Figuras&Negócios #139

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

figuras&negócios nº 139 julho 2013 3

[close]

p. 4

a carta do editor uma atenção especial existe vontade é certo mas é preciso dizer também aquí que as autoridades governamentais não podem chamar para si toda responsabilidade nessa área o arejamento de ideias com o contributo de toda a sociedade pode ser um grande caminho de arranque para se mudar o estado actual por que não por exemplo se pensar na realização de um simpósio internacional para se recolher contruibuições que possam ser ingredientes importantes na definição de uma estratégia sobre o ensino especial na república de angola um caso para reflexão o papa francisco efectuou a sua primeira viagem oficial como representante maximo da igreja católica o brasil um dos paises com mais católicos do mundo foi o país escolhido até porque se realizou alí a jornada mundial da juventude recebido calorosamente por milhares de pessoas o papa francisco nos diferentes discursos que proferiu foi dando recados aos políticos no sentido de um maior engajamento na luta pela minimização da pobreza no mundo de uma atenção redobrada aos problemas da juventude para que eles se possam preparar para poderem ser os continuadores da construção de um mundo melhor com mensagens realistas e directas francisco deixou patente que é um papa que quer inaugurar uma fase onde a igreja católica tenha uma visão mais objectiva dos problemas mundiais e que não se distancie com políticas conservadoras há decididamente mudanças no seio da igreja católica e o papa francisco já está a escrever a história dos novos caminhos fazemos referências a essa visita histórica do papa nesta edição onde ocupa lugar de destaque a batalha que o líder histórico da África do sul nelson mandela trava pela sua saúde hospitalizado desde o início de julho mandela que completou 95 anos de idade sofre de várias complicações algumas causadas pelo longo tempo que permaneceu nas cadeias do apartheid na luta contra a discriminação racial e por uma África do sul mais justa uma justeza que é a sua imagem de marca na conduta política e social no estilo de vida que contrasta com o oportunismo de seus familiares que se aproveitam do seu nome para enriquecerem as suas contas bancárias um final de vida pesado esse que mandela está a conhecer por último fazemos uma retrospectiva sobre o campeonato do mundo de hóquei em patins que terá como palco angola através de luanda e namibe os estádios ainda não estão concluídos mas reina optimismo que hora certa as coisas estarão afinadas para angola honrar o compromisso que assumiu educação e ensino são fundamentais para se medir o desenvolvimento do país daí que se reclama sempre uma atenção especial a esses dois sectores em angola se é grande o esforço para o melhoramento das condições materiais para a prática do ensino,está muito longe o número do capital humano indispensável para trabalhar por uma educação de qualidade concretamente não existe nem em quantidade nem em qualidade professores para essa gigantesca tarefa de fazer da educação e ensino o grande baluarte para a formação do homem são muitos os reparos nessa matéria mesmo tendo em conta o esforço que o governo angolano delineia neste sentido se calhar a reclamar uma maior concertação de ideias com a sociedade de forma que se possa encontrar um rumo para o aumento qualitativo do ensino em angola onde a questão fulcral não é só a falta de professores cientificamente preparados para tal em todos os escalões do ensino e tanto para o sector público como para o privado nesta edição abordamos detalhadamente essa questão com um acento tónico também sobre a educação especial onde aquí as coisas mais se complicam existem poucas escolas aumenta o número de alunos que por deficiências merecem 4 figuras&negócios nº 139 julho 2013

[close]

p. 5

figuras&negócios nº 139 julho 2013 5

[close]

p. 6

7 editorial que mais-valias 10 pÁgina aberta papa francisco vai criar dinastia de papas do terceiro mundo 16 leitores mau atendimento e falta de respeito 19 ponto de ordem o caso mfuka muzemba 20 paÍs o brilho dos diamantes nÃo ofusca as assimetrias sociais do presente 24 polÍtica kassoma longe da polÍtica activa 26 figura do mÊs À procura de um lugar ao sol 28 figuras de cÁ 34 sociedade empregadas para todo o serviÇo 38 cultura o feitiÇo da nova fornada de prosadores angolanos 41 mundo real tortura humilhaÇÃo e impunidade 76 econÓmia negÓcios a vitalidade do sector financeiro 83 em directo urbanizaÇÃo de terrenos capa bruno senna quem sÃo os professores das nossas escolas dossier 42 64 destaque papa pede a jovens que nÃo sejam cobardes e saiam Às ruas 84 moda beleza moda made in angola É real 88 mundo para onde vai o governo dilma rousseff 94 vida social 7 maravilhas naturais de angola em votaÇÃo pÚblica 6 figuras&negócios nº 139 julho 2013

[close]

p. 7

África 58 sprint final atribulado 70 desporto 100 figuras de lÁ o mundial de hÓquei em patins em anÁlise 104 recado social este eixo do mal provoca estragos sÉrios publicação mensal de economia negócios e sociedade ano 13 n º 139 julho ­ 2013 n º de registo 13/b/97 director geral victor aleixo redacção carlos miranda paulo araújo sebastião félix venceslau mateus suzana mendes júlia mbumba e norberto costa fotografia nsimba george e adão tenda colaboradores juliana evangelista crisa santos rita simões joão barbosa e shift digital portugal wallace nunes brasil design e paginação humberto zage e sebastião miguel publicidade paulo medina chefe nádia coelho teresa brito portugal secretariado e assinaturas katila garcia revisão baptista neto distribuição e assinaturas portugal logista portugal distribuição de publicações s a Área industrial do passil lote 1 a palhavã 2894-002 alcochete londres diogo júnior e16-1ld tel 00447944096312 tlm 07752619551 email todiogojr@hotmail.com brasil wallace nunes móvel 55 11 9522-1373 e-mail nunewallace@gmail.com produção gráfica cor acabada lda tiragem 10.000 exemplares direcção e redacção edifício mutamba-luanda 2º andar porta s tel 222 397 185 222 335 866 fax 222 393 020 caixa postal 6375 e-mails figurasnegocios@hotmail.com artimagem@snet.co.ao site www figurasenegocios.com figuras&negócios nº 139 julho 2013 7

[close]

p. 8

8 figuras&negócios nº 139 julho 2013

[close]

p. 9

que mais-valias editorial e stão estimados até agora em 130 milhões de dólares os valores empatados pelo governo para a realização do campeonato do mundo de hoquei em patins que angola albergará em setembro essa informação foi prestada à imprensa pelo coordenador adjunto da comissão executiva do evento pedro azevedo chipita desses valores 112 milhões de usd destinaram-se à construção dos três pavilhões para o evento luanda,namibe e malange e 18 milhões destinam-se a logística medicina segurança hospedagem e publicidade no momento em que escrevemos este editorial os pavilhões ainda não estão concluídos esperando-se que isso possa acontecer nos próximos dias portanto nada que comprometa os compromissos assumidos por angola o mesmo se passa com o alojamento das delegações estrangeiras e de todos aqueles que desejarem nacionais ou estrangeiros assistir as partidas de hóquei em patins nesta modalidade existem aqueles países que se afirmam como líderes como é o caso de portugal e da espanha que geralmente vencem todas as competições angola ao encetar contactos bem sucedidos para a organização aquí do evento não levantou a fasquia de certeza absoluta para retirar essa hegemonia aos países acima citados quanto muito os objectivos estarão centrados numa boa prestação da equipa nacional que o permita continuar no ranking dos melhores num numero que se situa entre os 12 do mundo portanto não sendo o objectivo de se arrebatar o título é justo entretanto que se pergunte que outras mais-valias os responsáveis da modalidade delinearam quando convenceram as autoridades governamentais do país em abraçar essa empreitada não sendo uma modalidade muito popular em angola até porque a sua pratica implica alguns custos mais altos comparado por exemplo a pratica futebolística o hoquei em patins não é uma modalidade virgem e em algumas provincias já se realizavam campeonatos regulares só por isso angola tem marcado presença em competições internacionais a nível do combinado nacional o que hoje a situa no ranking das melhores do mundo mas temos de convir que saberá a pouco os objectivos pretendidos quando se tem em conta os valores dispendidos na organização de um evento do género há pouco menos de 40 dias para o início da prova não se nota um envolvimento grande da sociedade por uma falha que tem de ser imputada ao trabalho de comunicação e marketing a demonstrar um certo amadorismo que não permite por exemplo a mesma empolgação que conhecemos quer aquando da realização dos africanos de basquetebol e de futebol por outro lado nada nos faz prever que tenha sido já estabelecido um plano de massificação da modalidade pelos responsáveis da federação de forma que os investimentos em infra-estruturas que estão a ser feitos amanhã não conheçam o estatuto de abandono como infelizmente já acontece com outras criadas para eventos desportivos realizados no nosso país na política da governação uma moeda que tem de ser sempre bem gerida com parcimonia é a planificação dos factos e estabelecimento de metas no caso presente angola só deveria aceitar uma empreitada do género mediante um estudo rigoroso que apresentasse as vantagens e mais-valias que se colheria com o mundial na verdade não interessa arvorarmo-nos como país de muitas capacidades para albergar eventos internacionais quando não conseguimos gerir os problemas que internamente existem em armazem não se estando contra uma decisão já consumada não é demais apelar ao governo que obrigue a comissão organizadora desse campeonato e por arrasto outras de competiçoes anteriores como o do basquetebol e do futebol para que apresentem uma alternativa viável para a melhor utilização das infra-estruturas que se construiram sempre se gastando avultadas somas de dinheiro É preciso não esquecer que o país ainda está em reconstrução cicatrizando feridas da destruição a que foi sujeita durante muitos anos os níveis de pobreza são relevantes pelo que não é justo continuar-se a gastar dinheiro em infra-estruturas que depois são remetidas ao abandono figuras&negócios nº 139 julho 2013 9

[close]

p. 10

10 figuras&negócios nº 139 julho 2013

[close]

p. 11

figuras&negócios nº 139 julho 2013 11

[close]

p. 12

pÁgina aberta papa francisco vai dinastia de papas d leonardo boff 12 figuras&negócios nº 139 julho 2013

[close]

p. 13

pÁgina aberta o teólogo brasileiro leonardo boff não ficou de fora do ambiente que envolveu a primeira visita do papa francisco ao seu país em entrevista à dw-brasil que a reproduzimos pela oportunidade das suas declarações leonardo boff não tem meias medidas em considerar o papa francisco como o homem da ruptura no seio da igreja católica um dos principais críticos do conservadorismo católico boff elogia francisco afirmando que ele começou uma reforma do papado e pode dar início a uma dinastia de papas de países do terceiro mundo o papa francisco vai inaugurar uma nova era para a igreja católica durante a jornada mundial da juventude no rio de janeiro essa é a convicção do teólogo leonardo boff que em 1992 deixou todos os cargos na igreja após ser censurado pelo vaticano em entrevista na sua casa em petrópolis rj o teólogo elogiou francisco afirmando que ele é o papa da ruptura essa é a palavra que bento 16 e joão paulo ii mais temiam eles acreditavam que a igreja tinha que ter continuidade avaliou boff o teólogo um dos expoentes da teologia da libertação disse acreditar que francisco vai falar sobre os recentes protestos no brasil ele fez uma declaração corajosa em roma dizendo que os políticos têm que escutar os jovens na rua que a causa dos jovens é legítima justa e que estaria em conformidade com o evangelho w brasil no rio de janeiro mais de um milhão de fiéis católicos vai se reunir e celebrar a fé durante a jornada mundial da juventude no século 21 o cristianismo ainda precisa da figura de um papa leonardo boff fundamentalmente não precisaria de um papa a igreja poderia se organizar numa vasta rede de comunidades mas à medida em que a igreja foi se transformando numa instituição e assumindo uma função política no império romano ela assumiu também os símbolos do poder o próprio nome papa que era exclusivo dos imperadores e aquela capinha cheia de ouro que só os imperadores podiam usar mas que os papas todos usavam então esse curso de uma igreja que tem uma função política dentro do império romano em decadência obrigava a igreja a ter um centro de referência francisco quando o ofereceram aquela capinha disse o carnaval acabou não quero isso d.w.b então esse papa chegou para mudar l.b eu acho que esse é o papa da ruptura essa é a palavra que bento 16 e joão paulo ii mais temiam eles acreditavam que a igreja tinha que ter continuidade portanto o concílio vaticano segundo não poderia significar ruptura com o primeiro mas não agora há uma ruptura a figura do papa não é mais a clássica é outra francisco não começou com a reforma da cúria começou com a reforma do papado d.w.b o que você quer dizer com reforma do papado l.b na europa vivem só 24 d i criar do terceiro mundo figuras&negócios nº 139 julho 2013 13

[close]

p. 14

pÁgina aberta dos católicos na américa latina são 62 e o restante está na África e na Ásia então hoje o cristianismo é uma religião do terceiro mundo que um dia teve origem no primeiro mundo acho que o papa francisco vai criar uma dinastia de papas do terceiro mundo além disso as nossas igrejas já não são mais igrejas de espelho imitando as europeias são igrejas fonte criaram as suas tradições têm os seus mártires os seus mestres as suas formas de celebrar têm as suas teologias e profetas e figuras importantes como dom hélder câmara e Óscar romero essas igrejas estão a eu acho que esse é o papa da ruptura essa é a palavra que bento 16 e joão paulo ii mais temiam eles acreditavam que a igreja tinha que ter continuidade portanto o concílio vaticano segundo não poderia significar ruptura com o primeiro mas não agora há uma ruptura a figura do papa não é mais a clássica é outra francisco não começou com a reforma da cúria começou com a reforma do papado dar vitalidade ao cristianismo d.w.b por que o senhor está tão optimista os problemas da igreja católica continuam a exclusão dos divorciados a discriminação dos homossexuais a proibição de mulheres-sacerdotes l.b o papa deu um exemplo claro ele soube que um pároco em roma negou o batismo ao filho de uma mulher solteira e o papa disse esse padre está errado porque não existe mãe solteira existe mãe e filho e ela tem o direito de ver o filho batizado porque a igreja tem que ter as portas abertas pouco importa a condição moral da pessoa e ele foi mais fundo ao dizer que não 14 figuras&negócios nº 139 julho 2013

[close]

p. 15

pÁgina aberta figuras&negócios nº 139 julho 2013 15

[close]

Comments

no comments yet