MundoCoop 47

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

a revista de gestÃo finanÇas pessoas e marketing do cooperativismo 2012 rumo a 2020 o mundo não acaba pelo menos para as cooperativas brasileiras ao contrário o futuro as espera 47 marca estratégia de negócio e promessa de valor finanÇas cooperativas e aplicações financeiras a opinião de especialistas como gerir mudanÇas diretriz nacional de monitoramento conduz cooperativas à implantação de nova forma de gestão 1 mundocoop

[close]

p. 2

2 mundocoop

[close]

p. 3

3 mundocoop

[close]

p. 4

expediente a revista de gestÃo finanÇas pessoas e marketing do cooperativismo diretoria douglas alves ferreira luis cláudio g.f silva redação editora katia penteado mtb 11.682/sp redacao@mundocoop.com.br arte editor de arte douglas alves ferreira assistente de arte fábio aguilar da silva revista@mundocoop.com.br publicidade diretor comercial luis cláudio g.f silva assistente comercial henrique p gouveia comercial@mundocoop.com.br controle e operações gerente márcio martins impressão referência gráfica tiragem 15 mil exemplares fotos istock photo a revista mundocoop é uma publicação da hl/mais editorial ltda rua atílio piffer 271 conj 62 casa verde 02516-000 são paulo/sp telefone 11 4323-2881 www.mundocoop.com.br os artigos assinados são de responsabilidade dos autores as opiniões emitidas pelos entrevistados não refletem o pensamento da coordenação dessa publicação assinaturas r 65,00 6 edições comercial@mundocoop.com.br 8 cooperativismo para roberto rodrigues é uma doutrina com sustentabilidade e felicidade coletiva no dna 4 mundocoop entrevista roberto rodrigues

[close]

p. 5

ges tÃo 16 21 28 30 32 35 36 39 para começar como gerir mudanças notas finanÇas na prática cooperativas e aplicações financeiras a opinião dos especialistas notas pessoas capacitação educação formação e informação também em nível superior notas marketing para começar quando se fala em construção e gestão de marca cooperativas e empresas são solidárias notas 12 brasil cooperativo 40 estante 42 ponto de vista 4 2 2012 rumo a 2020 o mundo não acaba pelo menos para as cooperativas brasileiras ao contrário o futuro as espera sumário 47 ediÇÃo 5 mundocoop

[close]

p. 6

a boa leitura rumo ao futuro mundocoop chega aos 10 anos e se renova buscando manter-se atual e ser uma referência para os gestores dos 13 ramos do cooperativismo brasileiro em suas atividades contribuindo para o engrandecimento das cooperativas e seus cooperados nesta primeira edição da nova fase da mundocoop um cardápio variado especialmente elaborado pensando no ano que se inicia em breve ao leitor a organização do setor objetivando elevar sua atual participação na economia situada ao redor de 6 do pib para marcas significativas e próximas a de países como estados unidos canadá e japão é o tema de capa as fontes consultadas são lideranças reconhecidas nas regiões sul sudeste e nordeste e somam-se a representantes da aci e ao presidente da ocb juntos traçam as metas para 2020 reconhecendo sem voz dissonante a necessidade de educação cooperativa governança corporativa e ações intercooperativas em níveis nacional e internacional roberto rodrigues ­ que dispensa apresentação inclusive porque foi o único brasileiro a presidir a aci ­ em entrevista exclusiva discorre sobre a relação entre sustentabilidade e cooperativismo a relação entre empresas privadas e o governo legislação educação e liderança são assuntos tratados com propriedade pelo entrevistado que cobra do sistema cooperativo comunicação mais eficiente com a sociedade educação cooperativa é assunto sempre recorrente e fundamental pessoas trata da elevação nos níveis de escolaridade e seu impacto no quadro funcional das cooperativas responsável inclusive por parcerias entre sescoops e instituições de ensino superior destaque também para a primeira faculdade do cooperativismo reconhecida pelo mec gerenciamento de mudança é o tema de gestão tendo em vista que a implantação da diretriz nacional de monitoramento conduzirá as cooperativas à nova forma de gestão especialistas em finanças apontam as melhores opções de investimentos no mercado financeiro como forma de remunerar recursos o desenvolvimento e o gerenciamento de uma marca é o foco trabalhado de marketing em ponto de vista artigo sobre diversidade do ambiente de internet e ainda tem mais mundocoop traz notícias do cooperativismo nacional e estante dicas de leitura incluindo a de orestes barrozo medeiros pullin presidente das unimeds paraná e mercosul izilda frança katia penteado editora redacao@mundocoop.com.br 6 mundocoop

[close]

p. 7

7 mundocoop

[close]

p. 8

ent revista roberto rodrigues coopera tivismo 8 mundocoop uma doutrina com e felicidade coleti

[close]

p. 9

e ntrevis ta roberto rodrigues mostra a relação intrínseca entre cooperativismo e sustentabilidade constituindo-se portanto muito mais do que questão pragmática que favorece a competitividade enfoca também algumas dificuldades vivenciadas no dia a dia das cooperativas brasileiras na relação com as empresas privadas e o governo assim como a legislação atual ainda dependente de complementação fala sobre educação liderança e cobra do sistema cooperativo comunicação mais eficiente com a sociedade c oordenador do centro de agronegócio da fgv presidente do conselho superior de agronegócio da fiesp e professor de economia rural da unesp/jaboticabal roberto rodrigues foi secretário de agricultura e do abastecimento do estado de são paulo coordenador do setor privado no fórum nacional da agricultura presidente da organização das cooperativas brasileiras ocb nos mandatos de 1985 e de 1991 e presidente da organização internacional de cooperativas agrícolas e da aliança cooperativa internacional aci de 1997 a 2001 entre outras sustentabilidade é hoje tema recorrente em todos os meios e atividades como o setor cooperativista se encaixa e se organiza nesse cenário sustentabilidade conceitualmente falando é uma pirâmide baseada em três colunas econômica social e ambiental o essencial para que funcione de fato é que as três colunas tenham a mesma inserção no processo produtivo em outras palavras não adianta nada dar muita ênfase à vertente da economia se não olhar a social e a ambiental no mesmo nível e assim por diante a doutrina do cooperativismo em sua definição clássica visa a corrigir o social pela economia portanto prega a sustentabilidade no seu conceito de origem na sua formulação no seu dna muito antes de a sustentabilidade se tornar uma questão pragmática as cooperativas tratam de replicar permanentemente o tripé da sustentabilidade em sua ação e por isso são extremamente voltadas para produtos sustentáveis o discurso da sustentabilidade a seu ver é um modismo sem entrar no mérito da democracia o governo precisa de votos e faz autopropaganda mostra um bocado de coisas e se sustentabilidade aumentar o capital de votos dele como governo fará sustentabilidade tiva no dna 9 mundocoop

[close]

p. 10

entrevista roberto rodrigues propaganda de sustentabilidade esperando que retorne em números de votos a empresa por sua vez visa ao lucro e faz propaganda do produto dela para que o consumidor compre e ela ganhe dinheiro se valorizar o produto fará propaganda da sustentabilidade a sociedade como objeto direto do processo precisa ser educada para compreender a propaganda e não ser joguete no processo como a organização da sociedade pode ser um caminho de promoção da educação como trilhá-lo a sociedade precisa se organizar até para dar transparência ao processo da informação aprendendo o que é propaganda enganosa a organização pressupõe duas questões legitimidade e representatividade quando organizada preparada educada culta a sociedade tem uma visão nítida da realidade como modelo de organização o cooperativismo é o braço econômico mais moderno e portanto deveria ser promovido pelos governos e pelas empresas em um mundo moderno decente transparente democrático competitivo um governo sério poderia cuidar de organizar a sociedade por outro lado a empresa privada deveria antes organizar a sociedade para então promover a sustentabilidade mas isso não é o usual a empresa que se diz sustentável por exemplo compra de produtores que assumiram ­ muitas vezes individualmente ­ as boas práticas agrícolas quando deveria organizar os produtores para que desenvolvessem as práticas pelo que o sr diz para a sociedade se organizar em cooperativas é preciso apoio do governo da empresa privada o conceito do cooperativismo está intrinsecamente ligado ao de democracia a democracia só existe em uma sociedade organizada transparente e forte quer emprego para todos prestígio social segurança alimentar preservação dos recursos naturais saúde educação ou seja as mesmas coisas que o cooperativismo prega de modo que um governo democrático faz do cooperativismo um parceiro importante para seu próprio desenvolvimento e sustentação por outro lado a empresa privada olha a cooperativa como concorrente sem entender que a cooperativa é o instrumento de uma doutrina social e econômica o cooperativismo enquanto que a empresa é resultado de uma doutrina econômica que visa ao lucro o liberalismo por isso a empresa privada precisa entender o cooperativismo como um mecanismo de organização que produz felicidade coletiva conforme explicitado no sétimo princípio cooperativista que trata da preocupação com a comunidade onde está inserida se a empresa for articulada com isso fará parte do processo de felicitação proletária a legislação pode contribuir para isso a legislação é um instrumento o essencial é uma regra uma parte da ação do estado é fazer regras e fazê-las cumpridas mas para o cooperativismo não basta uma lei muito boa sem pessoas preparadas para administrar as cooperativas sem espírito associativo sem dirigentes capazes de compreender o processo de saber a cooperativa diferente de uma transação comercial convencional e de agir como tal pois o cooperativismo não é uma doutrina romântica mas um comportamento uma filosofia de vida nós precisamos de gente capacitada para tocar o sistema que conheçam a doutrina isso depende de educação que é o sescoop que produz o líder moderno tem de ser visionário tem de ser eleito como líder não apenas porque é um bom sujeito correto será eleito com um projeto e não apenas com o seu caráter 10 mundocoop

[close]

p. 11

quando o sr fala em educação fala também em formação de lideranças falo sim antes o bom líder cooperativista era aquele capaz de interpretar os anseios da sua base cooperativa e que trouxesse projeto o processo liberal de hoje exige agilidade dificultando a consulta à base o líder moderno desse modo tem de ser visionário e convencer a base de que o seu projeto é da base e de que está lidando com o processo tem de ser eleito como líder não apenas porque é um bom sujeito correto essas ainda são condições necessárias mas não suficientes será eleito com um projeto e não apenas com o seu caráter de tal forma que as decisões que tomar estejam inseridas em seu projeto como então o cooperativismo ocupará seu espaço e promoverá a felicidade das pessoas o cooperativismo tem sido muito inábil na comunicação com a sociedade tem tido a competência enorme de dizer para si mesmo como é importante bonito legal bacana mas não consegue dizer para fora dele como é fundamental a questão central está em formas adequadas de comunicação e o cooperativismo precisa fazer isso com mais rigor e profissionalismo com o claro objetivo de esclarecer a opinião pública sobre o que é essa doutrina como funciona e por quê o cooperativismo surgiu como mecanismo o cooperativismo não é uma doutrina romântica mas um comportamento uma filosofia de vida entrevis ta de reação a modelos que provocavam a exclusão social e a concentração da riqueza produzindo infelicidade e mal estar coletivo e tem agora o papel preponderante de mitigar a concentração e inibir a exclusão social por falta de comunicação a cooperativa é vista como uma concorrente às vezes incomoda se a doutrina fosse universalmente conhecida as pessoas seriam mais predispostas à liderança e entenderiam que através do trabalho no cooperativismo serviriam à comunidade 11 mundocoop

[close]

p. 12

brasil cooperativo cooperativas se destacam no cenário nacional o 12 mundocoop a participação significativa das cooperativas na economia nacional e a função social do cooperativismo brasileiro podem ser medidas de várias formas pesquisas indicam que o cooperativismo gera 298 mil empregos diretos distribuídos em 6.652 cooperativas que em 2010 somaram movimentação econômico-financeira da ordem de r 97 bilhões mobilizando cerca de 30 milhões de brasileiros de todas as idades raças e credos utra forma de mensuração envolve balança comercial a presença em rankings e premiações apenas em setembro e outubro de 2011 foram muitas as cooperativas em destaque o banco cooperativo do brasil bancoob por exemplo na publicação 1.000 maiores empresas do valor econômico surge como o segundo banco que mais cresceu em depósitos totais o 8º em operações de crédito o 14º em depósitos totais o 16º com o menor custo operacional o 17º com melhor rentabilidade operacional sem equivalência patrimonial e o 18º com patrimônio mais rentável com esses índices saltou do 35º lugar em 2009 para o 22º no ranking geral dos bancos brasileiros a sicoob credip de rondônia é citada entre entre as 150 melhores empresas para se trabalhar na edição 2011 do guia você s/a exame sobre o tema o sistema de crédito cooperativo sicredi por sua vez está entre as 20 maiores empresas do sul do país segundo pesquisa realizada pela revista amanhã como parte do projeto grandes líderes o sistema conquistou a 19ª posição no ranking das 500 maiores instituições dos estados do rio grande do sul santa catarina e paraná no ranking das 100 maiores empresas gaúchas ficou em 6º lugar além disso obteve o 4º lugar entre os 50 maiores patrimônios líquidos a 9º colocação entre as 50 maiores receitas brutas foi o 7º em lucro líquido e o 3º em capital de giro o projeto grandes líderes da revista amanhã também cita a cooperativa de transportes de cargas coopercarga de concórdia colocando-a na 3ª posição entre as maiores do sul do trans porte e logística e na 48ª colocação entre as maiores do estado de santa catarina no ranking das 500 maiores do sul angariou o 245º lugar a atrium são paulo consultores cooperativa de profissionais de informática assessoria e a cooperativa central de crédito urbano cecred de santa catarina no dia 18 de novembro durante a assembleia geral da aliança internacional cooperativa em cancun no méxico receberão o prêmio the dotcoop global awards for cooperative excellence ­ prêmio excelência global em cooperativas dotcoop da dotcooperation llc que reconhece a boa aplicação dos princípios e valores cooperativos para guiar exemplos bem sucedidos de negócios no setor cooperativo a atrium mereceu menção honrosa a cooperativas de pequeno porte e a cecred foi premiada em uma nova volumes prêmios e títulos comprovam pu

[close]

p. 13

b rasil co oper at i v o gerente administrativo da copercampos ademir carlesso esq e o diretor vice-presidente cláudio hartmann com diploma de melhores na gestão de pessoas categoria que destaca cooperativas do brasil a copercampos reconhecida como a 3ª melhor empresa do país em gestão de pessoas entre as empresas com 501 a 1000 funcionários esse foi o resultado da pesquisa melhores na gestão de pessoas promovida pela aon hewitt e o jornal valor econômico que premiou 30 empresas no dia 20 de outubro essa premiação aconteceu uma semana depois de essa cooperativa de campos novos-sc receber o troféu destaque econômico de capinzal o reconhecimento ganha importância quando se considera que apesar de não ter filial no município é a décima empresa com maior valor adicio ujanÇa do setor nado de icms recolhido em capinzal no último exercício a cocamar de maringá-pr por sua vez no ranking das 100 empresas mais inovadoras do país organizado pela revista informationweek brasil e veiculado na edição de setembro saiu da 123ª posição em 2010 para o 37º lugar em 2011 os avaliadores constataram que no segmento agropecuário a cocamar é pioneira no uso do software hyper-v da microsoft que permite a virtualização de servidores e para a cooperativa propiciou agilidade nos negócios e estrutura de atendimento produtos e serviços capaz de atender as demandas dos clientes além disso na terceira edição do top of mind realizada pela empresa júnior de consultoria adecon conferiu à coope-rativa o prêmio de maior relevância o top do top ­ o mesmo já entregue nas duas edições anteriores já a unimed vitória com seu programa de qualificação da rede credenciada executado por enfermeiros e médicos auditores da coordenação de relacionamento com a rede credenciada cored foi a vencedora do prêmio melhores práticas espírito santo na categoria operacional a elas se soma a coopercentral aurora alimentos que é uma das empresas que mais vezes venceu o prêmio expressão de ecologia a cooperativa recebeu seu décimo troféu onda verde além de certificado de destaque no tema comunidade o troféu de personalidade ambiental deste ano foi outorgado in memoriam para aury luiz bodanese que se destacou como líder do cooperativismo brasileiro tendo entre suas realizações a constituição da aurora e mais o projeto tranças da terra desenvolvido pelos artesãos do meio oeste catarinense com o apoio do sebrae/sc obteve em setembro o primeiro lugar no xii prêmio house gift de design com a peça luminária flores da coleção interiores o trabalho também foi classificado para o prêmio planeta casa da revista cláudia editora abril copacol personaliza frota a copacol do paraná personalizou sua frota de caminhões com sua linha de produtos neste primeiro momento 33 meios de transporte de frigorificados carretas trucks tocos e caminhonetes já foram integrados ao programa a meta é com o lançamento de mais produtos nos próximos meses personalizar 63 veículos frigorificados nessa etapa foram escolhidos para a divulgação os lançamentos das linhas gourmet kids e de pescados cidadão paulistano edivaldo del grande presidente do sistema ocespsescoop/sp no dia 07 de novembro recebeu o título de cidadão paulistano da câmara municipal de são paulo nascido em palmital del grande foi homenageado em reconhecimento ao seu empenho na ampliação do atendimento ao sistema e disseminação da cultura cooperativista 13 mundocoop

[close]

p. 14

exportações atingem maior resultado desde 2005 r esultados divulgados pela secretaria de comércio exterior do ministério do desenvolvimento indústria e comércio exterior sobre os primeiros nove meses de 2011 mostram crescimento de 35,5 das exportações de cooperativas brasileiras sobre igual período de 2010 alcançando um total de us 4,582 bilhões e correspondendo a 2,4 de participação na pauta esse período se considerada a corrente de comércio também se apresentou com o melhor resultado da série us 4,838 bilhões expansão de 35,5 em relação a janeiro-setembro de 2010 nesse período 178 empresas cooperativas de 20 unidades da federação realizaram exportações quando no período anterior foram 18 ufs sendo são paulo o estado com maior valor de exportações de cooperativas seguido de paraná minas gerais rio grande do sul santa catarina mato grosso do sul mato grosso goiás rondônia e tocantins com rondônia apresentando o maior crescimento no período comparativo o destaque fica com os produtos advindos do agronegócio do lado da importação também houve expansão de 34,0 nas compras externas efetuadas por cooperativas que passaram de us 190,7 milhões em janeiro-setembro de 2010 para us 255,6 milhões em janeiro-setembro de 2011 a maioria das cooperativas importadoras atuam no setor agropecuário e importaram insumos agrícolas fertilizantes ração entre outros com esses resultados a balança comercial das cooperativas comprova o histórico de saldo positivo tendo alcançado us 4,327 bilhões em janeiro-setembro de 2011 resultado recorde para o período superando em 35,6 o de 2010 quando atingiu us 3,190 bilhões além de ser o maior resultado alcançado desde 2005 o volume de exportações do setor não registrou expansão relativamente ao período anterior apenas em 2009 14 mundocoop

[close]

p. 15

b rasil co oper at i v o efapi supera expectativa de público e negócios a exposiÇÃo-feira agropecuária industrial e comercial de chapecó efapi 2011 realizada de 7 a 16 de outubro recebeu 648 mil visitantes o que representa crescimento de 20 em relaÇÃo a expo-feira de 2009 os negócios fechados ou agendados passaram de r 130 milhões de reais com incremento de 19 capacitação na produção de leite com a meta de capacitar 2.000 criadores de bovinos leiteiros do oeste catarinense em 24 meses a aurora deu início em outubro ao programa aurora de qualidade do leite paql que no total para melhor aproveitamento didático e pedagógico terá 140 turmas as atividades desenvolvidas abordam aspectos de produção mercado e consumo comportamento e interface com os fiscais do ministério da agricultura para conhecimento das análises de laboratório de recebimento da matéria-prima empossados integrantes do conselho estadual de cooperativismo gaúcho c omposto por nove representantes de secretarias estaduais e nove de cooperativas ­ e mesmo número de suplentes ­ os integrantes do conselho estadual de cooperativismo cecoop foram empossados no dia 06 de outubro para um mandato o mandato 2011-2013 sob a presidência de ivar pavan secretário estadual de desenvolvimento rural pesca e cooperativismo o cecoop foi instituído em 30 de outubro de 2003 e atua em conjunto com o sistema ocergs-sescoop/rs com as cooperativas e o governo do estado como competências estão coordenação das políticas de apoio ao coopera tivismo acompanhamento da elaboração da proposta orçamentária do estado para o cooperativismo estabelecimento de diretrizes programas de alocação e a liberação de recursos do fundo de apoio ao cooperativismo fundecoop previsto no artigo 8º da lei 11.995 de 30 de outubro de 2003 assim como fiscalização da aplicação dos recursos e apreciação dos projetos apresentados pelas cooperativas e suas entidades representativas destinados a obter recursos do fundecoop e autorização de fechamento de convênios com organismos públicos ou entidades privadas para a execução de projetos de apoio ao desenvolvimento do sistema cooperativista 15 mundocoop carolina barcelos

[close]

Comments

no comments yet