Os segredos da Oração (Para uma Oração Vitoriosa)

 

Embed or link this publication

Description

Apostila, Palestra.

Popular Pages


p. 1

palestra iv apostila didática os segredos da oração para uma oração vitoriosa www.embaixadadecristo.webnode.com.br

[close]

p. 2

Índice prefácio página 1 os segredos da oração os princípios da oração página 3 o ilimitado poder da oração a oração vitoriosa página 6 página 4 a oração que funciona conclusão página 15 página 13 página 1

[close]

p. 3

prefácio os segredos da oração uma oração difícil porém prática o pai nosso ­ mateus 6.9-13 -quem a poderá orar posso afirmar mediante minhas experiências espirituais com deus e de outros personagens bíblicos e contemporâneos acerca da oração e seus efeitos onde se podem observar três motivos para que nossa petição oração não surta efeito pelo menos de imediato 1º por não sabermos orar nos comunicar pedir a deus como é descrito em tiago 4:3 pedis e não recebeis porque deleites pedis mal para o gastardes em vossos 2º por não ser o tempo determinado por deus em acontecer tal petição eclesiastes 3:1 1 tudo tem o seu debaixo do céu tempo determinado e há tempo para todo o propósito 3º por amadurecimento espiritual preparação para consolidação da oração através do preparo capacitivo emocional e espiritual como podemos notar nos heróis da fé que conseguiram conquistas através da oração ex abraão daniel davi josé do egito entre outros e mais quatros aspectos básicos para uma perfeita oração às quais se seguem 1º os princípios da oração 2º o ilimitado poder da oração 3º a oração vitoriosa 4º a oração que funciona no mais e desejoso em edificar e exortar através do evangelho de cristo nossos corações e mentes acerca da importância em nos comunicarmos com deus de maneira agradável e eficiente ao nosso criador para que nossas petições alcancem o esplendor de sua graça o autor página 2

[close]

p. 4

os princípios da oração baseado no livro de neemias toda oração para ser eficaz precisa obedecer a princípios deus é um deus de princípios ele estabeleceu leis a fim de que as realidades espirituais possam funcionar a oração funciona e é um meio eficaz de graça porém ela é regida por princípios isto é um conjunto de leis que se forem obedecidas e aplicadas corretamente cumprirá o propósito os princípios para a oração eficaz estão todos na palavra não precisam mais ser inventados apenas obedecidos eles estão presentes nas vidas dos homens e mulheres que andaram com deus em toda narrativa bíblica quando lemos as escrituras imediatamente entramos em contato com esses poderosíssimos princípios no livro de neemias nós temos desde o primeiro até o último capítulo muito conteúdo sobre oração neemias era um homem de oração e essa é ênfase que encontramos na sua história no livro que leva seu nome especialmente quero destacar nesta ocasião o primeiro capítulo e te mostrar a riqueza de princípios sobre a oração que ele contém o capítulo primeiro de neemias é riquíssimo em princípios ele nos deixa logo de início conhecer o caráter de neemias que homem ele era um homem íntegro pois ocupava um alto cargo de confiança no reinado de artaxerxes fazia a segurança do rei também era um homem profundamente envolvido com a causa do seu povo judeu apesar de estar no exílio se mantinha atualizado sobre a situação do seu país sentia tanta compaixão que se punha em oração por seu povo continuamente ele era notadamente um homem de oração e é justamente sobre a vida de oração de neemias que temos muito a aprender ele ora em meio ao tempo de crise não faz nada antes de orar segue alguns princípios que precisamos aprender veja 1º sua oração foi movida por compaixão e não por obrigação ele se preocupava com o bem-estar do seu povo 1:2,4 somente movidos por compaixão conseguimos persistir em oração e jejum pelas pessoas através da persistência de neemias o coração de deus foi tocado 2º a oração ganhou prioridade sobre as outras coisas em sua vida.1:4 ele se dispôs a sacrificar uma necessidade e desejo legítimo para chamar a atenção do senhor sobre a causa do seu povo se absteve de comer para passar mais tempo na presença do senhor uma questão de prioridade página 3

[close]

p. 5

3º a oração teve um tom de persistência 2:4 durante quatro meses seguidos neemias orou até que compreendeu a hora exata de fazer a petição ao rei somente depois de quatro meses de persistência e abstinência é que ele obteve resultados favoráveis ele não desistiu pelo contrário persistiu até que o momento fosse oportuno para agir 4º a oração não serviu de desculpa para neemias deixar de trabalhar 1:11 2:1 assim como neemias não precisamos nos afastar da vida normal para manter a excelência na oração algumas das nossas responsabilidades não podem ser suspensas para nos dedicarmos exclusivamente à oração mas também não podem ser desculpas para não nos entregarmos a ela neemias continuou servindo e enquanto fazia seu trabalho orava e jejuava assim foi até que conseguiu a liberação e o favor de deus e do rei o ilimitado poder da oração joão 4:46-54 por deise levino cremos que o poder da oração é sem limites nós é que somos demasiadamente limitados na nossa compreensão a respeito da oração bem como do modo de deus agir através dela quase que a maioria de nós já desenvolveu um determinado tipo de entendimento sobre a oração e nos estribamos nele de tal forma que nem experimentamos mais as novidades de uma vida de oração vibrante dinâmica e eficaz no evangelho de joão encontramos um clássico exemplo de alguém que tinha uma mentalidade formada a respeito da oração e do modo pelo qual o senhor opera e é com ele que aprendemos mais sobre o ilimitado poder da oração um alto oficial da corte cujo nome não é citado tinha uma urgência em sua casa seu filho estava á beira da morte e somente um milagre poderia salvá-lo bem informado sobre o roteiro de jesus se deslocou até onde estava ministrando e fez um pedido súplice senhor desce até a minha casa imponha as mãos e ore antes que meu filho morra jesus não achou necessário ir até cafarnaum ele poderia orar a oração tocaria o filho do oficial e ele seria curado simples foi o que ele fez e exatamente na hora que orou o filho foi curado à distância nem jesus foi e nem o filho veio a oração fez a ligação entre um e outro e o poder de deus se manifestou versículo 52 página 4

[close]

p. 6

É assim tão simples sim os princípios espirituais do reino são simples nós é que os complicamos com uma mentalidade estribada em nosso próprio pensamento temos uma mente formada e enrijecida sobre o modo de deus operar através da oração a cura do filho do oficial do rei é um golpe fatal nessa mentalidade fechada que inopera nossa fé e nos impede de experimentar o ilimitado poder da oração esse milagre tem um forte conteúdo sobre o poder da oração acompanhe estes dois raciocínios 1º a distância geográfica não é barreira para o poder da oração jesus não precisou necessariamente se deslocar para curar o doente esta era a principal lição que ele queria ensinar a oração não conhece barreira geográfica ela funciona à distância também 2º a distância física também não é barreira para o poder da oração mesmo que ele não fosse ou o filho enfermo não viesse a oração pode alcançar dimensões inimagináveis jesus não precisou necessariamente tocar impor as mãos no enfermo ele orou e a cura se fez precisamos alargar nossa mente este pai aflito chegou com uma mentalidade e saiu com outra tudo porque jesus fez questão de ensinar-lhe sobre o poder ilimitado da oração nos relatos do novo testamento temos outros exemplos preciosos sobre o poder da oração vejamos mais dois exemplos 1º a diferença sociocultural não é barreira para o poder da oração mateus 7:24-30 jesus cura a distância o filho do oficial do rei um homem proeminente socialmente reconhecido mas também à distância ele cura a filha endemoninhada da mulher siro-fenícia uma mulher gentílica discriminada por causa da procedência social e racial a oração não conhece essas barreiras ela rompe fronteiras e funciona onde existir fé 2º a diferença religiosa não é barreira para o poder da oração atos 10:34 cornélio um prosélito temente é notadamente um homem de oração ele não havia recebido pleno conhecimento de jesus não era judeu e nem praticante do judaísmo porém orava continuamente ao ponto de erguer um memorial no céu deus respondeu de forma assombrosa as orações de cornélio elas eram legítimas procediam de um coração temente mesmo não sendo oficialmente convertido e nem membro de uma sinagoga com o exemplo de cornélio descobrimos que deus não faz acepção de pessoas não age com favoritismo e nem tem prediletos ele identifica a fé e o temor tem muita oração sendo respondidas fora dos nossos templos e dos círculos chamados cristãos isso porque a oração não conhece a barreira da religião página 5

[close]

p. 7

este é o tempo de mudarmos nossa maneira de pensar a respeito da oração seu poder é ilimitado nossa mente é que é pequena precisamos renová-la e a melhor maneira é nos voltarmos para a palavra convido-te a fazer isso nos próximos dias a oração vitoriosa texto de charles g finney oração vitoriosa é aquela que consegue resultados fazer orações é uma coisa vencer pela oração é outra a vitória pela oração depende não tanto da quantidade como da qualidade a melhor introdução que tenho para este assunto é um fato da minha experiência anterior à minha conversão relato-o porquê temo que tais experiências sejam muito comuns entre incrédulos ao que me lembro eu nunca assistira a uma reunião de oração antes de começar o curso de direito então pela primeira vez passei a morar nas proximidades de um local onde havia reunião de oração todas as semanas eu não tinha muita oportunidade para conhecer ver ou ouvir religião por isso tinha opinião formada a respeito em parte por curiosidade e em parte por certo desassossego de espírito difícil de definir comecei a freqüentar a tal reunião de oração nesse mesmo tempo comprei minha primeira bíblia e comecei a lê-la escutava as orações que eram feitas naquelas reuniões com a máxima atenção que eu poderia prestar a orações tão frias e formais cada um pedia o dom e o derramamento do espírito santo tanto nas orações como nos comentários que de vez em quando faziam confessavam que não conseguiam ser atendidos por deus isso aliás era patente e por pouco que não fez de mim um cético vendo-me com tanta freqüência na reunião o dirigente certo dia perguntou-me se eu não desejava que orassem por mim respondi que não acrescentando com certeza eu preciso de oração mas as suas orações não são atendidas os senhores mesmos o confessam manifestei então o meu espanto com esse estado de coisas em vista do que a bíblia diz das vitórias da oração página 6

[close]

p. 8

de fato durante algum tempo fiquei grandemente perplexo e em dúvida diante dos ensinos de cristo sobre a oração em confronto com aquilo que eu presenciava semana após semana na reunião de oração seria cristo realmente um ensinador divino teria ele de fato ensinado o que os evangelhos lhe atribuíam devia ser tomado ao pé da letra seria verdade que a oração tinha valor para conseguir bênçãos da parte de deus se era verdade como explicar isto que eu presenciava semana após semana e mês após mês nessa reunião de oração esses homens seriam crentes de fato o que eu ali ouvia seria realmente oração no sentido bíblico seria a oração que cristo tinha prometido atender aí encontrei a solução convenci-me de que eles estavam iludidos que não obtinham vitórias porque não tinham nenhum direito a isso pois não atendiam às condições que deus determinou para que ele ouvisse a oração ao contrário as orações deles eram justamente as do tipo que deus prometera não atender evidentemente não percebiam que estavam correndo perigo de ir orando daquele modo até caírem no ceticismo quanto ao valor da oração lendo a bíblia observei as seguintes condições estabelecidas 1º fé que deus atende à oração isso evidentemente importa na esperança de recebermos aquilo que pedimos 2º pedir de acordo com a vontade de deus isso claramente implica em pedir-lhe só as coisas que deus está pronto a conceder mas também pedir-lhe num espírito que ele possa aceitar temo que seja comum crentes deixarem de levar em conta o estado de espírito que deus exige deles como condição para atender às suas orações por exemplo no pai nosso o pedido venha o teu reino requer evidentemente sinceridade para que tenha valor para deus mas a sinceridade na apresentação desse pedido implica na consagração integral do coração e da vida de quem pede para a consolidação desse reino implica em dedicar a esse fim tudo quanto temos e tudo quanto somos proferir essa petição em qualquer outro estado de espírito é hipocrisia e abominação diante de deus página 7

[close]

p. 9

assim na petição seguinte seja feita a tua vontade na terra como no céu deus não promete atender ao pedido a não ser que seja feita sinceramente mas sinceramente importa num estado de espírito que aceite toda a vontade de deus até onde a entendemos da mesma forma que é aceita no céu importa na obediência total inspirada no amor e na confiança a toda a vontade de deus quer seja essa vontade revelada na sua palavra pelo seu espírito ou na sua providência significa que nos mantemos a nós mesmos e a tudo que somos e possuímos à disposição de deus de forma tão absoluta e voluntária quanto o fazem os habitantes do céu se ficarmos aquém disso retendo para nós o que quer que seja estamos contemplando a iniqüidade no coração e deus não nos ouvirá a sinceridade nessa petição significa um estado de absoluta e total consagração a deus qualquer atitude que fique aquém dessa importa em reter de deus aquilo que lhe é devido É desviar os ouvidos de ouvir a lei mas que dizem as escrituras o que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei até a sua oração será abominável provérbios 28:9 será que entendem isso os que professam a fé o que é verdade com referência a essas duas petições também o é no que se refere a toda oração será que os crentes levam isso na devida consideração lembram-se de que tudo que se apresenta como oração é abominável se não for feito no estado de consagração inteira de quanto somos e temos a deus se na oração e com ela não nos oferecemos com tudo quanto temos se o nosso estado de espírito não é de quem aceita de coração toda a vontade de deus executando-a perfeitamente até onde a conhecemos então nossa oração é abominável que profanação terrível é o uso que freqüentemente se faz do pai nosso tanto em público como em particular repetir como um papagaio venha o teu reino seja feita a tua vontade na terra como no céu enquanto a vida está longe de se conformar com a vontade de deus é simplesmente revoltante ouvir os homens orarem venha teu reino enquanto está mais do que evidente que estão fazendo pouco ou nenhum sacrifício ou esforço para promoverem esse reino é uma refinada hipocrisia aí não há nada de oração vitoriosa 3º a ausência do interesse egoísta é uma condição da oração vitoriosa pedis e não recebeis porque pedis mal para esbanjardes em vossos prazeres tiago 4.3 página 8

[close]

p. 10

4º outra condição da oração vitoriosa é a consciência pura diante de deus e dos homens 1ª joão 3.20-22 se o nosso coração nossa consciência nos acusar certamente deus é maior do que o nosso coração e conhece todas as cousas amados se o coração não nos acusar temos confiança diante de deus e aquilo que pedimos dele recebemos porque guardamos os seus mandamentos e fazemos diante dele o que lhe é agradável aqui se tornam claras duas condições primeira que para sermos aceitos por deus temos de conservar pura a consciência e segunda que devemos guardar seus mandamentos e fazer diante dele o que ihe é agradável 5º coração puro é condição da oração vitoriosa salmos 66.18 se eu atender à iniqüidade no meu coração o senhor não me ouvirá 6º toda a confissão e restituição devidas a deus e aos homens é outra condição da oração vitoriosa provérbios 28.13 0 que encobre as suas transgressões jamais prosperará mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia 7º outra condição mãos limpas salmos 26.6 lavo as mãos na inocência e assim andarei senhor ao redor do teu altar i timóteo 2.8 quero que os homens orem em todo lugar levantando mãos santas sem ira e sem contenda 8º a solução das contendas e animosidades entre irmãos é uma condição mateus 5.23,24 se ao trazeres ao altar a tua oferta ali te lembrares de que teu irmão tem alguma cousa contra ti deixa perante o altar a tua oferta vai primeiro reconciliar-te com teu irmão e então voltando faze a tua oferta 9º a humildade é outra condição da oração vitoriosa tiago 4.6 deus resiste aos soberbos mas dá graça aos humildes página 9

[close]

p. 11

10º a remoção dos tropeços é ainda outra condição ezequiel 14.3 filho do homem estes homens levantaram os seus idolos nos seus corações e o tropeço da sua iniqüidade puseram diante da sua face devo eu de alguma maneira ser interrogado por eles 11º o espírito de perdoar também é condição mateus 6.12 perdoa-nos as nossas dívidas assim como temos perdoado aos nossos devedores mateus 6.15 se porém não perdoardes aos homens as suas ofensas tão pouco vosso pai vos perdoará as vossas ofensas 12º exercitar o espírito da verdade é outra condição salmos 51.6 eis que te comprazes na verdade no íntimo se o nosso coração não estiver no espírito de acato à verdade se não for imediatamente sincero e isento de egoísmo estaremos atendendo à iniqüidade no coração e portanto o senhor não nos ouvirá 13º orar em nome de cristo é condição da oração vitoriosa 14º a inspiração do espírito santo é outra condição toda oração verdadeiramente vitoriosa é inspirada pelo espírito santo romanos 8.26,27 porque não sabemos orar como convém mas o mesmo espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis e aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do espírito porque segundo a vontade de deus é que ele intercede pelos santos esse é o verdadeiro espírito da oração ser guiado pelo espírito É a única oração realmente vitoriosa será que realmente entendem isso os que se dizem crentes será que acreditam que se não viverem e andarem no espírito se não aprenderem a orar pela intercessão do espírito que está neles não poderão ser vitoriosos com deus 15º o fervor é condição uma oração para ser vitoriosa tem de ser fervorosa tiago 5.16 confessai os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados muito pode por sua eficácia a oração fervorosa de um justo página 10

[close]

p. 12

16º a perseverança ou persistência na oração muitas vezes é uma condição de vitória vejam-se os casos de jacó de daniel de elias da siro fenícia do juiz iníquo e o ensino da bíblia de modo geral 17º muitas vezes a angústia de espírito é condição da oração vitoriosa desde as primeiras dores sião deu à luz seus filhos meus filhos diz paulo por quem de novo sofro as dores de parto até ser cristo formado em vós isso dá a entender que antes que se convertessem paulo já tinha sofrido angústia de espírito de fato a angústia da alma na oração é a única verdadeira oração vivificadora se alguém não a conhecer não compreende o espírito da oração não se acha em estado de avivamento não entendem a passagem já citada romanos 8.26,27 enquanto ele não compreender essa oração angustiosa não conhecerá o verdadeiro segredo do poder vivificador 18º outra condição da oração vitoriosa é o justo emprego dos meios para chegar ao objetivo se os meios estiverem ao nosso alcance e se os reconhecermos necessários orar pelo reaviva mento religioso e deixar de empregar qualquer outro meio é tentar a deus esse conforme pude ver claramente era o caso daqueles que faziam orações na reunião a que já me referi continuaram fazendo oração pelo avivamento porém fora da reunião eram silenciosos como a morte no tocante ao assunto e nem abriam a boca para as pessoas ao redor continuaram nessa incoerência até o dia em que um descrente de destaque na comunidade lançou-lhes na minha presença uma tremenda repreensão ele expressou aquilo que eu sentia profundamente levantou-se e com a maior solenidade e com lágrimas disse povo crente que é que vocês querem dizer oram sempre nestas reuniões pedindo um reavivamento muitas vezes exortam uns aos outros a que despertem e usem meios para promover um avivamento afirmam uns aos outros e também a nós que somos descrentes que estamos caminhando para o inferno e acredito que seja verdade insistem também em dizer que se vocês mesmos despertassem usando os meios apropriados haveria um avivamento e nos converteríamos falam-nos do nosso grande amigo e de que nossas almas valem mais do que todos os mundos entretanto prosseguem nas suas ocupações relativamente triviais e não lançam mão desses meios página 11

[close]

p. 13

não temos avivamento e nossas almas não são salvas nessa altura não teve mais palavras sentou se soluçando nunca me esquecerei como a reprimenda calou profundamente naquela reunião de oração fez-lhes bem pois não demorou que as pessoas ali presentes se prostrassem e tivemos um reaviva mento estive presente na primeira reunião em que se manifestou o espírito de avivamento e que transformação se verificou no tom das suas orações confissões e súplicas voltando para casa com um amigo comentei que mudança nesses crentes isso deve ser o início de um reaviva mento realmente há uma transformação em todas as reuniões sempre que os crentes são reavivados suas confissões adquirem significado significam reforma e restituição significam trabalho o uso dos meios mãos bolsos e coração abertos e a consagração de todos os seus recursos à promoção da obra 19º a oração vitoriosa é especifica visa um objetivo definido não podemos obter vitória para tudo de uma só vez nos casos registrados na bíblia em que a oração foi atendida é notável que o suplicante pedisse uma bênção definida 20º outra condição da oração vitoriosa é que nossa intenção seja idêntica àquilo que dizemos na oração que não haja nenhuma simulação em resumo que sejamos sinceros como crianças falando do coração nem mais nem menos do que aquilo que queremos dizer que sentimos e cremos 21º outra condição da oração vitoriosa é um estado de espírito que presume a fidelidade de deus a todas as suas promessas 22º mais uma condição é que além de orar no espírito santo sejamos sóbrios e vigiemos em oração com isso me refiro à vigilância contra tudo quanto possa apagar ou entristecer o espírito de deus em nosso coração também me refiro à vigilância pela resposta em estado de espírito que usará diligentemente todos os meios necessários a qualquer custo com instância sobre instância página 12

[close]

p. 14

quando estiver bem lavrado o terreno no coração dos crentes e quando tiverem confessado e feito restituição desde que o trabalho seja completo e honesto cumprirão natural e inevitavelmente as condições e obterão a vitória na oração o que precisa ser muito bem compreendido é que os demais não a obterão aquilo que comumente ouvimos em reuniões de oração e de conferência não é oração vitoriosa É muitas vezes de estarrecer e de se lastimar ver as ilusões que existem sobre o assunto quem já assistiu a reaviva mentos legítimos e não se impressionou com a transformação de todo o espírito e caráter das orações dos crentes realmente avivados creio que nunca me poderia ter convertido se não tivesse descoberto a solução do problema por que tantas orações não obtêm resposta a oração que funciona texto de deise rondon levino para que segundo as riquezas da sua glória vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu espírito no homem interior oro para que da maravilhosa riqueza de seus recursos ele os capacite a conhecer o poder do fortalecimento interior por intermÉdio do espÍrito santo efésios 3:16 versão traduzida a oração funciona temos exemplos irrefutáveis na palavra e inúmeras experiências que comprovam a força deste fato espiritual todo crente aprende desde o início da sua conversão que a oração funciona e que deus responde as orações desde cedo na fé somos encorajados pela doutrina e prática a orar e a nos valer do refúgio secreto chamado oração porém com o passar dos anos na fé parece que a oração funciona para todo mundo menos para nós na prática colhemos poucos resultados apesar de semearmos muitas orações passamos anos meses dias orando por pessoas da família apresentando causas pessoais e familiares diante de deus sempre as mesmas pessoas as mesmas causas e pouca alteração no quadro espiritual delas por quê página 13

[close]

p. 15

apesar do pouco resultado de anos de oração não nos damos ao trabalho de refletir sobre isso preferimos descansar na soberania de deus e nos eximir da responsabilidade de examinar a real causa do não funcionamento das nossas orações quero te chamar a refletir sobre isso o problema não está certamente na soberania de deus e nem no seu meio de transmitir graça oração possivelmente a falha esteja em nós e nos métodos que desenvolvemos de oração a oração que funciona precisa ser bíblica respaldada pela palavra deus não ouve e nem responde orações estranhas à sua palavra e nem fora da sua vontade e nós precisamos aprender e praticar os princípios da oração de acordo com a palavra existe alguém ou algum exemplo bíblico que nos mostra como orar adequadamente pelas pessoas de tal modo que esta oração funcione a resposta é sim o apóstolo paulo é um exemplo e sua oração em efésios 3:1421 nos oferece um roteiro seguro para uma oração que funciona ninguém nunca orou como paulo nesta oração esta oração é considerada um dos pontos culminantes das escrituras o novo testamento registra outras orações de paulo mas esta é diferente aqui ele ora por realidades que geralmente não oramos ele nos leva ao ponto mais alto que aos homens e mulheres é permitido chegar à vida cristã versículo 19 É por isso que ele ora pelos crentes de Éfeso o que acontece conosco e que justifica parte da inoperância das nossas orações é que ao contrário de paulo o conteúdo das nossas orações é materialista genérico e imediatista pense um pouco o que mais pedimos quando oramos uns pelos outros o que pedimos por outros quando estão passando por tribulações dificuldades nesta oração paulo ensina o conteúdo correto da oração que funciona 1 ela deve focalizar primeiro a situação espiritual da pessoa versículos 1419 nós com frequência ignoramos isso começamos pelo material conforto bem-estar emprego finanças saúde pouco nos concentramos no espiritual paulo acima e primeiro focaliza a condição e o bem-estar espiritual dos crentes de Éfeso 2 ele seleciona e apresenta a deus algumas particularidades das pessoas versículo 18 ele escolhe se concentrar em determinadas áreas não orou genericamente pelos crentes alguns aspectos da vida espiritual deles o preocupava nisso concentrou a oração mencionando um a um bem diferentes de nós que oramos sem objetividade e divagamos em oração sem mencionarmos particularidades não acertamos o alvo na oração 3 ele se preocupa com o fortalecimento interior dos crentes para suportarem a dificuldade e não com o desaparecimento imediato dos problemas versículo 16 página 14

[close]

Comments

no comments yet