sua aula, comente um tópico de cada vez, não antecipe ou misture os assuntos. Não fuja do assunto da lição se escondendo atrás de testemunhos pessoais para passar o tempo, lembre-se: “A Deus ninguém engana”. Postura vocal. Utilize de linguagem simples, clara e objetiva, você nem sempre sabe quem está lhe assistindo. Fale em um bom tom, com naturalidade, sem gritar, mas com firmeza, autoridade e unção. Uso da autoridade. Em casos de perguntas indesejáveis: lance para o grupo, caso não saiba, não invente, diga que vai pesquisar e traga na próxima aula. Temas polêmicos: Motive a participação entre os próprios alunos, com debate e não com discussões. Comentários longos e polêmicos: Interrompa, e diga que depois podem conversar sobre o assunto e continue a aula. Conversas paralelas durante a aula: Pare de falar e espere o término da conversa. Fale na direção de quem está conversando ou faça uma pergunta pra eles e pergunte se você pode continuar. Apresentação pessoal. Cuide de sua apresentação visual. Não relaxe da sua saúde. Não se descuide da higiene pessoal e da boa aparência, pois é a sua primeira impressão que fica. Recursos pedagógicos. Ao usar o quadro negro escreva letra com um bom tamanho. Enriqueça sua aula levando cartazes, matérias, recortes de jornais e revistas alusivas a lição. Nunca vire totalmente às costas a classe, pode parecer indiferença.

[close]

p. 14

Iniciativa. Almeje a excelência do ensino e empenhe-se em alcançá-la. Viva o que ensina, assim conseguirá transmitir confiança e segurança a seus alunos. Visite seus alunos que não compareçam à suas aulas. Responsabilidades. Conheça melhor as qualidades de seus alunos, identificando e despertando talentos na área do ensino. Convide os visitantes, crentes e não crentes, bem como os que ainda não frequentam, para visitar a Escola Dominical. A responsabilidade na condução da lição é sua, em caso de visitas ilustres como Pastores, Presbíteros e Diretores da Escola Bíblica, convide-os para lhe auxiliarem na ministração da mesma, lhes concedendo a primazia do ensino. Didática. Dinamize sua aula, não monopolize a palavra. Faça perguntas verificando se o que foi ensinado foi bem compreendido pela classe. Utilize de recursos que despertem o interesse por parte do aluno, partindo do princípio de que vale a pena estar ali para ouvir o que você tem a transmitir como verdade prática a ser guardada no coração. Revistas. Auxilie seu aluno no pagamento antecipado da revista. Formate uma tabela de quitação com prazos para pagamentos com nome de todos os alunos que receberam revistas, depois de efetuado o devido recebimento, preste conta com seu coordenador nos prazos determinados. Características pessoais. Criatividade e dinamismo, aliada a vontade de aprender ao desejo de ensinar, juntamente com a disposição a darem tudo de suas vidas por essa missão, é o segredo de todo professor eficaz. Motivação. O aprendizado ocorre quando os alunos são motivados a aprender. Se você não aprender, como vai ensinar? Seja humilde em reconhecer que não sabe tudo e procure se qualificar, aperfeiçoando o ministério que está em suas mãos e tendo cuidado das vidas que estão esperando o melhor de você pela parte de Deus, pois o aprendizado deve produzir mudanças, iniciando em nossas vidas. Orientações: O verdadeiro ensino não pode estar preocupado somente com a transmissão do conhecimento, mas sim, com a formação do caráter, por isso o ensino da Escola Bíblica Dominical precisa ser relevante e de qualidade. Tenha convicção de sua chamada. Seja inovador e contagiante com ideias saudáveis que revigorem nossas Escolas Bíblicas, na certeza que precisamos passar por um processo constante de revitalização. Obs.: Professor cuidado com temas de lições polêmicas é de sua inteira responsabilidade a condução a aula.

[close]

p. 15

2. COORDENADORES “Tem cuidado de ti mesmo e da sã doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem”. I Tm. 4:16 Somos todos instrumentos de Deus na parte do processo de EnsinoAprendizagem, proporcionado através da sua Palavra que nos transmite valores e princípios divinos. Fonte de toda referência absoluta do saber é a Bíblia Sagrada, essência essa revelada através do Espírito Santo a nós, pela chamada e esmero, que é o aplicar de vidas na nobre missão de formação e mudança de caráter dos ouvintes das Sagradas Escrituras. O Coordenador da EBD é irmão, exemplo entre os fiéis, qualificado para liderar um membro do Corpo de Cristo, cuja consagração é realizada pela Igreja, e chamada confirmada em Deus para administrar a Escola Bíblica Dominical. A administração geral de nossas escolas é exercida sob a direção do Espírito Santo, sua condução é humana realizada com esmero, zelo, amor, seriedade, compromisso e competência de todos que amam a sua Palavra e visam o crescimento do Reino de Deus e maturidade do Corpo de Cristo, através do Ensino das Sagradas Escrituras. Ele é o elo com o Orientador, Diretoria, Dirigente, Presbítero e Pastor para promover propósitos comuns voltados para o crescimento e busca de melhoria do ensino em nossas EBD’s, tendo sempre a Educação Cristã como base estrutural e fonte de revitalização espiritual contínua da Igreja como um todo. COMPETÊNCIAS E CONSELHOS MINISTERIAIS 1- Reuniões mensais no Templo Central: Todo primeiro domingo do mês, às 14:00h, no Templo Central. É de suma importância a participação de todos, portanto, motive sendo exemplo e o primeiro a chegar, convide seus liderados a se fazerem presentes nas reuniões. Ausência: Encaminhe um irmão que o represente e justifique perante seu Orientador. Atenção: Sua ida a reunião é para manter-se informado quanto às programações, eventos e projetos a serem desenvolvidos e implementados pela Diretoria junto às EBD.’s no Campo da Cidade Nova. 2- Composição do corpo docente. Inclusão: Observe o candidato, converse com o dirigente e consulte o Presbítero. Aprovado, faça o convite de forma clara e objetiva. Juntamente com o Dirigente da congregação, informe seus deveres e responsabilidades pertinentes às suas atividades que serão desempenhadas. Apresente-o à Igreja no culto a noite, para conhecimento, aprovação e consagração de efetivação em oração da Igreja. Bom é que você possa realizar sua apresentação junto à classe.

[close]

Comments

no comments yet