edicao 172

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

anúncio gráfica

[close]

p. 3

associação dos cirurgiões dentistas da baixada santista regional da apcd associação paulista de cirurgiões dentistas fundada em 28/5/1925 av marechal deodoro 71 gonzaga santos sp cep 11060-401 tel/fax 13 3285-2440 homepage htp www.acdbs.com.br e-mail acdbs@acdbs.com.br 04 05 mensagem do presidente dia do dentista acontece congresso internacional de técnicos em prótese confira o resultado das eleições para delegado-eleitor confira a cobertura do seminário que discutiu as políticas de saúde bucal na região cursos eap especial o que é preciso para o funcionamento de um consultório dentário parte 2 notícias eap formatura da primeira turma de saúde bucal cursos eap notícias acdbs entrevista com dr nivaldo de paula programação especial do dia do dentista esportes confira os pacotes para o viii surf odonto diretoria executiva presidente francisco marçal vieira 1º vice-presidente josé luiz negrinho 2º vice-presidente nadyr cassiano secretário geral guilherme ribeiro de aguiar 1ª secretária cláudia maria silva de freitas tesoureiro geral dráusio ladeira silva 1º tesoureiro edilson mendonça de brito diretor científico guilherme henrique rosa martins diretora cultural kátia maria ayres parra diretor social orlando viscardi jr diretor de esportes renato henrique bertoni diretora assistencial maria regina da silva amorim diretor patrimonial wlademir pataro de castro presidente do conoge priscila lopes campedelli presidente do coa rafael maluza florez diretor da revista paulo henrique marçal menezes 10 12 14 13 19 expediente a revista acdbs é uma publicação com periodicidade trimestral e distribuição gratuita equipe técnica editora jornalista responsável e repórter fotográfica e diagramação carolina lara mtb 44715 direção de arte e diagramação luciana f v de lemos publicidade luiz a figueiredo tel 13 3239-2557 e 9143-2907 tiragem 2.000 exemplares fotolitos e impressão gráfica tel 13 público cirurgiões-dentistas clínicas especializadas hospitais bibliotecas de cursos de odontologia bibliotecas das associações regionais de cirurgiões dentistas da apcd entidades de classe secretarias municipais e estaduais de saúde além de diversos departamentos do ministério da saúde declarações a associação dos cirurgiões dentistas da baixada santista não se responabiliza pelos serviços e produtos das empresas que anunciam na revista acdbs os quais estão sujeitos às normas de mercado e do código de defesa do consumidor os artigos e conceitos assinados são de responsabilidade do autor É permitida a reprodução parcial ou total de textos da revista acdbs desde que citada a fonte amigos dentistas É um prazer escrever esse editorial e apresentar para vocês as atividades realizadas na associação nessa edição vocês notarão que boa parte das matérias produzidas abordou o tema saúde bucal em vários segmentos além das dicas de cuidados que devemos ter em nossos consultórios merece destaque o texto sobre o seminário que aconteceu em santos e no guarujá em que debatemos sobre a importância de um sorriso saudável aproveito para lembrar que vamos entrar em um período importante para nós sabem por quê?por que em outubro é comemorado o dia do dentista faço a todos um convite participem da programação além de reciclar conhecimento ajudaremos algumas instituições e ongs que necessitam de alimentos boa leitura dr paulo henrique marçal menezes contatos acdbs secretaria central 3285-2440 acdbs@acdbs.com.br secretaria eap 3285-2442 eap@acdbs.com.br tesouraria 3285-2443 tesouraria@acdbs.com.br clínicas 3285-2444 ou 3285-2446 clinicas@acdbs.com.br comunicação 3285-2447 comunicacao@acdbs.com.br fax 3285-2445 portaria:3285-2448 edição 171 julho agosto setembro de 2009 3

[close]

p. 4

mensagem do presidente em outubro ii curso de imersão em carga imediata pág 06 programação especial dia do dentista pág 17 14 de outubro 10 h pré conferência municipal de saúde no teatro procópio ferreira-guarujá 22 de outubro 20 h solenidade em comemoração ao dia do dentista pág.17 23 de outubro 22 h festa do chop pág 15 29 de outubro a 01 de novembro congresso in ternacional de técnicos em prótese pág 05 06 a 08 de novembro viii surf odonto pág 19 dr francisco marçal vieira dia do dentista 25 de outubro dia nacional do cirurgião dentista homenagem justa a estes profissionais que se desdobram pela luta do dia a dia sem perder o rumo da responsabilidade do profissional de saúde porém enquanto classe profissional ainda somos jovens no que tange a conhecimento organização e relações políticosociais para defendermos e valorizarmos nossa profissão não basta sermos tecnicamente perfeitos tão importante quanto é participar da nossa comunidade como um todo para estarmos presentes nos processos de decisão que nos envolve profissionalmente ninguém melhor que nós sabemos da influencia da saúde bucal na saúde em geral e apenas a nós cabe a responsabilidade de educar quem é leigo para que essa informação ultrapasse as fronteiras de nossos consultórios e salas de aula a acdbs está presente realizando suas pré-conferências para os conselhos municipais de saúde de sua jurisdição organizando e apoiando fóruns de discussão de âmbito profissional procurando cada vez mais fomentar os colegas a participarem das atividades esportivas sociais políticas e científicas dentre sua finalidade de agregar os colegas e promover os valores da profissão através de suas dependências ou através de suas ações ela exalta a profissão como um todo demonstrando a cada dia que somos muito mais fortes do que imaginamos sua atuação é feita da forma mais democrática de relação profissional que existe com a participação dos colegas e com esta participação certamente nossos objetivos serão atingidos num tempo mais curto e de forma menos traumática em todos os aspectos assim teremos a oportunidade de posicionar a odontologia em local de destaque na sociedade em que vivemos e poderemos soltar de peito aberto aquele brado contido eu faço parte deste grupo que fez tanta diferença na vida das pessoas feliz dia do dentista a todos os colegas 27 de novembro 8h30 curso estabelecendo protocolos clínicos para restaurações cerâmicas estética e longevidade e i encontro de especialistas em dentística pág 09 bazar de natal pág 18 04 e 05 de dezembro redes sociais também conquistam a odontologia É certo que a tecnologia das redes sociais veio para ficar e quem reluta em aprender novos conceitos deve mudar esse comportamento e conhecer as vantagens de estar conectado ou twittando se você achou estranho é sinal de que necessita se atualizar ­ urgente no brasil o orkut facebook e agora o twitter se transformaram em mania nacional e na odontologia não poderia ser diferente existem milhares de comunidades em português sobre odontologia veja algumas odontologia 49.333 membros ortodontia e ortopedia facial 4.832 membros odontologia ­ ufrj 1.272 membros pérolas da odontologia 25.374 membros odontologia e marketing 334 membros dentista não cuida só de dente 10544 membros buscando só odontologia no orkut temos mais de 1000 comunidades se a busca for por dentista mais de 1000 o que está na moda agora é o twitter e a associação tem um www.twitter.com/acdbs 4 edição 171 julho agosto setembro de 2009

[close]

p. 5

assistência jurídica congresso internacional de técnicos em prótese o 11º congresso internacional de técnicos em prótese dentária que acontecerá entre os dias 29 de outubro e 1 de novembro em são paulo é considerado o maior evento da prótese laboratorial do mundo além dos fóruns e debates o congresso contará com uma ampla grade de seminários e workshops os visitantes também poderão conhecer as últimas novidades do mercado odontológico na expolabo exposição comercial que conta com a participação das maiores empresas do setor e o espaço científico com trabalhos de alunos e profissionais de todo o país para este evento estão sendo esperados cerca de 10 mil visitantes do brasil e exterior informações e inscrições sobre o evento podem ser encontradas no site www.apdesp.org.br/congresso isabela castro de castro advogada da acdbs parcerias profissionais-locação sublocação comodato participação nos lucros ou sociedade?qual a melhor forma para compartilhar um consultório devemos analisar caso a caso modelos pré-estabelecidos não podem ser usados aleatoriamente sob pena de causarem efeito inverso ao desejado gastos excessivos dúvidas contradições e mal-entendidos o objetivo de firmar um contrato entre as partes é deixar previamente estabelecidas as regras do jogo portanto a hora de discutir e expor pretensões e dúvidas é no momento da contratação da parceria quais os objetivos da união profissional quais as pretensões pessoais e profissionais das partes envolvidas qual o nível de conhecimento técnico e de capacidade financeira das partes existe a pretensão de criação de uma pessoa jurídica que represente todas as partes ou cada profissional atuará como pessoa física de forma independente essas questões entre outras são de suma importância para a definição do modelo jurídico de parceria que será adotada e os esclarecimentos e orientações de um advogado são necessários para que se faça a escolha adequada pular essa etapa de definições pode gerar grande prejuízo profissional no futuro desperdiçando os investimentos pessoais e materiais até então realizados dividir custos de administração e segurança do consultório assim como investir no conforto e funcionalidade das instalações clínicas e compra e manutenção de equipamentos profissionais são bons motivos para justificar a união de diversos profissionais em uma única clínica procedimentos modernos e avançados antes restritos a uma pequena elite de profissionais e pacientes estão cada vez mais populares e o consumidor/paciente seja ele particular ou conveniado deseja ter acesso a esses novos recursos divulgados pela mídia a parceria profissional pode ser uma ótima solução para atender esse novo perfil de demanda e permitir os necessários investimentos uniodonto de santos completa 37 anos para que mais pessoas tivessem acesso a tratamentos odontológicos oferecendo um serviço de qualidade e com preços acessíveis um grupo de dentistas reunidos na associação dos cirurgiões dentistas de santos fundou a uniodonto trata-se da primeira cooperativa de trabalho odontológico do brasil liderada pelo dr dalton nunes da silva essa iniciativa aconteceu em 18 de setembro de 1972 e já contemplou mais de 2 milhões de usuários a grande característica do sistema é garantir uma cobertura efetivamente nacional o usuário da cooperativa que estiver viajando ou trabalhando fora é atendido em qualquer cidade do país que possua um profissional cooperado sem burocracia a uniodonto lidera este segmento de mercado seja pelo número de usuários ou pela diversidade dos planos que oferece aos clientes sob a ótica do crescimento constante e do fortalecimento do cooperativismo odontológico em março de 1993 o sistema passa a ser denominado como uniodonto do brasil confederação nacional das cooperativas odontológicas e congrega as federações paulistas paraná rio grande do sul região central norte e nordeste no total são 170 singulares e cerca de 30 mil dentistas cooperados a uniodonto de santos hoje tem sede própria localizada na rua luis de camões 58 edição 171 julho agosto setembro de 2009 5

[close]

p. 6

recado do braz recomendações para evitar infecção pelo vírus influenza a h1n1 a gripe suína é uma doença infecciosa respiratória aguda causada pelo vírus influenza do tipo a como trata-se de uma doença respiratória altamente contagiosa e com suspeita de transmissão de pessoa a pessoa a disseminação dessa nova variante do influenza pode assumir proporções graves para a população em todo o mundo um informe técnico divulgado pelo diário oficial do estado de são paulo do dia 11 de agosto de 2009 recomenda que todos os consultórios clínicas e prontosocorros odontológicos devem estabelecer condições para evitar a disseminação do vírus influenza a h1n1 adotando as seguintes providências · todo paciente com síndrome gripal febre acima de 38ºc acompanhada de tosse ou dor de garganta deve adiar a consulta ao cirurgião-dentista por no mínimo sete dias a partir do início dos sintomas ou após a cessação dos sintomas respiratórios · somente atender os pacientes suspeitos se for de extrema urgência fornecendo máscara cirúrgica enquanto espera pelo atendimento · após o atendimento descartar imediatamente em lixo para materiais contaminados os que não forem descartáveis devem ser higienizados com água e detergente neutro e fazer desinfecção com álcool a 70 · freqüente higienização das mãos principalmente antes e depois da assistência ao paciente e após · evitar tocar mucosas de olhos e nariz e boca · medidas gerais · manter o ambiente/consultório bem ventilado · manter a rotina estabelecida de limpeza e desinfecção de superfícies inclusive do piso da sala do atendimento que deve ser intensificada após o atendimento de casos suspeito ou confirmado de infecção pelo vírus influenza a h1n1 · usar luvas aventais e mascaras descartáveis dr braz antunes mattos neto política de saúde e consciência social a informação é fundamental para transformar o mundo mas para que a sociedade possa avançar o conhecimento deve se aliar à consciência social esta reflexão resulta do seminário política nacional de saúde bucal desafios e perspectivas realizado em 1º de setembro na câmara municipal de santos e no casagrande hotel em guarujá.o coordenador nacional de saúde bucal do ministério da saúde dr gilberto alfredo pucca júnior falou sobre a melhoria das políticas públicas no país que no nosso estado contam com a decisiva colaboração do presidente do crosp dr emil adib razuk para o dr pucca é preciso continuar avançando tanto para que a odontologia ocupe novos espaços dentro da saúde em geral quanto para que a sociedade usufrua o direito à saúde bucal as consequências da falta de saúde bucal são desastrosas a pessoa pode perder todos os dentes e passar a ser um mutilado ou sofrer de câncer bucal e outras doenças perigosas como endocardite bacteriana os questionamentos são realistas como pode uma pessoa ser alijada do mercado de trabalho por não ter dentes o que representa não ter saúde bucal e não poder sorrir isso é grave é uma realidade gritante os governantes de todos os níveis devem entender este drama e priorizar a saúde bucal.existem 20 milhões de brasileiros sem dentes e sem acesso a próteses.não basta porém despejar recursos na alta complexidade se não houver o aumento significativo da atenção básica fundamental é planejar bem as políticas de saúde bucal e ter uma gestão consciente capilar facilitada pela portaria que desvinculou as equipes de saúde bucal das equipes do programa de saúde da família agora estão atreladas aos agentes comunitários permitindo o aumento das equipes novos postos de trabalho e um índice maior de cobertura claro que existem gargalos sérios e que o estado de são paulo está em grande defasagem assim como a baixada santista mas estamos no caminho certo devemos continuar a discutir estas e outras questões como o salário básico dos cirurgiões-dentistas integração com todas as áreas da saúde e valorização da odontologia pelas administrações municipais um abraço a todos e até a nossa próxima conversa chapa 1 recebe 92,29 dos votos e elege dr emil razuk delegado-eleitor a assembléia-geral realizada na subsede do pacaembu no dia 31 de agosto elegeu a chapa 1 para representar o crosp na eleição da diretoria do conselho federal de odontologia os candidatos a delegado-eleitor dr emil adib razuk e o delegado-suplente dr marco antônio mandredini receberam 467 votos 92,29 dos 506 eleitores a chapa 2 recebeu 14 votos a chapa 3 recebeu 21 votos e 4 foram anulados os integrantes da chapa 1 agradecem a todos os colegas que compareceram à eleição alguns vindos do interior o que demonstra que a classe está madura e mobilizada em torno dos interesses da odontologia de são paulo e de todo o país s os todo farão os s alun urgia cir informações 13 3285-2440 eap@acdbs.com.br ou com dr orlando 3284-1579 9711-0755 19 a 22 de outubro 6 edição 171 julho agosto setembro de 2009

[close]

p. 7

lei antifumo no dia 7 de agosto o estado de são paulo deu um importante passo em defesa da saúde pública com a entrada em vigor da nova legislação antifumo fica proibido fumar em ambientes fechados de uso coletivo como bares restaurantes casas noturnas e outros estabelecimentos comerciais mesmo os fumódromos em ambientes de trabalho e as áreas reservadas para fumantes em restaurantes ficam proibidas a nova legislação estabelece ambientes 100 livres do tabaco para evitar punições os responsáveis pelos estabelecimentos devem adotar algumas medidas entre elas a fixação de cartazes alertando sobre a proibição e a retirada dos cinzeiros das mesas de bares e restaurantes como forma de desestimular que cigarros sejam acesos em caso de desrespeito à lei o estabelecimento receberá multa que será dobrada em caso de reincidência se o estabelecimento for flagrado uma terceira vez será interditado por 48 horas e em caso de nova reincidência a interdição será de 30 dias ao proibir que se fume em ambientes fechados de uso coletivo a lei antifumo estabelece uma mudança de comportamento com reflexos diretos na saúde pública mudança que será estimulada por campanhas educativas e fiscalizada pelo poder público e que terá na colaboração da população uma de suas principais armas lembrando que o dentista deve sempre ressaltar aos seus pacientes sobre a saúde bucal o cigarro como inimigo número um que o evitando ele poderá conservar dente mais brancos evitando manchas e até o câncer labial a nova regra também se aplica aos consultórios dentários para baixar os avisos para estabelecimento sobre o cumprimento da nova lei acesse o site http www.leiantifumo.sp.gov.br downloads.php odontologia legal dr.moacyr da silva e dr fernando jorge de paula o que podemos aprender com os processos judiciais contra o cirurgião-dentista ação de indenização ­ negligência ­ culpa concorrente age com negligência o cirurgião-dentista que antes de procedimento de extração de dente não providencia um raio x do local visando assim a averiguar as condições de saúde bucal da paciente recurso improvido grifamos tamg apelação cível segunda câmara cível j 24 04 01 quando ouvimos falar em negligência falta de atenção de cuidado profissional somos impelidos a rememorar processos judiciais que envolvem erros grosseiros com grandes seqüelas quando analisamos o inteiro teor do acórdão supracitado verificamos que o dano ocasionado é uma comunicação buco-sinusal conseqüência de uma exodontia de um molar superior que pode acontecer com qualquer profissional a análise jurídica do caso foi abalizada no confronto do ato profissional comprovado por meio do prontuário odontológico do paciente e a técnica cirúrgica para exodontia de molares ou seja verificou-se a artis legis conforme podemos verificar nos livros de cirurgia qualquer procedimento cirúrgico deve ser precedido pela execução de exames complementares anamnese radiografias fichas clínicas hemograma etc não importa em juízo que o exame tenha sido realizado se não puder ser comprovado destarte não podemos dar um valor de importância para cada exame cada qual dentro do tratamento odontológico cumpre uma determinada função por isso é importante o arquivamento de todas as informações produzidas que digam respeito ao caso a melhor defesa do cirurgião-dentista ainda é o seu prontuário odontológico bem elaborado edição 171 julho agosto setembro de 2009 7

[close]

p. 8

assistência contábil seminário discute políticas de saúde bucal na região metropolitana da baixada santista marco antonio dias cardoso atendende de consultório hoje a excelencia no atendimento atinge todas as áreas e não é diferente para os dentistas em seus consultórios a clientela está mais exigente e cobra um tratamento diferenciado portanto devemos preparar as nossas atendentes de sorte que as mesmas possam apresentar um atendimento de primeira linha a tônica de que a primeira impressão é a que fica sem dúvida ocorre nos consultorios odontológicos É imperiosa a necessidade de reciclagem e investimento nos colaboradores pois cortesia faz a diferença tanto na hora de marcar consulta como no tratamento pessoal no consultório temos hoje várias opções de cursos de aprimoramento das relações inter pessoais e de atendimento o atendimento deve ser sempre voltado para a satisfação do cliente dessa forma o consultório será sempre beneficiado inquestionável que cliente satisfeito resulta no sucesso e crescimento da clínica na atual economia prover excelentes serviços aos clientes pode ser uma diferença crítica no sucesso do odontólogo invistam nos profissionais de apoio e com certeza o retorno estará garantido sócio da cardoso cotabilidade autoridades que debateram sobre saúde bucal em santos expandir a implantação de políticas públicas de saúde bucal e ampliar o acesso da população carente ao atendimento odontológico pelo sus esses foram os objetivos do seminário política nacional de saúde bucal na baixada santista desafios e perspectivas que aconteceu no dia 1º de setembro em santos e guarujá o seminário é uma realização do conselho regional de odontologia crosp e da coordenadoria nacional de saúde bucal do ministério da saúde o evento que teve grande representatividade envolveu mais de 300 pessoas entre cirurgiõesdentistas auxiliares em saúde bucal técnicos em saúde bucal técnicos em prótese dental coordenadores municipais de saúde bucal representantes e secretários de saúde de oito dos nove municípios da baixada santista com exceção de peruíbe destacando-se a presença da prefeita de guarujá maria antonieta de brito também participaram presidentes de entidades representativas e diretores das faculdades de odontologia da região o secretário geral do crosp dr claudio miyake iniciou o seminário em santos falando sobre as atribuições do conselho a importância do trabalho do Órgão em defesa da classe e da expansão das políti cas da odontologia em suas 39 seccionais além da diversidade da profissão do cirurgião-dentista todos os colaboradores do conselho são essenciais para que possamos continuar atuando pela expansão das políticas públicas em saúde bucal no estado de são paulo outros especialistas também participaram do seminário o conselheiro do crosp marco antonio manfredini o delegado da seccional de santos dr josé mário de mattos baldo o presidente da acdbs francisco marçal vieira e o fiscal do crosp e 1º vice-presidente da acdbs josé luiz negrinho o coordenador de saúde bucal do ministério da saúde dr gilberto alfredo pucca junior explanou sobre o avanço do atendimento odontológico com a implantação do brasil sorridente programa do governo federal lançado em 2004 e as expectativas para o futuro pucca destacou que a saúde bucal no serviço público merece maiores cuidados na atenção básica não adianta instalarmos centros de especialidades odontológicas se a população não tiver um bom atendimento básico na rede pois os ceos não foram criados para resolverem problemas de fácil resolutividade houve uma época em que se pensava que a criança bem cuidada seria um idoso saudável mas já constatamos que não é bem assim os programas direcionados a determinadas faixas etárias não funcionaram destacou pucca junior edição 171 julho agosto setembro de 2009 8

[close]

p. 9

um dos assuntos discutidos foi a distribuição de 60 milhões de kits odontológicos em todas as escolas públicas e equipes de saúde bucal no psf do país também foram anunciados investimentos do governo federal no aumento das esbs atrelando-as aos agentes comunitários de saúde e a intenção de aumentar o investimento em próteses dentárias reduzindo a contrapartida dos municípios e oferecendo uma melhor qualidade no atendimento das pessoas que dependem da rede para fazerem um tratamento odontológico em santos por exemplo o tempo médio de espera para quem precisa de uma prótese dentária é de mais de dois anos pucca anunciou ainda o próximo grande projeto da coordenadoria nacional de saúde bucal o sb 2010 que consiste em um levantamento epidemiológico em todo o brasil norteará as próximas ações do ministério da saúde visando políticas públicas na odontologia existem 44 equipes de saúde bucal no psf nos nove municípios da região metropolitana da baixada santista e cinco ceos dois em santos um em guarujá um em peruíbe e outro em são vicente no guarujá também estiveram vários representantes dos órgãos públicos da cidade o encontro contou com a presença da diretora do departamento de saúde de cubatão denise filomena rodrigues de brito a cirurgiã dentista da marinha do brasil carmen lucia carvalho de souza a coordenadora de saúde bucal da drs iv andréa gomes o delegado do conselho regional de odontologia seccional santos jose mario baldo e o presidente do sindicato dos odontologistas mario leite durante a solenidade de abertura da segunda parte do evento a prefeita maria antonieta de brito destacou a importância desses encontros visto que políticas públicas desenvolvidas no programa de saúde bucal são capazes de mudar a história de miserabilidade além de aumentar a qualidade de vida e auto-estima da população segundo a coordenadora de saúde bucal do guarujá ingrid alves a realização do seminário possibilita a aproximação do ministério da saúde em relação às necessidades do município promovendo discussões pertinentes e ações resolutivas em relação à saúde bucal outro ponto que merece destaque segundo a coordenadora é a valorização da categoria que vem sendo dada pela prefeitura do guarujá a classe odontológica do guarujá agradece a prefeitura por sempre prestigiar nossos eventos além disso todos os dentistas agradecem também o pagamento do dsr descanso semanal remunerado que mostra a valorização da profissão autoridades prestigiaram o evento também no guarujá edição 171 julho agosto setembro de 2009 9

[close]

p. 10

especializaÇÃo em prÓtese dentÁria mauricio s s machado equipe roberto c stegun e gastão s moura filho início do curso março de 2010 duração 24 meses aulas segundas-feiras e sábados quinzenalmente manhã e tarde investimento 24 x r 900,00 coordenação especializaÇÃo em endodontia manoel e.l machado matricule-se e ganhe um x-smart especializaÇÃo em dentÍstica sérgio ricardo g badini equipe nívio f dias marco antonio l guerra e antonio carlos s tavares prova 03 de março ás 14h início do curso março de 2010 duração 20 meses aulas quartas-feiras manhã e tarde coordenação coordenação equipe guilherme h r martins luciana m b gonçalves luiz antonio b sapía e maria amélia p v amado Últimos dias de inscriÇÃo duração 24 meses aulas segundas-feiras manhã e tarde investimento 24 x r$970,00 especializaÇÃo em implantodontia orlando viscardi junior início do curso fevereiro de 2010 duração 18 meses aulas mensais quintas e sextas-feiras tarde e noite sábados manhã e tarde vagas 12 seleção analise de curriculo prova escrita e tradução de inglês coordenação especializaÇÃo em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial carlos a f alves e fábio r nosé equipe ophir ribeiro junior início do curso março 2010 duração 24 meses aulas quartas-feiras tarde e noite plantão hospitalar hospital regional sul/sp ou guilherme alvaro/santos investimento 24 x r 1.000,00 coordenação especializaÇÃo em odontopediatria walter denari coordenação equipe edma h daud edison daud leticia p g.silveira e nyde s.y inafuku e maria valéria w domingues início do curso março 2010 duração 18 meses aulas terças-feiras manhã e tarde investimento 24 x r 600,00 atualizaÇÃo em endodontia manoel e l machado coordenação atualizaÇÃo em cirurgia oral mÓdulo ii rafael a de campos coordenação atualizaÇÃo em cirurgia oral mÓdulo i rafael antonio de campos equipe carlos renato franco e rogélio f peres junior início do curso março de 2010 duração 5 meses aulas quartas-feiras noite investimento 05 x r$300,00 coordenação equipe guilherme h r martins luciana m b gonçalves luiz antonio b sapía e maria amélia p v amado Últimos dias de inscriÇÃo duração:12 meses aulas segundas-feiras noite investimento 12 x r$280,00 equipe carlos r franco e rogélio f peres junior início do curso março de 2010 duração 5 meses aulas quartas-feiras noite investimento 05 x r$350,00 atualizaÇÃo em implantodontia mÓdulo protÉtico orlando viscardi junior equipe danilo horie bellini e ariel lenharo convidado início do curso março de 2010 duração 5 meses aulas sábados quinzenalmente manhã e tarde investimento 05 x r$400,00 coordenação atualizaÇÃo em implantodontia mÓdulo cirÚrgico orlando viscardi junior equipe claudio costa juliana ramaciatto soraia haddad valter m ferreira e ariel lenharo convidado início do curso fevereiro de 2010 duração 5 meses aulas quintas-feiras quinzenalmente manhã e tarde investimento 05 x r$400,00 coordenação atualizaÇÃo em disfunÇÃo temporomandibular e dor orofacial antonio carlos golegã de maria início do curso novembro de 2009 duração 7 meses aulas quintas-feiras noite investimento 7x r$250,00 coordenação 10 edição 171 julho agosto setembro de 2009

[close]

p. 11

prÓtese parcial fixa para iniciantes renata faria equipe wagner f do nascimento michelle h o carvalho e ellen c r de abreu início do curso fevereiro de 2010 duração 3 meses aulas terças-feiras manhã investimento 5 x r$250,00 natureza teórico laboratorial coordenação atualizaÇÃo em prÓtese parcial fixa mÓdulo i renata faria equipe wagner f do nascimento início do curso fevereiro de 2010 duração 4 meses aulas quinta-feiras noite investimento 5 x r$320,00 coordenação atualizaÇÃo em prÓteses fixas metal-free módulo ii renata faria equipe wagner f do nascimento início do curso fevereiro de 2010 duração 4 meses aulas quinta-feiras noite investimento 5 x r$320,00 coordenação cirurgia guiada por computador e instalaÇÃo de protocolo de branemark carga imediata mauricio s s machado coordenação atualizaÇÃo em odontologia estÉtica sérgio ricardo g badini equipe antonio c s tavares marco a l guerra e nívio f dias Últimos dias de inscriÇÃo duração 08 meses aulas terça-feiras noite coordenação aperfeiÇoamento em odontogeriatria paulo césar de rezende equipe caio p rezende marcos o dias claudia m queiroz e eddy guimarães início do curso fevereiro de 2010 duração 5 meses aulas terças-feiras à tarde quinzenal investimento r$300,00 coordenação equipe josé márcio amaral e daniel dos santos peel início do curso novembro de 2009 duração 2 meses aulas segundas-feiras noite investimento 3 x r 300,00 auxiliar de saÚde bucal maria regina s amorim coordenação tÉcnico em saÚde bucal maria regina s amorim início do curso fevereiro de 2010 duração 15 meses aulas segundas quartas e quintas teoricas e sábados práticas parceria entre acdbs e instituto lupe picasso coordenação os conteúdos programáticos dos cursos se encontram no site www.acdbs.com.br informações e inscrições na secretaria da acdbs 13 3285-2442 ou por e-mail eap@acdbs.com.br os valores destas mensalidades são válidos para sócios da acdbs/apcd as informações dos cursos podem sofrer alterações sem prévio aviso aguardem novas informações curso com as novas diretrizes do conselho federal de odontologia informações na secretaria da acdbs edição 171 julho agosto setembro de 2009 11

[close]

p. 12

conflitos em relação à infra-estrutura o que é preciso para o funcionamento de um consultório dentário ­ parte 2 saiba quais os maiores pecados cometidos pelos cirurgiões dentistas a infra-estrutura física e dimensões de um consultório ou clinica odontológica devem atender ao disposto na rdc/anvisa n 50 de 2002 e legislação vigente em casa estado ou município o conflito mais comum quanto à infra-estrutura física relacionase com o compressor de ar frequentemente é encontrado no banheiro dos consultórios um local totalmente inconveniente para a sua instalação já que o compressor trabalha com o ar ambiente assim deve estar instalado em lugar arejado de preferência fora do consultório de funcionamento outro ponto crítico na odontologia é a esterilização esse é o tema mais abordado em perguntas e dúvidas enviadas por dentistas à anvisa os principais questionamentos são em relação ao que esterilizar como embalar e qual a validade do procedimento para os consultórios vale a seguinte orientação para alguns tipos de brocas e alicates ortodônticos na odontologia cdc 2003 lembrarmos que num consultório simples com uma cadeira não é necessário ter salas separadas para a esterilização de materiais no entanto o fluxo correto dos materiais de forma a não misturar sujos limpos e estéreis é indispensável mantendo a barreira técnica cuidados em superfícies e mobiliários superfícies e mobiliários estão sujeitos ao toque das mãos respingos e aerossóis É verdade que até mesmo as industrias têm mostrado maior preocupação com o controle de imfecção e assim modificaram muitos equipamentos e mobiliários dessa forma são produzidos cadeiras e mochos mais lisos e sem costurar pontas autoclaváveis equipamentos com comandos acionados com os pés dentre outras modificações entretanto botões e alças devem ser recobertas com barreira impermeável do tipo filme ou campo de algodão estéril em casos cirúrgicos as barreiras devem ser trocadas uma vez ao dia e en método químico imersão em glutaraldeídeo a 2 ou ácido piracético a 0,2 vale ressaltar que o método só é utilizado quando os artigos forem termossensíveis se os artigos forem termorresistentes é recomendável submetê-los à autoclave por facilidade operacional eficácia e principalmente por sepreviamente ao inicio dos ser gurança viços de montagem do consultório a estufa forno de pasteur odontológico deve ser providené contra-indicada exige longo ciada a aprovação dos projetos período de tempo e altas tempejunto à vigilância sanitária local raturas o processo não é autopor meio de uma analise do projematizado não permite registros to físico em alguns estados pode dos parâmetros físicos permite a ser solicitada uma inspeção prévia interrupção do processo quando e então nesse momento serão daocorre a abertura da porta e o modas as orientações e sanadas as dúnitoramento biológico complexo vidas após a conclusão das obras assim estufas devem ser é solicitada a inspeção para obtenusadas apenas para óleos pós e ção do alvará sanitário a lincença está chegando maio 2010 12 edição 171 julho agosto setembro de 2009

[close]

p. 13

tre os pacientes deve haver limpe mente negligenciado É comum za e desinfecção com álcool 70 pensar que a radiação emitida por um equipamento de consultório vacinas epi e odontológico é muito pequena e higienização das mãos portanto inofensiva no entana proteção por meio de vaci to vale lembrar que em radiopronas o uso de epi e as condutas de teção devem ser considerados o higienização das mãos são funda tempo todo à exposição a distanmentais tanto no contexto do con cia em relação à fonte e a blindatrole de infecção como no contex gem outro detalhe é que danos à saúde provenientes da exposição to da saúde ocupacional à radiação podem se manifestar os odontológicos não costu em longo prazo o que reforça nos mam ser muito rigorosos com a profissionais a postura negligente imunização nem com o uso de os consultórios odontológicos epi a anvisa divulga uma lista das vacinas indispensáveis para que possuem aparelhos de raioos profissionais da odontologia e x devem atender às disposições da portaria svs/ms n 453 de equipe 1998 dentre elas uso do avental quanto ao epei deve ser usa de chumbo e protetor de tireóide do por toda a equipe incluindo proteção para o profissional aventouca máscara de tripla camada tal distancia e biombo uso de doóculos de proteção inclusive para símetro pelo dentista e condições o paciente luvas de procedimen adequadas para a revelação to estéreis para limpeza e sobreresíduos luva de plástico avental de manga o descuido com o descarte de comprida e calçados fechados nr n 32 do ministério do trabalho resíduos é um pecado cometido em larga escala e envolve grande a lavagem das mãos deve ser desconhecimento pergunte a um feita entre cada procedimento dentista o que você faz com o reportaria/ms 2616 de 1998 em velador e fixador usados resto de lavatório exclusivo para este fim amálgama como descarta folhas com torneira e dispensador de sa de chumbo e películas radiográfibão líquido acionados sem o con cas glutaraldeído tato manual rdc/anvisa n 50 os consultórios odontológicos de 2002 devem seguir as disposições da raio x rdc/anvisa n 306 de 2004 a não é um dos pontos mais saber questionados pelos profissionais material infectante resíduo porque na verdade é extrema biológico deve ser descartado em lixeira com tampa de acionamento por pedal e saco plástico branco leitoso perfuro-cortantes devem ser acondicionados em recipientes rígidos e com tampa respeitando-se o limite de preenchimento indicado na caixa lembramos que o descarpack não deve ficar no chão nem sobre a bancada da pia onde está sujeito ao contato com a água os reveladores e glutaraldeídeo podem ser submetidos a processo de neutralização do ph seguir orientações do fabricante sendo posteriormente lançados na rede coletora de esgoto resíduos de amálgama devem ser acondicionados em recipientes inquebráveis e hermeticamente fechados sob selo d`água posteriormente devem ser encaminhados para recuperação da prata a tal processo de recuperação também devem ser submetidos fixadores e películas radiográficas edição 171 julho agosto setembro de 2009 13

[close]

p. 14

primeira turma de saúde bucal se forma em santos a acdbs recebeu a formatura da 1°turma de técnicos em saúde bucal o evento marcou a parceria de sucesso entre a associação e o instituto educacional lupe picasso d bosco que trouxe para a baixada santista este curso e que há tempos era esperado pela classe dos auxiliares o evento aconteceu no dia 27 de junho os profissionais que atuam como auxiliar necessitam de constante capacitação com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado a iniciativa deu tão certo que a segunda turma já está em andamento as fotos refletem um pouco do que foram as solenidades de colação de grau e da confraternização que reuniu as seguintes autoridades da odontologia local dr josé mário de matos baldo ­ delegado do cro dr francisco marçal vieira ­ presidente da acdbs dr braz antunes mattos neto vereador da câmara municipal de santos além de familiares professores e amigos que tanto lutaram pelo curso e que puderam desfrutar dessa belíssima festa autoridades que prestigiaram os eventos da formatura formandas da 1º turma de técnicos em saúde bucal alegre festa após solenidade que envolveu coordenadora paraninfo diretora e as formandas coordenadora paraninfo e diretora com as formandas população brasileira é a que mais se preocupa com o futuro e a que menos poupa dinheiro afirma gerente regional de investimento do banco real a associação dos dentistas em parceria com o banco real promoveu em agosto duas palestras uma com o tema planejamento financeiro e outra sobre investimentos pessoais o presidente da acdbs dr francisco marçal vieira explica que a iniciativa teve como objetivo mostrar aos dentistas como é possível ter uma vida financeira saudável trata-se de uma oportunidade diferente para os membros da associação e tão importante quanto o que se aprende nos cursos de reciclagem destaca alexandre duarte david de 27 anos é ciente de que os profissionais da área médica também necessitam ter conhecimento sobre gestão administrativa e estruturação orçamentária nós que somos autônomos precisamos saber como fazer uma gestão financeira e administrativa infelizmente há dentistas que conseguem alcançar o sucesso profissional e o reconhecimento mas não possuem habilidades gerenciais de acordo com bruno monteiro rebello gerente regional de investimentos do banco real traçar um planejamento financeiro é uma tarefa relativamente fácil mas a maioria se perde porque não possui uma meta definida ou disciplina basta criar uma planilha mensal e colocar quais foram os gastos com alimentação saúde lazer casa filhos e transporte e detalhar cada item para que não haja diferença no valor é preciso alimentar a planilha com todos os gastos explica outro fator que colabora com o déficit financeiro de cerca de 80 das famílias é o fato de que boa parte gasta mais do que arrecada e esquece que além das despesas fixas mensais há as sazonais como iptu ipva e matricula escolar a saída para muitos acaba sendo o cheque especial ou o cartão de crédito o que se transforma em uma bola de neve e o endividamento só aumenta na palestra do dia 20 o assunto foi investimentos pessoais o palestrante explicou que para quem é autônomo o ideal é investir em fundo de ações mais informações sobre como investir podem ser obtidas através do site www.bancoreal.com.br/investimentos bruno monteiro rebello gerente regional de investimentos do banco real edição 171 julho agosto setembro de 2009 14

[close]

p. 15

sorriso bonito e auto-estima renovados esse é o legado do dia nacional dos dentistas cinqüenta anos de profissão e mais de 80 mil pessoas com o sorriso e a auto-estima renovados É esse o saldo que o dr nivaldo paula um dos dentistas mais conhecidos da baixada santista tem como resultado nesse dia 25 de outubro ­ dia nacional do dentista que é o mesmo dia em que completará 74 anos de vida apesar da coincidência ele afirma que a grande influencia para se tornar um profissional da área de saúde veio do primo e do irmão mais velho dr romualdo que está em pleno exercício há 61 anos terreno que fica ao lado do prédio da associação ponto que vale destaque finaliza em 1728 na frança piérre fauchard o pai da odontologia moderna revolucionou a odontologia ao estabelecer novos conceitos ao criar técnicas e aparelhos nessa época no brasil começava a exploração do ouro nas minas gerais atividade que atraiu um grande número de pessoas para o local por isso a corte portuguesa nomeou josé s c galhardo o primeiro cirurgião-mór ato que acabou regulamentando essa atividade profissional a primeira carta para dentista foi dada em 1824 a gregório raphael da silva em 1828 foi extinto o cargo de cirurgião-mór passando a fiscalização para a concessão das cartas às câmaras municipais e à justiça ordinária o ensino da odontologia no país foi instituído em 1880 por vicente cândido sabóia o visconde de sabóia diretor da faculdade de medicina do rio de janeiro o dia nacional do dentista coincide com a assinatura do decreto 9.311 que criou os primeiros cursos de graduação em odontologia no país especificamente nos estados da bahia e rio de janeiro através de uma portaria do conselho federal de odontologia a data passou a homenagear quem se dedica à profissão no brasil um pouco da história dos dentistas as extrações dentárias efetuadas no brasil a partir do seu descobrimento baseavam-se em técnicas primitivas os instrumentos eram inadequados e não havia anestesia nem alguma forma de higiene o barbeiro ou o sangrador exercia essa atividade era dr nivaldo de paula forte cruel insensível e rápiformado em 1959 pela universidade de ituverava o especialista do via de regra era aprendiz de um em endodontia afirma que mesmo não bom profissional ignorante e pouco dependendo da profissão para sobrevi estimado pela sociedade ver garante que continuará a atender desde a vinda do príncipe-regente por mais quatro anos não tenho gêd joão ao brasil até a época em que nio para ficar parado ou batendo perna por ai o tempo que eu tenho dispo d pedro tomou posse como regente nível dedico aos meus três netos e a do brasil a profissão era exercida por minha dálmata bianca que me espera barbeiros sangradores e cirurgiões todo dia na hora do almoço para brin fiscalizados pelo cirurgião-mór eles tinham de possuir uma carta de confircar revela mação da profissão que era dada aos dr nivaldo trabalhou no corpo de barbeiros e sangradores em geral os bombeiros por 27 anos o que lhe ren escravos em 1631 a lei previa uma deu o titulo de tenente coronel den multa a todos que tirassem dentes tista da policia militar do estado de sem licença são paulo era comum atendermos nas regiões carentes lembro-me bem que certa vez eu e minha equipe realizamos 350 extrações e as pessoas aquelas mais humildes agradeciam com um gesto muito singelo com um beijo na mão isso era muito tocante e foi algo que marcou para sempre afirma outra atividade marcante para o dentista foi quando exerceu o cargo de presidente da associação dos cirurgiões da baixada santista durante a gestão foi criado a eap segundo ele uma das maiores contribuições fizemos toda a estruturação legal e administrativa da associação compramos mobiliário equipamentos de informática e odontológico para a realização do curso além disso adquirimos o edição 171 julho agosto setembro de 2009 15

[close]

Comments

no comments yet