Revista UNIVERSITAS - nº 1 - ISSN 1984-7459

 

Embed or link this publication

Description

Revista do Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium - Araçatuba

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba 2

[close]

p. 3

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba universitas revista do centro universitário católico salesiano auxilium araçatuba são paulo 1º semestre de 2009 ano i nº 1 3

[close]

p. 4

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba 4

[close]

p. 5

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba conselho diretivo pe luigi favero presidente prof andré luis ornellas vice-presidente profª carla komatsu machado coordenadora da revista conselho editorial prof nelson hitoshi takiy profª carla komatsu machado profª maria aparecida teixeira prof antônio moreira prof helton laurindo simonceli prof fernando sávio profª claúdia cristina cyrillo pereira prof rodolfo abud cabrera conselho consultivo prof alcides mazzini português prof hércules farnesi cunha português profª elenizia farnesi cunha português profª aline berti português profª renata jodas tafner português prof jéferson da silva machado português profª patrícia c corazza inglês capa diagramação e arte-final prof maikon luis malaquias msmt unisalesiano araçatuba rodovia senador teotônio vilela km 8,5 jardim alvorada araçatuba sp brasil tel 18 3636-5252 fax 18 3636-5274 e-mail unisalesiano@salesiano-ata.br site www.unisalesiano.edu.br 5

[close]

p. 6

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba ficha catalográfica elaborada pela biblioteca papa joão paulo ii unisalesiano campus araçatuba ­ sp universitas revista do centro universitário católico salesiano auxilium ­ araçatuba são paulo ­ v 1 n 1 jan jul ­ araçatuba unisalesiano 2009 revista semestral textos em português issn 1984-7459 1 fisioterapia 2 engenharia mecatrônica 3 engenharia de telecomunicações 4 engenharia da computação 5 enfermagem 6 direito 7 ciências contábeis 8 publicidade e propaganda i unisalesiano araçatuba sp cdu 001.2050 6

[close]

p. 7

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba Índice editorial 9 fisioterapia quantificação de partos naturais e cesarianas no hospital municipal da mulher ­ dr josé luis de jesus rossto ­ araçatuba sp carla komatsu machado renata gavas rodrigues shedanie c m rodrigues 11 prevalência de lesões em praticantes de musculação em academias da cidade de araçatuba sp fortalecimento do assoalho pélvico com exercícios de kegel na incontinência urinária marcos antonio pereira brito rafael pereira araújo viviane guimarães colato 17 janine cuzzoni e silva elisângela escobar araújo mirele triumpho bertaggia 24 consequências da imobilidade na criança tetraplégica espática e os beneficios da fisioterapia engenharia mecatrÔnica maria solange magnani julia paula nunes dos santos renata sanite 32 desenvolvimento de software aplicativo para controle de custeios por atividades identificáveis nos processos de fabricação nelson hitoshi takiy hidekasu matsumoto 42 desenvolvimento de um circuito multiplexador de sinais para aplicação em monitoramento estrutural adriano silva borges 49 seppa sistema especialista para planta de produção de álcool nayara zago bassetto 56 análise da viabilidade de utilização de resíduos da recauchutagem de pneus em blocos de concreto para pavimentos intertravados césar fabiano fioriti 63 engenharia de telecomunicaÇÕes estudo dos efeitos da exposição com feixes de raios-x de alta energia sobre materiais utilizados em restauração dentária marco antonio rodrigues fernandes 71 aplicação do compósito ptca/peek como sensor de incêndio engenharia de computaÇÃo giuliano pierre estevam 81 reconstrução bi/tridimensional de imagens médicas para análise de simulações de distribuição de doses calculadas pelo código monte carlo mcnp-4b lucilena de lima 87 7

[close]

p. 8

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba enfermagem pacientes crônicos de diabetes mllitus com enfoque na importância dos diagnósticos de enfermagem descritos na nanda alessandra molina silvia helena campos vivian aline preto 94 conhecimento de um grupo de idosos acerca das medidas preventivas e infecções pelo hiv/aids bruna carvalho de souza gleise daniela gomes roberta mazzucato giselle clemente sailer 109 a importância da inclusão da disciplina saúde do trabalhor na grade curricular do curso de graduação em enfermagem cristiane zonta schiave gervásio reame junior valdelice sodré dos santos giselle clemente sailer 123 aconselhamento de aleitamento materno realizado pela equipe de enfermagem de um hospital da mulher do interior de são paulo ellen alice martins da silva grasiele lourenço canola jaqueline maria alves karina juliana guerra 132 direito crianças violentadas análise da violência denunciada no município de araçatuba em 2003 e 2004 joicimar cristina cozza 138 limites remuneratórios dos servidores públicos breves considerações à vista do regramento constitucional vigente cláudio aparecido bonfim trevizan 146 estágio como complementação do ensino jurídico ciÊncias contÁbeis antonio vasconcellos junior 153 uma abordagem conceitual da demonstração do valor adicionado contábil como ferramenta de gestão publicidade e propaganda valcir gonçalves de lima 162 temáticas da vida real uma leitura pelas lentes da propaganda a campanha eleitoral nos telejornais em 2002 comunicação de massa na era digital renata corrêa coutinho 173 paulo sergio da silva lílian pachioni pereira de sousa 185 paula saab de brito martins 191 8

[close]

p. 9

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba editorial É com alegria e esperança que escrevo algumas palavras para a abertura da primeira edição da revista do unisalesiano de araçatuba o título que escolhemos para a nossa revista é universitas por este nome no início do segundo milênio na europa se entendia o universo dos docentes e dos estudantes que constituiu o germe das futuras universidades para outros autores universitas lembra também o universo das ciências humanas do conhecimento humano assim pensamos que este nome é próprio para nos recordar a história das nossas instituições universitárias e nos diz da amplitude daquilo que nela será escrito e abordado ela brota da consciência que necessitamos de um instrumento que permita a apresentação e a discussão de ideias e propostas sobre questões significativas para a nossa região e o nosso país o lançamento do 1º número da revista se torna desde agora uma referência não apenas para professores e alunos do unisalesiano mas também para estudantes e pesquisadores de todo o país estando presente em milhares de bibliotecas e instituições produzir uma revista de cunho científico nem sempre é tarefa simples isso porém não inibe nosso esforço de manter acesa a chama a motivação para a pesquisa o debate os estudos afinal é preciso insistir persistir para se obter êxito em toda obra de alguma relevância gutta cavat lapidem saepe cadendo sentenciavam os romanos para dizer que a gota cava a pedra à força de cair p carré escreveu ensina cedo aos teus filhos que o pão dos homens é feito para ser dividido eis pois uma fatia partilhada do nosso pão fruto do trabalho de nossos docentes e discentes esperamos que pelo bem da ciência seja ela bastante digestível e agradável ao paladar que seja de boa leitura a todos que a tiverem à mão e que deus abençoe este primeiro número de universitas para que ela se multiplique nos tempos pe luigi favero diretor geral 9

[close]

p. 10

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba 10

[close]

p. 11

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba quantificação de partos naturais e cesarianas no hospital municipal da mulher ­ dr josé luis de jesus rossto araçatuba sp quantification of natural births and cesarean section performed at the hospital municipal da mulher ­ araçatuba ­ sp renata gava rodrigues1 shedânie carol marques rodrigues1 carla komatsu machado2 de jesus rosseto we analyzed the annual and mensal data given to us by the institution we then verified the numerical diference between the two types of birth considering the institution as part of the city government comparing the results with national wide research the increase of cesarean sections because the hospital is not private the number of natural births are greater than cesarean sections but an increase in the number of cesarean sections between 2004-2007 is relevant almost to the point of being the same as the number of natural births the cause of this effect could be related with the increase of the need for cesarean sections key words natural birth cesarean sections pregnancy hospital resumo este trabalho verificou os índices quantitativos de partos normais e cesarianas no município de araçatuba/sp entre os anos de 2000 e 2007 adotando como unidade de pesquisa o hospital municipal da mulher dr josé luis de jesus rosseto foram analisados relatórios anuais e mensais fornecidos pela instituição e com base nesses dados verificou-se a diferença numérica entre tipos de partos considerando-se que se trata de um órgão municipal comparando-se os resultados obtidos com aqueles citados em estudos já realizados no brasil onde concluiu-se que houve aumento no número de partos cesarianas neste trabalho é notado que por não se tratar de um hospital particular os índices de partos naturais são maiores que os de cesarianas e que ainda assim o número de partos cesarianas aumentou significativamente entre os anos de 2004 e 2007 aproximando-se muito da quantidade de partos naturais as causas não são analisadas porém este aumento pode estar relacionado com o aumento do número de complicações durante a gestação introduÇÃo a escolha do tipo de parto pela gestante e indução do médico sempre foram assuntos palavras-chave partos normais cesariana complexos e polêmicos pois existem vários fatores gestante hospital que contribuem para que o parto normal não seja escolhido entre eles o tempo de gestação situação abstract socioeconômica e medo da gestante de sentir dores this project analyzed the numbers of natural cesárias são intervenções cirúrgicas originalmente births and cesarean sections done in the city of aracatuba between 2000-2007 using as a base concebidas para aliviar condições maternas ou the hospital municipal da mulher dr josé luis fetais quando há riscos para a mãe para o feto 1 acadêmicas do 8 º termo do curso de fisioterapia no centro universitário católico salesiano auxilium de araçatuba 2 fisioterapeuta mestre em fisiologia geral e do sistema estomatognático pela universidade de campinas ­ unicamp coordenadora e docente do curso de fisioterapia do centro universitário católico salesiano auxilium de araçatuba 11

[close]

p. 12

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba ou ambos durante o desenrolar do parto esses procedimentos não são isentos de risco pois estão associados a maiores morbidade e mortalidade materna e infantil [2 em publicação de 2001 a cesariana a pedido tem sido implicada como uma das causas do crescente aumento de partos cesarianas [1 atualmente parece haver consenso de que a escolha das cesarianas não se deve apenas às questões médicas sendo influenciada por diversos fatores psicossociais supõe-se que a cesária teria perdido seu caráter de procedimento médico e que uma das possíveis motivações para tão numerosas cirurgias seria o fato de ter se transformado em bem de consumo disponível para aqueles que detêm poder aquisitivo a cesariana pode acarretar complicações potenciais para a mãe que incluem lacerações acidentais hemorragias infecções puerperais embolia pulmonar íleo paralítico e reações indesejáveis à anestesia e para o recém-nascido freqüência maior da síndrome de angústia respiratória e prematuridade iatrogênica [2 É importante deixar claro que esse deveria ser um procedimento realizado para casos de extrema necessidade quando não seria aconselhável indicar de maneira alguma o parto vaginal portanto devemos concentrar nossos esforços na qualidade dos cuidados intraparto evitando-se sempre que possível as indicações de cesariana as quais resultam quase sempre em situações de emergência e de maior risco de complicações o parto vaginal também pode acarretar algumas complicações mas estas são mais raras e incluem incontinência urinária de moderada a grave e potencial dano ao esfíncter anal [2 nos últimos anos o brasil vem apresentando uma das mais elevadas taxas de cesárias do mundo em publicação de 1999 belizán et al 1999 relatam o crescente aumento da taxa de cesária em alguns países da américa 12 latina destacando-se o chile com 40 1994 a 1997 e o brasil com 27,1 1994 a 1996 de acordo com daphne rattner as taxas de cesárea no estado de são paulo tanto as populacionais regionais como as hospitalares apresentam-se mais altas do que seria aceitável por qualquer padrão de assistência obstétrica e este é um fenômeno universal entre as regiões do território paulista para a secretária de saúde do estado de são paulo o limite de aceitabilidade de taxas de cesáreas estende-se até 30 no município de araçatuba as taxas de cesárea no ano de 1987 foram de 61,8 e no ano de 1993 de 66,5 muito além da recomendada pela secretária de saúde[2 o presente trabalho é uma análise sobre a quantidade de partos vaginais e de cesarianas que foram realizadas nos últimos seis anos no hospital da mulher no município de araçatuba É oportuno destacar que o hospital analisado é uma instituição municipal atendendo a população com menor poder aquisitivo metodologia a pesquisa foi realizada no hospital municipal da mulher dr josé luis de jesus rosseto na cidade de araçatuba-sp onde são realizados partos naturais e cesarianas com maior predomínio de partos naturais por se tratar de uma instituição municipal os dados foram obtidos através de acesso aos relatórios que o hospital produz mensalmente indicando o número de partos naturais e cesarianas do mês de dezembro do ano de 2000 até o dia 30 de setembro do ano de 2007 os anos foram relacionados através de análise percentual 0 100 e os resultados foram demonstrados em tabelas do programa word e gráficos do programa excel.

[close]

p. 13

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba resultados tabela i ­ dados das quantidades de partos normais e cesarianas nos anos de 2000 a 2003 de partos naturais e cesarianas do mês de dezembro de 2000 ao dia 30 de setembro de 2007 realizados pelo hospital municipal da mulher no gráfico i é possível ser notado visualmente a diferença dos índices entre partos naturais e cesarianas do ano de 2000 ao ano de 2007 o ano de 2000 apresenta apenas um parto natural e um parto cesariana realizados no mês de dezembro mês em que o hospital foi inaugurado do ano de 2001 ao ano de 2004 é notado um aumento tanto no número de partos naturais quanto no número de partos cesarianas prevalecendo mais o índice de partos naturais entre os anos de 2004 e 2005 houve queda no número de partos naturais e aumento no número de partos cesarianas prevalecendo ainda assim o primeiro em 2006 houve queda no índice de partos cesarianas se comparado ao ano de 2005 porém quando comparado ao ano de 2004 o número ainda é maior do ano de 2005 ao mês de setembro do ano de 2007 o número de partos naturais e cesarianas foram diminuindo gradativamente por questões políticas internas mas pode ser notado que em todos os anos apresentados no gráfico há prevalência maior de tabela ii dados das quantidades de partos normais e cesarianas nos anos de 2004 a 2007 as presentes tabelas demonstram o número específico de partos normais e partos cesarianas iniciando-se no mês de dezembro do ano de 2000 e estendendo-se até o mês de setembro de 2007 contém também o número total e em porcentual no final de cada ano e a soma de todos os anos de cada tipo de parto partos naturais chegando muito perto em alguns gráfico i quantidade de partos e cesarianas anos do número de partos cesarianas o elevado realizados de dezembro de 2000 a setembro de 2007 índice de partos naturais deve-se por se tratar de no hospital municipal da mulher de araçatuba um hospital municipal ­ sp discussÃo nesta pesquisa foi possível analisar a quantificação anual de partos cesarianas e partos vaginais mostrando que o número de partos cesarianas tem crescido gradativamente nos últimos anos em comparação com os anos de 2000 a 2002 sendo que no ano de 2000 houve 13 fonte relatórios mensais que indicam o número

[close]

p. 14

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba apenas um parto vaginal e um parto cesariana em dezembro mês em que o hospital foi inaugurado na cidade pesquisas anteriores realizadas no estado de são paulo que incluíram o município de araçatuba demonstraram a grande elevação nos índices de partos cesarianas chegando a ultrapassar o número de partos normais com justificativas que implicavam idade materna complicações gestacionais escolha médica e do paciente as taxas registradas na pesquisa realizada no estado de são paulo tanto as populacionais regionais como as hospitalares apresentaram-se muito mais altas do que seria aceitável por qualquer padrão de assistência obstétrica fenômeno que foi identificado em todas as regiões do estado observa-se porém que foram avaliadas instituições particulares onde o médico e a paciente podiam optar pelo tipo de parto que desejavam fazendo com que a escolha por cesariana fosse em muitos casos desnecessária[2 tal fato não é notado nesta presente pesquisa pois as pacientes não tinham a opção de escolher o tipo de parto sendo comumente o parto normal a ser realizado com a possibilidade de que se houvesse algum tipo de complicação os médicos optariam por um parto cesariana como último recurso em osasco nos anos de 2000 e 2001 foi realizado um estudo em uma clínica privada onde comprovou-se que muitas gestantes sem nenhuma contra-indicação para parto vaginal optaram por parto cesariana pelo simples fato de estarem desmotivadas para o parto normal a população atendida nesta clínica era composta basicamente por mulheres da classe média e que possuíam planos de saúde [1 no hospital municipal da mulher de araçatuba verifica-se que a população atendida é composta por mulheres de baixa renda e que dependem do sistema Único de saúde sus 14 e este acaba não disponibilizando a cesariana em casos desnecessários no município de neves paulistasp um estudo realizado nos anos de 2004 e 2005 com 74 mulheres das quais 56 tiveram partos cesarianas mostrou que os números contrariam a recomendação da organização mundial de saúde que sugerem uma taxa de 10 a 15 de cesarianas foram analisadas as indicações médicas registradas nos prontuários para este tipo de intervenção e constatou-se que em muitos casos quando a paciente foi questionada sobre o motivo estes não coincidiram com os registrados pelos médicos [4 não foi possível ser analisado os motivos pelos quais as cesarianas foram realizadas no hospital da mulher pois nos relatórios mensais e anuais fornecidos pela instituição não constavam as causas que fizeram os médicos optarem pelo tipo de parto em um outro estudo realizado no triângulo mineiro comparando o número de partos cesarianas em um hospital público e um hospital privado foi relatada uma incidência muito maior de partos cesarianas no hospital privado com 89,2 contra 24,3 no hospital público as indicações mais freqüentes no hospital público foram para complicações que ofereciam riscos para a mãe e para o bebê sendo notado também que o grau de escolaridade das pacientes era bem inferior quando comparado com o das pacientes do hospital privado que além disso tinham melhores condições financeiras e planos de saúde isso demonstra que assim como no hospital municipal da mulher de araçatuba as mulheres que dependem do sus não dispõem de privilégios relacionados à escolha do parto e se submetem exclusivamente à opção da classe médica para esta escolha [7 analisando-se as complicações maternas que podem ocorrer associadas ao tipo de parto em um estudo realizado em um hospital

[close]

p. 15

universitas revista científica do centro universitário católico salesiano auxilium unisalesiano de araçatuba universitário de são paulo em 2001 foi constatado que hemorragias ocorreram em 1,2 dos casos de cesárias e em 0,8 dos casos de parto normal além disso outras complicações também tiveram um índice maior no parto cesariana do que no parto normal comprovando-se que o parto normal oferece menor risco tanto para a mãe quanto para o bebê [6 neste trabalho não foram verificadas possíveis complicações pós-partos até mesmo porque notou-se que o número de partos naturais é maior que o número de partos cesarianas são poucos os estudos que indicam a preferência e defendem as cesarianas relatando que o aumento deste tipo de parto se deve a melhor estruturação médica maior segurança para as gestantes diminuição no índice de mortalidade no parto e segurança para o próprio recém-nascido e para o médico [5 porém são estudos que ainda não têm total comprovação e sendo assim prevalece a idéia de que o parto natural oferece menores riscos principalmente para as pacientes por se tratar de uma instituição municipal que conta com poucos recursos pode ser notado nas pacientes que o importante muitas vezes para elas é que sejam bem atendidas e tenham uma assistência humanizada o que é verificado em praticamente todas as pacientes que são acolhidas pela rede pública em todo o brasil não só em araçatuba [3 podemos notar que os resultados obtidos foram contrários aos descritos em muitas pesquisas mostrando-se que o número de partos naturais ainda não foi ultrapassado pelo número de partos chegando bem próximo do número de partos naturais as razões exatas deste aumento gradativo não foram possíveis de serem analisadas neste trabalho uma das causas pode ser a opção médica pela cesariana conclusÃo conclui­se que há ainda um número maior de partos normais nas instituições municipais pois estes não têm uma estrutura hospitalar que suporte a realização de muitas cesarianas já que este tipo de parto é mais sugerido pelos médicos em hospitais particulares observa-se porém um aumento no número de cesárias em comparação com os últimos anos o que nos leva a concluir que tem ocorrido maiores complicações com as gestantes referÊncias bibliogrÁficas 1.cury af menezes pr fatores associados à preferência por cesariana rev saúde pública 2006 abr 402 226-232 2.rattner d sobre a hipótese de estabilização das taxas de cesárea do estado de são paulo rev saúde pública 1996 fev 301 3.dias mab deslandes sf expectativas sobre a assistência ao parto de mulheres de uma maternidade pública do rio de janeiro brasil os desafios de uma política pública de humanização da assistência cad saúde pública 2006 dez 2212 4.souza ng tipo de parto realizado entre mulheres residentes no município de neves paulista ­ s.p 2006 120 cesarianas devendo-se isto ao fato de se tratar de uma instituição municipal embora os resultados 5.costa sm ramos gla questão das obtidos comprovem um maior índice em partos cesarianas rev bras ginecol e obstet 2006 vaginais também foi notado que nos últimos out 2710 4 anos o número de cesarianas tem crescido 15

[close]

Comments

no comments yet