Bibliografia do Distrito de Bragança - Volume II

 

Embed or link this publication

Description

Bibliografia do Distrito de Bragança - Volume II

Popular Pages


p. 1

hirondino fernandes bdb bibliografia do distrito de braganÇa série escritores jornalistas artistas volume ii c braganÇa 2012

[close]

p. 2

título bibliografia do distrito de bragança ­ volume ii série escritores jornalistas artistas autor hirondino fernandes edição câmara municipal de bragança forte s joão de deus 5301-902 bragança www.cm-braganca.pt isbn 978-989-8344-16-8 depósito legal 340192/12 impressão e acabamento rainho neves lda santa maria da feira geral@rainhoeneves.pt junho de 2012 revisão apoiada por uma equipa da câmara municipal de bragança

[close]

p. 3

abreviaturas e siglas «ab» «amigos de bragança» acl academia das ciências de lisboa acdr associação cultural desportiva e recreativa de freixo de numão adecap associação desenvolvimento cooperação arqueologia peninsular alves francisco manuel alves amtm assembleia municipal de torre de moncorvo antt arquivo nacional torre do tombo ap «arqueólogo português» bguc biblioteca geral da universidade de coimbra bgum biblioteca geral da universidade do minho bsgl «boletim da sociedade de geografia de lisboa» bnl biblioteca nacional de lisboa bpmp biblioteca pública municipal do porto b.v.m bombeiros voluntários de moncorvo carvalho francisco augusto martins de carvalho cmb câmara municipal de bragança cmv câmara municipal de vinhais «cp» «o comércio do porto» ctmad casa de trás-os-montes e alto douro darmad biblioteca pública regional da madeira deusdado manuel antónio ferreira deusdado «dg» «diário do governo» dgpu direcção geral do planeamento urbanístico dl «diário de lisboa» dm domus municipalis «dn» «diário de notícias» «dp» «diário popular» dramt direcção regional de agricultura de trás-os-montes erac escola regional agrícola de coimbra esab escola superior agrária de bragança ese escola superior de educação fcsh faculdade de ciências sociais e humanas flup faculdade de letras da universidade do porto gb «gazeta de bragança» gepb «grande enciclopédia portuguesa e brasileira» gl «gazeta de lisboa» inocÊncio inocêncio francisco da silva 5

[close]

p. 4

ipb instituto politécnico de bragança ipvr instituto politécnico de vila real isa instituto superior de agronomia it «ilustração trasmontana» jn «jornal de notícias» jnordeste «jornal nordeste» m «memórias arqueológico-históricas do distrito de bragança» mb «mensageiro de bragança» mcp «mensário das casas do povo» mn «mensageiro notícias» pema «portugal económico monumental e artístico» pj «o primeiro de janeiro» rdtp «revista de dialectologia y tradiciones populares» re «revista de etnografia» rema «repórter do marão» rg «revista de guimarães» rl «revista lusitana» rm «revista militar» rpf «revista portuguesa de filologia» rph revista portuguesa de história» ruivo luís josé afonso ruivo tae «trabalhos de antropologia e etnografia» tmad trás-os-montes e alto douro ua universidade de aveiro uacsd universidade dos açores ­ serviço de documentação uc universidade de coimbra ucbg universidade de coimbra biblioteca geral ul universidade de lisboa um universidade do minho unearta união dos escritores e artistas trans e alto durienses uned universidad nacional de educacion a distancia unl universidade nova de lisboa up universidade do porto utad universidade de trás-os-montes e alto douro velbc enciclopédia verbo luso-brasileira de cultura nota 1 não se referem abreviaturas de todos os dias tipo f folha ou nalgum caso raro frontispício p página grav gravura il ilustrado ref referência etc 2 no corpo de alguns artigos surgem por vezes outras abreviaturas não as declaramos aqui porquanto respeitando apenas aos autores de tais artigos no momento em apreço o seu desenvolvimento por certo não levantará dúvidas 6

[close]

p. 5

pseudÓnimos j cabanas j e cabanas josé cabanas josé e cabanas josé e cabanas z larbak alexandre cabral a m pires cabral a m p c p c antónio manuel pires cabral j m r c josé marcelino da rocha cabral ricardo c calhelha manuel ricardo da costa calhelha tia madalena martha de mesquita da câmara j c joão campos jovel josé joaquim de campos acácio a lopes cardoso acácio a l cardoso acácio artur lopes cardoso jorge ferreira-cardoso jorge ventura ferreira cardoso paulo dias de nisa luís cardoso elmano manuel joaquim cardoso m cardoso manuel josé serra de sousa cardoso a m carvalho ana m carvalho ana maria pinto carvalho silvalho constâncio arnaldo de carvalho eugénio sabóreo olga fervença vaz carneiro e c e a c eduardo augusto de carvalho hélder carvalho hélder alexandre carvalho hélder alexandre armário santos carvalho a casado a c p américo américo casado a cordeiro de macedo acácio coriolano casimiro cordeiro rogério rodrigues pedro castelhano josé de santa rita josé antónio de castro josé ferreira de castro j f castro josé manuel correia dos santos ferreira de castro p castro paulo gaspar correia dos santos ferreira de castro elisa vilares elisa augusta vilares elisa augusta vilares cepeda a de morais cerveira alberto de morais cerveira antónio coelho s j antónio josé coelho s j antónio josé cepeda coelho um parocho lisboeta joão baptista ribeiro coelho 7

[close]

p. 6

aza belizario ch a hysson chfing-tang chfing-tang de rabicho cojo elhose anagrama constante leitor fiel leitor joão lopo delmar josé francisco trindade coelho k l c manuel justiça luciano cordeiro o futurista maximino josé de morais correia um carola r s c raúl alexandre de sá correia j cosme antónio jorge de sousa cosme silcos alexandre bartolomeu da silva e costa e m costa eduarda pires valente da silva marques da costa r costa rui miguel dos santos mota e costa j coutinho joão filipe coutinho j p coutinho joão paulo coutinho a couto armando ernesto couto a l crespí antónio maria luís crespí antónio cravo jaime antónio gonçalves 8

[close]

p. 7

c c trata-se sem dúvida de vários articulistas uma análise atenta de cada artigo poderia permitir-nos `adivinhar a identificação de um ou outro não nos atrevemos no entanto a `adivinhações não temos nem argúcia nem tempo e sobeja-nos o trabalho a realizar bibliografia activa 1937 museu o abade de baçal pj 1937 12 29 p 6 c 6 ­ em breve deve começar o `janeiro a publicar parte do recheio artístico do nosso museu entre ele trinta aguarelas de pelourinhos do mestre alberto de sousa bem como outras aguarelas do mesmo mestre quadros do novel pintor henrique tavares etc o museu abade de baçal cuja existência é relativamente curta foi ­ e o c em bragança traça a `curta história deste mesmo museu 1939 macedo de cavaleiros e o seu desenvolvimento pj 1939 04 19 p 3 c 1-2 2 grav 1954 vila flor a flor das vilas de portugal dn 1954 05 27 p 4 1959 notas sobre a monografia de vimioso do abade de baçal mb 1959 05 29 p 1 ­ pugnando pela publicação da monografia de alves vimioso oportunidade já anteriormente desperdiçada o c dá-nos conta de um pormenor que estando de certo modo para além da obra e seu autor diz directamente respeito a uma e outro sempre no esquecimento merece ser trazido à luz do dia extracto absolutamente necesssário que o diga o senhor josé montanha dilecto amigo do sábio abade o que de sacrifício não representam as 400 páginas pois foi ele que tão gentilmente quis ter o trabalho que não se poderia pagar de decifrar para ser dactilografado o milagre das longas e tão ricas linhas dos rabiscos com que o generoso abade dotou já no declínio da vida a câmara de vimioso 1963 vimioso o problema das estradas e da monografia de francisco manuel alves sobre esta terra mb 1963 06 28 9

[close]

p. 8

1965 o abade de baçal e a vila de vimioso mb 1965 04 23 p 1 e 5 1969 cabeço da senhora da assunção relíquia transmontana vila flor que todo o país deve conhecer mb 1969 08 22 em defesa do artesanato bragançano atenção às escolas técnicas pousadas e estalagens mb 1969 10 10 2003 vimioso nos trilhos da cultura vimiosense mb 2003 08 08 p 8 ­ extractamos foi inaugurada no passado domingo dia 3 de agosto pelo presidente da câmara municipal de vimioso e está patente até ao próximo dia 31 do mesmo mês nas galerias de exposições da casa da cultura de vimioso uma `exposição colectiva deste conce lho são trabalhos de pintura e artesanais cujos autores são naturais deste concelho embora residentes em diversas partes do país e do estrangeiro frança e inglaterra para que conste referenciamos alguns dados nomeadamente nomes e obras apresentadas e segue a lista de que retiramos os nomes fernando quina josé augusto coelho maria helena martins lopes maria alice cavaleiro césar a magalhães joão manuel baptista pedro anes isaltina gonçalves ramos sónia cristina alonso pires belmiro pires raúl monteiro trancoso conceição vera pimentel machado maria rosário gonçalves andrade fernando argoselo luísa maria castanho preto prudência pires manuel antónio torrão costa ivo daniel pires juliana masi conceição geraldes pio joão amado rodrigues maria gorete freira amado rodrigues antónio josé conveniente maria cândida rodrigues ventura víctor calvelhe pires e tânia gonçalves no volume consagrado a estes se falará daqueles para os quais obtivermos outras informações c a trata-se certamente de vários pelo menos dois autores quem são eles bibliografia activa 1911 um passeio militar notas dum voluntario a liberdade mirandela 1911 10 07 ­ passeio em direcção a vinhais e depois para macêdo de cavaleiros aquando da incursão de paiva couceiro 1948 terras de bragança a voz 1948 02 26 p 1 e 5 ­ É na árvore que está a sua principal riqueza só nela encontrará resgate a sua economia em plena ruína 1950 a procissão dos simples nas ruas e serras de freixo quando o povo coroa o poeta guerra junqueiro diário do norte 1950 09 19 p 1 e 5 10

[close]

p. 9

1953 a c responde à pergunta donde vem o nome de vila flor a mais linda vila de trás-os-montes que antigamente se chamava póvoa de além sabor jn 1953 11 22 p 3 sec perguntas com resposta 1965 a festa dos reis em vale de salgueiro mb 1965 01 22 p 5 ­ extractamos nesta quadra natalícia toca-se uma atmosfera própria de carinho e amizade criada pelo cantar dos `reis às pessoas de família e amigos onde impera a quadra de inspiração popular e o `estilo da música arquivada na memória fiel dos filhos de vale de salgueiro uma amostra tirada ao acaso dos `reis cantados na aldeia `e que seguem os passos do senhor como me disse um velho amigo vamos todos a belém vamos todos sem demora adorar o deus menino qu é nascido a esta hora É nascido o deus menino num alpendre abandonado para dar exemplo ao mundo este mundo desvairado 1984 museu rural de salselas boletim informativo da câmara municipal de macedo de cavaleiros 2.4 18-19 macedo de cavaleiros 1984 c f bibliografia activa 1982 descobertas arqueológicas na igreja de s francisco bragança mb 1982 11 12 ­ notícia de várias descobertas por altura da realização de obras nesta igreja a ábside nitidamente românica sarcófagos uma moeda de d afonso v etc c f b de bibliografia activa 1847 mappa das estradas e vias militares de portugal contendo todas as cidades villas e povoações mais notaveis marcando as leguas de distancia e as horas que gasta o correio de pé por extrahido do que se publicou em londres em janeiro de 1811 melhorado e accrescentado coimbra 1847 c i segundo mb 1960 07 29 era licenciada em letras e passava as férias na região de bragança julgamos tratar-se tratar-se de isabel vilares cepeda bibliografia activa 1960 o topónimo sanjumil mb 1960 06 24 11

[close]

p. 10

romances populares mb 1960 07 29 p 3 e 4 ­ transcrição do romance lá se vai nossa senhora do ingito p ra belém recolhido em aldeia dos arredores de bragança extractamos muitíssimos outros romances conservam ainda a sua vitalidade por terras de trás-os-montes e por nos encontrarmos em região privilegiada neste particular urge criar um clima de simpatia e protecção à sua volta 1961 leite de vasconcelos e trás-os-montes mb 1961 02 10 p 4 ­ lista das obras deste a com interesse para a província c i ou j s r bibliografia activa 1851 mirandella revista popular 3.36 283-284 lisboa 1850-1851 1 grav a illustração luso-brasileira 1.40 316 desenho e 319 lisboa 1856 10 04 ­ situação geográfica etimologia lendária principais edifícios etc c j trata-se a julgar pelas datas de publicação de dois autores o último dos quais poderá ser o p.e joão caniço bibliografia activa 1900/1902 cantigas geográficas rl 6 268-271 e 318-331 e 7 56-59 lisboa 1900/1901 e 1902 ­ transcrição de 7 `cantigas quadras referentes ao distrito vol 6 p 271 e 318 bragança 326 moncorvo e 331 foz do sabor moncorvo vol 7 p 56 tua duas e 57 vilariça 1982 descobertas arqueológicas na igreja de são francisco bragança mb 1982 11 12 p 5 ­ É a descoberta de sarcófagos com abundantes ossadas inseridos nos muros do templo ampliado de 1653 é uma moeda de d afonso v é uma belíssima capela que se encontrava soterrada por detrás do altar 1983 a dança dos paulitos canseiras e folias 1 16-20 gefac coimbra maio de 1983 1 grav 1999 romanos em cova de lua mb 1999 12 03 p 7 1 grav 12

[close]

p. 11

c j m v bibliografia activa 1969 ventos do nordeste a capital 1969 08 18 a 1969 09 04 damos os diferentes subtítulos três deles assinados apenas j m c e respectiva data encantos e tristezas de bragança e seus arredores 08 18 p 10 e 12 bragança a de ontem e a de hoje merece a promoção turística que as suas reais possibilidades justificam 08 19 p 1 e 4 supl `viajar o problema da electricidade no distrito de bragança 08 25 p 10 a cultura do lúpulo ­ nova riqueza que merece ser explorada 08 26 p 5 e 13 o depauperamento demográfico e a agonia agrícola duma região 08 27 p 3 e o complexo agro-industrial do cachão valiosa obra de promoção social e agrícola 09 04 p 7 e 10 c l julgamos tratar-se de luís chaves bibliografia activa 1941 o esterlóquio de santa bárbara novidades 1941 10 23 supl letras e artes 1 grav ­ auto de sanceriz levado à cena em bragança por ocasião do último congresso trasmontano a que novidades fez várias referências c m um só autor certamente que não porém bibliografia activa 1909 a nomenclatura das ruas de bragança gb 1909 12 12 ­ artigo sugerindo que se mudem tantos nomes incaracterísticos 1941 para cá do marão freixo-de-espada-à-cinta continua quasi isolado do resto do país não obstante ser um dos concelhos mais ricos e mais pitorescos da região trasmontana pj 1941 03 13 p 1 e 3 2 grav ­ na edição de 11 p 8 6 grandes ilustrações 1945 rio de onor pj 1945 07 16 17 18 e 25 ­ série de artigos de que damos os respectivos subtítulos assinados por c m enviado especial a aldeia-comuna de portugal 07 16 p 1 e 4 1 grav terra dos mordomos e dos homens-bons 07 17 p 1 e 5 no seu dialecto nos seus costumes e nas suas aspirações 07 18 p 1 e 4 e 5 grandes gravuras reproduzindo aspectos desta mesma aldeia 07 25 última página 13

[close]

p. 12

1979 presidente da câmara de macedo de cavaleiros desmente boatos a barragem de azibo não sacrificará terras agrícolas nem povoações dp 1979 08 22 p 14 1 grav c p bibliografia activa 1954 glórias do carmelo o carmelo da sagrada família de moncorvo mb 1954 12 03 ­ continua nas edições de 17 24 e 31 deste mesmo ano e 07 15 22 e 28 de janeiro de 1955 bibl ver sobre o assunto embora não deste a o carmelo da sagrada família de moncorvo edição de 1955 06 24 e adoração perpétua reparadora no carmelo de moncorvo de 1956 05 18 cabanal josé júlio penas roias mogadouro 1942 06 04 com a frequência do antigo 5.º ano do liceu trabalhou na cooperativa terra fria em bragança e posteriormente como desenhador da construção civil na empresa transnorte dedica-se presentemente à pintura bibliografia activa 1970 o pião terras de mogadouro 1970 06 30 secção curiosidades etnográficas do concelho de mogadouro ­ o jogo do pião em penarroias ninhos banhos e jogos terras de mogadouro 1970 07 31 secção curiosidades etnográficas do concelho de mogadouro ­ eram assim as brincadeiras e os heroismos dos meus tempos de rapaz nesta pacata e solitária aldeia de penas roias a zenideira e outros jogos terras de mogadouro 1970 08 31 secção curiosidades etnográficas do concelho de mogadouro ­ descrição da zenideira e simples citação de outros jogos de há muito não vistos pelo a em penarroias 1971 o chocalhado terras de mogadouro 1971 03 31 secção curiosidades etnográficas do concelho de mogadouro cabanas josé eduardo evaristo abambres mirandela 1975 05 21 licenciado em engenharia agronómica ipb 2000 e com pós-graduação em tecnologias ambientais é técnico superior da escola superior de comunicação administração e turismo do ipb e membro do cimo centro de investigação de montanha cimo reside em vale de juncal mirandela e assina j cabanas j e cabanas josé cabanas josé e cabanas 14

[close]

p. 13

bibliografia activa 1998 e outros 3 j pereira l torres e a bento parasitismo associado a saissetia oleae oliv em trás-os-montes revista de ciências agrárias 21.1/4 237 244 lisboa 1998 jan dezembro ­ extractamos p 238 com o presente estudo pretendeu-se contribuir para avaliar a eficácia dos parasitóides de s oleae na limitação da praga na terra quente transmontana 2004 outros 3 j a pereira a bento e l m torres efeito do coberto vegetal natural do solo do olival na traça da oliveira prays oleae bern e na artropodofauna associada à praga e à cultura xi congresso ibérico de entomologia 13-17 setembro 2004 funchal programa de actividades resumos das comunicações centro de estudos da macaronésia editor dora aguin pombo universidade da madeira funchal 2004 p 183 edição electrónica livro_resumos_xicie.pdf ver j a pereira e outros 4 j a pereira a bento s pereira e l m torres influência na artropodofauna do solo de três substâncias activas usadas contra a geração antófaga da traça da oliveira prays oleae bern xi congresso ibérico de entomologia 13-17 setembro 2004 funchal programa de actividades resumos das comunicações centro de estudos da macaronésia editor dora aguin pombo universidade da madeira funchal 2004 p 185 edição electrónica livro_resumos_xicie.pdf extractamos a parte experimental deste trabalho decorreu em 2002 num olival situado no concelho de mirandela onde foram constituídos quatro blocos de cerca de um hectare cada em 29 de maio e outros 5 a bento j a pereira l m torres a herz e s a hassen effects of different attractive sources on the abundance of hymenoptera and possible enhancement of their activity on prays oleae bern xi congresso ibérico de entomologia 13-17 setembro 2004 funchal programa de actividades resumos das comunicações centro de estudos da macaronésia editor dora aguin pombo universidade da madeira funchal 2004 p 166 edição electrónica livro_resumos_xicie.pdf ver a bento e outros 6 a bento j moreira s pereira j pinto a castro e a santos contribuição para o conhecimento da mosca da cereja rhagoletis cerasi l no norte de portugal xi congresso ibérico de entomologia 13-17 setembro 2004 funchal programa de actividades resumos das comunicações centro de estudos da macaronésia editor dora aguin pombo universidade da madeira funchal 2004 p 167 edição electrónica livro_resumos_xicie.pdf ver a bento e outros 7 m a rodrigues j lopes f pavÃo m arrobas a bento j a pereira e l torres manutenção do solo sem mobilização em olivais de sequeiro comunicação painel i congresso ibérico da ciência do solo ­ 15 a 18 de junho de 2004 bragança portugal fct fundação para a ciência e a tecnologia ministério da ciência e do ensino superior s d p 167 ver m a rodrigues 15

[close]

p. 14

2005 e outros 3 avaliação dos estragos provocados por pragas da castanha em trás-os-montes iv congreso nacional de entomología aplicada x jornadas científicas de la sociedad española de entomología aplicada seea i jornadas portuguesas de entomologia aplicada bragança 17-21 de outubro de 2005 edição instituto politécnico de bragança escola superior agrária s d 2005 p 188 ver a bento e outros 3 crisopídeos no olival de trás-os-montes abundância de espécies distribuição estacional e parasitismo das posturas congreso nacional de entomología aplicada x jornadas científicas de la sociedad española de entomología aplicada seea i jornadas portuguesas de entomologia aplicada bragança 17-21 de outubro de 2005 edição instituto politécnico de bragança escola superior agrária s d 2005 p 339 ver j a pereira e outros 4 efeito da criação de manchas de vegetação produtora de flores na fauna auxiliar do olival iv congreso nacional de entomología aplicada x jornadas científicas de la sociedad española de entomología aplicada seea i jornadas portuguesas de entomologia aplicada bragança 17-21 de outubro de 2005 edição instituto politécnico de bragança escola superior agrária s d 2005 p 172 ver s jorge e outros 4 j lopes2 j a pereira1 a bento1 e l torres3 efeito na fauna auxiliar do olival de duas substâncias activas usadas na protecção contra a traça da oliveira prays oleae bernard congreso nacional de entomología aplicada x jornadas científicas de la sociedad española de entomología aplicada seea i jornadas portuguesas de entomologia aplicada bragança 17-21 de outubro de 2005 edição instituto politécnico de bragança escola superior agrária s d 2005 p 342 extractamos com o presente trabalho pretendeu-se avaliar o efeito na fauna auxiliar do olival de duas substâncias activas ­ metoxifenozida e dimetoato ­ utilizadas na protecção contra esta praga o trabalho decorreu em 2004 na região de mirandela nordeste de portugal num olival da cv cobrançosa com cerca de 3 ha e aproximadamente 70 anos de idade trata-se de um olival de sequeiro 2008 e outros 4 análise comparativa do diagnóstico do estado nutritivo em boro da oliveira a partir de folhas colhidas em julho e em janeiro iii congresso ibérico da ciência do solo iii congreso ibérico de la ciência de l suelo iii cics 2008 programa e livro de resumos coordenação carlos alexandre jorge nunes josé andrade s l junho de 2008 p 150 ver margarida arrobas e outros 4 gestão da vegetação com herbicidas em olivais de sequeiro grau de cobertura do solo e dinâmica das espécies iii congresso ibérico da ciência do solo iii congreso ibérico de la ciência de l suelo iii cics 2008 programa e livro de resumos coordenação carlos alexandre jorge nunes josé andrade s l junho de 2008 p 185 ver m Ângelo rodrigues 16

[close]

p. 15

cabeleira maria amélia madaleno larinho torre de moncorvo 1962 12 03 licenciada em educação de infância pela escola superior de educação de macedo de cavaleiros j piaget é educadora no jardim de infância de cabanas de baixo torre de moncorvo bibliografia activa 2002 lendas 7 ­ a lenda de s pedro e a bola roubada terra quente 2002 04 01 p 21 com retrato ­ ver as demais lendas que tivemos ocasião de conhecer damos os diferentes títulos seguidos entre parêntesis da respectiva data de publicação e página joão soldado 04 15 p 9 o sonho 05 01 p 9 a legítima 05 15 p 11 papas de sarrabulho 07 01 p 8 sem título 07 15 p 19 a abóbora 08 01 p 19 e embora não assinadas frei joão sem cuidados 08 15 p 6 e s pedro e o gigante 09 01 p 17 cabero diÉguez valentín prof doutor em geografia e história com o prémio especial e prémio de pesquisa é professor de geografia e decano da faculdade de geografia e história na universidade de salamanca bibliografia activa 1998 dos márgenes entre duas margens douro internacional mirandela joão azevedo editor 1998 p 195 201 il 2005 relieve toponímia y payasje en la raya del duero/douro encontro ibérico sobre património geológico transfronteiriço na região do douro freixo de espada à cinta 2005 ­ encontro organizado pelo departamento de geologia da utad no âmbito do projecto douro/duero séc xxi interreg iiia foram apresentadas conferências posters e foi organizada uma mesa redonda sobre o papel das autarquias na conservação do património geológico cabo paula sofia alves do vila real 1974 08 22 licenciada em gestão agrária utad 1998 e em gestão idem 2002 e com o mestrado em economia industrial e da empresa um 2003 é doutoranda em economia É docente no instituto politécnico de bragança desde 1999 e membro do centro de investigação de montanha bibliografia activa 2009 e outros 3 maria isabel ribeiro alda matos e antónio fernandes hábitos alimentares saudáveis o consumo do mel no distrito de bragança disponível em pdf biblioteca digital do ipb ver maria isabel ribeiro 17

[close]

Comments

no comments yet