Edição 713

 

Embed or link this publication

Description

28/12/2012

Popular Pages


p. 1

28/12/2013 - Edição 713 Página 1 Diretor Responsável: Homero T. Tranquilli - CNPJ: 09573449/0001-13 - Cajuru, Sábado, 28/12/2013 - Ano 15 - N.° 713 Semanal - Distribuição Gratuita / Assinantes Sorteio da Promoção Show de Prêmios Natal Total Ondem, dia 27/12, no Ginásio de Esportes, a ACEC, Associação Comercial e Empresarial de Cajuru, realizou o sorteio da Promoção Show de Prêmios Natal Total. Foram sorteados 7 prêmios entre ele um automóvel Chevrolet Classic 0km. No local centena de pessoas acompanharam a realização do sorteio e os ganhadores foram: Bicicleta – Marcos Antônio da Silva (Auto Posto Tradição) Bicicleta – Guilherme M. Batista Faria (Alpha Som) Tablet – Rosimeire Sergio de Jesus (Calcevest) Notebook – Elisângela Mazza Silva (Solange Modas) TV 32" – Murilo Augusto Oliveira (Foto Luz) X-Box – Paulo Eduardo Rodrigues (Sup. Mercado União) CARRO 0KM – MARCELINO ANTÔNIO DA COSTA (CALCEVEST) Momento do Sorteio Público ansioso aguardando o anuncio dos ganhadores

[close]

p. 2

Página 2 Edição 713- 28/12/2013 SINAPSE Maconha: Liberação da droga divide médicos psiquiatras afirma ele. Por outro lado, o psiquiatra Valentin Gentil Filho, professor titular da Universidade de São Paulo (USP), é contra a descriminalização e afirma que os riscos à saúde existem, como depressão e psicoses, especialmente nas pessoas com alguma predisposição. “Quanto mais precoce, mais forte e mais frequente o consumo da maconha, maior o risco do surgimento de problemas de saúde, muitos deles irreversíveis, como quadro psicóticos de esquizofrenia”, exemplifica o professor Gentil, que diz que o consumo de maconha não é mais seguro do que o de álcool. Xavier diz acreditar que a liberação da droga não faria aumentar o número de dependentes. “No começo aumentaria o consumo pela curiosidade das pessoas. Mas, com o tempo, a tendência é de queda”, afirma. Já Gentil diz acreditar que haveria sim um aumento no número de dependentes e que o Estado gastaria muito mais para tratar a saúde dessas pessoas. “E, ainda assim, quanto você conseguiria reverter de uma esquizofrenia?”, pergunta. Os dois defendem que exista um amplo debate sobre o tema. O professor Xavier diz que o fato de apoiar a descriminalização da maconha não significa que ele faz apologia ao uso da droga. “Ninguém vai parar de usar droga só porque ela é proibida.” O professor Gentil diz ser favorável ao debate amplo, e não apenas para resolver um problema do judiciário. “Não dá para simplesmente descriminalizar a maconha sem pensar no impacto disso na saúde das futuras gerações”, diz. Fonte: Fernanda Bassette - O Estado de S.Paulo Apôio: Saúde Mental AMBULATÓRIO “dona Fifia” – fone 16-3667 9962 O Prefeito de Cajuru está de parabéns por ter uma Unidade do Procon que funciona com excelência Gostaria de fazer um agradecimento especial ao prefeito Dr. Luís Estevão, pela confiança em minha pessoa e em meu trabalho, e também pela oportunidade. Oportunidade de coordenar um setor importantíssimo de sua Administração, que é o PROCON. No nosso dia a dia, ouvimos dos consumidores a satisfação de poder contar com um órgão para auxiliar, orientar e resolver questões relacionadas ao consumo. Porém, a sua função vai além de receber reclamações. A idéia de manter uma coluna do PROCON surgiu justamente para levar a informação a vocês consumidores, para que pudessem conhecer melhor os seus direitos, seus deveres, orientando-os, alertando-os sobre golpes. É a chamada “Educação para o Consumo” e integra uma política que visa o aumento de qualidade de vida com o importante papel de conscientização da população. A realização do 1º evento em Comemoração ao Dia do Consumidor, em março de 2013 na Praça Central, também fez parte desse programa. Com tudo isso, verificamos que a população despertou a vontade de exercitar a sua cidadania, procurando se informar mais, reclamar quando preciso e conhecer os seus direitos. E é por isso que agradeço todos os consumidores e leitores desta coluna, a imprensa pela parceria e disponibilização deste espaço, os colegas de trabalho pelo companheirismo, e novamente ao prefeito Dr. Luís Estevão por ter me dado a honra de fazer parte de sua equipe, bem como pela preocupação em manter o PROCON como uma ferramenta útil e ao alcance de toda a população cajuruense. O prefeito destacou a importância da Unidade do Órgão de Defesa do Consumidor (PROCON) para que a população tenha seus direitos garantidos, bem como o comerciante tenha a garantia da qualidade dos serviços prestados. “O Procon vem para atender as duas partes, não só o consumidor, mas também o comerciante, o empresário prestadores de serviços”, disse. Wagner Félix Coordenador do PROCON Cajuru A possibilidade da descriminalização da maconha divide médicos psiquiatras. Por um lado, o psiquiatra Dartiu Xavier, professor titular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e diretor do Programa de Orientação e Assistência a Dependentes (Proad), defende a descriminalização da maconha há 30 anos sob o argumento de que estudos apontam que só 9% dos usuários da droga terão algum problema de saúde, como diminuição do raciocínio, da concentração, ou desenvolverão algum problema mental. “É a exceção, não é regra. O potencial danoso do consumo de álcool é muito maior”,

[close]

p. 3

28/12/2013 - Edição 713 Página 3

[close]

p. 4

Página 4 Edição 713- 28/12/2013 Votos para a vida toda esteve ao seu lado o ano que passou. Fidelidade aos seus ideais e objetivos. Desejo ainda HONESTIDADE com sua consciência, com seus familiares, com seus amigos e colegas de trabalho. Torço para que em 2014 os corações estejam repletos de HUMILDADE, que as pessoas aprendam a perdoar mais, a pedir mais desculpas e a admitir mais seus erros ao invés de tentar errar menos. Rezo para que a GENTILEZA seja a palavra de ordem. Gentileza no trânsito, no trabalho, em casa, nas ruas, no seu dia-a-dia. Clamo para que tenhamos mais AMOR, seja ao próximo, ao desconhecido, a aquele que nos magoaram um dia mas já foram perdoados, aos nossos familiares distantes e ausentes e ao nossos filhos e esposas que as vezes negligenciamos por causa do trabalho. Meus votos de SABEDORIA, DISCERNIMENTO e COERÊNCIA! Por fim, entre tantos outros sentimentos, desejo que todos tenham mais FÉ! Fé para crer na mudança, na melhora, no crescimento. Fé para acreditar que tudo tem solução, tem um caminho melhor, tem um destino pré definido. Fé para não desistir nunca e admitir que existe algo maior que nos guia, nos ilumina e nos protege. Uma FELIZ VIDA PARA TODOS! Neste final de ano não quero desejar a todos um Feliz Natal, mas de forma alguma desejarei um “Triste Natal”. Também não quero desejar votos de felicidade, ou que você alcance todas os seus desejos e tenha muitas realizações. Mas também não quero o contrário, claro. E vou evitar emanar votos de paz e de felicidade pra você e toda a sua família, apesar de estar entre os meus desejos. Vou desejar a todos algo muito maior que tudo isso! Desejo a todos vocês, que leram meus artigos o ano todo, muita CONSCIÊNCIA! Consciência de que existem mais pessoas precisando de paz, harmonia e felicidade do que nós. Que precisam muito mais de nós do que nós dos outros. Desejo também que vocês sejam mais ALTRUÍSTAS, que pensem um pouco mais nos necessitados, em quem não terá uma boa ceia neste fim de ano e naqueles para os quais uma boa ceia representa o alimento de um ano todo de fome. Meus votos para você neste ano que termina, são de SOLIDARIEDADE e COMPAIXÃO com os mais idosos, com as crianças especiais, com os cegos, os cadeirantes e aqueles que tem deficiência mental. Em 2014, desejo que todos tenham mais LUCIDEZ para escolher nossos novos governantes. Que tenham INTELIGÊNCIA para não cair na lábia de larápios de colarinho branco, de políticos corruptos, de gente que caga em nossas cabeças um mandato inteiro. Desejo CORAGEM para mandar esses políticos pro inferno e para a obscuridade e esquecimento e ILUMINAÇÃO para escolhermos quem realmente merece. Quero que o novo ano seja de FIDELIDADE a todos. Fidelidade ao seu coração, aos seus princípios, à pessoa que você ama de verdade e que

[close]

p. 5

28/12/2013 - Edição 713 Página 5

[close]

p. 6

Página 6 Edição 713- 28/12/2013 Novo salário mínimo vai para R$ 724,00 Ano novo, novos reajustes. Algo novo? americanos, por obrigatoriedade imposta por lei. Para os Europeus, por uma decisão espontânea das montadoras e por exigência dos consumidores. São dois equipamentos que, comprovadamente, ajudam a minimizar os riscos de acidentes e mortes. Nos EUA, por exemplo, desde 1987 quando se tornou obrigatório, air bag e ABS juntos ajudaram a evitar mais de 25 mil mortes. Um número extremamente significativo diante das 50 mil mortes por ano registradas no Brasil, em acidentes de trânsito. É claro que quem vai pagar mais caro por essas implementações somos nós, consumidores. E mais uma vez a história se repete. O governo, na verdade, bem que poderia conceder um incentivo às montadoras de veículos e autoescolas, baixando impostos para que esses investimentos fossem feitos sem que houvesse a necessidade de repassar pro nosso bolso. Mas não é isso que acontece. Como sempre, o governo mete a mão no nosso bolso pra pagar por suas decisões. Não sou contra nenhuma dessas medidas. Pelo contrário, sou mais que favorável. O indigesto é ter que “entubar” mais esses reajustes, afora aqueles que normalmente chegam com o iní- O ano de 2014 começa com algumas surpresas - nem tão agradáveis - para determinado grupo de pessoas. Todas relacionadas a quem tem automóvel ou pretende ter um. E essas surpresas refletem, principalmente, naquilo que o brasileiro mais detesta, mas, ao mesmo tempo, já está tão acostumado: o aumento de preços! Um desses reajustes vem no preço da Carteira Nacional de Habilitação, a famosa CNH. Quem for tirar a carteira pela primeira vez vai pagar, a partir do dia primeiro, cerca de 100 a 150 reais a mais, fora o reajuste anual de praxe. Isso por causa da obrigatoriedade do uso de simuladores de direção nas aulas práticas. De acordo com a resolução do Denatran (de 2010), todos os candidatos a motoristas serão obrigados a passar pelo simulador, equipamento que muitos centros de formação de condutores e autoescolas terão de adquirir. O investimento é de trinta mil reais por equipamento, custo que será repassado aos alunos. Outro reajuste que o brasileiro vai enfrentar é no preço dos carros. Os modelos populares deverão custar de mil a mil e quinhentos reais mais caro por causa da instalação de airbags frontais e sistema de freios ABS, que a partir de janeiro serão itens obrigatórios de série em 100% dos veículos fabricados no país.Então, meu amigo ou amiga, se você pretende comprar um carro a partir do mês que vem e ainda não tem habilitação, saiba que vai gastar uma boa graninha a mais do que neste mês. Mas vamos ao lado bom dessas obrigatoriedades. No caso dos simuladores de direção, o equipamento permitirá aos candidatos a motorista enfrentar situações que dificilmente encontrará nas ruas e estradas durante as aulas práticas, ao mesmo tempo: neblina, chuva forte, escuridão, trânsito pesado e outras situações adversas. Também aprenderá, antes de ir pras ruas de verdade, o funcionamento de vários itens de segurança dos veículos. Isso permitirá uma formação melhor dos motoristas, invocando uma possível redução no número de acidentes e, consequentemente, de vítimas. Há aqueles que dizem o contrário, os que não apostam na eficiência dos simuladores, mas é melhor que nada. Conversando com uma aluna que nunca dirigiu um carro antes, ela me disse que passar pelo simulador vai deixá-la mais tranquila e consciente na hora de assumir um volante de verdade. Já é um avanço! Quanto à obrigatoriedade dos air bags e ABS em todos os veículos, estamos fazendo isso com pelo menos 20 anos de atraso. Nos Estados Unidos e Europa, esses itens fazem parte dos veículos há bem mais tempo. Para os O novo salário mínimo de R$ 724, que passa a vigorar a partir de janeiro, irá gerar um incremento de R$ 28,4 bilhões na economia, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Estudo do Dieese sobre os impactos do novo mínimo mostra ainda que, em termos de médias anuais em reais o valor de R$ 724 é o maior valor real (descontada a inflação medida pelo Índice do Custo de Vida - ICV) desde 1983, considerando a série histórica do salário mínimo no país. “Com o valor de R$ 724, a vigorar a partir de janeiro, o piso acumula ganho real de 72,35%, desde 2002”, destaca o Dieese. O novo valor representa um reajuste de 6,78% sobre o salário mínimo atual, de R$ 678. O Dieese explica que o novo valor corresponde à variação do Produto Interno Bruto (PIB) de 2012, de 1,03%, e à variação anual do Índice Nacional de Preços ao Consu- midor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estimada em 5,54%. O levantamento mostra ainda o valor de R$ 724 representa um poder de compra equivalente a 2,23 cestas básicas. Segundo o Dieese, trata-se da maior quantidade registrada nas médias anuais desde 1979. Impacto na Previdência. O estudo afirma que 48,2 milhões de brasileiros têm rendimento referenciado no salário mínimo, sendo 21,4 bilhões beneficiários do INSS e 4,2 bihões empregados domésticos. Se o novo mínimo elevará as despesas com Previdência Social em cerca de R$ 12,8 bilhões ao ano, por outro lado aumentará a arrecadação tributária em cerca de R$ 13,9 bilhões, segundo o Dieese. “O peso relativo da massa de benefícios equivalentes a 1 salário mínimo é de 48,7% e corresponde a 69,5% do total de beneficiários”, informa o estudo. Declaração Eu Edvaldo da Silva, portador do RG. 11.767.644. Do Conselho Fiscal da Congregação Cristã no Brasil sede Cajuru, declaro ter perdido ata do Conselho Fiscal da CCB administração Cajuru. cio de um novo ano (IPTU, IPV A, escola etc.). Mas essa é a política desse governo que está aí: quer melhora em alguma coisa, pague por ela. E CARO!! Só que estamos pagando caro pela saúde e não temos saúde. Estamos pagando caro pelo IPVA e não temos estradas ou ruas em condições de trafegabilidade. Estamos pagando caro pela segurança e não temos segurança. Estamos pagando caro pela educação e nem em sonho temos educação. Pelos menos nos casos da habilitação, air bags e ABS, pagaremos mais caro, mas pelo menos teremos alguma coisa em troca. Conserta-se Máquina de Costura Industrial e Familiar peças e troca de madeiramento. Atendemos em domicilio R. São João, 298 Fone – 3667-2414

[close]

p. 7

28/12/2013 - Edição 713 Página 7

[close]

p. 8

Página 8 Edição 713- 28/12/2013 Esclarecimento a População Coqueirense - Vereador João CDHU. Eu vereador João CDHU, venho esclarecer que a respeito da calunia escrita em panfletos que circularam em Cássia dos Coqueiros.Sou um homem honesto, jamais tive meu nome maculado em páginas policiais, nunca desviei material de construção da empresa CDHU ou de qualquer outra empresa. Como poderia desviar material se o responsável pelo recebimento dos materiais destinados as obras em Cássia dos Coqueiros era feito por outra pessoa. Prestei serviços na empresa CDHU por quase 20 (vinte anos) e nunca houve nada que desabonasse minha pessoa perante aquela empresa. O que foi veiculado será entregue as autoridades policiais e judiciais para que tomem as providencias cabíveis contra quem inventou e publicou estas inverdades maldosas. Esclarecimento a população de Cássia dos Coqueiros. Em resposta a alguns panfletos que recentemente circularam em nossa cidade, dizendo que o Projeto de Lei da Prefeitura Municipal para aquisição de uma gleba de terras para a construção de uma creche e uma quadra de esportes não foi aprovado, viemos esclarecer a população de Cássia dos Coqueiros, os motivos pelo qual não foi aprovado: Primeiramente, a área exigida para a construção da creche e da quadra de esportes é de aproximadamente 2.000 (dois mil) metros quadrados, e no Projeto de Lei a área adquirida era de mais de 6.700 (seis mil e setecentos) metros quadrados, ou seja, o triplo do necessário. Ademais, para aquisição desta gleba de terras, estava sendo retiradas verbas dos setores da saúde, assistência social, merenda escolar, obras, ensino fundamental, ensino infantil, esporte e agricultura, você concorda com isso?????? Pior, a gleba de terras que seria adquirida pela Prefeitura Municipal, é de propriedade de um grande Empresário de Cássia dos Coqueiros, que deve aos cofres públicos municipais mais de R$ 500.000,00 (QUINHENTOS MIL REAIS) em IPTU, que estão sendo cobrados na justiça em ações de Execuções Fiscais. A compra da gleba de terras seria no valor de R$ 706.845,20 (setecentos e seis mil, oitocentos e quarenta e cinco reais e vinte centavos) pagos a vista, no ato da assinatura da escritura publica, e mais 10 (dez) parcelas mensais no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) cada, totalizando o valor de R$ 806.845,20 (oitocentos e seis mil, oitocentos e quarenta reais e vinte centavos. Nós, vereadores que fomos contrários ao Projeto, queríamos que fosse descontado o que o empresário e proprietário deve aos cofres públicos municipais, ou seja mais de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), e o restante seria pago a vista no ato da assinatura da escritura, porém, infelizmente, nossa proposta não foi aceita. População honesta de Cássia dos Coqueiros, o proprietário da gleba de terras deve a Prefeitura Municipal, não quer pagar e ainda vende um imóvel a Prefeitura e quer receber todo o valor a vista, sem descontar nenhum tostão do que deve, vocês concordam com isso????? Nós, não concordamos, pois se tivéssemos aprovado este Projeto, estaríamos causando enormes prejuízos aos cofres públicos municipais, o que não é permitido por Lei, por isso, nós vereadores, como fiscais do Poder Executivo, não poderíamos em hipótese alguma, concordar com um negocio errado deste tipo, senão seria uma vergonha, como diz Boris Casóy. Após a reprovação do Projeto de Lei, fomos procurados pelo Vice prefeito, Sr. Pedro Bala, que propôs o reenvio do projeto com a redução da área adquirida e também para que fosse descontada o que o proprietário deve aos cofres públicos de IPTU, porém, entrou em contato com o empresário e proprietário da gleba de terras que NÃO aceitou fazer o desconto das dividas. Posteriormente, se vier outro Projeto de Lei para aquisição desta gleba de terras, e se for descontado o que deve o proprietário, com certeza, este Projeto será aprovado por unanimidade. Estamos à disposição de todo cidadão Coqueirense, com toda documentação em mãos, para esclarecer os fatos que porventura surgirem após esta declaração. VEREADORES: Alfredo Bastos, João CDHU, Lino, Fabiana e Marcelo. Venho Tambem Apresentar Minha Prestação de Contas - 24/05/2013- solicitação de um portal para entrada da cidade enc. através do oficio 45/2013 a secretaria da casa civil;-21/06/2013- solicitação do programa melhor caminho, enc oficio 62/2013 a secretaria da agricultura;-21/06/2013- solicitação da implantação de uma cozinha piloto enc. através do oficio 61/2013 a secretaria da agricultura;-23/08/2013 - solicita esforços para providenciar um centro comunitário e uma quadra de esportes para a cidade cássia dos coqueiros;encaminhado pedido através do ofício wg 529/2013 ao secretário da habitação. -23/08/2013-solicitação de um caminhão coletor de lixo encaminhado pedido através do ofício wg 507/2013 ao secretário da casa civil;-06/09/2013 - emenda parlamentar 2013 - 2º semestre R$ 30.000,00 para aquisição de equipamentos para entidade beneficente coqueirense emenda parlamentar cadastrada na casa civil com n. 2013.251.076-7;-10/09/2013 - pedido por caminhão pipa - ofício wg 59/ 2013;-09/10/2013 - solicita ao deputado uma ambulância para a cidade de Cássia dos Coqueiros;

[close]

p. 9

28/12/2013 - Edição 713 Página 9

[close]

p. 10

Página 10 Edição 713- 28/12/2013 Oração a Santa Rita Oração a Santa Rita Acender uma vela branca durante 9 dias. Rezar um PaiNosso e uma Ave Maria, fazer um pedido necessário, um de negócio e um impossível, rezar todos os dias com a mesma vela branca que foi acessa no 1º dia. Acender a vela, rezar e apagar, assim sucessivamente durante 9 dias. No 9º dia mandar publicar, mesmo não acreditando, seus pedidos serão atendidos. J.J.M.V

[close]

p. 11

28/12/2013 - Edição 713 Página 11

[close]

p. 12

Página 12 Edição 713- 28/12/2013

[close]

p. 13

28/12/2013 - Edição 713 Página 13 328. Renascença e a Religião Coincidindo com o clima do Natal, vamos “passar em revista” alguns fatos relacionados ao Menino Jesus feito homem – no período renascentista, compreendido entre os séculos XIV e XVI, transição entre a Idade Média e a Idade Moderna – no contexto da Filosofia e da Religião. Iniciemos com Erasmo de Rotterdam. Desiderus Erasmus (nome latinizado do flamengo Geer Geertsz) nasceu em Rotterdam em 1466 e faleceu aos 70 anos, em 1536; ele foi ordenado sacerdote em 1492, mas pediu e obteve a dispensa do ministério e do hábito; nutria aversão à filosofia entendida como construção de tipo aristotélicoescolástico, centrada sobe problemas metafísicos, físicos e dialéticos. Erasmo, adepto de Sócrates, defende que a filosofia é o conhecerse a si mesmo, é conhecimento sapiencial de vida, é a sabedoria e prática de vida cristã. Contudo, de tanto criticar papas, prelados, eclesiásticos, e monges do seu tempo e certos costumes dominantes na Igreja, assim como certas afirmações doutrinárias, terminou isolado pelos católicos e acusado de haver preparado o terreno para o protestantismo. Ele era alinhado a Lutero até este romper com Roma, chegando a escrever contra o amigo na obra intitulada Sobre o livre-arbítrio (1524). Afirmava que o caminho para a salvação, indicado por Cristo, é o mais simples: fé sincera, caridade não hipócrita e esperança que não se envergonha. Outras obras importantes: O manual do soldado cristão (1504); os Provérbios (1508); o Elogio da loucura (1509)e edições de Padres da Igreja (1514-1516). Diante das críticas, Lutero, indignado, passou a definir Erasmo como ridículo, tolo, sacrílego, tagarela, sofista e ignorante. Martinho Lutero (1483-1546) foi responsável pelo maior movimento revolucionário da história espiritual e política da Europa; sob o aspecto da unidade da fé, a Idade Média ter- mina com Lutero, iniciando com ele importante fase do mundo moderno. Ele tinha uma posição negativa em relação aos filósofos (exceto Ockham), os quais entendiam que a natureza humana salvar-se-ia por si só, sem a graça divina. Lutero é contra a razão (e a Igreja) e afirma que a única salvação está na fé (abolindo a doutrina clássica da Igreja que a salvação se dava pela fé e pelas obras); aceita como verdade a infalibilidade das Escrituras; e que o sacerdócio universal decorre da doutrina do livre-exame das Escrituras. Lutero diz que o papa, os bispos, os concílios e toda a tradição não somente não beneficiam, mas até obstaculizam a compreensão do texto sagrado.Suas obras: o Comentário à Carta aos Romanos (1515-1516), as noventa e cinco Teses sobre as indulgências (1517), as vinte e oito teses relativas à Disputa de Heidelberg (1518), O cativeiro babilônico da Igreja, A liberdade do cristão, e o Servo arbítrio (1525), contra Erasmo. Lutero teve um papel importante do ponto de vista político, teológico e social; e influenciou a história das religiões, do pensamento filosófico e do pensamento teológico, chamando a atenção de pensadores da época, como Hegel e Kierkegaard. Ulrich Zwínglio (1484-1531) foi discípulo de Erasmo, ligado à mentalidade humanista, aprendeu o grego e o hebraico e estudou Platão e Aristóteles, Cícero e Sêneca. Mas foi autêntico defensor das teses luteranas, desenvolvendo suas atividades de reformador em Zurique, de 1510 até a morte. O francês Jean Cauvin (Calvino) nasceu em Noyon, em 1509, atuou em Genebra entre 1541 até a morte, em 1564, realizando um governo teocrático, inspirado na Reforma, rígido em relação à vida religiosa e moral dos cidadãos, considerado o mais dinâmico de todos os tipos de protestantismo. Enquanto Lutero identifica-se com Mateus 9,2 “os teus pecados te são perdoados”, Calvino prefere Paulo, Epístola aos Romanos 8,31 “Se Deus está conosco, quem será contra nós”. Outros teólogos da Reforma e figuras ligadas ao movimento protestante merecem destaque. Filipe Melanchton (1497-1560), apesar de discípulo de Lutero, tentou mediação entre as posições da teologia luterana e a tradicional; Miguel Servet (1511-1553), que põe em discussão a divindade de Cristo; Lélio Socino (1525-1562) e o sobrinho Fausto Socino (15391604) interpretaram os dogmas cristãos em chave ética e racionalista, portanto em antítese em relação a luteranos e calvinistas. O aspecto místico do pensamento da Reforma protestante foi levado às extremas consequências por Sebastião Franck (1499-1542/3); Valentim Weigel (1533-1588); e Jakob Böhme (1575-1624). A Contra-reforma e a Reforma católica. O termo “Contra- reforma” foi cunhado por Pütter (jurista de Gotinga), em 1776, e daria a ideia de conservação e reação, como que um retrocesso em relação às posições da Reforma protestante, mas, na verdade, viria denominar um movimento voltado para a regeneração da Igreja no interior dela mesma, movimento cujas raízes estão no fim da Idade Média e que depois se desdobra ao longo da época renascentista; ele recebe o nome de Reforma católica, sob a responsabilidade do papado e sancionada durante o Concílio de Trento (realizado com várias interrupções, de 1545 a 1563). A Holosofia entende ser o PHS (Programa Holosófico de Saúde) o Setor próprio para partilhar com a comunidade informações que venham responder aos seus anseios. Nesta ocasião vemos o mais importante movimento sócio-religioso que, apesar de ter ocorrido na Europa do século XVI, está presente no resto do mundo atual. Prof. Me. Sebastião Saraiva, Maitreya Médico, holósofo e filósofo Cel. (098) 8282.9888 Site: ww.holosofia.com.br

[close]

p. 14

Página 14 Edição 713- 28/12/2013

[close]

p. 15

28/12/2013 - Edição 713 Página 15 ACONTECE CIDADE CIDADE Secretaria da Educação mantém atividades durante as Férias Projeto Férias inicia no dia 6 de janeiro Sem perder o ritmo, a secretária da Educação, Maria Luiza, está trabalhando durante o recesso escolar para atender aos alunos de nossa cidade. Nesta semana, sob sua supervisão, foram instalados bebedouros de água nas escolas que farão parte do Projeto Férias, sendo elas: Lólia da Fonseca Palma Reis, Januário Benvenuto e Zezito Palma.Além disso, também adquiriu roçadeira para trabalhos exclusivos nas unidades escolares. Com tudo preparado, a secretária aguarda os alunos para o Projeto Férias, que terá início no dia 06 de janeiro, no período da manhã, a parir das 9h00. As crianças terão oportunidade de participar de atividades esportivas, culturais e de lazer e também de saborear a deliciosa merenda que será preparada exclusivamente para elas. Então criançada, não se esqueça: em janeiro tem projeto Férias! EXPEDIENTE - “O JORNALZÃO CAJURU” Empresa: H. T. TRANQUILLI-ME. Contato comercial: Rua Orlando V. Figueiredo, 676 - Fone - 36674497, Diretor Responsável: Homero Tranquilo Tranquilli, tiragem: 3.500 mil exemplares, impressão: Editora Grafisc - São Carlos/SP. distribuição Gratuita e Assinantes. Circulação: Cajuru, Cássia dos Coqueiros e Santa Cruz da Esperança. Colaboradores: Lurdinha, Roberta, Fabiano L.Gomes, Luciano Porfirio, Caio Luis.

[close]

Comments

no comments yet