JORNAL O MARISCO 86

 

Embed or link this publication

Description

FELIZ 2008 / Novo para 2008 / Coluna do Wandir - Especial / Quem protege a nossa natureza? / Cidreira Antiga / Nossa praia tem cem mil habitantes no verão / Pescadores e Surfistas

Popular Pages


p. 1

ano iv n°86

[close]

p. 2

É isso aí estamos entrando em uma ano especial para todos os cidreirenses estaremos ao longo deste ano novo escolhendo quem vai governar nossa cidade nos próximos quatro anos as opções são várias o velho quem achar que nossa cidade está boa limpa com os serviços de saúde em ordem com a segurança boa com os eventos cada vez melhores e trazendo turistas para cidreira e com as nossas crianças sendo atendidas com competência e eficiência então vote no que está aí a velha fórmula de sempre está se propondo a reeleição o mais velho quem achar que a atual administração não está tão boa assim e quiser repetir aquilo que aconteceu por quatro anos há sete atrás então pode ser que esta opção venha a se candidatar com uma proposta mais velha ainda o novo mas se você achar que nossa cidade pode melhorar que a nossa comunidade tem potenciais e capacidade para se desenvolver de modo coletivo e sustentável se você achar que todas as comunidades tem o direito de participar de modo igualitário do desenvolvimento da cidade sendo ouvidas as suas demandas e atendidas com responsabilidade e participação então você terá a chance de realmente transformar cidreira você deverá votar no novo as opções estão aí e dificilmente vamos fugir deste cenário político a indecisão do mais velho ainda poderá render algumas especulações mas nada que vá alterar o rumo da decisão das nossas comunidades o novo vem se apresentando com muita vontade de acertar e com soluções práticas e rápidas que todos nós já conhecemos mas que nunca foram executadas por simples falta de vontade enquanto pensamos nisso tudo feliz ano novo especial nesta edição nada de tristezas críticas fundadas ou apelos por correções de tudo aquilo que teima em não ser corrigido 2007/2008 que aí está nos oferece um longo período para muitas reflexões de 21/12 a 6/01 serão 17 dias de total ócio onde as dores dívidas e pendências receberão também uma trégua prolongada para voltar quem sabe no final deste longo período desgastadas mais suaves e menos contundentes rezando se rezar muito ajuda vamos lançar mãos deste recurso com fé e abnegação quem sabe rezando e muito os homens públicos venham a mudar de conceitos abandonando definitivamente a teimosia de continuar a reformar o que não pode ser mais reformado e passar imediatamente a realizar mudanÇas significativas tal como recomenda o bom senso a ética e a lógica natureza neste longo período vamos deixar de lado ou quem sabe abandonar definitivamente as diferenças que impedem um relacionamento mais humano em relação aos mais ou menos afortunados aos animais irracionais e a própria natureza que apesar de agonizar ainda dispõe de mais fôlego do que toda a humanidade que lhe despreza violÊncia x violÊncia deixo aqui um apelo muito pessoal as autoridades que estão a nosso serviço para que busquem meios de acabar com a violência enquanto meio de reprimir a violência na história das civilizações anteriores ficou comprovado que este meio levou todas ao extermínio por que nós destaatual devemos fazer o mesmo homenagem a todos os cidreirenses residentes e veranistas um prÓspero ano novo com muita paz compreensÃo e fraternidade contato e consultas wandir@bol.com.br www.wandir.rg3.net e desta feita tivemos notícias oriundas de fontes infidedignas que o nosso luli foi convocado para estudar e vivenciar os efeitos das festas natalinas na capital com direito a docinhos do tio coló e tudo aguardamos o regresso minÉ motos convida miné motos convida à todos os aficcionados em esportes radicais para participar e assistir o moto cross campeonato de verão dia 13/01 ­ imbé 10/02 ­ caará 20/01 ­ torres 24/02 osório estamos em plena temporada e nossos turistas e visitantes bem como o nosso povo da praia ainda não sabe a origem da água fétida e preta que sai do arroio e vai direto para o mar o duto que vem da rua da câmara traz a água poluída mas até agora ninguém se declarou culpado pela poluição ou mostrou qualquer tipo de ação para resolver o sério problema edição n° 86 ii verão 28 de dezembro de 2007

[close]

p. 3

a equipe do marisco deseja à todas as comunidades de nossa praia um feliz ano novo que o 2008 chegue trazendo muita alegria realizações e muita paz para todos a festa do marisco ainda está sendo muito comentada o pessoal adorou o super show com o pessoal da praia e a participação especial do kako xavier encantou pela qualidade e sintonia com a nossa cultura praieira ivan therra e grupo de cultura popular kikumbí fazem show especial no projeto sesc-band verão 2008 em torres são os nossos músicos e a nossa cultura fazendo a festa nas praias gaúchas participe do projeto eu faço cultura da casa da cultura do litoral receba em casa o seu marisco por um ano o cd da música da praia o livro da história de cidreira tudo isso por apenas r 70,00 ligue agora para 3681.3456 depois da publicação do marisco foram pintadas as lombadas na frente da escola ildo meneghetti melhorou muito valeu a ação da secretaria de obras estamos entrando em um ano eleitoral e seria muito interessante que as ações relativas ao pleito fossem fundadas na responsabilidade social É muito grande o número de famílias que chegam na praia apenas com o título de eleitor atenção amigos veranistas queremos um veraneio tranqüilo e com segurança na praia vamos prestar atenção e respeitar o nosso mar nossas dunas são patrimônio natural de valor inestimável portanto ao visitar as dunas carreguem os seus lixos de volta para casa já é uma baita mão se acaso nossos amigos veranistas tenham móveis usados que não queiram mais favor avisar para a assistência social temos muita gente precisando É bem melhor do que colocar para apodrecer em um terreno baldio enfeiando a nossa praia muita atenção com cachorrinhos novinhos que são trazidos para a praia por veranistas e logo após a temporada são abandonados além de ser um pecado com os bichinhos criam um problema sério de saúde pública se acaso alguém souber de algum caso denuncie imediatamente para a secretaria da saúde nós que moramos em cidreira somos os donos da casa os veranistas e turistas são nossos visitantes portanto é boa a regra que diz que devemos receber bem nossos convidados vamos tratar bem os nossos veranistas e se for preciso mostrar que a casa é nossa e que todos gostamos muito dela o verão promete ser dos melhores temperaturas altas muito sol mar azul e poucos ventos apesar de o carnaval ser logo ali as altas temperaturas vão empurrar a galera da capital para a nossa praia vamos ao verão a feira do livro parece que vai acontecer em maio muito acertada a decisão da secretaria de educação e cultura finalmente nosso povo merecerá uma feira do livro dedicada e focada no povo da praia secretaria da cultura do estado contrata shows da música da praia apesar da eterna ineficiência do executivo em promover o que temos de melhor o livro da história de cidreira pode ser adquirido pelo fone 3681.3456 feliz 2008 para todos antes do natal uma casa na área verde foi derrubada pela prefeitura deixando uma senhora e duas crianças no olho da rua derrubaram a casa a marretadas levaram os pertences da família tudo isso sem apresentar ordem judicial e as outras casas onde está a diferença o problema da Água fétida que é despejada no arroio e vai para o mar poluindo a nossa praia ainda não foi esclarecido será que a poluição da nossa praia não é importante para o executivo municipal nossa banda municipal foi fazer a sua apresentação natalina e ao chegar na concha não havia sonorização foram instruídos pelos promotores a realizar o show mesmo sem som afinal este deve ser o pensamento da prefeitura são apenas os músicos aqui da praia e não merecem qualquer tipo de consideração os vereadores da situação estão convidando para a posse do pseudo-presidente eleito por apenas cinco vereadores presentes em reunião sem amparo legal porém até agora ainda não existe decisão judicial a respeito do assunto no verão passado alguns comerciantes da avenida mostardeiro estavam despejando óleo de cozinha usado na beira da praia esperamos não precisar noticiar este tipo de desrespeito para com a nossa praia não existe qualquer tipo de política de proteção ambiental ou regulamentação do uso dos espaços de dunas nossos tesouros naturais continuam sem merecer a atenção do executivo municipal as ruas asfaltadas na praia além de prejudicar o meio ambiente implicam lógicamente em aumento de velocidade dos veículos os cruzamentos estão sem sinalização e algumas ruas não tem visibilidade pode valer uma vida a nossa música os nossos músicos e a nossa cultura já está sendo contratada pelas outras praias enquanto isso aqui em cidreira a prefeitura continua desprestigiando a nossa gente continua tudo igual sem qualidade a maioria da banda municipal tem título de eleitor sabiam?

[close]

p. 4

chegou o verão e todas as atenções do estado se viram para a praia o estado que passou todo o inverno de costa para a região praieira agora está com os olhos grudados na beira da praia É esta a hora que os nossos políticos deveriam aproveitar para reivindicar algumas ações fundamentais para a preservação ambiental e desenvolvimento sustentável de nossa praia sempre primando pelo cuidado com as lagoas dunas e praias e os muitos tesouros naturais que temos em nossa cidade o abandono dos meses de inverno deixam cicatrizes profundas mas não totalmente irreversíveis as nossas dunas são depredadas pelo imediatismo e busca do lucro fácil cometido pela ação privada e também pela falta de visão e capacidade das administrações públicas que insistem em asfaltar ruas enquanto nossas dunas estão sumindo embaixo das rodas dos tratores que manejam as dunas sem qualquer estudo de impacto ambiental o trato com a natureza e seus recursos é feito à moda miguelão por pessoas que não estão capacitadas intelectualmente para o ofício e que medem suas ações pelos ditos populares tais como sempre se fez isso e nunca aconteceu nada e é nesse tipo de premissa que vemos os nossos recursos naturais escudados estamos à mercê das crendices populares o caminho das dunas a voracidade da especulação imobiliária faz com que se cometam os mais variados tipos de agressão contra o nosso patrimônio natural se fossem devidamente feitos os estudos de impacto ambiental saberiam os desavisados que as dunas tem caminhos e deslocamentos constantes e portanto é infrutífera a tentativa de vender um terreno ou construir no caminho das dunas não são poucos os empreendimentos que são feitos em áreas de extrema periculosidade a área onde durante o verão existe um vasto espaço aparentemente plano é exatamente a mesma que durante os meses de inverno são invadidas pelas dunas soterrando e derrubando tudo o que está na frente um parque ecolÓgico em cidreira aqui na nossa praia mais exatamente no local chamado de passo das cabras encontramos em bom estado de preservação uma das únicas áreas que ainda apresenta a formação de dunas primárias secundárias e terciárias de todo o nosso litoral as dunas vem do mar e chegam na beira da lagoa intactas o governo do estado já deveria estar olhando com atenção para esta área pois é remanescente de toda uma paisagem típica do nosso litoral a criação de um parque de preservação ecológica é urgente rápido antes que acabe as efÊmeras lagoas entre dunas o grande número de pessoas que vem ao litoral durante o verão somados ao esquecimento da região durante a temporada de inverno resultam em processos de deteriorização dos recursos naturais o lixo produzido está invadindo a área das dunas as casas construidas sem qualquer fiscalização por pessoas que vem para a praia iludidas pelas promessas de políticos de olho somente no título de eleitor estão terminando com as lagoas temporárias nas entre dunas que são responsáveis pela sobrevivências de inúmeras espécimes vegetais e animais típicas do cenário praieiro gaúcho as lagoas estão sendo dizimadas por aterros feitos a facão não existe a preocupação devida e tampouco uma ação no sentido de implantar políticas públicas que venham a coibir o uso indiscriminado das áreas de preservação natural a rota das aves migratÓrias nossa cidreira está na rota de várias aves que migram conforme as estações se acabarem as pequenas lagoas arroios e veios de água estas aves serão obrigadas a abandonar a nossa praia para buscar outras fontes de energia e acreditamos mais valer apreciar um bando de aves pousando nas dunas do que a implantação de barracos com título de eleitor.

[close]

p. 5

a arquitetura praieira em seus primórdios apresentou três estilos de construção que foram consagrados pela praticidade de construção e utilização tornando-se tradicionais os chalés os bangalôs e os ranchos nas ruas mais antigas de cidreira ainda encontramos estes estilos de casa algumas em excelente estado de preservação outras em estado deplorável mas ainda em condições de serem restauradas assim como existe em várias regiões do estado uma política de preservação arquitetônica incentivada pelos governos municipais seria muito bom se aqui em cidreira principalmente por ser uma praia histórica existisse uma política pública de preservação da típica arquitetura praieira nossa cidreira é a pioneira das praias do litoral norte do estado com registros que remontam o ano de 1860 quando famílias vinham de carreta passar a temporada de verão em nossa praia logo que começaram as construções das casas na região praieira as revistas e jornais da época anunciavam determinados tipos de construções que mais se adaptavam as condições naturais praieiras as primeiras casas eram construidas sob pequenos pilotis para que a dança das areias passasse por baixo da casa evitando assim que as construções fossem derrubadas pelo movimento das dunas ou pela força do famoso vento carpinteiro as casas antigas bem que poderiam ser preservadas a prefeitura deveria incentivar a preservaÇÃo das casas antigas em outras localidades onde o poder público tem uma preocupação com a construção do pensamento cultural de seu povo existem várias lei que protegem as casas que mantem a arquitetura original para isso os governos municipais incentivam a preservação arquitetônica oferecendo aos proprietários de casas antigas um considerável desconto no iptu ou deduzindo o valor aplicado na preservação de impostos e taxas municipais aqui na nossa praia a rua do arroio por ser uma das mais antigas e por ter várias casas que ainda mantém os aspectos originais poderia ser transformada em um espaço temático à céu aberto onde poderiam acontecer eventos tendo por cenário as casas antigas da praia da cidreira e não é preciso muito basta inteligência e boa vontade afinal nós vivemos em uma cidade turística potencializando nossa praia detectar pontos a serem potencializados em nossa praia deveria ser função permanente da administração municipal É mais barato e eficiente valorizar e melhorar o que nós temos de bom do que tentar implantar idéias mirabolantes e alienígenas que normalmente não dão resultados positivos valorizar a cultura local os artistas da praia a arquitetura praieira as áreas naturais e principalmente o jeito singular do nosso povo resolver suas situações cotidianas são tesouros que só a nós pertence e devem ser potencializados para que sejam transformados em atrações turísticas sempre mantendo a integridade e dignidade do povo.

[close]

p. 6

É verão e a nossa praia que vive o ano inteiro com um média de dez mil habitantes quando chega o verão sofre uma incrível explosão demográfica ficando com dez vezes mais gente É claro que este fenômeno é amparado por várias ações estaduais e municipais que visam um melhor atendimento logístico estrutural para todo esse povo porém nem todas as carências são contempladas pelas ações preventivas do estado e município cabendo aos nossos moradores e veranistas a responsabilidade de bem cuidar de nossa praia para que não se transforme em uma babel à beira mar o volume de lixo É enorme além do lixo normalmente produzido nas casas e recolhido pelo serviço de coleta pública e pelos recicladores da praia ainda temos o lixo extra que tem origem nas melhorias internas das residências de nossa praia os veranistas chegam e trocam os móveis antigos e os velhos são via de regra jogados nos terrenos baldios enfeiando a nossa praia causando poluição ambiental e visual para resolver o problema é possível ligar para a assistência social da prefeitura pois muitos destes móveis que ficam apodrecendo nos terrenos ainda podem ser utilizados pelas famílias necessitadas de nossa praia É só ligar os cachorrinhos abandonados É muito comum o pessoal que vem da cidade passar no loja e trazer um cachorrinho para o filho brincar durante o verão afinal em apartamento é difícil ter um cãozinho porém logo que terminam as férias o pessoal volta para a cidade e como não pode levar o bichinho simplesmente abandona nas ruas da cidade além da falta de carinho com o pobre bichinho o abandono causa um grande incômodo pois esses animais crescem e ficam perambulando pelas ruas sofrendo maus tratos e disseminando um cem número de problemas tais como infestação de pulgas carrapatos e sarna portanto é melhor não trazer bichinhos mas se trouxer é necessário que os levem de volta para a cidade todas as tribos em cidreira nossa cidreira tem por característica ser uma praia muito popular e em consequência abriga todas as tribos são muitas as diferenças que constituem a unidade das festas e encontros sociais em cidreira ficando as vezes difícil o convivência pacífica É importante que se pense que os espaços são públicos e todos tem direito a utilização sempre respeitando as diferenças e reconhecendo as singularidades de cada tribo portanto a palavra de ordem para um cotidiano pacífico é a tolerância a paz no veraneio está garantida se soubermos ser tolerantes com as singularidades das tribos o lixo na praia o grande número de veranistas acarreta em um problema muito comum o lixo de praia o pouco número de latões para recolhimento de lixo principalmente perto dos quiosques a falta de respeito do próprio veranista para com a praia a falta de hábito de recolher o próprio lixo são fatores que agravam a situação da poluição na areia da praia a maior parte das reclamações de sujeira na praia partem dos próprios veranistas portanto acreditamos que não custa nada levar uma sacolinha para botar o lixo quando forem para a praia ou utilizar os latões espalhados pela areia respeitando o mar segundo estatística 100 das pessoas que perderam a vida no mar durante o último veraneio foram veranistas diferente do povo da praia não conhecem o mar e se arriscam desafiando o poder das ondas pela falta de conhecimento e de preparo para lidar com o mar alguns veranistas corajosos jamais voltam para casa portanto não custa nada respeitar o mar não joguem móveis velhos nos terrenos e dunas queimando o lixo na rua É bastante comum vermos o pessoal limpando os terrenos e jardins para depois juntar todo o lixo e queimar na beira das calçadas essa prática além de incomodar os vizinhos com a fumaça ainda contribui decisivamente para a emissão que gases poluentes que prejudicam a nossa atmosfera estamos na praia e não precisamos colaborar com a poluição.

[close]

p. 7

transporte público não está passando no 24h chegaram à redação do marisco reclamações oriundas dos usuários denunciando que a concessionária dos ônibus de cidreira modificou a rota dos coletivos e eles não passam mais pelo posto 24h prejudicando principalmente os mais idosos que para atendimento tem que descer na avenida mostardeiro e subir sete quadras no olho do sol É necessário esclarecer que nem todas as pessoas tem dinheiro para pagar taxis e normalmente as que são atendidas pelos serviços públicos de saúde são exatamente as mais necessitadas não custa nada rever o roteiro e voltar a fazer com que os ônibus passem pelo 24h e esquina do psf1 cachorros soltos estÃo atacando o velho problema que vem assolando a nossa praia há vários anos e não existiu administração pública que resolvesse continua a apavorar crianças e adultos em nossa praia cachorros soltos estão atacando as crianças no meio da rua a ação da secretaria de saúde para recolher os cães de rua parece que foi ineficiente pois um grande número de cães continuam a perseguir e ferir as pessoas nas ruas de cidreira poluiÇÃo na praia o encontro dos vários arroios com o mar que deveriam ser somente de águas limpas das chuvas desembocando naturalmente no mar continuam empestiados de lixo e caliça das construções e a maioria deles é transformada em depósito de lixo custaria muito pouco para a prefeitura ter limpado estes espaços antes do veraneio tivemos o ano inteiro para fazer isso carroceiros de toda a parte na praia sem qualquer tipo de controle encontramos carroceiros vindos de várias cidades enquanto o nosso pessoal que faz reciclagem na praia depois de enfrentar o inverno fica sujeito a inabilidade do poder público que não controla a entrada dos carroceiros na hora do bem bom nossa gente sofre de novo empresa trabalha sem seguranÇa a empresa de limpeza que foi contratada pela prefeitura para fazer a limpeza da fachada e vidros dava aula de como trabalhar perigosamente por sobre os andaimes andavam trabalhadores sem luvas sem capacete e sem cinto de segurança nossa prefeitura apesar dos vários acidentes de trabalho que já ocorreram em nossa praia continua sem dar a devida importância para o tipo de responsabilidade que implica mais um acidente de trabalho para a nossa praia seria interessante analisar o tipo de empresa que se está contratando faltavam poucos dias para o natal uma senhora e suas duas filhas moravam em uma casa na área verde igual a outras tantas em nossa praia surpreendentemente o pessoal da prefeitura chegou e imperiosamente sem apresentar qualquer ordem judicial invadiu a casa e retirou todos os pertences da família de dentro da casa colocou no caminhão da prefeitura e levou para local incerto e não sabido a senhora dona da casa mãe de duas meninas não estava em casa e as duas crianças estavam com a vó não muito longe dali as crianças e a vó ouviram os estrondos e correram para o local mas apesar dos pedidos não conseguiram impedir a ação da prefeitura que derrubou a marretadas a casa na área verde a senhora trabalhava como gari para a prefeitura e misteriosamente foi colocada no olho da rua literalmente se não fosse a acolhida da vó a senhora e suas crianças teriam sido obrigadas e passar o natal ao relento as casas na Área verde são inúmeras as casas que hoje estão sobre a área verde em nossa praia e as ações da prefeitura para resolver este problema são inexistentes ou ineficientes porém se existe amparo legal para invadir uma casa retirar os pertences da família e derrubar a casa por que será que só fizeram isso com essa família esquecendo as mais de mil situações iguais a esta que existem em nossa cidade Área verde valorizada muito diferente foi a ação da prefeitura em relação ao valorizado terreno na frente do posto 24h que igualmente é uma área verde invadida mas no lugar de derrubar as casas que existem no local a prefeitura mandou um projeto de lei para a câmara tentando legalizar a situação o que será que estas famílias tem de tão diferente por que será que a prefeitura não é tão eficiente com as muitas casas que estão sendo construidas na área verde por pessoas que vem para cidreira apenas com o título de eleitor ou será que esta senhora não tem título de eleitor quem faz leis as leis são feitas por pessoas boas quando são feitas por pessoas boas más quando são feitas por pessoas más e estúpidas quando são feitas por pessoas estúpidas coligação tudo acertado na coligação entre pps pt e pcdob começou a eleição municipal de 2008 e com certeza vem mais partidos por aí ano novo estou a pedido de minha mãe em são francisco de assis junto de suas irmãs e parentes mais próximos por isso não estou aí para as comemorações de entrada do ano novo e sim na fronteira oeste do estado com muito chibo ano novo ii espero que neste novo ano as pessoas tenham mais sensibilidade que façam uso da coisa publica em favor das pessoas e não em favor de alguns o ano é novo mas os nossos problemas são velhos conhecidos que nos acompanham já por muito tempo e tudo porque nós sempre escolhemos o menos pior e não o melhor que deus nós ilumine em 2008 para que possamos escolher o melhor para nós e nosso município pesquisas políticas uma pesquisa estava circulando aqui em nossa cidade e tem uma grande surpresa em seu resultado invasões em nossa praia volta e meia algumas casas são invadidas e para não se incomodar os proprietários entram na justiça seria loucura após entrar na justiça querer tirar os invasores a força principalmente com a negativa do juiz mandado de segurança após negativa do juiz no dia 12/12 feita uma nova petição foi indeferido negado novamente no dia 20 12 conforme site da justiça em sua nota de expediente plataforma infelizmente não será para 2007 a nova entrada da plataforma de pesca de cidreira obras na cidade várias mas todas com somente um funcionário trabalhando e só de vez em quando desta maneira vão entrar 2008 sem concluir nada mas com certeza no ano político tudo fica mais fácil garanto até que você será respeitado pelo executivo municipal já foi assim no passado da frase jamais haverÁ ano novo se continuarmos a copiar os erros dos anos velhos

[close]

p. 8

estamos no início de mais uma temporada de veraneio entra ano sai ano e um dos grandes paradoxos da região praieira de nossa cidade continua sendo relegado a planos inferiores como se as redes que buscam o alimento e dão sustento aos pescadores de nossa praia não fossem as mesmas que estão tirando a vida dos surfistas que trazem sustento às famílias dos comerciantes e prestadores de serviços de nossa praia as redes por si só não podem ser consideradas culpadas pois são os pescadores que as jogam ao mar os pescadores não podem ser considerados culpados pois precisam buscar o peixe de cada dia para alimentar seus filhos por outro lado os surfistas não podem ser considerados culpados pois as redes jogam com a força das marés e não poucas vezes invadem as àreas de surf e não podemos negar que a mesma maré que joga as redes também leva os surfistas para dentro da área de pesca também não podemos desconsiderar o fato de termos áreas de pesca bem próximas aos locais mais frequentados pelos surfistas o que facilita o conflito e que por vezes as redes são colocadas nas áreas demarcadas para o surf assim como não são poucos os surfistas que invadem as áreas de pesca colocando em risco a própria vida a prefeitura apoiou este ano um campeonato de surf na área ao lado da plataforma de pesca deixando clara a pouca importância que a instituição dá para este grave problema os debates e reuniões com as associações de surf e de pescadores tem sido quase nenhuma o problema não está sendo focado com a devida severidade quem sofre é o pescador que precisa tirar o seu sustento do mar porém quem está perdendo a vida é o surfista placas inertes são colocadas como que para maquiar a gravidade da consequência pela falta de atitude o verão tá aí e as comunidades da praia torcem para não haver outra tragédia no mar das cidreiras.

[close]

Comments

no comments yet