ESPECIFICAÇÕES DE TOMAS E PLATAFORMAS P/ AMOSTRAGEM DE EMISSÕES GASOSAS INDUSTRIAIS

 

Embed or link this publication

Description

ESPECIFICAÇÕES DE TOMAS E PLATAFORMAS P/ AMOSTRAGEM DE EMISSÕES GASOSAS INDUSTRIAIS

Popular Pages


p. 1

especificaÇÕes de tomas e plataformas p amostragem de emissÕes gasosas industriais considerações gerais tendo em conta o ponto 4 do artigo 32º do dl n.º 78/04 de 3 de abril onde são referidos os aspectos relativos à construção de chaminés estas devem ser dotadas com tomas de amostragem para a captação de emissões e sempre que necessário de plataforma fixa a plataforma deve ser projetada para suportar dois operadores o respetivo equipamento de medição e assim a sua localização figura 1 na chaminé em estudo deverá estar situada relativamente a quaisquer fontes de perturbação do efluente gasoso provocadas por acidente de tubagem tais como curvas venturis e condutas de admissão e saída de forma a satisfazer as seguintes condições i a distância d1 até à perturbação a montante deve ser pelo menos 5 vezes o diâmetro interno da secção ii a distância d2 até à perturbação a jusante deve ser pelo menos 2 vezes o permitir as operações de recolha de acordo com a norma aplicável assim a norma portuguesa np 2167 emissões de fontes fixas ­ secção de amostragem e plataforma para chaminés ou condutas condições estabelece a que e uma uniformiza secção as de diâmetro interno da secção 5 vezes no caso de ser a saída para a atmosfera como na figura 1 amostragem e respetiva plataforma devem satisfazer aplicando-se tanto a chaminés como verticais orifício de amostragem tendo em conta a norma referida as tomas de amostragem devem obedecer a um determinado conjunto de requisitos a condutas preferencialmente ainda tendo em conta a norma np 2167 e os requisitos do equipamento as tomas de amostragem devem apresentar as seguintes características i o orifício da parede da chaminé deve atravessar totalmente a espessura desta desde o diâmetro exterior ao interior apresentando um diâmetro interno mínimo d5 de 125 mm imp 13.5-h ed.28-09-11 1/4

[close]

p. 2

ii deve ser montado um tubo de aço com uma flange exterior situada a uma relativamente à sua localização quandos os dois lados da conduta retangular são distância d4 compreendida entre 80 mm e 200 mm este tubo deve possuir o mesmo diâmetro do orifício d5 mas uma falange com diâmetro superior entre os 175 mm e os 200 mm incluindo o d5 iii à flange aberta deve fixar-se uma flange cega utilizando porcas e parafusos divididos num número igual de partes resultando áreas secções parciais com o mesmo formato da conduta ver figura 2 nestes casos o número de tomas é o anteriormente descrito l2 para condutas circulares com diâmetro interno igual ou inferior uma a 0,35m é l1 necessária apenas toma para condutas circulares com diâmetro interno superior a 0,35m devem existir no mínimo 2 tomas desfasadas de 90º para condutas circulares com um diâmetro total diâmetro da chaminé d4 espessura da chaminé igual ou superior a 3,0m é necessária a instalação de 4 tomas de amostragem desfasadas de 90º figura 2 ­ número e localização de tomas de amostragem em situações gerais no caso em que l1/l2>2 o lado l1 deve ser dividido por um número superior a l2 de tal forma que para cada uma das secções parciais a razão l1/l2 secção parcial seja inferior a 2 ver figura 3 em relação às condutas retangulares as que possuem uma área do plano de amostragem inferior a 0,1m necessitam de apenas uma toma de amostragem as contidas nos intervalos 0,1 a 1,0 m2 e 1,1 a 2,0m2 necessitam de duas e três tomas de amostragem respectivamente por fim as condutas retangulares com área superior a 2,0m2 devem possuir três ou mais tomas de amostragem figura 3 ­ número e localização de tomas de amostragem quando l1/l2>2 l 1 l 2 2 imp 13.5-h ed.28-09-11 2/4

[close]

p. 3

no caso destas condutas não há equipamentos em frente á toma de necessidade de tomas desfasadas de 90º basta colocar tomas no lado maior l1 no entanto quando o l2 possui mais de 2m deverão ser instaladas também no l1 oposto em mesmo número e localização ver figura 4 amostragem ter um comprimento mínimo de 2m possuir luz artificial ser ventilada possuir corrente eléctrica água e ar comprimido se a plataforma estiver exposta às condições climatéricas l 2 2m deve ser considerada a protecção adequada para as pessoas e equipamento o transporte do equipamento ou de qualquer l1 outro material deve ser assegurado por elevação através de um guincho mecânico capaz de suportar uma carga de 100 kg ou na ausência deste com o auxílio de um figura 4 ­ número e localização de tomas de amostragem quando l2>2m trabalhador da empresa responsável pela chaminé plataforma de amostragem para suportar o equipamento de bibliografia decreto-lei n.º 78/2004 de 3 de abril np 2167 2007 amostragem e os técnicos a plataforma deve ter uma área de trabalho não inferior a 5m estar apta a suportar pelo menos 400kg ter guarda corpo e corrimão a base estar localizada 1,5m abaixo da secção de amostragem d3 estar posicionada 2 relativamente às tomas de amostragem para que o corrimão não impeça o uso dos imp 13.5-h ed.28-09-11 3/4

[close]

p. 4

vista de frente flange d2 d4 toma de amostragem orifício plataforma d5 d3 d1 pormenor da toma de amostragem chaminé figura 1 localização da secção de amostragem imp 13.5-h ed.28-09-11 4/4

[close]

Comments

no comments yet