Eco da Tradição - Novembro

 

Embed or link this publication

Description

Eco da Tradição com caderno Piá 21

Popular Pages


p. 1

ECO DA TRADIÇÃO - ANO XII - Nº 147 - NOVEMBRO 2013 EVENTOS Programação do ENART Pág. 03 Foto: Deivis Bueno / Estampa da Tradição MOSTRA Sergius Gonzaga é o patrono Pág. 06 CBTG Conclusão de uma tarefa Pág. 07 TURISMO NO SUL Conheça Três Coroas Pág. 09 NOTÍCIAS Tchêncontro e Aniversário Pág. Centrais MATE DO PATRÃO O tempo e o vento Pág. 13 PIÁ 21 Ciclo Natalino Parte I Encarte Central o maior espetáculo gaúcho! Tá no ENART, tá no mundo! Domingo, 17/11, as 11h ENART 2013 Via internet: TV Tradição a partir de sexta-feira e no site da TV COM no domingo. Canal aberto: 36 UHF ou 36 da NET e na TV COM a partir das 11 horas de domingo. A cultura gaúcha para todo mundo ver ENART com transmissão ao vivo TUDO QUE É DAQUI TV TRADIÇÃO

[close]

p. 2

2 Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 EDITORIAL Erival Bertolini - Presidente OPINIÃO José Gelso Miola - Vice-Presidente de do MTG Aos tradicionalistas Rua Guilherme Schell, 60 Porto Alegre / RS CEP: 90640-040 Email: imprensa@mtg.org.br www.mtg.org.br mtg-rs.blogspot.com wp.clicrbs.com.br/mtg Contato: 51. 3223-5194 Há quase três anos atrás, neste período, eu me encontrava percorrendo o nosso Estado pregando que íamos manter o que estava sendo feito, e bem feito, e rever o que incomodava os tradicionalistas, que iríamos simplificar os processos e modernizar a administração implantando um sistema de gestão, resgatando a credibilidade e a imagem do Movimento Tradicionalista Gaúcho. Tirar as filas do ENART, ir ao encontro da imprensa falada, escrita e televisada, mostrando ao poder público a importância do nosso movimento na prevenção das drogas, na corrupção e como uma das sociedades que mais auxilia o Estado na solução de seus problemas, resolver definitivamente o problema dos Cartões Tradicionalistas dando a ele a devida importância como uma identidade tradicionalista que realmente identifique o associado e não apenas uma tarja que só tinha um número de ordem e nada mais. Interiorizarmos o MTG, levando a Diretoria e funcionários às Regiões Tradicionalistas, informando e tranquilizando os associados demonstrando, na prática, a seriedade e a transparência que deve ter a administração de uma entidade com a abrangência da nossa e com a importância, já mencionada, e que é responsável por 45% do turismo interno do Estado. O MTG também é responsável pelo maior evento do Estado, os “Festejos Farroupilhas”, que neste ano reuniu mais de 140.000 cavaleiros nas cavalgadas e desfiles tradicionalistas, e só o acampamento farroupilha de Porto Alegre ultrapassou 1.000.000 (um milhão) de pessoas. No ENART 4.000 participantes, sem filas, e os que não podem ir a Santa Cruz do Sul assistem os 3 dias pela TV Tradição através da internet e a final, domingo, pela TV Com, com nove horas de transmissão direta, a mais longa transmissão da história de um veículo de comunicação sem custo para o evento ou para o Movimento. A administração “SEMPRE MTG” esta dando a resposta a todas as perguntas que era feita por todos, quem é o MTG? Este é o MTG, que acreditávamos que poderia existir e aí está... Um inquérito, para saber a incidência da anemia infecciosa, e a incidência sendo baixa, poderemos reivindicar um prazo maior entre um e outro exame. Está vindo aí um passaporte do cavalo, projeto em andamento, cavalo examinado e vacinado tenha a liberdade de transitar. Temos que salientar ainda, um convênio com o Ministério Público, no projeto “Laçando a Corrupção”, convênio com o Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas, convênio com a Secretaria da Agricultura e Conselho Regional de Medicina Veterinária, onde juntos desenvolvemos um trabalho de conscientização e educação relativa aos exames de anemia infecciosa, guia de trânsito de animais e cadastramento de animais para o inquérito já mencionado. O Governo do Estado encaminhou um projeto dos Festejos Farroupilhas a Assembleia Legislativa que vai trazer grandes benefícios e que virá de encontro com os anseios do Tradicionalismo. Mas fique alerta Rio Grande, estão querendo intranquilizar novamente com um discurso conhecido e ultrapassado que todos conhecem. A importância do tradicionalismo gaúcho Para quem nasceu no Rio Grande do Sul, e conserva de forma muito viva e intensa este sentimento de amor à terra, ou seja, este nativismo, ou mesmo para quem veio de outros estados ou países, e se identificou especialmente com nossas tradições, e elas não podem ser admiradas, cultuadas e principalmente amadas de forma isolada, ou seja, elas fazem parte de um conjunto, de um todo, de algo ainda maior, e que consegue tirar de dentro de todos nós fortes sentimentos de puro amor, facilmente percebidos principalmente em eventos tradicionalistas, pois em muitos casos cantamos nosso hino 3 ou 4 vezes ao dia, e sem ser bairrista, não creio que isso ocorra em outro lugar do mundo, e em cada uma delas as pessoas se emocionam como fosse a primeira. Cito apenas o hino mas poderia citar nossas danças, a trova, nossa música, ou qualquer outra manifestação pois todas representam o amor que sentimos por esta terra. Cresci lendo e aprendendo com os livros de Geografia, Educação Moral e Cívica entre outros; ouvindo professores valorizados e respeitados pela sociedade, além de bem remunerados, que o Rio grande do Sul era o “Celeiro do Brasil”, que aqui a educação era modelo para os demais estados da federação, que a qualidade de vida era superior aos demais, e que a mortalidade infantil era a menor entre todos os estados, e também aprendi que o gaúcho era o povo mais politizado do nosso país. Que saudade daqueles tempos, e principalmente, “o quanto dói a saudade daqueles tempos”, e que esses tempos não são tempos distantes, esse tempo não faz tanto tempo. Dói muito ao ver nossos “brigadianos” recebendo os menores salários do Brasil, além de muitas vezes contar com apoio da comunidade para abastecer de combustível o tanque de alguma viatura para atender uma ocorrência, estradas pelos quatro cantos do estado sem as mínimas condições de trafegabilidade, com poeira e crateras por todos os lados, o que nos remete à pensar no exato valor que se dá à vida, já que muitas vidas se perdem por quem está trabalhando, gerando empregos e “pagando impostos”. Dói ao ouvir que o Rio Grande do Sul já não tem a menor taxa de mortalidade infantil, que a educação não é mais modelo para o Brasil, enfim, que foi ultrapassado em tal índice, que não é mais o mesmo aqui, nem mais o mesmo ali. Nada disso podemos atribuir somente aos atuais governantes, nem mesmo somente aos que os antecederam, mas sim à todos que passaram pelo poder nos últimos trinta anos aproximadamente, quando por má gestão, equívocos, falta de um planejamento estratégico, inchaço da maquina pública, ineficiência etc, fizeram o Rio grande do Sul deixar de ser aquele estado exemplar e que tanto nos orgulhava. Obviamente não podemos atribuir somente aos políticos e governantes a falência de nosso estado, a sociedade, como um todo, tem igual responsabilidade nesse processo. Com isso quero crer que, infelizmente, a corrupção por exemplo, está disseminada também na sociedade como um todo, que nós simples mortais não somos melhores que eles, e basta assistirmos aos noticiários no dia a dia para constatar, só se fala em corrupção. Enfim, o cenário atual embora triste é este mesmo, e todos nós temos nossa parcela de culpa nesse processo, colaborando para a situação caótica em que nos encontramos. Em relação à nos tradicionalistas que muitas vezes reclamamos que não somos ouvidos ou atendidos em nossas reivindicações, também não temos muito à reclamar pois tantas vezes em que tivemos a oportunidade de elegermos pessoas de comprovado caráter, histórico de excelentes serviços prestados ao estado ou à nação, além de identificadas com o nossas causas, preferimos eleger um amigo, alguém por que é da região etc. Agora, tem coisas que não tem como aceitar. Dizerem por ai que o atraso do nosso estado em relação aos demais, que estamos ficando para trás aqui e ali tem a ver com o tradicionalismo, que nossas tradições e nossa cultura prejudicam ou impedem o desenvolvimento do estado é simplesmente absurdo para não dizer ridículo. Em todo o mundo os países mais desenvolvidos preservam de forma inabalável seus hábitos, seus usos e costumes, e cujas tradições são muito mais antigas que as nossas, algumas com milhares de anos inclusive. China e Japão são exemplos de preservação de culturas, desenvolvimento e riquezas, não existe conflito algum entre ambas. Certamente essas pessoas, nem sequer pilcha usam, não conhecem o dia a dia de um CTG, também não conhecem nossa Carta de Princípios, entendem mais de Coca Cola do que de Erva Mate, buscam aumentar seus índices de ibope, pena que falam sobre o que não conhecem. Aliás um desses “entendidos” falou à uma emissora de rádio famosa em determinada semana farroupilha, que o Barbosa Lessa fazia parte do “grupo dos 8” , vejam só, em que mato estamos lenhando. O Movimento Tradicionalista Gaúcho é, e sempre foi, reconhecido e admirado, e suas práticas e ações entendidas como saudáveis e necessárias à sociedade gaúcha, tem bases sólidas, auxilia o estado na solução de seus problemas; e convida os “entendidos” em tradicionalismo à vestirem uma pilcha, “trazer os documentos“ e se associarem a um CTG, somente assim terão a exata dimensão da grandeza, importância e o valor de nosso tradicionalismo. EXPEDIENTE: SUPERVISÃO: Erival Bertolini DIREÇÃO GERAL: Paulo Cavalheiro de Souza DIREÇÃO DE REDAÇÃO: Rogério Bastos DIAGRAMAÇÃO E DESIGN: Liliane Pappen DPTO COMERCIAL: Evander Bica EXPEDIÇÃO: Ana Debom JORNALISTAS RESPONSÁVEIS: Rogério Bastos (16.834) Liliane Pappen (16.835) Fúlvio Lopes (16.200) ESTÁGIO E REVISÃO: Ticiana Leal IMPRESSÃO: Zero Hora TIRAGEM: 3 mil exemplares Atendimento 09 às 12 horas e das 13 às 18 horas De segunda a sexta-feira Valores da Anuidade R$ 853,80 Plena R$ 733,23 Parcial R$ 451,90 Especial Estudantis R$ 130,38 40% do valor é repassado às RTs. Novembro Valor MTG: PRESIDENTE: Erival Bertolini VICE PRESIDENTE DE ADMINISTRAÇÃO: Paulo Cavalheiro de Souza VICE PRESIDENTE DE CULTURA: Neusa Marli Bonna Secchi VICE PRESIDENTE DE EVENTOS: José Gelso Miola VICE PRESIDENTE DE FINANÇAS: Edson Debom Não nos responsabilizamos pelas opiniões publicadas no jornal

[close]

p. 3

Ano XII - Edição 147 AGENDA DO PRESIDENTE AGENDA DO PRESIDENTE - OUTUBRO 01/10 – 19h30m – Solenidade de Entrega da Medalha da 53ª Legislatura – homenagem póstuma à vida e obra de Jader Moreci Teixeira, cantor nativista Leonardo, seguida de apresentação do Grupo Rodeio com o tema “Tributo ao Mestre”. 15/10 - Portão 19 e 20/10 – Tchêncontro e Aniversário do MTG em Espumoso. 21/10 – Lagoa Vermelha 22/10 – Passo Fundo 25/10 - Lançamento do Livro “MTG 40 Anos em Santa Catarina” – Sede Social do MTG/SC Av. Juscelino Kubitscheck, Bairro Jardim das Camélias – Lajes/SC. 26/10 – Alegrete 30/10 – ADVB – Reunião do Encontro do Movimento Rio Grande do Sim, na sede em Porto Alegre 31/10 – 19 hs – Audiência Pública para debater a legislação sobre sanidade animal, em especial a questão do transporte e exame de anemia infecciosa nos equinos. Local: Santa Margarida do Sul no CTG Plácido de Castro. Novembro de 2013 EVENTOS 3 E começa o maior festival dos tradicionalistas ENART 2013, em sua 28ª edição, conta com o �inanciamento do Sistema Pró-Cultura RS/LIC, Secretaria da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, com o patrocínio da Petrobras, Móveis Kappesberg, TIM, Schin, Nestlé e da Prefeitura de Santa Cruz do Sul. Tudo pronto para o ENART. Mas em reunião na sede do MTG, no dia 01 de novembro, a equipe técnica deu o último alerta para os representantes das entidades que participarão da força “A” e força”B”. Acompanhe a lista de dicas para não se perder na última etapa: - Entradas e saídas: aprovado o número de 32 integrantes, com possibilidade de troca. Nas danças permanecem 12 pares. Não será permitida a interação com pessoas de fora do tablado. “Não pode ter algo ensaiado, interagindo com o público e que venha a acrescentar à coreografia” – Disse Rodrigo Sartori em entrevista. - Considerado o Inicio da dança para marcação do tempo - A abertura do tempo é dada a partir da liberação dos microfones pelo apresentador e encerra após o término da execução musical E recolhimento dos acessório de retirada contidos no palco - Indumentária: Cuidar indumentária dos músicos. Até dia 05 de novembro, terça-feira, deve ser entregue a pesquisa da indumentária do grupo. - Marcação de palco - Em cima do tablado nada pode ficar para marcação. Tudo deve ser retirado. Alegorias, adereços e assessórios devem ser retirados. Pena de desconto de até 0,02 por dança. - Música: “Após a última Convenção aprovamos a volta da nota da Música dentro da nota da dança, sem nenhum arredondamento, como era até 2008, já valendo para este ENART” - segundo Márcia Gusi. O ENART terá shows com o CTG Rancho da Saudade, CTG Querência Santa Mônica, União Gaúcha, APAE e Cristiano Quevedo. Programação Oficial 28ª Edição do ENART PALCO A - GINÁSIO Danças Tradicionais FORÇA A Sexta-Feira – 15/11 11:00 - Chegada da Imagem de N. S. Medianeira 17:00 – Gravação do Galpão Crioulo – RBS 19:00 – Abertura Oficial do ENART com Show de Abertura do ENART – CTG Rancho da Saudade 20:30 – Sorteio das Danças do 1º Grupo - Bloco 1 20:45 – Eliminatória Danças Tradicionais - Bloco 1 Sábado – 16/11 08:15 – Sorteio das Danças do 1º Grupo - Bloco 2 08:30 – Eliminatória Danças Tradicionais - Bloco 2 12:45 – Sorteio das Danças do 1º Grupo - Bloco 3 13:00 – Eliminatória Danças Tradicionais - Bloco 3 17:00 – Sorteio das Danças do 1º Grupo - Bloco 4 17:15 – Eliminatória Danças Tradicionais - Bloco 4 20:00 – Sorteio das Danças do 1º Grupo - Bloco 5 20:15 – Eliminatória Danças Tradicionais - Bloco 5 Na modalidade Danças Tradicionais Força A Classificam-se 20 grupos para a final de domingo. Domingo – 17/11 09:00 - Final da Chula 10:00 - Show com Cristiano Quevedo 10:45 – Sorteio das Danças do 1º Grupo – Final Danças Tradicionais - Força A 11:00 – Final Danças Tradicionais – Força A 19:30 – Solenidade de Encerramento - Show do campeão do FEPART CTG Querência Santa Mônica - PR PALCO B – 25 DE JULHO Sexta-Feira – 15/11 21:00 – Eliminatória Intérprete Solista Vocal Feminino (apresentação de 15 concorrentes) Sábado – 16/11 09:00 – Eliminatória Intérprete Solista Vocal Feminino (a partir da 16ª concorrente) 14:00 – Eliminatória Intérprete Solista Vocal Masculino Domingo – 17/11 09:00 – Final Intérprete Solista Vocal Feminino, Masculino e Conjunto Vocal Na modalidade Intérprete Solista Vocal Feminino e Masculino – Classificam-se 10 concorrentes para a Final. Na modalidade Conjunto Vocal, não haverá Classificatória, somente Final. PALCO C – PAVILHÃO 3 Sábado – 15/11 13ª Mostra de Arte e Tradição Gaúcha. 09:00 às 11:00 – Organização e montagem 12:00 às 19:00 – Exposição PALCO D – PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO Sábado – 16/11 09:00 – Eliminatória Trovas (Campeira, de Martelo e Estilo Gildo de Freitas) e Final Pajada Domingo – 17/11 09:00 – Final Trovas (Campeira, de Martelo e Estilo Gildo de Freitas) e Final Causo Na modalidade Trovas Classificam-se 10 concorrentes para a final Na modalidade Pajada e Causo – Não haverá Classificatória, somente Final. PALCO E – LONÃO DA CHULA Sábado – 16/11 09:00 – Eliminatória Chula Na modalidade Chula – Classificam-se 12 concorrentes para sábado a noite e 4 para a final. PALCO F – PAVILHÃO 2 Sábado – 16/11 09:00 – Eliminatória Danças Gaúchas de Salão Na modalidade Danças Gaúchas de Salão Classificam-se 15 pares para a Final de domingo. Domingo – 17/11 09:00 – Final Danças Gaúchas de Salão PALCO G – CENTRAL Danças Tradicionais FORÇA B Sexta-Feira – 15/11 20:30 – Sorteio das Danças do 1º Grupo – Bloco 1 20:45 – Eliminatória Danças Tradicionais – Bloco 1 Sábado – 16/11 08:15 – Sorteio das Danças do 1º Grupo – Bloco 2 08:30 – Eliminatória Danças Tradicionais – Bloco 2 12:45 – Sorteio das Danças do 1º Grupo – Bloco 3 13:00 – Eliminatória Danças Tradicionais – Bloco 3 17:00 – Sorteio das Danças do 1º Grupo – Bloco 4 17:15 – Eliminatória Danças Tradicionais – Bloco 4 20:00 – Sorteio das Danças do 1º Grupo – Bloco 5 20:15 – Eliminatória Danças Tradicionais – Bloco 5 Na modalidade Danças Tradicionais Força B – Classificam-se 20 grupos para a Final de domingo. 09:00 10:45 11:00 19:30 Domingo – 17/11 - Apresentação APAE – Sorteio 1º Grupo – Final Danças Tradicionais – Final Danças Tradicionais – Força B – Solenidade de Encerramento – Palco A PALCO H – BIER HAUS Sábado – 16/11 09:00 – Eliminatória Declamação Feminina Na modalidade Declamação Feminina - Classificam-se 10 concorrentes para a Final de domingo. Domingo – 17/11 09:00 – Final Declamação Feminina PALCO I – ASSEMP Sábado – 16/11 09:00 – Eliminatória Declamação Masculina Na modalidade Declamação Masculina – Classificam-se 10 concorrentes para a Final de domingo. Domingo – 17/11 09:00 – Final Declamação Masculina PALCO J – SINDITABACO Sábado – 16/11 09:00 – Final Gaita de Boca, Bandoneon, Gaita Piano e Gaita Botão (até 8 baixos e mais de 8 baixos). Domingo – 17/11 09:00 – Final Violão, Viola, Violino ou Rabeca e Conjunto Instrumental Nestas modalidades não haverá classificatória. TEMA ANUAL: MTG EM DEFESA DA SAÚDE E BEM ESTAR DO TRADICIONALISTA

[close]

p. 4

4 Ano XII - Edição 147 PROSEANDO COM TENÊNCIA Novembro de 2013 TROPEANDO VERSOS Por Rogério Bastos Por José Luiz Rodrigues dos Santos VOCÊ SABIA QUE ... O teatro e o tradicionalismo Há muitos anos venho “batendo nesta tecla” que temos o poder da mudança, só nos falta o principal, que é a atitude. Durante minhas palestras costumo dizer que os CTGs estabeleceram uma estagnação tão grande e tão copiativa, que se uma invernada, em algum tempo, fez uma apresentação, no almoço ou baile, de entrada, três danças e saideira (apresentação de rodeio), todos outros fazem o mesmo. Pergunte por que é assim. A resposta será, também, a mesma: “Não sei... sempre foi assim!” Muito tempo venho dizendo que estimular a juventude em realizar trabalhos teatralizados podem trazer um grande diferencial para as entidades. Como prova disso, os CTGs que tem contratado companhias teatrais tem se dado bem. Como exemplo, o Guri de Uruguaiana, que tem se apresentado em diversos CTGs. Seu cachê é bastante alto. Mas tem valido o investimento. As entidades não contratam um conjunto por R$ 8.000,00 , mas pagam isso para o show dele. E tem um ótimo retorno. Quem não tem o costume de ir ao teatro São Pedro assisti-lo, vai ao CTG e ainda jantar, por um preço menor que o teatro. Mas por que não promovemos e estimulamos o teatro dentro dos CTGs? O jovem tem uma necessidade de se mostrar, vive em constante mudança, e o trabalho teatral começa ampliar um leque possibilidades na vida dele. Uma dificuldade que, tanto as crianças, quanto os adolescentes enfrentam, é a timidez, onde o teatro tem uma grande importância, pois trás a desenvoltura, trabalha a expressão e, também, o uso do discurso, que é saber lidar com algum tipo de situação, saber se impor. Ajuda até mesmo as invernadas. O ganhador Em meados de novembro, teremos mais uma edição do ENART, com plena expectativa, todos os concorrentes esperam, em Santa Cruz, realizar seu sonho. Ser premiado com um troféu do ENART. Mas para chegar lá, a exigência maior é o preparo, condicionamento psicológico, foco no tema que escolheram e subir no palco, desempenhar a contento. Generalizei minha afirmação, mas o que todo o concorrente deve ter no preparo, dedicação em seu trabalho mostrando a que veio. Na declamação, o texto deve ser sabido na ponta da língua (três no mínimo). A ideia do autor, incorporada internamente, dentro da alma, dar vida, imbuir de carne e osso a obra do autor. Viajar na pontuação, para envolver aos apreciadores, de certa forma que o contexto de interpretação e fundamentos da voz, unem-se em um só elo que irá satisfazer a sensibilidade de quem contempla. Aquilo que nos toca, satisfaz a alma, o que não toca, deixa dúvidas. ... O dia dos mortos é um dia de respeito, dedicado para que as famílias celebrem a vida eterna dos seus entes falecidos, tendo esperança de que tenham sido recebidos pelo reino de Deus? Cursos do MTG em 2013 Depósito Banrisul - Ag.: 0100 - C/c 06.066982.0-3 em nome de Movimento Tradicionalista Gaúcho Enviar comprovante com nome e telefone para 51 3223-5194 ou e-mail para cursos@mtg.org.br. Data Curso Inscrição ... As missas em memória às pessoas falecidas tiveram sua origem no século IV, mas foi no século seguinte que a igreja passou a consagrar um dia para essa celebração? Horário Valor Local/Cidade NOVEMBRO 23 Sábado Curso de Danças de e e Salão 24 Domingo 23 Sábado Renovação Danças de Salão 09h às 18h R$ 70,00 35 CTG - Porto Alegre “Preocupe-se com o que realmente é importante, com a obra de arte, pois o resto, o resto é moldura. .” Certa oportunidade, paramos os ensaios da invernada no CTG e fizemos algumas peças teatrais que divertiram o público. Agradou por quê? Por que é algo diferente e as pessoas querem ver algo diferente. Não precisamos romper com as nossas coisas da tradição para promovermos o novo. Uma peça teatral do Analista de Bagé, contos natalinos, lendas urbanas, lendas e mitos, contos gauchescos... Tanta coisa para se fazer e melhorar, tantas atitudes positivas para se tomar, tanta coisa para pensar e lá estão alguns, se preocupando com centimetragem, com a altura da mão, com o calcanhar ou a ponta do pé. O grande exemplo foi as entidades que venceram na premiação dos projetos culturais do acampamento farroupilha de Porto Alegre, TODOS usaram teatro. Alguém me disse um dia:” Para de preocupação com as frieiras (elas incomodam mas não matam) e foca nas coronárias” – em outras palavras, preocupe-se com o que realmente é importante, com a obra de arte, pois o resto, o resto é moldura. Em tempo: Feliz da vida com a medalha e diploma de criador do tema dos festejos farroupilhas de 2013 – entrando para a história. foto: Rogério Bastos 09h R$ 25,00 35 CTG - Porto Alegre DEZEMBRO 07 Sábado CFOR Básico 12ª RT 09h às 18h R$ 35,00 Clube dos Empregados da Petrobrás - Canoas/RS Salão de Festa da Sede Esportiva do .... A escolha da data, 02/11, se deu em virtude do dia de todos os santos, primeiro de novembro, pois os religiosos acreditavam que todas as pessoas, ao morrerem, entram em estado de graça, mesmo não sendo canonizados? Ministério Público Estadual homenageia Presidente do MTG Um trabalho construído ao longo dos anos culminou com uma homenagem que será entregue ao Presidente do MTG, Erival Bertolini, pelo Ministério Público Estadual, no dia 13 de dezembro de 2013, conforme convite abaixo: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA Of. Circ. Gab. n° 01/2013 Senhor: Ao cumprimentá-lo, na oportunidade, tenho a honra de informar que será concedida a Vossa Senhoria a Ordem do Mérito do Ministério Público do Rio Grande do Sul - Grau Oficial, Para tanto, convido-o para a cerimônia de entrega da condecoração a Vossa Senhoria e aos demais agraciados, que será realizada no dia 13 de dezembro de 2013, às 17 horas, no Auditório Mondercil Paulo de Moraes, na Sede do Ministério Público, Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80, Porto Alegre. EDUARDO DE LIMA VEIGA, Procurador-Geral de Justiça Porto Alegre, 18 de outubro de 2013 Assine ou renove sua assinatura REFLEXÃO Rua Guilherme Schell, 90 Bairro Santo Antônio, Porto Alegre/RS CEP 90640-040 Fone 51 3223 5194 lojafcg@mtg.org.br Um registro para toda vida “O ser humano precisa de ciência e religião para empreender uma jornada com o coração. O velho mundo já não mais existe, já foi ultrapassado, esfarela-se a olhos vistos,e o novo mundo ainda não surgiu, espera por nascer. A Lagarta já morreu e a Borboleta ainda não nasceu.” (Fritjof Capra) Por ir Elom a t Mal

[close]

p. 5

Ano XII - Edição 147 DEPARTAMENTO JOVEM Novembro de 2013 RECUERDOS 5 Juventude tradicionalista movimenta Espumoso Exaltando os imigrantes, os jovens tradicionalistas apresentaram belíssimos trabalhos durante o XXII Tchêncontro. Neste mês de Outubro a Juventude Tradicionalista exaltou os Imigrantes que aqui chegaram e adotando o Rio Grande do Sul como seu rancho, sua nova morada, seu pago. Assim as regiões trouxeram para o palco do XXIII Tchêncontro Estadual da Juventude Gaúcha a cultura das danças, artes e artesanatos das diversas etnias. Vimos belíssimas apresentações e, ao final deste trabalho, tivemos como premiados em 3º Lugar a 15ª Região Tradicionalista, em 2º Lugar 20ª Região Tradicionalista e em 1º Lugar a 7ª Região Tradicionalista. Também na mesma ocasião foi entregue a premiação dos trabalhos promovidos pelas regiões e suas entidades em alusão ao Dia do Jovem Tradicionalista com o tema “O Jovem em busca do bem estar e saúde do Tradicionalista”. A 5ª Região Tradicionalista ficou em 3º lugar, 4ª Região Tradicionalista em 2º Lugar e em 1º Lugar a 3ª Região Tradicionalista. O jovem Rafael Silva, foi homenageado pelo belíssimo trabalho Por Jonathas Oliva e Éridio Silveira O Eco da Tradição publicava há 10 anos: ... Diva do folclore vem receber a medalha Barbosa Lessa. Os 37 anos do Movimento Tradicionalista Gaúcho foram comemorados com inúmeras atividades e Inezita Barroso foi destaque na festa. ... MTG lança ENART em Porto Alegre, Priscila Peixoto, 1ª Prenda do RS, mostrava o troféu Cuia de Ouro. ...O editorial do Presidente trazia o título: “Para tudo há hora e lugar” – que dizia que o MTG não é a sociedade do Não pode! Mas sim a sociedade do PODE e DEVE: Pode fazer tudo que estiver adequado à tradição e ao folclore gaúcho e deve, ao fazer representação, trajar-se de forma tradicional obedecendo regras espontâneas, fruto da história. ...No dia 27 de outubro de 2003, o tradicionalismo gaúcho perdia Dionizio Araújo do Nascimento, vitima de um câncer intestinal. Ele havia recebido a Medalha Barbosa Lessa, poucos dias antes, mas não pudera comparecer por estar hospitalizado. ... Lanceiros da Zona Sul vence o Festival Cante e Encante o seu CTG com a música Ao sul do meu lugar de Leandro Berlesi. ...receberam a Medalha Barbosa Lessa: Onésimo Carneiro Duarte, Jarbas Lima, Inezita Barroso e a Mini série a “Casa das sete mulheres”. ... Recebia destaque o CTG Acácia Negra da 15ªRT, da cidade de Montenegro, na contracapa do Eco. ... de 31/10 a 16/11 os livros estarão de volta a praça. Roque Jacoby (na época secretario de estado da cultura, hoje, secretario municipal de cultura de Porto Alegre) recebia Walter Galvani e Rui Carlos Ostermann. que vem realizando em prol da juventude, o mesmo fez a letra e musica tema do XXIII Tchêncontro , intitulada Terra Prometida. O Departamento Jovem Central do MTG-RS agradece o empenho de todos os jovens que em Espumoso, estiveram mostrando sua Paixão por este pequeno chão que amam e assim afirmando mais do que nunca que “Não somos apenas o Futuro do Movimento e Sim o Presente”. foto: Rogério Bastos Jonathan e Éridio com o troféu rotativo TEMA ANUAL: MTG EM DEFESA DA SAÚDE E BEM ESTAR DO TRADICIONALISTA

[close]

p. 6

6 EDITAL VOCÊ SABIA QUE... Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 ASSEMBLEIA GERAL ELETIVA EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho - MTG -, no uso de suas atribuições conferidas pelos artigos 28 do Estatuto e 111 do Regulamento Geral (RG) do MTG, CONVOCA os Delegados-Eleitores representantes de Entidades Filiadas-Efetivas a se fazerem presentes na ASSEMBLEIA GERAL ELETIVA a realizar-se no dia 11 de janeiro de 2014, com início às 09h00 em primeira chamada com a presença de delegados-eleitores que representem, pelo menos, 50% das entidades filiadas-efetivas e, em segunda chamada 30 (trinta) minutos após, com qualquer número, para procederem à Eleição dos Membros Titulares e Suplentes do Conselho Diretor e da Junta Fiscal Gestão 2014/MTG-RS. A Assembleia Geral Eletiva transcorrerá na data aprazada, junto ao 61º Congresso Tradicionalista Gaúcho a realizar-se no Centro de Eventos Almir Azeredo Ramos/ Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, sito à Av. José Loureiro da Silva, 255 - Bairro Praia de Belas - Porto Alegre/RS - 1ª RT. De acordo com o Art. 110, §2º do RG/MTG as Entidades Filiadas - Efetivas, em dia com suas obrigações, terão direito de credenciar Delegados-Eleitores, a saber: (a) Entidade de Participação Plena - 2 (dois) delegadoseleitores; (b) Entidade de Participação Parcial - 1 (um) delegado-eleitor e, (c) Entidade Especial – 1 (um) delegado-eleitor. Informações adicionais poderão ser obtidas na Coletânea da Legislação Tradicionalista - Volume 1 - 2012 ou na Secretaria do MTG. Porto Alegre, 23 de outubro de 2013. 61º CONGRESSO TRADICIONALISTA GAÚCHO EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho - MTG -, no uso de suas atribuições conferidas pelos Art. 28 do Estatuto e Art. 175, Inciso XIII do Regulamento Geral (RG) do MTG, CONVOCA, com direito a voto: (a) os Delegados das Entidades Filiadas-Efetivas (até três por entidade, conforme sua categoria), credenciados pelos respectivos Patrões, que tenham o Cartão Tradicionalista pela entidade representada e idade mínima de 16 anos; (b) os Membros Titulares e respectivos Suplentes do Conselho Diretor e Junta Fiscal; (c) os Conselheiros Beneméritos; (d) os Conselheiros Vaqueanos; (e) os Conselheiros Honorários e (f) os Coordenadores Regionais (Art. 27 do Estatuto cc Art. 56 do RG) e os demais Congressistas credenciados sem direito a voto, mas com direito à manifestação, para participarem do 61º CONGRESSO TRADICIONALISTA GAÚCHO a realizar-se nos dias 09, 10, 11 e 12 de janeiro de 2014, no Centro de Eventos Almir Azeredo Ramos/ Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, sito à Av. José Loureiro da Silva, 255 - Bairro Praia de Belas - Porto Alegre/RS - 1ª RT, com os seguintes TEMÁRIOS: (I) Cultural; (II) Artístico; (III) Campeira; (IV) Esporte; (V) Jovens; (VI) ORCAV; (VII) Avaliadores; (VIII) Narradores; (IX) Patrões; (X) Conselheiros; (XI) Coordenadores; (XII) Diretoria do MTG. Dentro de suas competências o Congresso Tradicionalista em Sessão Plenária deverá: (a) Apreciar o Relatório Final do Conselho Diretor e (b) Votar o Parecer da Junta Fiscal sobre o Movimento Financeiro e Mutações Patrimoniais (Art. 30, incisos IV e V do Estatuto e Art. 50, inciso VII do RG). Os Congressistas deverão comparecer às Sessões vestindo traje típico gaúcho, sendo vedado o uso de armas e peças campeiras. (Art. 92 do RG). Informações adicionais poderão ser obtidas na Coletânea da Legislação Tradicionalista - Volume 1 - 2012 ou na Secretaria do MTG. Porto Alegre, 23 de outubro de 2013. ... Em 15 de novembro de 1889 foi proclamada a república do Brasil? Na época, o país era governado por D. Pedro II e passava por grandes problemas, em razão da abolição da escravidão, em 1888. ... No dia 15 de novembro, ao passar pela Praça da Aclamação, o Marechal Deodoro da Fonseca, com espada em punho, declarou que a partir daquela data o país seria uma república? Dom Pedro II recebeu a notícia de que seu governo havia sido derrubado e um decreto o expulsava do país, juntamente com sua família. Erival Bertoloni Presidente do MTG GSW entrega reboque para a FCG ... Para governar o Brasil República, os responsáveis pela conspiração montaram um governo provisório, mas o Marechal Deodoro da Fonseca permaneceu como presidente do país? Rui Barbosa, Benjamin Constant, Campos Sales e outros, foram escolhidos para formar os ministérios. Em uma cerimônia simples, no encerramento da ultima fase classificatória do ENART, em São Jerônimo, a GSW Reboques entregou para a Fundação Cultural Gaúcha, um reboque para a loja Itinerante da FCG. A GSW Reboques, fundada por Gilson Zanella, foi criada pensando no público exigente em termos de qualidade e exclusividade, com ampla linha de produtos e acabamentos dando assim mais conforto e satisfação para o cliente. Trabalham com matéria prima de maior qualidade e quantidade, fechando parcerias com grandes empresas e fornecedores, assim sendo, a GSW tem o melhor custo beneficio para seu cliente. Momento da entrega da Loja Itinerante Erival Bertoloni Presidente do MTG Atualize seus dados cadastrais o Eco da Tradição Nome:____________________________________________ End.:____________________________________Nº:_______ Cidade:_________________________CEP:______________ Rua Guilherme Schell, 90 - B. Santo Antônio - PoA/RS - CEP 90640-040 e receba em casa Recorte e envie este cupom para a FCG - MTG/RS TEMA QUINQUENAL: O MTG ENGAJADO NA CAMPANHA DE COMBATE À CORRUPÇÃO - “LAÇANDO A CORRUPÇÃO”

[close]

p. 7

Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 7 Por Manoelito Carlos Savaris - Presidente ESPAÇO DO CBTG Cavaleiros Internacionais da Paz (XX Rodeio Crioulo – de 23 à 30 de Janeiro de 1994) Era de madrugada quando a turma começou a se movimentar por volta das 06:00h. O grupo saiu desde o CTG Rancho da Saudade onde já estavam os cavalos e tomamos o rumo de Vacaria tendo pela frente 286 quilômetros a serem percorridos. O objetivo era chegar na cidade de Vacaria a fim de participar do XX Rodeio Crioulo Internacional. Estávamos em 22 cavaleiros, desta vez sob o comando de Jarbas Lima, por ser ele um dos nossos e vacariano de coração e nascimento. Era a primeira vez que os Cavaleiros da Paz faziam uma cavalgada em território nacional, uma vez que, já em 1990 tinham cavalgado desde Alegrete até Assunção no Paraguai e, 1992 desde Uruguaiana até La Plata, província de Buenos Aires, na Argentina, e a maior das cavalgadas até hoje, desde a cidade litorânea gaúcha de Cidreira no Atlântico Sul até Viña Del Mar no Chile, no Oceano Pacífico, subindo e descendo a Cordilheira dos Andes, o que acabou sendo feita de 04 de janeiro à 27 de fevereiro de 1993, com quase 3.000 quilômetros de percurso. Estas cavalgadas e muitas outras eu já tive oportunidade de fazer o relato em edições anteriores deste mesmo jornal. Voltando a Cavalgada de Vacaria, podemos afirmar que esta foi na época a menor em distância e não foi internacional, todavia ela teve um componente histórico muito forte uma vez que percorremos o mesmo caminho que os tropeiros faziam conduzindo boiadas, cavalos e cargas para negociar, desde o ano de 1682, ao mesmo tempo em que estávamos buscando o Rodeio de Vacaria, uma das manifestações culturais e campeiras mais autenticas do nosso tradicionalismo gaúcho. No caminho que tinha mais ou menos 280 quilômetros, em uma das fazendas fomos recebidos com muita alegria e hospitalidade, ocasião em que tive o prazer de saborear o famoso Café Camargo ainda existente naquela região. Eu já conhecia, porque o meu pai já foi delegado de polícia em Bom Jesus, onde minha família residiu por 2 anos na década de 50, como campeiro que era, me ensinou como se preparava o tal café que tinha que ser feito na hora em que se fazia a ordenha da vaca, uma vez que o leite usado era colocado numa caneca onde já tinha café no fundo, tinha que ser tirado diretamente da teta da vaca e bebido ainda naturalmente quente. Lembro-me que nesta cavalgada, além de inúmeros outros companheiros e amigos, estavam o desembargador Talai Selistre e o então chefe de polícia Estadual Newton Muller, com os quais já tive o prazer de fazer longas cavalgadas. A saída foi de Porto Alegre, no sábado, tendo passado pelas cidades de Cachoeirinha, Gravataí, Glorinha, Taquara, depois pegamos os Aparados da Serra e Várzea Grande, até Bom Jesus. Nesta altura a cavalgada que tinha saído com 25 cavaleiros já estava com mais de 200, face a incorporação de outros, especialmente provindos de Caxias, São Marcos, Farroupilha, Flores da Cunha, além dos de Bom Jesus. Finalmente chegamos em Vacaria onde fomos recebidos com entusiasmo pelos organizadores do XX Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria. Até a próxima e um grande abraço a todos os apreciadores de cavalgadas e os leitores deste Eco da Tradição. Foto: Divulgação Por Rodi Borghetti - Presidente ESPAÇO DO CBTG A conclusão de uma tarefa Sempre que concluímos uma tarefa ou que finda o tempo de uma missão, é necessário que se olhe para trás e se avalie o que foi feito, se agradeça aos que estiveram juntos na missão, se peça desculpar por eventuais erros, ou seja, que se faça um balanço do período. Em 2011, no Congresso Brasileiro realizado na cidade de Canoas fomos incumbidos de uma missão: conduzir a Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha pelo período de dois anos. Afirmamos na posse que o tempo seria esse: dois anos! E estamos cumprindo a palavra. Assumimos a missão com uma equipe que se manteve unida e coesa até a conclusão da tarefa, Contamos com a parceria na Diretoria Executiva de Rogério Pankievicz, Chico Fighera, Leoveral, Vera Rejane, Paulo Lindner, Gerson Ludwig, Wilson Porto, Odila Savaris, Toni Pereira, Antonio Ademar, Martim Guterres, Flávio Marcolim, Loiva Calderan, Toninho Ávila, Rogério Bastos, Pedro Couto, Guerino Pisoni e Mariana Mallmann. As prendas e peões que assumiram seus cargos, também em Canoas, cumpriram com suas tarefas da forma que cada um pode, uns puderam mais e outros puderam pouco o quase nada fora dos seus estados, mas temos a certeza que cada um fez o que esteve ao seu alcance. A tribo do pé no estribo De Cachoeirinha à Vacaria realizada em novembro de 2012 no CTG Vinte de Setembro em Curitiba e o FENART, o Rodeio Nacional de Campeões e os Jogos Tradicionalistas foram realizados no mês de julho de 2013, em Jataí, estado de Goiás. Os dois eventos foram concluídos com pleno sucesso, sem maiores problemas, graças ao trabalho eficiente dos anfitriões, das comissões executivas locais e ao trabalho eficaz dos membros da Diretoria. Realizamos, também, duas reuniões do Conselho Diretor, uma em Brasília e outra em Jataí respectivamente em maio de 2012 e abril de 2013, ambas convocadas por este Presidente. Reorganizamos a Confederação Internacional da Tradição Gaúcha, realizando um Congresso em Porto Alegre, em dezembro de 2012 e elegemos um tradicionalista brasileiro para a tarefa de Presidente, caindo a escolha no amigo Dorvilio Calderan. Visitei todas as oito federações ativas, participando de eventos e atendendo à demanda feita. Os Diretores atenderam aos chamados e cumpriram as agendas com presteza. Se não estivemos mais presentes foi por absoluta falta de condições. Creio que cumprimos com simplicidade e humildade a tarefa que nos foi confiada. Pedimos escusas aos tradicionalistas do Brasil pe- “Concluímos mais uma tarefa. Outras serão assumidas e sempre agiremos no sentido de preservar, valorizar e fortalecer as instituições.” Tínhamos, enquanto Diretoria, dois compromissos principais: instalar a sede administrativa e jurídica da CBTG em Porto Alegre e dar à CBTG uma sede para que ela tivesse um endereço fixo onde pudesse ter o funcionamento administrativo necessário. Além disso, tínhamos a tarefa de realizar a Convenção Ordinária e o FENART. A organização administrativa e jurídica foi concluída graças, especialmente, ao trabalho que a administração anterior, na presidência do Dorvilio Calderan, fez no resgate documental e na regularização da entidade. A sede da CBTG foi viabilizada através de um trabalho conjunto com a primeira região tradicionalista do MTG-RS na concretização de um termo de comodato de uma área de 900 metros quadrados para abrigar aquela entidade e a CBTG, cuja sede foi inaugurada na festividade de aniversário no dia 24 de maio de 2013. A Convenção Ordinária foi las eventuais falhas que cometemos, certamente foram involuntárias e fruto das nossas limitações. A única coisa a lamentar foi a impossibilidade de implantação do Cartão Tradicionalista em nível nacional, com banco de dados único. Essa missão parece impossível, mas tenho a convicção de que pode ser realizada se houver a compreensão e a parceria dos MTG’s com maior número de filiados. Aos presidentes de federações agradecemos a colaboração e a parceria, especialmente o esforço que cada um fez para participar do evento de Jataí, o maior da história em número de participantes. Concluímos mais uma tarefa. Outras serão assumidas e sempre agiremos no sentido de preservar, valorizar e fortalecer as instituições. Certamente não é a vaidade pessoal que move esse grupo de tradicionalistas que entrega seus cargos em Lages – SC, neste novembro de 2013. Cavaleiros da Paz de Cachoeirinha à Vacaria TEMA ANUAL: MTG EM DEFESA DA SAÚDE E BEM ESTAR DO TRADICIONALISTA

[close]

p. 8

8 Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 ABERTO DE ESPORTES VOCÊ SABIA QUE... 1ª RT vence o 22º Aberto de Esportes do MTG O evento que marca o mês de aniversario do MTG e promove o esporte tradicional pelo estado teve sua 22ª edição organizada pelo departamento de esportes do MTG, na cidade de Canoas, com a presença de quase 500 participantes nas diversas modalidades, 19 cidades de 10 regiões tradicionalistas que marcaram presença representando 39 entidades filiadas. A 1ª RT venceu o Aberto de Esportes, recebendo o troféu rotativo Darci Roggia, entregue à região que mais pontuou no evento. BOCHA CAMPEIRA 3º Lugar: DTG Querência da Coxilha Gravataí - 1ª RT - Anildo Gonsalves, Amilton Gonsalves e Alvicio Gonsalves 2º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - Luiz Carlos Machazeski, Jose Carlos e Gilberto Luciano 1º lugar: CTG Sentinela do Pago - Marau 7ª RT - Fabiano do Sacramento, Leandro do Sacramento e Alan Junior Rizzoto TRUCO CEGO 3º Lugar: CTG Encosta da Serra - São Vendelino - 11ª RT - Trio Os Forasteiros: Adolfo Valentin Santana, Gilberto Roque Ferrari, Vagner Giovane Alves Poetini e Marcelo Cardoso Vargas 2º lugar: CTG Chaleira Preta - Gravataí - 1ª RT - Trio Os Campeiros: Edmilson Nogueia Vaz, Lucas Nogueira Vaz, Nicolas Silva dos Passos 1º Lugar: CTG Essência da Tradição - Novo Hamburgo - 30ª RT - Paulo Roberto Ribeiro Câmara, Nélio Adriano Guimarães e Priscila Terezinha Galski TETARFE 3º Lugar: CTG Campeiros Do Sul - Alvorada - 1ª RT - Reni Ankolo, Wilson Rosa e Adão de Deus 2º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - José Dias, Arno Freitas, João Vargas e Claudeci Cunha 1º Lugar: CTCN Velha Carreta - Caxias Do Sul - 25ª RT - Ângelo Betamin, José Da Silva, José Macedo e José Oliveira TETARFE INDIVIDUAL 3º Lugar: CTCN Velha Carreta - Caxias do Sul - 25ª RT - Paulo André 2º Lugar: CTG Ginetes da Tradição - Caxias Do Sul 25ª RT Moisés Castilhos 1º Lugar: CTG Campeiros do Sul - Alvorada - 1ª RT - Roni Ankolon Fotos: Rogério Bastos ... No dia 19 de novembro comemora-se o Dia da Bandeira do Brasil? Essa comemoração passou a fazer parte da história após a Proclamação da República, no ano de 1889. Com o fim do período Imperial (1822-1889), a bandeira desenhada por Jean Baptiste Debret, que representava o império, foi substituída pelo desenho de Décio Vilares. Sezar Araújo Lemos, Felipe Falkowski de Souza e José Viana de Quadros Sobrinho 1º Lugar: CTG Glaucus Saraiva - Porto Alegre - 1ª RT - Trio Tuco Tuco: Paulo Roberto Paganella de Almeida, Márcio de Oliveira Bolzan e Luiz Antônio Araújo da Rosa SOLO 3º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - Notoli Nobre 2ºlugar: CTG Coxilha Aberta - Porto Alegre - 1ª RT - Tibirica Gomes José Esir, o Juca(D), coordenando Aberto de Esportes ... Neste ENART 40 grupos da força “A” buscam o titulo sendo que: Aldeia dos Anjos busca seu 11º titulo; Rancho da Saudade busca o penta; Piá do Sul o tetra ; Sentinela da Querencia de santa Maria, Lanceiros da Zona Sul, Clube Juventude, e Ronda Charrua buscam o bi. Desprovidos de representantes na força “A”, o litoral estaria buscando o bi também com João Sobrinho e o Potreiro Grande. 1º Lugar: CTG Coxilha Aberta - Porto Alegre - 1ª RT - Tânia dos Reis TAVA 3º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - José Xavier dos Santos, Orfelis da Silva Feijo e Valdir Vaz Machado 2º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - Alexandre da Cruz Lapazini, Rickison Carneiro Ferreira, Tallison Carneiro Ferreira e Bruno A. de Oliveira 1º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - João F. de Vargas, José Dias, Arno De Freitas e Claudeci Machado Cunha TAVA INDIVIDUAL 3º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - Orfélis da Silva Feijó 2º Lugar: CTG Alma Criola - Canoas - 12ª RT - Cladeci Machado Cunha 1º Lugar: CTG Carreteiros da Saudade - Gravataí - 1ª RT - Fátima Terezinha Gomes Lopes CTG Glaucus Saraiva manteve a escrita no truco Presença das mulheres serranas no Aberto de Esportes TRUCO AMOSTRA 3º Lugar: CTG Glaucus Saraiva - Porto Alegre - 1ª RT - Trio Envido 29: Jorge Roberto Brun Silva, Ademir Machado Pereira E Isidro Miranda Araujo 2º Lugar: CTG Glaucus Saraiva - Porto Alegre - 1ª RT - Trio Carrapicho: Luizmar Machado Porcelles, Nelson TEMA QUINQUENAL: O MTG ENGAJADO NA CAMPANHA DE COMBATE À CORRUPÇÃO - “LAÇANDO A CORRUPÇÃO”

[close]

p. 9

Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 TURISMO NO SUL 9 Por Jeandro Garcia ENTREVISTA .RS - O domínio mais gaúcho do mundo Vimos na edição anterior do Eco da Tradição que o registro .rs, já está disponível como domínio. Nessa edição, o ECO entrevista Claudionor Ventura Oliveira, Gestor de TI e diretor do projeto registro.rs. ECO: De onde surgiu a ideia do “registro.rs”? A ideia surgiu primeiramente pela grande identificação que o gaúcho tem com as coisas daqui. A música, sua culinária, seu sotaque... fazem parte do perfil do nosso povo. A internet ainda “deixava a desejar” com relação a essa identificação. Daí surgiu a oportunidade de mudar esse cenário. ECO: Como irá funcionar esta questão da extensão “ponto RS”? O Registro RS comercializará domínios .RS, ao invés do tradicional .COM, .IND. BR, .NET ou .COM.BR ECO: Por que da escolha do Cristiano Quevedo como garoto propaganda da marca e da parceria com o MTG? Primeiramente pela sua história de vida, pautada pelo respeito a tradição e identificação com o gauchismo. Oriundo da primeira capital farroupilha, o Cristiano tem uma trajetória de luta e de muito êxito. Cabe registrar que ele literalmente “encampou” a ideia do Registro.RS desde a origem, sempre acreditando no sucesso da proposta. ECO: Como as pessoas fazem para fazer este registro? A partir do lançamento no 28º ENART de 15 a 17 de novembro próximo, basta acessar o site www.registro.rs e escolher o nome desejado. Lembrando que o usuário poderá adquirir email personalizados Ex: pedro@ gauderio.rs, carlos@tchemail.rs, marta@guria. rs, jose@campeaodetudo.rs, henrique@imortaltricolor.rs entre outros ECO: Se a pessoa possui outra finalização (.com.br, .org.br, .ind.br), como fazer para migrar para o ponto RS, e se perde-se alguma coisa nesta migração? Temos capacidade técnica para efetuar o redirecionamento, o que é uma prática usual, ou seja, o usuário não perderá informações. Mais: poderá enviar a partir da extensão “.rs” e receber na sua extensão antiga ou “.rs”, caso julgue conveniente. Três Coroas: Templo Budista e Rafting Nesta edição trazemos passeios distintos, a paz do templo budista (Khadro Ling) e a aventura do rafting no rio Paranhanas, ambos na cidade de Três Coroas. A primeira recomendação é ligar e marcar antecipado com alguma empresa que faça o rafting, costumamos ir ao Parque das Laranjeiras para isso, ótimo para acampar e boas empresas prestando serviços, além de uma grande tirolesa. Dependendo por onde você chega à cidade o ideal é passar primeiro no templo budista, e como não há restaurantes e hospedagem para turista, será um passeio rápido, em torno de 2 horas. É um lugar lindo, de muita paz, construções diferentes e belas, cheias de simbolismos e muita religiosidade. Passe por todos os prédios, praticamente em todos é permitido entrar, aproveite, é um local que possui algumas das mais belas edificações recentes do estado. Não se esqueça da lojinha onde são vendidos livros, incensos, outras peças budistas, e claro, aprecie a natureza e a vista do vale. Buenas! Agora é hora de aproveitar as boas energias recebidas pelo templo e utiliza-las descendo as corredeiras do Rio Paranhana! Chegue no mínimo com 1 hora de antecedência ao seu passeio. Dirija-se a empresa que você reservou e aproveite! Logo você passará por um breve treinamento, e depois um caminhão levará você até a margem do rio. Caso sinta que vai cair sente-se no assoalho do bote, mas se cair mantenha a calma, o colete não o deixará afundar e logo o bote retorna e lhe resgata. Em um certo ponto é feita uma parada para descer uma pequena parte, sem o bote! É bem seguro, mas feche bem a boca e o nariz, e nunca segure a corda olhando para o ponto que você partiu, segure sempre sobre o ombro olhando no sentido da correnteza e espere ser puxado. Existe uma opção mais aventureira, basta pedir para o instrutor: “com emoção”, certifique-se que todos do bote estão preparados, e prepare-se! Pois a velocidade do bote aumenta e a aventura dobra em emoção! Para ver mais informações, fotos e vídeos destes lugares acesse o meu Blog www. turismonosul.com.br/page/8 .

[close]

p. 10

10 Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 MTG comemora 47 anos em Espumoso Fotos: Rogério Bastos Evento que marcou o aniversário de 47 anos da federação dos CTGs teve ainda o 23º Tchêncontro da Juventude Gaúcha em su O sábado, dia 19 de outubro, ficou marcado, na cidade de Espumoso, 14ª região tradicionalista, a 23ª edição do Tchêncontro da juventude gaúcha, que contou com a apresentação de 22 regiões. “Nesses 23 anos de existência, tivemos a oportunidade de assistir, os resgates dos Saraus da Prenda Jovem, passando pelas Festas Juninas, crendices e superstições, mitos e lendas regionais, religiosidade, indumentária, festivais entre outros tantos que foram de grande importância para nosso aprendizado” – Disse Eridio Silveira, sub-diretor do departamento Jovem. Foi feito uma mostra folclórica, dança e teatro com as etnias formadoras do gaúcho a partir do ano de 1824, com a chegada dos Alemães. Foram Poloneses, árabes, alemães, holandeses, austríacos, pomeranos , judeus, franceses, libaneses e japoneses que concluíram a miscigenação cultural do povo rio-grandense. O resultado das apresentações apontou a 7ª região tradicionalista como a grande campeã desta edição seguida da 20ªRT e da 15ªRT. Ainda foram lembrados os jovens que promoveram atividades no dia do jovem tradicionalista (05/09), sendo premiadas as regiões como a 5ª, 4ª e 3ªRTs. “Houve quem tenha me perguntado se eu faria uma música e cederia de forma gratuita a um evento, sendo que deveria obter lucros com este trabalho!! Para estes respondi, que meus lucros seriam ver que este trabalho gerou frutos no intelecto e no coração dos jovens tradicionalistas. Não podemos nos ater ao dinheiro ou apenas aos discursos, devemos sim ser atuantes e colaboradores, cooperativos e trabalhadores. Foi uma grande honra para mim, enquanto tradicionalista ter contribuído da forma que melhor pudesse para este evento, para a nossa tradição...” Rafael Silva - Autor da música do Tchêncontro via facebook Fotos: Rogério Bastos 20ªRT ficou em 2º com a colonização alemã Foi um Tchêncontro marcante, segundo os participantes 15ªRT ficou em 3º e apresentou a imigração francesa 12ªRT trouxe os pomeranos para apresentar no Tchêncontro 18ªRT, do Bergamota & cia, trouxe a imigração alemã As mostras e danças alegraram o público que vibrou a cada apresentação 7ª RT venceu o 23º Tchêncontro em Espumoso Prendas do RS representaram imigrantes chegando ao RS

[close]

p. 11

Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 11 o com Tchêncontro da Juventude Gaúcha. Na manhã de domingo dia 20 de outubro, na sede do GAN Sepé Tiarayu, em Espumoso, o MTG comemorou, antecipadamente, seu aniversario de 47 anos (a data é 28/10), entregando as comendas do aniversário. Foi a Medalha Barbosa Lessa para o conselheiro Adão Vaz, a Medalha João Carlos de Moura, dos trovadores para José de Olivera Estivalet e as comendas João de Barro (nome dado a casa sede do MTG na capital) para as entidades que completaram 200 pontos na lista destaque de 2012 e para os indicados das regiões tradicionalistas. Os dois eventos contaram com a presença do senhor Derly Helder, Prefeito de Espumoso, que, como tradicionalista, fez questão de estar presente na abertura dos eventos em sua cidade. O MTG Lançou, em parceria com os Correios, um selo comemorativo aos 47 anos de existência. Erival Bertolini em seu discurso lembrou sua infância pobre no interior de Espumoso de onde partiu para fazer a sua vida. Muito emocionado agradeceu à cidade que lhe recebeu tão bem muitos anos depois de sua partida. O Presidente da Comissão Executiva, Ruben Alves, agradeceu e fez seu discurso em forma de Pajada. O evento culminou com um almoço e a degustação de um bolo de aniversário oferecido pelos anfitriões. ua programação. Também foram homenageados os tradicionalistas que se destacaram durante o ano. Aniversário do MTG Derly Helder, Prefeito de Espumoso, com o Presidente Bertolini Vice-presidente de finanças, Edson Debom, entrega homenagem da 8ª RT O momento de soprar a velinha simbolizando os 47 anos do MTG MTG recebeu selo dos correios em homenagem aos seus 47 anos Dona Iolanda(E) foi homenageada pela 4ªRT, da coordenadora Ilva Goulart Neusa Secchi(D) entregou homenagem ao sr. Venildo da Silva da 5ª RT Paulo Souza (C) entregou diploma João de barro ao homenageado da 7ªRT Adão Vaz, da 26ªRT, recebeu a comenda maior do tradicionalismo gaúcho

[close]

p. 12

12 Ano XII - Edição 147 DIVERSOS PARÁBOLA Novembro de 2013 Não se deixe influenciar pelos outros Um colunista acompanhava um amigo a uma banca de jornais. O amigo cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas recebeu de volta um tratamento rude e grosseiro. Pegando o jornal que havia sido atirado em sua direção, o amigo do colunista sorriu polidamente e desejou um bom fim de semana ao jornaleiro. Quando os dois amigos desciam pela rua, o colunista perguntou: -Ele sempre trata você com essa grosseria? -Sim, infelizmente sempre foi assim... -E você é sempre tão polido e amigável com ele? -Sim, procuro ser. Por que você é tão educado, já que ele é tão grosseiro com você? Porque não quero que ele decida como eu devo agir. Moral da história: você é seu próprio dono e não deve se curvar diante do vento que sopra. Não se pode ficar à mercê do mau humor, da impaciência e da raiva dos outros. Não são os ambientes que nos transformam, mas nós que transformamos os ambientes. Termolar dá dicas sobre o chimarrão O tradicionalismo gaúcho acaba de ganhar um novo parceiro, e a Termolar dá as dicas sobre alguns costumes do RS Muito se sabe sobre os benefícios do chimarrão - hábito legado pelas culturas indígenas quíchuas, aimarás e guaranis – além de tônico estimulante do coração e do sistema nervoso, pesquisas confirmam que o emprego da infusão aumenta as forças musculares, desenvolve as faculdades mentais, tonifica o sistema nervoso, regulariza e regenera as funções do coração e respiração, facilita a digestão e determina uma sensação de bem estar e vigor no organismo, sem acarretar qualquer efeito colateral no organismo. Característico da região sul da América do Sul, o chimarrão é um item da tradição gaúcha que tem seu preparo como uma arte. Não há regra para o mesmo, mas atualmente existem mais de 20 formas de se fazê-lo. A água para o chimarrão não deve ser fervida, as garrafas térmicas Termolar de bomba como a linha Campeira, garrafas de Inox Revolution e a tradicional Chimarrita são ideais para manter a conservação da sua água quente por no mínimo 6 horas. Mas não há exceção, todas as garrafas Termolar podem ser utilizadas para manter a água do seu chimarrão na temperatura ideal. Ele é quente, e tem o poder do aconchego, utilizado em grupos ou a sós, independe das estações do ano. É apreciado nos dias mais frios, até mesmo na beira da praia e considerado símbolo do cotidiano dos gaúchos, catarinenses, paranaenses, uruguaios dentre tantos outros. Em meio a tantos hábitos incomuns por aí vistos, ele se torna um dos mais apreciados. Beba sem moderação. Antes de reclamar, certifiquese de que não é você a causa do problema. Certa vez, em uma cidade do interior, um padeiro foi ao delegado e deu queixa do vendedor de queijos, que, segundo ele, estava roubando, pois vendia oitocentos gramas de queijo como se fosse um quilo. O delegado pegou o queijo de um quilo e constatou que de fato ele só pesava oitocentos gramas. Mandou então prender o vendedor de queijos sob a acusação de estar adulterando a balança. Ao ser notificado da acusação, o vendedor de queijos confessou ao delegado que não tinha peso em casa e, por isso, todos os dias comprava dois pães de meio quilo cada, colocava os pães em um prato da balança e o queijo em outro. Quando o fiel da balança se equilibrava, ele então sabia que tinha um quilo de queijo. Para tirar a prova, o delegado mandou comprar dois pães na padaria do acusador e constatou que dois pães de meio quilo não equivaliam a um quilo. O delegado concluiu, então, que quem estava fraudando o cliente era o mesmo que estava acusando o vendedor de queijos. Às vezes agimos dessa forma: reclamamos dos outros sem perceber que somos nós os causadores dos problemas existentes no produto ou no serviço fornecido. A qualidade depende diretamente do nível de qualidade dos produtos ou serviços que deram entrada no processo. Portanto, ao contratar fornecedores, certifique-se de que as especificações dos produtos estejam claras, corretas e formalmente documentadas. Quando tempo é dinheiro, temos de otimiza-lo Em uma época que se fala em organizar a vida, organizar e otimizar o tempo, as prendas, na inter -regional de São Jerônimo, desenvolveram uma técnica de fazer os seus cabelo em tempo reduzido. Um dos aspectos da produtividade é fazer mais coisas em menos tempo, ou seja, não ocorrer desperdício de tempo. É isso que as prendas do DTG General Canabarro, de Teutônia, fizeram na Inter-regional do ENART, na cidade de São Jerônimo. Elas, em fila, arrumavam o cabelo umas das outras, ocupando o tempo de um cabelo. Otimizar o tempo é aproveita-lo melhor e, assim feito, produz-se mais coisas, ou seja, ocorre aumento da produtividade. Tá ai um bom exemplo a ser seguido. Foto: Paulo Souza Prendas do General Canabarro souberam otimizar o tempo TEMA QUINQUENAL: O MTG ENGAJADO NA CAMPANHA DE COMBATE À CORRUPÇÃO - “LAÇANDO A CORRUPÇÃO”

[close]

p. 13

Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 13 Termolar é a nova parceira do tradicionalismo TEMA ANUAL: MTG EM DEFESA DA SAÚDE E BEM ESTAR DO TRADICIONALISTA

[close]

p. 14

14 Ano XII - Edição 147 NOTÍCIAS Novembro de 2013 ENART Jadir Oliveira Filho II Seminário de Prendas e Peões O CTG Sentinela da Coxilha, através de seu Departamento Cultural, em parceria com as prendas e peões da entidade gestão 2013/2014, bem como, com a 1ª Prenda Juvenil da 28ª RT, Karoline Paola Teixeira Cocco e o 1º Guri Farroupilha da 28ª RT, Lúcio Heleno Trombetta, realizou no dia 21 de Setembro de 2013, o seu II Seminário de Prendas e Peões, o qual aconteceu no Auditório da Câmara de Vereadores de Caiçara, com início as 14 horas. O evento teve a abertura realizada pela Coordenadora Cultural da Entidade, Sra. Katiê Elisa Teixeira Cocco Ciocari, e a seguir, foram apresentados os painéis sobre Medicina Caseira e Hábitos Saudáveis, pelas prendas e peões promotores do evento. Estas explanações, objetivaram encerrar o projeto CTG Núcleo de Fortalecimento da Cultura Gaúcha, inciado pelas prendas no dia 01 de Setembro, com a distribuição de folders informativos sobre doenças e chás medicinais, para a população caiçarense, na praça em frente à igreja Nossa Senhora de Lourdes e também, em um pedágio gratuito realizado na RS 150 (sendo que tais atividades foram desenvolvidas em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Município). Ainda, o seminário contou com a palestra promovida pelas Nutricionistas Izabel Dalmolin Sponchiado e Mariana Balestrin, as quais trataram sobre a importância de uma alimentação saudável. O evento contou com a participação das prendas e peões do CTG Sentinela da Coxilha de Caiçara, e já faz parte das programações anuais para os festejos farroupilhas. Foto: Divulgação regional 7ª Festa de Integração Regional da 27ª RT Nos dias 19 e 20 de outubro de 2013, a 27ª Região Tradicionalista, realizou sua 7ª Festa Regional de Integração, em Lajeado Grande, São Francisco de Paula, onde houve 56 equipes participantes, com seus laçadores, familiares e amigos. Dentre as modalidades de laço aconteceram das disputas do Laço Equipe, representando a harmonia e união entre amigos, o Laço Pai e Filho e o Laço Irmão, representando os laços sanguíneos da família. O Laço vaqueano, veterano, rapaz, guri e piá, representando o peão gaúcho, desde o mais velho ate o mais novo, e o Laço Prenda, conhecido como o laço perfumado, simbolizando a força da mulher gaúcha junto a nossa cultura. Mais uma vez a consagração da 7ª Festa Regional teve seu foco na FAMÍLIA, e foi graças a ela que conseguimos reunir aproximadamente quatro mil pessoas, que muitas vezes só conseguem se encontrar nestes eventos. O ponto alto da Festa foi à cerimônia de Abertura Oficial, onde cada equipe pode entrar na cancha de laço portando sua bandeira com todos os seus integrantes e após a cerimônia puderam voltar ao seu acampamento e desfrutar do almoço em família, com calma e sem atropelo, pois a organização reservou um horário só para esta finalidade. Na cerimônia de Abertura a coordenadoria, como já é de costume, presta homenagem aqueles que de uma forma ou de outra, demonstram seu amor pela tradição e pela região, e desta vez foi homenageadas as Entidades com mais de 50 anos , inclusive, num total de 12 entidades. A coordenadoria, através de seu coordenador Everaldo Dutra, agradece a todos que fizeram com que esta 7ª Festa Regional transcorresse na mais perfeita ordem e harmonia e já deixando saudades entre os que levam a nossa tradição gaúcha como um orgulho de ser gaúcho. Foto: Divulgação O ENART esta chegando Pra nos trazer alegria Com danças, canto, poesia, Versos e causos brotando É a tradição perpetuando Uma vida e um legado É o nosso povo adorado Que da terra fez querência Se curvando em reverência As tradições deste estado É amor pelo Rio Grande Infindável, majestoso, Em um evento grandioso Que a nossa cultura expande Sem precisar que me mande Para Santa Cruz eu sigo Uma terra que bendigo, Para mim um pago santo Aonde entrego o meu canto E revejo os meus amigos Porque o ENART, afinal É amor e tradição É a lágrima de emoção Em um momento especial É um abraço fraternal Em horas de dificuldade É um amigo de verdade Que se entrega por inteiro Pra ajudar o companheiro Em pura solidariedade É desta forma minha gente, Com amor e pouco luxo Que o nosso povo gaúcho Toca a tradição prá frente Germinando esta semente Com amor e sentimento Convido neste momento Todos para o nosso ENART Pra prestigiarem nossa arte Junto ao nosso movimento Ajudar a quem precisa É algo com jeito de ENART É entregar nossa arte Por puro “amor à camisa” É um ato que se eterniza Então peço a cada artista Que após cada conquista Antes que este ENART passe Vire prá o lado e abrace O irmão tradicionalista Caiçara, 28ªRT, promoveu o 2º seminário de prendas e peões ��ART c�� �r�n��i�sã� a� ��v� ��l� Apresentação: Shana Muller Reportagens: Francine Rabuske a partir das 11h de domingo, 17/11 Comentários: Rogério Bastos e Pedro Pedrozo TEMA QUINQUENAL: O MTG ENGAJADO NA CAMPANHA DE COMBATE À CORRUPÇÃO - “LAÇANDO A CORRUPÇÃO”

[close]

p. 15

Ano XII - Edição 147 Novembro de 2013 15 Por Paulo Souza GRANDES MOMENTOS DA HISTÓRIA O MATE DO PATRÃO A profecia de Barbosa Lessa Quando falamos em profecia nos vem a mente os grandes profetas da antiguidade. Mas temos registro de profetas contemporâneos e, o mais conhecido de todos nós, é Luiz Carlos Barbosa Lessa. Quando escreveu seu livro, Nativismo, um fenômeno social gaúcho, Lessa dizia: “...no entanto, aquela etapa é essencial para a compreensão do que vem ocorrendo com a cultura desde os anos 90 do século XIX. Ou seja: ciclicamente, de trinta em trinta anos, ao ensejo de alguma rebordosa mundial ou nacional, e havendo clima de abertura para as indagações do espírito, termina surgindo algum “ismo” relacionado com a Tradição. Assim foi com o gauchismo cívico de Cezimbra Jacques, dos anos 90 (1890). Com o regionalismo dos anos 20 (1920). Com o tradicionalismo dos anos 50 (1947...). Com o nativismo de 1970. E sou capaz de jurar que lá pelo ano 2010 surgirá uma espécie de telurismo antinuclear ou cibernético, resultante da inquietação de analistas de sistemas em conluio com artistas plásticos, incluindo cartunistas e comunicadores visuais. É claro que, de acordo com cada época, modifica-se a dinâmica e o campo de ação. Mas, no fundo, é tudo a mesma coisa: expressão de amor à gleba e respeito ao homem rural”. Em 2009 foi transmitido pela primeira vez, via internet, o ENART, de forma que o mundo conheceu o maior festival artístico amador das Américas, nas mãos de jovens, como foram das outras vezes. 2010 foi o ano de consolidação das transmissões e, assim, surgiram muitas TVs via internet, rádios Web, enfim, parecia que Lessa fazia uma leitura do futuro ao prever tais acontecimentos, ou mesmo, ele teria inspirado com suas palavras os jovens. Novembro de 2013 marca 4 anos das transmissões do ENART e a previsão que, em 2040, teremos novidades chegando, prepare-se O tempo e o Vento Numa época de assistirmos o filme “O tempo e o vento” no cinema, vamos usar esta obra de Eduardo Moreira, em seu personagem Pólio, do livro “o Encantador da montanha” - O tempo e o vento Depois de criar o homem, Deus pôs-se a pensar: O que eles farão da vida, sem o medo dela passar? Criou então algo novo, que consumisse a vida aos poucos, E como moeda de troca, fosse gasto a cada evento. Usaríamos a todo instante, sem ter direito a troco, E a ele ainda deu um nome, batizou-o então de tempo. Mas logo após criá-lo, notou que não o sabiam usar, Viviam de forma tola, como se nunca fosse acabar. Mas como exigir que o homem pudesse saber gerir Algo que não podia tocar, nem mesmo ver ou sentir? Então o grande Arquiteto criou um irmão pro tempo, Possível de ser sentido, deu-lhe o nome de vento. Esqueçam por tanto o tempo, Difícil de compreender. Aprendam mirando o vento, Que em poesia ensina a viver. O vento, quando se apressa e sopra o seu vigor, Destrói o que lhe atravessa, causando pânico e dor. Já sua brisa leve, constante e cadenciada, Transporta pequenos grãos e parece não dar em nada, Mas muitos pequenos grãos, de forma coordenada, Constroem dunas enormes, semeiam a terra arada. O vento só anda pra frente, Não lembra por onde passou. Por saber viver o presente, É jovem e nunca cansou. Às vezes sopra tão leve, a ponto de silenciar, Assim como fazemos com o tempo, passamos a questionar: Estaria ele ainda aqui? Difícil imaginar. Mas bastam alguns segundos para termos de respirar, Então nos parece claro que Deus, com seu dedo em riste, Nos fala de forma firme: “Não é só o que tu vês que existe.” Juntos, o tempo e o vento nos passam a grande lição: Vivam daqui para frente, Saibam pedir perdão. Construam sem ansiedade, não deixem de acreditar, Devagar se chega longe, o que nos atrasa é parar. Creiam no que não vêem, saibam agradecer, Busquem menos posses, preocupem-se mais em ser. Bailem por onde passam, espalhem a esperança, Ajudem o que é mais velho, encantem uma criança, Partam sem deixar magoas, demonstrem o seu apreço. Onde vêem um fim, é sempre um novo começo. Meu tempo ainda é mistério, de tudo já ouvi falar, Uns dizem que um dia acaba, que tenho de aproveitar, Mas de outros ouvi também, com muita convicção, Que a vida é só passagem, e a morte conexão, Mas Deus me deu o vento para o tempo melhor entender. Deixo-lhe a face aberta, e peço pra responder. Uivando em meus ouvidos, sussurra então pra mim: “Meu jovem, não se preocupe, seu tempo não terá fim. Por mais que seu corpo acabe, e pó você venha a virar, Carregá-lo-ei no colo, e seu pó irei semear. Transformar-se-á em flores e vidas irá enfeitar, Ou mesmo talvez em frutos, pra outros alimentar. Estará então em tudo, assim como eu estou, Será como tempo e vento, irá para onde vou. Não espere esse dia chegar, já pode compreender: Onde avistam seus olhos, em tudo que pode ver, Existe a unidade, são todos pedaços seus. Por isso é dito homem, mas revelo-lhe: também é ...Deus!”

[close]

Comments

no comments yet