Gotas de cura interior

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

gotas de cura interior o ser humano nasceu para ser feliz completamente feliz o ser humano nasceu com tudo programado para a felicidade você nasceu para dar certo esse é o grande projeto de deus para sua vida esse é seu grande segredo estamos com a faca e o queijo nas mãos somos livres para escolher os caminhos a trilhar mas por que então muitas vezes não conquistamos a felicidade neste livro padre léo nos ensina que toda liberdade traz uma igual dose de responsabilidade precisamos de constância perseverança atitude e da tranqüilidade para esperar nossos bons frutos amadurecerem mas padre léo também sabe o quanto hoje em dia somos ávidos por resultados imediatos e é a partir dessa preocupação que ele inicia seu livro com a imagem dos belos jardins de israel cultivados em pleno deserto com base em um princípio tão simples e eficaz quanto sábio o gotejamento com essa idéia em mente o autor nos apresenta as gotas que devemos deixar regar nosso coração a cada dia em busca da cura interior bom humor linguagem direta diversas histórias ilustrativas e o respaldo da palavra é com esses instrumentos que vamos conhecendo as gotas do perdão do amor da perspectiva positiva da vida da valorização do tempo presente.

[close]

p. 2

coordenaÇÃo editorial iara rosa da silva editora cristiana negrão capa e diagramaçÃ0 claudio tito braghini junior preparaÇÃo eliane de abreu santoro revisÃo simone zaccarias dados internacionais de catalogação na publicação cip câmara brasileira do livro sp brasil léo padre gotas de cura interior pe léo são paulo editora canção nova 2006 isbn 85-7677-015-6 1 amor aspectos religiosos cristianismo 2 conduta de vida 3 espiritualidade 4 paz aspectos religiosos 5 perdão aspectos religiosos cristianismo 1 título 06-1185 cdd-248.4 Índices para catálogo sistemático 1 cura interior conduta de vida prática cristã 248.4 2 vida reflexões prática cristã 248.4 editora canÇÃo nova av angélica 2530 conjunto 171 01228-200 são paulo sp brasil telefax [55 11 3257-7070 e-mail editora@cancaonova.com vendas@cancaonova.com home page e vendas www.cancaonova.com todos os direitos reservados isbn 857677ml56 teilhard de chardin © editora canÇÃo nova são paulo 2006 não somos seres terrenais com experiências espirituais somos seres espirituais vivendo uma experiência terrenal

[close]

p. 3

sumário florir no deserto gotejamento processo de cura gotejar o perdão externar o perdão perdão gota divina para a libertação perdão esforço humano e persistente perdão decisão do coração declarar o perdão exercitar o perdão exercitar o amor assimilar o passado aprender com ele gotas de alegria atitudes curadoras gotas que curam colírio de vida aprendendo a olhar na paz de deus na graça de deus na bênção de deus parábola da felicidade crescer em deus cura do ressentimento processo do ressentimento curar o coração machucado gotas de cura interior gotas bíblicas de cura interior aprendei de mim que sou manso e humilde de coração mt 11,29 florir no deserto a cura interior é um processo como tal precisa ser saboreada e trabalhada dia a dia durante muito tempo cura interior em tempos de crise é mais necessária ainda na correria do mundo em que vivemos nosso coração vai se ferindo até inconscientemente apesar de produzir as feridas em nosso coração o mundo moderno não nos ensina como curá-las ao contrário inventa falsas soluções que pioram ainda mais o problema vivemos num tempo de secura num tempo de deserto como fazer brotar vida do deserto será possível cumprir a profecia bíblica de que o deserto iria florir será possível concretizar a certeza poética de exupéry de que o que embeleza o deserto é saber que em algum lugar nele está escondida uma fonte o deserto e a terra árida regozijar-se-ão a estepe vai alegrar-se e florir como o lírio ela florirá exultará de júbilo e gritará de alegria a glória do líbano lhe será dada o esplendor do carmelo e de saron será vista a glória do senhor e

[close]

p. 4

a magnificência do nosso deus fortificai as mãos desfalecidas robustecei os joelhos vacilantes dizei àqueles que têm o coração perturbado tomai ânimo não temais eis o vosso deus ele vem executar a vingança eis que chega a retribuição de deus ele mesmo vem salvar-vos então se abrirão os olhos do cego e se desimpedirão os ouvidos dos surdos então o coxo saltará como um cervo e a língua do mudo dará gritos alegres porque águas jorrarão no deserto e torrentes na estepe a terra queimada se converterá num lago e a região da sede em fontes no covil dos chacais crescerão caniços e papiros e haverá uma vereda pura que se chamará o caminho santo nenhum ser impuro passará por ele e os insensatos não rondarão por ali nele não se encontrará leão nenhum animal feroz transitará por ele mas por ali caminharão os remidos por ali voltarão aqueles que o senhor tiver libertado eles chegarão a sião com cânticos de triunfo e uma alegria eterna coroará sua cabeça a alegria e o gozo possuílos-ão a tristeza e os queixumes fugirão is 35,1-10 porque o senhor vai ter piedade de sião e reparar todas as suas ruínas do deserto em que ela se tornou ele fará um Éden e da sua estepe um jardim do senhor aí encontrar-se-ão o prazer e a alegria os cânticos de louvor e as melodias da música is 51,3 o senhor te guiará constantemente alimentar-te-á no árido deserto renovará teu vigor serás como um jardim bem irrigado como uma fonte de águas inesgotáveis is 58,11 dir-se-á da terra que se achava devastada tornou-se um jardim do Éden essas cidades em ruínas desertas e desoladas estão agora restauradas e repovoadas ez 36,35 essa linda imagem bíblica da transformação do deserto em jardim é um sonho messiânico a certeza de que tudo pode ser mudado é conseqüência do abandono em deus ele tem poder de transformar o pior deserto no mais lindo jardim assim o próprio deserto torna-se lugar de encontro íntimo com deus por isso a atrairei conduzi-la-ei ao deserto e falar-lhe-ei ao coração os 2,16 os infelizes que buscam água e não a encontram e cuja língua está ressequida pela sede eu o senhor os atenderei eu o deus de israel não os abandonarei sobre os planaltos desnudos farei correr água e brotar fontes no fundo dos vales transformarei o deserto em lagos e a terra árida em fontes is 41,17-18

[close]

p. 5

gotejamento uma das coisas que mais me impressionam quando vou a israel a cada ano é a beleza de seus jardins e a exuberância de suas plantações que coisa espetacular apreciar um deserto florido quem visita a cidade de bersheba por exemplo fica estupefato com sua grandiosidade e beleza plantada no coração do deserto o que mais chama nossa atenção é o esplendor de seus jardins e a fecundidade de seus trigais de longe um jardim em terra árida como as terras de israel é muito semelhante a um jardim florido bem cuidado de um país europeu ou mesmo de nosso clima tropical embora aqui o que às vezes falta são pessoas que tenham a coragem de plantar um jardim e cuidar dele mas se de longe o jardim parece igual quando nos aproximamos para contemplar melhor sua beleza descobrimos seu segredo gotejamento como falta água e a terra é muito árida é necessário criar um sistema de irrigação que permita à planta se nutrir durante o tempo todo mesmo com pouca quantidade de água o sistema é muito simples chega a ser simplório É feito com uma mangueira plástica cheia de micro furos por onde a água goteja dia e noite irrigando todo o jardim claro uma única gota faz pouca diferença mas o gotejamento nos ensina um segredo excepcional é preciso ser constante mais importante do que a quantidade de água é a constância perseverante em não deixar parar de pingar gota a gota o tempo todo o gotejamento nos ensina a importância da persistência da garra da perseverança da luta o gotejamento nos ensina a não desistir nunca madre tereza de calcutá falando da pequenez de seu trabalho em favor dos pobres afirmou todo esse trabalho não passa de uma gota no oceano mas se eu não tivesse colocado essa gota o oceano estaria com uma gota a menos precisamos aprender com madre tereza e com o governo de israel a importância e a sabedoria do gotejamento como já disse o princípio do gotejamento é muito simples já que temos pouca água e o terreno é árido demais precisamos aprender a regá-lo conforme nossas possibilidades já que não podemos abrir um esguicho com água abundante o tempo todo aprendemos o valor de cada gota essa idéia tem sido freqüente em meu coração por que não fazemos o mesmo para manter nossos jardins hortas e plantações corretamente regados porque temos água em excesso e não valorizamos as gotas esse é um problema que facilmente transferimos para a vida espiritual o que mata um relacionamento

[close]

p. 6

é a rotina ou os excessos quem tem muito não aprende a valorizar o pouco e na vida o que realmente conta é o pouco que vira um detalhe pequeno-enorme processo de cura vivemos no mundo das coisas fáceis apesar de habitarmos um imenso deserto acreditamos nas soluções baratas e imediatas que a nova era nos apresenta a maioria das pessoas busca saídas rápidas e cômodas para seus problemas É a cultura do instantâneo achamos que nossas tribulações interiores as marcas que ficaram no coração podem se resolver na mesma velocidade da internet da telefonia móvel ou da eficácia de um forno de microondas além da velocidade na solução dos problemas aspiramos pela lei do menor esforço queremos tudo entregue na porta de nossa casa achamos que existe também uma cura interior a domicílio ou com a eficiência de um computador portátil e a segurança rápida de um elevador não queremos subir os degraus É impressionante o número de livros de auto-ajuda que garantem com absoluta segurança que se você cumprir rigorosamente o programa apresentado em dez ou 20 lições ao final você se transformará numa pessoa irresistível o milagre da auto-ajuda promete criar pessoas sem nenhum problema capazes de conquistar o mundo de arrumar o melhor emprego de vencer a solidão de emagrecer sem nenhum esforço e ainda conquistar aquela pessoa almejada desde muito tempo que pena pelo número de livros vendidos percebe-se o quanto de gente está atrás dessas soluções imediatas tudo que oferece solução imediata cria na certa problemas maiores e mais terríveis a longo prazo a solução imediata deveria também se chamar problema sério a longo prazo e até mesmo pelo resto da vida por isso quando lhe ensinarem o caminho para um lugar onde alguém prometa resolver todos os seus problemas grave bem o itinerário e tenha a coragem de seguir na direção contrária fuja desses milagreiros a trilha da cura não passa por esses caminhos nem perto um dos grandes perigos das soluções imediatas marca registrada da ação do encardido é que a pessoa como não consegue solucionar os problemas acaba mascarando-os com isso cria-se o padrão da artificialidade no qual tudo que a pessoa faz é para a manutenção das aparências só que os problemas continuam crescendo e se fortalecendo por debaixo das máscaras essa é a causa da firmeza com que jesus condenou toda forma de hipocrisia.

[close]

p. 7

não é fácil quebrar o padrão da artificialidade também aqui precisamos aprender e executar a graça do gotejamento na infância nos ensinam a controlar os sentimentos e a mantê-los sufocados se falamos a verdade ou revelamos nossos desejos somos rejeitados ou punidos escondemos as feridas e as coisas negativas do passado não queremos reconhecer ou admitir temos medo da repressão e discriminação com isso vivemos lutando por salvar as aparências a primeira gota que precisamos deixar cair em nosso coração é a gota da sinceridade e da verdade precisamos admitir nossas fraquezas especialmente o fato de não conseguirmos mais controlar nossas aparências esse passo é fundamental para tudo em nossa vida principalmente para os problemas sérios que temos de resolver esse é o primeiro passo para ajudar alguém a se libertar da dependência química esse é o primeiro grande passo a gota fundamental para a cura interior antes de mais nada para experimentar a graça da cura interior necessitamos reconhecer que somos dependentes de nós mesmos de pessoas de nosso passado e de nossos traumas percebemos isso tendo a coragem de tomar nossa vida nas mãos sem medo e sem condenação percebemos sinais de necessidade de cura quando nos descobrimos inseguros diante da vida um coração ferido e machucado tem medo de se expor diante dos outros vive no isolamento tentando esconder-se o isolamento gera a baixa auto-estima transformando-nos em pessoas duras demais controladoras críticas fofoqueiras e altamente exigentes com tudo e com todos um coração ferido e machucado vive indo atrás de elogios mesmo que sejam baratos ou falsos a pessoa precisa ser admirada busca a aprovação dos outros pois tem necessidade de que todos gostem dela com isso torna-se ansiosa e hipersensível interessante perceber ainda que a pessoa de coração ferido procura sempre se unir com outras igualmente feridas e machucadas parece que ao perceber que o outro também tem problemas nessa área a pessoa se sente atraída achando que ali estará mais segura na realidade o que acontece é que dois feridos juntos formam uma dupla de derrotados só isso nasce aí o sentimento de vítima a pessoa passa a mendigar amor já que se sente a pior criatura do mundo a mais sofrida menosprezada e injustiçada lógico que é praticamente impossível para alguém nesse estado manter um relacionamento saudável e íntimo com os outros ferida gruda em ferida mas não se une a nada e nem a ninguém quem tem coração ferido está sempre tentando controlar os outros e os acontecimentos.

[close]

p. 8

e como é impossível controlar a vida a pessoa permanece continuamente frustrada É preciso deixar bem claro mesmo correndo o risco de me tornar repetitivo a cura interior é um processo ninguém a atinge de um dia para o outro ela não acontece por mágica não é instantânea É fruto de esforço e sacrifício a cura interior depende mais da soma constante e permanente de decisões corretas do que de uma fórmula milagrosa a cura interior é fruto de uma certeza não importa o que você esteja vivendo ou o que esteja enfrentando é possível encontrar a paz dentro de seu coração a paz é em primeiro lugar uma decisão interior que independe das situações exteriores o exterior não passa de um estímulo gotejar o perdão não existe a menor possibilidade de cura interior sem a efetiva experiência do perdão sem perdão não podemos nem mesmo falar em cura interior por mais difícil e exigente que seja o perdão é absolutamente fundamental É condição sem a qual não existe cura o perdão é absolutamente excludente ou se perdoa e se recebe a cura ou não se perdoa e a cura estará cada vez mais longe do coração ferido como perdoar com o coração ferido aí está um segredo fabuloso o perdão não é um sentimento mas uma decisão logo é preciso que a compreensão do perdão seja deslocada do campo das emoções sobre as quais não temos controle e assim chegar ao campo da vontade que é dominada pela razão e não pela emoção É preciso clarear também a diferença entre vontade e desejo o desejo é emocional a vontade é racional o perdão portanto é racional É fruto de decisão É possível mesmo quando o desejo é contrário o perdão é um ato da vontade perdoar não é deixar de sentir não é aniquilar os sentimentos e as emoções mas canalizá-los para a meta de nossa vida É possível perdoar uma pessoa e continuar sentindo raiva ou tristeza no coração aliás se espero a raiva e a tristeza passarem isso é sinal de que o problema já foi esquecido e então o perdão não é mais necessário perdoar não é deixar de sentir amargura interior perdoar é gotejar amor no próprio coração e a partir daí chegar a gotejar amor no coração de quem nos feriu e magoou não devemos pensar que quando perdoamos e continuamos sentindo a ferida o perdão tenha sido falso ou mentiroso o perdão só tem sentido quando

[close]

p. 9

nos sentimos feridos e machucados e isso gera amargura e tristeza interior o perdão só pode ser exercido quando temos o coração ferido sem a ferida o que vamos perdoar como perdoar se não nos sentimos ofendidos logo a amargura interior é a indicação de que algo negativo aconteceu e que precisa ser perdoado o sentimento tem de ser revestido pela inteligência e pelo espírito santo sem o qual é impossível perdoar quando confundimos perdão com sentimento acabamos deixando que as emoções negativas dominem nossa vontade É preciso sair do campo do desejo para chegar ao autodomínio da vontade perdão é uma decisão para gotejar perdão em nosso coração temos de nos decidir a vencer as emoções apesar do que sentimos nos decidimos pelo perdão esse é o passo fundamental gotejar perdão é decidir não se deixar dominar pelos sentimentos estragados que a ofensa a traição os abusos e as agressões imprimiram em nosso coração nesse sentido estou frisando a necessidade de gotejar perdão ninguém perdoa uma ofensa grave de uma hora para outra o perdão não é um ato mágico que produz esquecimento da ofensa recebida o perdão é um ato voluntário uma decisão da inteligência que supõe manter-se perseverante na decisão ou melhor nas decisões já que não basta uma única decisão ele precisa ser gotejado de maneira lenta e constante perdão é convicção firmemente mantida e expressamente manifesta externar o perdão o perdão não pode ser somente uma decisão interior guardada no rindo do coração o perdão precisa ser exteriorizado perdão íntimo e interior é semente de novas feridas o perdão precisa ser verbalmente declarado como um juiz que precisa proclamar a sentença a pessoa que decide perdoar deve declarar o perdão mais do que desejado e pensado o perdão tem de ser declarado o perdão exige uma palavra de proclamação nem que seja sozinha no banheiro ou no automóvel a pessoa quando se decide pelo perdão precisa falar em voz alta eu perdôo e precisa falar num tom de voz que ao menos ela mesma possa ouvir e falar repetidas vezes o perdão precisa ser gotejado no próprio ouvido É do ouvido que chega ao coração o ideal seria poder proclamar o perdão para quem nos ofendeu mas isso nem sempre é possível a pessoa pode não querer ouvir o perdão ou estar impossibilitada de fazê-lo se por exemplo morar longe ou já tiver morrido tudo bem mais importante do que a pessoa ouvir é você falar o perdão é em primeiro lugar um gesto curador para a gente mesmo portanto declare o perdão fale sobre o perdão goteje perdão em seus próprios ouvidos através de

[close]

p. 10

palavras seguras e decisivas que revelem o desejo da vontade nossa palavra tem poder de ligar e desligar unir e separar concretizar nossos sonhos e anseios a palavra é a grande arma para ferir e para curar o coração o ser humano se constrói ou se destrói pela palavra um amor se constrói ou se destrói pela palavra dita na hora certa calada na hora necessária o perdão deve ser declarado em todas as circunstâncias não interessa se a pessoa está perto ou longe e nem interessa se ela deseja ou não ser perdoada pode ser que ela não queira ser perdoada e não peça perdão tudo bem sua decisão de perdoar tem de ser maior do que o pedido ou a omissão de quem provocou a ofensa muitas vezes aquele que nos ofendeu não se sente culpado talvez tenha apenas reagido e se ache perfeitamente justificado há casos em que a pessoa que nos ofendeu se sente injustiçada por ser considerada culpada claro que nesse caso essa pessoa não nos pedirá perdão não importa é preciso perdoar e declarar o perdão É preciso gotejar perdão no próprio coração quando é impossível declarar o perdão pessoalmente pela distância pela ausência do pedido de perdão ou pela morte declare o perdão em voz alta diante de deus manifeste para deus sua decisão de perdoar É importante não se esquecer de que o primeiro beneficiado pelo perdão é a pessoa ofendida e machucada além de libertar quem me agrediu e machucou o perdão primeiro liberta a mim mesmo de sofrer as conseqüências negativas da ofensa recebida acima de tudo o perdão beneficia quem o pratica não é demais repetir o perdão precisa ser declarado verbalizado manifestado externado É preciso resistir à tentação cômoda de perdoar somente no pensamento ou na intenção a eficácia do perdão depende mais da boca do que do pensamento a boca tem o poder de perdoar o pensamento tem o poder de gestar o perdão só quando declaro o perdão que foi gestado no pensamento é que ele tem vida enquanto não o declaro com a boca o perdão não passa de um feto que nem sabe se poderá nascer no pensamento gesta-se a semente do perdão a boca tem a graça de trazê-lo à vida quando for absolutamente impossível verbalizar o perdão pela fala pode-se lançar mão do recurso também eficaz da escrita com a força do espírito santo a pessoa pode escrever uma carta ou um e-mail declarando que perdoa tenho experimentado a força do perdão escrito através das confissões que atendo nos retiros que prego na comunidade bethânia morto pelos vossos pecados e pela incircuncisão da vossa carne chamouvos novamente à vida em companhia com ele É ele que nos perdoou todos os pecados cancelando o documento escrito contra nós cujas prescrições nos

[close]

p. 11

condenavam aboliu-o definitivamente ao encravá-lo na cruz cl 2,13-14 quando a pessoa tem coragem de escrever declarando que perdoa e mesmo que pede perdão a deus e aos irmãos ela normalmente é invadida por uma certeza de paz que transforma sua história muitas pessoas têm encontrado a cura para doenças sérias físicas que foram somatizadas o perdão liberta cura e restaura mas tem de ser o perdão declarado manifesto verbalizado seja falado seja por escrito Ó nosso deus não exercereis sobre eles vossa justiça pois a força nos falta diante dessa multidão que avança contra nós não sabemos o que fazer e nossos olhos se voltam para vós 2cro 20,12 súplica pela ajuda de deus no perigo precisamos aprender a olhar para deus perdão gota divina para a libertação o perdão é o grande segredo em gotas para a libertação o perdão é gota divina porque é o único caminho para a cura interior sem o perdão não existe nenhuma possibilidade de cura e restauração sem o perdão de tudo que nos aconteceu no passado não temos futuro quando alguém é machucado interiormente e não supera ou cura essa ferida pela decisão e pela prática do perdão acaba se tornando impossibilitado de amar qualquer outra pessoa a ofensa do passado se transforma em obstáculo para o amor no futuro o passado torna-se o grande inimigo do futuro o perdão é fruto de uma decisão consciente e persistente É sempre um processo que se assemelha a um tratamento homeopático ou a uma terapia continuada processual com resultados colhidos a médio ou longo prazo a cura interior é uma espécie de fisioterapia para a alma leva tempo exige sacrifício persistente provoca algumas dores precisa ser acompanhada por alguém competente nenhuma fisioterapia ou terapia similar traz efeitos instantâneos Às vezes parece até que a fisioterapia está aumentando o problema ao invés de resolvê-lo pense especialmente na mentira das soluções imediatas quando se quer as coisas para ontem acaba-se aniquilando e abortando o amanhã.

[close]

p. 12

o perdão é um tratamento a longo prazo penso nisso quando me recordo de um acidente de trabalho que sofri numa fábrica em 1981 o pior do acidente foi o período em que precisei fazer tratamento para recuperar os movimentos da mão diariamente tinha de me dirigir ao setor de fisioterapia da santa casa de misericórdia de itajubá durante algumas horas ficava com o braço dentro de um forno ou mergulhado num líquido e depois agüentava o esforço provocado pelo terapeuta normalmente saía da fisioterapia sentindo mais dor ainda eu ia embora aparentemente pior do que quando tinha chegado os exercícios exigidos pelo médico provocavam muitas dores parecia que ele não queria curar minha mão em casa eu deixava a mão tranqüila e descansando e logo parava a dor quando chegava à santa casa e os enfermeiros começavam a manipular e apertar minha mão era horrível tive de aturar longos três meses nesse terrível processo mas pude viver a graça de ter novamente os movimentos de todos os dedos hoje resta apenas uma cicatriz que não dói além de uma pequena limitação no movimento de um dedo nada que me atrapalhe nem mesmo na digitação deste texto o perdão é como uma fisioterapia leva tempo exige esforço dói na hora parece aumentar a ferida necessita de persistência mexe com a área machucada incomoda e cansa mas cada um desses atos é uma gota divina para a libertação de nosso coração aprisionado na mágoa e no ressentimento o primeiro passo para receber essas gotas divinas em nosso coração é reconhecer que temos feridas interiores o segundo passo é decidir pelo perdão optar por ele como única saída como a única possibilidade de cura e libertação e quando vos puserdes de pé para orar perdoai se tiverdes algum ressentimento contra alguém para que também o vosso pai que está nos céus vos perdoe os vossos pecados mc 11,25 perdão esforço humano e persistente o perdão é uma decisão da vontade e não um desejo das emoções em conseqüência dessa verdade não podemos olhar para o perdão com um critério ético de justiça ou injustiça do ponto de vista humano o perdão é sempre injusto já que se supõe passar por cima da ofensa recebida e revelá-la esse processo requer humildade mansidão maturidade e autocontrole espiritual para compreender e exercitar o perdão é preciso ultrapassar o critério e o conceito social de justiça muitas vezes em nome da justiça abre-se espaço para

[close]

p. 13

a vingança se a justiça é pagar na mesma moeda o perdão será sempre injusto aliás esse é o grande segredo que jesus nos ensinou digo-vos pois se vossa justiça não for maior que a dos escribas e fariseus não entrareis no reino dos céus não resistais ao mau se alguém te ferir a face direita oferece-lhe também a outra amai vossos inimigos fazei bem aos que vos odeiam orai pelos que vos maltratam e perseguem deste modo sereis os filhos de vosso pai do céu pois ele faz nascer o sol tanto sobre os maus como sobre os bons e faz chover sobre os justos e sobre os injustos mr 5,20.39.44-45 quando buscamos soluções imediatas para nossos problemas a vingança tem sabor de vitória e de justiça a vingança é uma forma de compensação e não se exige grande esforço para se vingar de alguém ao passo que para perdoar é preciso autodomínio persistência e sobretudo humildade ativa o perdão aparentemente injusto é o único ato que nos permite reconstruir um relacionamento além disso o perdão nos possibilita amar as outras pessoas e nos relacionar bem com elas a vingança nos tolhe porque nos deixa sempre com um pé atrás a vingança nos aprisiona em nós mesmos pai perdoa-lhes porque não sabem o que fazem lc 23,34 a ninguém fiqueis devendo coisa alguma a não ser o amor recíproco porque aquele que ama o seu próximo cumpriu toda a lei rm 13,8 acolhei-vos uns aos outros como cristo nos acolheu para a glória de deus rm 15,7 antes sede uns com os outros bondosos e compassivos perdoai-vos uns aos outros como também deus vos perdoou em cristo ef 4,32 suportai-vos uns aos outros e perdoai-vos mutuamente toda vez que tiverdes queixa contra outrem como o senhor vos perdoou assim perdoai também vós mas acima de tudo revesti-vos da caridade que é o vínculo da perfeição cl 3,13-14 aquele que diz estar na luz e odeia seu irmão faz ainda nas trevas quem ama seu irmão permanece na luz e não se expõe a tropeçar mas quem odeia seu irmão está nas trevas e anda nas trevas sem saber para onde dirige os passos as trevas cegaram seus olhos 1jo 2,9-11

[close]

p. 14

nós sabemos que fomos trasladados da morte para a vida porque amamos nossos irmãos quem não ama permanece na morte quem odeia seu irmão é assassino 1jo 3,14-15 o perdão não acontece como fruto do acaso É preciso tomar a decisão de perdoar por isso afirmo que o perdão exige esforço humano e persistente ao assumirmos o controle do desejo pela vontade de perdoar estamos renunciando ao passado e curando o presente perdoar é não deixar as feridas do passado envenenarem e contaminarem o presente essa prática exige decisão exatamente porque como não entendemos a razão do que nos aconteceu não sabemos como reagir e precisamos optar pelo perdão mesmo que ele pareça injusto um passo fundamental para o perdão é incluí-lo em nosso cardápio de reações às ofensas normalmente aprendemos a elencar e selecionar um cardápio de reações diante das ofensas sofridas raiva briga não levar desaforo para casa não se humilhar pagar na mesma moeda etc o perdão precisa ser incluído nessa lista aliás precisa encabeçar a lista pois é a única atitude que verdadeiramente ajuda a curar o coração ferido todas as outras atitudes desse elenco agravam ainda mais o problema não curam e ainda aumentam a ferida quando nos convencemos e nos decidimos pelo perdão sendo ele fruto da vontade nossa inteligência se encarrega de dar-lhe o lugar de destaque nos raciocínios ele passa a ser aquele que comanda as ações e reações da vontade com isso conseguimos reorganizar nossa história a partir do perdão e não da ofensa recebida É muito importante não tentar achar uma solução fácil especialmente no sentido de ludibriar o coração dizendo que não foi nada que o problema não foi tão grave assim amenizar o problema não o resolve devemos ter clareza sobre o tamanho e sobre a gravidade da ofensa recebida É fundamental saber exatamente o que foi indelicado e inaceitável no fato ocorrido É bom retomar o contexto e os detalhes da ofensa assim como um médico que precisa conhecer a fundo a causa da doença para depois receitar o medicamento apropriado precisamos descobrir cada momento importante da ofensa recebida nunca devemos minimizar a ofensa perdão decisão do coração

[close]

p. 15

perdão não é indulgência barata e muito menos uma desculpa esfarrapada além de ser remissão de pena ou de ofensa o perdão é o ato pelo qual uma pessoa é desobrigada de cumprir o que era de seu dever ou obrigação por quem competia exigi-lo perdão é decisão unilateral mesmo sendo ofendido e machucado sou livre para decidir o que fazer com a ofensa recebida viktor e frankl o grande pai da logoterapia nos ensina que mesmo vivendo as piores situações o coração é livre para tomar suas decisões nós que vivemos em campos de concentração podemos nos lembrar daqueles que andavam entre os alojamentos confortando os outros dando o último pedaço de pão que tinham eles podem ter sido poucos em número mas ofereceram prova suficiente de que tudo pode ser tirado menos a última das liberdades humanas a liberdade para decidir-se pelo que é melhor em qualquer circunstância o perdão é a melhor decisão em toda e qualquer circunstância ele é o nosso único caminho é a nossa única alternativa o perdão não tem o poder de mudar o passado mas é forte o suficiente para nos ensinar a saborear o presente e projetar o futuro o perdão nos garante que não somos vítimas do passado e nem das circunstâncias negativas o perdão é a introdução de um novo tempo e não a conclusão de uma história de desamor o perdão nos fortalece e prepara para novas situações não existe a menor possibilidade de se criar uma vacina contra os dissabores da vida ninguém está imunizado quanto a isso basta iniciar um novo relacionamento para abrir caminho para situações que exigirão o perdão assim o perdão dado nesse momento nos prepara e fortalece para enfrentarmos possíveis circunstâncias desagradáveis no futuro outra coisa importante é que o perdão nos socializa quando perdoamos nos colocamos ao lado daqueles que padecem injustiças o perdão nos faz solidários com todos os injustiçados da história especialmente com aqueles que não tiveram condições de perdoar e retomar a vida o perdão nos liberta de fazermos sofrer as pessoas que nos amam normalmente quem mais sofre com a falta de perdão não é quem nos ofendeu mas aqueles que nos são mais próximos e que nos amam perdoar quem me ofendeu é retribuir o carinho de quem me ama o perdão também nos liberta para saborearmos as coisas boas da vida se nosso coração está livre da mágoa e do ressentimento temos espaço suficiente para nos alegrar e vibrar com tudo de bom e de bonito que nos acontece e que acontece com as pessoas que amamos o perdão não pode ser confundido com panos quentes sobre os problemas perdão não é sinônimo de esquecimento é uma decisão do coração e fruto de um treinamento da vontade ninguém chegará a exercer o perdão para com os

[close]

Comments

no comments yet