Manual "O Ténis de Mesa Vai à Escola"

 

Embed or link this publication

Description

Manual "O Ténis de Mesa Vai à Escola"

Popular Pages


p. 1

ténis de vai à escola mesa patrocinador promotores instituto portuguÊs do desporto e juventude i p.

[close]

p. 2

título o ténis de mesa vai à escola editor federação portuguesa de ténis de mesa www.fptm.pt escola@fptm.pt porto editora rua da restauração 365 4099-023 porto www.portoeditora.pt autores daniela gomes da costa fernando malheiro manuela simões mário pedro couto produzido por federação portuguesa de ténis de mesa www.fptm.pt escola@fptm.pt instituto português do desporto e da juventude i p fotógrafo pedro homem colaboração divisão do desporto escolar design grá co maria joão ferreira 1.ª edição tiragem 6000 exemplares impressão e acabamento bloco grá co lda data de impressão março de 2013 depósito legal 356105/13 a fptm agradece aos seguintes atletas das associações de ténis de mesa do algarve aveiro lisboa madeira porto setúbal e vila real pela sua participação nas sessões fotográ cas ana rita beatriz santos bruna marcelino bruno silva carolina rocha daniel monteiro francisco fernandes francisco silva guilherme paulo hugo santos joana santos joão silva margarida nunes maria hebo miguel cunha patrícia santos rafael albino raquel martins rudi rocha tiago pedra tomás ferreira e vítor hugo um agradecimento especial aos treinadores responsáveis pelo enquadramento técnico imprescindível à realização do estágio e das sessões fotográ cas célia façoco fernando malheiro joaquim santos paulo rocha pedro cruz raquel aguiar manuela simões e mário pedro couto linguagem inclusiva este dossier por economia de espaço e simpli cação de leitura não faz referência explícita a ambos os sexos através da marcação sistemática e simétrica do género gramatical pelo que o uso da forma masculina se refere invariavelmente à forma feminina e vice-versa o conteúdo deste livro pode ser reproduzido em parte ou no seu todo se for mencionada a fonte.

[close]

p. 3

o ténis de mesa vai à escola Índice nota prévia o ténis de mesa vai à escola metodologia de ensino iniciação ao ténis de mesa técnica de base unidades didáticas planificação 1.o ciclo unidades didáticas 1 ciclo sessão 1 ­ iniciação sessão 2 ­ iniciação sessão 3 ­ iniciação sessão 4 ­ iniciação sessão 5 ­ iniciação sessão 6 ­ iniciação sessão 7 ­ iniciação sessão 8 ­ iniciação o 2 3 7 9 12 20 20 21 21 22 23 24 25 27 28 29 31 33 33 34 35 36 37 38 39 40 42 43 44 45 46 47 65 planificação 2.o e 3.o ciclo unidades didáticas 2.o e 3.o ciclos sessão 1 ­ técnica de base sessão 2 ­ técnica de base sessão 3 ­ técnica de base sessão 4 ­ técnica de base sessão 5 ­ técnica de base sessão 6 ­ técnica de base sessão 7 ­ técnica de base sessão 8 ­ técnica de base sessão 9 ­ técnica de base sessão 10 ­ técnica de base sessão 11 ­ técnica de base sessão 12 ­ técnica de base associações e referências bibliográficas grelhas de avaliação depoimentos

[close]

p. 4

o ténis de mesa vai à escola nota prévia o ténis de mesa português desenvolveu-se significativamente nos últimos anos 2012 foi um ano de conquistas a seleção nacional masculina atingiu a 6.a posição no ranking mundial tendo conquistado um diploma olímpico nos jogos de londres e pela primeira vez na história da modalidade uma mulher portuguesa marcou presença nos jogos olímpicos as seleções são o motor da visibilidade da modalidade perante o país mas é junto dos mais jovens que a modalidade deve crescer de forma equilibrada e equitativa neste âmbito o ténis de mesa apresenta condições ímpares para a transmissão de valores como o espírito desportivo o respeito pelas regras e por todos os intervenientes nas atividades contribuindo para a formação integral dos mais jovens a bibliografia sobre esta temática é ainda muito escassa em portugal neste âmbito o aparecimento deste dossier significa um esforço para a disponibilização de um documento técnico e pedagógico que respeitando as orientações programáticas da atividade física e desportiva para o 1.o ciclo do ensino básico e o programa do desporto escolar enquadre o ensino e prática do ténis de mesa na escola com o intuito de constituir uma ferramenta útil para todos os professores e educadores a concretização deste objetivo só foi possível com a imprescindível colaboração do gabinete coordenador do desporto escolar e depende sobretudo da valiosa colaboração dos professores esta iniciativa identifica-se com as finalidades educativas dos programas da atividade física e desportiva e do desporto escolar neste caso através da promoção da participação e aumento da qualidade dos alunos praticantes através da promoção de igualdade de oportunidades por todas as razões invocadas é à escola que confiamos este manual esperando que contribua para o desenvolvimento do ensino do ténis de mesa para todos os alunos e alunas desejamos a todos os professores o maior sucesso na utilização deste dossier janeiro de 2013 federação portuguesa de ténis de mesa isbn 978-989-98224­0-5 2

[close]

p. 5

o ténis de mesa vai à escola dossier o ténis de mesa vai à escola o ténis de mesa vai à escola é um projeto desenvolvido pela federação portuguesa de ténis de mesa fptm com o apoio da divisão do desporto escolar e da sport zone pretende constituir um guia de trabalho para o docente cuja utilidade se revelará na forma como as características do ténis de mesa se adequam à realidade e aos objetivos da escola nas fases de iniciação à modalidade as atividades que propomos são acessíveis às escolas e às crianças que frequentam o 1.o ciclo do ensino básico rapazes e raparigas incluindo as crianças portadoras de deficiências ou incapacidades mesmo sendo necessárias algumas adaptações as unidades didáticas sugeridas incluem exercícios com uma forte componente lúdica e de reduzidas exigências técnicas e materiais sugerimos aos docentes uma perspetiva multidisciplinar na operacionalização das atividades propostas para as crianças do 1.o ciclo para que se potencie o envolvimento das restantes áreas presentes no projeto da escola como a expressão e educação musical e plástica numa fase de ensino-aprendizagem mais avançada a partir do 2.o ciclo as unidades didáticas propostas focam o ensino da técnica de base mantendo a filosofia de proporcionar aos alunos e alunas o conhecimento e primeiros contactos com as especificidades do ténis de mesa e as suas regras É nosso propósito que este dossier motive docentes e discentes e os entusiasme durante as aulas contribuindo para a promoção do ténis de mesa no plano anual da escola através da integração da modalidade na sua atividade interna com o objetivo de manter maior interação com os docentes e de disponibilizar mais informação sobre a modalidade foi criado o e-mail escola@fptm.pt para que nos façam chegar sugestões e dúvidas contamos com a colaboração de todos para que este dossier seja a primeira de muitas ações em prol do desenvolvimento do ténis de mesa na escola kit katto/sport zone · raquetas 25 · bolas 250 · dossier o ténis de mesa vai à escola 1 a sport zone é o parceiro oficial do departamento de iniciação e formação da fptm todo o material mesas raquetas e bolas utilizado pelos atletas durante as sessões fotográficas do presente dossier é da marca katto a marca própria da sport zone para a 3

[close]

p. 6

o ténis de mesa vai à escola prática de ténis de mesa a fptm recomenda a utilização deste material kit katto sport zone para o desenvolvimento das unidades didáticas sugeridas complemento ideal de material pedagógico · bolas de vários tamanhos balões bolas de espuma arcos cones folhas de papel a3 e a4 separadores mesas de ténis de mesa ou improvisadas ­ preferencialmente uma por cada 2 alunos e cordas as regras oficiais do ténis de mesa · uma jogada é o período durante o qual a bola está em jogo · uma bola nula é a jogada cujo resultado não altera a contagem · um ponto resulta de uma jogada cujo resultado altera a contagem · o batimento é o bater da bola com a raqueta segura na mão · o servidor é o jogador que tem direito ao primeiro batimento na bola · o recebedor/relançador é o jogador que tem direito ao segundo batimento na bola numa jogada o serviço o servidor inicia o serviço com a palma da mão livre e aberta colocada ao nível da mesa na linha de fundo e levanta a bola na vertical pelo menos 16 cm a bola ao descer não deve tocar em nada antes de ser batida depois de batida num jogo de singulares a bola deve tocar primeiro no campo do servidor e depois de passar por cima ou em torno da rede tocar o campo do recebedor num jogo de pares a bola deve tocar primeiro na metade direita do campo do servidor e depois de passar por cima ou em torno da rede tocar o meio-campo direito do recebedor um serviço pode ser bom mau ou nulo o serviço é nulo quando · a bola passa por cima da rede e a toca ou aos seus suportes atingindo a metade da mesa do adversário · o serviço é realizado sem o recebedor estar preparado desde que este não tente devolver a bola · a jogada é interrompida pelo árbitro durante o jogo cada atleta serve 2 vezes consecutivas após a contagem de 2 pontos o recebedor passa a servidor esta alternância de serviço repete-se até aos 11 pontos a menos que haja igualdade a 10 pontos momento em que cada servidor efetua 4

[close]

p. 7

o ténis de mesa vai à escola 1 serviço alternadamente até um dos atletas obter 2 pontos de diferença sobre o adversário a devolução uma boa devolução consiste em conseguir que na sequência do batimento a bola passe por cima ou em torno da rede e toque no campo do adversário diretamente ou depois de tocar a rede ou os seus suportes o direito a escolher a ordem inicial do serviço da receção e do campo é decidida por sorteio após o qual o vencedor pode escolher servir receber ou o lado da mesa em que inicia a partida após a escolha o adversário tem o direito a escolher uma das alternativas rejeitadas o jogador ou par que servir primeiro num jogo será o primeiro a receber no jogo seguinte da mesma partida o jogador ou par que inicia um jogo num lado da mesa ocupa o lado oposto no jogo seguinte da mesma partida um ponto um atleta ganhará um ponto se · o adversário falhar a execução do serviço · o adversário falhar a execução de uma boa devolução · o adversário bater na bola duas vezes consecutivas · o adversário mover a superfície de jogo tocar a rede ou os seus suportes · a mão livre do adversário tocar a superfície de jogo · em pares os adversários baterem na bola fora da sequência certa objetivo do jogo o objetivo do jogo é a conquista de 11 pontos antes do adversário em caso de igualdade a 10 pontos ganha o atleta ou par que conquistar primeiro 2 pontos de diferença sobre o adversário uma partida uma partida consiste na disputa ao melhor de qualquer número ímpar de jogos por norma 3 ou 5 no caso da partida se disputar à melhor de 3 jogos ganha quem conquistar primeiro 2 jogos numa disputa à melhor de 5 jogos ganha quem conquistar primeiro 3 jogos 5

[close]

p. 8

o ténis de mesa vai à escola número de jogadores o jogo de ténis de mesa pode ser disputado individualmente ou em pares no entanto a forma de disputa mais popular acontece nas provas/convívios de equipas constituídas por 2 3 ou 4 jogadores em cada equipa e em que se disputam jogos individuais ou em pares com as equipas adversárias em contexto escolar sugere-se aos docentes que constituam equipas mistas promovendo a inclusão de rapazes e raparigas nas atividades esta sugestão adequa-se aos valores do desporto escolar como são o trabalho de equipa a universalidade e a equidade e ao objetivo da fptm em aumentar a taxa de feminização da prática desportiva de ténis de mesa na escola onde as raparigas portuguesas estão sub-representadas a taxa de feminização é de apenas 12 no desporto escolar partida de pares em cada partida de pares o par que tiver o direito a servir primeiro deve decidir qual dos jogadores serve no primeiro jogo de uma partida o par recebedor decide qual dos jogadores recebe primeiro nos jogos seguintes uma vez escolhido o primeiro servidor do par recebe o elemento do par que serviu para aquele servidor no jogo prévio 1.o jogo b serve e c recebe c serve e a recebe a serve e d recebe d serve e b recebe 2.o jogo c serve e b recebe b serve e d recebe d serve e a recebe a serve e c recebe acdbbdca sequência do serviço na partida de pares ­ a b c d espaço de jogo o espaço de jogo aconselhável é composto por um retângulo de 10 x 5 metros com posicionamento de uma mesa na zona central no entanto na escola o ténis de mesa pode e deve jogar-se em qualquer local e sem necessidade de uma mesa específica na ausência de mesas de ténis de mesa sugere-se a dinamização de atividades de forma adaptada por exemplo qualquer mesa da escola pode ser utilizada isoladamente ou juntando outras mesas e o chão pode ser utilizado com campos de jogo marcados a giz fonte divisão do desporto escolar inscrições de alunos no ano letivo 2011/2012 julho 2012 6

[close]

p. 9

o ténis de mesa vai à escola o ténis de mesa ­ uma modalidade educativa o ténis de mesa tem características educativas relevantes no contexto da aprendizagem na escola a modalidade encerra valores pedagógicos essenciais para as crianças e jovens e proporciona o desenvolvimento de muitas competências e recursos em vários planos no plano motor a sua prática desenvolve a destreza a coordenação a precisão gestual e a velocidade de execução e reação no domínio cognitivo desenvolve a tomada de decisão a antecipação a apreciação de trajetórias a análise do jogo e a elaboração de uma estratégia no domínio afetivo desenvolve a motivação a gestão da oposição e do resultado a cooperação com os outros e o autocontrolo a prática do ténis de mesa promove especificamente · o respeito pelas regras e por todos os intervenientes adversários treinadores dirigentes e árbitros · a valorização do trabalho e do esforço individual e coletivo · a integração e inclusão enquanto modalidade adequada para rapazes e raparigas independentemente de serem ou não crianças e jovens portadoras de deficiência ou incapacidade no início e final das atividades/jogos/convívios as equipas/atletas têm por hábito cumprimentarem-se num sinal de respeito e fair-play pelo que se sugere que esta boa prática seja fomentada junto dos alunos e das alunas aprende a arbitrar um jogo marcador de pontos Árbitro ­ posição em jogos individuais sentado em jogos de pares o árbitro está de pé sinalética em ações específicas serviço timeout metodologia de ensino as unidades didáticas que sugerimos implicam o conhecimento dos parâmetros do jogo de ténis de mesa das ações sobre a bola os efeitos e da técnica de base dependendo a sua aprendizagem da compreensão destes elementos 7

[close]

p. 10

o ténis de mesa vai à escola na metodologia que apresentamos as atividades são propostas segundo uma progressão pedagógica com o intuito de facilitar o processo de ensino-aprendizagem parâmetros do jogo para a elaboração de um exercício há cinco parâmetros a considerar · a direção por referência à linha central a bola pode ser jogada na diagonal em paralelo e dirigida ao centro ou às pontas da mesa · a colocação a bola pode ser colocada perto da rede no meio da mesa ou no fundo da mesa · a rotação a natureza e intensidade do efeito na bola · a trajetória a altura da bola face à rede · a velocidade o número de batimentos por unidade de tempo a mudança destes parâmetros tem implicações na evolução dos exercícios por exemplo o aumento da velocidade repercute-se na complexificação dos exercícios ações sobre a bola ações sobre a bola bola batida contacto a bola é batida ao nível do equador de trás para a frente com uma pancada instantânea equador trajetória a trajetória da bola é rectilínea após o ressalto a bola ressalta mantendo o ângulo e a velocidade efeito sobre a raqueta do adversário a bola mantém o ângulo bola cortada rotação para trás a bola é batida sob o equador de trás para a frente e de cima para baixo equador a trajetória da bola é rectilínea a bola ressalta e sobe ligeiramente perdendo velocidade a bola desce bola liftada rotação para a frente a bola é batida acima do equador com um movimento para a frente e de baixo para cima equador a trajetória da bola é curvilínea após o batimento a bola acelera a bola sobe 8

[close]

p. 11

o ténis de mesa vai à escola ações sobre a bola bola com efeito lateral rotação lateral à direita contacto a bola é batida no equador com um movimento lateral para a direita equador trajetória a trajetória da bola é curvilínea para o lado esquerdo após o ressalto a bola desvia-se para o lado direito efeito sobre a raqueta do adversário a bola desvia-se para o lado esquerdo bola com efeito lateral rotação lateral à esquerda a bola é batida no equador por um movimento lateral para a esquerda equador a trajetória da bola é curvilínea para o lado direito a bola desvia-se para o lado esquerdo a bola desvia-se para o lado direito iniciação ao ténis de mesa pega clássica da raqueta pegar na raqueta com uma tensão muscular moderada colocar o indicador sobre a lâmina e segurá-la de forma uniforme como que num aperto de mão pega vista do lado esquerdo pega vista do lado direito conhecer a bola equilibrar a bola na raqueta com a palma da mão voltada para cima direita · 1.a fase ­ mantendo a bola parada na raqueta · 2.a fase ­ fazendo a bola percorrer toda a superfície da raqueta equilibrar a bola sem movimento direita 9

[close]

p. 12

o ténis de mesa vai à escola equilibrar a bola na raqueta com a palma da mão voltada para baixo esquerda · 1.a fase ­ mantendo a bola parada na raqueta · 2.a fase ­ fazendo a bola percorrer toda a superfície da raqueta equilibrar a bola sem movimento esquerda circuitos com bola e raqueta circuito bandeja direita/esquerda em movimento com ou sem obstáculos equilibrar a bola na raqueta com a palma da mão voltada para cima direita ou voltada para baixo esquerda · 1.a fase ­ com a bola dentro de um copo assente na raqueta · 2.a fase ­ sem copo bola dentro de um copo sem copo circuito saltitar direita em movimento com ou sem obstáculos fazer saltitar repetidamente a bola na raqueta com a palma da mão voltada para cima circuito saltitar esquerda em movimento com ou sem obstáculos fazer saltitar repetidamente a bola na raqueta com a palma da mão voltada para baixo 10 direita esquerda

[close]

p. 13

o ténis de mesa vai à escola circuito saltitar alternando direita esquerda em movimento com ou sem obstáculos fazer saltitar a bola alternadamente com as duas faces da raqueta lançar a bola com a raqueta contra alvos alvo na parede com a direita com a face direita da raqueta enviar a bola para um alvo na parede · 1.a fase ­ deixando a bola ressaltar no chão · 2.a fase ­ sem deixar a bola bater no chão direita/esquerda alvo na parede com a esquerda com a face esquerda da raqueta enviar a bola para um alvo na parede · 1.a fase ­ deixando a bola ressaltar no chão · 2.a fase ­ sem deixar a bola bater no chão · 3.a fase ­ alternadamente com ambas as faces da raqueta direita esquerda jogos com parceiro frente a frente sem obstáculos com ou sem ressalto enviar a bola para o parceiro com ou sem ressalto · 1.a fase ­ com a face direita · 2.a fase ­ com a face esquerda sem obstáculo frente a frente com obstáculos com ou sem ressalto enviar a bola para o parceiro com ou sem ressalto · 1.a fase ­ com a face direita · 2.a fase ­ com a face esquerda com obstáculo 11

[close]

p. 14

o ténis de mesa vai à escola jogos numa mesa improvisada exercícios variados com parceiro numa mesa improvisada · 1.a fase ­ bolas enviadas pelo parceiro sem manutenção de bola em jogo · 2.a fase ­ bolas enviadas pelo parceiro sem manutenção de bola em jogo acertar em alvos na mesa · 3.a fase ­ manutenção da bola em jogo · 4.a fase ­ manutenção da bola em jogo tentando acertar em alvos na mesa jogos com vários parceiros na mesa jogo de pares de cada lado da mesa colocam-se duas crianças que enviam alternadamente a bola uma para a outra como num jogo de pares ver pág 8 volta ao mundo todos em volta da mesa rodando no sentido dos ponteiros do relógio enviando cada um na sua vez a bola para o outro lado na mesa técnica de base posição base · tronco ligeiramente inclinado para a frente · pés um pouco mais afastados do que a largura dos ombros · membros inferiores ligeiramente fletidos · olhar dirigido para a frente com o peso do corpo na parte dianteira dos pés 12 jogadora destra jogador esquerdino

[close]

p. 15

o ténis de mesa vai à escola posições da raqueta posição aberta posição neutra · raqueta na posição horizontal em relação à mesa · raqueta na posição vertical em relação à mesa posição fechada · raqueta na posição horizontal em relação à mesa batimento de direita antes do contacto · antebraço e braço formam um ângulo de cerca de 90 graus · o antebraço deve estar paralelo ao ombro durante o contacto · deslocar o antebraço e o braço para a frente · colocar a raqueta numa posição adiantada em relação ao ombro após o contacto · terminar o movimento do antebraço na linha vertical imaginária que divide o corpo em duas partes iguais 13

[close]

Comments

no comments yet