Revista Comércio & Indústria - Maio/2009

 

Embed or link this publication

Description

Revista Comércio & Indústria - Maio/2009 - Ano 3 - Nº 46

Popular Pages


p. 1

Maio/2009 • Ano 3 - N° 46 CARTA 991.223.042-4DR/SPI MEMORIAL FONTERI O MAIS ALTO PADRÃO DE SERVIÇOS Ao completar 12 anos de atividades em maio, a Fonteri aumenta e solidifica sua visão como empresa funerária referencial, capaz de não só satisfazer, mas exceder a expectativa de seus clientes. A inauguração do Memorial Fonteri é a grande mostra da renovação desse conceito, com a implantação de moderno projeto arquitetônico que permitirá em breve, até mesmo o acompanhamento do evento funeral via on line em qualquer parte do mundo.

[close]

p. 2



[close]

p. 3

do editor ponto de vista Valter Merlos - Presidente Ivan Roberto Peroni FINALMENTE O CONSUMIDOR VAI SABER QUANTO PAGA DE IMPOSTO AO GOVERNO leta de 1,5 milhão de assinaturas em fafalta de informações sobre quanto vor da discriminação dos tributos na nose paga de impostos ao comprar ta. As assinaturas foram encaminhadas, um produto ou serviço está com os em junho de 2006, pelo então presidendias contados. O Projeto de Lei 1472/07, que pede ao comerciante informar nas no- te da FACESP, Guilherme Afif Domingos, atual secretário Estadual de Emtas fiscais o valor dos tributos incidentes prego e Relações do Trabalho, ao presijá está na Câmara Federal. Por ser presidente do Senado na época, senador Redente de uma entidade de classe que tem nan Calheiros. Como não poderia deixar o dever de defender os interesses dos asde ser, a ACIA também participou do sociados, é importante para os empreengrande movimento e ao completar três dedores que haja essa dissertação na anos, observa-se que valeu a pena o enemissão da nota. volvimento da entidade e O assunto é relevante dos associados fortaleporque o cidadão brasileicendo a iniciativa da nosro desconhece o montante “... 74% dos brasileiros não sa FACESP. de impostos recolhidos sabem quanto paga de Em 2006, e disso estanas compras do dia a dia. impostos nos bens e mos bem lembrados, uma Conhecendo quanto sai do serviços que consomem e pesquisa encomendada bolso para os cofres públi- revelou também que 93% cos, a população poderá dos entrevistados gostariam pela Associação Comercial de São Paulo ao fiscalizar e cobrar o retor- de ser informados.” Ipsos/Opinion mostrou no, na forma de serviços que 74% dos brasileiros públicos. Trata-se então não sabem quanto paga de impostos nos de mais transparência e conscientizabens e serviços que consomem mas reveção por parte do consumidor, porque a lou também que 93% dos entrevistados maioria acha que os preços de mercagostariam de ser informados a respeito. dorias e serviços são excessivamente Ainda segundo a pesquisa, 93% das pesabusivos, e deixam de saber o quanto o soas consideram que os recursos são Governo leva de imposto. mal aplicados pelos administradores. Pelo texto, as notas fiscais de venda Pagar imposto é necessidade e uma deverão discriminar o valor de nove triobrigação do cidadão para manter os butos: Imposto de Renda (IR), Imposto gastos do Estado e custear os serviços sobre Operações Financeiras (IOF), públicos, mas o contribuinte tem o direito Imposto sobre Produtos Industrializade saber o quanto paga e como o dinheidos (IPI), Programa de Integração Soro é gasto. Tem que haver sempre uma cial (PIS), Contribuição para o Financiarelação positiva entre o valor dos tribumento da Seguridade Social (Cofins) e tos que se paga e o retorno que o cidaCide-combustíveis, todos de competêndão recebe do Estado. cia da União; Imposto sobre Circulação Ao tomar consciência dessa situação, de Mercadorias e Serviços (ICMS), coo cidadão poderá exigir que o dinheiro arbrado pelos Estados; e Imposto sobre recadado financie serviços de qualidade Serviços (ISS), da esfera municipal. em áreas como saúde e educação públiO texto regulamenta o artigo 150 da cas, segurança e infraestrutura. O apoio Constituição Federal, que exige a discrida população à campanha realizada peminação dos tributos nos documentos las entidades é fundamental para que se fiscais. É resultado da campanha denopossa fazer de 2006 um marco da cidadaminada “De Olho no Imposto”, encabenia e da luta pelo progresso do Brasil. çada pela FACESP, que consistiu na co- NOSSA INSEGURANÇA PÚBLICA esta feita os bandidos não perdoaram nem mesmo as “coxinhas de Bueno”. E nesta esteira de assaltos, onde os furtos também estão presentes em alta escala, imagina-se a falta de segurança que a comunidade vive. É a destruição do patrimônio pessoal, a invasão da privacidade e a carência de métodos mais eficazes, tornando fragilizada cada vez mais a ação da nossa polícia. Ainda que os especialistas sobre o assunto atestem que a insegurança é universal e que Araraquara está dentro dos parâmetros normais das cidades com a mesma média populacional, temos certeza que para cada uma, bastam os seus problemas e que da nossa casa nós é que devemos cuidar. A interferência do prefeito Marcelo Barbieri, dizendo que a segurança é uma das prioridades do seu Governo, atesta que a coisa não caminha bem e que medidas precisam ser adotadas, pois não é possível que ano após ano, não ocorra melhora e cada vez mais a população se sinta exposta ao perigo contrariando a própria Constituição. A insegurança pode ser universal, contudo, projetos e normas para sua redução, são empurrados com a barriga. E isso tem ocorrido com mais incidência nos últimos 10 anos, infelizmente. D A Capa Gilmar Fotografias MEMORIAL FONTERI O casal Jussara-João Luis Roveri teve um sonho e decidiu colocar em prática. Pelas mãos da arquiteta Dagmar Bizzinotto nasceu o Memorial Fonteri, novo conceito em eventos funerais na cidade. EDIÇÃO N° 46 - MAIO/2009 Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Assistente Editorial: Michele Rampani Depto. Comercial: Gian Roberto - José Teodoro de Souza Sebastião Barbosa - Silmara Zanardi Designer: Bete Campos, Mário Francisco e Carolina Bacardi Impressão: Gráfica Bolsoni - (16) 3336 9008 A revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente em Araraquara e região INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633 COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE marzo comunicação Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br

[close]

p. 4

O diretor Osvaldo Zaniolo representou a ACIA na cerimônia de posse de Alencar Burti MOMENTO BURTI, MAIS DOIS ANOS NA FACESP A presença da ACIA na posse de Alencar Burti, na FACESP e ACSP, serviu para consolidar os laços de amizade e associativismo entre as entidades. “Se o Brasil tem condições melhores para suportar e superar a crise, é preciso que utilizem mais rápida e intensamente os instrumentos de que as autoridades fiscais e monetárias dispõem”. A frase é de Alencar Burti durante sua posse como presidente da Associação Comercial de São Paulo e FACESP, biênio 2009-2011 e da qual participou o diretor Osvaldo Romio Zaniolo, da ACIA - Associação Comercial e Industrial de Araraquara. Segundo Zaniolo, Burti focou seu discurso na atual crise econômica, que segundo ele, em momentos de crise, o Governo deve agir com mais audácia na condução da política econômica para impedir a paralisia dos negócios e do consumo. O presidente da FACESP lembrou que Para Burti, devemos usar a crise com um fato agregador para que Governo e a sociedade se unam em favor do País” Abram Szajman, presidente do SESC, durante o evento na ACSP a origem do abalo econômico internacional decorre “de uma crise de valores, em que a ética, condição indispensável para o bom funcionamento do mercado, foi substituída pela ganância”. O Brasil, no entanto, está numa situação inversa e mais favorável para enfrentar a turbulência, destacou Burti, pois tem um sistema financeiro sólido e as finanças públicas estão sob controle - e portanto, deveria ser mais audaz na condução da política econômica para impedir que o processo de auto-alimentação da retração econômica a transforme em recessão”, declarou. Ao apresentar a Burti os votos de sucesso em mais esse mandato, Zaniolo disse a ele que “a ACIA tem sido parceira em todos os movimentos da FACESP pois sabe que essa é uma forma de defender em conjunto os interesses dos empreendedores”. Ainda recentemente, a ACIA promoveu em Araraquara o projeto Exporta São Paulo em que tomaram parte cerca de 100 empreendedores (pequenos e médios), recebendo orientações sobre as formas mais simples para o acesso empresarial no mercado externo. Zaniolo aproveitou para convidar Alencar Burti para visitar nossa cidade. CONVÊNIO COM A ACIA

[close]

p. 5

Um pensamento gera uma ideia, ação. uma ideia gera uma Fundada em 1988, a marzo comunicação procura criar mais do que meras campanhas. Nosso maior desafio consiste em buscar uma ideia criativa, inovadora, clara, única e forte, capaz de vender e gerar lucro para os nossos clientes. Em um mercado publicitário cada vez mais competitivo, estamos há mais de 20 anos trabalhando com importantes parceiros. Neste período, acompanhamos com alegria o crescimento de inúmeros deles, pois acreditaram em nosso trabalho e principalmente, que a boa comunicação é capaz de mudar comportamentos, transformar atitudes e garantir os melhores resultados. rua tupi, 245 • araraquara sp 16 3336 4433 • www.marzo.com.br marzo comunicação transformando ideias em ação.

[close]

p. 6

CRESCIMENTO NOVO SALTO DA IESACRED Walter Francisco Orloski, da Iesacred, foi eleito membro do Conselho Administrativo do Sicoob Cecresp. Isso mostra a influência da nossa cooperativa junto à central. Central, tais como: juros ao capital, receita da equivalência patrimonial, receita da intermediação financeira e grau de imobilização no capital do Bancoob. ORLOSKI NO CONSELHO O araraquarense Walter Francisco Orloski, do Sicoob Iesacred, passa a integrar o Conselho de Administração e Diretoria Executiva, no período de 2009 a 2012, o que é compreendido como reconhecimento ao seu trabalho profissional e a valorização que se dá à entidade que ele serve em nossa cidade. Para o presidente do Sicoob Iesacred em Araraquara, Antônio Tomazetti Gaban, a presença da cooperativa local na diretoria do Sicoob Cecresp demonstra força. Reconhecemos, diz ele, a experiência do Walter Orloski nesta área do associativismo e sua indicação para o Conselho de Administração é sinal de que a nossa instituição tem um grande peso junto à nossa central. Em Araraquara, o papel do Sicoob Iesacred é oferecer ao empreendedor, comerciante e também aos seus funcionários - crédito e serviços bancários com as taxas mais baixas do mercado. E, por ser uma instituição que não visa lucro, todo resultado no final do ano é distribuído entre os cooperados. No final de março, 128 representantes de 69 cooperativas de crédito filiadas ao Sicoob Central Cecresp, entre elas a nossa Iesacred, participaram da Assembléia Geral Ordinária para aprovação das contas de 2008 e do orçamento de 2009. Os cooperativistas elegeram ainda os novos membros para os conselhos administrativos e fiscal. Durante a assembléia, lembra Walter Francisco Orloski, atual gerente administrativo do Sicoob Iesacred, tivemos a participação dos cooperativistas, interessados nas reformulações propostas por Manoel Messias da Silva, presidente da Central, reeleito para a gestão 2009 a 2012. Os questionamentos feitos pelos cooperativistas também demonstram o amadurecimento do processo democrático e de transparência que vive o sistema cooperativo, comentou Orloski. Comparativamente ao ano passado, o orçamento para 2009 não prevê mudanças consideráveis nos investimentos ou despesas da Central. No entanto, estão previstos eventos para discussão de assuntos que impactam diretamente na saúde fi- Walter Orloski integrado ao novo Conselho Administrativo do nanceira e contábil da Sicoob Cecresp após a eleição realizada em março

[close]

p. 7

BALANÇO AVALIAÇÕES DO NOVO PRESIDENTE PRIMEIROS 100 DIAS DA CTA De forma técnica e objetiva, a diretoria da CTA analisa os trabalhos iniciais neste trimestre e esboça os primeiros projetos para transformar a companhia em empresa modelo no setor de transporte coletivo na região. Paulo Rodrigues, presidente da CTA Na pauta, mais qualidade nos serviços A humanização do transporte coletivo No final de abril, após concluir o relatório que avalia os primeiros 100 dias a frente da Companhia Troleibus Araraquara, o presidente Paulo Rodrigues recebeu a Revista Comércio & Indústria para apresentar em entrevista especial, o que foi feito e o que está sendo projetado pela diretoria da empresa. RCI - Como você avalia os 100 primeiros dias a frente da CTA? Paulo Rodrigues: Neste período, a diretoria da CTA teve como principal tarefa tomar conhecimento da situação geral da empresa, ou seja, analisar a questão financeira, de cargos e salários dos funcionários, das linhas, da frota de ônibus, do atendimento às pessoas com deficiência, entre outras. A partir desse diagnóstico, a diretoria já tomou algumas medidas importantes dentro da empresa e na parte operacional das linhas, visando sempre atender da me- Os estudantes passaram a ter direitos fora do período de aula, como por exemplo, ir à biblioteca para pesquisas lhor forma possível os nossos passageiros, do número de passageiros e pela falta de que representam o objetivo principal da políticas para o transporte coletivo. As emCTA. presas têm que se manter somente com o RCI - Quais as medidas mais impor- valor cobrado das passagens, o que é muitantes tomadas neste período? to dificil. Paulo Rodrigues: Estamos analisanO transporte coletivo deve ser valorido todas as linhas para chegarmos ao equi- zado, pois é a principal alternativa ao inlíbrio entre oferta de ônibus e demanda de tenso tráfego de veículos no centro e a falpassageiros. Fizemos algumas alterações ta de estacionamentos. Em Araraquara, importantes, como ampliar existe uma grande concoro itinerário no Maria Luiza, “Hoje em dia as rência representada pelo aureativar a Linha Cam- empresas de mento do número de motopus/Vila Xavier, que havia transporte coletivo de cicletas e veículos. todo País enfrentam sido desmembrada, criar a sérios problemas”. Para se ter uma idéia, Linha do Campus expresso, nos últimos dez anos, a froque vai direto do campus da Unesp até o ta de motocicletas aumentou 125% na cidacentro da cidade e adequar a Linha Melha- de. É mais que o dobro do crescimento da do/Imperador para melhorar o tempo e a frota total, que foi de 45% no mesmo pefluidez dos ônibus que vão até o centro. ríodo. Mesmo assim, nos últimos três Evidentemente, toda mudança gera al- anos, a CTA conseguiu deter a queda de gum tipo de insatisfação, mas o resultado usuários. Em 2008, foram transportados final é que a maioria da população desses 14.667.161 usuários, 2,8% a mais que bairros está sendo beneficiada. 2007 e 6,6% superior a 2006. Com relação aos estudantes, ampliaPor isso, a empresa não pode deixar de mos o número de créditos por mês para oferecer um serviço de qualidade com um que ele possa usufruir do direito fora do pe- preço justo. Nossa meta para os próximos ríodo de aula, indo até a biblioteca ou a ou- anos é renovar grande parte da frota que hotros cursos extracurriculares. je metade dela tem mais de 10 anos de uso. Outra medida importante que nos en- Isso, além de prejudicar o serviço prestacheu de satisfação foi a doação de um ôni- do, gera um custo alto de manutenção. bus, após ser reformado na empresa, para a Temos que investir também na estrutuSecretaria de Saúde, que está utilizando-o ra que acompanha as linhas para dar maior para o combate à dengue. conforto ao usuário, como pontos de ôniRCI - Qual o grande desafio da empre- bus e sinalização. Também estamos invessa? tindo na informação. Em breve, o novo siPaulo Rodrigues: Hoje em dia as em- te da empresa irá oferecer dados como hopresas de transporte coletivo de todo País rários e itinerários de forma mais ágil, presenfrentam sérios problemas, pela queda tando melhor atendimento à comunidade.

[close]

p. 8

EVENTO CIDADE SE UNE EM TORNO DA FACIRA O lançamento da feira no Teatro Municipal no final de abril apresentou Valter Romão como presidente e o conceito voltado para os 20 anos da exposição. Com a total garantia de que o município apoiará a iniciativa da Associação Comercial e Industrial de Araraquara, Valter Romão anunciou em abril, algumas das muitas novidades que a FACIRA apresentará em 2009. O fato do presidente da ACIA, Valter Merlos, ser o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, já nos garante um grande apoio, disse Romão. Mas não é só, o prefeito Marcelo Barbieri está empenhado em fazer com que a feira reviva seus grandes momentos, sendo atrativa e com a alternativa dos expositores realizarem bons negócios nos seis dias do evento. Na verdade, Barbieri e Merlos querem Prefeito Marcelo Barbieri, Valter Merlos, o vice-prefeito garantiu ajuda à feira Valter Romão, presidente da FACIRA em 2009 organizar com Romão, uma exposição que também resgate o trabalho dos presidentes anteriores, pois ela está comemorando 20 anos de atividades e todos tiveram grande participação para a feira se firmar como promotora das nossas riquezas e do seu perfil solidário através do FISA. É um marco histórico para a nossa cidade, disse Merlos, entusiasmado com o apoio que vem recebendo de parceiros como o FISA, SinHoRes e o Sebrae. Já Barbieri mencionou a FACIRA como oportunidade de vendas para as empresas que expõem seus produtos. São centenas de expositores que confiam na marca e no sucesso da feira, disse ele. A FACIRA acontecerá no período de 11 a 16 de agosto nos Pavilhões do CEAR com aproximadamente 150 expositores. Entre as novidades, segundo Romão, teremos uma feira de flores de Holambra, um circo para motivar crianças e adultos e a concentração de todos os expositores (pequenos, médios e grandes) no pavilhão principal. Seu objetivo é receber 100 mil pessoas e movimentar R$ 700 mil. Ele aguarda ainda a participação Fábio Bonassi, do Sebrae, de 60 entidades do FISA na praça da alimentação. parceiro forte na feira

[close]

p. 9

ARTICULAÇÃO CAPACITAÇÃO, A PALAVRA CHAVE Ações que coloquem as questões de emprego e renda como preocupação comunitária, começam a ser discutidas na cidade. Membros da Comissão Municipal de Empregos passaram em março, por um curso de capacitação, aperfeiçoamento e atualização, onde representantes de 28 municípios debateram de forma intensa, suas condições de trabalho com o objetivo de potencializar ações e formular políticas públicas nas áreas de emprego, trabalho e renda. Valter Merlos (presidente da ACIA e secretário municipal de Desenvolvimento Econômico) com Juan Carlos durante o curso realizado na cidade na qualificação profissional dos trabalhadores. A CME de Araraquara conta com representantes da Prefeitura, SERT, Ministério do Trabalho, dos trabalhadores e dos empregadores. O vice prefeito Valter Merlos representou a ACIA e o município durante o curso. ABRINDO CAMINHOS A Associação Comercial e Industrial de Araraquara e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico têm algo em comum: incentivar todo processo de capacitação de valores. Uma das formas de mostrar a importância da atualização e aperfeiçoamento, ainda recentemente, foi quando alunos da Escola Industrial (ETEC Profª Anna de Oliveira Ferraz), assistiram a uma palestra sobre a Sala do Empreendedor, instalada na Prefeitura Municipal e inaugurada em fevereiro. Para Merlos, que além de presidente da ACIA é o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, é importante que alunos que hoje participam de cursos profissionalizantes, tenham uma familiarização com o empreendedorismo e o associativismo. São termos, disse ele, que estão bastante agregados às atividades profissionais, principalmente para os que desejam ter futuramente o seu próprio negócio. Representantes da Comissão Municipal de Emprego passando pelo curso do Cepam “É com a articulação dessas políticas que vocês conseguirão trabalhar na geração de empregos em suas cidades”, disse Juan Carlos Sanches, coordenador de Políticas de Emprego e Renda da Secretaria Estadual do Trabalho. Segundo ele, os debates darão subsídios para tomada de decisões e auxiliarão

[close]

p. 10

Memorial Fonteri na Avenida Portugal esquina com Rua Humaitá João Luis e Jussara, idealizadores do Memorial Fonteri REPORTAGEM DE CAPA MEMORIAL FONTERI O MAIS ALTO PADRÃO DE SERVIÇOS Os empresários João Luis Roveri e Jussara Undiciatti Roveri, ao idealizarem o Memorial Fonteri, usaram palavras consideradas fundamentais para transformação de um sonho em realidade. Assim, privacidade, exclusividade, conforto e segurança deram ao projeto, não apenas a imagem de um espaço moderno, mas um outro conceito sobre a organização de eventos funerais. Hoje, os sócios João Luis, Jussara e Ueide revelam que valeu a pena vencer os desafios. Construído à luz de um conceito inovador no setor funerário, Araraquara hoje possui um espaço acolhedor para familiares e amigos em um momento de muita dor, que é naturalmente, a partida de um ente querido. Trata-se do Memorial Fonteri que teve seu espaço físico apresentado à comunidade em abril. Foi também uma oportunidade para que a Fonteri, uma das mais renomadas empresas em seu segmento, fizesse uma exposição do novo conceito existente durante a realização de eventos funerais. O Memorial Fonteri era na verdade um sonho de João Luis Roveri e sua esposa Jussara, seguindo padrões adotados nos grandes centros brasileiros e cidades da Europa. Desta forma, o espaço projetado pela arquiteta Dagmar Bizzinotto segue a tendência de ambientes bem iluminados, planejados, funcionais e confortáveis. Para João Luis Roveri o Memorial representa tudo que sempre quis oferecer às famílias. Roveri, que tem grande experiência no ramo e tradição familiar, sempre buscou novidades e conhecimento, e agora consegue com o apoio de familiares, amigos e seus sócios, concretizar seu grande sonho. “Sempre tive a intenção de fazer algo diferente para as famílias enlutadas”, comenta. A ideia de construir algo inovador e com essas características, surgiu a partir de um encontro com um consultor do Sebrae, há 15 anos. O consultor definiu o velório como um evento social; a diferença entre um aniversário e um velório seria o sentimento, no primeiro caso, a alegria de celebrar mais um ano de vida; no segundo a dor da despedida de alguém especial. MEMORIAL FONTERI A estrutura do Memorial Fonteri é composta por três unidades independentes. Cada unidade contém: uma sala de eventos, local onde o corpo é velado; a sala de concentração que acomoda com muito conforto familiares e amigos; uma copa equipada com mesa, microondas, máquina de Os sócios João Luis Roveri e Ueide Fernando Fontana comemoram o êxito do empreendimento feito em Araraquara João Luis e Jussara com a arquiteta Dagmar Bizzinotto (marido Otávio) e as assistentes Luciana e Marcele Os dedicados colaboradores da Fonteri prestigiando a cerimônia de apresentação do Memorial com seus diretores

[close]

p. 11

Sala de Eventos - Unidade 1 Sala de Eventos - Unidade 2 Sala de Eventos - Unidade 3 café e frigobar; um apartamento confortável, tipo suíte, para acomodar parentes e amigos que necessitam de descanso após uma viagem ou durante o velório. As unidades são independentes, climatizadas, com entradas próprias e porteiro eletrônico buscando tornar privativo e seguro o evento. Entretanto, a estrutura do Memorial Fonteri permite, quando necessário, ampliar as acomodações, pois todo o prédio é interligado, o que possibilita a adequação dos espaços. Além disso, as salas apresentam alguns diferenciais entre si; em uma unidade o apartamento é suíte e em outra, um dormitório com berçário móvel. Todos os ambientes foram projetados e planejados para oferecer o máximo de conforto às famílias, como por exemplo, a utilização de iluminação especial, cujo objetivo é fazer com que as pessoas se sintam acolhidas num ambiente tipicamente residencial. “Todo projeto tem uma criação, uma emoção e uma alma. Aqui existe um encantamento em cada espaço. Cada cor que foi utilizada leva as pessoas a uma emoção, a terem uma lembrança do ente querido, do que foi sua vida, do que representou essa pessoa”, explica a arquiteta Dagmar. O prefeito Marcelo Barbieri, na ocasião da apresentação do Memorial, falou sobre a renovação que está sendo apresentada para a cidade. “Vocês vão apoiar famílias, um trabalho que não tem paradigmas no serviço funerário de Araraquara. A Fonteri fez uma revolução, adotou nova tecnologia nesse processo, para melhor atendimento às famílias. É uma inovação muito Dormitório - Unidade 1 Dormitório - Unidade 2 Dormitório - Unidade 1 com berçário Cada unidade possui a sua copa grande essa qualidade de serviço que é diferenciada para nossa cidade e região. Tenho que agradecer muito vocês por acreditarem e investirem na nossa cidade”, disse Barbieri aos diretores da empresa. O presidente do Sindicato das Empresas Funerárias do Estado de São Paulo, Mário Fernando Beringele também reforçou o caráter inovador do empreendimento. “O João Luis tinha uma proposta, e estava disposto a lutar e com esse espírito combatente de empresário, sabia que alcançaria seu objetivo”, comentou orgulhoso em participar da apresentação do memorial. ACOMPANHAMENTO ON LINE Outra inovação que o Memorial Fonteri em breve oferecerá, será o acompanhamento on line do evento. Muitas vezes, amigos ou parentes moram em outras localidades, distantes e não conseguem estar junto aos seus familiares nesse momento de pesar. As famílias poderão através de um link estabelecido por um IP e senha, fornecidos pela Fonteri, acompanhar todo o velório via internet. Aliada à excelente estrutura arquitetônica, sua equipe de funcionários está altamente capacitada para atender com todo carinho, eficiência e dedicação, as famílias enlutadas. O Memorial, para isso, conta com salas administrativas e sala de reunião para encontros e palestras dadas aos seus colaboradores. Pela modernidade do seu projeto, a Fonteri se consolida no rol das empresas mais expressivas do segmento funerário do País, graças a visão e a ousadia de João Luis e Jussara. Como empresa de ponta, ela mantém parceria com a ACIA, disponibilizando planos especiais aos seus associados para momentos tão significativos em nossas vidas. As Salas de Eventos possuem espaços amplos e individuais com interligação se necessário, com outras unidades Sala Comercial que também será utilizada pelos agentes para comercialização dos planos mantidos pela Fonteri

[close]

p. 12

Marcos Roberto Messeano, Sandra Cristina Christovan e Aluízio de Castro Lima na JadLog SERVIÇO A JadLog coleta e entrega desde documentos até cargas de grande volume, atendendo empresas e também pessoas que desejam enviar ou receber encomendas. O objetivo da empresa é atender as necessidades dos seus clientes, buscando a melhor solução logística, seja na análise do modal mais apropriado ou então o frete praticado. As questões como qualidade, prazos de entrega e confiabilidade são entendidos pela JadLog como aspectos primordiais para o bom atendimento. RAPIDEZ E SEGURANÇA PARA SUA ENCOMENDA Com franquia também em nossa cidade, a JadLog é uma das maiores empresas do País, especializada em cargas expressas. Ao todo são mais de 350 unidades. A JadLog está há quatro anos prestando serviços em Araraquara e toda a região, contando em sua administração os sócios, Aluízio de Castro Lima e Frederico Renno Lima. Para eles uma das grandes vantagens da empresa é a segurança com que ela presta o serviço. “Entregamos a encomenda com rapidez, segurança e um preço bem competitivo”, completa Aluízio. Entre os serviços prestados pela JadLog estão o Expresso para encomendas urgentes com prazo de até 24 horas para todo o Estado de São Paulo e principais capitais do País e o DOC, que é o envio de documentos com peso inferior de 100g, para todas as capitais e grandes cidades com tarifa única de R$12,90. Outra facilidade é o Cargo, que consiste no embarque urgente de grandes volumes de cargas aéreas. O Rodo também é outro serviço proporcionado pela JadLog e que consiste no transporte rodoviário expresso de cargas com prazos especiais de entrega. Para encomendas internacionais, a empresa está presente em mais de 200 países e realiza serviços como envio expresso de documentos, amostras e remessas de até U$10,000.00. Segundo Aluízio, a JadLog mantém um convênio com a empresa americana UPS (United Press Service) para fazer importação e para exportar. Além da própria JadLog, também existe um convênio com a TNT. A coleta e entrega das encomendas é feita pela JadLog em domicílio em qualquer lugar do Brasil. Todas as modalidades de serviços são seguradas pelo Unibanco, além disso, o cliente pode rastrear a encomenda através do site da empresa, que ainda oferece a possibilidade do cliente fazer o cálculo estimado do valor do frete desejado. Em Araraquara, quatro funcionários trabalham no atendimento, coleta e entrega de encomendas. Nos próximos meses, a empresa, que já conta com uma frota de 26 aeronaves próprias, terá mais um avião cargueiro para agilizar o serviço nas regiões norte e nordeste do Brasil. Também realizará investimentos em sua frota terrestre com a aquisição de 10 caminhões e 100 veículos leves, entre vans e utilitários. A JadLog tem horário de funcionamento de segunda a sexta, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h ao meio dia. ATENDIMENTO JADLOG Alameda Rogério Pinto Ferraz, 142 Vila Ferroviária Fones: (16) 3335-7011/ 3335-8028/ (16) 8185-0033/ (16) 8185-0022 Fax: (16) 3331-7485 Site: www.jadlog.com.br Email: fredexpress@terra.com.br Embalagens utilizadas pela empresa

[close]

p. 13

Em datas especiais como o carnaval, a Curves busca comemorar o evento Uma das franquias mais respeitadas em todo mundo faz sucesso em Araraquara SAÚDE PROMOÇÃO DA CURVES NO MÊS DAS MÃES Para a mulher que deseja entrar em forma de maneira saudável e divertida, a Curves oferece promoção especial em maio com uma semana gratuita ou desconto de primeira visita para quem se tornar sócia. Os objetivos de Elcy Amorim, Celi Yamamoto e Mônica Ninomyia, estão sendo alcançados com grande sucesso após 24 meses da implantação de um arrojado projeto de ginástica só para as mulheres. Sóciasproprietárias neste empreendimento, elas também cuidam da franquia Curves em São Carlos e no bairro Pompéia, na capital. Os treinos na Curves são de apenas 30 minutos, realizados três vezes por semana e com horários flexíveis. “O tempo todo as alunas têm o acompanhamento e recebem orientações de uma educadora física”, comenta Elcy. Logo que a aluna inicia na Curves, ela passa por uma avaliação, onde as professoras recebem informações sobre a saúde e os objetivos da participante. Baseada nessa avaliação, é elaborada a forma mais eficiente de utilizar o programa de exercíAcompanhamento personalizado cios. Esse programa é composto pelas seguintes etapas: atividade física, trabalho cardiovascular, fortalecimento e ganho de massa muscular, recuperação da frequência cardíaca e alongamento. Mensalmente, as alunas realizam também uma avaliação física. Elcy reforça que todos os aparelhos utilizados na Curves são hidráulicos de baixo impacto, “ideal para a musculatura porque reduz muito o risco de lesões”, disse. A academia também proporciona ambiente interativo e decorado para agradar o gosto feminino. Outra vantagem importante é o site www.maiscurves.com.br, ele é um Portal das Sócias, onde as alunas se cadastram e têm acesso a informações sobre saúde, emagrecimento, nutrição entre outras dicas exclusivas. A Curves começou nos Estados Unidos há 15 anos e hoje possui mais de 2 mil unidades espalhadas pelo mundo; as alunas Curves ainda têm a vantagem do “Passe Viagem”, que possibilita o acesso em todas as unidades do Brasil e assim elas não precisam interromper o treinamento durante viagens de trabalho ou quando saem de férias. Em maio, a Curves lança a “Promoção Mãe e Filha juntas, desconto em dobro”. Agende um horário e participe. Você vai gostar. ATENDIMENTO CURVES Av. Dr. Gastão Vidigal, 35 - Fonte (ao lado do Teatro Municipal) Fone (16) 3335-9563 Site: www.curves.com.br

[close]

p. 14

Saladas & Grelhados, em restaurante especializado na Alameda Paulista GASTRONOMIA SALADAS & GRELHADOS RESTAURANTE MUITO MAIS SABOR PARA VOCÊ Araraquara oferece mais uma opção entre os pontos gastronômicos da cidade. Agora a população pode saborear as delícias do Saladas & Grelhados Restaurante, instalado na Alameda que é o principal corredor comercial da Vila. A história do Saladas & Grelhados Restaurante começou quando Geralda Nonato, superando obstáculos e acreditando em seu talento e experiência, resolveu montar seu próprio negócio. Depois de trabalhar em importantes restaurantes de Araraquara e se aperfeiçoar em diversos cursos culinários, Geralda e o marido, Edson Nonato, iniciaram um novo empreendimento na cidade, o Disk Saladas & Grelhados. “Sempre fui apaixonada por horti-fruti. Sempre que eu vejo esses alimentos, a minha imaginação vai longe”, comenta Geralda. A procura pelo Disk superou as expectativas e eles sentiram a necessidade de abrir um lugar para acomodar e atender em mesas, os clientes. Assim, há 4 meses, o restaurante foi inaugurado na Alameda Paulista. Hoje, Patrícia, Mara, Marli, Ednéia, Geralda e Edson, profissionais do Saladas & Grelhados As marmitas são preparadas com alimentos saudáveis e de uma forma bem colorida além do Disk Saladas & Grelhados, o restaurante atende diariamente, no almoço e no jantar. São variados pratos à la carte e também a opção do Prato do Dia, a R$ 4,99. Outra novidade são as marmitas e os marmitex oferecidos pelo restaurante nessa nova fase. A marmita é composta por alimentos balanceados, seguindo orientações da nutricionista Paula Firmino; dessa forma, Geralda soma as dicas da especialista com a sua experiência em verduras, legumes e frutas (Garde Manger). “Tentamos levar ao cliente uma alimentação saudável, apresentando uma marmita bem colorida, porque primeiro a gente come com os olhos, para depois saborear, então isso é, também, muito importante”, comentou. Geralda e sua equipe trabalham com atenção e muita dedicação no preparo dos alimentos. “Tudo está sempre fresco pois recebemos verduras, legumes e carnes todos os dias”. O restaurante está aberto de segunda a segunda das 10h30 às 15h para o almoço, e a partir das 18h30 para o jantar. O Disk atende durante todo o dia. Saladas & Grelhados Restaurante, uma deliciosa opção para quem deseja comer bem! ATENDIMENTO Saladas & Grelhados Restaurante Alameda Paulista, 2251 - Vila Xavier Disk Entrega: 3332-4867 / 9719-3855

[close]

p. 15



[close]

Comments

no comments yet