Edição 709

 

Embed or link this publication

Description

30/11/2013

Popular Pages


p. 1

30/11/2013 - Edição 709 Página 1 Diretor Responsável: Homero T. Tranquilli - CNPJ: 09573449/0001-13 - Cajuru, Sábado, 30/11/2013 - Ano 15 - N.° 709 Semanal - Distribuição Gratuita / Assinantes Semana de Alerta debate Violência e Álcool Projeto é levado às Escolas, Rádio e Fórum Municipal Cajuru está na Final da Liga Riopardense de Futsal Sub-15 disputa amanhã a Medalha de Ouro contra a Associação Riopardense

[close]

p. 2

Página 2 Edição 709- 30/11/2013

[close]

p. 3

30/11/2013 - Edição 709 Página 3 ACONTECE CIDADE CIDADE Alunos da Casa da Cultura apresentam Com a estiagem, Avenida Prefeito Rubens de Carvalho volta a ser Espaço Esportivo peça teatral nas escolas municipais Os alunos da oficina de teatro da Casa da Cultura apresentaram a peça “Mandaliques” nas escolas municipais. Dirigidos pelos professores Louis Oliveira, Lê Reis e Júnior Guimarães, os alunos mostraram toda técnica e habilidades adquiridas durante as aulas. des. Para tanto, as terças e quintas-feiras parte da avenida é interditada e fica liberada para os exercícios físicos. Com o horário de verão e com a estiagem, a cada dia aumenta o número de pessoas que busca qualidade de vida através do movimento. O grupo da caminhada e do atletismo pode contar com o apoio do professor Bahia, que nos dois dias esta lá, das 18h às 20h, para incentivar e orientar os exercícios. Agora não tem desculpas para se exercitar. Mexa-se e melhore a sua qualidade de vida. Para oferecer mais um espaço para a prática esportiva, a Prefeitura Municipal de Cajuru está incentivando a utilização de tre- cho da Avenida Prefeito Rubens de Carvalho Ferreira para as caminhadas, treinos de atletismo, ciclismo e demais ativida- As apresentações foram para os alunos das unidades: Lólia da Fonseca Palma Reis (dia 22), Aparecida Elias Draibe (dia 22) e André Ruggeri (dia 25). ESF Dom Bosco promove reunião de Gestantes e Planejamento Familiar os tipos de leite, os benefícios da amamentação até os 6 meses de idade do bebê, a forma correta de segurar o recém-nascido para não engasgar, a pegada certa para não secar o leite, entre tantas outras informações que geralmente causam insegurança nas mamães, principalmente as de “primeira viagem”. Já no dia 28, a reunião foi sobre Planejamento Familiar voltado para os métodos contraceptivos. Os encontros contaram com a parceria da Koxilinho Confecções, a quem a equipe da ESF agradece. Festa de premiação do Projeto FIS O Projeto FIS (Futsal Inclusão Social) realizará no dia 07 de dezembro a festa de premiação dos alunos com melhor boletim escolar e participação do FIS. Além disso, serão sorteados brindes aos presentes, por isso, todas as crianças do projeto deverão comparecer à cerimônia que iniciará às 15 horas, no Ginásio Municipal de Esportes “Arenão”. Toda a população também está convidada a participar e prestigiar a Premiação, que contará muitas brincadeiras, jogos e diversão. O projeto FIS é desenvolvido através da parceria entre a Secretaria Municipal de Esportes e a Gold Meat. A ESF Dom Bosco reuniu no dia 14 de novembro as Gestantes residentes na área de abrangência para orientar as gestantes em vários aspectos. Nesse encontro, Dr. Fábio explicou sobre os cuidados com o recém-nascido direcionando o assunto para a forma correta de dar o banho, observando desde a temperatura ideal da água, a forma de segurar o bebê e os procedimentos para uma boa higiene. Também enfatizou a importância do aleitamento, www.ojornalzao.com.br Alunos dos projetos municipais participarão da cerimônia de “Troca de Cordão” da Capoeira Durante o ano, a Prefeitura Municipal de Cajuru ofereceu curso de capoeira para os alunos dos projetos sociais PAI e Laís Ruggeri, abrindo vagas também para os interessados em participar das aulas noturnas ministradas no Centro Social da Cohab. Nesses meses, o professor Bahia ensinou, orientou e promoveu campeonatos para que os alunos pudessem aprimorar as técnicas do esporte e amanhã, domingo, a partir das 10 horas, esses alunos serão avaliados para a troca de cordão. A cerimônia acontecerá na Casa da Cultura e os pais estão convidados a participar desse momento importante da vida de seus filhos.

[close]

p. 4

Página 4 Edição 709- 30/11/2013 ACONTECE CIDADE CIDADE Cajuru está na Final da Liga Riopardense de Futsal Sub-15 disputa amanhã a Medalha de Ouro contra a Associação Riopardense nhã (1 o de dezembro), em Porto Ferreira. Cajuru enfrentará a forte equipe da Associação Riopardense com os seguintes jogadores: Tiago Freire, Tiago Pimenta, Nelson Pimenta, Brendon, Hugo, Adaílson, Welington, Pedro, Alifer, Wi l i a n , J o s é E d u a r d o , Gabriel Vieira e Deyson. A equipe conta com as orientações técnicas de Marcos Prado. O prefeito Dr. Luís Estevão e o secretário municipal de Esportes Luciano Silva desejam aos jogadores uma ótima partida e os parabenizam pelo grande resultado obtido até agora. Audiência Pública detalha investimentos do Orçamento Municipal para 2014 A Secretaria Municipal de Administração, Finanças, Planejamento e Desenvolvimento realizou na quinta-feira (28), audiência pública para detalhar o orçamento de 2014. A secretária da pasta, Leonízia de Oliveira e equipe explicaram aos vereadores e ao público presente os valores que deverão ser aplicados em cada setor no próximo ano. Participaram da Audiência Pública as secretárias municipais Leonízia de Oliveira (Administração e Finanças), Maria Luiza (Educação), Patrícia Bícego (Saúde), a assistente social GiseLi Abdala, o consultor da Conam Davi, os vereadores Cassinho, Juliano, Nei, Alex, Paulo Lino e Marcelo, o advogado da Câmara Osmar Eugênio e o contador Carlos Truffeli. Prefeitura concede anistia de juros e multas de IPTU e ISS A Prefeitura Municipal de Cajuru está concedendo aos contribuintes (Pessoas físicas e jurídicas) anistia de multas moratórias e juros dos débitos tributários inscritos em divida ativa, como IPTU, ISSQN, até 20 de dezembro de 2013. A isenção será feita segundo a Lei Complementar nº 84, de 18 de novembro de 2013, aprovada pela Câmara Municipal, da seguinte forma: 100% de anistia do valor das multas e juros para pagamento à vista, até o dia 20 de dezembro de 2013; 70% de anistia do valor das multas e juros para pagamento em até 3 vezes, sendo a primeira parcela até 20 de dezembro de 2013. O valor mínimo das parcelas é de R$ 15,00 e o atraso ou não pagamento das parcelas na data de seu vencimento resultará no cancelamento do parcelamento. O contribuinte que desejar obter os referidos benefícios deverá procurar o setor de lançadoria, localizado ao largo São Bento, 967 (ao lado do prédio da Prefeitura Municipal). Aproveite a oportunidade e quite seus débitos. Após uma campanha muito boa, a equipe cajuruense sub-15 de futsal disputou no domingo passado a semifinal contra Vargem Grande do Sul. O jogo foi em Pirassununga e nossos atletas venceram pelo placar de 4X2, garantindo vaga na grande final. A disputa pelo ouro será ama- Copa Cajuru de Futsal Teve início no dia 21 de novembro a Copa Cajuru de Futsal, promovida pela Secretaria Municipal de Esportes. Neste ano, o evento conta com seis municípios participantes: Cássia dos Coqueiros, Porto Ferreira, Santa Cruz da Esperança, Santo Antônio da Alegria, Serrana e Cajuru. Na rodada de abertura foram dois jogos, com os seguintes resultados: Cajuru 4X1 Sto Antônio da Alegria C. Coqueiros 5X3 Porto Ferreira Os gols de nossa equipe foram marcados por Dozinho (2), Vinícius e João Paulo. Outra rodada foi realizada no dia 26: Sta Cruz 5X1 C. Coqueiros Cajuru 8X1 Serrana Gols de João Paulo (4), Evandro (2) Dozinho e Roni. A próxima rodada será no dia 3 de dezembro, às 20h Semifinal: 1o Grupo A X 2o Grupo B (jogo1) 1o Grupo B X 2o grupo A (jogo 2) A final está marcada para o dia 06 de dezembro, às 20h entre o vencedores dos jogos 1 e 2. Secretaria Municipal de Saúde realiza hoje o Mutirão de Combate à Dengue Coloque o entulho de sua casa na rua que hoje as equipes passarão recolhendo A secretaria Municipal de Saúde informa que HOJE, (dia 30), realizará o mutirão de combate à dengue e solicita à população que coloque o entulho de sua casa na rua, que as equipes passarão recolhendo. A colaboração de todos será imprescindível para o sucesso da ação. Cidade Limpa, Cidade sem Dengue! NEGOCIOS E OPOR TUNIDADES OPORTUNID TUNIDADES VENDE-SE Barzinho Estilo Colonial de madeira Tratar 99743-4797 / 36674322. VENDE-SE Caminhonete F 4.000, ano 79, em bom estado de conservação. Tratar 99117-7589 36676883 (Patinho). VENDE-SE Carro Renault Clio. Tratar 99302-9105 (Ademir). VENDE-SE Monza ano 92, à álcool. Tratar (Lucas) 99242-2413 (Bruna/ Henrique) 3667-4162. VENDE-SE um Gol Bola branco, 4 Portas, Som, Trava, Alarme, Direção Hidráulica. R$ 10.000,00 Tratar 3667-1874 / 991463556. VENDE-SE Twister vermelha 2008, único dono, em bom estado, Tratar (Anderson) 99101-9276. VENDE-SE Del Rey, 82 R$ 2.500,00. Tratar 992896985 VENDE-SE Voyage, branco perola, 85, 1.8 Ap. álcool, ótimo estado. Tratar 99289-6985. Convite A Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo convida os interessados para a reunião do COMTUR – Conselho Municipal do turismo a ser realizada no dia 03 de dezembro, às 19 horas, na Casa da Cultura.

[close]

p. 5

30/11/2013 - Edição 709 Página 5

[close]

p. 6

Página 6 Edição 709- 30/11/2013 HOLOSOFIA ACONTECE CIDADE CIDADE 324. O Humanismo e o Neo-epicurismo I Dentro do capítulo “Do Humanismo a Descartes” iniciado no artigo anterior, teremos a grata oportunidade de continuar conhecendo pessoas ilustres que contribuíram para a construção de um mundo moderno, a partir das discussões de temas relevantes para o aprimoramento cultural e do comportamento do homem em sociedade. No presente momento, apresentamos “Os inícios do Humanismo”, parte dos debates sobre problemas morais e o Neo-epicurismo. Nas primeiras décadas do século XV, Leonardo Bruni escrevia: “Francisco Petrarca (13041374) foi o primeiro humanista, tendo tanta graça e engenho que reconheceu e trouxe à luz a antiga graciosidade do estilo perdido e extinto”. Petrarca chegou ao Humanismo através do exame e análise da “corrupção” e da “impiedade” de seu tempo, identificando as duas causas – primeira, a propagação do “naturalismo” difundido pelo pensamento árabe, especialmente por Averróis; e segunda, o predomínio indiscriminado da dialética, com a respectiva mentalidade racionalista – e já propondo as soluções correspondentes – Primeira, ao invés de focarmos no conhecimento externo da natureza, devemos voltar-nos para nós mesmos, objetivando o conhecimento da própria alma; e segunda, no lugar dos vazios exercícios da dialética, precisamos redescobrir a eloquência, as humanae litterae ciceronianas: a verdadeira sabedoria consiste em conhecer a si mesmos e o caminho está nas artes liberais, quando utilizadas como instrumentos de formação espiritual. Petrarca, chegando ao cume do Monte Ventuso, abriu as Confissões de santo Agostinho e leu: “E os homens admiram os altos montes, as grandes ondas do mar, os largos leitos dos rios, a imensidade do oceano e o curso das estrelas; e esquecem-se a si mesmos”. A seguir comentou: “Há muito eu deveria ter aprendido, inclusive com os filósofos pagãos, que nada é digno de admiração além da alma, para a qual nada é grande demais”. Também, a antiga definição de filosofia dada por Platão no Fédon é apresentada como coincidente com a visão cristã: a verdadeira filosofia não é mais que o pensamento e a meditação sobre a morte. Aqui, reconhecemos ter sido Aristóteles o fornecedor das armas para os averroístas construírem o “naturalismo” e a “mentalidade dialética”, e vemos Platão tornar-se símbolo do pensamento humanista, “o príncipe de toda a filosofia”. Petrarca também elevara a dignidade da “palavra”, que se tornaria para os humanistas aquilo que há de mais importante: “Pois Sócrates, vendo um belo jovem em silêncio, disse-lhe: ‘Fala, para que eu possa ver-te’. Pois ele pensava que não é tanto pela fisionomia que se vê o homem, mas pelas palavras”. Coluccio Salutati (1331-1406) deu continuidade ao pensamento de Petrarca, tornandose chanceler da República de Florença de 1374 a 1406. Sua projeção deveu-se, sobretudo, aos seguintes motivos: prosseguiu contra a medicina e as ciência naturais, reafirmando a tese de supremacia das artes liberais; contra a colocação dialéticoracionalista de sua época, defendendo uma visão de filosofia entendida como mensagem testemunhada e transmitida com a própria vida – como fez o pagão Sócrates, e fizeram Cristo e santos como Francisco – e centrado no ato da vontade como exercício de liberdade; promoveu a instituição da primeira cátedra de grego em Florença, tendo sido chamado à Itália pelo douto bizantino Manuel Crisolora (1350-1415; e sustentou vigorosamente o primado da vida ativa sobre a contemplação. Ele afirmou: “...que eu esteja sempre imerso na razão, voltado para o bem supremo; que toda ação minha sirva a mim, à família, aos parentes e que eu possa ser útil aos amigos e à pátria e possa viver de modo a servir à sociedade humana pelo exemplo e pelas obras”.A Holosofia atribui ao PHS (Programa Holosófico de Saúde) a incumbência de proporcionar à comunidade informações diversas, incluindo diferentes temas. Os últimos artigos vêm contemplando a História da Filosofia. Naturalmente, o Ojornalzão, órgão principal de comunicação jornalística da cidade de Cajuru, Região de Ribeirão Preto, São Paulo, tem papel decisivo na divulgação regular, a cada fim de semana, desta iniciativa, desde 2006. Prof. Me. Sebastião Saraiva, Maitreya Médico, holósofo e filósofo Cel. (098) 8282.9888 Site: www.holosofia.com.br Semana de Alerta debate Violência e Álcool Projeto é levado às Escolas, Rádio e Fórum Municipal Para debater, ou melhor, provocar como diz o médico e coordenador do Ambulatório de Saúde Mental Dr. Pessanha Júnior, foi desenvolvida entre os dias 20 e 27 de novembro, a Semana de Alerta com o tema: Violência e Álcool. O projeto foi levado às escolas Dr. Messias da Fonseca, Geraldo Torrano e Galdino de Castro, abordado na Rádio local e no Centro de Estudos da Santa Casa de Cajuru e finalizado no Fórum de Justiça, na quarta-feira, com a presença de autoridades de diversos segmentos, como: Saúde, Educação, Executivo, Legislativo, OAB, entre outros e acompanhado pelo juiz da Comarca Dr. Mário Leonardo de Almeida Chaves Marsiglia e pelo promotor de justiça Dr. Guilherme Chaves Nascimento. Em todos os locais a Semana foi iniciada com o vídeo do Hino Nacional em uma versão metaleira, um momento cívico respeitoso e irreverente. No Fórum não foi diferente. Após a execução do Hino, o mediador Dr. Pessanha Júnior abriu a discussão sobre Internação Compulsória utilizando um vídeo de uma palestra proferida pelo professor Dartiu Silveira, em Brasília. A partir daí os presentes debateram o tema. Na sequência foi apresentado outro vídeo “Violência e Álcool”, que está disponível no endereço: http:// www.youtube.com/ watch?v=8tDDguuH60&feature=youtu.be&a Para o mediador, o resultado foi muito bom. “Há muito trabalho a se fazer, mas há de se consolidar conceitos para depois darmos os passos seguintes. Agora é esperar que cada um que lá esteve (no Fórum), também tenha ideias e tenha ficado incomodado com o tema. E mantendo-se alta a indignação, procurar de forma mais ética possível, caminhos para melhores resultados”, conclui. EXPEDIENTE - “O JORNALZÃO CAJURU” Empresa: H. T. TRANQUILLI-ME. Contato comercial: Rua Orlando V. Figueiredo, 676 - Fone - 36674497, Diretor Responsável: Homero Tranquilo Tranquilli, tiragem: 3.500 mil exemplares, impressão: Editora Grafisc - São Carlos/SP. distribuição Gratuita e Assinantes. Circulação: Cajuru, Cássia dos Coqueiros e Santa Cruz da Esperança. Colaboradores: Lurdinha, Roberta, Fabiano L.Gomes, Luciano Porfirio, Caio Luis. www.ojornalzao.com.br

[close]

p. 7

30/11/2013 - Edição 709 Página 7

[close]

p. 8

Página 8 Edição 709- 30/11/2013 ACONTECE CIDADE CIDADE ESF Cohab promove palestra sobre Depressão vam à depressão, o psiquiátrica continuou mostrando os tipos da doença, a diferença entre ela e a tristeza ou ansiedade e os medicamentos e terapias existentes para essas doenças mentais. A palestra aconteceu na quinta-feira (28), na própria unidade e contou com a presença do Dr. Adir, dos enfermeiros e da equipe de saúde bucal. Para encerrar, um café da manhã, oportunidade para falar das impressões sobre a palestra, que muito agradou. Alunos da EMEB André Ruggeri brilham em júri simulado no Fórum de Cajuru dos livros, argumentando e questionando alguns conceitos polêmicos. A Secretária da Educação Maria Luiza de Melo, juntamente com a diretora Eliana e coordenadora Mariana, agradeceu a presença de todos, enalteceu a importância da educação para a vida e parabenizou os alunos pela brilhante atuação. Os jurados, Rita, Cibele, Inácia, Raquel Crespo, e Dra. Ivonete assistiram atentamente a apresentação e se surpreenderam com a desenvoltura e dedicação dos alunos. Os pais que acompanharam seus filhos, dentre eles o Ver. Ney da Ambulância, orgulhosos, aplaudiram as atividades realizadas por eles. Para falar de um assunto que anda em alta, a depressão, a equipe da Estratégia Saúde da Família do bairro Cohab convidou o psiquiatra do departamento de Saúde Mental, Dr. Fábio, para sanar dúvidas dos pacientes da unidade. O primeiro questionamento abordado foi por que isso acontece? Colocados os motivos que le- Procon – SP realiza Operação Natal na região de Ribeirão Preto Comércio Cajuruense também foi fiscalizado Com a proximidade do Natal e do pagamento da segunda parcela do 13o salário, o consumidor já faz planos para as compras de final de ano. Para fazer valer o Código de Defesa do Consumidor (CDC) e diminuir o número de queixas, o Procon-SP está intensificando a fiscalização no comércio em todo o Estado e nesta semana a blitz foi em Cajuru. Os fiscais do Procon percorreram todo o comércio da Rua Dr. Matta observando principalmente se o valor do produto, seja na vitrine ou dentro da loja, está em local visível e se o estabelecimento possui um CDC em local de fácil acesso ao consumidor. O diretor do Procon de Cajuru Wagner Félix explica que essa ação foi exclusiva do Procon São Paulo e que o município não tem poder de fiscalizar, já que não há pessoas capacitadas para isso. “Cajuru não tem fiscais, mais ainda que tivesse é praxe do ProconSP (assim como os de outros Estados) fazer esse tipo de fiscalização, especialmente próximo a datas onde o consumo aumenta”, explica. Em tempo – o comerciante que desejar adquirir um exemplar GRATUITO do Código de Defesa do Consumidor deverá fazer a solicitação na unidade local, que funciona no prédio da Prefeitura Municipal de Cajuru. Os alunos do 9º ano C da EMEB André Ruggeri, orientados pelas professoras de História Bel Gazza e Neuzinha realizaram júri simulado no Fórum da Comarca de Cajuru. Os alunos brilharam na apresentação mostrando garra e empenho. Pesquisaram muito sobre a Segunda Guerra Mundial, ideologia nazista e atuação de Hitler na Alemanha. Aprenderam analisar os fatos além Dr. Luís Estevão reúne-se com deputado Duarte Nogueira para conseguir mais benefícios para nosso município Encontro foi na Casa Civil Nesta semana, o prefeito Dr. Luís Estevão participou de uma reunião com o deputado Federal Duarte Nogueira (PSDB) para solicitar benefícios para nosso município. O encontro foi na Casa Civil, em São Paulo, e o deputado e companheiro de partido comprometeu-se em viabilizar recursos para construção de uma praça no bairro Jardim Nova Cajuru (Bocão). “Nossa administração está investindo em qualidade de vida e o local escolhido para a construção da praça tem uma ampla área e, além de contribuir com lazer dos moradores, trará mais segurança”, informa o prefeito. Com o aceno favorável do deputado Duarte Nogueira, a Prefeitura já está idealizando um belo projeto.

[close]

p. 9

30/11/2013 - Edição 709 Página 9

[close]

p. 10

Página 10 Edição 709- 30/11/2013 ACONTECE CIDADE CIDADE Prefeito assina convênios e traz para Cajuru a “Escola da Moda” e “Praça de Exercícios do Idoso” bairro Cruzeiro.) A Praça do Idoso permite a realização de exercícios físicos sem o acompanhamento de especialistas e tem como objetivo melhorar a qualidade vida dessa população através de exercícios que restauram o equilíbrio, fortalecem a musculatura e dão mais flexibilidade. A cerimônia de assinatura do convênio foi acompanhada e prestigiada pela presidente do Fussesp, Dona Lu Alckmin e pela presidente do FSS de Cajuru Dr a Ersone. “Essas são grandes conquistas. Desde o começo, na qualidade de presidente do FSS, estou participando das reuniões do Fussesp e buscando todos os benefícios possíveis para Cajuru. Já implantamos a Horta Educativa e agora fomos contemplados com mais esses. Estou muito feliz”, declara Dr a Ersone. 1ª Copa Recanto de Futebol Master – Final O prefeito Dr. Luís Estevão assinou na quarta-feira (27), dois convênios que trarão novos benefícios para Cajuru: o primeiro é a Escola da Moda, oferecido pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), que visa qualificar pessoas através de cursos profissionalizantes de Corte e Costura e Modelagem. Esse curso será ministrado no Centro de Geração de Renda. A Praça de Exercícios do Idoso foi o segundo convênio assinado, também através do Fussesp, e por ele serão liberados recursos para aquisição dos aparelhos que serão instalados na Praça do Cruzeiro (local escolhido através de votação pelo site, sendo que o primeiro colocado para receber os aparelhos da Praça Esportiva foi a Av. Prefeito Rubens de Carvalho e o segundo, que agora vai comportar a Academia do Idoso, na praça a ser construída no Recanto da Amizade (Roxo) da esquerda para a direita Em pé: Magrão, Luciano, Emanuel, Lução, Roni e Luizinho Jacoli. Agachados: Porvinha, Dunguinha, Ivair e Luciano Buana. Lobera (Rosa) da esquerda para a direita Em pé: Luis, Paulão, Adilson, Pedrinho, Ney, Tuti, Carlinhos e André. Agachados: João Marcos, Preto, Tucura, Gustavo, Bozó e Ney. Neste domingo 01/12 a partir das 09 horas acontece a final da 1ª Copa Recanto de Futebol Master – Troféu Luciano Menta (Marreta) . Foram 08 equipes dividas em 02 grupos que se enfrentaram e m jogos classificatórios e chegando a grande Final as Equipes do Recanto da Amizade X Lobera. Após a Grande Final, haverá a cerimônia de premiação onde serão entregues pela comissão organizadora troféus e medalhas para os seguintes destaques: Cam- peão e Vice, Artilheiro, Melhor goleiro, Craque do campeonato e Atleta mais velho. A diretoria do Clube Recanto da Amizade em parceria com o LOS GRINGOS, convidam a todos para participarem deste grande evento. Alunos do projeto Laís finalizam a semana com passeio na Praça e muito sorvete Por causa da alta temperatura que vem fazendo nos últimos dias, a professora Solange e a monitora Cássia resolveram proporcionar um dia diferente para a garotada do projeto Laís Ruggeri. Ontem, sexta-feira, as crianças foram passear na Praça Central e encerraram o dia saboreando um delicioso sorvete. Foi muita folia (e pingos de sorvete), que darão histórias para mais uma semana...

[close]

p. 11

30/11/2013 - Edição 709 Página 11

[close]

p. 12

Página 12 Edição 709- 30/11/2013 ACONTECE CIDADE CIDADE Secretário de Esportes participa da Inauguração do Centro de Excelência em Judô de Ribeirão Preto Realizou-se dia 25 de novembro de 2013, nas dependências do ginásio de esportes do Ipanema Clube na cidade de Ribeirão Preto a primeira aula aberta do novo Centro de Excelência de Judô do Estado de São Paulo. O treinamento contou com ilustres presenças, delegado regional da 12ª Delegacia da F.P.Judô, Sr Francisco Aguiar Garcia, Srex delegado regional da F.P.Judô José de Araujo, tesoureiro da delegacia Sr Marcelo Hirono, Sr secretário de esportes adjunto Edmilson Dezorto, secretário de esportes de Cajuru, Sr Luciano Antonio, representando o secretário de esportes de Sertãozinho, Sr Dino Merlim, representando o secretário de esportes de Altinópolis, Sr Mitsuo Mitsugui, representando o secretário de Serra Azul, Sr Hugo Trevisan, representando projeto Branco Zanol, o KodanshaSr Sergio Ferrante. A abertura contou com a presença maciça do judô regional da 12ª Delegacia Regional Mogiana da F.P.Judô, com trinta e três judocas e professores portadores da faixa preta e setenta e seis atletas sub 18 e sub 21, que realizaram o primeiro treino sob o comando da equipe de professores da C.E.R.P., Cleber do Carmo, Terencio Neto e Ivaldo Bruno. Ao término foi dada a palavra aos professores mais graduados, onde todos enalteceram a importância da implantação do proje- to na região. O professor Cléber do Carmo, coordenador do Centro de Excelência, em seu discurso destacou o início da carreira do secretário Luciano que durante vinte anos deslocava-se para Ribeirão Preto para treinar 3 vezes por semana e nos fins de semana viajava para as competições na capital; nossos judocas cajuruenses poderão desfrutar dos treinamentos neste projeto e no dia 14 de dezembro de 2013 acontecerá a seletiva anual dos treinamentos para a temporada 2014 que irá formar a equipe regional, alguns dos atletas de Cajuru terão a oportunidade de participar desta seletiva e, segundo Luciano, temos grandes chances de fazer parte desta equipe. Campanha Fique Sabendo realiza 100 testes de HIV e Sífilis Secretaria da Saúde realizou plantão noturno nas ESFs número de pessoas sexualmente ativas que procuraram as unidades de saúde surpreendeu. Nessa semana foram realizados cerca de 100 testes de HIV e Síflis (o número não é preciso porque até o fechamento desta edição os postos ainda realizavam os testes). “Ficamos surpresos e felizes com o número de pessoas que atenderam ao nosso chamado, isso indica que o preconceito diminuiu e que a população está buscando informações e se preocupando mais com sua saúde”, ressalta a secretária Patrícia Bícego. Os resultados saíram em 15 minutos e foram entregues no mesmo dia. A Secretaria da Saúde de Cajuru realizou de 25 a 29 de novembro a Campanha Fique Sabendo realizando testes de HIV e Sífilis em todas as unidades das Estraté- gias Saúde da Família. Para facilitar e incentivar a realização dos testes, as ESFs do Dom Bosco, Cruz Alta e Piscina atenderam em horário especial: das 18h30 às 20h30. O

[close]

p. 13

30/11/2013 - Edição 709 Página 13

[close]

p. 14

Página 14 Edição 709- 30/11/2013

[close]

p. 15

30/11/2013 - Edição 709 Página 15 SINAPSE Estratégia polêmica contra o abuso de drogas para essas pessoas, assim como para aquelas muito pobres, a coisa mais atraente é se drogar. E a satisfação que a droga proporciona passa a ser a grande e única fonte de prazer. Como a ciência pode influenciar a legislação na área das drogas? Os cientistas deveriam manter um diálogo permanente com os legisladores? Professor titular do Departamento de Psicologia da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, Carl Hart não acredita em um mundo sem drogas e denuncia o fracasso das atuais políticas na área NOVA YORK - Carl Hart é professor titular do Departamento de Psicologia da Universidade de Columbia, em Nova York, e estuda a questão das drogas desde 1990. Interessado pelo Brasil, arguto pensador e contador de histórias, ele contesta noções convencionais sobre dependência química. Hart virá ao Brasil em 2014 para uma série de conferências. Carl Hart acaba de publicar o autobiográfico High price (Editora Harper Collins), livro que conta a história de um menino que cresceu num bairro pobre e violento de Miami, envolveu-se com toda sorte de pequenos crimes, e finalmente construiu uma carreira respeitada como neurocientista de vanguarda, cujas pesquisas polêmicas têm trazido novas luzes para a relação entre pobreza, drogas e prazer, além de denunciar o fracasso das atuais políticas na área das drogas. Você menciona em seu livro que, quando as pessoas têm alternativas atraentes nas suas vidas, não escolhem usar drogas de forma autodestrutiva, e que usuários frequentes de drogas são encontrados em todas as classes sociais, mas que a dependência é algo diverso. No caso do crack, por exemplo, apenas um pequeno percentual dos usuários se comporta de forma perturbadora, o que indica que não é uma determinada propriedade dessa droga que é o problema. O problema é o indivíduo que está usando a droga, sua condição pessoal, social e seu meio ambiente. Eu trabalho com dependentes de drogas num ambiente de laboratório onde eles ficam por seis a sete semanas. Os participantes dessas experiências são predominantemente negros, hispânicos e pobres e o que estamos investigando é o seguinte: podemos fazer com que essas pessoas escolham outras coisas que possam ter significado para elas, outras opções que não as drogas? Muita gente acha que isto é impossível, mas o resultado é que as pessoas, nas nossas experiências, acabam escolhendo outras coisas de vales para compra de todo tipo de mercadoria a dinheiro vivo. Se podemos fazer com seres humanos, num laboratório, porque não podemos fazer na vida lá fora? Se você não tiver disposição para tentar descobrir o que funciona com cada indivíduo é melhor desistir. O que você acha da hipótese de que quem faz uso abusivo de drogas não tem força de vontade ou caráter? Não há qualquer evidência científica que comprove isso. Outra coisa muito comum é dizer que o problema é genético, e para isto também não existe evidência científica. Há pessoas que são dependentes de drogas por causa de uma série de problemas psiquiátricos: depressão, ansiedade, esquizofrenia, etc. e esses problemas precisam ser tratados para se resolver a questão da dependência desta ou daquela droga. Mas a maioria das pessoas que tem problemas com drogas carece de toda sorte de habilidades para lidar com sua vida diária. E isto pode acontecer com os ricos também. São pessoas às quais não foram ensinadas algumas das mais básicas habilidades para lidar com o seu cotidiano como, simplesmente, ter responsabilidade. A verdade é que É uma pergunta difícil porque em geral os cientistas são pouco articulados. Estamos todos procurando encontrar as pequenas peças do quebra-cabeças e algumas vezes simplesmente não conseguimos nos fazer entender. Vou dar um exemplo: se você é um cientista, trabalhando com drogas nos laboratórios, os políticos vão querer saber quais os efeitos negativos das drogas. Ora, muitos desses cientistas na verdade desconhecem as complexidades da condição humana. É preciso que os cientistas que falam com legisladores tenham estudado drogas a partir de uma perspectiva muito ampla os aspectos sociais, a neurociência, os efeitos positivos das drogas versus os efeitos negativos e, em geral, os cientistas não possuem esta visão mais abrangente. Qual é a sua estratégia para se fazer ouvir? Para falar como um cientista você precisa ter credibilidade e isto se adquire publicando regulamente. Como os legisladores estão sempre temerosos de qualquer coisa que possa significar um risco político em potencial, o melhor é sempre falar para o público. Falar em organizações locais, em igrejas, em eventos públicos. Até em nightclubs eu já falei. E você precisa escrever artigos de opinião nos jornais e escrever cartas ao editor. Você tem que ir aonde a ação acontece. Quando as pessoas estão convencidas, os políticos acompanham. Mas os políticos não vão liderar este processo. Mesmo quando eles fazem leis mais duras, estão respondendo a seus eleitores. Assim, como cientistas que querem provocar mudanças, precisamos encontrar quem são esses eleitores e falar para eles. Precisamos ensinar às pessoas e elas exigirão as mudanças que os políticos farão. Como o apoio financeiro para pesquisas na sua área funciona e como você se relaciona com os órgãos governamentais como o Instituto Nacional de Saúde (NIH, na sigla em inglês) e o Instituto Nacional para a Dependência em Drogas (NIDA, na sigla em inglês)? O NIH é como uma instituição guarda-chuva com a missão de solucionar patologias. O NIDA é o meu instituto, que sempre financiou minhas pesquisas, mas eles estão focados nas coisas ruins que acontecem por causa das drogas. Quando eu conseguia recursos e eu não tenho tido muito sucesso recentemente eu estava procurando achar as respostas para o que fazer com os efeitos terríveis das drogas. Mas, na verdade, enquanto eu considerava estes efeitos terríveis eu me dei conta de que não estava examinando o cenário como um todo. Nas minhas pesquisas eu comecei a ver os efeitos positivos da maconha, da metanfetamina, do MDMA, do crack e da cocaína o que não quer dizer que essas drogas não possam provocar, potencialmente, efeitos negativos. Mas eu passei a reconhecer as possibilidades das anfetaminas no que diz respeito a estar mais alerta e vigilante, o que é muito importante nos casos de privação do sono ou fadiga; perceber os estimulantes como substâncias importantes para aumentar o desempenho cognitivo e o humor; e a maconha, obviamente, para diminuir dores, os efeitos da quimioterapia e como recurso importante no tratamento do estresse pós-traumático. Os cientistas brasileiros precisam lidar com o fato de que o apoio financeiro sempre privilegia intervenções relacionadas à abstinência em vez de intervenções de redução de danos. Como resolver isto? No meu caso, estou gerando meus próprios recursos para pesquisa. Além de recursos da própria universidade, falo em eventos, e a remuneração dessas palestras vai também para minhas pesquisas. Para dizer a verdade, eu me sinto culpado aceitando dinheiro pelas palestras. Minha educação foi paga com recursos dos cidadãos que pagam seus impostos e eu acredito que preciso retribuir isto. Como superar a forte influência da mentalidade arraigada do diga não às drogas tanto nas políticas como nas ações governamentais? Acreditar que se pode dizer não às drogas é uma grande estupidez, uma visão simplista e perigosa. Drogas de todo tipo sempre fizeram parte da história dos homens e eu não gostaria de viver num mundo sem drogas. Seria um mundo muito entediante, tenso, cheio de ansiedades e depressões. E é sempre bom lembrar que a maior parte das pessoas que usa drogas não abusa das drogas. Falar de um mundo livre de drogas é pura retórica política vazia. Como você avalia a questão da maconha para uso medicinal? A maconha para uso medicinal foi legalizada em 20 estados americanos e, a partir de 1 de janeiro de 2014, a maconha para uso recreacional estará legalizada nos estados de Colorado e Washington. O interesse pela maco- nha medicinal tem crescido ano a ano nos Estados Unidos. Já se provou que a maconha tem efeitos benéficos em relação a vários problemas de saúde, como a perda do apetite nos casos de Aids, ou para redução da náusea provocada pela quimioterapia. A maconha também vem sendo usada para tratamento do estresse pós-traumático com sucesso. É claro que há outros medicamentos disponíveis para tratar desses problemas, mas a maconha deveria estar incluída entre as opções possíveis. Há quem defenda a descriminalização, outros a legalização das drogas. Qual a sua posição? Eu não sou contra a legalização, mas nos Estados Unidos há tanta ignorância sobre a questão das drogas que para qualquer efeito negativo que se venha a atribuir a esta ou aquela droga sempre haverá os que dirão que é por causa da legalização. E, então, alguns dos efeitos bizarros de algumas drogas serão explorados. Eu aposto o que você quiser que logo estarão dizendo que no Colorado e em Washington, estados que legalizaram a maconha recreacional, os jovens estarão fumando mais cedo, terão problemas cognitivos e mais chances de se tornarem dependentes. Por isso tudo, eu sou a favor de caminharmos por etapas e o que podemos fazer, rapidamente, é descriminalizar. Precisamos esclarecer o público sobre todo tipo de efeitos das drogas. Depois podemos começar a falar em legalização. Fonte: JULITA LEMGRUBER – É SOCIÓLOGA

[close]

Comments

no comments yet