O Batista Nacional

 

Embed or link this publication

Description

Edição de Dezembro de 2013

Popular Pages


p. 1

Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setenbri/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 ACONTECEU 17º CONJUBAN BRASIL - A marca de Deus em uma Geração Sucesso de participantes e bênçãos espirituais marcaram o Congresso da Juventude Batista Nacional no início de novembro, na cidade de Sumaré-SP. Página 8 Nova Diretoria da CBN inicia seus trabalhos, se reunindo em Brasília e projetando novas ações administrativas. Acompanhe o relatório na página 3 1ª Consulta Nacional de Missão Integral da CBN VAI ACONTECER Centenário do Pastor Enéas Tognini A Celebração pelos 100 anos de vida do Pastor Enéas Tognini está prevista para ocorrer no dia 7 de abril de 2013 em São Paulo-SP. Acompanhe em nosso site as informações de confirmação do evento. Reunião do CONPLEX/CBN Em 2014 a reunião do Conselho Nacional de Planejamento e Execução da Convenção Batista Nacional está marcada para os dias 8 a 11 de abril em Brasília. Convocação na página 3 Um momento histórico e inspirador trazendo ares frescos de conscientização do serviço social como uma das missões que compõem a missão da igreja nesse mundo. Página 9 19º Congresso de Pastores e Esposas, Líderes e Filhos de Ministros “Amar Sempre! Abandonar Jamais”. Este é o tema do Congresso da Ormiban 2014, que acontecerá na cidade de Florianópolis-SC nos dias 20, 21 e 22 de agosto. As inscrições já começaram e devem ser feitas no escritório da Ormiban, por telefone ou e-mail. Veja página 13 Igreja em Ação Ninguém Detém, é Obra Santa! Páginas 10 e 11

[close]

p. 2

Informativo Oficial da Batista Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 CBN-Convenção Convenção Nacional - Outubro/Novembro/Dezembro de 2012 2 PALAVRA DO PRESIDENTE E DO SECRETÁRIO EXECUTIVO DA CBN O FUTURO COMEÇA “HOJE” “Porque tudo passa rapidamente e nós voamos.” - Salmos 90.10c não percebemos a velocidade com que a terra gira ao redor do sol (translação), que é cerca de 107 mil quilômetros por hora; assim também não percebemos o quanto tudo na vida passa tão rapidamente. Muitos de nós fizemos planos e sonhamos, mas nada aconteceu, pois tudo passou tão rápido que nem nos demos conta de que literalmente estamos “voando” como disse o salmista. A grande realidade é que o tempo voa e o nosso melhor momento é o presente. alucinados, que sonham com um futuro perfeito, mas tão longínquo que não é possível fazer nada para alcançá-lo. Nós, os que estamos em Cristo Jesus, o Senhor, precisamos crer que o Deus Todo Poderoso nos dá oportunidades para construirmos o futuro; fazer diferença neste mundo, realizando grandes coisas em nome dEle e para Ele, pois é nEle que tudo subsiste. - Colossenses 1.17. Nesse fim de ano, quero encorajar a todos os “Batistas Nacionais”; a todos que têm a marca da renovação espiritual, a deixarem de lado tudo que nos tem separado ao longo dos anos e darmos as mãos em torno da obra que o Senhor da Seara nos confiou. Em 2017 completaremos 50 anos, e essa, sem dúvida será uma grande oportunidade para celebrarmos o nosso cinquentenário em unidade em torno da mensagem da Renovação Espiritual, que é Calvário e Pentecoste. Mas, para que isso seja possível, precisamos tomar uma atitude no tempo que se chama hoje, pois esse é o melhor momento para começarmos a construir o nosso futuro. Pr. Edmilson Vila Nova E-mail: edvilanova65@gmail.com Presidente da CBN, Pastor da Igreja Batista Nova Vida em Valinhos/SP Pr. Edmilson Vila Nova hegamos ao fim de mais um ano e nem nos apercebemos da velocidade com que tudo passou. Parece que foi ontem que pedimos a Deus que nos abençoasse durante o ano, e agora já estamos agradecendo pelo ano que termina. O texto bíblico afirma que tudo passa rapidamente e nós voamos, assim como C “ Precisamos deixar de ser sonhadores NOSSA GRATIDÃO o fim de mais um ano queremos louvar ao Senhor nosso Deus por nos permitir alcançar mais essa vitória. Reconhecemos que se não fosse a mão do Senhor não teríamos caminhado. Por isso, em primeiro lugar expressamos nossa gratidão e louvor a Ele, que é a razão de nossa existência; mas não poderíamos deixar de agradecer a todos aqueles que foram instrumentos da Graça do Senhor para que chegássemos até aqui. Destacamos nossa gratidão ao Secretário Executivo, Pastor Lucy-Mar de Almeida Campos, que dedicou os últimos dezenove anos de sua vida à nossa CBN; aos funcionários do escritório e secretarias, que têm servido com esmero e afinco a essa causa; às Igrejas Batistas Nacionais espalhadas por esse imenso Brasil, que a despeito de qualquer dificuldade ou divergência, foram fieis na cooperação financeira e na participação; aos pastores, que têm sido fiéis ao compromisso que um dia assumiram de cooperar com a CBN; às CBE’s que têm sido fiéis na prestação de contas e no envio do repasse financeiro; às lideranças estaduais que não têm medido esforços para que a obra do Senhor avance cada vez mais no Brasil e no mundo. Agradecemos ainda aos departamentos de homens, mulheres e jovens que têm se empenhado para promover a integração de cada um desses grupos no contexto local, estadual e nacional. Por fim, às nossas instituições Ormiban, Jami e Lerban que têm sido os braços da CBN no cuidado com os pastores, na expansão da obra missionária transcultural, na publicação de nossa literatura; e ao STEB que, juntamente com todos os outros seminários espalhados por nosso Brasil, tem sido instrumento de Deus na formação de obreiros aprovados. Pela Convenção Batista Nacional Pr. Edmilson Vila Nova - Presidente A ” Agradecimento E “ Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus”. - Atos 20.24. pastores, funcionários e à minha família, que sempre me apoiaram. A Deus, toda honra e toda glória. m fevereiro de 1995 fui eleito pelo Conplex para assumir a Secretaria Executiva da Convenção Batista Nacional. Foram dezoito anos e dez meses, nos quais procurei trabalhar com dedicação e afinco. Fui honrado ao ser convidado para trabalhar com os presidentes Daniel Leite Fonseca, Enéias Tognini, Cláudio Ely D. Espíndola, José Carlos da Silva e, nos últimos quatro meses, com Edmilson Vila Nova. No período, viajei por todos os Estados, conheci a realidade de cada um e fiz boas amizades. Creio que cumpri o ministério para o qual fui designado. Após ser convidado pelo Pr Edmilson para continuar, conclui que seria melhor não aceitar, uma vez que: “há tempo para todo propósito debaixo do céu”; tempo para chegar e tempo para sair. Deixo a Secretaria Geral de Administração organizada, informatizada, com a contabilidade e as contas aprovadas. Saio com a consciência tranqüila de dever cumprido, sabendo que não fiz nada sozinho e registro meus agradecimentos às igrejas, Pr. Lucy-Mar de Almeida Campos E-mail: lucymar@cbn.org.br Secretário Executivo da CBN O Jornal “O Batista Nacional” é uma publicação da Convenção Batista Nacional REDAÇÃO “O BATISTA NACIONAL” SDS - Ed. Venancio Jr, Bl M, Entr 14, Brasília-DF / 70394-900 Fone: (61) 3321-8557 / Fax: (61) 3321-0119 Site: www.cbn.org.br / email: cbn@cbn.org.br EXPEDIENTE CBN - Convenção Batista Nacional Presidente: Pr. Edmilson Vila Nova 1º Vice-Presidente: Pr. Éder José de Melo Silva 2º Vice-Presidente: Pr. Raphael Daróz de Almeida 3º Vice-Presidente: Pr. Cláudio Giomar de Lima 1º Secretário: Pr. José de Arimatéa Beirão Filgueiras 2º Secretário: Pr. Jorge Luiz Borges Menezes 3º Secretário: Pr. Sandro Aurélio Batista Secretário Executivo: Pr. Lucy-mar de Almeida Campos SECOM/CBN - SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO Diretor Executivo: Pr. Mílton Marques de Araújo Editoração: Rejane Siqueira Campos de Bittencourt Tiragem: 50.000 exemplares / Impressão: Correio Braziliense Artigos publicados: reprodução permitida. Favor mencionar a fonte. Envie-nos artigos, notícias ou divulgue o evento de sua igreja neste jornal. Ao receber o jornal, distribua-o e promova sua divulgação!

[close]

p. 3

Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 DIRETORIA 3 AGENDA 2014 Principais eventos Janeiro 1 Confraternização Universal Fevereiro 7 Centenário de vida do Pastor Eneias Tognini (SP) Março 1a4 Retiros e Encontros (Período Carnaval) 8 Dia Internacional da Mulher Abril Mês de Missões Estaduais 08 a 11 Reunião do Conplex Junho 8 Dia do Pastor Relatório da Diretoria Agosto 10 Dia dos Pais 20 a 22 Congresso da ORMIBAN em Florianópolis-SC Setembro Mês de Missões Mundiais 14 Dia de Oração pelos Missionários Batistas Nacionais 16 47º Aniversário da CBN 24 a 27 Encontro de Missionários da JAMI na Espanha Outubro 12 Dia Nacional de Oração da CBN Novembro 07 a 09 Confeban Nacional em Várzea Grande-MT 15 Dia Batista Nacional de Jejum e Oração Dezembro 14 Dia da Bíblia Convocação para CONPLEX Brasília, 28 de Novembro de 2013 Aos Membros do CONPLEX No uso das atribuições que lhes são conferidas, conforme o art. 10 do Estatuto e de acordo com o art. 24 do Regimento Interno, o presidente convoca para reunião ordinária do Conplex para os dias 8 (início às 20h), 9, 10 e 11 (término às 13h) de abril, em Brasília-DF. Durante a tarde do dia 8 estarão reunidas as diretorias das instituições: STEB, JAMI, LERBAN, ORMIBAN. Programe sua viagem para chegar cedo, assim poderemos iniciar a programação com todos os membros presentes. Na reunião do CONPLEX, a pauta de assuntos é estabelecida pelo artigo 23 do Regimento Interno e assuntos gerais. Os relatórios mensais das CBE’s e demais instituições que integram a CBN deverão ser encaminhados periodicamente à Secretaria Geral de Administração, conforme decisão do CONPLEX, e o RELATÓRIO ANUAL 2013 deverá ser encaminhado, conforme MODELO PADRONIZADO, até o dia 31 de MARÇO de 2014. Pr. Edmilson Vila Nova Presidente da CBN Diretoria eleita para o biênio 2013-2015, de direito, começou seu mandato em 01 de setembro, mas suas primeiras ações tiveram início no mês de agosto, quando o presidente conversou com o Pastor José Carlos da Silva e também com o Pastor Lucy-Mar de Almeida Campos, iniciando dessa forma o processo de transição. No dia 23 de agosto, o Pastor Éder Melo e o Pastor Edmilson Vila Nova estiveram em Brasília, onde se reuniram com os pastores José Carlos da Silva e Lucy-Mar Campos, e das mãos deles receberam um relatório detalhado contendo informações sobre toda a situação da CBN. No dia 03 de setembro aconteceu em Brasília a primeira reunião da Diretoria, na qual foram tratados diversos assuntos, inclusive a eleição do Secretário Executivo, ficando acordado que o Pastor Lucy-mar estaria na função até o dia 31 de dezembro de 2013, quando a Diretoria já terá eleito um secretário executivo em caráter definitivo. Nessa reunião também foi deliberado a reforma do escritório, conforme projeto aprovado pela gestão anterior. No dia 04 de setembro, o presidente da CBN permaneceu no escritório, onde assinou documentos e tomou outras providências. No dia 09 de outubro, o presidente esteve nova- A mente em Brasília, onde acompanhou o andamento dos trabalhos do escritório, inclusive a reforma, e tratou de diversos outros assuntos com o Secretário Executivo. No fim da tarde se reuniu com o diretor do STEB, Pastor Elias Batista, e na ocasião tratou de diversos assuntos referentes àquela instituição da CBN. No período de 02 a 04 de novembro, o presidente participou do Conjuban Nacional que aconteceu na cidade de Sumaré-SP. No dia 11 de novembro, o presidente esteve representando a CBN no Palácio dos Bandeirantes, num encontro com o Governador Geraldo Alckmin e a liderança Batista Nacional de São Paulo. Essa reunião foi agendada pelo Deputado Estadual Carlos Bezerra Júnior. Nos dias 13 e 14 de novembro a diretoria se reuniu em Brasília para tratar de Diversos assuntos, entre eles, a eleição do novo Secretário Executivo. Foi eleito o Pastor Esdras Dias de Souza Ferreira, do Distrito Federal, que assumirá o cargo a partir de 01 de janeiro de 2014. 1ª Consulta de Missão integral – No período de 14 a 17, alguns membros da Diretoria estiveram participando dessa 1ª Consulta, que aconteceu na Primeira Igreja Batista de Brasília, no Núcleo Bandeirante-DF; e acompanharam de perto esse importante passo dado pela CBN. OBTUÁRIO ...“Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé...” Pr. Gésio Natalino Cypriano 25/12/1956 15/11/2013 Pr. Orias Pinto Bandeira 28/01/1950 20/10/2013 Pr. Rilves Oliveira do Nascimento 06/12/1950 27/11/2013 com pesar que a CBN e ORMIBAN-ES comunica o falecimento do Pastor Gésio Natalino Cypriano, da Igreja Batista El Shaday em Barra do Riacho - Aracruz-ES. Os presidentes da CBN-ES, Róbson Junior da Silva e da ORMIBAN-ES, João Marciano Filho, encaminharam condolências à família. “Nesse momento de dor, só podemos externar nossa solidariedade e pêsames”, afirmaram. É oi chamado à glória do nosso Senhor no dia 20 de outubro, o Pastor Orias Pito Bandeira, da cidade de Aimorés-MG. O Pastor Orias sempre foi muito querido e respeitado no meio Batista Nacional, onde militou por 20 anos, exercendo o ministério pastoral nas cidades de Periquito, Serraria, São Geraldo de Tumiritinga, Capitão Andrade e Conselheiro Pena, todas em Minas Gerais. F prouve a Deus chamar para si mais um servo seu. Nos deixou para estar com o Senhor, o Pastor Rilves Oliveria do Nascimento, pastor da Igreja Batista Nacional da Moóca, São Paulo-SP, Obreiro muito querido e que por muitos anos militou na Seara Batista Nacional no Estado de São Paulo. A A Convenção Batista Nacional manifesta suas condolências às famílias dos pastores Gésio, Orias e Rilves, e respectivas igrejas, pelo falecimento desses servos de Deus. Que as doces consolações do Espírito Santo sejam sobre todos.

[close]

p. 4

Informativo Oficial da Batista Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 CBN-Convenção Convenção Nacional - Outubro/Novembro/Dezembro de 2012 4 EDITORIAL // ARTIGO EDITORIAL MEU SEGUNDO ADEUS “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo” - Colossenses 3.23 e 24. Em 2012, 16 anos depois, fui novamente convidado pelo então presidente, Pastor José Carlos, para reimplantar o serviço de comunicação da CBN, agora como Secom (Secretaria de Comunicação), até então existente só no papel. Eu estava morando em Campinas-SP e desejava retornar a Brasília, como já havia me manifestado antes ao colega e amigo Pastor Lucy-mar, que então ajudou a tornar possível o convite. A proposta inicial do Presidente era apenas uma web rádio, que depois se tornou mais ampla, abrangendo também a editoração geral da Secom, incluindo a remodelação do Jornal O Batista Nacional, a ampliação e atualização diária do Web Site Institucional, a criação e manutenção de uma fanpage no Facebook, como alvos imediatos; além de uma Web TV para um futuro breve, com a produção de vídeos institucionais e de aulas do STEB em módulos, a serem usados nas Jornadas Teológicas em todo o Brasil. Coloquei no papel um projeto específico, que exigia investimento financeiro em três etapas: primeiro, em instalações físicas; segundo, em equipamentos; e terceiro, em pessoal. A minha atribuição era a de um técnico de futebol. Prepararia o time (parte dele já existia) e coordenaria toda a execução, sendo minha função principal a provisão de conteúdo e a determinação de onde e de que forma esse conteúdo seria usado. até ali e obtive aprovação da comissão encarregada de analisar o relatório, com louvor, pelo trabalho, além de muitos elogios pessoais dos principais líderes da denominação. Eu estava em paz por estar fazendo o meu melhor e achei que estava sendo entendido naquilo que propunha. Mas, infelizmente, nem sempre o melhor é suficiente. Pr. Mílton Marques de Araújo É com esse espírito que me despeço pela segunda vez do trabalho de comunicação da CBN. A primeira, em 1996, quando implantei, a convite do Pastor Daniel Leite, presidente à época, o Decom (Departamento de Comunicação), cujo principal projeto era um programa de TV em rede nacional, que esteve no ar por cinco meses na extinta Rede Manchete, com o nome de Renovação Espiritual. O trabalho foi muito elogiado, mas não teve sustentação financeira. Todos nós pensávamos que, feita nossa primeira incursão na TV, nossos líderes e igrejas se sensibilizariam para prover os fundos necessários. Mas não foi assim. Não havia um planejamento adequado e o projeto naufragou. Ainda me lembro de quando fui dispensado com a explicação: “nosso problema é a falta de verba e por isso vamos parar com o trabalho do Decom”. Não sou marqueteiro, nem jornalista, nem web designer, nem designer gráfico e muito menos técnico em informática. Sou um pastor, que gosta de comunicação e que adquiriu ao longo da vida, razoável experiência desse trabalho, através das minhas vivências como apresentador e produtor de televisão, locutor de rádio, e de empresário da propaganda. Isso foi o que ofereci como habilidade pessoal. A tarefa era hercúlea, mas me cheirou desafio, o que me fez abraçar com o espírito bíblico do versículo citado acima: “fazer de coração, para o Senhor”. No CONPLEX desse ano, apresentei meu relatório, onde demonstrei então que tudo estava caminhando como proposto e acordado. Mostrei as mudanças ocorridas “ Ninguém é auto suficiente em tudo. ”“ Comportamento, qual é o seu? visão de Deus é que ela funcione como um corpo, onde cada membro tem a sua função. Tomemos por base o texto de Paulo aos Efésios 4: 11-16: “E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo; para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual o corpo inteiro bem ajustado e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua seu crescimento para edificação de si mesmo em amor”. É isso que esperamos em Deus. Que possamos liderar e servir com motivação para a edificação do seu Reino. Onde quer que estejamos, em casa, no trabalho secular ou na igreja, galguemos para o sucesso, procurando exercer da melhor forma a tarefa que cabe a cada membro do corpo. Busquemos com harmonia, o crescimento, o fruto e a ordem no trabalho que nos foi confiado. Para finalizar, nada melhor do que retornar às palavras de Paulo a Timóteo: “Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.” - 2 Timóteo 4:15. Deus nos abençoe em Cristo. Magda Lígia Guimarães E-mail: magdaligia@gmail.com Auxiliar de Escritório da ORMIBAN Igreja Batista Vida Nova/Cidade Ocidental-GO Magda Lígia Guimarães prática do comportamento transparente no trabalho, seja ele secular ou na igreja, gera equilíbrio nas emoções em cada pessoa. A única e digna preocupação fica relacionada com a exatidão dos fatos e dados. É através dessa prática que buscamos alcançar um resultado eficaz de forma que a energia de cada pessoa passe a ser canalizada para o bem estar, para o bom desempenho e produtividade, ganhando com isso as pessoas e a organização. A insegurança das pessoas nas organizações estimula comportamentos falsos, inverídicos, manipulados e sem transparência; comprometendo dessa forma os resultados, o desempenho, podendo gerar mal estar físico e emocional nos envolvidos no processo organizacional. Lembremos amados, que desde os primórdios, no estabelecimento da Igreja, a A Nesse dia 16 de novembro passado, fui avisado pelo Presidente e membros da Diretoria, de que não haveria renovação e eu estaria então dispensado, a partir de primeiro de janeiro de 2014. Perfeitamente normal, já que há um contrato e ele expirou. Os dois lados têm plena liberdade de renovar ou não. Como profissional, independente da vocação e do vínculo ministerial e espiritual, tenho consciência da normalidade da situação. A justificativa dada foi: “nosso problema é falta de verba, por isso vamos parar e reestruturar a Secom em novas bases”. Exatamente igual à explicação que recebi há 17 anos atrás. Nesse momento há um duplo sentimento em mim. Estou feliz por ter servido à Convenção nesse curto período, e infeliz por deixar o trabalho inacabado e incompleto. Não é pelo emprego, porque felizmente vivemos num país de novas oportunidades. Em quase todo o meu ministério de 34 anos, sobrevivi fazendo tendas, e muitas vezes paguei literalmente para fazer a obra de Deus. Mas estou triste pelo “trabalho”, que prefiro chamar de “ministério”, interrompido pela segunda vez, com intervalo de 17 anos. Como diz o ditado popular: o raio caiu duas vezes no mesmo lugar. Quanto a mim, daqui para a frente, estou “recomeçando” mais uma vez; agora, um sonho de 25 anos atrás: o de implantar uma igreja virtual, que funcione totalmente com o uso da tecnologia, que tenho chamado de “a igreja do futuro”. É para lá (para o futuro) que eu vou, com a graça de Deus, a assistência do Espírito Santo e a companhia fiel e amiga da esposa e filhas. Conto com as orações de todos. Pela segunda vez, adeus. Feliz 2014. ” Pastor Mílton Marques de Araújo E-mail: mmarques.df@hotmail.com Secretário de Comunicação da CBN Pastor da Igreja Batista Nacional Nova Comunhão Cristã em Brasília-DF - a Primeira Igreja Batista Virtual do Brasil www.novacomunhao.com.br

[close]

p. 5

Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 ACONTECEU 5 ORMIBAN REALIZA INTERCÂMBIO DE PASTORES DO RIO GRANDE DO NORTE E PARAÍBA conteceu em João Pessoa, no dia 26 de agosto, uma reunião entre pastores dos estados de Rio Grande do Norte e Paraíba, com o propósito salutar de promover um intercâmbio de amizade e cooperação ministerial entre as duas regionais da Ordem de Ministros Batistas Nacionais. Segundo o testemunho do pastor Gilberto Cipriano, presidente da Ormiban-RN, foi um tempo de qualidade, confraternização e alegria na presença do Espírito Santo. CBN-DF COMEMORA 35 ANOS COM EVENTO MISSIONÁRIO A CBN-RN REALIZA EVENTO MISSIONÁRIO CHAMADO “CAFÉ COM MISSÕES” conteceu nos dias 20, 21 e 22 de setembro o evento chamado “Café com Missões”, realizado em Natal-RN, na Igreja Batista Nacional Passo da Pátria, com o objetivo de promover o trabalho missionário na igreja. Foi um momento muito agradável na presença do Senhor e em comunhão com os irmãos. O encontro conduzido pelo Secretário Administrativo da CBN-RN, Pastor José Rosa, teve o objetivo de levar a igreja a pensar e repensar sobre a CBN no estado e concluir o que deu certo, o que está funcionando e o que podemos fazer para melhorar. Alguns ministérios presentes tiveram a oportunidade de compartilhar suas realidades e a conversa girou em torno dos temas: discipulado, evangelismo, identidade convencional, liderança, comunhão e relacionamento. Foi um momento ímpar e muito proveitoso. O tempo desse encontro passou rápido e já há uma data pré agendada para o próximo Café com Missões. A m um clima de alegria e louvores a Deus, aconteceu no dia 31 de setembro último, o culto de celebração pelos trinta e cinco anos da CBN-DF e também o culto de missão. O evento ocorreu no templo da Primeira Igreja Batista de Brasília, no Núcleo Bandeirante e contou com a participação de diversas igrejas e pastores. Na ocasião foram homenageados o pastor José Carlos da Silva, pelos relevantes serviços prestados à frente da Convenção Batista Nacional, e também o pastor Elias Brito Sobrinho (in memoriam), representado pelo seu filho, o pastor Elias Brito Sobrinho Júnior, pelo trabalho missionário realizado no Distrito Federal, que redundou nas muitas igrejas que compõem a CBN-DF hoje. E CBN-BA REALIZA RETIRO DA FAMÍLIA PASTORAL UEFBN-SALVADOR METROPOLITANA REALIZA MAIS UM RETIRO, COM SUCESSO om o tema: “Mulher que faz a diferença”, aconteceu nos dias 11 a 13 de outubro, no Resort Club, mais um Retiro da UEFBN-Salvador Regional Metropolitana, reunindo mais de duzentas pessoas. Presente no encontro, como uma das palestrantes, esteve a presidente nacional da UEFBN, Vera Santos, de Minas Gerais. Também ministrou para as irmãs baianas a pastora Ângela Sirino, de Goiânia-GO. A presença do Espírito Santo foi real, o louvor foi uma bênção, incluindo na programação uma celebração da Ceia do Senhor. C conteceu no período de 29 de agosto a 01 de setembro de 2013, na cidade de São Gonçalo dos Campos-BA, o 8º Retiro da Família Pastoral da CBN-BA, evento da Regional de Salvador (Salvador e Região Metropolitana). Sob o Tema: “PASTORES PREPARADOS PARA PREPARAR A NOIVA DE CRISTO”, baseado em 2 Coríntios 11.2, o evento contou com a participação de vários pastores e suas famílias. Cerca de 160 pessoas estiveram presentes. Na oportunidade, também se fez presente o pastor Edmilson Vila Nova, presidente da CBN, e sua esposa Ednalva, os quais ministraram a Palavra de Deus com muito entusiasmo e sabedoria do céu. Marcaram presença também no evento os pastores Odinei Ferreira de Oliveira, presidente da CBN-BA e Nilton Santana, Secretário Executivo da CBN-BA. O Retiro de Pastores e Famílias da Regional Metropolitana de Salvador tem sido um marco na vida de todos aqueles que se envolvem. Deus tem restaurado muitos ministérios; muitas famílias pastorais têm sido abençoadas; são diversos os testemunhos de pastores, esposas e filhos que já foram alcançados e renovados para continuarem no ministério. A

[close]

p. 6

Informativo Oficial da Batista Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 CBN-Convenção Convenção Nacional - Outubro/Novembro/Dezembro de 2012 6 ACONTECEU CBN-BA COMEMORA 40 ANOS COM A REALIZAÇÃO DA 31ª ASSEMBLEIA CONVENCIONAL PASTOR JONAS NEVES, DA IGREJA BATISTA DO POVO DE SÃO PAULO, COMEMORA 60 ANOS DE VIDA o último dia 6 de outubro, a Igreja Batista do Povo, em Vila Mariana, na cidade de São Paulo, celebrou os 60 anos de vida de seu pastor sênior, Jonas Neves de Souza. Em uma grande festa, que teve início com uma homenagem dos filhos, genros e nora, dirigindo o louvor ao Senhor, a igreja celebrou de forma alegre e emocionada. Logo depois do louvor, em uma deliciosa agitação, os dez netos do Pastor Jonas prestaram suas homenagens, seguidos pelos companheiros de trabalho e ministério que deixaram mensagens em um emocionante e divertido vídeo. As mais de duzentas crianças do Kidscípulos (ministério infantil), “a igreja lá de baixo” como carinhosamente é conhecida, por se reunir no andar abaixo do templo principal, prestaram suas homenagens e arrancaram deliciosos N Convenção Batista Nacional – Bahia, sob a Presidência do Pastor Odinei Ferreira de Oliveira, reuniu-se nos dias 14 a 16 de novembro, no templo da Igreja Batista Nacional Betânia, na aconchegante cidade de Vitória da Conquista, por ocasião da XXXI Assembleia Geral Ordinária, na qual celebramos os 40 anos de organização da CBN-BA, tendo como tema: “O fogo arderá continuamente sobre o altar” - Levíticos 6.13. Foram dias de comunhão e renovação espiritual, nos quais fomos agraciados pela palavra ministrada pelos preletores, Pastor Jonas Neves (Igreja Batista do Povo, em Vila Mariana-SP), Pastor Doutor Rubens Muzio (SEPAL- Serviço aos Pastores e Líderes) e Pastor Edmar Vaz Andrade (Igreja Batista Betel - Vitória da Conquista-BA). Contamos ainda com louvores dirigidos pelo cantor Emerson Augusto e ministérios locais. Foram feitas homenagens aos pioneiros, que com trabalho e dedicação construíram a CBN-BA, aos quais rendemos sincera gratidão. Tivemos caravanas de toda parte de nossa extensa Bahia; pastores, líderes, mensageiros, banda sinfônica da Polícia Militar da Bahia. Não podemos deixar de mencionar a presença do Secretário Executivo Nacional, Pastor Lucy-mar de Almeida Campos, representando o Presidente da Convenção Batista Nacional. Durante a Assembleia, foi eleita a nova diretoria para o biênio 2014/2015, que terá por Presidente o Pastor Valter Bastos Cunha Filho, sendo os eleitos empossados na sessão posterior à votação. A Deus a glória por tão abençoada Assembleia Convencional. Pelo Pastor Nilton Francisco de Jesus Santana. Secretário Executivo - CBN-BA A sorrisos do já emocionado pastor. Antes da ministração da Palavra de Deus, feita pelo pastor e também sobrinho Ivêner Soler, mais uma grande surpresa: o filho caçula, Alisson, e sua esposa Vivian, contaram que está a caminho mais um netinho. Em meio a lágrimas de alegria e sorrisos surpresos, a igreja se emocionou e festejou. No início da pregação, o Pastor Ivêner lembrou sobre a trajetória do Pastor Jonas, desde a infância humilde, quando trabalhou como engraxate para ajudar nas despesas familiares, passando pela formação teológica, a atuação missionária na Amazônia e o trabalho em Minas Gerais, até ser convidado para ser o sucessor do Pastor Enéas Tognini na Igreja Batista do Povo. Na oportunidade, a CBN esteve representada pelo seu Presidente, o Pastor Edmilson Vila Nova. Trajetória de vida do Pastor Jonas Natural de Rolândia, no Paraná, o Pastor Jonas nasceu em um lar evangélico, no dia 7 de outubro de 1953. Aos sete anos de idade, entregou sua vida a Cristo. Cursou a Faculdade Teológica Batista Nacional (STEB-FATEBAN) em Belo Horizonte (MG), onde se graduou em Teologia no ano de 1977. Em 1975, casou-se com Solange, líder do ministério Kidscípulos da Igreja Batista do Povo e membro da equipe do Ministério Infantil da Sepal. Atuou como seminarista da Igreja Batista da Lagoinha por cinco anos. Entre seus trabalhos, estabeleceu pela fusão de 2 grupos, a Igreja Batista Getsêmani em Belo Horizonte-MG, que pastoreou por quatro anos. Em 1981, foi eleito pela Convenção Batista Nacional, Secretário Executivo da Aliança Batista Missionária da Amazônia, a ALBAMA. Transferiu-se para Belém-PA com toda a família, onde exerceu um ministério frutífero até 1985. À frente da ALBAMA estabeleceu igrejas, assentou missionários, cooperou na implantação da estrutura da Convenção Batista Nacional desde Rondônia até o Piauí. Depois desse tempo, aceitou o convite da Igreja Batista da Lagoinha, onde serviu como pastor por mais 15 anos. Em 1999, foi convidado pelo Pastor Enéas Tognini e no dia 31 de dezembro daquele ano, assumiu o pastorado da Igreja Batista do Povo, na capital paulista, onde está até hoje. Na Igreja Batista do Povo, Pastor Jonas Neves de Souza preocupa-se com o constante crescimento não do templo, mas das vidas, firmadas na Palavra de Deus. Com o auxílio de sua esposa Solange e da equipe Pastoral, tem estruturado a IBP para o desenvolvimento espiritual das vidas, a começar pelos pequeninos. Jonas e Solange têm cinco filhos (Aline, Ádila, Anny, Iva e Alisson) e dez netos. Para a glória de Deus, filhos, genros e nora são ministerialmente atuantes e servem ao Senhor. ANEM-SP realiza “Retiro de Ester” para esposas de pastores Associação Nacional de esposas de Ministros – Anem-SP realizou de 18 a 20 de outubro na cidade de Ibiúna-SP, o primeiro Retiro de Ester. Um evento voltado exclusivamente às esposas de pastores, com o propósito de oferecer a elas cuidado físico, emocional e espiritual. O retiro contou com a participação de mais de 60 esposas de pastores, sendo algumas dos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. O encontro foi uma experiência inovadora, abençoadora e serviu como instrumento de Deus para fortalecer e edificar as participantes. A

[close]

p. 7

Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 ARTIGO // SEDELIM 7 A ORDEM DE ZEBEDEU a pecar em condutas fora do chamado, imagine o que se dá quando é decisão de homem apenas. No passado de Israel, Nadabe e Abiú, filhos de Arão, se excederam no próprio serviço e morreram; na divisão do reino, Jeroboão consagrou sacerdotes de seu interesse. Quando Jesus exercia seu ministério, sacerdotes corruptos se arranjavam e trocavam entre si o poder. Mas, numa ocasião, dois, dentre os doze, quase foram enredados pelo desejo de uma posição que lhes não cabia (Mateus 20.20-28 e Marcos 10.35-45). Um texto diz que a mãe de Tiago e João, Salomé, se chegou a Jesus para pedir para os filhos a honra de se assentarem de um e outro lado dele, na glória. O outro texto diz que eles próprios o fizeram. Daí fica claro que todos foram cúmplices na infeliz, pretensiosa e arrogante investida. Jesus acabara de declarar, com detalhes, seu iminente sofrimento e morte na cruz; mas, insensíveis e indiferentes, não ouviram; queriam posições, honra, glória e poder. O Senhor retrucou os filhos de Zebedeu e questionou sobre o que diziam; ao que responderam estar prontos em sua pretensão. Tal atitude levou Jesus à repreensão deste orgulho e ambição mundanos que se querem impor em domínio sobre o semelhante; e na deferência dos lugares mostrou desprezo. Nisso, a confusão se formou e os demais se indignaram contra os dois irmãos. Mais provável, por ciúmes; eles também almejavam aqueles lugares. Jesus, então, declarou abertamente que rejeitava este tipo de sacerdócio sem chamado e que conduz homens a querer o que não foram chamados a fazer e ser. Suas palavras foram uma ordem à humildade e ao serviço em submissão. E de forma drástica, sem deixar dúvidas, conclui o discurso no capítulo 23 de Mateus, com as duras palavras dos oito: “Ai de vós” que selaram as razões dos sacerdotes que o crucificaram. Notícias da SEDELIM Secretaria de Desenvolvimento de Liderança e Ministérios Pastor Júlio Cesar S. de Abreu sacerdócio, conforme a Bíblia nos apresenta, só tem legitimidade em duas ordens para representar ao Senhor em seu serviço sagrado: no Antigo Testamento, pela tribo de Levi, através de Arão, (Êxodos 28.1) e no Novo Testamento, a partir de Cristo, em seu chamado, estendido aos apóstolos e a nós. Esse, na interpretação do escritor aos Hebreus, “segundo a ordem de Melquisedeque”. Na prática, essa revelação nos enriquece no conhecimento, mas não é o que confere ao Filho de Deus e a nós, a autoridade no ministério sacerdotal. Nós os que somos pastores, o somos pelo seu chamado exclusivo, pessoal e direto. Dentre as muitas advertências sobre o sacerdócio, antes da sua conduta, destaco duas quanto ao chamado: ainda aos Hebreus, (5.4) que ninguém toma essa honra para si mesmo, senão quando chamado por Deus; e na palavra de Paulo a Timóteo, para não impor as mãos precipitadamente, (I Timóte 5.22) que entendemos ser para condução ao ministério. São duas condições: o ser ou não, realmente chamado e, se chamado, não receber a autoridade no tempo certo e nas condições determinadas. Infelizmente, vemos hoje a proliferação de sacerdócios num desastre de inconsequência, irresponsabilidade e loucura em desafio a Deus. Se não tivéssemos a Palavra e o Espírito do Deus vivo a nos orientar, poderíamos considerar, apenas, ignorância; mas, essa só pode ser aceita num brevíssimo começo. O “ Há tantos querendo se fazer e que foram feitos pastores, de modo afrontoso e evidente, que o Evangelho está sendo barateado e loteado por quem só ouviu um assobio ou um rumor. Uma parte tem respondido na emoção desequilibrada e teimosa de um desejo de servir. Outros, o fazem, planejando e se declarando pastores, sem submissão, qualquer que seja. Mas, ambos, pela sua forma, demonstram a mesma rebeldia e desobediência. Se homens chamados por Jesus, e vivendo na presença daquele que chama, estão sujeitos ” “ Estamos diante de uma geração de sacerdotes, rebeldes ao chamado, entrando nos templos pelas janelas e assaltando os púlpitos para se assentarem à direita e à esquerda. São homens que não andam no caminho e pegam atalhos para o ministério. São os pastores, evangelistas, missionários, apóstolos, e ... segundo a ordem de Zebedeu. “Ai de vós”! Pr. Júlio César Sampaio de Abreu E-mail: julioabreupr@hotmail.com Pastor da Igreja Batista Profética Bairro Baronesa, Santa Luzia-MG ” SEDELIM, sob a direção CONJUBAN 2013 em Sumaré-SP do Bruce e Ana Borquist, sob a direção do Evangelista Leandro continua apoiando e capacitando lí- Nunes, Presidente da JUBAN. Duderes locais e nacionais das igrejas da rante o Congresso, ministramos um CBN, e “até os confins da terra.” treinamento apresentando alguns dos Qual a diferença entre um líder princípios de “Liderança Servidora” mundano e o líder servo do jeito de aos líderes estaduais e locais da JUJesus? Qual tipo de líder fortalece a BAN. Vários líderes já têm nos proigreja a cumprir sua parte da missão curado para agendar um treinamento de Deus? mais extenso em seus estados. Em agosto, ministramos uma oficina de “Liderança Servidora” aos participantes do Treinamento Básico em Evangelismo e Missão (TBEM) da Convenção Batista de Mianmar na Ásia Sudeste. Os participantes disseram que foi um conteúdo inspirador, e que eles vão utilizar os princípios no trabalho evangelístico deles. A base fundamental de um lí- Sempre contamos em Mianmar der saudável é seu relacionamento o que Deus está fazendo através da CBN com o Senhor. Em nossa oficina de “Jornadas Espirituais”, os alunos Olhando para o ano 2014, a SEdo TBEM aprenderam como discer- DELIM oferecerá treinamentos innir e apreciar o agir de Deus nas suas tensivos em RS e AL (janeiro), no DF vidas. Descobriram as cinco fases do (fevereiro), em SC (março), na BA e paradigma de jornada espiritual e os PA/AP (abril), na JAMI (junho), em temas que se repetem em suas vidas. ES e RS (setembro), e em MT (noO paradigma será muito útil no tra- vembro). Entre em contato com sua balho deles como missionários entre liderança estadual e conosco para saaquele povo budista. ber das datas em seu estado. Aqui no país, demos aulas de “Vida Missionaria” aos missionários Bruce e Ana Borquist E-mail: sedelim@cbn.org.br em treinamento na JAMI (em ouwww.cbn.org.br/sedelim tubro) e apoiamos a realização do A Bruce ministrando aos líderes da JUBAN sobre Liderança Serva durante o CONJUBAN 2013

[close]

p. 8

Informativo Oficial da Batista Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 CBN-Convenção Convenção Nacional - Outubro/Novembro/Dezembro de 2012 8 SEDELIM - JUBAN os dias 01, 02 e 03 de Novembro de 2013, vivemos dias inesquecíveis. Com a participação de quase mil jovens, realizamos o 17º Conjuban Brasil, na Estância Árvore da Vida, em Sumaré-SP. Representantes de todos os estados, mais o Distrito Federal, estiveram reunidos para adorar ao Deus Todo Poderoso. Além dos nossos congressistas brasileiros, tivemos o privilégio de receber a visita de duas irmãs norte americanas, que participaram do Congresso, sendo para todos nós uma grande experiência. Fomos presenteados pelo Espírito Santo nesses dias, sendo cheios da sua presença e envolvidos pelo seu amor. Entendemos que também reconquistamos um tempo de unidade da Juventude Batista Nacional. A participação dos Ministérios de Louvor da Juban no Rio de Janeiro, Mato Grosso e São Paulo, além do Ministério Livres para Adorar, nos abençoaram muito. Tenho certeza que fomos marcados por momentos de íntima adoração. As pregações foram um dos pontos altos desse grande encontro e nos confrontou sobre o verdadeiro Pentecostes. Os pastores Edeir do Carmo, do Rio de Janeiro; Newton Glória, e Juliano Son, ambos de São Paulo, e eu, que também tive o privilégio de ministrar a essa juventude tão especial, fomos inspirados pelo Espírito Santo a incentivá-los a viver em santidade e temor a Deus. Desafiamos nossos jovens a serem instrumentos de Deus para salvação de almas e a utilizarem os dons espirituais e profissionais que receberam de Deus em prol do Reino. Um dos momentos marcantes do Congresso foi a programação Resgatando a nossa Identidade. Contamos a história do nosso Departamento de Jovens desde o começo e honramos aqueles que também se doaram por nós presidindo a Juban Brasil. Estiveram conosco os pastores Jonas Neves, Ricardo Buçard, Josafá Barbalho, a irmã Dilma Giacomose e o evangelista Paulo Mota. Não podemos deixar de lembrar os momentos de comunhão dos jovens. Eles oravam, brincavam na social, fizeram uma mini vigília. Durante o dia vimos peque- N nos grupos orando e louvando ao Senhor em vários lugares da Estância. Foram momentos de interação entre todos eles. Para selar essa grande festa, dez jovens receberam a Jesus e também voltaram para os caminhos do Senhor. Ainda dezenas de jovens confirmaram seu chamado pastoral, e isso foi lindo! Cremos que o próximo ano será a consolidação da nossa juventude e precisamos trabalhar ainda mais pelo nosso crescimento. O Pentecostes precisa continuar acontecendo, pois fomos capacitados nesses dias e cheios da presença de Deus, para pregar e trabalhar na obra do Senhor. Gostaria de agradecer primeiramente a Deus, nosso Senhor, que nos abençoou e nos direcionou na realização desse trabalho. Muito obrigado Deus! À Diretoria da CBN, que nos ajudou e apoiou para a realização desse Congresso. Aos pastores Lucy-Mar e Edmilson, o nosso muito obrigado pelo apoio e companheirismo nos dias que antecederam e também nos dias do Congresso. A “cobertura” de vocês endossa o nosso trabalho. De uma forma especial, gostaríamos de fazer menção também aos pastores José Carlos, Cláudio Ely e a diretoria anterior por nos ajudarem no tempo que estiveram trabalhando pela CBN. Não podemos também deixar de citar os irmãos e amigos Missionário Bruce e a Pastora Ana, que têm sido um grande apoio para Diretoria da Juban. Trabalhar com vocês é um privilégio! Nossos sinceros agradecimentos, em nome da Diretoria da Juban, à CBN e à Juban em São Paulo, que nos receberam muito bem e nos auxiliaram na organização do evento. Aos nossos familiares, esposas e filhos da Diretoria da Juban, que além de toda ajuda, também puderam entender os momentos que nós dedicamos na realização do Congresso. Aos nossos pastores, às nossas igrejas e aos líderes estaduais da Juban, muito obrigado! A Juban Brasil é nossa. Fazemos parte dessa história! Que Deus os abençoe muitíssimo! Evangelista Leandro Nunes Presidente da Juban

[close]

p. 9

Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 REDEMI 9 Notícias da REDEMI 1ª Consulta Nacional de Missão Integral da CBN foi um Momento Histórico e Inspirador do com o renovo do Senhor para continuar na obra”, declarou um participante. Os pregadores e palestrantes principais durante as plenárias ofereceram esse “banquete de missão integral” enraizado na Palavra de Deus. O Pastor Carlos Queiroz, da Igreja de Cristo no Brasil, teólogo, professor, conselheiro, e membro efetivo da Fraternidade Teológica Latino-americana, elaborou a história e prática da missão integral de Jesus e a igreja dele. O Pastor Parrish, Secretário-Geral da União Batista da América Latina - UBLA (que é um departamento regional da Aliança Batista Mundial), e pastor presidente da Igreja Batista Israel, em Guayaquil, Equador, apresentou uma reflexão bíblica sobre a importância da missão integral da igreja no contexto latino-americano. Os Pastores Jesus Aparecido, da Igreja Batista Central de Anápolis-GO, Rede de Missão Integral ual a missão das igrejas da CBN nos dias de hoje? Como a minha igreja pode manifestar as Boas Novas de Jesus Cristo aqui, ali e lá? Durante a 1a Consulta Nacional de Missão Integral da CBN, organizada por Ana e Bruce Borquist, da REDEMI, 89 pastores, líderes e seminaristas de 14 estados se reuniram na Primeira Igreja Batista de Brasília, nos dias 14 a 17 de novembro, para lutar com essas perguntas importantes. No final dos três dias, um participante refletiu: “Que bom que Deus está nos despertando para missão integral!” A Consulta foi inspirada pelo tema “Missão Integral – da teologia à prática” e o exemplo de Jesus em Mateus 9.35-38. Grupos de Trabalho ofereceram a oportunidade de refletir sobre cinco tópicos relevantes à teologia da missão integral e elaborar uma afirmação para orientar nossas igrejas. As 6 Oficinas apresentaram várias expressões práticas da missão integral de Deus na vida da igreja local. Exposições bíblicas nas manhãs e cultos às noites foram usados por Deus para desafiar e encorajar os participantes a fazerem parte da missão de Deus, em testemunhar o evangelho todo para o ser humano todo, em todos os lugares. Nos intervalos e momentos de comunhão ao redor da mesa, os consultistas descobriram novas amizades e aprenderam uns com os outros. No dia final da Consulta os participantes deram graças ao Senhor por essa oportunidade rica de aprendizagem, desafio e inspiração. “Acredito que essa Consulta foi regada de oração, pois recebemos um banquete, um presente do Senhor. Estou sain- Q Ana e Bruce Borquist Participantes da 1ª Consulta Nacional de Missão Integral da CBN Missionário Bruce, Pr. Carlos Queiroz, Pr. Edmilson e Pra. Ana durante a 1ª Consulta Nacional de Missão Integral José Carlos da Silva, da Primeira Igreja Batista de Brasília-DF, e Wagner Bretas, da Igreja Batista Shallom, em Ipatinga-MG, ministraram mensagens e reflexões bíblicas sobre a identidade missionária da igreja no modelo de Jesus e a expressão dessa missão nas próprias igrejas. Os cinco Grupos de Trabalho elaboraram vários elementos de uma teologia de missão integral para a CBN, e desenvolveram uma afirmação que reflete o consenso do grupo nos seguintes tópicos: • Afirmação de teologia de missão integral da CBN (Pastor Jesus Aparecido dos Santos Silva-GO, Coordenador) • Aliando a eclesiologia batista e missão integral (Doutor Stephenson Soares de Araújo-MG, Coordenador) • Missão integral e teologia latino-americana no currículo do seminário (Pastor Mauricio Abreu de Carvalho-SP, e Pastor Uelton Pr. Jesus e Pr. Wagner com o grupo de trabalho Aguiar Ricardo-DF, Coordena“Afirmação de Teologia de Missão Integral da CBN” dores) • O evangelho da missão integral versus a saindo abençoado.” doutrina da prosperidade (Pastor Marcelo Muitos participantes disseram que a Rodrigues de Oliveira-MG, Coordenador) Consulta foi um momento histórico na • Participação cristã das políticas públicas e vida da CBN. Eles voltaram para as prómovimentos sociais (Pastor José Carlos da prias igrejas inspirados a iniciar ou ampliar Silva-DF, Coordenador) os ministérios da igreja que testemunham As Oficinas abriram oportunidades em palavras e ações o Evangelho às pessopara a troca de ideias práticas em vários as que ainda não fazem parte da família de aspectos da aplicação de missão integral na Deus. “[Pretendo] pesquisar a realidade em vida da igreja local. Os consultistas partici- torno da igreja e sua membresia e descobrir pavam em três das seis oficinas oferecidas: os facilitadores para que possamos colocar • A cosmovisão bíblica e o meio ambiente em pratica a teoria.” Um pastor resolveu (Pastor Zaqueu João Guimarães Santos-TO, Palestrante) • A igreja e direitos civis (Advogado Pastor Darcy Câmara-DF, Palestrante) • Como mobilizar sua igreja para uma identidade integral (Pastor Wagner Bretas-MG e Pastora Ana Borquist/REDEMI-CBN, Palestrantes) Pr. Parrish (Presidente UBLA) e Pr. Marcelo • Creches e escolas – missão e com o grupo de trabalho “O Evangelho da Missão manutenção (Irmã Divanilde Integral e a Doutrina da Prosperidade” Ramalho da Costa Soares-PA, Palestrante) • Desenvolvimento econômico: microcré- dedicar o mês de janeiro para instruir sua dito, cooperativas e empreendedorismo igreja nos princípios e práticas da missão social (Missionário Bruce R. Borquist/ integral de Deus. “Pretendo usar os vídeos sobre missão integral disponibilizados duREDEMI-CBN, Palestrante) • Gestão de projetos sociais – como formar rante a Consulta nas quartas-feiras, e depois e administrar uma Associação, ONG, ou engajar a igreja em fevereiro num processo OSCIP (Irmão Simei Silva de Lacerda-GO, de planejar nosso primeiro projeto”. Um benefício e resultado de longo praPalestrante) zo da Consulta será a “biblioteca virtual” A igreja anfitriã, a Primeira Igreja Batista de Brasília, se esforçou muito para fazer na teologia e prática da missão integral de da Consulta um grande sucesso. Com cari- Deus na vida da igreja local. Disponíveis nho e amor os irmãos e irmãs acolheram os para livre acesso são todas afirmações e participantes com hospedagem, alimenta- leituras dos Grupos de Trabalho, todas as ção e uma boa facilidade para cultos, Gru- apresentações das Oficinas, e gravações das pos de Trabalho e Oficinas. Os consultistas mensagens e exposições bíblicas no site da refletiram: “Parabenizo aos organizadores e REDEMI na página de “Recursos” http:// a CBN” e “Estou grandemente agradeci- cbn.org.br/redemi/index.php/recursos. do a Deus pelo evento. Quero parabenizar Os vídeos estão disponíveis no YouTube a toda organização do mesmo, pois estou no canal da CBN (https://www.youtube. com/user/cbnnac) e da REDEMI.

[close]

p. 10

Informativo Oficial da Batista Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 CBN-Convenção Convenção Nacional - Outubro/Novembro/Dezembro de 2012 10 IGREJA EM AÇÃO Caracol-MS Venturosa-PE Igreja Batista Nova Visão de Venturosa-PE comemora 25 anos Primeira Igreja Batista Nacional em Caracol-MS realiza Sétimo Congresso da União Feminina Rosa de Saron os dias 13, 14 e 15 de setembro de 2013, a Igreja Batista Nova Visão, localizada na cidade de Venturosa-PE, comemorou 25 anos de fundação. O evento foi marcado por momentos de grande alegria, pois a igreja nos três dias, foi contagiada pela Palavra do Senhor, transmitida com intrepidez e ousadia, e por muita adoração. Como parte das comemorações, Deus permitiu que vinte e um servos do Senhor passassem pelas águas do batismo. N conteceu nos dias 13 a 15 de setembro, no templo da Primeira Igreja Batista Nacional em Caracol-MS, que tem como líder o Pastor Sidney Alexandre, conhecido como Sandro, o sétimo aniversário do “Grupo União Feminina Rosa de Saron”. Com divisa baseada em Salmos 128.3b: “A tua mulher será como a videira frutífera”, e fundamentado no tema “Mulher terra frutífera”. Foram três dias de festa, bênçãos, adoração, louvor e pregação da palavra de Deus, ministrada pela missionária Joelma Teodoro, de campo Grande. Foram momentos de conversão de almas, renovo espiritual, milagres e muita unção. Campo Grande-MS A Igreja Batista Nacional Pura Luz, de Campo Grande-MS, comemora 6º aniversário Divino das Laranjeiras - MG Igreja Batista Nacional de Divino das Laranjeiras-MG realiza batismo de 23 novos irmãos conteceu no dia 20 de outubro o aniversário de 6 anos da Igreja Batista Nacional Pura Luz, de Campo Grande-MS, com grande festejo espiritual e congraçamento dos irmãos que ali congregam. A reunião teve uma conferência especial ministrada pelo Pastor Alberto de Araújo e Silva, titular da igreja. Parabéns aos membros e congregados dessa amada igreja afiliada à nossa CBN. Valinhos-SP A Igreja Batista Nova Vida, de Valinhos-SP, comemora 32 anos de fundação com grande evento m um ambiente tomado pela alegria da gloriosa presença de Deus, no dia 15 de setembro de 2013, a Igreja Batista Nacional de Divino das Laranjeiras-MG realizou o batismo de 23 pessoas, sendo 18 da Igreja sede e 5 da Congregação em Linópolis. A Igreja Batista Nacional de Divino das Laranjeiras é liderada pelo Pastor Antonio Eleutério Sobrinho e pelo Ministro Licenciado Josiano Jaime da Silva. Parabéns aos novos irmãos batizados e a todos os membros e frequentadores dessa amada igreja. Ao Senhor a glória e o louvor. E os dias 23 e 24 de novembro, a Igreja Batista Nova Vida, da cidade de Valinhos-SP, completou 32 anos de fundação. A data foi marcada por louvor e gratidão ao Senhor por mais um ano de vida ativa da Igreja. Na ocasião foram consagrados ao ministério diaconal da igreja os irmãos: Ismael Soler Delvale, Maria Raquel G. Soler, Edvaldo Ferreira da Silva, Eliézer Araújo, Washington Pereira Barbosa e Adriana Elizabete Barbosa. A igreja aniversariante é liderada pelo Pastor Edmilson Vila Nova, que é também o atual presidente da CBN. N Acompanhe no Portal Batista Nacional as notícias com todas as fotos dos eventos: www.cbn.org.br

[close]

p. 11

IGREJA EM AÇÃO // ARTIGO Colina de Laranjeiras-ES Igreja Batista Betel em Colina de Laranjeiras-ES realiza III Feira Missionária com grande sucesso 11 A ESSÊNCIA DO EVANGELHO Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 Igreja Batista Betel em Colina de Laranjeiras, na cidade de Serra-ES, liderada pelo Pastor Marco Aurélio Pinto de Oliveira, realizou mais um grande evento de cunho missionário no feriado de 7 de setembro, chamado de III Feira Missionária. O evento aconteceu na Praça Central do bairro, com duração de 17 às 22 horas, com público de aproximadamente 500 pessoas. Louvado seja Deus por tão importante atividade protagonizada por essa igreja tão ativa e produtiva para o reino de Deus. Recife-PE A “ u saí da Assembleia de Águas de Lindóia decidido a escrever um artigo sobre unidade na diversidade, e o texto que falou mais intensamente ao meu coração foi o capítulo doze da Primeira Carta de Paulo aos Coríntios. Vamos ler os versículos 12 e 13: “Cristo é como um corpo, o qual tem muitas partes. E todas as partes, mesmo sendo muitas, formam um só corpo. Assim, também, todos nós, judeus e não judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado a beber do mesmo Espírito”. Apesar de sua diversidade cultural e social, a igreja é uma unidade espiritual em Cristo e no Espírito. E Pr. Raphael Daróz de Almeida Igreja Batista Central do Jordão em Recife-PE comemora 37 anos conteceu nos dias 21 a 27 de outubro último, a grande festa em comemoração aos 37 anos de existência da Igreja Batista Central do Jordão, na cidade de Recife-PE, liderada pelo Pastor Dário Melo da Rocha. Além das atividades espirituais como louvor, adoração, evangelismo e outros trabalhos de departamentos, houve também uma grande mobilização social no bairro, com serviços de aferição de pressão arterial, exame de glicemia, massagem, acupuntura e oficina para crianças. Parabéns à igreja, pastor e a toda a comunidade. A Para exemplificar essas diferenças culturais, Paulo contrapôs dois povos: os judeus de seu tempo, um povo oriental, cujo pensamento era subjetivo e monoteísta; e os gregos, um povo politeísta e cuja filosofia objetiva formou a base do pensamento ocidental. Para mostrar a diversidade social, ele usou a grande diferença que havia entre os homens livres e os escravos, que nem sobre o próprio corpo tinham direito. A igreja sempre recebeu todos os tipos de pessoas, com suas próprias dúvidas e necessidades. Quando essas pessoas recebem o evangelho, cada uma tende a destacar os aspectos da mensagem que vão de encontro aos anseios de sua alma e a expressar a sua fé de acordo com sua identidade cultural. Por isso, quando você entra numa igreja, noventa por cento do que você vê é forma: a arquitetura do templo, a maneira como as pessoas se vestem, falam, cantam e até o modo como a mensagem do evangelho é pregada. Então, onde está a essência? Vamos imaginar uma jarra de vidro, cheia de água limpa e gelada. Agora, suponha que eu pegue três copos de vidro incolor e pingue algumas gotas de adoçante no primeiro, jogue duas pitadas de sal no segundo e um pouco de refresco em pó no terceiro. Se eu derramasse aquela mesma água nos três copos, ela ainda pareceria pura nos dois primeiros, mas seu gosto seria diferente (doce ou salgado); e no terceiro, além de gosto, ela teria adquirido cor e cheiro. A água ainda estaria lá, mas o conteúdo dos copos a teria modificado. Você não vai encontrar o evangelho puro em pessoa ou igreja alguma, porque nós somos todos copos com algo no fundo. Deus faz com que cada ser humano seja único e ainda concede diferentes “ ” dons e ministérios aos membros de uma mesma comunidade. Então ele usa essas qualidades individuais para servir à coletividade da igreja. O que nós nem sempre compreendemos é que isso também se aplica às igrejas. Cada igreja foi criada por Deus para ocupar um lugar dentro do seu Reino. Em algumas, predomina o ensino, em outras o evangelismo e em outras os sinais. Algumas se desenvolvem mais em uma região ou segmento da sociedade, e outras em outro. O importante é que, pela igreja, se manifesta a multifome sabedoria de Deus - Efésios 3.10. O respeito pela autonomia da igreja local tem sido uma das marcas da Convenção Batista Nacional e permitiu que visões ministeriais completamente difrerentes se desenvolvessem em nosso meio. Tanto na teologia quanto na liturgia, temos igrejas bem tradicionais, pentecostais e até neo pentecostais e isso não nos empobrece; pelo contrário, nossa diversidade é fruto da nossa liberdade e ela prova que é possível amar e viver em comunhão, a despeito das diferenças. O que preocupa, é que essa nossa atitude tolerante vem sendo colocada em cheque ultimamente. Tenho visto irmãos se encherem de razão e criticarem àqueles de quem discordam em um tom ácido e até contundente, como se eles mesmos (os críticos) fossem os guardiães do verdadeiro e mais puro evangelho. É muito mais sábio discordar sem desrespeitar, sem atacar, e sobretudo, sem ferir. Afinal, quem nos constituiu por juiz do servo alheio? Romanos 14.4. Pastor Raphael Daróz de Almeida E-mail: prraphael@hotmail.com Vice Presidente da Igreja Batista Getsêmani em Olaria-RJ; 2º Vice Presidente da CBN Bacharel em Administração pela UFRJ Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil; Mestre em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaica pela USP ”

[close]

p. 12

Informativo Oficial da Batista Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 CBN-Convenção Convenção Nacional - Outubro/Novembro/Dezembro de 2012 12 ARTIGO // ORMIBAN “Unidade na Diversidade” ou denominações paralelas? O direito à autonomia enfraquece a convenção? Palavra do Presidente da ORMIBAN Missionária Raquel Elana “ que podemos “pensar” e nos orgulhamos da nossa capacidade “democrática” de decisão e escolha. A “inquisição teológica e intelectual” não nos pertence. PASTOREANDO O REBANHO DE DEUS no chamado, pois assim sempre teremos a confiança no Senhor e exerceremos o chamado na dependência do Espírito Santo e não nas nossas forças ou na dependência de outros. O ato de querer controlar e dominar os outros evidencia o desvio do chamado de Deus, que tem tudo sob o seu controle. Deus sempre estará no controle de todas as coisas. O pastor ferido passa a pastorear o rebanho por obrigação e desejar o ministério e as ovelhas dos outros. Deseja muitas vezes estar em outra cidade, e tudo o que é dos outros é melhor do que o que Deus lhe deu. Devemos entender que Deus vai nos fazer crescer naquilo que ele nos deu e não naquilo que desejamos nos outros. Focar no chamado, significa usar o seu ministério para construir a vida das pessoas, e não usar as pessoas para construir o seu ministério. Texto: 1 Pedro 5.2-4 ão mais de 16 anos como missionária transcultural da CBN, onde nasci na fé e fui criada. Desde cedo aprendi a amar o trabalho de Renovação, quando acompanhava o Pastor Delveque e a Dona Ruth às convenções e assembleias. Mas, outros pastores fizeram parte da minha história, como o Pastor Jonas Neves, que foi o “culpado” pelo meu chamado missionário; o Pastor Sebastião Siqueira, que me fez trabalhar muito nas favelas do Morro da Providência no Rio; e o Pastor Ricardo Buçard, que foi quem me enviou ao Oriente Médio por tantos anos. Já há 3 anos sou ovelha do Pastor José Carlos da Silva, que me acolheu como missionária e em cuja igreja tenho experimentado um tempo de profundo amadurecimento teológico. Como missionária da JAMI, tenho sido muito privilegiada por conhecer nosso povo nos 4 cantos do Brasil. Cada congresso e ajuntamento que participo, revejo queridos que considero membros da minha própria família. O Senhor “me tirou” do seio familiar, mas ganhei dezenas de pais, mães e irmãos por toda a nação. Aliás, para mim, o melhor de qualquer conferência e congresso, seja qual for o tema, é a comunhão. Durante todo esse tempo, é claro que nem tudo foi alegria. Muitas foram as vezes que as necessidades me encontraram. Em outros momentos, decepções. Tudo porém, normal e compreensível dentro da esfera daquilo que se chama vida. Conhecendo tantas igrejas (e ainda há tantas para conhecer), sempre me intriguei pelo fato de que todas, apesar de serem Batistas Nacionais, fossem de certa forma tão diferentes entre si. Isso me intrigava, porque afetava a maneira de fazer e viver a Missão. Como missionária, meu trabalho é (também) promover a Missão em todos os seus aspectos, especialmente no que tange ao campo transcultural. Ministro para despertar vocações, intercessores e contribuição financeira. Mesmo sendo bem recebida na maioria das vezes, nem sempre alcançava o resultado que esperava. “Mas porque será que isso acontecia, se a CBN sempre foi uma denominação legitimamente missionária”? Eu pensava. Algumas das razões da minha convicção Batista Nacional vem exatamente do fato de S “ Denunciamos e repudiamos a manipulação e somos livres para exercer a nossa vocação no contexto que acharmos apropriado, contanto que princípios de fé e prática não sejam maculados. Isso é lindo e pinta um quadro daquilo que realmente somos como seres humanos: somos diferentes. Mas, do meu ponto de vista “missionário”, percebo que em alguns casos as diferenças crescem e provocam separação. São ondas e movimentos paralelos que arrebanham corações de líderes, que mesmo em nosso meio, já não estão entre nós. Pastores me perguntam: Qual a vantagem de estar na Convenção? O que eu ganho com isso? Assim, decepcionados ou desanimados, procuram grupos que geralmente adotam estratégias que prometem crescimento rápido ou prosperidade financeira. Alguns já não participam dos nossos congressos, mas não perdem as escolas de líderes e encontros de outros grupos. E o pior: entregam seus corações a tais estratégias e grupos os quais acabam funcionando como denominações paralelas. Para essas, a missão se resume na abertura de células. Em outras, a expressão “obra missionária transcultural” simplesmente não existe. Creio que isso não acontece com a maioria das igrejas e sei também que o trabalho de “pastoreio de pastores” restaurou muitos líderes. É possível nos encontrarmos no caminho da Missão ” Movimentos celulares, ministérios apostólicos, igrejas de pastoras, conselhos de ministros estaduais, escola de formação de líderes, congressos de avivamentos mil e outros eventos não representam a Convenção Batista Nacional. Mas, nada impede que nos envolvamos com isso. Contudo, no meio de tantas diferenças e opiniões diferentes, não devemos nos esquecer da Missão; pois é ela e somente ela que dentre todas as outras ordenanças, nos une no desempenho do Chamado. E enquanto no Serviço, é bom lembrar de que é preciso respeitar nossas individualidades, pois essa é a essência do coração missionário. ”“ pastoreio deve ser uma atividade prazerosa, em que as nossas ações sejam sempre espontâneas; de coração, sem peso, sem murmuração ou algo semelhante. Na verdade deve gerar em nós alegria e realização por termos sido escolhidos dentre muitos para pastorearmos o rebanho de Deus. Isso significa ser uma honra e um privilégio. Quando pastoreamos o rebanho de Deus sem prazer, sem alegria e com peso, demonstramos que há má vontade no que estamos fazendo e que o objetivo é, na verdade, de pastorear a si mesmo, buscando benefícios próprios de um chamado sobrenatural, onde a entrega é um ato incondicional, assemelhando-se ao do supremo pastor Jesus Cristo. Pastorear o rebanho de Deus não está limitado a uma imposição de mãos, a uma posição elevada no meio do rebanho, a uma ordenação institucional, mas entendo que pode também estar desprovido de todas essas formalidades institucionais, podendo o pastoreio abranger discípulos maduros e preparados que tenham um coração disposto a servir o próximo, desempenhando as funções do pastoreio, que se destacam no cuidado, aconselhamento, visitas, dedicação, com o fim de aperfeiçoar os santos. A intimidade com Deus é fator primordial para termos um coração blindado contra as decepções que temos no serviço pastoral. O Pr. Marco Aurélio Oliveira “ Missionária Raquel Elana E-mail: worshipfree@gmail.com Missionária da JAMI, Pós Graduação em Jornalismo Político/ (Jornalista – MTb 15.280/MG) e Ministérios Criativos pelo IBIOL de Londres No pastoreio do rebanho do Senhor devemos estar preparados e com um coração blindado para a ingratidão da ovelha e outras decepções que são próprias da função pastoral. O que fazer com a mordida da ovelha? Devemos morder também? Claro que não. Mas para isso é preciso, e é muito importante, o pastor ter uma vida muito próxima de Deus. Creio que por isso os apóstolos entenderam que era preciso ter mais tempo para oração e a palavra. No pastoreio do rebanho do Senhor temos que manter sempre o foco ” Manter o foco no chamado é entender que você é humano e que busca a perfeição em Cristo, tornando-se modelo para o rebanho. “Sejam meus imitadores, como também eu sou de Cristo” - 1 Coríntios 11.1. Amados pastores, o chamado de Deus para pastorear o seu rebanho é algo indescritível quando pensamos na profundidade que representa esse chamado no seu Reino. Precisamos mais do que nunca deixar o nosso pensamento ser ocupado com o que é verdadeiro, respeitável, amável e de boa fama, para que possamos estar envolvidos naquilo que Deus está fazendo e não naquilo que o diabo quer fazer. Que da nossa boca haja sempre uma palavra de esperança, de fé e de amor. Os problemas e tempestades de um ministério devem ser enfrentados como uma realidade, mas eu devo enxergá-los através de uma ótica da solução, da resposta, do milagre e da transformação. “Cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos...” - 2 Coríntios 4.13. Que Deus nos dê sabedoria e um coração conforme o dele para pastorearmos o seu rebanho! ” Pastor Marco Aurélio de Oliveira E-mail: marcosvip.pr@gmail.com Presidente da Ormiban, pastor da Igreja Batista Vida e Paz, Vila Velha/ES

[close]

p. 13

Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 ORMIBAN 13 Palavra do Secretário Executivo da ORMIBAN Relacionamento Verde, a preservação do Ambiente Relacional “Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor.” Romanos 14:8 m dia estava um senhor de dias caminhando em um belo parque ecológico. Avaliava, contemplava e se deliciava com as belezas explícitas da natureza. Pensou: “Toda essa harmonia, toda essa sinfonia de sons e incolumidade, e eu posso destruir tudo isso!” Atualmente muito se tem discutido acerca da preservação do meio ambiente. São muitos os investimentos na formação de uma cultura de preservação ambiental. Em muitos setores já se vê os resultados; plantam-se árvores, fazem-se coleta seletiva de lixo, põem-se em ação projetos de reciclagem e etc. No entanto, meio ambiente não é somente isso. Numa concepção ampliada, meio ambiente é todo o lugar em que estamos e nos relacionamos; ou seja, todo lugar dessa terra que Deus nos deu para administrar. Se esse entendimento estiver correto, a preservação de um ambiente saudável, relacional, de convivência sadia e de demonstração de amor, seria cuidar do nosso meio ambiente. Mesmo que se julgue uma interpretação forçada, tomar carona na onda da preservação ambiental é salutar para se chamar atenção para a busca pela preservação do bom ambiente relacional. Entendo como ambiente relacional a conjuntura da ambiência de nossos relacionamentos interpessoais; ou seja, a preservação com sabedoria da rede de relacionamentos que construímos no decorrer de nossa vida. Pr. Robson Júnior da Silva U “ Nesse sentido, trabalhar pela sua preservação é importantíssimo para nosso bem estar e, principalmente para o cumpri- ” mento de nosso chamado como Ministros de Deus. Vivemos com um fim único, que é atender as demandas de nosso Senhor, ou seja, “... para o Senhor vivemos...”. Por isso mesmo, nosso grande propósito exarado em Mateus 28.19,20, de fazer discípulos, é um trabalho de construção de relacionamentos e saber preservá-los nos levará ao sucesso ministerial que Deus espera de cada um de seus filhos. Como posso preservar o meio ambiente relacional na igreja, na minha convenção, na instituição em que estou servindo, na ordem e, em qualquer outro lugar que Deus me permita ambientar? A resposta não é difícil ou nova. Primeiramente, creio eu que é preciso ter consciência que tudo é de Deus e, deve por isso mesmo, ser tratado como sagrado. Se nos dispusermos a escolher por entender essa premissa, valorizaremos os feitos de nosso Senhor e, procuraremos não nos comissionarmos como destruidores do que Ele criou. Deus criou as pessoas, instou-nos a relacionarmos com elas, deu-nos as ferramentas para que mantenhamo-nos unidos. Em segundo lugar, creio eu, temos que utilizar das ferramentas que Deus nos confiou para mantermos o ambiente relacional. Uma dessas ferramentas se chama linguagem. Interessante que se não soubermos utilizar essa ferramenta adequadamente, não preservaremos os relacionamentos; mas sim, ceifaremos destrutivamente pessoas de nosso ambiente. Boa linguagem quer dizer fazer bom uso das palavras, também da comunicação com o corpo, desde as mais sutis expressões faciais. Lembre-se, o ser humano, em verdade, é um ser de linguagem, tudo em nós comunica. Assim, procure “ comunicar a importância que as pessoas têm para sua vida. Outro exemplo de ferramenta é a tolerância. Entenda que tolerância não é compactuação com erros, mas sim, um suportar das fragilidades, uma valorização da diversidade, com sabedoria. Saber lidar com as pessoas com tolerância criará um ambiente de confiança e, com isso a preservação dos relacionamentos estará garantida. Por fim, em terceiro lugar, amar. No evangelho de João capítulo 15, versículo 12, o que me chama atenção é a forma como Jesus exprime o mandamento “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amo”; veja você que Ele diz: “Este é o meu mandamento...”. Entendo que Jesus estava dizendo a nós seus discípulos: o amor é o meu estilo de vida, é a única forma que tenho para viver. Sabemos disso, conhecemos as Escrituras, “Deus é Amor”, 1 João 4.8, mas na hora de viver, como é difícil! Obviamente, você escreveria palavras muito melhores do que estas. Mas, os princípios aqui delineados você não tem como mudar. Se quiser preservar o seu meio ambiente relacional convido-o a por em prática essas simples palavras e, é certo, amado líder, que Deus está com você para acrescentar e restaurar seu meio ambiente. Pastor Robson Júnor da Silva E-mail: pr.robsonjr@gmail.com Advogado, Filósofo, Secretário Executivo da Ormiban, presidente da CBN-ES, pastor da Igreja Batista Vitória, Serra/ES ”

[close]

p. 14

Informativo Oficial da Batista Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 CBN-Convenção Convenção Nacional - Outubro/Novembro/Dezembro de 2012 14 ARTIGO A Vida do Direito é a Luta “...o Senhor sustentará a causa do oprimido, e o direito do necessitado”. - Salmos 140.12 critos pelos Sumérios, tido como o mais antigo Código. Porém, há controvérsias, pois achados arqueológicos afirmam que o mais antigo é o de Ur-Nammu, escrito cerca de 300 anos antes do Hamurabi. Contudo, é inegável a importância do Código de Hamurabi. Essa Lei permite evitar que as pessoas façam justiça, elas mesmas, e de forma desproporcionada. Ela introduz um inicio de ordem na sociedade, no respeito ao tratamento de crimes e delitos, como o princípio: “ olho por olho, dente por dente”. Nos direitos atuais, a ciência política reconhece que um dos pressupostos do Estado Democrático de Direito é a existência de três Poderes independentes e harmônicos, quais sejam: O Poder Legislativo, o Poder Judiciário e o Poder Executivo. Modelo esse que teve como mentor intelectual Montesquieu. Ulpiano (150 – 223 D.C.), jurista, consulto e pensador romano, definiu a Justiça como a vontade constante e perpétua de dar a cada um o que lhe pertence, o que é de direito. Platão foi outro grande filósofo que se preocupou com o sentido de justiça. Disse ele: “Justiça é a máxima vontade de um indivíduo e do Estado”. mos? O que é o mundo? O que é justiça? Qual o meu direito? Filosofar contribui para que deixemos o ponto inicial de nossa ignorância, principalmente na área do direito, pois a conduta nasce de nossa vontade. O suporte de um valor está no preço daquilo que foi pensado. Temos personalidade e capacidade de exercitar e reivindicar os direitos; assim, a ontologia (ciência do ser) nos afirma. Sócrates disse: “Só sei que nada sei”. Ou seja: sábio é todo aquele que tem ciência plena de sua ignorância; só então, estamos prontos para aprender nossos direitos e deveres. Onde a ciência termina, a filosofia vai continuar. Todos nós estamos convidados a começar a filosofar. Esse é o primeiro passo para deixar a ignorância; ela não pode ser “Ad Infinitum” (até o infinito). Há quase quatro mil anos a.C. Platão, através da Alegoria da Caverna, afirmava isso. O costume é a fonte do direito positivo. Uso e costume se transformam em lei. As leis são formuladas pelo Estado e os juristas aplicam. O Direito é a expressão da convivência humana. Pr. Wellington Coelho de Souza “ cultura forma sábios; a educação, homens; e, nossos direitos cabem no papel. Em nossas mãos cabe a conquista, tão é verdade, que Mário Quintana afirmou: “...não venci todas as vezes que lutei; mas perdi todas as vezes que deixei de lutar...”. O instrumento de nossas lutas é o direito. Não esquecendo que as jurisprudências são profecias dos Tribunais, e os que andam em desalinho com a justiça, vivem garroteados e maniatados em corretivos. Todo o direito que existe, foi alcançado através da luta. A Não podemos olvidar que foram os judeus que criaram os Tribunais. Tribunal dos Três, (Pequenas causas), Tribunal dos vinte e três (causas maiores) e o Sinédrio (Alta Corte). Esse tinha uma particularidade: só podia funcionar com a luz do sol. Jesus Cristo foi julgado por esse Tribunal à noite, de porta fechada, pelos paladinos forenses: fariseus e escribas; sabiam eles, que ninguém poderia ser julgado ou condenado em época de festa judaica, segundo a Lex Mosaica. Jesus Cristo foi julgado e condenado em véspera de festa. Os romanos crucificaram o Salvador para agradar os judeus. Ele não é uma simples idéia; é uma força viva, que faz o homem em primeiro lugar, buscar a honra; e em segundo lugar, buscar a felicidade. Não esquecendo, que a vida eterna com Cristo é um direito outorgado a nós por Deus - João 3.16. Usando uma quase figura de linguagem (Prosopopéia): o direito é uma demofilia (aquele que ama o povo). Por isso, a justiça sustenta numa das mãos a balança, com que pesa o direito; enquanto na outra, segura a espada, por meio da qual o defende. “Ao revés, ao revés, ao revés porei aquela coroa, e ela não mais será, até que venha aquele a quem pertence de direito; a ele a darei” - Ezequeil 21.27. “... a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom” - Romanos 7.12. “O cumprimento da lei é o amor” - Romanos 13.10. Kammu-Rabi, rei da Babilônia, mandou escrever em 21 colunas, 282 cláusulas que ficaram conhecidas como Código de Hamurabi, em cerca de 1780 A.C., es- ” O filósofo alemão Kant, que nos deixou uma máxima: “Não acredito no deus que o homem criou, mas creio no Deus que criou o homem”. Ele afirmou que não aprendemos a filosofia, aprendemos a filosofar. Entendo que filosofar é um processo racional que é despertado pela nossa mente, quando passamos a interrogar as coisas que estão à nossa volta: Que? Qual? Onde? Quando? Para que? Por que vive- “ O Direito está na consciência social. ” “ O mundo do agir, é o mundo do dever ser. Essa é a razão do título dessa crônica, pois só o Direito garante a vivência do homem na sociedade. Kant afirmou: “O Direito é a coação universal que garante a liberdade de todos os homens”. Já a justiça é a virtude que dá a cada um o que é seu e o direito controla. Dói saber que o direito positivo (do homem), foi tirado do direito sagrado (de Deus). Onde afirma: não há crime sem que uma lei anterior o defina como crime (Princípio da anterioridade – Gênesis 2.17: “... no dia em que dela comeres, certamente morrerás.”). Que crime Jesus cometeu para ser crucificado? ” Concluo esta lídima, ínfima, acanhada, humilde e singela crônica mais filosófica e forense, afirmando ao ínclito leitor: a consciência ralhou comigo no pensamento para escrever que Jesus Cristo, de nacionalidade judaica, tendo seus conterrâneos como os melhores paladinos na área do direito, foi defendido por um simples rábula (aquele que defende alguém sem prerrogativas para tal). Não era advogado; era um leigo, crucificado ao lado do Messias; fez sua sustentação oral: “Mas este nenhum mal praticou”. - Lucas 23.40-41. O maior honorário advocatício na terra foi do Rábula: vida eterna - Lucas 23.43. Feliz 2014; o sol da justiça brilhará em nosso ser - Malaquias 4.2. Sola Fide. Sola Gratia. Sola Scriptura. Solus Cristus. Sole Deo Glore. Pr. Wellington Coelho de Sousa E-mail: wellingtonsouza@cbn.org.br Advogado, Teólogo, Filósofo, professor no Seminário Batista Nacional em Goiás, pastor da Igreja Batista Nacional Nova Salém em Goiânia/GO, 1° Vice Presidente da Ormiban “ O conhecimento é o patrimônio que o futuro espera de nós. ”

[close]

p. 15

Informativo Oficial da Convenção Batista Nacional - Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro de 2013 15 CETRAMI - Centro de Estudo Trancultural e Missiológico JAMI CETRAMI – Centro de Estudo Transcultural e Missiológico é a casa de treinamento e preparo de candidatos ao campo missionário transcultural, e nesses 16 anos de funcionamento tem servido às igrejas batistas nacionais ensinando a Palavra no poder do Espírito e realizando missões até os confins da terra. As palavras de Jesus a respeito da imensidão da Seara, em contraste com o pequeno número de trabalhadores é também um desafio dos dias atuais. Alguns estudiosos da missão tem se ocupado em explicar o fenômeno da queda do interesse dos jovens cristãos brasileiros pela missão. Independente das causas, que são muitas, a consequência imediata é que menos candidatos têm chegado aos centros de treinamentos e agências missionárias. Apesar dessa realidade também nos afetar, a JAMI/CETRAMI tem o privilégio de não interromper o seu projeto de formação de obreiros, e nesse biênio treinamos mais de 40 alunos de vários estados da federação brasileira e também estrangeiros, oriundos de campos missionários da nossa junta. Entretanto, o número de O “A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos.” Mateus 9.37b novos candidatos ao campo missionário não é proporcional ao crescimento contínuo da nossa denominação e nem mesmo ao potencial das nossas igrejas Batistas Nacionais. Vocacionados, onde estão? Esse foi o tema da Consulta Missionária da JAMI no ano de 2012, na tentativa de despertar igrejas e líderes para o cuidado e investimento nos vocacionados. Certamente o Espírito Santo continua chamando homens e mulheres para o serviço missionário, assim como aconteceu em toda a história da igreja. Se o projeto de Deus ainda é o mesmo e Ele deseja usar-nos nessa missão de anunciar o evangelho ao mundo, onde estão os vocacionados? Estariam perdidos em nossas igrejas, por falta de orientação vocacional? Estagnados em seus projetos ministeriais, por falta de investimento financeiro? Ou mesmo expostos a “aventuras missionárias” que acabam por frustrar a igreja e o vocacionado? Como solução para esse desafio, Jesus nos ensina a orar e agir. Ele encoraja os discípulos a dependerem do Senhor da Seara, buscando dele a provisão dos recursos humanos e financeiros para a missão. Ao mesmo tempo, Jesus apresenta seus discípulos como resposta imediata a essa oração. Nos versículos seguintes, ele comissiona os discípulos a saírem e pregarem a mensagem do reino dos céus, ordenando-lhes: “Curais enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios; de graça recebestes de graça daí.” - Mateus 10.8. Igreja, a mão de obra para a Seara está escassa; invista no seu vocacionado. O CETRAMI está preparado para receber os futuros missionários de sua igreja, oferecendo o preparo bíblico, teológico e missiológico, para que desenvolvam uma carreira missionária sólida. Conheça nossos cursos: exige do aluno disciplina, obediência, oração, estudo e dependência de Deus. Exige 100% do tempo do candidato. ESPECIALIZAÇÃO EM MISSIOLOGIA Missão Transcultural (para missionários que desejam servir em campo transcultural). O curso tem duração de 06 meses (aulas teóricas e práticas) com início em fevereiro e 02 meses de estágio fora do Brasil. O curso é realmente intensivo, FORMAÇÃO MISSIONÁRIA AGRADECIMENTO AS IGREJAS PARCEIRAS EM MISSÕES “Fizestes bem, associando-vos comigo...” “O que recebemos de vossa parte foi como sacrifício aprazível e agradável a Deus.” Filipenses 4.14 e 18 Curso projetado para desenvolver a formação integral do vocacionado nas áreas: intelectual, espiritual, caráter cristão e compromisso de servo através da prática da palavra, da vida devocional e vida comunitária (para os que desejam servir na igreja local, em missões e plantação de novas igrejas). Duração: 16 meses. Damos sempre graças a Deus pela parceria das igrejas no programa missionário da JAMI. Estamos convictos de que a participação dos irmãos foi fundamental para as metas a serem alcançadas, resultando em vidas edificadas e salvas, ao redor do mundo, pelo poder do evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. Sabendo do ardor missionário das nossas igrejas, queremos novamente encorajá-los a continuarem investindo no ministério de nossos missionários e contribuindo com sua oferta missionária para o desenvolvimento dos projetos nos campos. O sustento de missionários vem das adoções, e a manutenção dos projetos vem das ofertas para missões destinadas à JAMI. Isso tem um alto custo e é com sacrifício e amor de igrejas e irmãos que o trabalho é realizado. O investimento é no Reino de Deus. No biênio passado muito foi realizado: treinamos novos missionários no CETRAMI, obreiros foram treinados nos campos, novas igrejas foram estabelecidas, templos foram construídos, tradução da Bíblia foi realizada, assistência social, educação de crianças, apoio à saúde, chegamos a novos campos, novos missionários foram enviados, e muito mais vitórias como essas só foram possíveis porque vocês contribuíram e sustentaram nossos missionários no campo com suas orações e ofertas. A JAMI está servindo às Igrejas Batistas Nacionais, realizando o trabalho missionário, dentro e fora do Brasil, por meio de nossos missionários que, sem terem suas vidas por preciosas, estão se gastando e se deixando gastar para fazer o nome de Jesus conhecido entre as nações. Agradecemos o envolvimento de nossas igrejas Batistas Nacionais na obra missionária. Que Deus os abençoe! Em Cristo Jesus, o Senhor das nações, Pastor Ronald S. Carvalho E-mail: executivo@jami.com.br Secretário Executivo da Jami Venha estudar conosco. Novas turmas em 2014. Mais informações: (31) 3454-6106 www.jami.com.br jami@jami.com.br Pastor Elcimar Fernandes Missionária de Base da Jami/Cetrami FELIZ NATAL E ABENÇOADO ANO DE 2014.

[close]

Comments

no comments yet