Revista Feeling Edicao 72

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

ano 16 edição 72 ago/set 2013 distribuição gratuita a arte de colorir maquiagens que embelezam projeto paÊs sistema de informação geográfica gastronomia na cozinha com alcir caçador em cena linha cará e mais saúde artes variedades re exão e outras surpresas!

[close]

p. 2

49 3563-2777 conect essa idéia e gire pelo mundo fibr aÓ tica acesso à internet rÁdio e fibra Óptica rádio rua nereu ramos 320 centro caçador-sc conect@conection.com.br www.conection.com.br

[close]

p. 3



[close]

p. 4

gastronomia entrevero aqui está a receita elaborada por karina gibbini no programa na cozinha com alcir bazzanella humm ficou uma delícia ingredientes 1 pimentão verde 1 pimentão amarelo 1 pimentão verde 2 cebolas grandes 2 tomates cebolinha salsinha 200 gramas 300g de carne de suína 300g de carne de bovina 300 calabresa 2 dentes de alho 2 caldos de carne shoyo sal 300g de pinhão cozido e moído karina gibbini e alcir modo de preparo em uma caçarola colocar azeite galo para refogar a cebola e o alho colocar os pimentões picados o tomate e a carne quando ela tiver refogada colocar o pinhão moído sirva com arroz ago/set 2013 04 alcir karina gibbini izabela e luiz

[close]

p. 5



[close]

p. 6

caçador em cena fotos giovana castanheira bazeggio capela são pascoal linha cará inha cará nome dado devido ao rio cará o qual não passa de um pequeno córrego que tem sua nascente nas terras de desidério catapam e desemboca no rio do peixe está localizada a 8 km do centro da cidade em direção a sc 451 esta comunidade iniciou em 1922 quando maximo zampronio veio de urussanga sc para residir e instalarse nas terras que hoje pertencem a nair gema bazeggio em 1925 foi a vez de antonio baseggio instalar-se na região ele veio de guaporé rs seguido por silvio orso vitório bortolini a família malfati Ângelo catapan zílio scolaro dentre outros que escolheram a região para morar l imagem de nossa senhora menina a comunidade contava com um armazém de propriedade do sr alberto baseggio no lugar também tinha uma grande produção de uvas e vinhos cultivavam trigo e milho que eram transformados em farinha nos moinhos daquela localidade os moradores desta comunidade eram católicos e faziam as orações em um capitel pequena igrejinha onde abrigava os santos de devoção construída geralmente na beira da estrada nas terras de silvio orso o padre osmundo vinha de porto união para visitar a comunidade como houve aumento significativo de famílias houve a necessidade de um espaço maior então decidiram construir uma pequena capela aos domingos à tarde a comunidade comparecia a capela para rezar o terço que era animado pelo coral formado por integrantes da comunidade coral este que costumava abrilhantar outras celebrações tanto na linha cará como também em comunidades vizinhas um dos pontos marcantes da região foi a passagem dos missionários nos anos de 1946 1958 e 1984 a construção da capela foi erguida de madeiras doada pela comunidade no ano de 1930 o terreno foi cedido pelo sr silvio orso o qual participou da construção da mesma ela só foi inaugurada 3 anos depois em 3 de fevereiro de 1933 quando o pe francisco chavier ilmaderey realizou a primeira missa com a bênção da capela e a chegada da imagem de são pascoal uma nova igreja foi construída em 1951 por ivo pasquale sempre que possível o local passa por reformas mas atualmente os responsáveis pela manutenção da igreja sentem dificuldade em encontrar madeiras com corte igual ao do que ela fora construída pois já não existe madeiras em grande quantidade como existia na época em que foi construída e só podem ser cortadas com autorização do ibama ago/set 2013 06 são pascoal santo padroeiro da comunidade

[close]

p. 7

a arte e sua relação com a religião religião serviu de inspiração a inúmeros dos considerados maiores artistas do mundo presente nas mais variadas maneiras nas grandiosas catedrais templos budistas ícones cristãos ortodoxos na caligrafia islâmica e em estátuas gregas a arte produzida pela interferência da fé é um relato vivo da história o impacto da religião se faz sentir ao nosso redor nas ruas e nas galerias de arte influenciando todos os aspectos da sociedade poucas outras forças desempenharam papel tão importante no desenvolvimento humano quanto a arte que aliada à religiosidade passou a ser uma maneira particular de contar a história assim muito da religiosidade acaba sendo manifestada por meio da personificaçã o dos santos ou deuses os quais passam a ser regularmente usados no culto e adquirem uma cÁlices qualidade sacra em muitas religiões materiais dos mais preciosos e grande habilidade são usados para criar objetos destinados ao cerimonial sagrado que vão desde cálices até a decoração os recipientes usados em rituais podem se apresentar tanto em metais preciosos ouro e a prata ainda podem surgir em objetos mais simples como a cerâmica por exemplo a rica ornamentação se destina a inspirar os fiéis em sua devoção porém tem havido uma reação contra a ornamentação excessiva por considerarem que distrai o fiel do alvo da devoção falar de arte é reportar-se às manifestações com intuito de transmitir beleza e prazer aos espectadores sendo a estética o fator principal que diferencia o objeto artístico de outras manifestações culturais uma obra artística pode refletir a realidade no momento em que foi criada mas isso pode mudar à medida que seja submetida a outros observadores por volta do ano 40.000 a.c pode ter ocorrido o nascimento da arte que coincide com a presença do homem de neanderthal também conhecido por homem da caverna suas criações representam expressões de sua vontade e do desejo de exteriorizar suas idéias ou crenças fixando-as em formas determinadas nas paredes a das grutas em ossos de animais e em esculturas variadas para estes hominidas a arte tinha um caráter mago animalístico portanto a arte através dos tempos teve como propósito principal valorizar os aspectos inaproveitados da realidade mantendo o homem em situação de estranheza perante o universo pois a sua luta constante pela vida lhe conduz a uma certa monotonia ou então ao cansaço e a função estética evita que ele caia na automatização tomando com isso consciência de si próprio deste modo produzir obras de arte passa a crucifixo e castiçais ser a realização de um projeto pessoal ou coletivo que supõe um ou mais indivíduos que de algum modo deixam suas impressões naquilo que fazem a obra de arte igualmente serve para ilustrar determinado programa iconográfico o que converte num sistema de imagens destinado a valorizar ideais e mitos religiosos políticos ou culturais sujeito a modificações ocasionadas por múltiplos fatores não se deve ignorar ainda que a obra de arte constitui uma expressão direta ou indireta das concepções de vida e de mundo das giovana castanheira bazeggio ago/set 2013 altar da capela são pascoal ­ linha cará 07

[close]

p. 8

a aplicação do sistema de informação geográfica em prol da população do município de caçador-sc nesta edição o projeto paÊs apresenta mais uma utilidade do sistema de informação geográfica sig evidenciando a importância dessa tecnologia para os dias de hoje evido à expansão urbana e a consequente falta de áreas apropriadas para construção de moradias as margens dos rios vêm sendo ocupadas por uma população que é menos favorecida financeiramente porém isso não pode ser levado como via de regra pois edificações bem estruturadas de pessoas que dispunham de um capital mais elevado também ocupam essas áreas no entanto são em menor quantidade tal expansão faz com que ocorra uma aglomeração de pessoas e residências fisicamente mal dispostas nas margens dos rios as quais se constituem como zonas frágeis e essa combinação de aglomeração de pessoas com poucos recursos em um local de pouca estrutura física adicionado a um evento hidrológico crítico resultam em desastres ambientais relatos da defesa civil de caçador destacam que o município já sofreu com a fúria do rio do peixe em 1983 foi registrada a maior cheia do rio sendo que a cota máxima do alagamento no perímetro urbano ficou registrada em 890 m de altitude em relação ao nível do mar o que representou um aumento de 7 m em relação ao nível da calha do rio em seu leito normal recentemente no ano de 2010 o rio do peixe voltou a mostrar seu potencial destrutivo nos dias 22 e 23 de abril de daquele ano cerca de 400 residências foram atingidas nesse evento hidrológico houve perdas de bens materiais e a exposição às doenças relacionadas às más condições de higiene devido a resíduos acumulados que foram transportados pela água d diante deste tipo de desastre ambiental surge a necessidade de obter informações sobre o evento hídrico área afetada número de residências atingidas número de estabelecimentos comerciais na área alagada número de pessoas desalojadas enfi dados numéricos sobre a enchente com vistas a permitir a análise da situação a qual possibilita a melhor tomada de decisão dos gestores municipais estes dados numéricos são obtidos normalmente na forma de levantamento in loco porém não permitem o cruzamento de informações para a tomada de decisão como alternativa para a resolução desta questão tem-se a ferramenta tecnológica denominada sistema de informações geográficas sig um sig é definido como um sistema onde ocorre a amarração de dois tipos de dados os dados numéricos obtidos normalmente de um cadastro e os dados geográficos que são obtidos a partir de um mapa-base a utilização dos sig em situações de tomada de decisão tem demonstrado ser uma ferramenta poderosa e eficiente nas mais abrangentes áreas do conhecimento possibilitando que este processo seja efetuado tomando como base fundamentos práticos e reais sobre a situação de campo considerando dados e informações georreferenciadas em um trabalho recente de conclusão de curso de engenharia ambiental da universidade alto vale do rio do peixe uniarp realizado pelo acadêmico everton luiz de souza guesser teve como objetivo a criação do sig para as áreas de alagamento do município de caçador 08 feeling ago/set 2013

[close]

p. 9



[close]

p. 10

café venha saborear um delicioso café colonial rod engenheiro lourenço faoro 1941 bairro são cristovão caçador sc

[close]

p. 11

os sabores do campo na cidade grãos farinhas especiais salame produtos para feijoada pães queijos bacon torresmo geléias vinhos licores sucos caldo de cana av senador salgado filho 590 centro fone 3567 0087

[close]

p. 12

reflexão justiÇa e equilÍbrio paulo meirelles psicoterapeuta transpessoal atendimento com regressões consultas vidas passadas curso de reiki e palestras anjos de luz psicoterapias fone 49 35673423 e-mail anjodeluz_cdr yahoo.com.br em determinada passagem do evangelho o apóstolo paulo afirma pois aquilo que o homem semear isto também ceifará h ago/set 2013 12 abitualmente se entende que somente após a vida terrestre faremos um balanço de nossas ações recebendo a justa recompensa seja paz ou desequilíbrio ocorre que não é necessário morrer para perceber a atuação da lei das compensações reparemos o cenário da luta vulgar na terra há homens que são indiferentes às dores do próximo por seu turno eles também recebem a indiferença quanto às dores que experimentam muitos optam pelo afastamento do convívio social para esses a solidão deprimente é a resposta ao mundo alguns se permitem utilizar extrema severidade no trato com o semelhante mas também são julgados pelos outros com rigor e aspereza há quem pratique em sociedade ou em família a hostilidade e a aversão naturalmente encontra entre vizinhos e parentes primordialmente antipatia e desconfiança entretanto muitos optam por demonstrar carinho e respeito mesmo por desconhecidos esses gestos amigos granjeiam o concurso fraterno até de grupos anônimos que a todos cercam pequeninas sementeiras de bondade geram abençoadas fontes de alegria o trabalho bem vivido produz o tesouro da competência atitudes de compreensão e gentileza estabelecem solidariedade e respeito junto a nós otimismo e esperança nobreza de caráter e puras intenções atraem preciosas oportunidades de serviço em nosso favor todo dia é tempo de semear todo dia é tempo de colher não é necessário atravessar as portas do túmulo para encontrar a justiça face a face a justiça revela-se no cotidiano nos princípios de causa e efeito em todos os instantes de nossa vida a justiça divina é em última instância uma lei de harmonia deus criou o mundo com base em leis perfeitas que regem a vida e a evolução das criaturas a energia que lançamos no mundo seja de paz ou de desarmonia nos pertence ela até pode afetar momentaneamente os outros mas sempre volta à origem para quem a emitiu esse raciocínio evidencia o equívoco de pretender que deus castiga suas criaturas É inconcebível imaginar deus no papel de carrasco sondando os atos de cada um de seus filhos para puni-los ao menor desvio ele nos dá livre-arbítrio a fim de que cresçamos em experiência discernimento e compreensão mas também nos dá responsabilidade por nossos atos permitindo que experimentemos as conseqüências de todos eles assim se causamos desequilíbrio no universo fazendo mal a um semelhante devemos restabelecer o equilíbrio original reparando as conseqüências nesse contexto está inteiramente em nossas mãos optar pela paz ou pela discórdia pela saúde ou pela doença se tudo o que ofertamos ao mundo a nós retorna é questão de bom senso adotarmos um padrão de conduta generoso e nobre a sementeira de ontem já foi lançada e hoje colhemos os seus frutos não há como retornar sobre os próprios passos e desfazer o passado mas o amanhã está inteiro por construir optemos firmemente pelo bem seguindo os exemplos do cristo bem rápido a vida nos dará frutos de paz e amor afinal como disse o apóstolo aquilo que o homem semear isto também ceifará com base no livro segue-me do espírito emmanuel psicografia de francisco cândido xavier

[close]

p. 13



[close]

p. 14

moda como falar de algo sem saber sua origem a maquiagem começou a ser utilizada no egito antigo para os faraós os olhos eram a alma da pessoa ü saula da rosa consultora de imagem saularosa@hotmail.com as sombras delineadores e lápis de contorno chegaram pelas mãos dos egípcios eles criaram o khol um pigmento preto considerado a primeira maquiagem do mundo naquela época os contornos marcados nos olhos não eram simplesmente um make era uma prática religiosa contornavam os olhos em troca de proteção dos deuses cleópatra é a nossa primeira referência de maquiagem da história ü ü ü a primeira base também foi criada por egípcios há indícios de receitas elaboradas com leite animal e pó de chumbo houve um tempo em que as mulheres umedeciam papel crepom ou usavam amoras sobre as bochechas para realça-las rouge foi o primeiro blush em pó inventado pelo francês alexandre bourjois no século xviii e tinha em sua composição frutas vermelhas vinha em um recipiente redondo ü a maquiagem mais usada era o pó de arroz hoje conhecido como pó facial na época a moda era rostos bem brancos bronzeado era coisa de classes menos favorecidas e só virou moda no século xx com a ousada chanel ü o batom surgiu no século xviii eram elaborados com ceras e óleos e não tinha o formato atual nessa época ele vinha embrulhado em papel em 1920 surge o batom de bastão ü no final dos anos 30 estrelas de hollywood como marlene dietrich e rita hayworth exibiam lábios com a cor do pecada com muita elegância é a vez do batom vermelho curiosidades Ø na idade média o batom era considerado elemento de bruxaria pois tinha o efeito de atrair os homens Ø cleópatra usava besouros esmagados para conseguir uma pigmentação vermelha escura aos lábios Ø rimmel é o nome de uma empresa fabricante de produtos de beleza o correto é mascara para cílios Ø em 1906 helena rubinstein abre o primeiro ago/set 2013 rouge vem do frances vermelho hoje blush e manteve o formato redondo batom de 1920 14 salão de beleza.

[close]

p. 15

a arte de colorir de estela de paris muitos procuram e escolhem suas profissões poucos ou quase raros são escolhidos por ela olhar e reproduzir simples assim para uma autodidata esse foi o início de carreira da maquiadora estela de paris casada com o fotografo mauro de paris a arte sempre andou paralelo com seus caminhos quando o esposo abriu um estúdio fotográfico em 2000 viu-se a necessidade de uma maquiadora apenas para constar ela não fazia a menor ideia de quem poderia auxiliá-lo graças ao olhar clinico ou pura intuição do esposo temos hoje uma das melhores profissionais da área completa e apaixonada pelo que faz quem conhece seu trabalho fica perplexo ao saber que nunca fez um curso de maquiagem quando aceitou esse desafio as revistas e livros de moda eram a sua escola prestava atenção em todos os detalhes olhava e copiava com tempo o que era dom tornou-se profissão e eu diria também perfeição fã de blogueiras como bruna tavares e camila coelho ela atualiza suas técnicas com apenas um click já a sua inspiração e aprendizado vem da cartilha de fernando torquatto duda molinos e rosman braz hoje em seu próprio espaço além de maquiar estela também trabalha no designer e micropigmentação de sobrancelhas e depilação com fio técnica asiática que invadiu o brasil mais que colorir e realçar ela afirma que seus pinceis tem um único poder o da transformação uma mulher maquiada é sempre mais bela e mais segura de si pinceladas de ouro fundamental no make a pele bem feita limpa e hidratada em seguida primer base e pó translucido os piores erros base em tom incompatível com a pele e blush em demasia excessos no nécessaire filtro solar hidratante corretivo pó translucido ou compacto blush mascara de cílios e batom dica valiosa água termal antes do make começo pelos olhos depois faço base e corretivo estela_deparis@hotmail.com 49 3567-8934 ago/set 2013 feeling 15

[close]

Comments

no comments yet