BALANÇO SOCIOAMBIENTAL CRC-ES 2010

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

a evolução da contabilidade

[close]

p. 3

sumário apresentação 07 introdução 09 gestão institucional 10 gestão de pessoas 15 gestão de registro fiscalização e desenvolvimento profissional 18 gestão socioambiental 31 balanço social em dados 35 crc espírito santo em 2010 38 balanço social 2010 5

[close]

p. 4

sÃo mateus padroeiro dos contabilistas o apóstolo mateus filho de alfeu e também conhecido por levi era de origem judaica exerceu na juventude o cargo de publicano ou seja o de cobrador de impostos na cidade de cafarnaum província romana cortada pelas estradas da palestina e importante centro comercial da região dentro de suas atribuições idênticas as dos publicanos da velha roma estava a elaboração das escritas contábeis e a formulação dos principais documentos de receita.

[close]

p. 5

apresentação uma contabilidade que muda a todo momento e faz com que o profissional da área também acompanhe diretamente essa evolução na terceira edição do balanço social do crc-es está em destaque a evolução da contabilidade principalmente no que diz respeito às formas de trabalho esse importante relatório que publica as ações das áreas administrativas e sociais traz para a classe informações relevantes que foram realizadas e concluídas em 2010 com a participação efetiva dos conselheiros colaboradores e dos contabilistas hoje temos a certeza que o balanço social já é uma ferramenta essencial para pesquisa dos profissionais da área ou não pois os dados e ações aqui expostas são exemplos e foram destacados tendo sempre como base a transparência e o compromisso com a sociedade em 2010 o crc espírito santo não fugiu do desafio de colocar em prática o planejamento estratégico por isso será possível visualizar neste material todas as ações que levaram valorização e qualificação ao profissional da contabilidade e o mais importante foi ver a classe contábil capixaba unida em prol do socioambiental e que essa união possa a cada dia ficar mais fortalecida para juntos alcançarmos mais vitórias além de conquistas a união leva a um trabalho eficiente e com qualidade e consequentemente soma para a classe contábil muito mais méritos deixo aqui meu obrigado a todos e fica o convite para juntos acompanharmos a evolução da contabilidade walter alves noronha presidente 7 balanço social 2010

[close]

p. 6



[close]

p. 7

introdução o balanço social 2010 do crc-es é um relatório com destaque para as ações do conselho em prol do profissional contábil dos colaboradores internos e da sociedade em geral desta forma foram destacados todos os eventos na área socioambiental que tiveram a participação direta dos contabilistas capixabas vale ressaltar que o balanço socioambiental 2010 apresenta também os dados contábeis e os dados administrativos do ano passado portanto esse material está dividido em cinco partes 1 gestão institucional 2 gestão de pessoas 3 gestão de registro fiscalização e desenvolvimento profissional 4 gestão socioambiental 5 balanço social em dados 9 balanço social 2010 balanço social 2009

[close]

p. 8

gestão institucional crc-es apresenta os dados do conselho como estrutura física organizacional perfil etc crc é uma entidade criada pelo decreto-lei 9.295/46 como Órgão regional é subordinado ao conselho federal de contabilidade e sua jurisdição abrange todo o estado do espírito santo a finalidade maior do crc é fiscalizar o exercício da profissão de contabilista assim entendendose os profissionais habilitados como contadores e técnicos em contabilidade portanto para os contabilistas e os escritórios contábeis exercerem suas atividades profissionais deverão ser registrados no crc valores · Ética no trabalho · companheirismo · responsabilidades profissional e social · compromisso · confiança · transparência · respeito · trabalho perseverante visÃo ser referência nacional e internacional como órgão de profissão regulamentada politicamente articulado e formador de opinião em questão socioeconômicas tributárias técnicas e organizacionais consolidando a profissão contábil como fator de proteção da sociedade missÃo promover o desenvolvimento da profissão contábil primando pela ética e pela qualidade na prestação dos serviços realizar o registro e a fiscalização de profissionais e organizações contábeis e atuar como fator de proteção da sociedade.

[close]

p. 9

em 2010 o crc-es contou com a participação direta do trabalho das 18 delegacias espalhadas pelo estado vale ressaltar que a atuação dos delegados teve sempre como base levar qualificação e atualização aos contabilistas desta forma foram priorizados eventos que fortalecem a área de educação continuada como cursos palestras fóruns seminários etc abaixo as delegacias 1 alegre 2 afonso clÁudio 3 aracruz 4 baixo guandu 5 barra de sÃo francisco 6 cachoeiro de itapemirim 7 castelo 8 colatina 9 guarapari 10 iÚna 11 linhares 12 marataÍzes 13 nova venÉcia 14 pinheiros 15 santa teresa 16 sÃo gabriel da palha 17 sÃo mateus 18 venda nova do imigrante 11 balanço social 2010

[close]

p. 10

comissÕes no ano passado as comissões internas tiveram participação relevante no planejamento do crc-es em que suas ações resultaram em eventos importantes para a classe dentro do quadro das comissões estão integração estudantil integração acadêmica educação continuada projeto mulher contabilista assuntos técnicos projeto de contabilidade pública crc jovem e de responsabilidade social informaÇÕes financeiras balanÇo orÇamentÁrio comparado descriÇÃo receita receitas correntes receitas de contribuições receitas patrimoniais receitas de serviços outras receitas correntes receitas de capital operações de crédito autorizadas operações de crédito internas equilíbrio orçamentário despesa despesas correntes despesas de custeio transferências correntes despesas de capital investimentos superávit ou déficit orÇado 2009 4.209.991,58 3.330.000,00 2.437.000,00 43.100,00 51.900,00 798.000,00 879.991,58 879.991,58 0,00 0,00 4.209.991,58 3.059.165,08 2.403.165,08 656.000,00 1.150.826,50 1.150.826,50 0,00 realizado 2009 5.399.377,92 3.296.747,59 2.350.071,56 55.914,66 53.795,97 836.965,40 2.102.630,33 2.102.630,33 0,00 0,00 5.399.377,92 2.997.301,26 2.360.533,92 636.767,34 939.940,73 939.940,73 1.462.135,93 orÇado 2010 3.805.900,00 3.600.000,00 2.638.000,00 51.100,00 55.000,00 855.900,00 205.900,00 0,00 0,00 205.900,00 3.805.900,00 3.244.817,85 2.566.161,44 678.656,41 561.082,15 461.081,15 0,00 realizado 2010 3.834.852,25 3.465.535,62 2.536.342,00 58.424,75 124.270,22 658.498,65 369.316,63 0,00 369.316,63 0,00 3.834.852,25 3.171.615,37 2.507.584,59 664.030,78 560.828,93 460.828,93 102.407,95 variaÇÃo realizado 2009-2010 -1.564.525,67 168.788,03 186.270,44 2.510,09 70.474,25 -178.466,75 -1.733.313,70 -2.102.630,33 369.316,63 0,00 -1.564.525,67 174.314,11 147.050,67 27.263,44 -379.111,80 -479.111,80 1.564.543,88 contador walter alves noronha presidente contador carlos barcellos damasceno vice-presidente de adm e finanças contadora cristina amélia f langoni vice-presidente de controle interno soleane souza de oliveira viana contadora crc-es nº 015000/o tatiane rasseli pezzin contadora em exercício crc-es nº 016114/o balanÇo patrimonial comparado descriÇÃo ativo ativo financeiro ativo permanente ativo compensado passivo passivo financeiro passivo permanente saldo patrimonial passivo compensado 2009 10.280.880,70 215.678,55 9.050.202,15 1.015.000,00 10.280.880,70 297.877,88 2.102.630,33 6.865.372,49 1.015.000,00 2010 14.533.289,77 216.360,87 13.301.928,90 1.015.000,00 14.533.289,77 196.152,25 2.471.964,96 10.850.172,56 1.015.000,00 variaÇÃo 4.252.409,07 682,32 4.251.726,75 0,00 4.252.409,07 -101.725,63 369.334,63 3.984.800,07 0,00 contador walter alves noronha presidente contadora cristina amélia f langoni vice-presidente de controle interno contador carlos barcellos damasceno vice-presidente de adm e finanças soleane souza de oliveira viana contadora crc-es nº 015000/o tatiane rasseli pezzin contadora em exercício crc-es nº 016114/o nota explicativa atendendo aos princípios fundamentais de contabilidade e às normas brasileiras de contabilidade aplicadas ao setor público em 31/12/2010 foram reconhecidos os créditos oriundos de anuidades e multas visando a adoção do regime de competência para as receitas no exercício seguinte com a realização deste procedimento o resultado do exercício sofreu um impacto considerável 12 12 balanço social 2009 balanço social 2010

[close]

p. 11

informaÇÕes do setor jurÍdico a seguir um relatório que contém informações sobre a situação processual das execuções fiscais propostas pelo crc-es no ano de 2010 foram propostos 540 processos de execução fiscal referentes a débitos com anuidades multas de eleição e de infração deste total 35 processos foram quitados pelos executados após a citação para pagamento e 123 estão suspensos por motivo de acordo para parcelamento do débito fiscal no curso das execuções 4 quatro processos foram cancelados com base no art 26 da lei nº 6830/80 lef e nenhum processo foi suspenso com base no art 40 da lei nº 6830/80 lef dos processos propostos em 2010 em 31 deles foi requerida e deferida a aplicação do convênio bacen jud pelo juízo com a finalidade de garantir o recebimento dos créditos do crc-es deste ano restam ainda 347 execuções em andamento tabela 01 quadro demonstrativo dos processos de execuÇÃo fiscal propostos em 2010 situaÇÃo processual quitados e extintos parcelamento cancelados art 26 suspenso art 40 convÊnio bacen jud em execuÇÃo total de processos quant 35 123 4 0 31 347 540 6,48 22,78 0,74 0,00 5,74 64,26 100,00 informamos ainda que no ano de 2010 foi requerido o prosseguimento do procedimento executório em decorrência do descumprimento de acordo extrajudicial para parcelamento administrativo de débitos em 136 processos propostos em anos anteriores em 2010 foram realizados ao todo 270 negociações de parcelamento de débitos executados de profissionais sociedade contábeis e escritórios individuais destacamos que de 2002 a 2010 foram propostos 5.096 processos de execução fiscal referentes a débitos com anuidades multas de eleição e de infração dos quais 2.925 ainda continuam ativos tabela 02 demonstrativo geral das execuÇões fiscais 2002/2010 situaÇÃo processual quitados e extintos parcelamento cancelados art 26 suspenso art 40 convÊnio bacen jud em execuÇÃo total de processos quant 2139 478 32 15 737 1695 5096 41,97 9,38 0,63 0,29 14,46 33,26 100,00 redam profissionais débitos negociados recebidos r 174.950,53 r 115.673,72 organizaÇões contÁbeis r 5.696,49 r 2.931,34 os processos foram agrupados em 6 seis categorias quitados ou extintos processos cujo pagamento foi efetuado provocando a extinção dos mesmos parcelamento processos que estão suspensos por motivo de parcelamento administrativo dos débitos cancelados art 26 processos que foram cancelados com base no art 26 da lei nº 6830/80 lef suspensos art 40 processos cuja suspensão foi determinada conforme o disposto no art 40 da lei nº 6830/80 lef convênio bacen jud processos em que foi requerida a aplicação do convênio bacen jud em execuçÃo processos com a execução fiscal em andamento por fim informamos que por meio do redam regime de parcelamento de débitos de anuidades e multas criado pela resolução cfc n.º 1.284/10 foram negociados débitos conforme a tabela ao lado balanço social 2010 13

[close]

p. 12



[close]

p. 13

gestão de pessoas apresenta o perfil do corpo funcional quadro funcional nas informações abaixo estão expostos os dados do corpo de funcionários do crc espírito santo com dados de setor do departamento pessoal assim como é possível fazer uma comparação com o ano de 2009 2009 administração variação do corpo funcional movimentação no corpo funcional demissões no ano aposentadorias no ano afastamentos por outros motivos admissões no ano ações trabalhistas movidos contra a entidade número de processos trabalhistas movidos contra a entidade números de processos trabalhistas julgados procedentes números de processos trabalhistas julgados improcedentes números de processos trabalhistas em que houve acordo serviços terceirizados em 31/12 número de pessoas em serviços terceirizados estagiários número de estagiários em 31/12 escolaridade e formação nível de escolaridade analfabeto com ensino fundamental com ensino médio cursando ensino superior com ensino superior completo pós-graduado mestrado gastos gastos com serviços terceirizados no período gastos com estagiários gastos com formação e treinamentos gastos com remunerações do pessoal seguridade social outras vantagens sociais gastos com indenizações e multas por determinação judicial executiva corpo funcional terceirizados total executiva 2010 administração corpo funcional terceirizados total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 30 0 0 7 0 23 0 0 0 0 0 0 0 0 0 7 6 0 0 1 0 0 0 0 0 0 1 40 0 3 2 6 29 0 0 0 10.908 11.100 1.264.746 210.018 142.837 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 3 0 0 0 0 0 0 0 0 0 6.414 0 0 0 0 0 0 7 6 0 0 1 0 0 0 0 0 3 1 40 0 3 2 6 29 0 0 6.414 10.908 11.100 1.264.746 210.018 142.837 0 40 20 0 0 20 0 0 0 0 0 0 0 30 0 0 10 0 17 0 3 0 0 0 0 0 0 0 9 7 0 1 2 0 0 0 0 0 0 2 33 0 3 3 8 16 3 0 54.235,36 16.466,66 22.521,02 870.486,93 144.330,49 158.051,84 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 49 27 0 1 22 0 0 0 0 0 1 2 63 0 3 13 8 33 3 3 54.235,36 16.466,66 22.521,02 870.486,93 144.330,49 158,051,84 0 discriminação das categorias da administração executiva presidente vice-presidentes e conselheiros corpo funcional empregados terceirizados empresas que mantém empregados nas dependências do crc-es a seguridade social é composta por fgts plano de saúde outras vantagens sociais são compostas por vt+vr+aux.educaÇÂo as quantidades deste item referem-se a serviços prestados por autônomos rpa 9 15 balanço social 2010

[close]

p. 14

relaÇÃo de funcionÁrios ativos inativos admitidos e desligados de acordo com os meses de 2010 mÊs janeiro fevereiro marÇo abril maio junho julho agosto setembro outubro novembro dezembro total ativos 30 total inativos 03 total 33 ativos 36 36 37 37 37 38 36 35 34 31 30 30 inativos 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 3 3 total admitidos 2010 02 total desligados 2010 07 admitidos 0 0 1 0 0 1 0 0 0 0 0 0 desligados 0 0 0 0 0 1 1 1 1 3 0 0 total 38 38 39 39 39 40 39 38 37 36 33 33 funcionários afastados pelo inss admitido através de contrato por prazo determinado conselheiros o crc-es atuou em 2010 com 15 conselheiros efetivos e 15 suplentes já o conselho diretor foi formado pelo presidente vice de administração e finanças vice de registro vice de fiscalização vice de controle interno e vice de desenvolvimento profissional benefÍcios relação de benefícios concedidos aos funcionários · auxílio-alimentação · vale-transporte · plano de saúde salário em 01 de maio de 2010 foi concedido reajuste salarial de 8,5 12 16 balanço social 2009 balanço social 2010

[close]

p. 15

9 17 balanço social 2010

[close]

Comments

no comments yet