Boletim CIM 1ª Edição 2013

 

Embed or link this publication

Description

Boletim CIM 1ª Edição 2013

Popular Pages


p. 1

en sin o publicações cim ® crf-pr informação ass ess ori a formando boletim do centro de informaÇÃo sobre medicamentos intoxicações medicamentos continuam em primeiro lugar jackson c rapkiewicz domissanitários 12,1 e os escorpiões 11,4 figura 1 o sistema nacional de informações toxico-farmacológicas sinitox divulgou em setembro novos dados sobre intoxicações ocorridas no brasil em 2010 naquele ano 89375 casos de intoxicação foram notificados sendo os principais agentes causadores os medicamentos 26,9 os figura 1 agentes causadores de intoxicação no brasil em 2010 n=89375 26,9 49,6 12,1 11,4 medicamentos domissanitários escorpiões outros centro de informação sobre medicamentos fonte sinitox 2010 dos 24050 casos de intoxicação por medicamentos 67 evoluíram para óbito gerando uma taxa de letalidade de 0,28 as maiores letalidades foram observadas com agrotóxicos de uso agrícola 3,57 e metais 1,28 entre as várias causas de intoxicação por medicamentos as mais comuns foram tentativa de suicídio 40,5 acidente individual 33,9 uso terapêutico 8,3 e erro de administração 6,1 quanto ao gênero ocorrências envolvendo mulheres 60 foram mais comuns que envolvendo homens 39,3 1

[close]

p. 2

en sin o publicações informação ass esso ria cim formando no que se refere à faixa etária crianças acima de um ano e abaixo de cinco anos representaram o grupo mais afetado com mais de um quarto dos casos 27,8 outra constatação preocupante é a de que pacientes abaixo de 10 anos totalizaram 37,8 de todos os casos de intoxicação por medicamentos figura 2 figura 2 idade dos pacientes que sofreram intoxicação por medicamentos no brasil em 2010 n=24050 idade igual ou superior a 10 anos 37,8 62,2 menores de 10 anos fonte sinitox 2010 segundo hoefler e galvão 2010 apesar de aproximadamente metade dos casos de intoxicação ocorrerem em crianças os casos mais graves e os óbitos são mais frequentes em adolescentes e adultos entre os idosos os medicamentos também são os agentes intoxicantes mais prevalentes e os casos geralmente estão ligados ao uso terapêutico intoxicações causadas por medicamentos são as mais prevalentes em todo o mundo representando quase metade do total de casos em alguns países entre os medicamentos que mais aparecem nos relatórios de centros especializados no atendimento a intoxicações destacam-se os fármacos analgésicos sedativos antidepressivos antimicrobianos anti-histamínicos e cardiovasculares além das vitaminas e dos minerais relatório divulgado pelo centers for disease control and prevention cdc norte-americano revelou que os analgésicos opioides foram a classe mais envolvida em mortes não intencionais por intoxicação em 2007 a publicação também cita que naquele ano as mortes pelo uso de opioides superaram os óbitos por altas doses de cocaína e heroína somados figura 3 centro de informação sobre medicamentos centro de informaÇÃo sobre medicamentos do conselho regional de farmÁcia en sin o cim ® crf-pr publicações informação asse sso do estado do paranÁ cim formando edição nº 01 ano xi março/abril 2013 pesquisa e elaboração centro de informação sobre medicamentos farmacêutico jackson carlos rapkiewicz crf-pr 14.200 farmacêutica rafaela grobe crf-pr 16.311 ria formando diagramação jornalista responsável ana cristina bruno mtb 3973 drt-pr michelly monteiro teodoro lemes trevisan designer 2

[close]

p. 3

cim formando figura 3 mortes não intencionais por intoxicação nos estados unidos entre 1999 e 2007 en sin o publicações informação ass esso ria 14.000 12.000 analgésicos opioides número de mortes 10.000 8.000 6.000 4.000 2.000 0 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 cocaína heroína fonte national vital statistics system segundo o cdc o uso médico de analgésicos opioides aumentou em ao menos 10 vezes nos últimos 20 anos devido ao entendimento de que o manejo da dor deveria ser feito de forma mais agressiva como estes fármacos causam euforia eles têm sido cada vez mais associados com abuso e estão amplamente disponíveis para aquisição ilícita nos estados unidos a drug abuse warning network estima que em 2008 o uso não médico de medicamentos foi responsável pelo mesmo número de atendimentos nos departamentos de emergência norte-americanos que o uso de drogas ilegais entre os medicamentos os mais comumente envolvidos foram os que atuam no sistema nervoso central especialmente analgésicos opioides sedativos e antidepressivos cerca de 306 mil visitas aos departamentos de emergência naquele ano foram devidas ao uso de opioides enquanto o uso de benzodiazepínicos foi responsável por aproximadamente 272 mil atendimentos a orientação do farmacêutico pode ajudar a reduzir os casos de intoxicações a seguir são listadas algumas medidas simples e efetivas que podem ser tomadas no ambiente doméstico não estimular as crianças dizendo que o medicamento é bom doce ou faz crescer armazenar os medicamentos de preferência em armários que possam ser trancados não misturar medicamentos diferentes na mesma embalagem observar cuidadosamente o rótulo do medicamento antes da administração não administrar medicamentos no escuro manter acessível o telefone do disque intoxicação 0800-722-6001 fonte adaptado de hoefler e galvão 2010 3 centro de informação sobre medicamentos prevenção

[close]

p. 4

en sin o publicações informação ass esso ria cim formando especialistas norte-americanos têm sugerido que as estratégias para prevenção de intoxicações por opioides tenham como foco principal pacientes que fazem tratamento com altas doses e pessoas que procuram vários médicos diferentes e que provavelmente fazem uso abusivo entre as medidas sugeridas pode-se citar · maior controle da prescrição e da dispensação de opioides ­ esta ação visa evitar que um mesmo paciente procure vários prescritores e consiga adquirir grandes quantidades de medicamento por tempo prolongado · melhorar a prescrição de opioides e o conhecimento dos prescritores ­ sabe-se que muitos profissionais não estão habituados a tratar dores crônicas complexas e podem fazer expectativas erradas quanto aos riscos e benefícios do uso de altas doses de opioides · criar novas legislações e aumentar a fiscalização sobre as normas já existentes ­ esta recomendação visa combater fraudes e punir profissionais inescrupulosos que prescrevem opioides sem avaliar o paciente e com o objetivo exclusivo de obter lucro · melhorar o atendimento a intoxicados ­ recomenda-se que haja estratégias para melhorar os tratamentos de emergência e de longo prazo uma das sugestões é que antídotos sejam disponibilizados para usuários e que o acesso às clínicas seja mais fácil e menos estigmatizado referências centers for disease control and prevention unintentional drug poisoning in the united states cdc atlanta 2010 disponível em

[close]

p. 5

cim formando on oãçamrofni isn e seõçacilbup airo sse ssa farmacovigilância fda solicita alteração nas doses de zolpidem recomendando que a dose de zolpidem usada antes de dormir seja reduzida o motivo do alerta é o fato de novos dados terem mostrado que alguns pacientes apresentaram níveis plasmáticos elevados de zolpidem na manhã subsequente ao uso o que pode prejudicar a execução de atividades que requerem atenção incluindo dirigir o foco do fda são preparações de zolpidem aprovadas para indução do sono especialmente as de liberação prolongada outro fator importante é que aparentemente as mulheres são mais suscetíveis que os homens aos efeitos citados já que eliminam o fármaco de forma mais lenta o comunicado deixa claro que todos os medicamentos usados na insônia podem prejudicar atividades que requeiram estado de alerta na manhã seguinte por isso esta informação já está presente nas bulas uma das preocupações porém é que o estado de alerta pode estar comprometido mesmo quando o paciente se sente totalmente acordado como o uso de doses mais baixas resulta em menores níveis plasmáticos pela manhã o fda está formulações de liberação imediata passaria de 10 mg para 5 mg enquanto as de liberação prolongada seriam alteradas de 12,5 mg para 6,25 mg em homens a recomendação é de que os prescritores considerem também o uso das menores doses pacientes que dirigem ou que necessitam estar plenamente alertas na manhã seguinte ao uso do zolpidem devem discutir com um profissional da saúde sobre o seu tratamento para diminuir o risco potencial de efeitos no dia seguinte os médicos devem prescrever as menores doses capazes de tratar a insônia centro de informação sobre medicamentos farmacovigilância http consciencianodiaadia.com/2008/10/29/apneia-do-sonoem-grau-leve-nao-e-tao-inocente-assim a agência norte-americana food and comunicado em janeiro drug administration fda publicou um solicitando aos fabricantes dos medicamentos que reduzam a dose recomendada para mulheres a dose das referências anÔnimo zolpidem containing products drug safety communication ­ fda requires lower recommended doses disponível em

[close]

p. 6

en sin o publicações informação ass esso ria cim formando perfil de segurança da domperidona será revisado na europa risco/benefício de medicamentos contendo domperidona o procedimento foi solicitado pela bélgica devido a preocupações quanto a reações adversas cardíacas que incluem prolongamento do intervalo qt e arritmias em 2011 o órgão da união europeia pharmacovigilance working party analisou os dados de um estudo e recomendou que novas informações sobre riscos cardiovasculares fossem incluídas nas bulas e que a domperidona deveria ser usada com cautela em pacientes com determinadas condições cardíacas mesmo após estas recomendações as autoridades belgas continuaram recebendo novos relatos de efeitos cardíacos o que levou a um entendimento de que a domperidona não deveria mais ser usada em certos pacientes como os que apresentam intervalo qt prolongado ou outros problemas cardíacos subjacentes após a revisão de todas as evidências centro de informação sobre medicamentos farmacovigilância a agência europeia de medicamentos emea informou que já iniciou um processo de revisão da relação disponíveis a emea emitirá uma opinião quanto à permanência ou não de medicamentos contendo http www.dailymail.co.uk/health/article-1378375/drug-cutsstroke-heart-attack-effects-half.html domperidona no mercado europeu referências european medicines agency review of domperidone started disponível em

[close]

p. 7

en sin o publicações cim ® crf-pr informação ass ess ori a formando solicitações ao cim solicitante armb farmacêutica cidade ponta grossa recebida em 19/01/2012 respondida em 23/01/2012 pergunta o uso prolongado de anticoncepcionais pode dificultar futura gravidez resposta segundo especialistas norte-americanos não há evidências de que o uso de contraceptivos orais diminua a fertilidade subsequente diz-se o mesmo dos adesivos m i c transdérmicos e anéis vaginais compostos de hormônios combinados o atraso médio na ovulação após a interrupção dos contraceptivos orais é de uma a duas semanas entretanto o atraso na ovulação é mais comum em mulheres com histórico de ciclos menstruais irregulares a orientação para pacientes em uso de anticoncepcional oral combinado com 50 a 30µg de etinilestradiol é de que não é necessário fazer pausa anual para preservar a ovulação pois mesmo em uso prolongado a pílula é medida reversível caso a paciente continue com amenorreia após seis meses da interrupção do já com o uso de acetato de medroxiprogesterona injetável em forma de depósito o contraceptivo deve procurar um ginecologista para estudos de fertilidade retorno à fertilidade pode ser mais demorado o tempo médio para concepção após a última dose é de 10 meses sessenta e oito porcento das mulheres serão capazes de engravidar dentro de 12 com o uso de implantes subdérmicos e dispositivos intrauterinos o retorno à fertilidade é meses 83 dentro de 15 meses e 93 dentro de 18 meses após a última injeção imediato após a retirada do dispositivo referências dipiro j.t talbert r.l yee g.c et al pharmacotherapy a pathophysiologic approach 8 ed mcgraw-hill new york 2011 fuchs f.d wannmacher l farmacologia clínica fundamentos da terapêutica racional 4 ed guanabara koogan rio de janeiro 2010 farmacêutico responsável pela resposta rafaela grobe conselho regional de farmácia do estado do paraná cim centro de informações sobre medicamento rua itupava 1.235 juvevê cep 80.040-134 curitiba-paraná fone/fax 41 3363-0234

[close]

p. 8

en sin o publicações cim ® crf-pr informação ass ess ori a formando solicitações ao cim solicitante faf farmacêutico cidade cascavel recebida em 28/11/2011 respondida em 29/11/2011 pergunta preciso de informações para auxílio na detecção de possível síndrome serotoninérgica associada ao uso de carbonato de lítio e sertralina a intervenção precisa ser rápida mas preciso de informações de bases de dados confiáveis dados do paciente sexo feminino 60 anos 70 kg 1,69 m medicamentos em uso diazepam como sedativo sertralina como antidepressivo carbonato de lítio como antidepressivo e antimaníaco e biperideno como neuroléptico patologias depressão e transtorno bipolar esquema terapêutico carbonato de miclítio 300 mg um comprimido via oral três vezes ao dia sertralina 50 mg um comprimido via oral à noite diazepam 10 mg uma comprimido via oral à noite biperideno 2 mg um comprimido via oral pela manhã resposta o uso concorrente ou próximo de inibidores seletivos da recaptação da serotonina isrs e outros fármacos que afetam a neurotransmissão serotonérgica pode resultar em síndrome serotonérgica ss ou reações semelhantes à síndrome neuroléptica maligna snm os sintomas da ss podem incluir alterações no estado mental ex agitação alucinações coma instabilidade autonômica ex taquicardia hipertermia alterações na pressão arterial aberrações neuromusculares ex falta de coordenação reflexos exagerados e/ou sintomas gastrintestinais ex náusea vômito diarreia a ss parece ser relativamente incomum e geralmente de severidade leve porém casos sérios e com complicações potencialmente fatais incluindo convulsões coagulação intravascular disseminada insuficiência respiratória e hipertermia severa têm sido reportados em sua forma mais severa a ss pode se assemelhar à snm a qual é caracterizada por hipertermia rigidez muscular instabilidade autonômica e alterações no estado mental o mecanismo envolvido ainda não é bem compreendido porém parece resultar de uma excessiva atividade serotonérgica no sistema nervoso central mediada provavelmente o uso concomitante de lítio e vários isrs tem sido associado com efeitos adversos aumentados pelos receptores 5-ht1a da serotonina de um ou ambos os fármacos incluindo casos de ss em alguns casos também foram encontrados níveis elevados de lítio recomenda-se que pacientes que estejam fazendo uso de lítio e isrs sejam monitorados em caso de aparecimento de sinais de ss ou snm recomenda-se que o tratamento com a para a detecção de concentrações plasmáticas aumentadas de lítio e sinais e sintomas de ss sertralina e outros fármacos serotonérgicos ou antidopaminérgicos seja suspenso imediatamente e tratamento sintomático e de suporte seja instituído farmacêutico responsável pela resposta jackson c rapkiewicz referências aronson j.k ed meyler s side effects of drugs the international encyclopedia of adverse drug reactions and interactions 15 ed amsterdam elsevier 2006 drugdex system thomson micromedex disponível em

[close]

Comments

no comments yet