Revista o Farmacêutico em revista - ed 92 - 1º| 2011 - Edição Especial Dia do Farmacêutico

 

Embed or link this publication

Description

Um dia de festa, Confraternização e Reconhecimento.

Popular Pages


p. 1

dia do farmacêutico um dia de festa confraternização e reconhecimento os desafios deste profissional são muitos mas nos últimos anos o farmacêutico ultrapassou os limites da farmácia e está presente em mais edição nº 92 1º/2011 jan fev mar de 74 áreas isso traduz a importância de sua atuação e a responsabilidade social que exerce na sociedade.

[close]

p. 2

expediente sumário 01 02 07 09 10 20 ediÇÃo especial editorial dia do farmacêutico por que comemorar o farmacÊutico em revista edição especial dia do farmacÊutico conselho regional de farmácia do estado do paraná rua itupava 1.235 juvevê curitiba pr cep 80.040-134 tel 413363-0234 www.crfpr.org.br www.crf-pr.org.br diretoria crf-pr presidente marisol dominguez muro vice presidente dennis armando bertolini diretor tesoureiro paulo roberto ribeiro diniz diretora secretária geral sônia aparecida wagnitz bertassoni conselheiros regionais armando zubioli benvenuto juliano gazzi cynthia frança wolanski bordin dennis armando bertolini emyr roberto carobene franceschi fábio francisco baptista de queiroz josé antônio zarate elias libia emich batista de almeida maurício portella inês catarina rocha cantarela marina gimenes marisol dominguez muro mirian ramos fiorentin paulo roberto ribeiro diniz sônia aparecida wagnitz bertassoni conselheiros federais valmir de santi célia fagundes da cruz suplente reportagem redação e edição ana c bruno diagramação e arte final michelly m t lemes designer ana c bruno crédito das fotos jantar jj video produções fotográficas fone 41 3224 4179 yosikazu maeda fotógrafo cff jornalista responsável ana c bruno mtb 3973 drt-pr imprensa@crf-pr.org.br ctp e impressão graciosa inf e prog visual ltda fone 41 3229-5313 tiragem 14.000 exemplares distribuição dirigida dia do farmacêutico campanha 2011 02 um dia de festa confraternização e reconhecimento iii prêmio farmacêutico augusto stellfeld artigos vencedores comenda brasília presidente do crf-pr participa da autorga da comenda do mérito farmacêutico em brasília 09 dra maria aida meda farmacêutica bioquímica industrial 21 23 dengue epidemia da dengue podemos controlar crf-pr dr jaldo participou da plenária e conheceu a estrutura do crf-pr crf-pr integra campanha de solidariedade às vitimas de enchente do rio primeira reunião plenária do crf-pr de 2011 fez homenagem à funcionária mais antiga 21 espaço do leitor participe das edições da revista envie sua sugestão de pauta o farmacêutico em revista é o veículo errata erramos ao publicar na matéria i simpósio militar de farmácia hospitalar e análises clínicas do paraná a informação de que a promoção do evento foi do crf-pr sindifar-pr e aspafar a promoção e realização do evento foram das forças armadas houve equívoco também ao divulgarmos o escopo dos assuntos discutidos para ratificar disponibilizamos novamente a cobertura do evento em www.crf-pr.org.br oficial de informações do conselho regional de farmácia do estado do paraná crf-pr desta maneira solicitamos que você farmacêutico encaminhe para o crf-pr sugestões de assuntos que possam ser abordados na revista sua contribuição é muito importante afinal todos os temas aqui relacionados são referentes à profissão farmacêutica participe envie sua sugestão para o e-mail imprensa@crf-pr.org.br sua opinião é essencial para o nosso trabalho envie um e-mail para imprensa@crf-pr.org.br

[close]

p. 3

editorial dia do farmacêutico por que comemorar para responder a esta pergunta é preciso analisar o contexto o qual o farmacêutico está inserido atualmente os avanços da profissão entre outras questões que possam fundamentar a resposta mas vale também pautar a análise em nossas atitudes o que fizemos pela nossa profissão nossa postura no dia-a-dia está diretamente ligada ao rumo que o setor farmacêutico tomou nos últimos anos o escopo de atuação profissional ampliou significadamente e a presença do farmacêutico é observada com muita propriedade em cada local onde ele está presente se ainda não temos o reconhecimento merecido em alguns dra marisol dominguez muro farmacêutica bioquímica pela ufpr atua no hospital de clínicas da ufpr e é empresária no ramo de análises clínicas atual presidente do conselho regional de farmácia do estado do paraná crf-pr estabelecimentos farmacêuticos o projeto de lei da senadora marluce pinto ­ que previa não haver necessidade de farmacêuticos em farmácias e drogarias ­ já não nos ameaça como antes a portaria 316/77 que previa não haver necessidade de farmacêuticos em hospitais com menos de 200 leitos foi revogada pela portaria 4283/10 que aprova as diretrizes e estratégias da farmácia hospitalar temos hoje uma política nacional de assistência farmacêutica que em seus princípios diz as ações de assistência farmacêutica envolvem aquelas referentes à atenção farmacêutica considerada como um modelo de prática farmacêutica desenvolvida no contexto da assistência farmacêutica e compreendendo atitudes valores éticos comportamentos habilidades compromissos e co-responsabilidades na prevenção de doenças promoção e recuperação da saúde de forma integrada à equipe de saúde É a interação direta do farmacêutico com o usuário visando uma farmacoterapia racional e a obtenção de resultados definidos e mensuráveis voltados para a melhoria da qualidade de vida esta interação também deve envolver as concepções dos seus sujeitos respeitadas as suas especificidades bio-psico-sociais sob a ótica da integralidade das ações de saúde desde 2003 temos na estrutura do ministério da saúde um departamento específico para as ações relacionadas à assistência farmacêutica ­ daf/ms nosso movimento estudantil de farmácia revela todo dia estudantes comprometidos com as lutas do setor as resoluções da anvisa 44/2009 que evidencia a atuação do farmacêutico frente aos serviços farmacêuticos e a 44/2010 que visa um controle maior dos antimicrobianos coloca o farmacêutico como agente principal no contexto da farmácia que por sua vez também resgata a farmácia como estabelecimento de saúde a campanha 2011 do crf-pr ­ pela valorização profissional ­ tem como principal função alertar a população quanto aos seus direitos em relação à assistência farmacêutica mas principalmente evidenciar quanto este profissional pode auxiliar a sociedade em 2011 o crf-pr completa 50 anos de uma instituição atuante e digna repleta de histórias de lutas com personagens heróicos que fizeram da profissão um estilo de vida sabemos que os desafios são muitos mas a resposta à pergunta acima é sim temos o que comemorar página|1 boa leitura o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 4

dia do farmacêutico dia do farmacêutico um dia de festa confraternização e reconhecimento o dia 20 de janeiro é muito especial para a classe farmacêutica celebramos não apenas o dia do farmacêutico mas os avanços da classe farmacêutica a saúde da população e o principal o quanto a profissão é imprescindível para a sociedade o início do pronunciamento da presidente do conselho regional de farmácia do estado do paraná dra marisol dominguez muro reflete as conquistas as lutas e o sentido da comemoração referente ao dia do farmacêutico ocorrido no último dia 20 de janeiro para marcar a data o crf-pr realizou no dia 27 de janeiro de 2011 no restaurante madalosso em curitiba o jantar comemorativo ao dia do farmacêutico neste ano o crf-pr promoveu a entrega da primeira comenda do página|2 os desafios deste profissional são muitos mas nos últimos anos o farmacêutico ultrapassou os limites da farmácia e está presente em mais de 74 áreas isso traduz a importância de sua atuação e a responsabilidade social que exerce na sociedade como educador para a comunidade onde é o responsável por oferecer informações e orientações quanto ao uso correto de medicamentos e á qualidade de vida mérito farmacêutico dr júlio petrich da costa maior honraria concedida no setor farmacêutico para homenagear pessoas que colaboraram para o engrandecimento da profissão ou que contribuíram para o desenvolvimento da saúde no estado do paraná o homenageado nesta primeira edição foi o presidente do conselho federal de farmácia cff dr jaldo de souza santos por seus mais de 50 anos de dedicação à profissão farmacêutica acesse a trajetória profissional do dr jaldo em www.crf-pr.org.br o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 5

dia do farmacêutico dr jaldo de souza santos um dos maiores ícones da farmácia brasileira recebeu a primeira comenda do mérito farmacêutico dr julio petrich da costa dr paulo roberto ribeiro diniz realizou a entrega da homenagem ao dr michele caputo neto primeiro farmacêutico a assumir a secretaria de estado da saúde dr basílio bacarin recebeu o título exclusivo de presidente de honra do conselho regional de farmácia do estado do paraná da atual diretoria o evento reuniu cerca de 700 convidados além da diretoria do crf-pr e conselheiros regionais de farmácia várias autoridades da área da saúde estiveram presentes no evento o secretário estadual de saúde e primeiro farmacêutico no paraná a assumir este posto dr michele caputo neto também foi homenageado e o professor basílio bacarin um dos mais conhecidos farmacêuticos do paraná recebeu o título de presidente de honra do conselho este título é intransferível e nenhum nome traduz tão bem a trajetória da farmácia no paraná dr bacarin será sempre lembrado como um ícone de nossa história justificou dr dennis armando bertolini vice presidente do crf-pr homenagem outro ponto alto da comemoração foram as homenagens este ano pelo cinquentenário do crf-pr as entidades farmacêuticas foram homenageadas pelo conselho por contribuir na construção de uma instituição sólida e atuante em contrapartida o crf-pr homenageou todas elas pela imensa contribuição e lutas por transformar um sonho em realidade os farmacêuticos ao fim da solenidade participaram do jantar de confraternização foi o momento de os colegas se encontrarem para comemorar a alegria de ser farmacêutico 1 2 3 4 5 6 foto 1 dr carlos albini nebac foto 2 dra marina hashimoto anfarmag -pr foto 3 dr luiz gustavo afcr foto 4 dra lia melo almeida sindifar-pr e dr mauríco portella aspafar dr paulo roberto hatschbach sbac/pr e dr nilson nishida asfalip o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 6

dia do farmacêutico brindes ponto alto do evento o sorteio dos brindes movimentou os participantes que ficaram na expectativa e na torcida por cada número retirado da urna foram diversos brindes entre cursos um jantar a dois livros utensílios domésticos pen drive uma tela entre outros o crf-pr e toda a classe farmacêutica agradece aos apoiadores que engrandeceram o evento new prov capacitare instituto equilibra e anfarmag esses foram alguns dos ganhadores dos brindes parabéns patrocínios parceria com os patrocinadores é essencial para o sucesso do evento as parcerias firmadas com as empresas que apoiaram o crf-pr foram fundamentais para o sucesso do evento que reuniu cerca de 700 pessoas entre farmacêuticos seus familiares autoridades da área da saúde as empresas patrocinadoras e apoiadoras do evento que proporcionou aos farmacêuticos um momento de confraternização e alegrias com seus colegas vale ressaltar a importância da contribuição dessas empresas tendo em vista que o evento a cada ano traz novidades além de parte dos custos ser subsidiado graças aos patrocínios recebidos ao longo deste ano estas empresas apoiarão diversas ações do crf-pr abaixo suas marcas que representam não apenas o símbolo comercial mas um ideal de atuação no mercado franqueada jardim botânico treinamento e consultoria processamento impressão manuseio de documentos

[close]

p. 7

dia do farmacêutico flashs do jantar dr edson siqueira dr ribamar schmitz dr josé carlos vettorazzi dr emyr franceschi dr jorge salem e dr valmir de santi alegria e confraternização marcaram o evento dr dennis recepciona profissionais da área hospitalar dra heloisa barreto e dra izelândia verenoze membros da comissão de farmácia hospitalar crf-pr e dra vânia mari salvi andrzejevski cerca de 700 pessoas prestigiaram o evento que reuniu farmacêuticos de diversas áreas e seus familiares autoridades do setor de saúde e representantes das entidades farmacêuticas momento especial para a classe farmacêutica os profissionais desfrutaram de um momento de confraternização e de reencontro com os colegas página|5 dra rosemary filippis dra deise caputo dra eliane lessi galeb e dra mirian rocco stainsack momento de confraternização entre as colegas farmacêuticas dra líbia conselheira e esposo dr fábio baptista conselheiro dra marisol dr luiz gustavo presidente da afcr associação dos farmacêuticos de curitiba e regão e dr maurício poliquesi o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 8

dia do farmacêutico flashs do jantar dr.paulo presidente da ascop dr lauro stellfeld e dr jaldo de souza santos presidente do cff dr carlos cecy e esposa e dra marisol homenagem ao ex presidente do crf-pr dra marisol atual presidente do crf-pr dr everson augusto krum gestão 2002-2005 e dr dennis armando bertolini atual vice presidente do crf-pr e gestão 1993-1994 2006-2007 dra sônia aparecida wagnitz bertassoni diretora secretária geral do crf-pr reencontra com alegria ex alunas dra liliane fernandes waloszek à esq e dra luciana do amaral pereira à dir dra marisol e a diretoria do nebac núcleo de estudos de bacteriologia clínica de curitiba dr mário bertassoni dra.líbera maria dalla costa dra cristiane b costacurta faraht dr roberto amatuzzi e esposa dr antonio garcez novaes neto dr josé dos passos neto e dra sônia dorneles o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 9

campanha 2011 campanha 2011 campanha 2011 evidencia a assistência farmacêutica em suas diversas áreas durante o jantar foi lançada oficialmente a campanha do crf-pr pela valorização profissional que tem como tema principal em 2011 09 motivos para você procurar um farmacêutico a ideia central é mobilizar a população quanto aos seus direitos em relação aos serviços farmacêuticos e à assistência farmacêutica mas principalmente evidenciar o quanto o farmacêutico pode auxiliar a sociedade um vídeo da campanha foi veiculado pela rede massa repetidora do sbt de 17 de janeiro a 05 de fevereiro em rede estadual segundo a diretoria a campanha dá continuidade às ações do conselho referentes à valorização profissional o farmacêutico atua em diversas áreas e desempenha papel fundamental no que diz respeito à saúde que vai desde o controle de qualidade de alimentos medicamentos análises clínicas cosméticos passando pela distribuição até o uso correto e discriminado de medicamentos explicou a presidente dra marisol dominguez muro o reconhecimento da profissão farmacêutica deve ser um processo constante diário e permanente finalizou a presidente para maiores informações envie um e-mail para imprensa@crf-pr.org.br entenda a campanha 2011 e acesse em www.crf-pr.org.br o material completo farmacÊutico farmacêutico o farmacêutico está entre os profissionais da saúde mais acessíveis e confiáveis para garantir o uso racional dos medicamentos ou seja garantir que o paciente receba o medicamento adequado para suas necessidades clínicas na dose correspondente aos seus requisitos individuais durante o período adequado e ao menor custo página|7 1º motivo para você procurar um joão silva evitar o uso incorreto de medicamentos possível para ele e para sua comunidade farmacêutico o farmacêutico bioquímico nas análises clínicas trabalha com os conhecimentos técnicos-científicos necessários e a responsabilidade de garantir que o resultado dos exames realizados seja de extrema segurança para o auxílio diagnóstico estabelecimento de tratamentos e acompanhamento qualidade em seus exames 2º motivo para você procurar um terapêutico.

[close]

p. 10

campanha 2011 farmacêutico as graves consequências da pressão alta podem ser evitadas desde que os hipertensos conheçam sua condição e mantenham-se em tratamento com adequado controle da pressão no que podem contar com o auxílio do farmacêutico assistência ao hipertenso 3º motivo para você procurar um farmacêutico o conhecimento do sistema integrado mãe-placenta-feto ajuda na escolha de atitudes terapêuticas seja com medicamentos ou não para construção desse conhecimento o farmacêutico pode prestar diversas informações atendimento à gestante 4º motivo para você procurar um farmacÊutico joão silva farmacêutico o aconselhamento ao paciente é um dever fundamental do farmacêutico sempre com ampla capacidade de ouvir e de perguntar empatia respeito e busca de entendimento com o paciente o farmacêutico pode ajudar pessoas a manter sua saúde e a obter o máximo de benefícios dos seus medicamentos 5º motivo para você procurar um orientação farmacêutica farmacêutico o idoso deve buscar a qualidade de vida por meio da alimentação adequada prática regular de exercícios físicos e diminuição significativa da automedicação com o entendimento sobre possíveis doenças presentes e a concordância com o tratamento necessário o farmacêutico pode ser de grande valia nessa atendimento ao idoso 6º motivo para você procurar um busca por um envelhecimento ativo e saudável remédio farmacêutico na prática dos cuidados farmacêuticos há uma busca pela qualidade de vida do paciente pela interação direta com farmacêutico visando a promoção da saúde e o acompanhamento da terapêutica farmacológica com a concordância do paciente com o tratamento e a prevenção detecção e controle de problemas relacionado a medicamentos 7º motivo para você procurar um cuidados farmacêuticos farmacêutico os serviços que podem ser oferecidos nas farmácias vão além da dispensação de medicamentos a legislação nacional permite a aferição de determinados parâmetros fisiológicos e bioquímicos e a administração de medicamentos sempre com o objetivo de melhoria da qualidade de vida do paciente página|8 serviços farmacêuticos 8º motivo para você procurar um farmacêutico 290 9º motivo para você procurar um embora ainda não haja uma cura definitiva para o diabetes o farmacêutico pode ajudar nos vários tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida como a prática do autocuidado monitoramento da glicemia conhecimento da doença e da medicação utilizada no tratamento seguimento de um plano alimentar e a assistência ao diabético realização de atividades físicas.

[close]

p. 11

iii prêmio augusto stellfeld augusto stellfeld criado para incentivar a produção intelectual entre farmacêuticos e acadêmicos de farmácia onde o principal objetivo é reconhecer e difundir os trabalhos que venham contribuir para a melhoria das condições de saúde da comunidade e sua qualidade de vida neste ano o tema foi farmacêutico um direito de todos na categoria profissional o trabalho selecionado foi adesão ao tratamento dr rodrigo augusto de paula e souza recebe das mãos da dra sônia bertassoni o troféu da terceira edição do prêmio farmacêutico augusto stellfeld categoria profissional d urante o jantar em comemoração ao dia do farmacêutico também foi realizada a entrega do iii prêmio farmacológico em pacientes com diabetes mellitus 2 de dr rodrigo augusto de paula e souza na categoria acadêmico o prêmio foi para larissa de mattos schroder que inscreveu o trabalho atenção farmacêutica na dispensação de produtos naturais emagrecedores esta iniciativa vem ao encontro dos anseios do crf-pr que visa despertar no profissional farmacêutico uma atitude ainda mais empreendedora e que o leve a busca de soluções para a área da saúde a pesquisa o estudo de casos e a prática são os melhores meios avaliou a idealizadora do prêmio a diretora secretária geral dra sônia wagnitz bertassoni temos que fomentar esta prática entre os profissionais e os futuros profissionais do paraná finalizou a acadêmica larissa de mattos schroder recebe das mãos da dr sônia bertassoni o troféu referente ao prêmio farmacêutico augusto stellfeld 2011 categoria acadêmico confira nas páginas seguintes os artigos na íntegra o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 12

artigo artigo científico categoria profissional autor rodrigo augusto de paula e souza artigo selecionado do iii prêmio augusto stellfeld categoria profissional adesão ao tratamento farmacológico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 introduÇÃo o diabetes mellitus tipo 2 dm2 é uma doença endócrina crônica e severa decorrente da falta de insulina e da incapacidade da insulina de exercer adequadamente seus efeitos caracteriza-se por hipergli cemia crônica freqüentemente acompanhada de obesidade central dislipidemia hipertensão arterial e disfunção endotelial afetando atualmente 8 da população adulta aumentando a sua prevalência para mais de 20 em pessoas com mais de 65 anos de idade felig frohman 2001 o dm2 é responsável por 90 de todos os casos para a manutenção adequada dos níveis de glicemia e controle das co-morbidades o dm requer a implantação de um tratamento complexo que deve incluir autocuidado mudanças no estilo de vida e diversos medicamentos fauci et al 1998 embora os sintomas agudos do diabetes causados pela hiperglicemia possam ser minimizados por um simples equilíbrio dos níveis da glicose sanguínea é necessário um rigoroso controle glicêmico para reduzir os danos crônicos que incluem complicações vasculares renais cardíacas neurológicas oftalmológicas e infecciosas podendo levar o indivíduo a óbito spilker 1996 os medicamentos antidiabéticos devem ser empregados quando não se tiver atingido os níveis glicêmicos desejáveis após o uso das medidas dietéticas e do exercício físico a natureza progressiva do dm caracterizada pela piora gradual da glicemia de jejum ao longo do tempo faz com que haja necessidade de aumentar a dose dos medicamentos e acrescentar outros no curso da doença a combinação de agentes com diferentes mecanismos de ação é comprovadamente útil o arsenal utilizado para controlar a glicemia e as co-morbidades inclui antidiabéticos orais insulina antihipertensivos hipolipemiantes e antiagregantes plaquetários felig frohman 2001 sociedade brasileira de diabetes 2007 outros fatores como o desenvolvimento constante de novos fármacos o seguimento de diretrizes clínicas e a demanda por consumo da própria população aumentam a necessidade de tratamentos múltiplos tendo como resultados pacientes polimedicados 5 medicamentos/dia e com terapias de maior complexidade muir 2001 promover a adesão dos pacientes à farmacoterapia continua sendo um desafio para os profissionais de saúde e um fator essencial para o sucesso do tratamento no dm2 a adesão é definida como o grau em que o comportamento de uma pessoa coincide com as recomendações do profissional da saúde em relação à tomada de medicamentos seguimento de uma dieta ou mudanças no estilo de vida world health organization 2003 a falta adesão pode estar relacionada a dois padrões distintos a não-adesão involuntária é identificada quando os pacientes não seguem a terapia prescrita devido a questões alheias a sua vontade como esquecimento dificuldade de acesso incapacidade ausência de correta orientação entre outras a não-adesão voluntária por outro lado ocorre quando o paciente decide por conta própria com base em seus conhecimentos ou valores não seguir o tratamento conforme recomendação ou suspender a medicação por conta própria a disciplina e as mudanças de comportamento necessárias ao paciente para o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 13

artigo cumprimento das medicações prescritas podem ser comparadas àquelas necessárias para parar de fumar praticar atividades físicas ou alterar padrões de alimentação fazem-se necessárias abordagens complexas fundamentadas no vínculo profissionalpaciente no conhecimento das atitudes expectativas medos conhecimentos e dos interferentes sociais e culturais que influenciam o comportamento do paciente ainda assim prevalece na américa latina a idéia de que o paciente deva cumprir seguir obedecer às recomendações dos profissionais de saúde que o paciente tem autonomia para escolher mas que o profissional não tem responsabilidade sobre as conseqüências dessa decisão vê-se um movimento de sublimação ou negação do comportamento do paciente os profissionais centram-se apenas em suas perspectivas e distanciam-se das ações e razões dos pacientes julgando-os e rotulando-os em vez de conhecê-las e entendê-las reiners 2008 as taxas de não adesão no dm2 podem ser muito variadas conforme os estudos realizados alguns estudos relatam que entre 70-80 dos pacientes tem boa adesão aos medicamentos orais outro porém envolvendo mais de 37.000 pacientes nos eua encontrou que os diabéticos utilizam em média 130 dias de medicação antidiabética contínua por ano 35,6 de adesão e que ao final de 1 ano apenas 15 dos pacientes com prescrição de monoterapia ainda utilizavam a medicação regularmente world health organization 2003 permanece escassa a literatura primária no brasil em relação à adesão de pacientes com dm2 ao tratamento medicamentoso a transposição dos dados internacionais para o brasil é limitada especialmente pelas singularidades do sistema Único de saúde sus e pela baixa escolaridade média dos pacientes com dm2 no país dentre os principais fatores ligados à nãoadesão independentes de grupo populacional ou enfermidade estão alto custo das medicações complexidade da farmacoterapia percepção dos efeitos adversos diversos provedores de atenção à saúde prescrevendo medicações suporte familiar limitado compreensão do tratamento e da doença percepção dos benefícios do tratamento e bem-estar emocional schlenk dunbar-jacob engberg 2004 rubin 2005 há estudos ainda que demonstram que fatores relacionados à complexidade da terapia como o número de medicações e a freqüência de dosagem também têm sido associados à menores taxas de adesão ao tratamento e a um pior controle metabólico ryan 1999 guillausseau 2005 artigo científico categoria profissional o presente trabalho busca investigar aspectos relacionados à adesão ao tratamento medicamentoso e ao controle glicêmico em pacientes de baixa escolaridade usuários do sus o estudo pretende acrescentar ao conhecimento vigente informações a respeito da influência das atitudes dos pacientes em relação à medicação e da complexidade da farmacoterapia na perspectiva do desenvolvimento de estratégias que possam promover a melhoria do cuidado dos pacientes diabéticos tipo 2 no brasil desenvolvimento foi realizado um estudo transversal exploratório com pacientes diabéticos tipo 2 diagnosticados e sob tratamento medicamentoso a população alvo do estudo foi formada por pacientes maiores de 18 anos de ambos os sexos circunscritos à unidade de saúde us da vila jardim gabineto bairro cidade industrial em curitiba pr todos os pacientes cadastrados na us participantes das reuniões de diabéticos foram convidados para a pesquisa no período de janeiro a maio de 2008 o número de diabéticos tipo 2 cadastrados no período de realização da pesquisa era de 207 pacientes foram excluídos do estudo pacientes que possuíam diagnóstico de doença mental mulheres grávidas ou em período de lactância pacientes com contra-indicação a terapia antidiabética ou ainda que não realizaram exames de glicemia de jejum e hemoglobina glicada nos três meses anteriores ou posteriores a aplicação do questionário os pacientes incluídos na pesquisa participaram de uma entrevista estruturada realizada por alunos do curso de farmácia e por profissionais farmacêuticos todas as entrevistas foram supervisionadas pelo primeiro autor do estudo que capacitou previamente os entrevistadores os dados referentes ao tratamento medicamentoso antidiabético posologia seguida e uso de plantas medicinais para diabetes foram coletados por meio de auto-relato outras variáveis estudadas foram peso altura índice de massa corporal circunferência abdominal e tempo de diagnóstico do diabetes

[close]

p. 14

artigo todos os dados clínicos farmacoterapêuticos e sócio-econômicos foram registrados em instrumento de coleta de dados desenvolvido para a pesquisa artigo científico categoria profissional os dados coletados na entrevista foram complementados por informações de prontuário médico incluindo resultados de glicemia em jejum hemoglobina glicada hba1c e a farmacoterapia global medicamentos antidiabéticos e outros como parâmetro de referência para controle glicêmico foi considerado a hba1c 7,0 american diabetes association 2008 a fim de identificar discrepâncias e não-adesão ao tratamento as informações referentes à posologia prescrita foram coletadas dos prontuários e confrontadas com as informações posológicas auto-referidas pelos pacientes além disso a adesão ao tratamento antidiabético foi avaliada por meio do teste indireto de morisky-greenlevine este teste avalia as atitudes do paciente em relação ao tratamento medicamentoso classificando como aderentes os pacientes que respondem corretamente as quatro perguntas que compõem o instrumento morisky green levine 1986 o teste apresenta uma sensibilidade e especificidade ao redor de 70 as perguntas que compõem o teste e que foram realizadas aos pacientes foram você às vezes esquece de tomar seus remédios você é descuidado com a hora de tomar seus remédios quando você se sente bem você às vezes para de tomar os seus remédios algumas vezes se você se sente mal quando você toma o remédio você para de tomar a complexidade da farmacoterapia foi calculada por meio do Índice de complexidade da farmacoterapia icft desenvolvido originalmente por george et al 2004 e validado para o português do brasil apresentando bom desempenho de validade e confiabilidade melchiors correr fernÁndez-llimos 2007 o icft permite a produção de um escore de complexidade baseada no número de medicamentos na forma de administração no número de doses e nas instruções adicionais que devem ser seguidas pelo paciente o estudo foi submetido e aprovado pelo comitê de ética em pesquisa do setor de saúde da universidade federal do paraná todos os pacientes participaram de forma voluntária e assinaram termo de consentimento livre e esclarecido a análise estatística inclui avaliações descritivas em termos de distribuição média e variância dos dados foram feitas análises de correlação e comparação de proporções e médias os testes estatísticos foram escolhidos com base na distribuição da amostra e as análises foram feitas com auxilio do programa spss v.12.0 for windows® resultados o número n total de pacientes com dm2 entrevistados foi 146 foram excluídos pacientes sem dados glicêmicos no prontuário ou com valores atípicos relacionados a erros de medida ou registro foram incluídos 127 pacientes nas análises finais os pacientes participantes eram adultos 18 anos sendo predominante o sexo feminino 71,7 a média de idade dos pacientes foi de 61,1 anos 35-86 anos sendo que 43,3 eram idosos ¡Ý65 anos os pacientes apresentaram em média quatro anos de estudos formais 0-20 o tempo médio do diagnóstico do diabetes relatado pelos pacientes foi de 7,3 anos 1-30 anos sendo que metade 50,4 dos pacientes apresentava o diagnóstico da doença a menos de cinco anos a tabela 1 traz uma descrição detalhada dos pacientes participantes da pesquisa tabela 1 perfil dos pacientes participantes n=127 variável mulheres idade anos de estudo tempo de diagnóstico dm2 imc ca hba1c gj medicamentos em uso geral antidiabético em uso hipertensão 91 71,7 61,1 11,2 4 3,9 7,3 3,9 29,7 3,9 105,9 3,9 7,4 3,9 137,0 3,9 4,2 3,9 1,5 3,9 108 3,9 o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

p. 15

artigo variável dislipidemia tabagismo depressão abdominal hba1c hemoglobina glicada gj glicemia em jejum 65 3,9 22 17,3 26 20,5 artigo científico categoria profissional dados apresentados como n e média desvio-padrão dm2 diabetes mellitus tipo2 imc Índice de massa corporal ca circunferência aproximadamente metade 48,2 dos pacientes apresentava um controle glicêmico adequado com valores de hba1c <7,0 apenas 16,5 apresentavam imc adequado 25 kg/m2 enquanto 83,5 dos pacientes apresentavam sobrepeso 35,4 ou obesidade 48,1 a circunferência abdominal ca média foi 107,8cm dp=10,7 83133cm e 105,3 cm dp=12,1 80-134cm para homens e mulheres respectivamente dois terços 69,4 dos homens e 91,2 das mulheres apresentavam ca acima da faixa limítrofe para caracterização de obesidade abdominal 102 cm e >88 cm respectivamente a terapia medicamentosa global utilizada era composta principalmente por fármacos antidiabéticos agentes anti-hipertensivos e antitrombóticos os pacientes utilizavam em média 1,5 dp=0,6 1-3 medicamentos antidiabéticos aumentando para 4,2 medicamentos dp=1,4 1-8 quando considerada a farmacoterapia global a maioria dos pacientes 57,5 apresentava um regime antidiabético monoterápico enquanto o restante utilizava dois 38,6 ou três 3,9 medicamentos antidiabéticos a associação de medicamentos antidiabéticos mais freqüentemente utilizada foi metformina e glibenclamida 31,5 seguida de metformina e insulina nph 5,5 os medicamentos antiagregantes plaquetários e anti-hipertensivos apresentaram grande freqüência de utilização pelos pacientes destacam-se o ácido acetilsalicílico aas utilizado por dois terços 65,4 dos pacientes e os anti-hipertensivos captopril 58,3 e hidroclorotiazida 52,8 a associação de anti-hipertensivos captopril e hidroclorotiazida foi utilizada por 38,6 dos pacientes enquanto nifedipino e hidroclorotiazida foram utilizados por 15 dos pacientes a adesão ao tratamento farmacológico avaliada pelo teste de morisky-green-levine apontou como não aderentes cerca de metade dos pacientes 52,8 e como causas principais da não adesão o esquecer de tomar seus remédios 33,1 e o descuido com a hora de tomar os remédios 35,4 na tabela 2 podemos visualizar os resultados obtidos em cada pergunta componente do instrumento assim como o resultado global da adesão ao tratamento farmacológico tabela 2 resultado do teste de adesÃo de morisky green-levine questão resposta positiva sim n 42 33,1 45 35,4 17 13,4 15 11,8 67 52.8 1 você às vezes esquece de tomar seus remédios 2 você às vezes é descuidado com a hora de tomar seus remédios 3 quando você se sente bem você às vezes pára de tomar seus remédios 4 algumas vezes se você se sente mal quando toma o remédio você pára de tomar não aderentes morisky green levine o teste de morisky-green-levine apresentou uma correlação significativa com os resultados de hba1c spearman rho 0,214 p=0,015 pacientes identificados como não aderentes à terapia farmacológica apresentaram níveis de hba1c significativamente maiores analisando-se cada questão do instrumento apenas a questão 2 mostrou correlação significativa p=0,034 com o resultado da hemoglobina glicada você é descuidado com a hora de tomar seus remédios na tabela 3 pode-se observar as relações de cada questão do instrumento com a hba1c o farmacÊutico em revista|edição especial|jan/fev/mar 2011

[close]

Comments

no comments yet