Revista da Cooperideal - 2010

 

Embed or link this publication

Description

Revista com resumo do trabalho técnico da Cooperideal - Cooperativa para a Inovação e Desenvolvimento da Atividade Leiteira em parceria com o Projeto Balde Cheio da Embrapa Pecuária Sudeste no ano de 2010.

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

apresentação totalmente desmatada sem nenhuma estrutura e possuía apenas uma pequena casinha a única certeza que tínhamos era de que havia muito trabalho a ser feito para que um dia a propriedade se tornasse produtiva já no segundo ano após a compra da propriedade começamos a trabalhar com a atividade leiteira as novilhas que já tínhamos antes de comprar o terreno foram criando e a venda do leite produzido começou a gerar uma pequena renda na propriedade mas a situação era difícil pois na época eram apenas três vacas de leite e três novilhas o custo de produção era altíssimo e os gastos com sementes de pastagens insumos para milho e horas máquinas para silagem eram enormes e quase não víamos a cor do dinheiro do leite a situação da nossa propriedade era parecida com a história de várias propriedades do país as pastagens eram rapadas o solo infértil e o gado passava fome a falta de alternativa gerava desânimo e a esperança era cada vez menor sentíamos que algo deveria ser feito porém não sabíamos por onde começar certo domingo após a ordenha enquanto assistia o programa globo rural uma reportagem me chamou atenção um produtor muito simples chamado antônio balzan de são lourenco do oeste sc juntamente com o pesquisador da embrapa artur chinelato falavam sobre o projeto balde cheio no que falavam eles passavam a esperança de uma vida melhor na atividade leiteira mostrando que tem como o produtor viver bem em pequenas propriedades produzindo muito com qualidade e principalmente ganhando dinheiro o que vi me deixou tão entusiasmada que comentei com várias pessoas sobre aquilo por coincidência na quarta-feira da mesma semana fomos para um seminário de bovinocultura de leite no município de faxinal dos guedes-sc quando chegamos lá o evento já havia começado e o palestrante era o próprio artur chinelato confesso que fiquei surpresa e feliz pois havia criado uma espécie de admiração por ele durante a palestra ele foi bastante realista mostrando aos produtores que precisam mudar seus conceitos sobre a produção de leite e chamando todas as pessoas que estavam ali para a responsabilidade mostrou a faca e o queijo mas a vontade de comer dependeria do produtor se o produtor se esforçasse ele poderia ensinar como fazer já cheia de esperança comecei a ver uma luz no fim do túnel e senti que a chance de mudar estava bem ali na minha frente quando terminou a palestra eu e o veterinário da coplavale luiz henrique moretto fomos falar com o artur e ele nos indicou a pessoa que iria nos ensinar a revolucionar nossa propriedade era o engenheiro agrônomo caciano mafioletti da cooperideal que passou a levar assistência técnica à nós a partir daí nossa propriedade nunca mais foi a mesma com um ano de assistência hoje nem podemos imaginar o que seria da nossa propriedade sem o projeto balde cheio a cada dia nossa esperança se renova e estamos felizes em viver em uma propriedade pequena ganhando dinheiro tendo todas as pessoas que amamos perto de nós pois isso é o que importa na vida se hoje vivemos fazendo o que gostamos e as coisas estão dando certo isso devemos ao projeto balde cheio à coplavale à cooperideal e a todos nós que lutamos todos os dias para melhorar na atividade leiteira que tanto gostamos testemunho do casal cidiney moretto e lilian tirelli do sitio morretto produtores da coplavale assistidos pelo trabalho técnico da cooperideal no município de passos maia-sc que resume de maneira simples tocante e objetiva a filosofia do projeto balde cheio base do trabalho executado pela cooperideal n osso sonho sempre foi deixar a cidade e voltar para o interior com o propósito de nos tornarmos produtores de leite a obtenção de uma propriedade com área de 13,7 ha no assentamento bom jesus no município de passos maia mudou a nossa vida a área da propriedade era 4 revista cooperideal dezembro 2010

[close]

p. 5

a cooperideal ­ cooperativa para inovação e desenvolvimento da atividade leiteira foi fundada no mês de março de 2009 porém sua equipe técnica trabalha utilizando a metodologia do projeto balde cheio desde 2004 a criação da cooperideal teve como objetivo a estruturação de uma cooperativa capaz de agregar a seu quadro pessoas sérias e comprometidas com a melhoria da qualidade de vida do produtor utilizando a metodologia do projeto balde cheio como ferramenta para a geração de renda na propriedade leiteira aos seus técnicos cooperados a cooperideal busca garantir condições de trabalho adequadas autonomia além de seu desenvolvimento técnico e humano no campo a equipe de técnicos da cooperideal busca resgatar a motivação e a auto-estima do produtor rural através da aplicação de conceitos básicos e de técnicas simples que propiciarão a geração de renda na propriedade e a sustentabilidade da atividade leiteira sem acesso ao conhecimento o produtor de leite vive a dura realidade da falta de renda que tem como conseqüências o desânimo o abandono da propriedade pelos filhos a baixa qualidade de vida da família e a conseqüente falta de perspectiva de futuro no meio rural somente a garantia de acesso ao conhecimento pode mudar esta realidade o conhecimento técnico é reconhecidamente um fator fundamental para se obter bons resultados na atividade leiteira sua ausência impede a adoção de novas práticas tecnológicas capazes de gerar inovação portanto a utilização eficiente de novas tecnologias orientada pelo trabalho de assistência técnica é determinante para a viabilidade da exploração leiteira principalmente das pequenas e médias propriedades a permanência dos produtores na atividade está condicionada à geração de renda nas fazendas que por sua vez dependem de ganhos de escala redução nos custos de produção melhoria na qualidade da matéria-prima produzida e sanidade do rebanho utilizado exigindo assim que o produtor busque a evolução de seu sistema de produção através do acompanhamento técnico constante e de qualidade a exploração intensiva de plantas tropicais aliada ao uso de plantas de inverno é a base técnica de nosso sistema de produção o gerenciamento da propriedade através da anotação e avaliação sistemática das informações geradas na propriedade permite o controle que garante ao produtor e ao técnico a identificação de problemas e pontos a serem atacados para a máxima geração de renda na propriedade atualmente são mais de 700 propriedades assistidas pela equipe técnica da cooperideal em mais de 130 municípios nos estados do paraná santa catarina rio grande do sul mato grosso do sul são paulo goiás pará e no distrito federal a cooperideal atua através de parcerias diretamente com os produtores com quem trabalha ou com instituições públicas prefeituras e privadas cooperativas associações federações sindicatos laticínios etc que tenham interesse no desenvolvimento da atividade leiteira a equipe técnica da cooperideal é composta por 21 profissionais da área de ciência agrárias que atuam de maneira exclusiva no trabalho de transferência de tecnologias aos produtores de leite o trabalho de pesquisa e desenvolvimento da metodologia aplicada pelos técnicos da cooperideal no campo tem como base a parceria existente entre a cooperativa e a embrapa pecuária sudeste localizada em são carlos-sp através do projeto balde cheio o projeto balde cheio visa o aprimoramento de técnicos da extensão rural na aplicação de conceitos de intensificação e gerenciamento de sistemas de produção de leite e atualmente está presente em 21 estados brasileiros atuando em mais de 4.000 propriedades periodicamente os pesquisadores do projeto visitam as regiões atendidas pelos técnicos de campo da cooperideal garantindo a qualidade e a credibilidade do trabalho executado anualmente a equipe técnica da cooperativa passa por cursos de atualização em instituições ligadas ao projeto balde cheio a cooperideal tem a satisfação de disponibilizar nas páginas a seguir um resumo com os resultados do trabalho realizado no ano de 2010 e agradece a seus diversos parceiros que viabilizam a execução do projeto balde cheio junto aos produtores de leite e a todos que de alguma maneira contribuíram para que este trabalho se tornasse realidade muitos são os exemplos de superação e grandes são as vitórias alcançadas quem já visitou alguma propriedade assistida pelo projeto balde cheio saberá exatamente do que estamos falando n marcelo de rezende diretor-presidente da cooperideal dezembro 2010 revista cooperideal 5

[close]

p. 6

toque de mestre por vidal pedroso de faria palestra ministrada pelo professor vidal pedroso de faria a assistência técnica sem zootécnicos e econômicos com o assistência a produtores de leite está tomando corpo no resultado econômico não correr dos anos indicando que conpaís existindo atualmente ceitos de intensificação e racionalitem sentido pois a um número grande de programas zação do processo produtivo foram destinados a orientar sistemas de corretamente aplicados os dados tecnificação procura produção propondo adoção de que seguem na tabela 1 são reais sempre melhoria técnicas para modificar o funcioe mostram resultados obtidos por namento de fazendas que não esuma fazenda de 8,5 ha assistida significativa nos índices tão dando resultado satisfatório ou por técnico da cooperideal que exeque pretendem melhorar o que está zootécnicos e econômicos cutou um bom trabalho possibilitansendo obtido nem todos os progrado não só resultados com o correr mas conseguem atingir os objetivos propostos por não dos anos como também melhorias consideráveis nos demonstrarem garantia de resultados econômicos con índices zootécnicos e econômicos sistentes apesar de sempre contarem com instrumentos pode-se notar que a tecnificação promoveu um aumento de gerenciamento como planilhas de analise de custo e nas despesas de custeio e totais como conseqüência de projetos de implantação de melhorias assistência técnica uso de insumos e aumento na quantidade de recursos sem resultado econômico não tem sentido pois a tecni destinados a pagar os investimentos necessários para ficação procura sempre melhoria na eficiência racionali alavancar o processo produtivo este acontecimento foi zação das atividades e conseqüentemente uma alteração contrabalançado pela elevação da renda permitindo significativa em índices zootécnicos e econômicos ca aumento no fluxo de caixa margem bruta e lucro no terpazes de demonstrar que mudanças conceituais foram ceiro ano os investimentos diminuíram como também as implantadas e estão dando os resultados esperados despesas de custeio mostrando que o objetivo da assisgarantir resultado econômico continuado é o verdadeiro tência técnica foi atingido em sua plenitude garantindo objetivo da assistência técnica possibilitando assim a sus resultados mais expressivos deve-se salientar que as tentabilidade da atividade tanto em anos bons como nos despesas de investimento equivalentes a 21,2 e 14,8 considerados problemáticos nessas condições o ganho da renda nos dois primeiros anos foram elevadas e que pode ser algumas vezes menor mas é sempre positivo e somente confiança na atividade e na orientação técnica significativo para os produtores que procuram manter a dão ao produtor tranqüilidade de investir para melhorar as atividade leiteira como um negócio além disso a aplica condições de produzir leite na propriedade ção de tecnologia deve promover a melhoria nos índices a idéia amplamente difundida e normalmente aceita 6 revista cooperideal dezembro 2010

[close]

p. 7

sem contestação de que a tecnificação aumenta o risco por elevar custos não é real quando o processo é racional e baseado em aplicação de recursos em atividades produtivas se a técnica empregada aumenta custos seus efeitos devem obrigatoriamente promover elevação na renda pois resultado renda ­ custo e existindo racionalidade e eficiência é possível gastar uma parcela pequena da renda para pagamento de despesas como pode ser visto no quadro de resultados a parcela da renda destinada a pagar despesas de custeio não passou de professor vidal pedroso de faria 53 e no caso das despesas totais 68 estas relações revelam que a tecnificação engenheiro agrônomo e doutor pela escola superior de agricultura não só não elevou o risco como também luiz de queiroz esalq/usp melhorou com o correr dos anos as condições mestrado pela ohio state university de sustentabilidade por reduzir as parcelas professor titular aposentado da esalq da renda destinadas a cobrir despesas da 253 artigos técnicos e científicos publicados fazenda possibilitando um desempenho 22 orientações de dissertações de mestrado e duas teses de doutorado mais significativo pois no terceiro ano chefe do departamento de zootecnia e coordenador do campus de somente 37 e 40 da renda foram usadas piracicaba para pagamento das despesas assessor técnico da cooperativa central de laticínios do estado de são os programas de orientação técnica que paulo e da cooperativa central de produtores rurais de minas gerais resultam em resultados pouco significatiitambé vos ou levam a fazenda a uma condição consultor da fao para elaboração de projeto de fazenda experimental de não ser capaz de pagar com a renda e centro de pesquisa na tanzânia África os custos operacionais são os que utilizam consultor da embrapa em projeto de confinamento de gado leiteiro conceitos distorcidos de tecnologia normalem brasília mente nestas condições existe a preocu membro do comitê assessor externo do centro nacional de pesquisa pação de introduzir no sistema de produção gado de leite embrapa ações técnicas praticas instalações e consultor técnico da fapesp equipamentos para elevar o nível tecnoló inspirador e consultor técnico do projeto balde cheio gico com a idéia falsa de que a existência prêmios desses elementos indicam tecnologia e são international dairy production award em 1995 da american dairy necessários para uma atividade moderna science association quando a proposta resulta em elevação zootecnista do ano de 1995 da sociedade brasileira de zootecnia dos gastos sem retorno em renda os custos international alumini award em 1997 pela ohio state university aumentam e as margens encolhem re medalha do mérito científico e tecnológico do governo de são paulo sultando em situações em que de 80 a medalha dr mário luiz martinez extensão e ensino do centro nacional 95 da renda ficam comprometidos para de pesquisa gado de leite da embrapa pagamento das despesas e então o risco medalha do mérito cooperativista josé pereira campos filho da passa a ser grande porque qualquer redução cooperativa central dos produtores rurais de minas gerais itambé no preço do leite leva à situação em que prêmio milkpoint impacto 2010 não é mais possível pagar despesas operacionais atualmente diretor da fundação de estudos agrários luiz de queiroz para melhor ilustrar a distorção do fealq e membro do conselho editorial da revista balde branco conceito técnico basta analisar o programa de assistência que propôs as seguintes medidas a serem implantadas num sistema de produção a pasto que apresentava resultados econômicos pouco significativos 1 aumento de concentrado para novilhas objetivando parição com 24 meses 2 uso de sêmen sexado para aumentar a disponibilidade de novilhas 3 introdução de coleta e transferência de embrião para acelerar a melhoria do rebanho 4 construção de nova sala de ordenha e troca do equipamento por um mais moderno e 5 uso de gordura protegida para elevar o nível energético da dieta não é difícil perceber que nenhuma medida proposta contribuirá para elevação da renda em curto ou longo prazo mas todas concorrerão para aumentar o custo operacional da atividade distorções como estas são responsáveis pela concepção de que tecnologia está associada a custos elevados e parcos resultados os programas de assistência técnica para serem efetivos devem ser baseados em conceitos de manipulação de recursos produtivos visando sempre elevação da renda para pagamento de gastos adicionais e possibilidade de se obter margens suficientemente grandes para possibilitar fluxo de caixa significativo remuneração do trabalho do capital empatado e também depreciação de bens e logicamente lucro n dezembro 2010 revista cooperideal 7

[close]

p. 8

balde cheio por artur chinelato de camargo entrevista com artur chinelato de camargo para o programa globo rural u leiteira do brasil é que muitas das informações geradas nas instituições de ensino e pesquisa não chegam aos produtores principalmente os de pequeno porte uma das causas dessa não aplicação de técnicas é o desconhecimento pela maioria dos extensionistas sobre o que significa uma produção de leite intensiva e sustentável o objetivo do balde cheio é o de promover o desenvolvimento da pecuária leiteira na região de atuação desses extensionistas vinculados a instituições públicas ou privadas via transferência de tecnologia utilizando uma metodologia inovadora para tal na qual uma propriedade leiteira de cunho familiar transforma-se numa sala de aula prática denominada ud unidade de demonstração onde o conhecimento de todos os envolvidos pesquisadores instrutores extensionistas e produtores é atualizado a partir do implantação do projeto a ud passa a ser uma referência na região permitindo que outros produtores acompanhem o trabalho de viabilização da produção de leite sob vários aspectos técnico econômico social e ambiental histÓrico quando a embrapa pecuária sudeste deu início em 1.998 ao que é hoje o projeto balde cheio ninguém imaginava onde esse projeto poderia chegar a intenção era simplesmente fazer algo mais do que pro m dos problemas da pecuária o balde cheio está conseguindo fazer o que a pesquisa agropecuária mais almeja que é chegar no campo e contribuir para o desenvolvimento ferir palestras ou escrever artigos e trabalhos científicos o comprometimento no início do trabalho era pouco tanto por parte dos pesquisadores como pelo lado dos extensionistas e produtores com o passar do tempo foi gradativamente alterado no sentido de uma cobrança mais acentuada de cada membro envolvido nem nome fantasia o projeto tinha no começo era chamado de projeto de agricultura familiar leite posteriormente mudou para projeto de viabilidade leiteira em propriedades familiares a seguir ficou conhecido como projeto de viabilidade da produção de leite em pequenas Áreas e por fim projeto de viabilidade da produção de leite em pequenas Áreas de propriedades familiares praticamente um resumo do projeto e não um título até surgir o nome balde cheio sugerido pelo extensionista o engenheiro agrônomo adalberti stivari da regional de dracena da cati coordenadoria de assistência técnica integral entidade da secretaria de agricultura e abastecimento do estado de são paulo metodologia uma propriedade por município é selecionada pelo extensionista interessado devendo ter preferencialmente o seguinte perfil ser de pequeno porte a partir de 0,5 ha que tenha na atividade leiteira sua principal fonte de renda para que sirva como exemplo 8 revista cooperideal dezembro 2010

[close]

p. 9

a outros produtores na mesma situação e que seja de cunho familiar para que não haja interferência no aprendizado das pessoas envolvidas selecionada a propriedade pelo extensionista e aprovada pela equipe do projeto o proprietário deverá responder um questionário que identificará além de seu sistema de produção aspectos relacionados à situação sócioeconômico da família bem como questões referentes ao ambiente a visita de um integrante da equipe do projeto ocorrerá a cada quatro meses durante o tempo do trabalho que é de quatro anos totalizando doze visitas de acompanhamento nessas visitas além do integrante da equipe deverão estar presente o extensionista responsável pela ud e o produtor a presença de mais pessoas ou seja outros técnicos e produtores de leite da região deve ser incentivada o extensionista responsável pela ud deverá visitá-la periodicamente na freqüência mínima de uma vez por mês o produtor de leite que aceitar ser uma ud terá o direito de ser assistido pelo desde que cumpra com suas obrigações a realizar de imediato exames para detecção de brucelose e tuberculose descartando animais positivos b permitir que sua propriedade seja visitada por outros produtores e outros técnicos c fazer sempre o que for combinado entre os envolvidos e d passar a anotar controles básicos como chuva temperaturas máxima e mínima despesas efetuadas e receitas auferidas com a atividade leiteira parições coberturas e controles leiteiros pesagem ou medição uma vez ao mês do leite produzido por cada uma das vacas em lactação no primeiro ano de trabalho serão aplicados conceitos visando equacionar a alimentação do rebanho tanto no período das águas pastagens como na estação seca do ano cana de açúcar ou silagem no segundo e terceiro anos temas como o manejo reprodutivo do rebanho criação de bezerras e novilhas sanidade e ambiência farão parte das discussões no último ano a ordenha e a qualidade do leite serão abordadas com maior ênfase técnicas adequadas a cada propriedade são propostas e discutidas por todas as pessoas presentes na visita quadrimestral desta forma a solução mais viável possivelmente será encontrada e a cada visita os problemas vão sendo solucionados e novas perspectivas vislumbradas para que o acompanhamento das uds seja eficaz e a evolução do trabalho possa ser mensurada alguns materiais são necessários 1 planilhas para preenchimento no campo pelo produtor referentes aos controles climáticos econômicos e zootécnicos 2 análise do solo 3 exames para detecção de brucelose e tuberculose 4 levantamento plani-altimétrico detalhado da propriedade 5 identificação dos animais via brincos numerados 6 fita para pesagem de animais 7 pluviômetro 8 termômetro de máxima e mínima 9 quadro circular para gerenciamento da reprodução do rebanho e 10 quadro circular para gerenciamento do desenvolvimento das fêmeas em crescimento os itens 1 e 2 ficarão sob responsabilidade do proprietário da ud como contrapartida por permitir que sua propriedade seja transformada numa sala de aula prática as despesas decorrentes dos itens 3 a 10 ficarão a cargo do extensionista responsável pela ud ou da instituição ou empresa ao qual esteja vinculado lembrando que o item 3 somente será pago no primeiro exame o desempenho do extensionista será avaliado pela número de propriedades assistidas pas exclusivamente por ele e pela qualidade do trabalho nessas propriedades no grupo das pas incluem-se todo tipo de propriedades independentemente do porte tamanho do rebanho ou condição sócio-econômica do proprietário parcerias uma das principais estratégias do projeto balde cheio são as parcerias efetuadas com diversos tipos de entidades públicas órgãos de assistência técnica e extensão rural vinculados às secretarias estaduais de agricultura prefeituras departamentos de agricultura dos municípios instituições de ensino e pesquisa e instituições financeiras e privadas cooperativas laticínios associações sindicatos rurais federações de agricultura sebrae instituições de ensino e pesquisa e profissionais autônomos o envolvimento de parceiras distintas de diferentes elos da cadeia produtiva do leite confere ao projeto uma base sustentável e dinâmica colaborando para a formação de uma rede de trabalho onde ocorre uma intensa troca de informações e conhecimentos para atendimento da demanda crescente pelo projeto balde cheio os técnicos que mais se destacaram foram convidados para assumir o posto de instrutor do projeto passando ele a treinar outros técnicos resultados desde 1.998 o trabalho vem numa trajetória crescente e evolutiva passando de um projeto com viés econômico para um projeto que está promovendo a inclusão social através da geração de renda do resgate da dignidade dos extensionistas e de pequenos produtores familiares de leite apresentando componentes educativos sociais e ambientais tendo o ser humano como objetivo central de suas decisões o balde cheio está conseguindo fazer o que a pesquisa agropecuária mais almeja que é chegar no campo e contribuir para o desenvolvimento o trabalho tem transformado extensionistas e produtores de leite para posteriormente alcançar a propriedade ambos são abordados como capital humano que pensa que vive aprendendo e quer evoluir esta é a concepção inovadora do projeto balde cheio e provavelmente o que explique o seu sucesso estando presente em 482 municípios brasileiros distribuídos por 22 estados e o distrito federal contando com a participação de mais de 500 extensionistas e ao redor de 4.000 propriedades leiteiras espalhadas pelo brasil resultados obtidos em doze anos de existência do projeto balde cheio mostram que a produção de leite pode ser elevada em até 15 vezes e a rentabilidade em mais de 10 vezes como foi demonstrado na reportagem exibida no programa globo rural exibido no dia 19 de julho de 2009 e reprisado no dia 24 de janeiro de 2010 como participar técnicos da extensão rural e produtores de leite interessados em participar do projeto deverão entrar em contato com a equipe da embrapa pecuária sudeste pelo telefone 16 3411-5600 ou pelo e-mail sac@cppse.embrapa.br onde ficarão sabendo de mais detalhes para inclusão de seu município ou de sua região n dezembro 2010 revista cooperideal 9

[close]

p. 10



[close]

p. 11

rio grande do sul atendimento técnico da cooperideal com o produtor jorge cantini de roque gonzales rs d ados da emater/rs mostram que o setor lácteo movimenta no estado mais de r 8 bilhões por ano e que 135.000 propriedades trabalham com a atividade leiteira o volume médio captado diariamente é 9 milhões de litros frente a uma capacidade instalada de 14,5 milhões o que representa uma ociosidade de até 40 em relação ao volume de leite produzido indicando a possibilidade de crescimento da atividade no estado a cadeia produtiva do leite no rio grande do sul direta e indiretamente emprega aproximadamente 730 mil pessoas o rio grande do sul é atualmente o segundo colocado no ranking o rio grande do sul é atualmente o segundo colocado no ranking dos estados produtores de leite responsável por cerca de 12 da produção nacional dos estados produtores de leite responsável por cerca de 12 da produção nacional no período de 2007 a 2008 enquanto o crescimento da produção nacional foi de 5,5 no rio grande do sul o incremento foi bem acima da média 12,6 os maiores municípios produtores de leite do estado em ordem decrescente são marau casca santo cristo carlos barbosa e são lourenço do sul em geral os produtores gaúchos são ligados à cooperativas ou associações com predomínio da agricultura familiar nas propriedades produtoras tecnologias como a irrigação de pastagens têm sido objeto de incentivos por parte do governo estadual que vê na atividade uma ótima ferramenta para a geração de renda e a conseqüente manutenção das famílias no campo n dezembro 2010 revista cooperideal 11

[close]

p. 12

parceria cooperideal e emater/rs por marcelo brandoli grupo gestor do balde cheio no rio grande do sul o projeto balde cheio no rio grande do sul teve início em 20 de outubro de 2009 com seu lançamento do projeto no estado para o evento foram convidados secretários municipais da agricultura representantes de cooperativas e empresas de laticínios sindicatos de trabalhadores da agricultura fetag prefeitos secretários estaduais da agricultura e da irrigação embrapa banco do brasil sicredi sebrae e universidades a apresentação do projeto para uma platéia de 120 pessoas foi feita pelo coordenador nacional do projeto balde cheio e pesquisador da embrapa pecuária sudeste artur chinelato e também pelos técnicos marcelo rezende e fábio cagnin da cooperideal a partir desse lançamento em porto alegre a emater/rs e a cooperideal realizaram uma série de reuniões regionais para a apresentação do projeto nessas reuniões o balde cheio foi apresentado com o objetivo de promover o desenvolvimento da pecuária leiteira através da geração de renda do pequeno produtor familiar recuperando sua auto-estima e dignidade via transferência de tecnologia para os técnicos extensionistas locais quer sejam de entidades públicas ou privadas atualmente são 25 técnicos em treinamento e 72 propriedades que aplicam a metodologia do balde cheio no estado aplica-se uma metodologia inovadora na qual uma propriedade leiteira de cunho familiar é utilizada como sala de aula prática para reciclar e transferir o conhecimento a todos os envolvidos técnicos e produtores e ao mesmo tempo servir de exemplo ao demonstrar a viabilidade técnica econômica social e ambiental da produção de leite neste tipo de estabelecimento após essas reuniões as prefeituras interessadas solicitavam à cooperideal informações sobre como firmar as parcerias para treinamentos de técnicos de seus municípios o trabalho prático nas unidades dos municípios teve início em março de 2010 e atualmente são 16 municípios participantes iraí pinhal taquaruçu do sul roque gonzales três de maio são miguel das missões tenente portela coronel barros alegrete cândido godói augusto pestana são pedro do butiá quinze de novembro frederico westphalen santiago e seberi que desenvolvem o projeto atualmente são 25 técnicos em treinamento e 72 propriedades que aplicam a metodologia do balde cheio no estado alguns municípios incluíram o balde cheio em programas municipais de desenvolvimento da pecuária leiteira e no caso da emater/rs o projeto balde cheio faz parte do rs leite um programa estadual de incentivo à pecuária leiteira que envolve outras instituições participantes em setembro de 2010 foi criado o grupo gestor do projeto balde cheio no rio grande do sul que tem coordenação da emater rs e conta com a participação das seguintes instituições banco do brasil brfoods seappa sindilat fetag famurs conselho de secretários municipais da agricultura cooperideal e embrapa sudeste esse grupo tem como objetivo divulgar e colaborar na implantação do projeto balde cheio no estado em muitas propriedades apesar do pouco tempo da implantação da metodologia e do treinamento dos técnicos já é possível perceber ótimos resultados como produtividade triplicada diminuição nos custos de produção e talvez o mais importante os produtores estão recuperando o entusiasmo e os técnicos passaram a novamente acreditar na atividade o projeto balde cheio foi muito bem vindo ao estado do rio grande do sul e certamente com o competente trabalho da equipe da cooperideal a atividade leiteira em nosso estado se desenvolverá ainda mais acrescento mais um adjetivo ao trabalho da cooperideal competência essa é uma grande característica identificada em seu quadro técnico e por isso recomendamos o seu trabalho n marcelo brandoli é coordenador do balde cheio-rs e assistente técnico estadual da emater/rs 12 revista cooperideal dezembro 2010

[close]

p. 13

rio grande do sul produtores de alegrete rs em visita técnica à propriedade de idemar dalberto em nova prata do iguaçu pr a a tradição na lida com legrete município situado na os animais aliada ao região da fronteira oeste do rs é reconhecido por ser o de eficiente trabalho do maior extensão territorial no estado projeto balde cheio 7.800 km2 além de ter como eixos viabilizará economicaprincipais de sua economia a lavoura orizícola 4º maior produtor nacional mente as propriedades com 56 mil ha da cultura e a pecuária de corte maior rebanho do estado com cerca de 630 mil cabeças essas atividades apesar de orgulharem o município deixam uma lacuna muito grande no que tange à sustentabilidade econômica e social das pequenas e médias propriedades rurais de alegrete do total de 3 mil propriedades rurais existentes no município cerca de 2 mil 65 são pequenas e médias propriedades que a cada ano estão mais visita do pesquisador artur chinelato à alegrete descapitalizadas pela necessidade de escala exigida pelas atividades tradicionais É no sentido de oferecer melhores oportunidades a essas pequenas e médias propriedades que alegrete tem se movimentado buscando suprir através da atividade leiteira essa carência pois confia no potencial de seu produtor a tradição na lida com os animais aliada ao eficiente trabalho de transferência de tecnologias que o projeto balde cheio promove nos mais longínquos rincões do brasil viabilizará economicamente essas propriedades dando um novo ânimo às famílias rurais do sul do brasil o projeto balde cheio chegou a alegrete em abril de 2010 através da parceria estabelecida entre a emater-rs a prefeitura dezembro 2010 revista cooperideal 13

[close]

p. 14

rio grande do sul produtor leoni zacarias juliano thiago e ronei filho do produtor municipal e a cooperideal duas propriedades do município foram selecionadas como salas de aula do balde cheio onde sua metodologia é aplicada para a criação de referências locais do trabalho além da qualificação dos técnicos locais que virão a atender a demanda gerada pelos resultados aí obtidos logo no inicio do trabalho o município recebeu a visita do pesquisador da embrapa ­ pecuária sudeste artur chinelato idealizador do balde cheio na ocasião foi realizada uma palestra e uma visita à propriedade do senhor leoni zacarias da silveira assistido pelo trabalho no município nessa propriedade a produção era de 200 litros de leite por dia no início do trabalho pois as pastagens de verão já tinham terminado e as de inverno estavam em plantio com a chegada do inverno e aplicação dos primeiros conceitos do balde cheio a produção chegou a 500 litros por dia com o pastejo rotacionado de aveia e azevém e o objetivo é chegar aos 1500 litros por dia ao final de sua visita à propriedade artur chinelato sugeriu aos produtores de alegrete que fossem ao município de nova prata do iguaçu ­ pr para que vissem de perto o trabalho do balde cheio em propriedades que eram assistidas há mais tempo pelo técnico e instrutor do balde cheio em alegrete juliano alarcon fabrício da cooperideal essa visita ocorreu em 21 de outubro e contou com a participação de 36 pessoas entre produtores de leite do município o secretário municipal márcio amaral a diretora da secretaria municipal de indústria e comércio michele pedroso técnicos da sap e emater além de professores e alunos do instituto federal farroupilha eles percorreram 1600 km para ver de perto os resultados do trabalho da cooperideal e não se arrependeram já em nova prata do iguaçu pr o grupo se deslocou até a propriedade do sr adelar viecili onde puderam ver a forma como é conduzida a propriedade de 12,1 ha o manejo intensivo de 3,5 ha de pastagens irrigadas permite que essa propriedade produza 400 litros de leite por dia apenas nessa área em seguida o grupo se deslocou para a propriedade vizinha onde a família lothi trabalha em sistema de produção de sequeiro porém com resultados também muito bons demonstrando que embora importante somente a técnica de irrigação não é garantia de desempenho superior quando o sistema é bem conduzido essa propriedade trabalha com um custo operacional de r 0,25 por litro de leite produzido o que permite uma margem de lucro satisfatória mesmo em períodos de preços baixos do leite após o almoço o grupo visitou a propriedade mais antiga do projeto no município cujo livro de visitas já recebeu mais de setecentas assinaturas de visitantes no sítio pedaço do céu com área total de 20 ha as pessoas puderam conhecer o trabalho que permitiu à propriedade produzir mais de 300 litros/dia usando intensivamente apenas 5 ha de terra a qualidade de vida e a satisfação da família com o trabalho que realizam contagia a todos os que conhecem a história da família dalberto após a visita o secretario de agricultura de alegrete márcio amaral destacou ficou a sensação de que nosso município está no caminho certo no trabalho de qualificar nossos técnicos em breve estaremos também figurando como referência na produção de leite no estado e as famílias que estão se dedicando à atividade terão uma melhor qualidade de vida e seus filhos vislumbrarão um futuro promissor no campo n produtores de alegrete em visita a adelar vieceli em nova prata do iguaçu pr 14 revista cooperideal dezembro 2010

[close]

p. 15

rio grande do sul produtores e técnicos de tenente portela rs a através de uma maioria das propriedades do mas eficaz vem promovendo mumunicípio de tenente portela metodologia simples danças em um cenário até então de são de pequeno porte tendo desilusão e descrédito mesmo com mas eficaz o projeto o pouco tempo do trabalho na região como atividade principal a produção de leite o município vem investindo já é possível perceber um novo vem promovendo na atividade leiteira desde o ano de alento nos produtores participantes mudanças em um 2005 através de incentivo à insemido projeto nação artificial distribuição de dejetos o objetivo do projeto é a geração cenário até então de suínos cursos e treinamentos na de renda através da atividade leidesilusão e descrédito teira principalmente nas pequenas área de leite em 2009 a produção anual do município foi de 11.375.418 propriedades atualmente o projeto de litros de leite o equivabalde cheio está sendo lente à produção de aprodesenvolvido em dez ximadamente 31.000 litros propriedades de tenente por dia em janeiro de portela tendo como pro2010 através da parceria priedade sala de aula entre a prefeitura municipal local onde é capacitado secretaria municipal da na prática o técnico agricultura e meio amlocal a propriedade do biente adeter embrapa e senhor altair da rosa cooperideal foi implantado localizada na comunio projeto balde cheio no dade lajeado seco no município interior do município esse trabalho tem ajuestão recebendo treinadado a desenvolver a mento na metodologia atividade leiteira nas pedo projeto balde cheio quenas propriedades da os técnicos diogo cansi região noroeste do rio rovani jaguszeski e grande do sul através de sandro beck da equipe uma metodologia simples técnico fernando baratta produtor altair rosa e sua família técnica da smama n dezembro 2010 revista cooperideal 15

[close]

Comments

no comments yet