Revista Comércio & Indústria - Dezembro/2008

 

Embed or link this publication

Description

Revista Comércio & Indústria - Dezembro/2008 - Ano 3 - Nº 41

Popular Pages


p. 1

Dezembro/2008 • Ano 3 - N° 41 COLÉGIO PROGRESSO 84 ANOS DE APRENDIZAGEM CARINHOSA Um dos mais eficientes estabelecimentos de ensino da região, por seu notável desempenho em mais de oito décadas, recebe da Câmara Municipal de Araraquara o Diploma de Reconhecimento Público.

[close]

p. 2



[close]

p. 3

do editor ponto de vista Valter Merlos - Presidente Ivan Roberto Peroni ESSA TAL SECURITIZAÇÃO A proposta do prefeito Edinho em negociar com o Banco do Brasil as dívidas daqueles que deixaram de pagar os impostos municipais, abriu uma polêmica na cidade entre ele e o vereador Elias Chediek, que disse ser a medida, inconstitucional. A securitização, que eles falam, é o processo de transformação de uma dívida com determinado credor (município) em dívida com compradores de títulos ou contratos originados no montante dessa dívida. Na realidade trata-se da conversão de empréstimos bancários e outros ativos em títulos para a venda a investidores que passam a ser os novos donos desta dívida. A Prefeitura de Araraquara, segundo consta, tem pelo menos R$ 40 milhões para receber de contribuintes que deixaram de pagar impostos devidos como IPTU e ISS. A proposta do prefeito era de vender as dívidas de empreendedores e contribuintes do IPTU para uma instituição bancária e todo mundo sabe que bancário não perdoa, suga até a última gota. Em contra-partida, o prefeito estaria praticando justiça para com aqueles que pagam em dia seus impostos. Em tempos difíceis no entanto, é preciso agir com bom senso para evitar problemas maiores e não causar impacto em nossa pequena economia. Pena que as dívidas dos municípios com fornecedores não podem seguir o mesmo caminho. O EMPREENDEDOR É OTIMISTA MESMO SE DEPARANDO COM GRAVES PROBLEMAS D urante o II Encontro de Empreendedores organizado pela Paulista Júnior, da Unesp, tivemos a oportunidade de proferir palestra e falar do trabalho da classe empreendedora e da importância do Projeto Empreender, instituído pela Associação Comercial, em nossa cidade. Dissemos que o empreendedor tem como característica básica o espírito criativo e pesquisador, através do qual mantém constante busca por novos caminhos e novas soluções, sempre amparado na identificação das necessidades das pessoas. Essa é então, a essência de seu sucesso: a busca de novos negócios, oportunidades e a preocupação sempre presente com a melhoria contínua. Enquanto a maioria das pessoas tende a enxergar apenas dificuldades e insucessos, o empreendedor é otimista mesmo se deparando com momentos conturbados como agora. Sempre dissemos que uma das principais características do empreendedor é a iniciativa. Ele desenvolve novas alternativas para o seu negócio, através de ações que muitos ainda não perceberam que pode dar certo. Sua grande força propulsora está em tomar ponta em uma idéia, colocar em prática um projeto com boas possibilidades de crescimento, fazendo aquilo que ninguém pensou. Mas é aconselhável que ele, quando for tomar uma iniciativa, deva ter os pés no chão e ter a percepção sobre pontos fortes e fracos do negócio. Muitas iniciativas são louváveis e altamente lucrativas, como é o caso de empreendedores que tiveram coragem para transformar sua experiência em um negócio rentável, como fez o empresário araraquarense Ademar Ramos, da Alumínio Ramos, presidente do Conselho Deliberativo da nossa Associação Comercial. Hoje, a Alumínio Ramos é uma das grandes empresas fabricantes de utensílios em alumínio, com exportações para vários países. Também temos como exemplo em nossos Distritos Industriais, empreendedores voltados para a fabricação de peças, motores, equipamentos odontológicos que são colocados no mercado nacional e internacional. Cada um tem construído ao longo dos anos uma história de muito trabalho e sucesso. Mas para que o empreendedor possa atingir os seus objetivos, precisa ter autonomia. Em qualquer processo de decisão, a autonomia deve estar presente, pois grandes idéias foram colocadas em prática graças à liberdade de execução dos empreendedores. E a modernidade industrial hoje exige isso. É quem define por si mesmo o que vai fazer e em que contexto será feito. Ao definir o que vai fazer, ele leva em conta seus sonhos, desejos, preferências e o estilo de vida que quer ter. Dessa forma, consegue dedicar-se intensamente, já que o trabalho confunde-se com o prazer. Grandes empreendedores da humanidade tiveram autonomia para realizar, como é o caso do japonês Soichiro Honda que teve uma idéia em comprar sucatas de geradores do exército para transformar em motores que seriam montados em bicicletas fabricadas por terceiros. Hoje, a Honda é líder mundial em vendas de motocicletas. O Projeto Empreender que implantamos na ACIA em parceria com a FACESP, mostra que o empreendedor nato possui auto-confiança, acredita no seu potencial e corre com vontade em busca do seu sucesso. Por essa razão, a partir do próximo ano, vamos apoiar ainda mais este projeto pois temos que valorizar a capacidade dos nossos empreendedores. capa Foto: Divulgação Progresso 84 ANOS DE PROGRESSO O ensinar não tem limites para uma instituição que tornou-se verdadeiro orgulho em nossa região. Todas as homenagens à escola são muito merecidas. EDIÇÃO N° 41 - DEZEMBRO/2008 Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Assistente Editorial: Michele Rampani Depto. Comercial: Gian Roberto - José Teodoro de Souza Sebastião Barbosa - Silmara Zanardi Designer: Bete Campos e Mário Francisco Impressão: Gráfica Bolsoni - (16) 3336 9008 A revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente em Araraquara e região INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633 COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE Marzo comunicação Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br

[close]

p. 4

A iluminação natalina na fachada das igrejas em Araraquara vem mostrando a beleza dos nossos templos e tornandose um fato importante na consolidação dos projetos das entidades parceiras. Tudo começou com a colocação de uma árvore na Praça de Santa Cruz. No ano passado, a fachada da igreja foi iluminada; neste ano, chega à Igreja de Santo Antônio. COMÉRCIO A CIDADE COM CARA DE NATAL A cada ano Araraquara vive um Natal com mais cores e alegria, tornando ainda mais bela uma das principais datas do nosso calendário. A decoração natalina que o SINCOMÉRCIO, em parceria com a ACIA e Prefeitura instala na cidade para as festas de Natal, este ano foi ampliada: inclui a avenida Padre Francisco Salles Colturato, a região do Mercado e a fachada da igreja de Santo Antonio, na Vila Xavier. A todo material usado na iluminação de 2007, foram acrescentadas outras 76 figuras, para as áreas incluídas no projeto este ano. Na praça de Santa Cruz, a decoração da igreja será diferente do ano passado e na área livre da praça, em lugar da grande árvore de Natal armada, haverá outras 14 árvores menores. Na Vila Xavier, além da decoração da fachada da igreja Santo Antonio, será instalada na rotatória da Alameda Paulista com avenida Vaz Filho, a árvore de 10 metros de altura e seis de diâmetro que no ano passado esteve na praça de Santa Cruz. Foram mantidas as diversas atrações introduzidas na campanha do ano passado, como trenzinho que conduzirá crianças em passeios pelos corredores comerciais e imediações e os 20 Papais Noéis que circularão pela cidade distribuindo 3 toneladas de balas. Também estarão em ação trupes de declamadores de poemas e trios cantores que, em sistema de rodízio, visitarão cada uma das lojas que durante o ano contribuíram para um fundo comum destinado a financiar a campanha, que este ano representará um investimento total de R$ 350 mil. A decoração começou com a árvore iluminada na Praça de Santa Cruz

[close]

p. 5

NASCE O VOCAL “SOU DA PAZ” passado apresentou-se em Araraquara, dentro da campanha “Claro que é Natal”. O sucesso das apresentações, que tiveram grande receptividade entre o público, levou Oliveira a imaginar que no Natal seguinte, a apresentação seria com um grupo vocal integrado por crianças da cidade. A idéia se concretizou com a seleção de mais de Plínio Oliveira regendo crianças e jovens no SESC 60 crianças com idade entre 7 e 16 anos, que a partir de agosto ensaiaram nos CAICs do Selmi NOVIDADE Dey e do Vale do Sol, com composições do próprio Plínio Oliveira e canções de domínio público que serão apresentadas em audição nas escadarias da igreja de Santa Cruz nos dias 8 e 9 de dezembro. A iniciativa do SINCOMÉRCIO e da ACIA mostra a preocupação com a preservação da cultura natalina e abre espaço paCom a participação de ra que crianças e jovens sejam envolvidos crianças e jovens da nossa pela responsabilidade social das entidades periferia, foi formado um e dos empresários. A cidade cria sua prógrupo vocal para gravação de pria estrutura artística para situações assim, permitindo que o Grupo Vocal um CD sob a regência de “Sou da Paz” não fique atrelado apenas às comemorações do Natal, mas também apaPlínio Oliveira, maestro dos reça em ocasiões como Dia das Mães, mais talentosos do País. Dia dos Pais, Dia dos Namorados e Dia da Criança, que são datas especiais para o coMais de 60 crianças de vários bairros mércio. da cidade, selecionadas em agosto último, e que formam o Grupo Vocal “Sou da Paz”, realizaram em novembro as gravações do CD “Claro que é Natal 2008”, alusivo à campanha de Natal que o SINCOMÉRCIO Araraquara está desenvolvendo, em conjunto com a ACIA e a Prefeitura Municipal. O grupo “Sou da Paz” originou-se numa comunidade carente de Curitiba, por iniciativa do compositor, arranjador e instrumentista Plínio Oliveira, que no ano As crianças durante a gravação do CD ATENDIMENTO ON-LINE saiba tudo sobre marcas e patentes. www.vilage.com.br

[close]

p. 6

CONGRESSO BASES PARA O FUTURO No encontro realizado em Campos do Jordão, onde tomaram parte cerca de 400 associações comerciais do nosso Estado, o presidente da ACIA, Valter Merlos, retornou otimista e com novos planos que serão aplicados em Araraquara. Empreendedorismo, associativismo, fraternidade e livre iniciativa, são palavras de incentivo que serão aplicadas de forma mais constante a partir do ano que vem pela Associação Comercial e Industrial de Araraquara, segundo seu presidente Valter Merlos, que a partir de janeiro também assume a secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico. As novas estratégias para o fortalecimento das empresas associadas à ACIA foram tiradas do Congresso Estadual da FACESP, realizado em novembro em Campos do Jordão e onde tomaram parte Valter Merlos e Joel Aranha, representantes de Araraquara. Guilherme Afif Domingos (Secretário do Trabalho), Gilberto Kassab (Prefeito de São Paulo) com os representantes da ACIA, Joel Aranha e Valter Merlos A IMPORTÂNCIA DO ENCONTRO De acordo com Merlos, o congresso é uma ótima oportunidade para o empreendedor se atualizar e buscar inovações que o mercado exige. “O ato de empreender, além de uma realização pessoal, ajuda na geração de empregos e na criação de situações favoráveis para um mundo melhor. Viver é um ato de responsabilidade. É, dessa forma que devemos assumir nossa parcela de responsabilidade no cenário local”, disse Merlos, ao secretário do Emprego e das Relações de Trabalho do Estado, Guilherme Afif Domingos. Uma das ações que deve ser implantada no ano que vem é a criação da Câmara de Mediação e Arbitragem Empresarial, com a indicação de um membro do empresariado local para negociar ou renegociar dívidas entre as pequenas empresas para evitar a transformação de pendências em ações judiciais. “Vamos criar estrutura capaz de promover esses acordos”, comentou Merlos. No evento, após ser mencionado pelo cerimonial como vice-prefeito eleito em Araraquara e ter sido apontado para assumir a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Valter Merlos foi muito cumprimentado pelos congressistas. Presidente da FACESP, Alencar Burti, na abertura do congresso em novembro

[close]

p. 7

FACIRA JÁ TEM UM NOVO PRESIDENTE O empresário José Carlos Pascoal Cardozo, que é presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Região de Araraquara, foi escolhido para presidir a FACIRA, edição 2009. O nome de Cardozo tornou-se unanimidade durante a reunião da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Araraquara, na segunda quinzena de novembro. Durante o período em José Carlos Pascoal Cardozo aceita o desafio e pede o apoio da comunidade para fazer uma grande feira em 2009 que o presidente da ACIA, Valter Merlos, se manteve TRABALHO afastado para disputar as eleições municipais como candidato a vice-prefeito com Marcelo Barbieri, Cardozo dirigiu a entidade e paralelamente colaborou com Carlos Kawakami na organização da feira em 2008. Ele comentou que enfrentou grandes dificuldades, porém, impediu que A eleição de Valter Merlos o evento tivesse saldo negativo. como vice-prefeito e sua Ao aceitar a função, Cardozo, que é um dos proprietários da Lanchonete Caindicação para ser o novo suco, disse que reconhece a importância secretário municipal de da missão, mas que se sente bem mais tranDesenvolvimento, dão peso à qüilo a partir de agora pelo fato do presidente da ACIA, ser o vice-prefeito e tamescolha de Cardozo para a bém o secretário municipal de Desenvolpresidência da FACIRA. vimento Econômico, em condições de for- talecer os contatos e os pedidos para que as empresas possam expor seus produtos. Ele ressaltou ainda que, com o apoio de Marcelo Barbieri, a feira certamente receberá recursos de órgãos federais como o Ministério do Turismo que tornou-se um grande parceiro da FACIRA já no ano passado. ANTECEDÊNCIA A indicação do novo presidente da FACIRA, cerca de dez meses antes da próxima feira tem vários objetivos, no entanto, o principal deles é o contato antecipado com as grandes empresas que já estão concluindo seus projetos e planejamento financeiro para o próximo ano. Segundo Cardozo, essa iniciativa vai assegurar a participação delas no evento. Para a diretoria da Associação Comercial, a presença de Valter Merlos na secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico vai permitir que a feira possa resgatar sua tradição, mostrar as riquezas do comércio e indústria, promover o lazer e o divertimento, cumprir sua finalidade filantrópica, gerar empregos e motivar o empreendedor a divulgar sua marca: “Na secretaria de Desenvolvimento Econômico não vamos pedir; nós seremos a voz para desenvolver o município e oferecer qualidade de vida ao nosso povo”, completou Merlos.

[close]

p. 8

PREMIAÇÃO ELES VÃO RECEBER O “MARCO DA PAZ” Na primeira semana de dezembro, seis policiais militares da cidade estão sendo homenageados pela ACIA e SINCOMÉRCIO por seu desempenho em mais um ano de atividades. Ainda que o ano tenha sido de muitos problemas para a Segurança Pública, é evidente que torna-se imprescindível a Associação Comercial e Industrial de Araraquara levar avante a idéia de reconhecer os méritos dos que servem a corporação em nossa cidade. A frase é do presidente da ACIA, Valter Merlos, que nos últimos três anos, promove essa parceria com o SINCOMÉRCIO com o objetivo de homenagear policiais militares, polícia ambiental, polícia rodoviária e bombeiros que se destacaram pela sua atuação, trabalho de ação social e construção da cultura da paz pelo mundo. A novidade em 2008 é a in- clusão da escolha de um membro da Polícia Florestal. O troféu é uma réplica do monumento Marco da Paz, idealizado pelo italiano Gaetano Brancati e instalado na igreja do Pateo do Collegio, em São Paulo e na Basílica de Aparecida do Norte. A intenção de levar a cultura de paz pelo mundo se faz presente com o monumento em outros países: Argentina, México, Costa Rica, Israel e na China. Cabo PM Alexandre Magrini 1ª Cia de Policiamento Sold. PM Luciano Benedito Giachini Polícia Ambiental Sold. PM Carlos Roberto Grecca Força Tática Sold. PM Reginaldo Antônio Pinto 3ª Cia de Policiamento Sold. PM Luís Fernando Galli Polícia Rodoviária Sold. PM Fabiano Antônio Pataca Corpo de Bombeiros

[close]

p. 9

Merlos agradecido pela indicação HOMEM-FORTE Barbieri aposta no sucesso de Merlos O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO PASSA POR ELE Ao ocupar importante cargo na administração Barbieri, o empresário Valter Merlos torna a ACIA, uma entidade ainda mais forte e com amplo poder de participar das discussões do processo de desenvolvimento local. Cerca de 50 dias antes de tomar posse, Marcelo Barbieri, prefeito eleito em outubro, já apresentou seu secretário municipal de Desenvolvimento Econômico. É o atual presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara, Valter Merlos, empresário da Provac Serviços, que hoje emprega mais de 1.500 pessoas. Isso, segundo Barbieri, já demonstra que o escolhido é um empreendedor bem sucedido, além do fato de Merlos ter dado a ACIA um perfil mais arrojado e grande participação na discussão das questões políticas, econômicas e sociais do município. Para os diretores da ACIA, Merlos teve uma histórica projeção e tornou a entidade num veículo que compreende a saga do empreendedor e lhe proporciona a esperança de dias melhores. Quando assumiu a ACIA em 2004, Merlos apostou em reuniões com os empresários dos corredores comerciais para discutir suas necessidades e aceleração do progresso. Paralelamente, criou o Conselho de Mulheres Empreendedoras, implantou o Projeto Empreender e o Movimento Degrau. Um dos seus principais objetivos foi deixar a ACIA mais próxima dos problemas sociais, tornando-a mais solidária da filantropia. COMO SECRETÁRIO Merlos vai no começo do ano, ouvir a diretoria da ACIA para definir sua permanência no cargo de presidente. Já se sabe que todos os setores da entidade opinam favoravelmente pela permanência e conciliamento das funções. Estão na linha de frente das prioridades, a criação da Sala do Empreendedor, a revitalização dos distritos industriais e também a viabilização do novo Distrito Industrial em 250 alqueires da Usina Maringá. O projeto é de um condomínio industrial fechado para receber indústrias qualificadas e não poluentes. Com isso, a entidade ganha maior poder e vai apoiar muito mais os empreendedores. Merlos hoje é o homem-forte de Marcelo

[close]

p. 10

O início da expansão da Empresa Cruz conquistando as primeiras linhas regionais TEXTO: JOSÉ WELLINGTON PINTO FOTOS: ARQUIVO FAMÍLIA LEMBRANÇAS VIAJANDO NO TEMPO A empresa iniciada pela Família Cruz é um exemplo de coragem e dedicação, completando 70 anos de atividades como verdadeiro modelo aos empresários do setor na atualidade. Sua história sempre foi de lutas e visão voltada para o futuro. No ano de 1938, o imigrante italiano Leonardo Cruz fundou a pequena empresa L. Cruz, ao comprar duas jardineiras Chevrolet Tigre. A empresa fazia o transporte coletivo entre Araraquara e Nova Europa, com sua primeira garagem instalada na Rua Gonçalves Dias. Em razão do racionamento do combustível ditado pela deflagração da Segunda Guerra Mundial, Leonardo Cruz buscou alternativas, adaptando os veículos com aparelhos para utilização do gasogênio. A pequena empresa de transporte interurbano foi crescendo e com a compra de mais um veículo, o atendimento chegou em Gavião Peixoto, Nova Paulicéia, Nova Europa, Tabatinga e Ibitinga. Posteriormente, Novo Horizonte, com passagem por Borborema e Itápolis, fazendo conexão com os trens da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, que ligava nossa cidade a São Paulo. Mas, em meados dos anos 50, a própria Empresa Cruz iniciou o transporte de passageiros de Araraquara para São Paulo, passando a ser em 1960, Irmãos Cruz Nesta época a garagem já era na Av. Espanha, da qual eu me lembro bem da figura de Augusto Cruz com seus cabelos grisalhos. Em outubro de 1963, já como Empresa Cruz, em suas novas instalações na Rua Imaculada Conceição, 1112, no Bairro do Carmo, a empresa operava linhas em vários horários com destino a São Paulo, Ribeirão Preto, São Carlos, Campinas, Ibitinga, Tabatinga, Nova Europa, Novo Horizonte, Borborema, Itápolis, Américo Brasiliense, Taquaritinga e Monte Alto, entre outras, sendo um orgulho para os araraquarenses. Na época, o quadro de funcionários registrava aproximadamente cinqüenta funcionários. Chevrolet Tigre (15 lugares), a primeira jardineira comprada por Leonardo em 1934 Durante a IIª Guerra Mundial foi feita adaptação dos veículos com gasogênio

[close]

p. 11

Na Rua Imaculada Conceição, Rubens Cruz após a compra de novos carros Na inauguração do prédio atual, o Cônego Cavallini cumprimenta Terezinha Cruz A Empresa Cruz firmava-se de forma definitiva no ramo de transporte rodoviário de passageiros e de pequenas encomendas. No dia 21 de agosto de 1975, inaugurou suas modernas instalações na Rua Domingos Zanin, 264, Praça Rotatória, onde se encontra até hoje. Controladora de todo o capital social, em janeiro de 1983, a família Cruz vendeu sua participação acionária ao empresário Neném Constantino e hoje a Empresa Cruz, que começou com duas jardineiras Chevrolet Tigre, atende a 37 cidades de nosso Estado, com 17 linhas intermunicipais e uma frota de 85 ônibus, o Ômega Bus, moderníssimo, lançado na década de 90. A semente plantada pelo imigrante italiano Leonardo Cruz, germinou em solo fértil. Do seu casamento com Paulina Montezzo Crocci, nasceram os filhos Augusto, Pedro, Rubens, Bento, Leonardo, Euclydes, Santina, Palmira, Olívia e Maria, todos formando famílias muito respeitadas em toda a região. Pedro Cruz foi vice-prefeito de nossa cidade quando prefeito Benedito de Oliveira, na eleição de 1959. Faleceu logo após a eleição, não tendo tomado posse. Rubens Cruz, além do extraordinário trabalho realizado na empresa que comanda- va, foi eleito prefeito de Araraquara nas eleições de 1968, sucedendo a Rômulo Lupo. Realizou excelente administração e ficou conhecido como o “Prefeito da Educação”. Euclydes Crocce foi conceituado médico por muitos anos na cidade. Há meses atrás sepultamos Leonardo Crocce Filho, o último dos irmãos que era vivo. Cirurgião dentista, Leonardo foi meu colega de Câmara e como esportista, fundou o Santana Futebol Clube, time que brilhou no campeonato amador da cidade. Com a inauguração da nova garagem e todo setor administrativo em 1975, a Cruz tornou-se uma grande empresa do seu gênero no interior, chamando a atenção de Neném Constantino que já atuava no setor e acabou comprando-a em 1983 A família Cruz faz parte da história de nossa querida Araraquara e deve ser sempre lembrada e reverenciada com carinho. Alayr, na agência da Cruz e do Expresso Arapocá, na Av. Portugal (1954) Alayr Cruz, atuando como diretor superintendente, é um dos responsáveis pelo sucesso da Empresa Cruz durante sua principal fase de expansão. Seu ingresso na Cruz se deu na década de 70. Por volta de 1950 seu pai Augusto e o tio Pedro, haviam adquirido o Expresso Arapocá, que fazia a linha Araraquara-Poços de Caldas, posteriormente negociada com uma empresa de Ribeirão Pires. Alayr permaneceu por muitos anos, ao lado de Rubens Cruz, principalmente após sua eleição como Prefeito Municipal, em 1968.

[close]

p. 12

HOTELARIA SERVIÇO ESTÁ FORTALECIDO Com a disponibilidade atual de 1.400 apartamentos, a cidade deve suprir dentro de dois anos o déficit existente no ramo hoteleiro e receber eventos de grande porte. No dia 9 de novembro foi comemorado o Dia do Hoteleiro e anualmente os profissionais do setor recebem homenagens. O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Araraquara e Região (SinHoRes) não deixou a data passar em branco, comenta seu presidente José Carlos Pascoal Cardozo. Os hoteleiros receberam mensagens de felicitação e aproveitando a data especial e a proximidade de final de ano, a entidade preparou jantar de confraternização, sendo homenageados hoteleiros, donos de restaurantes, bares e lanchonetes de toda a macro região. Para Cardozo, o cenário do setor hoteleiro em Araraquara é de crescimento, principalmente com a instalação de novos hotéis: “Em dezembro está inaugurando mais um hotel de ponta e provavelmente em 2009, vamos ter mais dois ou três ”. Hoje, Cardozo se refere ao Hotel Comfort Inn, marca da rede internacional Atlântica Hotel`s, e que inaugura seu empreendimento neste mês. Atualmente, a cidade apresenta déficit no número de apartamentos disponíveis, e como a predominância na cidade e região é o turismo de negócios, os empresários procuram Araraquara para eventos e encontros: “Temos ótimos hotéis e estamos preparados para receber todo tipo de hóspede. A cidade tem 1.400 apartamentos disponíveis. A expectativa porém, é que até 2010 esse número alcance 1.800 apartamentos. Também o fluxo de eventos e feiras será potencializado, com a reestruturação do Centro de Exposições (CEAR) e a inclusão da cidade no Calendário Oficial do Estado. O crescimento da rede hoteleira, diz Cardozo, reflete diretamente na economia do município, pois ao oferecer estrutura adequada para acomodação dos visitantes, a cidade passa a atrair eventos e conseqüentemente, movimentar não só os setores ligados ao turismo, como hotelaria e gastronomia, mas também todo o comércio local. Para Cardozo a inauguração de novos hotéis vai fortalecer a nossa economia

[close]

p. 13

VISITE A FUNDAÇÃO TOQUE, RUA PADRE DUARTE, 447, CONHECENDO DE PERTO ESSE NOTÁVEL TRABALHO SOLIDÁRIO OU LIGUE 3333 2496. VALE A PENA. Terapia assistida por animais SOLIDARIEDADE A ELES, TÃO SOMENTE UM TOQUE DE AMOR Durante 18 anos, uma entidade que atende pessoas com deficiências mental, múltipla, auditiva, física e visual, se manteve praticamente no anonimato. Ao receber em doação, uma área de 35 mil m² no Parque Igaçaba, a Fundação Toque prepara-se para criar a terra dos sonhos. A Fundação Toque é uma entidade filantrópica, regional, criada em 25/09/2006 por intermédio do Ministério Público tendo por mantenedor, o Centro Educacional e Cultural Toque S/S Ltda - ME, que já realiza um trabalho na área de educação especial há 18 anos, em Araraquara. A fundação, diz sua presidente Márcia Pizzone, tem por finalidade atender pessoas com deficiências mental, múltipla, auditiva, física e visual nas áreas educacional, clínica, cultural, esportiva, ocupacional, administrativa-social, de meio ambiente e de habitação especial formando um grande complexo de atendimento em um espaço de 35.000 m² doado pelo município, no Parque Igaçaba. Atualmente a instituição atende 51 alunos e atua na área pedagógica e psicope- dagógica, desenvolvendo atividades acadêmicas adaptadas, recreação, atividades de vida diária, atividades de vida prática, cozinha experimental, psicologia voltada às vertentes de arte-terapia e terapia assistida por animais. O programa de atendimento prevê ainda a fisioterapia com utilização da educação condutiva, fonoaudiologia e terapia ocupacional com o desenvolvimento da comunicação alternativa, artes cênicas, musicalização experimental, tai chi chuan e atividades em grupo. Márcia Pizzone ressalta com orgulho, que a entidade foi contemplada com a qualificação de OSCIP, nos termos da Lei nº 9.790, (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) em 20/07/2007, fornecida pelo Ministério da Justiça, permitindo que pessoas físicas e jurídicas façam doações com abatimento no Imposto de Renda. Além desta qualificação federal, diz ela, temos o certificado no Conselho Municipal de Assistência Social e título de Utilidade Pública Municipal bem como o pedido de inscrição no COMCRIAR. No ano de 2008, o nosso projeto na área de meio ambiente “Ações educacionais e criação de projeto sustentável Sistema Mandala” foi contemplado pelo Programa Parceria Social da Embraer e será construído até setembro de 2009. Este projeto nascido na Paraíba será o primeiro a ser implantado na região sudeste. Essa grandiosa missão de construir tal complexo de atendimento deverá ser realizado no prazo de 10 anos. O próximo núcleo a ser construído, em um período de 2 anos (2009 e 2010) é o núcleo educacional e, para viabilizar tal planejamento, a Fundação Toque convidou o Sindicato Rural para fazer parte deste grupo e ajudar a transformar este sonho em realidade, melhorando a qualidade de vida de muitas pessoas com deficiências de Araraquara e região. Para desenvolver esse projeto, a fundação elaborou um plano de doação por cotas dentro de um período de 24 meses, onde qualquer pessoa física ou jurídica pode participar, enquadrando em colaborações mensais de 100, 200, 300, 500, 700 e 1.000 reais. Márcia Pizzoni e a pedagoga Andréa Almeida, coordenadoras do Projeto Alexandre Fonseca com um grupo de alunos durante a Educação Condutiva Além do programa de incentivo para construção do núcleo educacional, comenta Márcia, também temos a doação para manutenção do projeto de atendimento direto a alunos carentes através do programa “Amigos Especiais”, onde sócios-colaboradores adotam crianças, adolescentes ou adultos carentes com valores que variam de R$ 517,00 a R$ 660,00 por um período de um ano, valor estipulado de acordo com a deficiência e o grau de apoio e intervenções profissionais que necessitam. Para cada ação existe uma conta bancária específica com prestações de contas distintas. Atores do Grupo Integrar em apresentação no Teatro Municipal Alunos em treinamento atravessam a rua Compreensão, ternura e amor

[close]

p. 14

SAÚDE IAMSPE, A GRANDE CONQUISTA DE FÁBIO SANTIAGO EM 2008 Com a invejável estrutura criada nestes últimos anos pelo seu presidente Fábio Donato Gomes Santiago, refletindo segurança e a excepcional tecnologia dos seus equipamentos, a nossa Beneficência Portuguesa ganha o direito de atender cerca de 45 mil usuários do IAMSPE da cidade e região A Beneficência Portuguesa de Araraquara e o IAMSPE (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) assinaram dia 14 de novembro, contrato para a retomada dos atendimentos médico hospitalares a milhares de usuários de Araraquara. Da cerimônia de assinatura do convênio no Salão Nobre do hospital, participaram o Dr. Sidney Beraldo (Secretário de Estado da Secretaria de Gestão Pública), Dr. Latif Abrão Júnior (Superintendente do IAMSPE), Dr. Roberto Baviera (Chefe de Gabinete do IAMSPE), o presidente da Beneficência Portuguesa, Fábio Donato Gomes Santiago, além dos deputados Dimas Ramalho (Federal) e Roberto Massafera (Estadual). A contratação da Beneficência aconteceu através do credenciamento direto, pois de acordo com o IAMSPE, além da Beneficência apresentar todos os documentos que dispensam uma licitação comum, levou-se em consideração a alta qualidade dos seus serviços, aprovados após avaliação técnica feita pelo próprio órgão, o que é motivo de orgulho para diretores e funcionários do hospital. E esse trabalho, revelam os diretores da Beneficência, se deve ao empenho do presidente Fábio Santiago e a forma com que tem administrado a instituição, dotando-a de avançados projetos e estabelecendo parcerias com empresas renomadas no País, principalmente as que estão atreladas à implantação de sistemas de gerenciamento hospitalar, com o auto-controle em todos os setores. Nos dois últimos meses, a diretoria do hospital e do seu plano de Saúde Benemed já haviam fechado parceria para atendimento médico-hospitalar dos funcionários da Caixa Federal, Golden Cross e Prefeitura do Município de Rincão. Atender ao IAMSPE, disse Fábio Santiago, é ter o nosso trabalho plenamente recompensado, pois são mais 45 mil vidas que passam a ter a assistência da Beneficência Portuguesa. O fechamento de contrato com o IAMSPE e a expansão da BENEMED, já Fábio Santiago, trabalho incansável com seus diretores junto ao IAMSPE em SP O superintendente do IAMSPE, Latif Abrão Júnior elogiando a Beneficência levou a Beneficência Portuguesa a contratar novos profissionais: Supervisora de Enfermagem, Técnica de Enfermagem, Nutricionista, Agente de Portaria, Manutenção e Serviços Gerais. Quando assumiu a presidência da Beneficência Portuguesa, o advogado Fábio Donato Gomes Santiago tinha como visão, tornar o hospital em empresa referência na região central de São Paulo, reconhecida pela excelência em serviços hospitalares, capacidade de catalisar e viabilizar novos parceiros e negócios. Além disso, diz ele, tínhamos que oferecer um diferencial para o mercado e a sociedade, disponibilizando uma estrutura moderna voltada para a constante humanização da saúde. Alguns anos depois, Fábio Santiago cita o programa de gestão implantado por ele e sua diretoria como responsável pelo avanço do hospital: “Tinha como missão adotar soluções para o desenvolvimento do setor hospitalar e de um plano de saúde para Araraquara por meio da geração, adaptação e transferência de conhecimento e tecnologias, para oferecer novos benefícios aos usuários do Plano de Saúde e a ASSINATURAS QUE ENTRAM PARA A HISTÓRIA DA BENEFICÊNCIA PORTUGUESA Sidney Beraldo Fábio Donato Gomes Santiago Latif Abrão Júnior Secretário de Gestão Presidente da Beneficência Superintendente do IAMSPE Dimas Eduardo Ramalho Deputado Federal Roberto Massafera Deputado Estadual

[close]

p. 15

menta o presidente, aumentaram a procura por um bom plano de saúde e, com o crescimento das vendas, foram também ampliadas as possibilidades de maior investimento em equipamentos. “Com isso, aumentamos as vendas de serviços para Araraquara e hospitais da região”, justifica Fábio. Durante o evento em novembro, a diretoria da Beneficência Portuguesa foi muito cumprimentada pelo secretário de Gestão Pública, Sidney Beraldo. Também o superintendente do IAMSPE, Latif Abrão Júnior, ressaltou o trabalho de Fábio Santiago e disse que “o instituto escolheu o hospital pela sua estrutura e a forma com que Para Sidney Beraldo, secretário de Gestão Pública, o IAMSPE será bem servido vem sendo administrado, gerando confiança e credibilidade à população”. Os deputados Dimas Ramalho e Roberto Massafera comentaram que para a nossa cidade, é um orgulho ter um hospital com o porte da Beneficência para atender o funcionalismo público estadual e a comunidade em seu todo. Para eles, é inegável o crescimento do hospital e a forma com que vem sendo dirigida, representando um avanço da qualidade na Saúde de Araraquara. A diretoria da Beneficência Portuguesa sente-se agradecida pelas manifestações de carinho e reconhecimento ao trabalho de diretores e funcionários. sociedade em geral. E conseguimos”, comemora o presidente ao receber a informação de que a Beneficência continua entre os 80 melhores hospitais brasileiros, indicada pelos fornecedores hospitalares, durante o Saúde Business Forum, realizado na Ilha de Comandatuba, em outubro. O motivo de um grande investimento em equipamentos, foi oferecer atendimento de qualidade aos pacientes do hospital e dar sustentação ao Plano de Saúde Benemed. As melhorias feitas no hospital, argu- Salão Nobre da Beneficência tornou-se pequeno para comemorar a conquista Fábio Santiago recebe o abraço de Valter Merlos, presidente da ACIA, um dos seus maiores parceiros no momento

[close]

Comments

no comments yet