teste

 

Embed or link this publication

Description

teste

Popular Pages


p. 1

FACULDADE UNIDA DE SUZANO – UNISUZ CURSO DE LETRAS ROSANA DE ARAUJO SILVA – RGM 6576 CONTO A FLORESTA NEGRA SUZANO 2013

[close]

p. 2

Literatura infantil Profº Romualdo Matos A Floresta Negra Num lugar bem distante daqui, havia uma floresta encantada, era um lugar muito especial para todos os moradores daquele lugar. As crianças brincavam o dia todo, subindo em árvores, tomando banho na cachoeira, ouvindo estórias dos mais velhos, enfim tudo era encantador naquele lugar. Neste lugar existia também uma menina, seu nome Bruna. Esta menina era especial, enquanto todos brincavam e se divertiam ela ficava em um canto da floresta, sempre sozinha e muito triste. Até que um dia um menino que se chamava Antonio, observou a tristeza daquela menina e foi conversar com ela: - Oi meu nome é Antonio, e o seu? - Eu me chamo Bruna! - Bruna, nossa que nome mais lindo. Você não gosta de brincar Bruna? - Eu não posso brincar! - Por quê? - Por quê o meu padrasto é um homem muito ruim, ele mantém as minhas irmãs presas lá no escuro da floresta e me disse que se eu me divertir ou até mesmo falar com alguém ele castigrá a minha mãe e minha irmã, mas me espera ai! - Ningém fez nada, para impedir essa loucura de seu padrasto? - Ele é um homem mau, poderoso e temido por todos desta floresta, ninguém teria coragem de desafiá-lo. - Eu tenho coragem, e irei falar com seu padrastro. - Não, não faça isso! Ele é um homem terrível, e poderá te matar facilmente;

[close]

p. 3

- Não insista Bruna, eu irei e salvarei as suas irmãs e sua mãe. Amanhã bem cedo eu irei para a floresta escura e acharei sua família. Antonio acordou bem cedo como havia prometido, colocou rouoas quentes e pois-se a entrar pela floresta negra. Era muito frio o lugar onde ele iria, calçou os pés pegou algumas frutas e foi para seu desafio. Antonio estava acostumado com a tranquilidade da floresta em que vivia, onde todos erm amigos, mas quando ele chagara na floresta negra, ele até pensou em desistir pois era um lugar horrível, árvores espinhosas, animais ferozes, um silêncio muito intenso. Mas Antonio estava decidido tomou coragem e começou firmemente a caminhar na floresta negra. De repente ele se depara com uma torre, e começou a ouvir gritos. - Socorro, socorro! Aguém gritava. - Socorro, socorro! Alguém me ajude! Antonio começa a procurar de onde viam aqueles gritos e alguém diz: - Aqui em cima! Antonio olha para cima e diz: - Não se preocupe eu irei tirá-la daí. O menino tira uma corda de dentro da bolsa, coloca um gancho pede para a menina se afastar e joga a corda. A corda estava firme, o menino começa a subir, quando ele chega lá em cima ele se depara com uma linda moça, a menina era tão linda que Antonio ficou parado por tanta beleza. Mas logo focou-se em seu objetivo de salvar as irmãs e a mãe da Bruna. Todas estavam amarradas, os pés e as mãos. Antonio solta todas elas e conseguem descer, mas quando todos estão felizes e quase ao chão eis que surge o padrastro da menina Bruna. O menino começou a discutir com aquele homem ascreroso e subitamente começaram um briga muito feia. Antonio deu um golpe tão

[close]

p. 4

forte naquele homem, que o mesmo desequilibrou e caiu batendo a cabeça numa pedra; Antonio pega as irmãs, a mãe de Bruna e correm para longe daquela floresta negra, quando eles chegam a floresta encantanda, a menina Bruna começou a pular e dar muitas gargalhadas tamanha era sua alegria. Assim todos ficaram felizes para sempre.

[close]

Comments

no comments yet