Revista Mineração & Sustentabilidade - Edição 08

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

revistamineracao.com.br janeiro fevereiro de 2013 edição 08 ano 2 internacional o que o louvre tem a ver com a mineração entrevista mercado os altos salários da mineração celso cota cidades minerárias canaã dos carajás vive as duas faces da mineração o novo presidente da amig serra casa de pedra olhai por ela justiça decidirá sobre pesquisas em área tombada de congonhas

[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

clique josé andré verneck preservação natural em 31 de janeiro foi comemorado o dia nacional das reservas particulares do patrimônio natural rppn a rppn do instituto inhotim localizada no município de brumadinho mg tem 145,7 hectares de extensão a área de conservação é usada para pesquisas e atividades de educação ambiental expediente diretor geral wilian leles diretor@revistamineracao.com.br diretor de relações institucionais francisco stehling neto francisco@revistamineracao.com.br editor geral thobias almeida reg 12.937 jpmg edicao@revistamineracao.com.br redação márcio antunes thailor gonçalves flávia freitas renata gonçalves redacao@revistamineracao.com.br projeto gráfico editoração e design leopoldo vieira w tourinho 55 31 anúncios comercial 3544 0040 comercial@revistamineracao.com.br distribuição e assinaturas joana damasceno atendimento@revistamineracao.com.br impressão gráfica del rey tiragem 8 mil exemplares circulação esta publicação é dirigida ao setor minerário siderúrgico e ambiental além de governos fornecedores entidades de classe consultorias instituições acadêmicas e assinantes foto da capa profetas de aleijadinho e a serra casa de pedra congonhas mg w tourinho on-line www.revistamineracao.com.br revista@revistamineracao.com.br conselho editorial eduardo costa jornalista rádio itatiaia rede record josé mendo mizael de souza engenheiro de minas e metalurgista j mendo consultoria marcelo mendo de souza advogado mendo de souza advogados associados rua guaicuí 82 brasiléia betim mg 32.600.456 55 31 3544 0040 3544 0045 não são de responsabilidade da revista os artigos de opinião e conteúdos de informes publicitários 4 revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013 fevereiro de 2013 @revmineracao

[close]

p. 5

revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013 5

[close]

p. 6

sumário www.revistamineracao.com.br janeiro fevereiro de 2013 edição 08 ano 2 18 política mineral justiça deve decidir sobre mineração em área natural tombada de congonhas 10 entrevista celso cota prefeito de mariana assume a presidência da amig e foca a união 34 cidades minerárias canaã dos carajás ainda espera pelo desenvolvimento 30 mercado ouro estudo do ibram indica que o brasil aumentará a produção em cerca de 30 até 2016 50 14 internacional brics e a mineração oportunidades e desafios as duas faces da mineração na Índia louvre inaugura filial em antiga região mineradora da frança seções 7 editorial 8 panorama 10 entrevista 14 série especial 17 cetem 18 política mineral 6 22 28 30 32 33 34 sustentabilidade mercado mercado ceamin apromin cidades minerárias 38 42 46 50 53 54 mercado produto final infraestrutura internacional ibram agenda 28 mercado a mineração paga bem saiba por quê 22 sustentabilidade cemig testa em sete lagoas a rede inteligente de energia elétrica revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013

[close]

p. 7

editorial À sombra dos profetas em sua oitava edição mineração sustentabilidade vai a congonhas do campo acompanhar a luta entre a câmara de vereadores e o ministério público estadual envolvendo a lei que outorgou pesquisas e sondagens no morro do engenho considerado uma moldura na paisagem que cerca os escultores dos profetas de aleijadinho a maior interessada é a csn que minera na região mas o risco aos mananciais que nascem na região põe mais lenha na fogueira e deixa antever que a questão ainda levará muito tempo percorrendo os tortuosos caminhos da justiça nas páginas verdes a entrevista é com o prefeito celso cota de mariana eleito novo presidente da associação mineira de municípios mineradores que não abre mão do direito de a entidade participar da elaboração do novo marco regulatório do setor mineral uma das reivindicações é reduzir de 60 para 30 dias o prazo para as mineradoras recolherem o cfem para isso celso quer aumentar o número de associados principalmente do norte de minas para onde se voltam os investimentos das mineradoras na editoria mercado o destaque é o velho e bom ouro que segundo o ibram terá a produção de 70 toneladas anuais no brasil saltando para 90 toneladas até 2016 com a crise econômica mundial o peso do ouro nos últimos 4 anos saltou de us 865 a onça para us 1.718 É dos poucos produtos cujos preços sobem nas crises afinal é para ele que correm os investidores que temem perder dinheiro a cidade mineradora em destaque nesta edição é canaã dos carajás pequena cidade no sudeste paraense que graças ao projeto s11d da vale a ser implantado até 2016 se tornará a maior do mundo na exploração de minério de ferro o problema de canaã é adaptar-se pois lá falta infraestrutura não há escolas suficientes a saúde é deficiente e a criminalidade é alta os desafios são muitos na editoria internacional interessante matéria trata da implantação da primeira filial do tradicional e famoso museu francês louvre que ampliou e chegou a lens no norte do país se instalando em uma desativada mina de extração de carvão sete módulos ocuparão uma área de 28 mil metros quadrados e ainda este ano deverá receber a visita de 900 mil pessoas uma nova filial já está planejada para se instalar em 2015 nos emirados Árabes falta de infraestrutura o grande gargalo da economia brasileira é mostrada sem retoques com a constatação de francisco stehling neto diretor de relações institucionais em sua oitava edição mineração sustentabilidade vai a congonhas do campo acompanhar a luta entre a câmara de vereadores e o ministério público estadual envolvendo a lei que outorgou pesquisas e sondagens no morro do engenho que o programa de investimentos em logística do governo federal está patinando e não sai do papel apesar de se anunciar a assinatura de alguns contratos ainda este ano a situação exige urgência para o brasil deixar de ser o país do contraste em que é capaz de participar do mapeamento do código genético humano mas não consegue acelerar o processo de escoamento de sua produção industrial depois do brasil e rússia o terceiro país dos brics a ser apresentado é a Índia com sua história milenar e seus 1,2 bilhão de habitantes também um país de contrastes com a riqueza e a opulência convivendo lado a lado com a miséria absoluta a Índia vem se desenvolvendo e lutando para diminuir as diferenças sociais assim como os demais países do grupo tem na mineração um dos pilares da economia e caminha para ser o quinto maior parceiro comercial do brasil esta edição contém ainda matérias sobre a produção de cobre no brasil a falta de engenheiros no país e a boa remuneração deles o programa de gerenciamento do consumo de energia elétrica que a cemig está implantando experimentalmente em sete lagoas mg e as colunas do engenheiro de minas e consultor josé mendo mizael de souza além da nova coluna do cetem a cargo de fernando lins revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013 7

[close]

p. 8

panorama tatendoaqui.com oficinas de turismo em conceição do mato dentro a anglo american em parceria com a prefeitura de conceição do mato dentro mg promove até março oficinas de turismo voltadas para os representantes do conselho municipal de turismo comtur o conselho foi criado em novembro de 2012 e integra 14 participantes entre órgãos públicos e entidades privadas o objetivo é elaborar o plano municipal de turismo e promover a institucionalização do fundo municipal de turismo as oficinas compõem o programa de apoio à atividade que a anglo american desenvolve na região do projeto minas-rio empreendimento em fase de implantação nos estados de minas gerais e rio de janeiro o plano será dividido em duas etapas fortalecimento da gestão pública municipal e posteriormente o desenvolvimento e a promoção de atividades turísticas serão ao todo cinco rodadas de oficinas com os seguintes temas diagnóstico rápido e participativo estruturação do conselho municipal de turismo plano municipal de turismo captação de recursos e institucionalização do fundo municipal de turismo vale compra projeto de carvão a vale encerrou o processo de compra do projeto de carvão belvedere da aquila resources limited adquirindo 100 das ações da empresa australiana o preço dos 24,5 de participação acionária que ainda não pertenciam à mineradora brasileira foi de us 156 milhões valor de mercado determinado por um avaliador independente contratado pelas companhias a aquisição está sujeita à aprovação do governo australiano o custo total da aquisição foi de us 338 milhões de acordo com estimativas preliminares belvedere tem potencial de produção de sete milhões de toneladas métricas por ano majoritariamente de carvão metalúrgico novo prazo para o marco regulatório em discussão desde o governo de luiz inácio lula da silva pt o novo marco regulatório da mineração deverá ser enviado para a apreciação do congresso nacional até março o anúncio foi feito pelo ministro de minas e energia edison lobão o ministro disse que o texto da proposta está em fase de análise e que cada artigo da peça está sendo revisto há três projetos distintos no congresso sobre o tema que abordam questões como prazos máximos para início da exploração de jazidas novos valores para os royalties e a adoção de leilões para áreas de mineração consideradas estratégicas o atual marco regulatório do setor data de 1967 8 revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013

[close]

p. 9

presidente do ibram coordenará comissão de mineração o diretor-presidente do instituto brasileiro de mineração ibram josé fernando coura coordenará a comissão especial de mineração da confederação nacional da indústria cni o convite foi formalizado em 6 de fevereiro além de ampliar e consolidar o papel do instituto como representante da mineração brasileira coura acrescenta que a participação na comissão vai ao encontro do foco da entidade que é o de aumentar as parcerias com órgãos associativos de âmbito nacional como é o caso da cni preço do minério de ferro tem forte alta as projeções sobre os preços do minério de ferro em 2013 estão otimistas graças à retomada da demanda pela commodity na china em fevereiro no primeiro dia de negociação após o feriado do ano novo chinês a cotação do insumo siderúrgico atingiu us 157,20 a tonelada melhor patamar desde outubro de 2011 no ano passado grande parte dos especialistas previa algo entre us 110 e us 120 a tonelada valor bem abaixo do que vinha sendo registrado nos últimos anos houve melhora nas perspectivas de curto prazo devido às boas notícias vindas da china entre elas a aceleração do crescimento da economia garimpeiro encontra pepita de ouro gigante um garimpeiro amador do estado australiano de victoria tirou a sorte grande e encontrou uma pepita de ouro de 5,5 quilos o homem que não foi identificado fazia uso de um detector de metais portátil o valor da pepita foi estimado em cerca de r 645 mil especialistas locais afirmaram que esta foi a primeira vez que alguém garimpou uma pedra tão grande o dono de uma loja da região especializada em compra de ouro garantiu que somente devido ao uso do detector de metais foi possível realizar a façanha pois a pepita estava em uma profundidade considerável em uma área onde várias prospecções já foram feitas roger agnelli entre os melhores do mundo o ex-presidente da vale roger agnelli é o quarto melhor executivo do mundo de acordo com ranking elaborado pela revista norte-americana de administração e negócios harvard business review o ceo foi escolhido justamente pelo trabalho que desenvolveu à frente da mineradora brasileira período em que elevou em us 157 bilhões o valor de mercado da empresa a revista divulgou o ranking no final de dezembro de 2012 foram pesquisados resultados de 3.143 presidentes das maiores companhias do globo em média os 100 executivos de melhor desempenho elevaram em us 40 bilhões o valor das empresas que lideram ou lideravam há outros nove ceo s brasileiros na lista da publicação roger agnelli assumiu a presidência da vale em julho de 2001 ele deixou o cargo após quase 10 anos à frente da mineradora em 22 de maio de 2011 quando foi substituído por murilo pinto de oliveira ferreira profissional com mais de 30 anos de experiência no setor de mineração revista ponto de vista revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013 9

[close]

p. 10

entrevista fotos acervo prefeitura de mariana celso cota neto aliança pela 10 mineração sustentável revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013

[close]

p. 11

prefeito de mariana assume a presidência da amig com planos ambiciosos para apoiar os municípios mineradores do estado thobias almeida em 14 de janeiro de 2013 os integrantes da associação dos municípios mineradores de minas gerais amig elegeram a nova diretoria que estará à frente da entidade nos próximos dois anos o prefeito de mariana celso cota neto carregará a responsabilidade de conduzir a maior associação de municípios mineradores do brasil com 41 filiados na entrevista celso cota expõe as metas e os desafios que a amig enfrentará na busca por uma mineração sustentável e benéfica às localidades que abrigam a atividade entre os planos estão o aumento dos municípios associados a padronização dos processos e métodos que baseiam o relacionamento entre poder público e mineradoras e a preparação das cidades minerárias para o período posterior ao fim das atividades o presidente comenta também como a associação atua na elaboração do novo marco regulatório da mineração e analisa o papel do estado neste cenário cota acredita que o legado da mineração pode e deve ser trabalhado para que continue a gerar frutos depois do encerramento das operações experiente no comando de organizações associativas tendo sido ex-presidente da associação mineira de municípios amm e da associação das cidades históricas de minas gerais achmg ele confia na união entre atores que têm interesses comuns para que o futuro reserve prosperidade ao invés de tormentas vamos mostrar que a amig pode ser uma grande parceira dos municípios mineradores que somos ouvidos quando estamos juntos que podemos dar nossa contribuição somando nossos esforços declara o presidente mineração sustentabilidade uma das propostas do senhor é aumentar o número de associados da amig como pretende fazer isso e quais as suas outras propostas à frente da associação celso cota neto o associativismo fortalece os municípios todo prefeito precisa se conscientizar disso da importância de se estar associado a outros que têm interesses comuns vamos mostrar que a amig pode ser uma grande parceira dos municípios mineradores que somos ouvidos quando estamos juntos que podemos dar nossa contribuição somando uns aos outros faremos isso abrindo a associação para a participação de todos os municípios fazendo reuniões regionais mostrando nossas metas e propósitos m&s hoje qual o principal papel da amig celso o principal papel da amig é ser uma entidade de apoio ao município minerador articuladora entre os setores produtivos de governo e as prefeituras no sentido de melhorar o diálogo entre as empresas a sociedade e o poder público somos parceiros uns dos outros m&s podemos dizer que há união entre os municípios mineradores de minas gerais se não o que deve ser feito celso temos que ter consciência de que a economia de minas passa por nossos municípios mineradores a atividade minerária sem desmerecer outros setores é o nome do nosso estado sabemos que essa riqueza é temporária e o passivo que nos deixa social e ambiental é enorme esse deve ser o viés que nos une temos riquezas e problemas e juntos somos mais fortes para negociar agir encontrar soluções se quisermos crescer melhorar nossa qualidade de vida e pensar no futuro temos que fazer isso juntos esta será nossa mensagem para unir ainda mais os municípios mineradores de minas gerais m&s como uma cidade deve lidar com a mineração no que se refere às ques tões ambientais e impactos sociais celso em princípio teremos que adotar procedimentos que sejam padronizados a todas as cidades há municípios onde a mineração ocorre há muitos anos como mariana itabira e são tomé das letras por exemplo e que viveram os problemas da implantação o impacto social do crescimento desordenado enfim viram as riquezas crescerem na proporção dos problemas há outros municípios que estão iniciando agora o ciclo minerário como é o caso dos municípios do norte de minas que precisam adotar mecanismos para promover o desenvolvimento econômico e humano ao mesmo tempo mitigando os efeitos negativos da mineração adotando procedimentos padronizados estaremos em condições de prevenir ou minimizar problemas que outras cidades já viveram devemos aprender com o passado m&s qual deve ser o principal legado da mineração como a cidade deve se preparar para o período posterior ao término das atividades revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013 11

[close]

p. 12

celso eis aí outro grande desafio preparar nossas cidades para outro ciclo econômico com a abundância de recursos da mineração atraímos pessoas para nosso cenário urbano com demandas sociais que nos levam a criar equipamentos públicos que precisam ser mantidos depois que a atividade mineradora se exaurir pensar nesse futuro é uma atividade que deve nos acompanhar o tempo todo já que a mineração só dá uma safra o ciclo do ouro nos deixou o legado do barroco acervo que exploramos na indústria do turismo É preciso criar alternativas para o futuro da mineração preparando nossa juventude para viver a escassez da indústria extrativa em nossos municípios e entendemos que essa preocupação não deve ser apenas do governo mas também das empresas mineradoras dentro de sua responsabilidade social m&s a amig foi ouvida para a construção do novo marco regulatório da mineração quais foram as principais propostas da entidade celso sessenta e cinco por cento do produto de arrecadação da cfem compensação financeira pela exploração de minerais pertence aos municípios nada mais justo que sejamos ouvidos quando o maior interesse é nosso a amig enquanto entidade representativa de um grupo de municípios tem sua contribuição a prestar ao país e apresentou suas propostas entre as quais estão alterações nas alíquotas de incidência da cfem exclusão das deduções da base de cálculo da cfem criação de uma pauta mínima para o valor das substâncias e produtos minerais quando houver consumo e não venda criação de multa pelo preenchimento incorreto nas informações de apuração na guia de recolhimento da cfem e redução no prazo de recolhimento da cfem para apenas 30 dias e não até 60 dias m&s qual a posição da associação frente aos termos até aqui divulgados do novo código celso a constituição nos atribui o po12 revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013 der e o dever de autorizar e fiscalizar as atividades minerárias em nosso território mas nem sempre os municípios possuem estrutura técnica para isso ou sequer participam dos processos de licenciamento e concessão de empreendimentos mineradores entendemos que qualquer legislação neste sentido deve dar voz aos municípios que são os primeiros a sofrer o impacto da lavra antes mesmo de qualquer produção não pode parar por aí m&s quanto os municípios mineradores mineiros perdem hoje com o pagamento de royalties menores que o desejado celso considerando o minério de ferro como relevante posição no pib nacional a perda pode chegar a mais de 200 com a frágil legislação que rege a matéria e as permissões de deduções existentes o percentual efetivo estaria em torno de 1,30 a 1,45 do faturamento bruto no caso de venda para o mercado interno o mesmo ocorre com as outras riquezas que são extraídas em nosso território e vale lembrar que quanto se exaurir as reservas o município não terá mais o que explorar m&s muitas cidades mineradoras se desenvolveram bem após a chegada da mineração outros municípios não qual o principal fator que leva a esta discrepância celso não existe uma generalização mas depende do tipo de substância mineral a ser extraída e das demandas sociais que gera alguns tipos de extração mineral não têm o retorno financeiro compatível com o impacto social que ocasiona danos ambientais crescimento urbano desordenado demanda alta por serviços de saúde estrutura urbana crescimento da violência enfim muitas mazelas acompanham a extração mineral mas isso ocorre desde o descobrimento do brasil o que precisamos é apoiar os municípios que estão com dificuldades em conviver com a mineração na solução de suas demandas É um trabalho a ser feito em parceria com os governos federal e estadual as mineradoras e naturalmente as entidades que representam os municípios como a amig se dispõe a fazer m&s quais as oportunidades que se apresentam para o futuro dos municípios mineradores celso vendemos commodities com pouco ou quase nenhum valor agrega temos riquezas e problemas e juntos somos mais fortes para negociar agir encontrar soluções se quisermos crescer melhorar nossa qualidade de vida e pensar no futuro temos que fazer isso juntos m&s e sobre as questões dos royalties a entidade apoia a proposta do aumento celso a amig entende que algumas substâncias minerais podem sofrer uma elevação nas alíquotas mas esse aumento não pode ser linear e para todas as substâncias a exclusão na base de cálculo da cfem deve ser retirada para todas as substâncias e produtos minerais minas tem voz forte nesta discussão por meio do senador aécio neves que governou nosso estado e conhece a situação de nossos municípios não podemos ter os olhos voltados apenas para o petróleo ou minério de ferro temos que ver que a riqueza mineral de minas é diversa e cada lavra tem seus impactos assim a discussão deve abranger também a mineração de fosfato calcário pedras ornamentais entre outros produtos minerais revendo todo o sistema extrativo e sua compensação financeira de maneira justa inicialmente para a mineração de ferro o percentual de 4 proposto nos atende mas a discussão

[close]

p. 13

entrevista com celso cota neto do uma riqueza que se esvai deixando no local pilhas de rejeito estéril isso é preocupante as cidades onde a mineração se consolidou há mais de 40 anos vivem o conflito de empreendimentos que foram geridos sob uma legislação ambiental permissiva quase inexistente e enfrentam problemas gravíssimos com as pilhas e as barragens de rejeito não podemos permitir que o que aconteceu em macacos e cataguases por exemplo venha a acontecer novamente a nova fronteira da mineração no norte de minas por exemplo vai conviver com um meio ambiente delicado e frágil que é o cerrado assim o que precisamos é criar ferramentas de gestão pública que possam estruturar a economia de tais municípios para o futuro criando arranjos produtivos locais perenes que possam sobrevier à mineração mas temos também que encontrar meios de conter os danos ambientais propor por exemplo uma destinação adequada para o rejeito sem riscos e com tratamento simultâneo à atividade de lavra sabemos que é um grande desafio mas sabemos também que temos a solução vamos buscar promover o entendimento e encontraremos juntos meios de ter um futuro para nossos municípios mineradores m&s quais os planos da amig para os municípios do norte mineiro celso vamos auxiliar estes municípios para que possam ter condições de planejar o desenvolvimento sustentável e econômico capacitar os agentes municipais para inibir a evasão fiscal desde a fase de pesquisa e sondagem até a operação da mineração vamos trabalhar a elaboração de planos diretores que possam direcionar investimentos para a estrutura urbana das cidades abastecimento de água e preservação de nascentes saúde educação segurança pública temos que firmar parceiras com as mineradoras e que o exemplo das cidades mais antigas nesta atividade sirva para nortear esses novos empreendimentos nossa proposta é criar procedimentos padronizados de tratamento administrativo das mineradoras comuns a todos os municípios álogo único com o empreendedor facilitaremos a convivência todos temos muito a ganhar com a organização do setor público neste aspecto m&s na opinião do senhor qual o papel do governo estadual no apoio aos municípios mineradores celso o governo do estado tem sido nosso parceiro de primeira hora como eu disse a atividade minerária é o nome do nosso estado e está em franca expansão para além do quadrilátero ferrífero o que sinaliza para todo o brasil a vasta riqueza de minas estamos buscando o apoio cada vez mais presente dos técnicos do governo estadual para nos auxiliar na adoção de procedimentos que possam ser úteis aos propósitos dos municípios e de minas gerais igualmente esperamos o apoio político de nossos líderes para serem a nossa voz nos debates de maior repercussão sobretudo no congresso nacional o que precisamos é criar ferramentas de gestão pública que possam estruturar a economia desses municípios para o futuro criando arranjos produtivos locais perenes que possam sobrevier à mineração mineiros de forma a criar um modo de agir das prefeituras para com as mineradoras a amig se dispõe a dar suporte a esses municípios capacitando seus agentes de modo a evitar ou minimizar os eventuais danos criando procedimentos padronizados teremos um di saulo de castro prefeito de catas altas foi eleito vice-presidente da amig parceria promete fortalecer a entidade 13 revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013

[close]

p. 14

série especial os brics e a mineração oportunidades e desafios para a mineração país asiático se destaca na exportação de minério de ferro e na extração de carvão mas enfrenta problemas que freiam a produção do setor flávia freitas e renata gonçalves Índia movimentação em uma da plantas do grupo tata um dos maiores da Índia fotos divulgação 14 revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013

[close]

p. 15

mina de extração de carvão indiana o país é o terceiro maior produtor da commodity Índia nome oficial república da Índia superfície 3.287.590 km² localização Ásia meridional capital nova déli moeda rúpia população 1.210.193.422 habitantes pib us 1,85 trilhão fonte mre dentre os brics a Índia é uma das nações que há mais tempo lida com a mineração desde milhares de anos atrás quando imperava a manufatura arcaica de metais até os dias atuais que apresentam uma indústria robusta a Índia se vale da atividade minerária como um dos motores do desenvolvimento econômico e social porém problemas ligados a restrições ambientais direitos humanos e corrupção devem ser enfrentados para que o setor consiga crescer a pleno vapor atualmente o país é o terceiro maior produtor de carvão do mundo quarto maior de minério de ferro do qual detém a sex ta reserva do planeta e é o quinto maior produtor mundial de bauxita a mineração hoje representa 2,5 do pib indiano que em 2011 segundo o banco mundial foi de us 1,85 trilhão a grandiosidade do território indiano o sétimo maior em área geográfica é fator favorável para impulsionar investimentos na economia e consequentemente na mineração o país tem projeções de expansão de 6 do pib segundo a agência de classificação de risco fitch estima-se que em 2025 o pib indiano seja o quinto maior do mundo representando us 3,6 trilhões planejamento o boom mineral da Índia teve início depois que o país libertou-se da inglaterra em 1947 na década seguinte o governo lançou planos de desenvolvimento voltados para a indústria que contemplaram a mineração porém ainda hoje grande parte do território indiano está inexplorado e carece de pesquisas atualmente as mineradoras indianas concentram-se no leste do país no chamado cinturão da mineração a cadeia minerária indiana tem valor de produção estimado em us 42 bilhões ao ano e o setor emprega cerca de 700 mil pessoas diversidade mineral o solo indiano é rico onde atualmente são extraídos 87 minerais dentre eles quatro tipos de minerais combustíveis 11 de minerais metálicos 22 tipos de agregados como areia e 52 substâncias minerais não metálicas há também a produção de três tipos de minerais atômicos além de carvão minério de ferro e bauxita a Índia produz ouro diamante cobre zinco e urânio dentre outros aposta no carvão de acordo com a agência dow jones desde 2012 o país aposta alto na mineração de carvão o grupo estatal coal india maior do setor no mundo irá investir us 6,4 bilhões no exterior para assegurar novas fontes de carvão a coal india é responsável por 80 da produção da commodity no país até 2017 a previsão é de que a empresa produza 795 milhões de toneladas a Índia usa 55 do carvão extraído na cadeia de fornecimento de energia elétrica do país em quatro anos devem ser inauguradas outras 46 usinas movidas a carvão além disso o grupo indiano abhijeet tem planos para a indústria de carvão vapor nos eua nos estados de kentucky e virginia ocidental com investimento de us 7 bilhões destaques grandes empresas indianas atuam no ramo da mineração ou na cadeia produtiva da siderurgia a maior produtora mundial de aço arcelormittal é controlada pelo bilionário indiano lakshmi mittal com produção que ultrapassa as 90 milhões de toneladas a empresa fabrica 8 de todo aço revista mineração sustentabilidade janeiro fevereiro de 2013 15

[close]

Comments

no comments yet