Revista Comércio & Indústria - Novembro/2009

 

Embed or link this publication

Description

Revista Comércio & Indústria - Novembro/2009 - Ano 4 - Nº 52

Popular Pages


p. 1

Novembro/2009 • Ano 4 - N° 52 CARTA 991.223.042-4DR/SPI LICEU POSITIVO: EDUCAÇÃO DE QUALIDADE COM CONHECIMENTO E CONTEÚDO Ao completar 13 anos, o Liceu Monteiro Lobato agrega as inovações e a tecnologia do Sistema POSITIVO ao seu projeto de escola modelo, dando novo formato ao ensino para ser referência na região em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

[close]

p. 2



[close]

p. 3

E special de Aniversário “A vida fez de mim uma empreendedora, capaz de encarar os desafios, sem jamais fugir à luta, vencer as adversidades e tornar realidade quase todos os sonhos. Essas lições foram tiradas do tempo que soube também, ensinar que jamais devemos abandonar nossos ideais, reencontrando forças, sendo otimista e acreditando nos valores humanos. Sou plenamente grata aos que exaltam meu idealismo, porém, o maior presente nestes 25 anos, está no incentivo e no apoio das minhas clientes, no reconhecimento ao trabalho da minha equipe, na compreensão da minha família e na vontade de mostrar que em todas as estações, fazemos a moda com carinho e respeito, admiração e ternura, mas acima de tudo, com a graça de Deus.

[close]

p. 4

Loja ampla, confortável e repleta de novidades para atender mulheres elegantes ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO Teresa é apaixonada pelo seu trabalho TERESA SMIRNE COMPLETA 25 ANOS FAZENDO MODA E CRIANDO ESTILO Batalhadora e ousada: assim é uma definição para Teresa Smirne que há 25 anos comanda uma das melhores lojas do comércio de nossa cidade. Sempre atualizada, comemora o aniversário de sua empresa relembrando uma trajetória marcada por sucesso e belas conquistas. Teresa Smirne nasceu e cresceu no comércio de Araraquara. Filha de conceituado comerciante, Ronaldo Smirne, desde criança teve contato com a arte de vender e de comprar. O comércio se tornou uma opção em sua vida e com o amadurecimento pessoal, ele se tornou realidade, tanto que em 4 de novembro de 2009, sua loja completa 25 anos de muito sucesso. Teresa conta que tudo teve início em 1984 quando surgiu a oportunidade de adquirir uma loja de roupas na Avenida Dom Pedro II esquina com a Rua Itália (Rua 7). A loja vendia roupas de crianças, mas Teresa logo mudou o foco e começou a trabalhar com moda feminina: “Assumi a loja e baseada no meu estilo de vestir, fui aos grandes centros da moda na época, para apreciar e ver o que seria ideal para as pessoas que tivessem esse perfil”. A partir daí, o crescimento foi impressionante e depois de duas décadas e meia, ela ainda busca modelos clássicos, que seguem as tendências, mas que não são roupas passageiras. Bom gosto e qualidade, dois dos parâmetros usados por ela na hora de selecionar os artigos de sua concorrida loja. “Qualidade dos produtos é fundamental em todos os sentidos”, ressalta Teresa, uma das mais profundas conhecedoras da moda feminina em nossa cidade e região. Essa filosofia então, sempre norteou o seu trabalho. Além de roupas, Teresa Smirne coloca à disposição de suas clientes, uma completa gama de bolsas e acessórios de excelente qualidade e bom gosto As clientes observaram esse diferencial da loja e a afinidade foi imediata: “Nos tornamos amigas e ao longo desses anos, construímos uma relação de confiança e agradeço o reconhecimento delas pelo meu trabalho”, diz Teresa. Durante os primeiros quatro anos a empresa se manteve no mesmo local, contudo, em 1988, a loja foi transferida para o prédio em frente, onde está até hoje. Em meados dos anos 90, o local passou por uma grande reforma e ganhou as características que ainda são preservadas. CRESCIMENTO Não foi só a estrutura física que passou por transformações ao longo destes anos. Teresa se manteve atenta às mudanças da moda e especialmente, às alterações comportamentais das mulheres. “Hoje as mulheres trabalham, têm uma vida muito mais ativa e a roupa acompanha esse comportamento”. Atendimento especial na Ponta de Estoque

[close]

p. 5

Experientes, Mara e Bete atendem com perfeição as clientes da loja Modelos que seguem a tendência, mas que nunca saem de moda. Roupas clássicas, de marcas renomadas e de incrível qualidade têxtil A costureira Maria presta serviços de excelência na Oficina de Conserto Suas clientes queriam além das roupas, também os complementos e dessa forma, Teresa expandiu sua variedade de produtos passando a oferecer acessórios como brincos, colares, pulseiras, lenços e bolsas. Ela conta que a demanda por um visual completo foi crescendo e sentiu a necessidade de oferecer essa possibilidade às clientes. Como sempre empreendedora e na vanguarda, observou outra ferramenta para melhorar ainda mais o seu atendimento e contratou em 2002 uma costureira exclusiva para realizar os acertos e reparos nas roupas compradas na loja. “A cliente sai com a roupa perfeita para usar; buscamos ser rápidas nos reparos e atender prontamente nossa clientela”, explica a empresária. OFICINA DE COSTURA E PONTA DE ESTOQUE O sucesso dessa ideia foi tão grande, que Teresa Smirne montou anexo à sua loja, a Oficina de Conserto. Nesse novo espaço, a costureira faz os ajustes nas roupas da loja e atende consumidores externos também. Impulsionada por mais uma nova possibilidade, Teresa otimizou o ambiente da Oficina de Conserto e agregou ao espaço uma loja Ponta de Estoque. ATENDIMENTO Para valorizar a excelência de serviços da Teresa Smirne, o atendimento é um quesito a parte. A empresária conta que sempre gostou de estar muito bem informada sobre como se portar em ocasiões mais formais como jantares, casamentos e reu- niões e percebeu que suas clientes também tinham esse interesse. Teresa buscou conhecimento e fez vários cursos em São Paulo objetivando prestar consultoria de qualidade. “Hoje as pessoas se preocupam muito com isso, em saber como se portar, que roupa vestir, a cor correta em cada ocasião. Até mesmo as fábricas passaram a estar mais atentas a essas questões e hoje nos oferecem material de orientação ”, comenta. As funcionárias que trabalham com Teresa há muitos anos, também estão plenamente aptas a orientar as clientes sobre o que lhes cai bem. “Nosso objetivo é ajudar a cliente a se sentir bonita e confortável com a roupa que está vestindo, para isso orientamos sobre qual o melhor modelo, cor e corte para cada pessoa”, explica. Teresa ressalta o trabalho competente e a dedicação de suas funcionárias, Bete, Mara e Maria. “Elas são excepcionais no que fazem e contribuem muito para o crescimento da loja”. Seriedade, profissionalismo, sobretudo amor pelo que faz, levaram uma mulher empreendedora e com visão de futuro a enfrentar todos os obstáculos e contratempos decorrentes do comércio e se transformar, através de muita luta e dedicação, em uma das principais lojas de moda feminina de Araraquara. “É preciso amar o seu trabalho, ser perseverante, paciente e crer no que faz”, diz Teresa. A empresária ainda faz questão de agradecer a Deus, no qual sempre encontrou força e coragem para superar qualquer adversidade; e aos filhos João Paulo, Priscila e Renato que sempre a apoiaram e incentivaram. Foi assim, pautada pelo trabalho e amor, que ela conquistou em 25 anos esse sucesso. Para o futuro, Teresa acredita que muitas coisas boas ainda virão. ATENDIMENTO TERESA SMIRNE Rua Itália, 1279 - Centro Fone: (16) 3322-4666 Agora com estacionamento próprio (Rua 7, entre XV de Novembro e D. Pedro II) MODA Teresa Smirne em toda sua trajetória tem pautado por uma linha de trabalho profissional irrepreensível, transformando-se em loja especializada pela qualidade das marcas que representa, mantendo o grau de satisfação de suas clientes. Sempre foi uma loja com conteúdo, completa e dinâmica, andando em dia com a moda, a beleza, o bem-estar para deixar as mulheres ainda mais lindas e de bem com a vida. Practory estilo social Rubinela estilo esportivo

[close]

p. 6

do editor ponto de vista Valter Merlos - Presidente Ivan Roberto Peroni CORRENDO PARA INOVAÇÃO tecnologia pode ser aliada para a consA tantepossível cresceruma varejista. Somente inovação no setor assim é e vender mais em um mercado competitivo e renovador, não apenas em Araraquara, mas em todo o País. Não é preciso ter muita imaginação para ver como as coisas mudaram no mundo do varejo. Se antes comprar era um ato simples que envolvia apenas comprador, vendedor, produto e pagamento, hoje é uma equação complexa com lançamentos de novos produtos em velocidade recorde, crédito facilitado, diferentes formas de pagamento, monitoramento fiscal e um consumidor cada vez mais exigente e, também, infiel. Vender deixou de ser uma disputa pelo melhor preço e passou a ser uma arte que exige muita criatividade para conquistar e fidelizar clientes. Neste novo cenário, a palavra de ordem é inovar. A inovação virou uma questão de sobrevivência para o varejo. Atender bem as necessidades do consumidor de hoje, transformar o espaço de vendas, aprimorar e desenvolver novos mercados são os desafios deste segmento que durante muito tempo, focou suas energias em reduzir custos. Com margens de lucro líquido na faixa dos 3% aos 5%, fazia todo sentido para o varejo otimizar despesas, mas em breve o grande tema será a inovação. Capa Gilmar Fotografias QUANDO A ECONOMIA GIRA, A SOCIEDADE INTEIRA SE ENVOLVE rás. Estamos inserindo a nossa cidade er presidente de uma entidade em uma região voltada integralmente paclassista e ocupar o cargo de sera o progresso. Observa-se que a ecocretário de Desenvolvimento Economia gira e quando ela gira, a maioria nômico tem me proporcionado a grande da sociedade se envolve, se emociona, oportunidade de ampliar conhecimentos se estimula e novos planos de vida vão e ter uma convivência ainda maior com o promovendo novas giradas. É o início de público. A política na verdade exige isso, um novo ciclo em nossa cidade, com as se transformando em um exercício periniciativas conspirando a nosso favor. manentemente salutar, criando regras no Os investimentos que Araraquara relacionamento com a comunidade e tem recebido nos últimos tempos, consiabrindo nossos olhos como cidadão intederamos fundamentais para deixarmos ressado no bem-estar de todos. aos nossos filhos e netos uma história Algo contudo chamou minha atende desenvolvimento: a vinção em uma dessas leituda de novas empresas, a ras de final de semana em Os investimentos que inauguração da Arena da que Cora Coralina, diz Araraquara tem recebido Fonte, a transformação num dos trechos do seu nos últimos tempos do CEAR em importante poema “Aos Moços”: consideramos área empresarial, se junEmpresário. O Brasil sofundamentais para tam à capacidade de promos nós. Não há o que condeixarmos aos nossos dução interna das indústestar quando observamos filhos e netos uma história trias formadas anos atrás. que há necessidade de serNo entanto, enganam-se mos otimistas e acreditar- de desenvolvimento. S mos na fraternidade universal. Também são suas as palavras de que - mais vale lutar do que recolher dinheiro fácil. E luta é o que não falta para os amigos empreendedores, cada vez mais próximos deste nosso objetivo de união de forças por um trabalho sério, ético e transparente. O tempo muito nos ensinou e não há como duvidar da força de um País que na maior parte da sua história, foi empurrado pelo trabalho e suor do povo. Esse pedaço de mundo anda sozinho quando quer, dispensa a hipocrisia dos políticos descompromissados com a qualidade de vida dos mais humildes e nos leva a entender o sabor da esperança. E é por nós que essa esperança existe e nos faz entender que verdadeiramente, o Brasil somos nós. Hoje vemos como Araraquara cresce. São mais de 14 mil CNPJs e de fevereiro a outubro, a nossa Sala do Empreendedor expediu mais de 1.500 alva- aqueles que imaginam que bastará fazer a roda girar no melhor estilo dos americanos - de produção e loucuras consumistas. Temos que pensar é no processo de sustentabilidade em que todos terão que fazer parte, pois quem ignorar mudanças, adequações e renovações, atualizar seu conceito ou perfil à modernidade global, fatalmente será atingido pelo pessimismo. Nós empresários temos o compromisso de mostrar ao País um olhar novo e diferente sobre o relacionamento econômico, não bastando visualizar planilhas que refletem ganâncias, despreocupadas com terceiros. Alguém já disse certo dia: “Chegou a hora do amor impor decisões de menor lucro financeiro, mas ao mesmo tempo, acrescentar uma riqueza gigantesca de lucro emocional e social.” Só assim construiremos uma cidade mais humana, feliz, voltada principalmente para a geração de empregos. A TECNOLOGIA NO AVANÇO DO LICEU A lousa digital que o LICEU POSITIVO acaba de implantar é a forma correta de se praticar uma revolução no ensino da cidade, permitindo o acesso dos alunos a um mundo de novos conhecimentos. EDIÇÃO N° 52 - NOVEMBRO/2009 Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Assistente Editorial: Michele Rampani Depto. Comercial: Gian Roberto - Silmara Zanardi Maria José de Arruda - Sebastião Barbosa Designer: Bete Campos, Mário Francisco e Carolina Bacardi Impressão: Gráfica Bolsoni - (16) 3336 9008 A Revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente em Araraquara e região INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633 COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br

[close]

p. 7

Paulo Pecin, presidente da AESCAR MUDANÇAS A NOVA NOTA FISCAL ELETRÔNICA VEM AÍ Os empresários devem estar atentos aos prazos para a troca das notas fiscais modelo 1 e 1A pela nota fiscal eletrônica (NF-e). Por determinação do Governo Estadual, todas as empresas que possuem Inscrição Estadual, com exceção ao comércio varejista, devem adquirir o software e se adaptar ao novo sistema. Essa mudança, segundo Paulo Luiz Pecin, presidente da Associação das Empresas de Serviços Contábeis de Araraquara (AESCAR), tem como objetivo a implantação de um modelo nacional de documento fiscal eletrônico, reduzindo custos, simplificando as obrigações acessórias dos contribuintes e permitindo, ao mesmo tempo, o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco. O site da Nota Fiscal Eletrônica (www.fazenda.sp.gov.br/nfe) traz todas as orientações de determinações legais, na portaria CAT 162/2008, alterada em 1º de setembro de 2009 pela CAT 173. Especialistas alertam para atenção ao cumprimento correto de todas as especificações, mas, especialmente, na escolha do software, que de preferência permita atualizações constantes. Paulo Pecin explica que em um primeiro momento, os empresários se deparam com os custos para implantação do sistema, mas destaca que essa Os computadores devem receber novo software para mudança também visa a pre- desempenho da função até 2010 servação ambiental, já que a emissão de notas em papel deixará de acontecer e os gastos com esse material também serão extintos. A obrigatoriedade da adoção da já chamada NF-e não está relacionada ao tamanho da empresa, mas à atividade econômica. A implantação está sendo realizada de forma gradual. As primeiras empresas alteraram o sistema em abril de 2009; entre elas estavam fabricantes de cigarros, fabricantes de automóveis, fabricantes de bebidas alcoólicas e refrigerantes. Em seguida, fabricantes de produtos de limpeza, cosméticos, defensivos agrícolas entre outros se enquadraram à NF-e em setembro. Em abril de 2010, mais um grupo de empresas, entre elas frigoríficos, fábricas de lacticínios e fabricantes de produtos alimentícios deverão adotar o novo software. Posteriormente, em julho e outubro de 2010, as últimas empresas também passarão a utilizar o sistema (a relação completa das empresas e datas estão no site da NF-e). Paulo Pecin conta que as empresas têm a possibilidade de utilizar o sistema por três meses de experiência. “Esse período é ótimo para que aprendam a utilizar corretamente o sistema e deve ser feito antes do prazo estipulado pelo Governo”. Ele afirma que é necessário ter atenção na hora do credenciamento da empresa, consultar antes da emissão da nota os dados da empresa pelo Sintegra (Sistema de Informações sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços) ou pessoa física pela CPF com quem está sendo realizado o negócio. “Além de tudo isso, é preciso que a empresa tenha uma excelente conexão de internet, porque todo o processo é online”, ressalta. Mesmo que o varejo ainda não tenha essa obrigação de imediato, se a rotina de uma grande loja incluir distribuição no atacado, ela será afetada e deverá substituir as notas fiscais 1 e 1 A pela NF-e.

[close]

p. 8

Recurso da Lousa Digital proporciona completa interação entre alunos e professores em sala de aula REPORTAGEM DE CAPA LICEU POSITIVO: PRAZER EM APRENDER COM A LOUSA DIGITAL O LICEU POSITIVO é uma escola inovadora que alia a moderna tecnologia à educação, proporcionando aos seus alunos um ensino de qualidade e acesso ao mundo do conhecimento. Uma escola moderna e atualizada. Assim é o LICEU POSITIVO, que passa a trabalhar com um dos recursos tecnológicos mais inovadores na área educacional, a Lousa Digital POSITIVO. Esse novo recurso permite a interação entre alunos e professores de uma forma mais dinâmica e eficiente. Em nosso País, pouquíssimas escolas utilizam essa ferramenta. Conveniada ao Sistema de Ensino POSITIVO, o LICEU agrega ao recurso digital todo conteúdo pedagógico da mais alta qualidade, estimulando o aluno a pesquisar, a interagir e a se comunicar embasado por um dos melhores sistemas educacionais do País. O LICEU POSITIVO atua da Educação Infantil até o Ensino Médio. Sua infraestrutura é completa e atende todas as necessidades de seus alunos. Desde o princípio, a qualidade educacional oferecida está alicerçada em três pontos fundamentais: uma equipe técnica competente na área administrativa; qualificação do seu corpo docente e o excelente material didático. Laboratório de Ciências do LICEU OS CURSOS A Educação Infantil tem como foco principal promover o desenvolvimento integral até os seis anos. A proposta pedagógica para este nível de escolaridade é baseada na concepção de que a criança deve compreen- Alunos navegam e pesquisam pela Internet no amplo Laboratório de Informática do LICEU POSITIVO Música também tem grande importância para o desenvolvimento dos alunos do LICEU

[close]

p. 9

Estudantes aprendem e se divertem no LICEU POSITIVO O LICEU POSITIVO é composto por um prédio amplo que abriga seu sistema de ensino e uma quadra para atividades esportivas e recreativas der o seu desenvolvimento nos diferentes contextos sociais, ambientais, culturais para construir sua própria identidade. Já o Ensino Fundamental é desenvolvido em nove anos e dividido em duas etapas: do 1º ao 5º ano e do 6º ao 9º ano. Sua finalidade primordial é a formação básica do futuro cidadão. A última e essencial etapa na formação do jovem estudante dentro do LICEU é o Ensino Médio, que permite ao aluno construir sua identidade exercendo seu direito de ser competitivo, solidário e participativo. Na grade curricular do Ensino Médio já está incluído o 3° Ano-Cursinho, que prepara o aluno para o vestibular. Todas as etapas educacionais dispõem de excelente material didático. O livro integrado é constantemente atualizado de acordo com os vestibulares e o novo ENEM. ESTRUTURA A estrutura física da escola conta com inúmeros ambientes diferenciados para dar suporte às disciplinas e facilitar o aprendizado em todas as etapas: moderno Laboratório para aulas práticas de Física, Química e Biologia; Laboratório de Informática com lousa digital e Banda Larga; Auditório Multimídia, com grande acervo educativo; salas especiais para educação infantil com refeitório, Contação de Histórias, Brinquedoteca, etc. O Corpo Docente e Diretivo é composto por profissionais com larga experiência Didático-Pedagógica e Administrativa. Os professores, comenta o Diretor Daniel de Barros, estão integrados ao modelo de ensino e passam por constante atualização, o que lhes permite a plena utilização das modernas ferramentas didáticas da escola. No LICEU as salas de aula foram planejadas pra oferecer ao aluno um ambiente bastante agradável. No Ensino Médio conta com cadeiras estofadas, vídeo, som especial e ar-condicionado. Outro grande diferencial da escola é o Portal Educacional, atualizado e prático, que disponibiliza excelente conteúdo, exclusivo aos alunos POSITIVO. Os passeios pedagógicos e recreativos, incluindo o Plus Cultural POSITIVO (evento regional anual voltado a preparação dos alunos para o vestibular com a presença de renomados professores do Sistema POSITIVO Nacional), também contribuem para a formação dos jovens estudantes da escola. Todo esse diferencial didático, docente e estrutural pode ser notado através dos resultados do LICEU. Ao longo dos últimos anos, além de ótimos resultados no ENEM, seus alunos vêm conquistando vagas com grande mérito nas principais universidades do País. MATRÍCULAS Qualidade de Ensino, professores com excelente formação acadêmica, tecnologia como auxílio à educação e Sistema de Ensino POSITIVO, só o LICEU oferece, com uma mensalidade totalmente acessível aos pais. As matrículas já estão abertas. Informe-se na secretaria da escola sobre as condições especiais para 2010. Os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental, que estarão cursando o Ensino Médio em 2010, podem se inscrever para bolsa de estudos, com base na análise de seu currículo escolar. O telefone do LICEU é 3335-1911. As aulas de xadrez estão integradas às várias atividades extracurriculares que contribuem com o desenvolvimento intelectual dos alunos ATENDIMENTO LICEU POSITIVO Rua 9, com Av. Monteiro Lobato (próximo Igreja do São Geraldo) Informações: (16) 3335-1911 Site: www.liceupositivo.com.br Cantinho da leitura estimula a imaginação e a criatividade através dos livros Sistema de Ensino POSITIVO é um dos melhores métodos e um dos que mais aprovam no País

[close]

p. 10

A participação da EMBRAER mostra a afinidade da empresa com a nossa cidade EM FOCO FACIRA: A HORA DE LEVANTAR VÔO A FACIRA teve pontos positivos neste ano em sua organização, e ela começa a ganhar novo formato com um visual mais agradável, atraindo grande público. Uma semana após o encerramento da vigésima edição da FACIRA, o presidente da ACIA, Valter Merlos, entidade gestora da feira, ainda avalia os resultados. Para ele, em 2009, tivemos uma situação atípica: pela primeira vez em sua história a exposição deixou de ser realizada no período de aniversário da cidade, por conta da recomendação da Secretaria Estadual de Saúde, que procurava impedir aglomerações no pico da propagação da “gripe suína” que assolava o País. Mesmo com os percalços, disse Merlos, fizemos um grande trabalho e temos certeza que valeu a pena, afinal os desafios foram vencidos. Também pela primeira vez, Valter Merlos colaborou na organização da FACIRA como vice-prefeito e secretário municipal de Desenvolvimento Econômico. Já como presidente da ACIA, essa foi a sua sexta e última feira, pois no ano que vem terá encerrado seu mandato e não poderá ser candidato à reeleição: “Quem assumir certamente terá o nosso apoio”, antecipa o dirigente. Como secretário de Desenvolvimento Econômico, o tempo também foi curto para Abertura oficial da feira com a presença de Fernando Lopes de Oliveira, secretário Executivo do Ministério das Comunicações

[close]

p. 11

Apoio do município é imprescindível, disse o prefeito Barbieri em sua primeira FACIRA Valter Romão, presidente da feira, lembrou que as mudanças são um marco histórico ele e seus assessores, pois quando assumiu riam ter sido colocados em prática, no eno cargo em janeiro, as grandes empresas já tanto, foram barrados por algumas situahaviam feito seu planejamento financeiro, o ções adversas como: rebeliões em presíque via de regra acontece com vários meses dios, crise econômica e gripe H1N1. Os prode antecedência. Para 2010, teremos um pe- blemas não atingiram apenas a principal feira de Araraquara: ouríodo mais amplo de tras tantas pelo territópreparativos e uma sirio nacional sofreram tuação mais favoráconsequências semevel, porque a crise ecolhantes e ainda se resnômica mundial tamsentem de prejuízos bém contribuiu para o enormes. afastamento dos expoIsso tudo, para o sitores. presidente da ACIA, Uma coisa porém é plausível, pois tamé certa: a feira nestes bém estamos vivendo últimos três anos entrou num processo de Para Valter Merlos, a FACIRA nos últimos profundas mudanças nas questões comporreestudos em sua orga- três anos busca fixar um novo foco nização, com o objetivo de revitalizar o seu tamentais e que devem ser levadas em confoco. As pesquisas feitas e os novos cami- ta, com muita serenidade, para evitar o nhos a serem percorridos para motivar a par- comprometimento financeiro de instituiticipação de grandes empresas até que pode- ções equilibradas, como é o caso da ACIA. Em seu discurso, a advogada Haidée Manelli lembrou o papel do FISA neste período de vinte anos Para o gerente regional Fábio Bonassi, o Sebrae participa para evidenciar o trabalho dos pequenos empreendedores

[close]

p. 12



[close]

p. 13



[close]

p. 14

Marcos Tadeu Tangerino, gerente regional do Banco Nossa Caixa CAFÉ E FINANÇAS A equipe de Negócios das agências da Nossa Caixa na cidade: Reginaldo, Paulo, Márcio, Vagner, Marcos, Emerson e Fernanda (atrás); Ademir, Ana Carolina, Bruna e Júlio (frente) BANCO NOSSA CAIXA APRESENTA SEUS NOVOS PRODUTOS AOS EMPREENDEDORES Um privilégio para a classe empresarial da cidade que conheceu os serviços recém lançados pela Nossa Caixa e que aproximam as empresas, de um crescimento econômico bem mais rápido e seguro. O Banco Nossa Caixa promoveu em outubro um Café da Manhã com Empresários, no auditório da ACIA. O objetivo dos gerentes da conceituada instituição financeira foi apresentar aos associados, os produtos e serviços da Nossa Caixa voltados exclusivamente para Empresas. Estiveram presentes seu gerente regional, Marcos Tadeu Tangerino, além de todos os gerentes das agências de Araraquara. Marcos falou sobre a importância do empresário para o banco e ressaltou os serviços e Júlio de facilidades que a Freitas Cerca de 50 empreendedores conheceram os novos serviços e produtos do banco O banco está presente em todos os municípios paulistas. São 564 agências; 381 postos de atendimento; 1386 pontos de autoatendimento e 678 correspondentes. PRODUTOS E SERVIÇOS A Nossa Caixa oferece várias operações de crédito, visando proporcionar adequação ao fluxo de capital de cada empresa. Após a integração com o Banco do Brasil, a Nossa Caixa desenvolveu alguns novos serviços, entre eles, o Giro Nossa Caixa Flex, que oferece condições para a empresa prosperar e crescer, com taxas e condições especiais, como até seis meses de carência e até 36 meses para pagar. Nossa Caixa oferece para o desenvolvimento das empresas. O presidente da ACIA e também secretário de Desenvolvimento Econômico, Valter Merlos, ressaltou a importância da parceria com a Nossa Caixa, enalteceu o trabalho realizado pelo seu corpo de gerentes e destacou a necessidade dessa aproximação com o empresariado tendo a associação como parceira. “É fundamental o papel da Nossa Caixa em Araraquara para o desenvolvimento do município”, enfatizou. A apresentação dos produtos ficou sob a responsabilidade do gerente da agência de Araraquara, Júlio de Freitas. Para um auditório lotado de empresários da cidade, Júlio pontuou cada serviço do banco, além de apresentar as novidades do portifólio após a união entre Nossa Caixa e Banco do Brasil. O gerente regional do Banco Nossa Caixa, Marcos Tadeu Tangerino, recebe Valter Merlos, presidente da ACIA e também secretário de Desenvolvimento Econômico

[close]

p. 15

Júlio de Freitas, gerente da Nossa Caixa Araraquara e Valter Merlos Durante o Café com Empresários, a oportunidade de uma aproximação mais ampla com os empreendedores para apresentação de novos produtos do banco Outra novidade é a Antecipação de Recebíveis, que é o crédito por meio da antecipação de valores de recebíveis, permitindo acesso a recursos de forma prática e rápida. Poderão ser antecipados: cheques pré-datados, duplicatas e a novidade Nossa Caixa ACL (Antecipação de Crédito ao Lojista). O cliente continua utilizando o Cheque Empresa que consiste em limite de crédito disponível em conta corrente para ser usado conforme suas necessidades, sendo destinado às empresas que procuram praticidade e comodidade. Os empreendedores clientes da Nossa Caixa também podem desfrutar da Conta Garantida com direitos creditórios. Essa linha de crédito é destinada àqueles clientes que possuem créditos a receber do Governo, não representados por títulos ou bens, disponível por meio de limite em conta, com taxas competitivas e sem burocracia. Os adeptos de transações internacionais também têm amparo na Nossa Caixa, já que o banco proporciona linhas de crédito para financiamento de exportações e importações, além de realizar transferências financeiras de pessoas físicas e jurídicas do/para o exterior. Outra vantagem para os clientes nessa circunstância é o Cartão de Crédito Nossa Caixa Empresarial. Esse cartão dá acesso aos melhores estabelecimentos comer- ciais ou prestadores de serviços, tanto no Brasil quanto no exterior e está disponível nas bandeiras Visa e MasterCard. FINANCIAMENTOS As linhas de crédito contemplam com muita habilidade e condições únicas os financiamentos. Para a empresa que necessita financiar uma grande variedade de bens e serviços, visando aumento de produção, vendas ou melhoria da qualidade dos produtos, a opção é o Financiamento de Bens e Serviços. Esse serviço disponibiliza um excelente limite de crédito e vantagens especiais. Para proporcionar mais opções às empresas, a Nossa Caixa ampliou a sua atuação como agente financeiro junto ao BNDES/Finame através das linhas PEC – BNDES e BNDES PSI. Através dessas duas novas opções, a empresa pode ter acesso a linhas de crédito para capital de giro e aquisição de máquinas e equipamentos com taxas de juros reduzidas e prazos estendidos, tornando a empresa mais competitiva e rentável. As operações contam com um limite de crédito de até R$ 200 mil. O banco também contempla o setor agropecuário através das vantagens do BNDES PSI FINAME AGRÍCOLA. A opção oferece prazos de até 120 meses; carência de até 24 meses; taxas de juros diferenciadas; valor mínimo de R$ 30 mil com máximo financiável de 100%. INTERNET Um dos grandes destaques das facilidades da Nossa Caixa é o moderno e seguro Nossa Caixa Net Empresas. O site é extremamente seguro e foi desenvolvido para atender especialmente clientes Pessoa Jurídica e Governos. Ele possibilita movimentações e transações bancárias pela internet com a segurança da Certificação Digital. DDA – SACADO NET Desde 19 de outubro foi implantado o Débito Direto Autorizado (DDA). Esse serviço facilita o pagamento dos boletos de cobrança, apresentados eletronicamente, para os clientes que se cadastrarem como sacados eletrônicos. As vantagens são inúmeras, como segurança; confiabilidade; maior controle; praticidade e agilidade. Além disso, o cliente que optar pelo DDA – SACADO NET está contribuindo para a preservação ambiental, pois os boletos referentes às contas cadastradas não serão mais impressos. O débito em questão, só será concretizado após a autorização do cliente. FACILIDADES Todas as linhas de crédito são oferecidas em condições diferenciadas às empresas associadas aos Sindicatos ou Associações afiliadas as mais importantes Federações do Estado de São Paulo. Entre em contato com a Nossa Caixa. Uma equipe especializada vai estudar as melhores condições e permitir acesso fácil e rápido ao crédito que sua empresa deseja. A Nossa Caixa e o Banco do Brasil trazem um novo olhar para sua empresa, oferecendo a solução sob medida para garantir o sucesso dos seus negócios. Vagner (gerente Ag. Araraquara), Marcos (gerente regional) e Reginaldo (Ag. Fonte) e os contemplados no sorteio de brindes: Eduardo e Maria Silvia Mário Mariano Franzin (gerente da New Standart Software), Emerson (gerente Ag. Araraquara), Dorival Delbon (Stylle) e Júlio (gerente Ag. Araraquara)

[close]

Comments

no comments yet