Jornal de Formosa do Rio Preto 2

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

riopreto apa do rio preto apresentamos uma importante unidade de conservação áreas protegidas por lei do oeste baiano a Área de preservação ambiental apa do rio preto esta área foi criada pelo decreto estadual n° 10.019 em 2006 com o intuito de conservar e preservar o meio ambiente e os recursos ambientais do lugar são eles remanescentes de florestas de mata atlântica cerrado e caatinga e nascentes e da bacia hidrográfica do rio preto entrevistamos a gestora da apa do rio preto carla maiana acompanhe foto Édina stein formosa do rio preto ba 2ª edição dezembro de 2010 o aquífero urucuia qual a área total da apa a quais municípios ela se estende carla a apa do rio preto se estende pelos municípios de formosa do rio preto santa rita de cássia e mansidão abrangendo uma área de 1.146.161 hectares no município de formosa do rio preto a poligonal da apa abrange aproximadamente 80 do território do município como é realizada a ocupação e a fiscalização da apa carla pelo fato de ser uma apa que busca compatibilizar o desenvolvimento sustentável com a conservação do meio ambiente permite-se a ocupação da área dessa unidade de conservação pode-se ter uma propriedade e explorá-la economicamente isso não é proibido porém essas atividades precisam ser desenvolvidas de forma sustentável para não fugir dos objetivos estabelecidos para a criação da apa uns dos instrumentos de gestão que podemos utilizar para buscar essa ocupação ordenada e sustentável são o plano de manejo e o zoneamento ecológico econômico são documentos elaborados por meio de estudos diversos que envolvem vários profissionais e nesses documentos são indicadas as áreas propícias para serem desenvolvidas cada atividade sem colocar em risco a conservação dos recursos naturais a apa do rio preto ainda não possui esses dois instrumentos pois pela legislação há um prazo de cinco anos após a criação da apa para que esse documento seja elaborado com a implantação de uma câmara de compensação esperamos que o plano de manejo seja elaborado dentro desse prazo a fiscalização fica por conta do órgão ambiental competente que é o instituto de meio ambiente ima nós como órgão gestor trabalhamos com o monitoramento das atividades dentro da apa e quando necessário acionamos o ima para realizar a fiscalização outros trabalhos que estão sendo realizados pela apa segundo a gestora carla como a apa é muito extensa o ideal seria que tivéssemos uma equipe multidisciplinar para tratar das diversas atividades na unidade de conservação como educação ambiental anuência prévia conselho gestor monitoramento mas como ainda não dispomos dessa equipe temos que priorizar algumas coisas e uma delas é buscar uma mobilização com as comunidades para que estas possam conhecer a apa e saber da sua importância principalmente nessa época do ano quando há incêndios florestais que afetam os municípios de formosa do rio preto e santa rita de cássia trazendo tantos prejuízos ao meio ambiente e a população dessas cidades recebemos muitos processos requerendo anuência prévia um documento que permite que uma atividade agrosilvopastoril seja desenvolvida na área da apa qual a importância do conselho carla gostaria de destacar a importância do conselho gestor pois ele também é um instrumento de gestão da unidade de conservação nesse espaço se discute temas pertinentes ao meio ambiente educação ambiental fiscalização projetos socioambientais além de conhecer e opinar sobre os empreendimentos que estão sendo implantados na região e integrar políticas ambientais uma vez que o conselho é formado por representantes do poder público municipal estadual e federal além da sociedade civil e setor produtivo o sistema aquífero urucuia sau é um manancial subterrâneo de águas composto por quatro subtipos de aquíferos interelacionados ­ livre regional o suspenso local o confinado ou semiconfinado e o livre profundo o sau representa o principal manancial subterrâneo do oeste baiano e tem uma área de 76.000 km² que vai do sul do piauí até o noroeste de minas gerais abrangendo os municípios de barreiras correntina cocos são desidério formosa do rio preto e anel da soja na bahia e taguatinga e alvorada do norte em goiás o aquífero urucuia não é importante apenas pela sua capacidade de armazenamento de água mas também por alimentar nascentes de afluentes da margem direita do rio tocantins e por regular as vazões dos afluentes da margem esquerda do médio rio são francisco formosa do rio preto é privilegiado por estar em cima do aquífero urucuia mas nem toda a população tem conhecimento de sua existência nem de sua importância para o município É importante levar essas informações às pessoas para que possam reduzir atividades impactantes como o uso excessivo de agrotóxicos que podem contaminar a água do aquífero e o uso de máquinas pesadas em lavouras que causam a compactação do solo e impedem a infiltração das águas pluviais no mesmo também é necessário conservar a vegetação natural para garantir a recarga do aquífero para que não venham prejudicar o sau devem ser implantadas algumas ações como plantio direto emissão de outorgas para que se faça o uso controlado da água e aproveitamento das águas pluviais qual foi o objetivo de criação da apa carla quando ela foi criada buscou-se proteger tanto a extensão do rio preto desde a sua nascente até a foz assim como seus principais afluentes e veredas considerou-se também a importância dos fragmentos de floresta de mata atlântica cerrado e caatinga foto ericka paloma maia

[close]

p. 2

memorial da cultura formosense foto maria das mercês desfile dos mascarados as festas culturais de formosa do rio preto iniciavam-se em janeiro mês dos reis e sua abertura era no dia 06 quando as pessoas faziam esta saudação meus reis tendo como resposta uma prenda uma lembrança a partir desta data as apresentações dos reis seguiam pelas ruas da cidade cantando de porta em porta durante todo o mês esta festa folclórica tinha como objetivo divertir os componentes com uma feijoada acompanhada de matinês levantamento fundos para a paróquia e ainda havia apresentações em outras cidades da região como corrente pi apresentava-se também o terno que era somente cantado em uma casa como homenagem feita a pessoa por ter alcançando alguma meta esse festejo era responsabilidade do homenageado para o bom esclarecimento dos reis vamos lembrar de alguns reis das rosas mimo do céu do Índio das pescadoras das ciganas do origofo do urso e o inesquecível reis do boi ao terminar a festa do reisado as mentes não paravam de trabalhar pensando no carnaval já vendo o filme dos desfiles das marchinhas ouvidas no rádio dos blocos dos cordões das sedas para fantasias e por último quem seria a pessoa indicada para o encharque do intrudo molhação das pessoas parte essencial e divertida da abertura das festas carnavalescas pelas ruas da cidade atingindo de preferência pessoas que tivessem bem vestidas ou ainda zangadas esta festa era distribuída desta forma pela manhã intrudo e alguns cordões mascarados e à tarde desfiles dos blocos fantasiados pelas ruas da cidade À noite ai que saudade havia um grande baile no salão de antônio araújo onde gente vinda também de outras cidades a tornavam uma grande festa de confraternização os músicos vinham de um lugar bem próximo canudos em seguida vinha a quaresma as festas juninas a vaquejada a festa do padroeiro sagrado coração de jesus com novenas animadas logo em seguida ainda era realizada a levada de ramo na casa do próximo encarregado com disputa de fogos e leilão na porta da igreja com o objetivo de angariar fundos para a paróquia tínhamos também desfile de 7 de setembro e na época do natal visitação nas lapinhas presépios maria das mercês garcês caldeira alves foto elizângela magalhães maria das mercês garcês caldeira alves a pequena cadeia produtiva da cana e a tecnologia artesanal rapadura e na fervura da garapa o caldo utilizado para a produção da cachaça na purificação do caldo para a transformação do melado é produzida uma espuma que serve para alimentar animais especialmente suínos em algumas comunidades esse processo de fabricação dava-se de forma artesanal e era utilizada a tração animal para girar uma moenda os utensílios utilizados eram tachos de cobre ­ onde se produzia o melado escumadeiras cuia com o cabo feito de taboca ­ usada para a purificação do mel cochos de madeira para armazenar a garapa no engenho pás de madeira para bater o mel e grades também de madeira para dar forma à rapadura o uso dessa tecnologia artesanal de forma sustentável não agredia a natureza e ainda gerava renda para as famílias foto sérgio aires a pequena cadeia produtiva da cana e a tecnologia artesanal como meio de subsistência a cana-deaçúcar é uma importante fonte de renda em nosso município o plantio da cana ocorre entre abril e maio a área cultivada tem produção ativa de aproximadamente 10 anos para o plantio são retirados os olhos da cana armazenados em locais próprios de espera para o período certo para o início do plantio cujas mudas podem ser retiradas da mesma área cultivada após um ano da data do plantio inicia-se a produção de rapadura e a cachaça a famosa brejeira a cana também é utilizada para a alimentação animal a fabricação desses produtos é realizada de modo sustentável onde tudo é reaproveitado a cana é processada em uma moenda moinho onde é retirado o caldo que servirá para a produção da cachaça e da rapadura produtos que geram renda o que sobra da moagem o bagaço da cana é utilizado para a alimentação de animais e na adubação do solo serve também como forro para o armazenamento da rapadura além de ser aproveitado seco para alimentar as fornalhas durante o processo de fabricação do melado ­ que dá origem à a pequena cadeia produtiva da cana e a tecnologia artesanal

[close]

p. 3

saiba mais sobre agrotóxicos entrevistamos três profissionais da área de agricultura para apresentar aos leitores mais informações sobre este assunto o primeiro entrevistado é aliomar carvalho bonfim técnico em agropecuária da federação dos trabalhadores na agricultura no estado da bahia fetag o que são agrotóxicos aliomar ­ são produtos usados para exterminar pragas ou doenças que causam danos nas plantações existem diversos tipos de agrotóxicos que agem sobre plantas daninhas e insetos fungicidas acaricidas hermaticidas herbicidas e vermífugos agrotóxico é veneno e mata portanto é importante não violar as embalagens e ficar atento ao prazo de validade do produto também é preciso evitar abastecer ou lavar o pulverizador em fontes d água ou próximo a mananciais o ideal são tanques ou reservatórios especiais É importante ainda não reutilizar estas embalagens de agrotóxicos elas devem ser devolvidas a empresa que as comercializou além disso por ser um produto altamente tóxico os defensivos agrícolas devem ser armazenados em locais específicos distantes de outros produtos e dos alimentos quais são as vantagens que os agrotóxicos trazem aliomar ­ ele controla as ervas daninhas pragas fungos nas lavouras e pastagens nosso segundo entrevistado é o engenheiro agrônomo luiz fernando demarchi da empresa baiana de desenvolvimento agrícola ebda qual a desvantagem do agrotóxico para o meio ambiente luiz fernando ao introduzir um produto diferente ao meio em outras palavras quando usamos uma molécula química para defender a lavoura causamos um desequilíbrio nesse meio se por um lado matamos a praga que nos atrapalha por outro colocamos moléculas químicas poderosas e com efeito residual essas moléculas ficam expostas e podem causar toxidade no ser humano se chove são carregadas para o rio matando os peixes se mal aplicadas podem afetar as lavouras vizinhas entre outras conseqüências com a evaporação das moléculas estas vão para a atmosfera se concentram e em alguns casos podem se reverter em chuvas ácidas entre vários outros efeitos que também devem ser observados como a morte de animais em relação ao solo alguns produtos têm a capacidade de percolação ou seja essas moléculas esterilizam o solo ou vão para o lençol freático e contaminam as águas subterrâneas antigamente existiam moléculas como os organoclorados que foram usados indiscriminadamente e por conta disso hoje temos no mundo muitas pessoas com câncer e outros problemas de saúde hoje temos a opção de usar produtos orgânicos ou mesmo moléculas especificas para controlar pragas e também biodegradável apesar de mais caros são opções para reduzir o uso dos agroquímicos e da contaminação global hortaliças e alimentação no bairro santana o senhor antonio dias de castro cultiva uma horta orgânica desde 2.005 orgânicos são uma maneira de se alimentar melhor pois não se usa agrotóxico o que torna os seus produtos mais puros e nutritivos quais são as vantagens de uma horta orgânica antonio por ser um adubo orgânico teremos uma alimentação saudável É sempre uma boa alternativa pois os produtos químicos causam vários tipos de prejuízos à natureza afetando o nosso meio ambiente eu uso adubos totalmente naturais esterco de gado palha de arroz carbonizada e compostagens feita com restos da cozinha casca de ovos casca de frutas borra de café folhas em geral tudo que for de origem vegetal é adequado e para matar pragas fungos e insetos uso uma calda da planta nim que tem ação de inseticida e fungicida além de fumo pimenta e urina de gado tudo feito de uma forma bem natural sabemos que a mãe natureza tem recursos suficientes devemos cuidar bem da alimentação para termos uma melhor qualidade de vida sem o uso do agrotóxico estamos também colaborando com o meio em que vivemos antônio dias de castro em sua horta orgânica pesca e piracema a pesca predatória em formosa do rio preto a pesca predatória retira do ambiente mais do que se consegue repor levando a consequências desastrosas para a bacia do rio preto podendo limitar a produtividade pesqueira das comunidades ribeirinhas e ameaçar a biodiversidade a biodiversidade do rio preto e de seus afluentes enfrenta ameaças quanto a sua conservação dentre elas destacam-se a pressão exercida pela pesca esportiva na época da piracema o uso inadequado de terras para a agropecuária com utilização de agrotóxicos e problemas decorrentes da introdução de espécies exóticas como o tucunaré o vereador gestidalton conhecido como tote comentou a respeito no rio preto havia muitas espécies de peixes hoje já houve uma redução e até mesmo extinção de alguns peixes como pirá surubim boseiro joana mole mantrichã pacu dourado curimatá as ameaças para a preservação das espécies aquáticas da bacia do rio preto são muitas do ponto de vista socioambiental as comunidades ribeirinhas deixaram de ter o seu alimento como menciona o senhor zeca antes os pescadores ribeirinhos já deixavam a panela no fogo porque era peixe certo hoje já não contam mais com isso a diminuição de espécies de peixes podem ser revertidas e esse é o desafio do comitê pesqueiro cuja gestão não deve permitir que essa redução atinja níveis que venham a comprometer a reposição dos estoques e portanto o uso das espécies pelas presentes e futuras gerações agronegócio em formosa do rio preto formosa apresenta uma área de 16.514 km² no entanto apenas 450.000 hectares são cultivados com a agricultura ou a pecuária as principais culturas plantadas são soja milho algodão e arroz nos anos de 2009 e de 2010 o nosso município foi considerado o maior produtor de soja da bahia ou seja o agronegócio exerce uma grande influência em nossa economia no nosso município encontram-se dois tipos de agricultura a agricultura familiar e a agricultura para comercialização em grande escala o agronegócio assim como tantas outras atividades tem pontos negativos e positivos como positivo destacamos a geração de empregos e renda a produção de alimentos e a manutenção da população no campo como negativo observamos que o uso de máquinas agrícolas ocupa cada vez mais espaço nas lavouras aumentando a compactação do solo o desmatamento do bioma cerrado para produção agrícola e o alto consumo de produtos como fertilizantes e agrotóxicos podem causar contaminação do solo e dos recursos hídricos principalmente se o uso não for consciente vista do rio preto

[close]

p. 4

queimadas cuidado os focos de queimadas registrados em formosa do rio preto em 2.010 foram bem maiores do que no ano passado pois a região está sofrendo com a seca o que deixa a umidade do ar baixa a vegetação ressecada e propícia às queimadas ou seja um dos principais fatores que causam as queimadas é a redução de chuvas os recentes focos de queimadas em nosso município estão deixando um rastro de devastação e total prejuízo para os fazendeiros locais outro resultado marcante após as queimadas é o desequilíbrio ambiental com as queimadas e com a diminuição dos pastos a redução das águas em poços e barragens e o pior de tudo uma desvalorização de nossos produtos no agronegócio local e estadual não podemos apenas ficar traçando metas de combate aos focos de incêndio mas sim fiscalizar e cuidar atentamente das matas fazendo queimadas sempre autorizadas e regularizadas como evitar as queimadas faça queimadas somente com autorização do ibama e de forma controlada apague com água o resto do fogo em caso de fogueiras de acampamentos para evitar que o vento jogue as brasas para a mata pontas de cigarro acesas próximo a qualquer não jogue tipo de vegetação seca aceiros barreiras que impedem a propagação construa das chamas o aceiro pode ser feito em forma de vala ou limpeza do terreno de modo a obstruir a passagem do fogo foto persival castro fotos simone carvalho a importância das matas ciliares as matas ciliares às margens dos rios córregos e nascentes são fundamentais para o equilíbrio ecológico oferecendo proteção para o solo o replantio das áreas de mata ciliar é uma necessidade devendo ser implementada com espécies nativas estas durante seu crescimento absorvem e fixam o chamado dióxido de carbono um dos principais gases responsáveis pelas mudanças climáticas que afetam o planeta o replantio de matas ciliares contribui para a conservação da biodiversidade fornecendo para nós alimentos sombra e ar fresco restaurar e recuperar as árvores é dever de todos nós pois são elas que nos proporcionam uma melhor qualidade de vida por isso fazemos um apelo a todos se cortar uma árvore plante outra para conservar a nossa cidade mais bonita e assim você está contribuindo com o meio ambiente foto simone carvalho realização expediente participantes 1º grupo elton oliveira rodrigues amanda lacerda dos santos Édina simone stein ericka paloma viana maia patrícia carvalho da silva railene alves fernandes dalziza lopes da silva 2º grupo gestidalton ribeiro da cruz ozéas aparecido de souza elizete alves batista maria irani novais josé joaquim l guedes enivalda serpa dos santos araújo josé de souza neri 3º grupo elizângela dos santos magalhães maria jacinta oliveira aires cunha josilene damaceno lima aurenilde aires dos santos vera lúcia de jesus maria luiza alves da silva 4º grupo domingas alves barbosa dilmacy araújo matos da silva simone carvalho de jesus geisy aparecida alves nogueira luciara pereira lopes graziele oliveira santos lima maria josé pereira lopes e jenociene souza santos escritório peamss formosa do rio preto ba avenida ulisses de castro 358 e-mail peamssformosa@hotmail.com jornal produzido a partir das oficinas de educação ambiental e educomunicação do projeto de educação ambiental e mobilização social em saneamento peamss realizado em 13 municípios do estado da bahia saiba mais sobre o projeto www.peamssbahia.com tiragem 16.000 cópias

[close]

Comments

no comments yet