Animais e plantas citados pelo grande guerreiro Saru

 

Embed or link this publication

Description

O presente trabalho foi desenvolvido dentro do Projeto de Leitura do livro “ Saru , o guerreiro da floresta ” realizado na EBM Maria Conceição Nunes, no ano de 2013.

Popular Pages


p. 1

Animais e plantas citados pelo grande guerreiro Saru Em suas aventuras, Saru fala de muitos animais e, também da flora, que ele conheceu, ouviu falar, enfrentou ou usou para se alimentar. Que tal conhecermos eles??? Projeto de Leitura interdisciplinar

[close]

p. 2

S285a Scariot, Lidiane Ângela, Animais e plantas citados pelo grande guerreiro Saru / Lidiane Ângela Scariot, Maria de Fátima Pereira Andrade, Estudantes dos sextos anos da Escola Básica Municipal Maria Conceição Nunes. Florianópolis : Escola Básica Municipal Maria Conceição Nunes , 2013. 58 p.: il. color. Projeto interdisciplinar realizado com os estudantes dos sextos anos: Saru na EBM Maria Conceição Nunes. 1.Literatura infanto-juvenil. 2 Fauna e flora de Florianópolis. Scariot, Lidiane Ângela. II. Andrade, Maria de Fátima Pereira I. CDD: 808.899283 Ficha Catalográfica elaborada por Cássia Regina Batista, Bibliotecária CRB 14/1343.

[close]

p. 3

Apresentação O presente trabalho foi desenvolvido dentro do Projeto de Leitura realizado na EBM Maria Conceição Nunes, no ano de 2013. Este trabalho é interdisciplinar e envolveu disciplinas como: Português, Ciências, Geografia, Educação Física, Artes, a Biblioteca e a Sala Informatizada da Escola, entre outros. O mesmo foi desenvolvido com 5 turmas de 6º anos, após a Escola adquirir 40 exemplares do livro “Saru, o guerreiro da floresta”, de Maurício E. Graipel. Os alunos realizaram a leitura e diversas atividades, tais como: cartazes, relatórios, animação, pesquisa, construção de um livro digital e físico sobre os animais e plantas citados, mapas de localização, roteiros, gráficos, histórias à semelhança do livro, entre outros... Além de uma saída de estudos para alguns dos lugares por onde o personagem principal do livro “Saru, o guerreiro da floresta” passou: Lagoa da Conceição, Praia e Lagoa do Peri. Visitou, também, o Projeto Lontras, onde os alunos puderam entrar em contato com iraras e lontras. A saída também objetivou conhecer os ecossistemas da Ilha e vivenciar a história do livro. Florianópolis, 04 de outubro de 2013.

[close]

p. 4

Equipe Produção Lidiane Â. Scariot Maria de Fátima P. Andrade Estudantes do 6º ano Estudantes Turma 60: Turma 61: Turma 62: Turma 63: Turma 64: Bruna Mathias Bruna Borges Alexandre Santos Alan Oliveira Adrian Riffel Chrystian da Silva André Gonçalves Netto A. Cailan Nascimento Araceli de Oliveira Daniel Lucas Douglas Piccoli Eduarda Alano Ayecan Cardozo Daniela Custódio Catarina Aliberti Eliton Queiroz Bruna da Luz Deonísio Rodrigues Gabriela Leitzke Daniel Cabral Coordenação Evandro Guarda Filho Carla dos Santos Eduardo Fernandes Guilherme Pereira Felipe da Silva Lidiane Â. Scariot Henrique Matheus Evelyn Pereira Dariane Seemann Erica Gonçalves Flávia Maia Iasmin Senabio Gabriely Fernandes Felipe Oliveira Erika de Morais Gabriel Batista Maria de Fátima P. Andrade Isabela Senabio Gisele Poncio Gabriella Jung Felipe Chiapetta Jéssica Pereira L. Isadora Senabio Guilherme Silva Giovanna Paiva Giovani da Rocha João Nunes Professores participantes Iuri da Silva Gustavo Silva Guilherme da Silveira João Freitas João da Silva Bárbara S. Garcia - EFS João Araújo Jonathan Machado Ian Matias João dos Anjos Karen Vicentini Cássia R. Batista - Bibliotecária João Leitzke Kalil Rodrigues Iohana Garcia Juliano da Silva Ketlin Costa Cátia F. E. Guimarães – Lab. CIE Maria E. da Silva Karen Almeida Isabele Gonçalves Júlio Rodrigues Kevin Trevisiol Filipe Maciel - GEO Mariane Muller Ketlin Santos Isabella da Silveira Júlio dos Santos Leandro Miguel Mateus Pereira Laura Souto Jean Wendt Karine dos Santos Lucas da Silva Jaqueline R. Ramos - GEO Nathália Lopes Leandro Liz Jeniffer Damas Kelly C. C. Xavier Luiz da Silva B. J. Lidiane Â. Scariot - CIE Leonardo Makowiecky Kathlyn Kell Maria E. de Oliveira Natielle Amorim Matheus Fernandes Maria Clara D. da Cruz - POR Nicolly Rosa Lis Senabio Kátia Kadzerski Santiago Toson Miriã Orige Maria de Fátima P. Andrade - SI Otávio Luiz Luiz Eduardo da Silva Lisa Candido Sofia Malhão Paloma Pinheiro Ricardo M. Varela - ART Pedro Madrid Maria E. Gehlen Luhara Candido Tamires Gonzales Paola Pereira Tarcísia Lima - MTM Richard dos Santos Maria E. Antunes Luísa Nunes Tiarlim Birck Peri Luersen Equipe Pedagógica Sthefani Rodrigues T. Peterson Oliveira Matheus Chehadi Matheus dos Santos Vitor Lopes Yasmin Padilha Rafael Proencio Rafael Lima Richard Amaral Vanessa dos Santos Rosilene A. dos Anjos Taynara Emedio Rafael Borges Bianca Parayba Inay Aguiar Dora M. Z. Mussa Thalya Bosetti Suelen Schuermann Pedro Parayba Bruno Padilha Nívia Z. Dormeles Vivian Ferreira Sunshine Nicole dos Santos Marlene Backes Wagner Magalhães Suzana de Oliveira Direção Wendel Royer Victor Nestali Hugo Sperb Joice Mann Vitor Ferreira Vitor Soares Vitor Gonçalves Ano Vitória Vargas 2013 *Obs: as imagens utilizadas neste material foram retiradas da internet. Este material não possui direito autoral sobre nenhuma das imagens, exceto as indicadas.

[close]

p. 5

Capítulo I A maior de todas as batalhas 5

[close]

p. 6

Os gambás possuem de 40 a 50 cm de comprimento, mais a cauda, que chega a medir 40 cm. Têm um corpo parecido com o rato, incluindo a cabeça alongada. A cauda não tem pelos e é preênsil, ou seja, tem a capacidade de enrolar-se. As patas são curtas e têm cinco dedos com garras em cada mão. São onívoros, não vivem em grupos e só saem à noite. Habitam florestas, regiões cultivadas e áreas urbanas em toda a Mata Atlântica e Restinga brasileira. Curiosidade...você sabia que: os gambás são marsupiais, ou seja, a fêmea possui uma bolsa – o marsúpio – onde os filhotes se desenvolvem. "Gambá" procede do termo tupi gã'bá, que significa "seio oco". Por que Saru cita ele: é o personagem principal, ele mesmo. 6

[close]

p. 7

Curiosidade...você sabia que... As Iraras adultas podem chegar a aproximadamente 1m de comprimento, têm uma cabeça pequena, pelos curtos, orelhas chatas e pequenas, associando a nós seres humanos as pernas mais compridas e o corpo alongado. Todo seu corpo tem coloração cinza ou marrom, sendo mais clara no pescoço – onde possuem uma mancha branca – e na cabeça. Comem frutos, mel e, também, ratos, aves, esquilos, entre outros, sendo assim onívora. Vivem em matas e florestas tropicais das Américas. no Brasil é conhecida também como Papa-Mel. Por que Saru cita ele: Saru chama ela de Dona Irara. É sua predadora, da qual está fugindo (8). Isabella Soares da Silveira, 61 7

[close]

p. 8

É um mamífero da mesma família da Irara (Mustelídeos). Da cabeça para baixo é preta, da cabeça para cima é marrom claro. Mede de 55 a 120 cm. Se alimenta de peixes, crustáceos, répteis e, menos frequentemente, de aves e pequenos mamíferos. Geralmente tem hábitos noturnos. A gestação é de 2 meses, nascendo de 1 a 5 filhotes Vive na Europa, Ásia, África, porção da América do Norte e ao longo de toda a América do Sul, incluindo Brasil e Argentina. Curiosidade...você sabia que... ela tem hábitos noturnos, dormindo de dia na margem do rio. Faz parte da lista de animais ameaçados de extinção, principalmente pelo alto valor da sua pele e pela depredação dos ecossistemas. Por que Saru cita ele: cita como exemplo de um animal parecido com a irara, mas que é aquática (8). Araceli J. B. de Oliveira, 61 Júlio C.B. Rodrigues, 62 Isabela N. Senabio, 63 8

[close]

p. 9

Capítulo II A grande corrida 9

[close]

p. 10

O canguru habita planícies. É natural da Austrália. Se alimenta de frutos e vegetais. Seu pelo é grosso e a cor varia de cinza escuro ou marrom. Na região do peito e da barriga possui cor creme. Pesa 80 Kg e mede de 1 a 1,4 m. Sua velocidade é de 50 Km/h. Em cada gestação nasce apenas 1 filhote. Os machos costumam lutar por uma fêmea para poder se reproduzir. Curiosidade...você sabia que... o canguru é o símbolo da Austrália Por que Saru cita ele: cita como exemplo de um animal marsupial (12). 10 Suelen Scheuermann, 61 Mariane R. Muller, 63

[close]

p. 11

Curiosidade...você sabia que... Acredita-se que esta planta, muito comum dentro da Lagoa do Peri e, que seria chamada de Piri, foi de onde surgiu o nome da Lagoa. É a planta mais comum na Lagoa. É uma planta chamada Ciperácea. Seu nome científico é Schoenoplectus californicus. Mas o nome dessa planta em nenhum outro lugar é conhecida como Peri. Então, pode ser que o nome peri dessa planta seja usado pelos moradores locais apenas na região da Lagoa do Peri. Na verdade, o nome da Lagoa do Peri é muito discutido e polêmico. Muitas pessoas pensam que o nome Peri tem origem tupi-guarani e que seria o nome de uma planta. A lagoa fica numa área que era usada por Saint Exupery (autor do livro “O pequeno príncipe”) para pousar seu avião, na década de 1930 e dizem que, cada vez que o avião de Exupery surgia nos céus da Ilha, os manés nativos diziam: “Lá vem o Zé-Peri” . Em homenagem a ele, foi batizada a dita lagoa como do Peri. Por que Saru cita ele: porque é a planta que dá nome à lagoa onde vivia Saru (15). 11

[close]

p. 12

Curiosidade...você sabia que: As figueiras também conhecidas como figo, são plantas geralmente árvores. Seu crescimento é amplo e pode atingir até 8 metros de altura. Por fornecerem alimentos a aves, símios, morcegos e outros animais dispersores de sementes, têm importância na preservação das vegetações nativas tropicais e subtropicais. Os figos caídos no solo e na água servem também de alimentos a vários outros animais, incluindo peixes e insetos. há cerca de 755 espécies de figueiras no mundo. Por que Saru cita ele: porque a toca onde Saru vivia ficava embaixo de uma enorme figueira (16). Luiz Eduardo da Silva, 60 Natielle S. Amorim, 63 12

[close]

p. 13

Capítulo III Os inimigos não tão naturais 13

[close]

p. 14

A caça é a prática de perseguir animais, geralmente de vida selvagem, por comida, entretenimento ou comércio. A caça se refere tanto à atividade ilegal quanto a regulamentada. Normalmente, as espécies que são caçadas são mamíferos ou aves. Curiosidade...você sabia que... os praticantes e defensores da prática da caça para fins esportivos, culturais ou tradicionais tendem a apoiar atitudes preservacionistas e de diminuição do dano à natureza que tal prática pode causar. Por que Saru cita ele: porque pessoas matavam gambás e outros animais, mesmo sem caçá-los para comê-los (18). Vivian C. Ferreira, 60 Pedro M. Parayba, 62 Paola Pereira, 64 14

[close]

p. 15

Com expectativa de vida entre 10 e 20 anos, o cão é um animal social que, na maioria das vezes, aceita o seu dono como chefe da matilha. Ele se alimenta de ração. Possui várias características que o tornam de grande utilidade para o homem. Possui excelente olfato e audição, é bom caçador e corredor vigoroso. Relativamente dócil e leal, inteligente e com boa capacidade de aprendizagem. Curiosidade...você sabia que: entre os cães mais famosos que viveram e marcaram sociedades estão Balto, Laika e Hachiko. Por que Saru cita ele: porque os cachorros, junto com as pessoas ou quando eram abandonados, também matavam muitos animais (18). Ketlin S. dos Santos, 60 Luísa A. Nunes, 61 15

[close]

Comments

no comments yet