Revista_benchmarking_6

 

Embed or link this publication

Description

Benchmarking, best practices, boas praticas, sustentabilidade, responsabilidade social, meio ambiente

Popular Pages


p. 1

edição 6 ­agosto a dezembro 2010 distribuição gratuíta ­ venda proibida revista benchmarking aprendendo com os detentores das melhores práticas os melhores da gestão socioambiental brasileira vozes da sustentabilidade frases exclusivas de personalidades e lideranças acontecendo os preparativos para julho sustentável do i páginas verdes agronegócios e sustentabilidade entrevista exclusiva com o dr fabio meirelles presidente da faesp/senar 3ª fibops maior e melhorconfira os resultados da mais especializada feira do setor que contou com 8 países participantes.

[close]

p. 2



[close]

p. 3

editorial editorial a 6ª edição da revista benchmarking traz uma cobertura completa da 3ª fibops ­ feira internacional para o intercâmbio das boas práticas socioambientais realizada em julho de 2010 e também apresenta o calendário 2010 do instituto mais e mais projetos organizações especializadas e reconhecidas pelos conteudos avançados na gestão de pessoas para a sustentabilidade nossos jornalistas e colaboradores apresentam um relato completo sobre o maior intercâmbio pro sustentabilidade do país com depoimentos fotos e detalhes da intensa programação especialmente preparada para promover o intercâmbio das boas práticas de sustentabilidade de 08 diferentes países em 03 dias de evento mais de 5 mil pessoas altamente especializadas e formadoras de opinião fizeram de são paulo a sede oficial das boas práticas socioambientais destaque especial para a 8ª edição do dia benchmarking compartilhar para crescer apresentando o ranking 2010 dos melhores da gestão socioambiental brasileira foram selecionadas 27empresas de 10 diferentes estados por uma comissão técnica de 15 especialistas de 06 diferentes países tão exuberante quanto os números acima são os conteúdos de extrema qualidade que preparamos para o leitor da revista benchmarking em páginas verdes tivemos o privilégio de entrevistar dr fabio meirelles presidente da federação da agricultura e pecuária do estado de são paulo que generosamente compartilha sua visão e experiência sobre práticas sustentáveis uma visão construída em décadas de atuação a frente de grandes instituições representativas apresentaremos também 04 excelentes artigos técnicos sobre temas relevantes em especial lixo responsabilidade de todos do deputado arnaldo jardim além de 08 frases surpreendentes de personalidades importantes em vozes da sustentabilidade e mais a seção acontecendo com iniciativas e ações de impacto que rolaram nos últimos meses para finalizar não deixe de conferir as atividades programadas para 2011 em agende-se tome nota e participe boa leitura marilena lino de almeida lavorato coordenadora do programa benchmarking e editora da revista benchmarking expediente revista benchmarking ­ aprendendo com os detentores das melhores praticas conselho editorial marilena lino de almeida lavorato programa benchmarking ambiental brasileiro e alberto augusto perazzo fides fundação instituto de desenvolvimento empresarial e social jornalista responsável gabriela machado colaboradores desta edição em artigos técnicos valdir campos arnaldo jardim claudio s edilson d e rodrigo s fotos da capa henrique mendes projeto gráfico one star .com gestor web henrique mendes produção executiva mais projetos impressão edelbra gráfica eletrônica www.maisprojetos.com.br/benchbrasil/revista contatos redação redacao@maisprojetos.com.br comercial comercial@maisprojetos.com.br a revista benchmarking não se responsabiliza pelos conceitos e opiniões emitidos em artigos e frases assinadas a reprodução no todo ou em parte de suas matérias só é permitida desde que citada a fonte a revista benchmarking é um periódico quadrimestral gratuito da mais projetos gestão e capacitação socioambiental

[close]

p. 4

r evista sumÁrio benchmarking aprendendo com os detentores das melhores práticas páginas verdes entrevista exclusiva com fábio meirelles presidente do sistema faesp senar-ar -sp 5 10 13 19 20 24 27 29 40 42 matéria de capa 3ª fibops trajetória os melhores da gestão socioambiental brasileira feira e congresso internacional pró-sustentabilidade entrevista com joão amorim diretor do filme 2012 time for change galeria vozes da sustentabilidade entrevista o pensamento de nossas principais lideranças marcio amazonas responsável pela operação da plastic technologies inc depoimentos relatos dos participantes da 3ª fibops e 8º benchmarking artigos técnicos acontecendo agende-se tributo verde benchmarking industrial lixo responsabilidade de todos sustentabilidade o princípio da lógica e coerência detalhes sobre encontros técnicos 2011 e lançamento do livro benchmais 2 calendário mais 2011 edição 6 ­ julho a novembro de 2010

[close]

p. 5

dr fÁbio meirelles por gabriela machado o desconhecimento conduz os desavisados a oporem a produção agrícola e pecuária à defesa do meio ambiente dr fábio meirelles compartilha na revista benchmarking sua vasta experiência junto ao setor agropecuário e fala sobre a importância das práticas sustentáveis no presente e futuro do país a seguir antes da entrevista uma amostra de sua extensa experiência profissional fábio meirelles é presidente da federação da agricultura e pecuária do estado de são paulo implantou e preside o conselho administrativo do serviço nacional de aprendizagem rural administração regional do estado de são paulo senar-ar/sp e o fundo de desenvolvimento da pecuária do estado de são paulo fundepec foi durante muitos anos 1º vice presidente e posteriormente presidente da confederação de agricultura e pecuária do brasil cna esteve na administração central do conselho deliberativo do serviço nacional de aprendizagem rural senar e do conselho deliberativo do serviço de apoio às micro e pequenas empresas de são paulo sebrae-sp atualmente os setores agrícola e pecuário são diretamente associados à utilização de recursos naturais e à manutenção da cultura social no campo de acordo com sua experiência porque é urgente administrar o setor agrícola a partir de uma visão sistêmica de orientação porque produzir alimentos é uma atividade árdua ­ a agropecuária é uma indústria a céu aberto que condicionada por fenômenos climáticos e biológicos que transcendem a capacidade de gestão dos agricultores o que requer além de dedicação vocação e eficiência políticas públicas voltadas à produção em economia de mercado e em equilíbrio com o meio ambiente de maneira a proporcionar a verdadeira sustentabilidade dos trabalhadores produtores e de suas famílias garantindo-lhes renda e segurança o brasil é um exemplo de competência capacidade não só de produzir com produtividade e qualidade mas também como exemplo de nação que soube contornar as dificuldades e se consolidar como a mais importante agricultura do mundo a tropical a dimensão do agronegócio envolve as indústrias de insumos a produção primária as agroindústrias os transportes a distribuição e o varejo até chegar ao consumidor final que se beneficia do alimento de qualidade e baixo custo portanto imprescindível é conciliar os interesses dos elos que compõem as cadeias para garantir estabilidade de crescimento da produção e segurança alimentar no entanto o alcance dessa meta depende de políticas públicas adequadas sobretudo nas áreas ambiental fiscal monetária trabalhista industrial e externa entrevista fábio meirelles é presidente do sistema faesp senar-ar -sp 5

[close]

p. 6

dentro deste contexto como definiria o estágio do modelo de gestão do setor agropecuário a conversão do modelo de gestão calcado no controle do estado intervencionista para um modelo com presença mínima do estado onde este exerça o papel de regulador disciplinador das regras da economia de mercado não foi completamente concluído a transição foi muito rápida e o estado não teve mobilidade para acompanhar essa mudança por isso o setor agropecuário carece ainda de políticas públicas e instrumentos que estabilizem os choques aos quais o setor está sujeito a política agrícola deve resgatar sua identidade tornando-se de fato uma guardiã da renda no campo É necessário reformar a política agrícola brasileira principalmente em relação aos mecanismos de financiamento da produção seguro agropecuário garantia de preços e renda com estabilidade e adequado nível de renda desaparecerão os problemas de endividamento os produtores rurais investirão em tecnologia gerarão empregos e produzirão alimentos mais baratos para o consumidor em ano eleitoral qual a perspectiva de um cenário político favorável à criação do seguro de renda agrícola que subvencione riscos climáticos e queda de preços citado pelo senhor como necessários no rumo a uma agricultura de alto nível logicamente dependendo de quem forem os próximos presidente e governador poderemos ter políticas de maior ou menor estímulo ao setor um importante passo foi dado com a aprovação da lei complementar nº 137/10 que cria cobertura suplementar aos riscos de seguro rural mas o ponto de ressalva é que a efetivação do novo fundo que contará com a participação da união como cotista depende de regulamentação complementar o que com a proximidade das eleições ficará a cargo do próximo governo reiterando a importância de nossas escolhas e de nosso voto além disso convém destacar que o seguro rural carece ainda de muitos ajustes pois ele é oneroso e pouco efetivo para os produtores no que se refere à proteção da produção mesmo diante do programa de subvenção ao prêmio de qualquer modo o novo fundo abre uma nova perspectiva para o aprimoramento do seguro rural no brasil e cremos que o momento atual é positivo para desenvolvermos um seguro de renda na próxima legislatura o homem do campo está informado e alinhado com as demandas socioambientais o desconhecimento da importância e grandiosidade do setor agropecuário conduz os desavisados a oporem a produção agrícola e pecuária à defesa do meio ambiente entretanto a questão da sustentabilidade não somente está presente no dia-a-dia do setor rural como é condição sine qua non de competitividade e permanência do homem do campo na atividade agropecuária os produtores rurais sabem da importância de produzir de modo sustentável pois sem rentabilidade equilíbrio ambiental e responsabilidade social não é possível desenvolver uma atividade econômica duradoura na prática os produtores rurais são os maiores interessados em preservar o meio ambiente pois é dali que eles retiram seu sustento seu alimento e sua renda com a comercialização dos produtos a dimensão do agronegócio envolve as indústrias de insumos a produção primária as agroindústrias os transportes a distribuição e o varejo até chegar ao consumidor final que se beneficia do alimento de qualidade e baixo custo entrevista fábio meirelles é presidente do sistema faesp senar-ar -sp 6

[close]

p. 7

como a faesp vê as perspectivas econômicas das crescentes redes e propriedades agrícolas de cultivos orgânicos no país cada vez mais a economia transforma-se em uma economia de rede de integração e cooperação de cadeia ou filière a coordenação dos elos que compõem as cadeias produtivas senão a própria integração e cooperação é um processo crescente que reflete a tendência de buscar ganhos de escala e eficiência balizados pelas demandas e exigências dos consumidores as práticas agrícolas e tecnologias utilizadas no brasil vêm privilegiando o uso mais racional dos recursos naturais o cultivo de orgânicos cresce na medida em que os consumidores demandam produtos com certificação sem resíduos químicos cultivados em processo de produção sustentável a taxa de crescimento da produção orgânica é significativa mostrando que há uma tendência de expansão desse mercado que por enquanto ainda é um nicho mas a produção orgânica é parte da agricultura e como tal representa mais uma oportunidade de negócio para os produtores capaz de gerar renda empregos e produtos saudáveis para população acreditamos no crescimento da produção de orgânicos tanto é que o senar-ar/sp oferta cursos de capacitação nessa área a mais de seis anos quais os reflexos benéficos no setor agrícola causados pelo fomento de ações como a formação profissional rural organizado pelo senar por mais que a tecnologia avance e se incorpore no processo produtivo em última instância são os produtores e trabalhadores rurais os grandes responsáveis pela transformação dos insumos em alimentos fibras e energia além disso o processo produtivo e a geração de tecnologias mais modernas exigem o aprendizado e a qualificação contínua para se alcançar ganhos de produtividade eficiência e adequado manejo dos recursos naturais portanto a capacitação do homem do campo por meio de cursos de formação profissional é um instrumento absolutamente essencial para desenvolvimento da nossa agropecuária é por meio deles que incentivamos o aprimoramento dos sistemas produtivos gerando mais bem-estar na zona rural e nas cidades o senar ar/sp ultrapassará os 2.500.000 dois milhões e quinhentos mil de homens e mulheres capacitados em atividades agrícolas com certificado de aprimoramento técnico de mão de obra qual a importância da articulação dos sindicatos rurais com a faesp as atividades agropecuárias se dão na área rural o que equivale a dizer que elas são dispersas nesse país de dimensões continentais além disso o estilo de vida urbano tende a reduzir o reconhecimento da importância do setor rural na economia e política nacional por esses motivos é fundamental para a agropecuária nacional manter uma estrutura de representação forte e organizada capaz de fazer a interlocução com os poderes legislativo e executivo apresentando as demandas e propostas de política necessárias para o fortalecimento do setor a articulação da faesp com seus sindicatos permite transmitir informações e conhecimento para que os produtores gerenciem melhor suas atividades essa interação por outro lado possibilita-nos identificar as dificuldades do setor construir propostas e políticas assim como implementar ações para contornar os obstáculos e impulsionar a agropecuária que é e continuará sendo ainda por muito tempo um dos pilares de crescimento da economia brasileira dr fábio em lançamento do policiamento integrado que visa levar maior segurança do campo entrevista fábio meirelles é presidente do sistema faesp senar-ar -sp 7

[close]

p. 8

como vem sendo manejado o impacto nas relações de trabalho trazido pela recente proibição das queimadas seguida pela crescente mecanização nos cultivos de biocombustíveis se por um lado o número de empregos vem diminuindo por outro novas oportunidades de trabalho mais qualificado e melhor remunerado são criadas a substituição da colheita manual da cana-de-açúcar pela mecanizada tem reduzido postos de trabalho mas a mecanização por outro lado exige a contratação de operadores de colheitadeiras carretas e outras máquinas uma colheitadeira substitui o trabalho de 90 cortadores de cana e no estado de são paulo mais de 50 da colheita já é mecanizada a faesp e o senar-ar/sp vêm enfrentando essa situação com pragmatismo pois o que precisamos é manter o nível de qualificação dos trabalhadores para que eles se recoloquem em outras atividades produtivas essa iniciativa se soma a outros esforços do sistema faesp/senarar/sp para diversificar a matriz produtiva no estado pois nossos estudos indicam que quanto maior o grau de diversificação produtiva na agricultura maior o nível de desenvolvimento socioeconômico regional em conclusão a tecnologia e o ambiente de negócio estão em constante mutação e dessa forma precisamos permanentemente qualificar as pessoas e estimular novas oportunidades de negócio e trabalho alunos no stand do sebrae em feira de responsabilidade social sua formação acadêmica nas áreas jurídicas e sociais inclusive com doutorado pela international solidarity center of new york dá condição privilegiada para refletir sobre os princípios da sustentabilidade que prega a harmonização entre os pilares econômico social e ambiental dentro deste contexto qual sua visão sobre o futuro da humanidade a existência humana depende da utilização dos recursos naturais e por sua vez do equilíbrio do meio ambiente não por acaso o conceito de sustentabilidade reflete a busca pela perpetuação da nossa espécie ­ a reprodução social ­ por meio do desenvolvimento socioeconômico em plena harmonia com o meio ambiente assim sendo para de fato transformarmos a sustentabilidade em catalisador do progresso e do desenvolvimento é preciso utilizar adequadamente os recursos privilegiando o uso da energia renovável reciclando matérias-primas e o mais importante educando a população e disseminando a cultura da sustentabilidade o futuro da humanidade depende da inserção do conceito de sustentabilidade no âmbito de todas as atividades que desenvolvemos ainda sobre sustentabilidade acredita ser possível a adoção de práticas que nos levem a um novo formato de economia menos predador e mais solidário sim e no campo essa evolução já vem ocorrendo há muito tempo haja vista que a expansão da produção agrícola brasileira tem se calcado no incremento da produtividade e não da área cultivada nas últimas 20 safras a produtividade de grãos cresceu à taxa de 3,6 ao ano isso significa que as práticas agrícolas e tecnologias utilizadas no brasil vêm privilegiando o uso mais racional dos recursos naturais comprovado pelo crescente uso de insumos e máquinas de melhor qualidade plantio direto energia limpa técnicas de manejo e conservação do solo agricultura de precisão cultivo rotacionado e consorciação adubação orgânica manejo integrado de pragas e doenças integração lavourapecuária adoção de programas de certificação e de boas práticas de produção tratamento de efluentes e uso racional da água etc finalmente podemos afirmar que a melhor contribuição entre outras aqui mencionadas é o aprimoramento do saber das necessidades de uma adequada política ambiental lembrando-se que o notável desenvolvimento técnico deve somar-se de forma positiva às necessidades econômicas e sociais das populações entrevista fábio meirelles é presidente do sistema faesp senar-ar -sp 8

[close]

p. 9



[close]

p. 10

8 diao foto da 8ª edição do ranking benchmarking compartilhar para dia 29 de julho no centro de convenções frei caneca em são paulo aconteceu a oitava edição do dia benchmarking compartilhar para crescer arte conteúdo reconhecimento e comemoração marcaram o dia dos gestores e empresas rankeadas o ranking 2010 dos melhores da gestão socioambiental brasileira foi aberto com o descontraído road show da sustentabilidade preparado pelos conferencistas leila navarro âncora da rádio mundial e o espanhol o quem é quem da gestão socioambiental brasileira josé maria gazalla doutor em ciências econômicas e empresariais pela universidade autônoma de madrid nesse ano o selo benchmarking de sustentabilidade socioambiental aprovou 27 cases empresariais entre 93 inscritos para posicionamento no ranking o resultado foi obtido a partir do trabalho de análise da comissão técnica especialista composta de 15 jurados vindos de 6 diferentes países crescer 10 benchmarking

[close]

p. 11

foto da 2ª edição da fibops os cases escolhidos para posicionar o ranking foram julgados em 07 quesitos técnicos fundamentais ao entendimento aprovação e transferência do conhecimento aplicado tivemos entre os rankeados cases de 10 diferentes estados da federação as empresas rankeadas foram aquelas que apresentaram excelência em suas práticas internas e com a comunidade confirmando evidências do compromisso com os princípios da sustentabilidade no sentido mais amplo da expressão a apresentação do ranking como em 2009 foi feita pela apresentadora e atriz laura wie para a entrega do prêmio aos dois primeiros colocados esteve presente o deputado federal ricardo franco montoro integrante do conselho consultivo do cebops ­ compromisso empresarial pelas boas práticas do instituto mais e ex-presidente da uniÁgua o maior banco digital de boas práticas pro-sustentabilidade do país as práticas colocadas no ranking se transformam em um livro de publicação quadrienal que é distribuído gratuitamente a universidades instituições representativas e mídias especializadas apoiadoras funcionando como fonte de investigação e consulta a empresa sama minerações associados atingiu a maior pontuação com o case programa sambaíba artesanatos através do projeto a mineradora facilita o curso artesão mineral artístico a integrantes de baixa renda da comunidade local que desenvolve temas como tecnologia das rochas minerais lapidação de rochas e peças decorativas legislação ambiental controle de resíduos meio-ambiente higiene e segurança do trabalho o wall-mart obteve a segunda maior pontuação do ranking pela segunda vez consecutiva agora com o case sustentabilidade de ponta a ponta o projeto consistiu em desenvolver parcerias com fornecedores importantes para otimizar o gasto de matéria prima utilizada na confecção de embalagens e reduzir o uso de energia e água durante estes processos a terceira maior pontuação ficou com a duke energy com o case restauração de mata ciliar programa de promoção florestal a entrega dos troféus e certificados aos demais participantes foi feita por conferencistas internacionais representantes da mídia especializada e autoridades presentes o programa benchmarking acumula o maior banco digital de boas práticas em sustentabilidade do país o programa já selecionou 198 práticas de 125 instituições desde sua primeira edição em 2003 e contou com mais de 100 apoiadores institucionais até o momento a comissão técnica confirma um caráter versátil e internacional contabilizando até o momento 93 especialistas de 12 diferentes países a revista benchmarking se consolida como veículo altamente especializado em conteúdos avançados para a gestão da sustentabilidade em organizações e principal comunicadora dos resultados do calendário cebops compromisso empresarial pelas boas práticas socioambientais do qual fibops e programa benchmarking fazem parte para concorrer ao ranking benchmarking 2011 as empresas e instituições devem inscrever seus cases até 30 de maio de 2011 no site www.benchmarkingbrasil.com.br benchmarking 11

[close]

p. 12

empresas e instituições reconhecidas como detentoras das melhores práticas de sustentabilidade lugar 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º empresa sama minerações associadas walmart brasil duke energy souza c ruz neoenergia c abanellos schuh advogados associados firmenich rio paracatu mineração c onstrutora andrade gutierrez case programa sambaíba artesanatos em rocha estéril de serpentinito e fibra de bananeira sustentabilidade de ponta a ponta restauração de mata c iliar programa de promoção florestal otimização na gestão de resíduos sólidos projeto energia verde ­ projeto de incentivo para eficientização energética residencial e c onscientização tecnologia aplicada ao direito resultados positivos para o meio ambiente produção mais limpa evolução adequação e resultados do programa de educação ambiental preservação do habitat natural de baleias francas por meio de metodologia c onstrutiva inovadora e sustentável uf go sp sp mg ba rs sp mg sp sp sp sc sp mg sp es rj sp ma sp ba rs pi sp sp rj sp moto honda da amazônia motocicleta bicombustível eucatex c elulose irani c arbocloro indústrias químicas arcelormittal brasil edp energias do brasil arcelormittal tubarão instituto embratel 21 banco bradesco c asa da natureza programa de educação ambiental programa fábrica aberta programa de sustentabilidade letras de luz programa novos c aminhos tecnologia a serviço da educação ambiental processo sustentável de gestão e destinação de resíduos tecnológicos c onsórcio de alumínio do recuperação de manguezal em Área portuária maranhão ­ alumar agc o valtra do brasil braskem agc o do brasil suzano papel e c elulose souza c ruz pepsic o do brasil llx açu operações pepsic o do brasil programa de educação ambiental unidade de reuso e reciclo da unib-ba gestão c orporativa de meio ambiente segurança e saúde ocupacional matriz de desempenho social m.d.s c arta aos varejistas ­ ampliação do retorno de caixas de papelão junto aos varejistas promoção da c onscientização ambiental por meio de calculadoras de impacto c enário da situação educacional das comunidades pesqueiras de são joão da barra programa de sustentabilidade para fornecedores benchmarking 12

[close]

p. 13

fibops dos dias 27 a 29 de julho o centro de convenções frei caneca recebeu em são paulo mais de 5 mil visitantes para a 3ª fibops a feira tem como principal objetivo reunir produtos práticas e inovações pro-sustentabiliade dos três setores da economia governo ongs e empresas publicas e privadas para o intercâmbio de tendencias epro moção de negócios nesse ano a fibops apresentou um conceito aprimorado de comunicação reunindo quatro distintas agendas para expor os produtos e conteúdos além disso neutralizou suas emissões relativas a gastos com energia elétrica através do sistema de compra de créditos de carbono durante os dois primeiros dias foi realizado o 1º cibops congresso internacional para a discussão de tendências corporativas em práticas sustentáveis direcionado aos visitantes inscritos na área externa ao congresso duas salas técnicas disponibilizaram palestras abertas e gratuítas com temas gerenciais enquanto no pátio de exposições foram divulgados produtos e práticas socioambientais em diversos estágios produtos em escala artesanal em fase de laboratório e já em produção industrial em relação as práticas inovadoras a ilha benchmarking apresentou 27 empresas selecionadas para integrar o ranking 2010 dos melhores da gestão socioambiental brasileira 3º ano o maior intercâmbio internacional pro sustentabilidade do país para fechar com chave de ouro a 3ª fibops em 29 de julho aconteceu o dia benchmarking compartilhar para crescer fechado para o público corporativo o dia benchmarking teve programação especial que envolveu seminário e solenidade no seminário benchmarking o publico assistiu as apresentações dos cases selecionados em ordem alfabética pelos seus gestores e na solenidade benchmarking em um ambiente mais descontraído e glamouroso conheceu a classificação no ranking das empresas reconhecidas como detentoras das melhores práticas de sustentabilidade a solenidade foi aberta com uma atração cultural seguida da entrega dos troféus e certificados aos fotos da 3ª edição da fibops fibops 13 fotos da 3ª edição da fibops

[close]

p. 14

representantes das empresas premiadas ao final um coquetel de confraternização encerrou o evento o ranking benchmarking da edição 2010 reuniu 27 cases escolhidos com base no nível de desempenho das empresas em critérios ligados a gestão de sustentabilidade participação dos envolvidos potencial de replicabilidade continuidade e resultados dominique bidou foi presidente da hqe associação para a alta qualidade ambiental na construção e o diretor de produtos da embratur marcelo pedroso os conteúdos apresentados estiveram relacionados a tendências corporativas especializadas como a mitigação do impacto contaminante do agronegócio brasileiro e o surgimento de infra-estruturas eficientes de turismo direcionadas aos eventos da copa do mundo 2014 e olimpíadas 2016 com uma orientação voltada a aspectos conceituais e participativos as salas técnicas receberam consultores e pesquisadores brasileiros atuantes em gestão da sustentabilidade em palestras e oficinas de 60 minutos foram discutidos temas sobre saúde sustentável que apresentou o projeto trabalhador saudável paciente vivo agricultura orgânica com o exemplo da fazenda yamaguchi no interior de são paulo arquitetura sustentável consumo consciente produção mais limpa entre outros 1ª cibops ­ congresso internacional de boas práticas socioambientais conteúdo por quem tem experiência Âncoras e especialistas debatem temas criticos e tendencias corporativas para realizar a cerimônia de abertura do i cibops foram convidados o secretário de extrativismo e desenvolvimento rural sustentável do ministério do meio ambiente dr egon krakhecke e também o dr alberto augusto perazzo presidente do conselho de curadores da fides fundação instituto de desenvolvimento empresarial e social o congresso apresentou 20 palestrantes de 8 países frança inglaterra holanda usa australia espanha uruguai e brasil que participaram de 9 diferentes painéis com foco em sustentabilidade inovações tecnológicas emissões energia e economia moda beleza saúde e consumo agronegócios e logística arquitetura e construção saneamento e serviços ambientais ti verde transporte e turismo e benchmarking internacional intercâmbio de cases entre países entre os destaques do congresso estiveram o presidente da confederação da agricultura e pecuária do brasil fabio de salles meirelles o francês no pátio de exposições os stands apresentaram iniciativas de serviços especializados e produtos inovadores em escalas artesanal e industrial esse contraste é significativo dentro do paradigma ambiental já que a produção massiva na última década se tornou sinônimo de contaminação e baixa qualidade em diversos casos nesse sentido a produção artesanal volta a representar otimização de recursos e qualidade enquanto a produção em larga escala procura inovar em tecnologia limpa e gestionar melhores relações de produção para atender demandas do mercado consciente inovações por um cotidiano menos impactante no pátio da fibops o primeiro modelo de moto bicombustível do mundo foi exposto pela honda que além da alternativa a um diferente rendimento com o combustível álcool desenvolveu um novo catalisador que mitiga com mais eficiência as emissões poluentes a general wings expôs benefícios na questão de emissões e economia de energia com a bicicleta elétrica urbana as boas práticas do campo foram demonstradas pelo sistema faesp/senar e iniciativas de empreendedorismo sustentável pelo sebrae sp fibops 14

[close]

p. 15

também chamou atenção do publico os produtos naturais da amazonia com inovações e variedades em alimentos orgânicos o carro elétrico e o carrinho para catadores também elétrico da itaipu e as boas práticas pro-sustentabilidade da firmenich no âmbito artesanal a artista consuelo matroni desenvolveu peças de moda com o apoio do instituto ecocerto que permaneceram em exibição durante a feira as peças que compunham as roupas foram fabricadas a partir de embalagens de produtos de limpeza e shampoos as criações foram exibidas em um desfile com modelos no auditório houve também a exposição de pequenos móveis e objetos feitos com papelão e coadores de café além de pingentes artísticos para colares talhados em fundos de latas de alumínio e quadros de arte feitos a partir da colagem de folhas de revistas e jornais a fibops incentivou intervenções culturais recebeu grupos teatrais e uma filosófica esquete com a representação de ghandi discorrendo sobre a conduta humana e o ambiente natural fibops em números o objetivo central da fibops é alavancar as inovações tecnológicas e gerenciais de produtos e práticas prósustentabilidade do brasil e de outros países de forma a gerar negócios e viabilizar projetos em sua terceira edição apresentou o seguinte desempenho público visitante embora o tema seja transversal e seu significado de interesse difuso o público alvo da fibops é composto por especialistas pesquisadores jornalistas ambientalistas estudantes empreendedores lideranças publicas acadêmicas e privadas autoridades e personalidades atuantes nos 03 setores da economia um público altamente qualificado e formador de opinião que é atraído pelo conteúdo e inovação da iniciativa e que a cada ano se diversifica mais quanto à região de origem a fibops é uma referência em conteúdos avançados e é reconhecida como o maior intercâmbio prósustentabilidade do país nesta edição recebemos mais de 5.000 visitantes sendo que cerca de 90 do público presente possui ensino superior completo e/ou alguma especialização mídia presente a fibops por se tratar de um evento que debate questões atuais e de interesse coletivo recebe ampla cobertura da mídia na última edição foram identificadas mais de 220 citações clipping eletrônico estiveram presentes 17 revistas especializadas sendo que 5 fizeram a cobertura do evento 5 diferentes jornais do ramo 15 programas de tv sendo 3 matérias veiculadas em tvs abertas bandeirantes rede vida e record news entrevistas em radios mundial imprensa e eldorado além de spots e cobertura da rádio oficial do evento a eldorado expositores as inovações tecnológicas e as boas práticas dos expositores foram apresentadas ao público em stands funcionais e personalizados todos os stands foram entregues montados e com selo de neutralização das emissões geradas além de mobília e tv de plasma para atendimento e relacionamento da empresa com os públicos de interesse no pátio tivemos empresas e instituições apresentando inovações e produtos e também a programação cultural com atividades artísticas e artesanais foram ao todo 55 expositores de diversos estados do brasil registrando um crescimento contínuo médio de 96 ao ano fibops 15

[close]

Comments

no comments yet