Eco da Tradição - Fevereiro 2013

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

eco da tradiÇÃo ano xi nº 138 fevereiro 2013 rose marie garcia e lilian argentina uma justa homenagem pág 13 ctg sentinela da querência o hexacampeão contracapa como agendar uma sessão do filme contos gauchescos na sua cidade página 04 foto divulgação 2ª rt preparada para receber grandes eventos em 2013 página 08 foto rogério bastos opiniÃo henrique de freitas lima pág 02 cbtg tiro de laço cultura ou esporte pág 06 entrevista contos gauchescos terá sessão especial na fecars coordenador ivan sediará a chama e uma inter-regional deborah um congresso direcionou os objetivos para o ano diretoria fez sua novo som no sul pág 07 primeira reunião dia 25 de janeiro definindo as ações para 2013 foto rogério bastos mtg traça rumos para 2013 pelo rs grupo de surdos no 35 ctg pág 09 notÍcias os 30 anos da 27ª rt pág 14 bahstidores festival do violão pág 17 60 crianças mostraram a evolução histórica dos congressos de orelha em pÉ nova instrução normativa lic pág 19 o rio grande do sul no imaginário social

[close]

p. 2

2 ano xi edição 138 fevereiro de 2013 editorial opiniÃo erival bertolini presidente ano novo novo alerta rua guilherme schell 60 porto alegre rs cep 90640-040 email imprensa@mtg.org.br www.mtg.org.br mtg-rs.blogspot.com wp.clicrbs.com.br/mtg contato 51 3223-5194 estamos iniciando o terceiro mandato da chapa sempre mtg com a certeza que estamos cumprindo o nosso projeto de administrar o mtg fortalecendo simplificando e harmonizando ouvindo a diretoria o conselho os coordenadores e principalmente a base do movimento que são os patrões e as entidades filiadas estas tem que ser ouvidas orientadas contribuindo para que sejam preservados os valores a família usos e costumes e os princípios que norteiam a instituição de moral e ética dentro desta linha de orientação tenho o dever de dizer aos tradicionalistas que temos grandes dificuldades em fazer entender a lei federal referente aos rodeios nº 10.519/2002 artigo 6º e o mesmo para a lei estadual 12.567/2006 no seu artigo 1º que determinam a contratação de seguro pessoal por morte ou invalidez permanente por acidente em rodeio o presidente fernando henrique cardoso quando regulamentou a lei fixou o valor do seguro a ser pago e a forma de reajustes lei 10.220/2001 parágrafo 1º r 100.000,00 cem mil reais a cada 12 meses da publicação da lei com base na taxa referencial de juros tr ­ nesta edição a lei na íntegra e a tabela de preços nossa obrigação como federação é orientar as entidades que a lei existe e está ai para ser cumprida os seguros diferentes que estão fazendo devem informar para seguradora o numero da lei que ampara se não está regulamentado não está amparado atentem par ao que diz o parágrafo terceiro a apólice de seguro a qual se refere deve compreender o ressarcimento de todas as despesas médico-hospitalares decorrentes de eventuais acidentes que o peão vier a sofrer no decorrer de sua jornada normal de trabalho para não lembrar de santa bárbara somente quando troveja vamos fazer a oração antes a minha está feita pensem nisso e um bom rodeio a todos henrique de freitas lima é cineasta e consultor em cultura esportes e terceiro setor É possível que o primeiro ato do homem ao dominar o fogo tenha sido convidar seus semelhantes para partilhar o fascínio que todo humano sente por este fenômeno ouvindo uma boa história na era da convivência mediada pelos instrumentos virtuais pouco mudou os bons narradores seguem sendo tão imprescindíveis como sempre o foram a essência de uma nação os valores que a fazem única no concerto da humanidade se encontram mais em suas narrativas do que nos tratados acadêmicos para quem se fez nos amplos horizontes do pampa que em tudo conduzem à introspecção a expressão da narrativa nas artes só veio com a tardia adesão ao brasil e a superação do isolamento que marcou seus primeiros tempos como recém chegados ao mundo civilizado os habitantes desta terra de ninguém ao sul ora portuguesa ora espanhola tiveram primeiro de absorver todo tipo de cultura europeia para tardiamente olhar para si e refletir em arte sua próder a identidade até as admiráveis lendas do sul de 1913 de cujas páginas a salamanca do jarau e o negrinho do pastoreio emergiram para virar ícones da nossa cultura coube a ele transmutar em literatura da melhor qualidade o que já vicejava na beira dos fogões grandes nomes o seguiram e lhe renderam homenagem como o Érico veríssimo de o tempo e o vento não é por acaso que a obra de Érico despertou o interesse do cinema a mais completa das artes por absorver as demais como elementos narrativos a começar pelas adaptações de estúdio dos anos 50 como o sobrado de walter durst passando pelo capitão rodrigo de anselmo duarte e a versão da tv globo para o tempo e o vento dirigida por paulo josé grande sucesso de vendas internacionais o escritor de cruz alta sempre esteve na pauta pela força de suas histórias o ano que começa nos reservará a última tentativa de dar a Érico uma adaptação à altura de sua obra maior o tempo e o vento conduzida por jayme monjardim um paulista apaixonado pelo rio grande a ponto de adquirir uma das nossas mais antigas sedes de estância para se dedicar à paixão que toma todo paisano endinheirado destes pagos criar cavalos crioulos e ganhar o freio de ouro coube a nós que vimos tentando há muito contribuir para que uma dramaturgia ambientada no pampa tenha lugar nas telas em filmes como tempo sem glória 1984 lua de outubro 1997 e concerto campestre 2004 adaptar os contos gauchescos para o cinema e tv a versão para a tela grande estreou em 2012 ano do centenário de publicação da obra e seguirá à disposição em 2013 preparando a chegada do projeto ao grande público pela tv este recorrido se justifica para externar a nossa alegria pela decisão do mtg de escolher como tema dos festejos farroupilhas deste ano o imaginário social do gaúcho tal como se expressa nas criações do espírito tendo a arte como a maior delas tarefa tão difícil como fascinante esta decisão espelha uma verdade eterna quem melhor expressa a identidade de um povo são as obras que ficam no imaginário coletivo a servirem de guia para as novas gerações de lendas e fogões por henrique de freitas lima expediente supervisÃo geral erival bertolini direÇÃo geral joão hermenegildo pereira direÇÃo de redaÇÃo rogério bastos diagramaÇÃo e design liliane pappen expediÇÃo ana debom jornalista responsÁvel fúlvio lopes 16.200 revisÃo fábio nascimento impressÃo zero hora tiragem 3 mil exemplares gação como federação é orientar as entidades que a lei existe e está ai para ser cumprida nossa obri atendimento 09 às 12 horas e das 13 às 18 horas de segunda a sexta-feira valores plena parcial especial estudantis fevereiro r 780,73 r 671,12 r 415,37 r 123,07 valor a essência de uma nação os valores que a fazem única no concerto da humanidade se encontram mais em suas narrativas do que nos tratados acadêmicos pria essência como elemento a não ser desprezado considerar que as novas elites urbanas precisavam se afirmar pela negação aos pioneiros rurais tratados como bárbaros ou se quiserem grossos se não foi o primeiro a tratar do tema até então atacado por doutores que disso nada sabiam coube ao pelotense joão simões lopes neto hoje reverenciado na academia dar a fundadora contribuição para que o universo dramático do campo brasileiro pudesse desfrutar de narradores comparáveis aos platinos do cancioneiro guasca de 1910 em que compilou milhares de quadras poéticas e outros textos do imaginário popular passando pelos contos gauchescos de 1912 em que a essência do homem campeiro ganhou universalidade sem per mtg presidente erival bertolini vice presidente de administraÇÃo paulo souza vice presidente de cultura neusa marli bonna secchi vice presidente de eventos josé gelso miola vice presidente de finanÇas edson debom parque do trabalhador 14 a 17 de março de 2013 campo bom/rs promoÇÃo realizaÇÃo apoio não nos responsabilizamos pelas opiniões publicadas no jornal tema quinquenal o mtg engajado na campanha de combate À corrupÇÃo laÇando a corrupÇÃo

[close]

p. 3

ano xi edição 138 fecars fevereiro de 2013 3 lei federal de rodeios surge a festa campeira do rs de 1983 a 1987 foram diversas as tentativa de regulamentar um evento campeiro de nível estadual até que frontelmo alves machado hoje conselheiro benemérito do mtg apresentou proposta em fevereiro de 1987 para o presidente do mtg zeno dias chaves com um esboço de regulamento para uma festa campeira estadual a iniciativa segundo seu idealizador teria como objetivos unir os gaúchos campeiros em um evento para confraternizar e apurar os campeões estaduais nas diversas modalidades campeiras já realizadas nos rodeios o presidente convidou homens com conhecimentos campeiros como josé theodoro bellaguarda de menezes joão francisco rodrigues de andrade oraci louzada abreu wilson freitas e cyro dutra ferreira formada a comissão que em três dias de trabalho elaborou o regulamento posteriormente os membros da comissão percorreram o estado recolhendo detalhes de usos e costumes contando com a colaboração de muitos tradicionalistas e dos coordenadores regionais a proposta final foi apresentada na 26a convenção extraordinária realizada de 11 a 13 de dezembro de 1987 em júlio de castilhos por frontelmo alves machado wilson freitas e cyro dutra ferreira no dia 11 de dezembro foi aprovado o anteprojeto com o nome festa crioula do rio grande do sul e em seguida modificado para festa campeira do rio grande do sul fecars e marcada a primeira edição para março de 1989 já o esporte entrou mais tarde com a proposta de mário roberto machado defendida por frontelmo alves machado com parecer favorável de cyro dutra ferreira aprovada na 32ª convenção em julho de 1991 que incluiu no regulamento da fecars o torneio de truco o início do esporte na fecars aconteceu na 4ª edição da festa campeira em são sepé no ano de 1992 fotos rogério bastos lei 10.220 de 11 de abril de 2001 o presidente da repÚblica faço saber que o congresso nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei art 1º considera-se atleta profissional o peão de rodeio cuja atividade consiste na participação mediante remuneração pactuada em contrato próprio em provas de destreza no dorso de animais eqüinos ou bovinos em torneios patrocinados por entidades públicas ou privadas parágrafo único entendem-se como provas de rodeios as montarias em bovinos e eqüinos as vaquejadas e provas de laço promovidas por entidades públicas ou privadas além de outras atividades profissionais da modalidade organizadas pelos atletas e entidades dessa prática esportiva art 2º o contrato celebrado entre a entidade promotora das provas de rodeios e o peão obrigatoriamente por escrito deve conter i ­ a qualificação das partes contratantes ii ­ o prazo de vigência que será no mínimo de quatro dias e no máximo de dois anos iii ­ o modo e a forma de remuneração especificados o valor básico os prêmios as gratificações e quando houver as bonificações bem como o valor das luvas se previamente convencionadas iv ­ cláusula penal para as hipóteses de descumprimento ou rompimento unilateral do contrato § 1o É obrigatória a contratação pelas entidades promotoras de seguro de vida e de acidentes em favor do peão de rodeio compreendendo indenizações por morte ou invalidez permanente no valor mínimo de cem mil reais devendo este valor ser atualizado a cada período de doze meses contados da publicação desta lei com base na taxa referencial de juros ­ tr § 2o a entidade promotora que estiver com o pagamento da remuneração de seus atletas em atraso por período superior a três meses não poderá participar de qualquer competição oficial ou amistosa § 3o a apólice de seguro à qual se refere o § 1o deverá também compreender o ressarcimento de todas as despesas médicas e hospitalares decorrentes de eventuais acidentes que o peão vier a sofrer no interstício de sua jornada normal de trabalho independentemente da duração da eventual internação dos medicamentos e das terapias que assim se fizerem necessários art 3o o contrato estipulará conforme os usos e costumes de cada região o início e o término normal da jornada de trabalho que não poderá exceder a oito horas por dia art 4o a celebração de contrato com maiores de dezesseis anos e menores de vinte e um anos deve ser precedida de expresso assentimento de seu responsável legal parágrafo único após dezoito anos completos de idade na falta ou negativa do assentimento do responsável legal o contrato poderá ser celebrado diretamente pelas partes mediante suprimento judicial do assentimento art 7o esta lei entra em vigor na data de sua publicação brasília 11 de abril de 2001 180º da independência e 113º da república fernando henrique cardoso abaixo os valores atualizados anualmente com base nos dados do banco central do brasil o valor mínimo para o ano de 2012 de acordo com o texto legal foi de r 124.014,91 troféu valdir muniz silveira 10ª rt foi a região campeã do laço seleção em 2012 25ª fecars a festa campeira do rio grande do sul em sua 25ª edição acontecerá em campo bom no parque do trabalhador de 14 a 17 de março de 2013 paralelo estará sendo realizado no sábado o 26º seminário estadual de prendas e peões e no domingo o 14º seminário da cultura campeira haverá nesta festa campeira uma sessão especial de cinema com o filme contos gauchescos contando com a presença de henrique de freitas lima diretor do filme para um debate ao final o anúncio foi feito durante o congresso em santa maria para instrumentalizar prendas e peões sobre o tema dos festejos farroupilhas deste ano informações da festa campeira presidente marcos alfredo riegel fone 51 3598-8600 vice-presidente fernando bilhalva fone 51 9989-3767 secretário gilnei dos santos brizola fone 51 8128-0840 tesoureiro nestor ludwig fone 51 8455-0118 coordenador carlos moser fone 51 9261-3820 26º seminÁrio estadual de prendas e peÕes tema literatura rio-grandense dia 16 de março programaÇÃo 09h credenciamento 10h palestra literatura rio-grandense 14h o-gincana cultural coordenação prendas estaduais 16h orientações sobre 44ª ciranda cultural de prendas 18h documentário causos de simões lopes neto 19h30min entrega de certificados 14º seminÁrio de cultura campeira tema pelagens de cavalos dia 17 de março programaÇÃo 08h30min credenciamento 09h palestra identificação de pelagens de cavalos palestrante sérgio de andrade 10 horas oficinas/provas de galpão oficineiros lairton dos santos peões e guris estaduais 11h45min orientações sobre o 25º entrevero cultural de peões 12h30min entrega de certificados ao se inscrever o participante concorda autoriza que as imagens e som coletadas sejam exibidas na tv tradiÇÃo e em todos os meios de comunicação inclusive na televisão aberta e redes sociais tema anual mtg em defesa da saÚde e bem estar do tradicionalista

[close]

p. 4

4 como agendar sua sessão dos contos gauchescos sem previsão de chegada às locadoras em 2013 o filme seguirá sendo oferecido em sessões especiais em salas de cinema nas cidades que contam com elas ou na sede das entidades para conhecer as opções oferecidas e marcar a sua sessão basta escrever para agendacontos@yahoo.com.br ou ligar para 51 3235 2066 em horário comercial acesse o trailer pela página www.cinematograficapampeana.com.br ano xi edição 138 movimento tradicionalista fevereiro de 2013 proseando com tenÊncia cfor básico e cforzinho o cfor básico é destinado especialmente a quem exerce ou pretende exercer a função de liderança no movimento tradicionalista gaúcho É obrigatório para instrutores e avaliadores sendo que a idade mínima é 16 anos membros da patronagem patrão capataz sota-capataz e agregado das guaiacas tem 50 de desconto na inscrição o curso é teórico realizado em 8 horas fornece certificado e inclui o almoço inscrições depósito banrisul ag 0100 c/c 06.066982.0-3 em nome de movimento tradicionalista gaúcho após passar fax do comprovante com nome e telefone para 51 3223-5194 maiores informações pelo fone 51 3223-5194 ou e-mail para cursos@mtg.org.br data curso inscrição horário valor local/cidade o rs no imaginário social tema dos festejos 2013 proporcionará um leque de possibilidades de trabalho para escolas e ctgs na década de 60 século xx surgiu na frança uma produção ou vertente histórica pautada nos sistemas de crenças valores e representações que veio a ser denominada de história das mentalidades tal vertente abordaria o cotidiano o que escapa aos sujeitos históricos por ser revelador do conteúdo impessoal do seu pensamento as mentalidades ou o imaginário social seria aquilo que rege os indivíduos sem que eles percebam e atua no âmbito do coletivo do grupo social o imaginário social passou a ser utilizado pelos positivistas para explicar o progresso da civilização e pelos marxistas nas interpretações dos imaginários da sociedade a partir das análises das ideologias o polonês bronislaw baczko argumentou que cada classe social é ao mesmo tempo produtora e prisioneira da sua ideologia baczko 1984 pp 304-305 para complementar podemos admitir que no século xx e xxi o estudo do imaginário tendeu também a transitar pelo campo histórico através do desenvolvimento da chamada nova história cultural notamos que a nova história cultural rompe com o atre podemos enlamento positivista das pesquisas tender o imacentradas somente no domínio do texto oficial assim englobanginário como um do como suas fontes as pinturas sistema produtor relatos testemunhos panfletos estátuas vasos mapas arquitetude ideias e imara etc tanto que o próprio termo gens que suporta cultura passou a designar tanto os artefatos produzidos pelo homem as duas formas de como as suas próprias práticas no compreensão do meio social podemos entender o mundo imaginário como um sistema produtor de ideias e imagens que suporta as duas formas de compreensão do mundo a racional e conceitual que forma o conhecimento científico e a das sensibilidades e emoções que correspondem ao conhecimento provindo da sensibilidade do povo de posse desta argumentação um tanto simplista podemos entender a identidade regional do rs como um possível resultado da produção intelectual comprometida com a unificação do que hoje nós conhecemos por cultura gaúcha dessa forma buscou-se no gaúcho elemento pertencente à cultura popular de um estado imaginário é o que se sente em seu imaginário elemento orgasocial uma nação não que não seja nizador do mundo a atividade da imaginaque dá coerência ção que extrapola as percepções sensíveis da realidade concreta legitimidade e idenque define espaços tempo prátidade ticas e atores o imaginário representa o abstrato o que não é visto e não experimentado É o elemento organizador do mundo que dá coerência legitimidade e identidade um sistema de identificação classificação e valorização do real pautando condutas e inspirando ações vamos aproveitar o ano de 2013 para trabalharmos nas escolas nos ctgs nas regiões os mitos lendas causos contos cinema teatro tv rádio e a literatura em geral em um ano que os contos gauchescos o tempo e o vento e as lendas do sul estarão pujantes na mídia vamos pegar uma carona e fazer grandes desfiles pelo estado mas acima disso tentarmos entender nossa condição de gaúchos através das nossas manifestações populares o nosso folclore a nossa história pense por rogério bastos marÇo 23 sábado cfor até 21/03 09h às 18h c/almoço r 35,00 1ª rt sede do mtg poa abril 06 sábado 13 sábado cfor básico e r 35,00 até 04/04 09h às 18h cforzinho c/almoço cfor básico r 35,00 até 11/04 09h às 18h exclusivo 30ª rt c/almoço 23º rt a confirmar 30ª rt auditório marlise saueressig av dos estados 1080 b centro campo bom curso de avaliadores será realizado no dia 07 de abril nas dependências do 35 ctg em porto alegre o curso de preparação de avaliadores para concurso de prendas e peões cada região pode inscrever até 10 participantes o curso é gratuito e o material de pesquisa polígrafo será disponibilizado ao custo de r 10,00 que deverá ser pago ao setor de cursos do mtg com antecedência para avaliar é necessário cfor básico vocÊ sabia que comitê de indumentária o termo propaganda vem do latim propagare quer dizer multiplicar espalhar ideias em outras palavras propaganda é uma forma específica de apresentar uma informação ou pensamento no ano de 2013 o comitê de indumentária estará ampliando suas atividades e para isso no dia 02 de março acontece o primeiro de quatro encontros onde os interessados em compor o comitê poderão começar os estudos a reunião acontece na sede do mtg o objetivo é disseminar as informações nas regiões por meio de seus representantes entre os participantes do grupo de estudos do comitê também serão selecionados avaliadores de indumentária para os concursos oficiais do movimento conheça a voz do outro lado da linha quando os tradicionalistas ligam para a sede do mtg ficam se perguntando de quem é a simpática voz que os atende ao telefone pois o eco da tradição entrevista a voz do outro lado da linha nome silvana barbosa da silva idade 34 anos formação ensino médio completo onde trabalhava antes minhas experiências profissionais sempre foram no cargo de recepção em escritórios de advocacia de alto padrão já fazia parte do meio tradicionalista apesar de ser gaúcha o meu conhecimento pela tradição era somente na data da semana farroupilha para mim está sendo muito interessante e também curioso aprender conhecer a nossa cultura do rio grande do sul assine o rua guilherme schell 90 bairro santo antônio porto alegre/rs cep 90640-040 fone 51 3223 5194 lojafcg@mtg.org.br reflexÃo nosso desaio não é criar cristãos mas criar pessoas honestas humanas solidárias compassivas respeitosas da natureza dos outros por ir elom a t mal leonardo boff

[close]

p. 5

ano xi edição 138 eco entrevista fevereiro de 2013 recuerdos 5 conheça mais da 2ª prenda juvenil do estado eco da tradição vem apresentando o grupo estadual para o rio grande do sul e este mês trás verônica lorenset padoin 15 anos cursando o 2º ano do ensino médio e residente em três de maio 20ª rt onde frequenta o ctg tropeiros do buricá conheça um pouco da 2ª prenda juvenil do rs eco o que você sentiu quando ganhou o concurso expressar através de palavras o sentimento que se tem quando ouve o próprio nome sendo chamado como uma das representantes da mulher gaúcha é um tanto quanto difícil ver cada um que está torcendo por você se emocionar após o fim de cada prova e pular de felicidade na hora do resultado é algo realmente prazeroso É um misto de alegria realização superação dever cumprido enfim é um misto de sentimentos bons e uma emoção única eco ­ o que mais gosta de fazer fora do tradicionalismo o tradicionalismo ocupa grande parte da minha rotina pois além de ser prenda também participo da invernada artística da minha entidade mas fora isso e os compromissos escolares escola curso de inglês e italiano ocupo meu tempo lendo conversando com os amigos vendo filmes eco ­ filme a casa das sete mulheres embora sendo uma minissérie é ótima a história prende a nossa atenção do início ao fim pois mistura o desenrolar da revolução farroupilha com romances vividos pelos principais personagens eco ­ culinária ah a culinária aprecio muito os pratos típicos italianos que é a etnia da qual eu descendo como por exemplo pizza lasanha macarrão eco livro favorito um livro que muito me chamou a atenção foi a arte de correr na chuva de garth stein eco ­ música não tenho uma música favorita aprecio inúmeras mas se tratando de gênero sem sombra de dúvidas o melhor é o nosso autêntico ritmo gaúcho eco sonho dentro do tradicionalismo já estou vivendo um sonho que é o de ser uma das prendas do rio grande do sul para minha vida social projeto me formar em um bom curso na faculdade e num futuro distante constituir família a qual certamente irá contribuir para manter acessa a chama da tradição foto rogério bastos há dez anos o eco da tradição publicava palmeira das missões se preparava para sediar a 15ª fecars ­ festa campeira do rio grande do sul o projeto revelar o censo tradicionalista foi prorrogada a entrega para a festa campeira do estado chegava o novo cd das danças tradicionais hinos e costados com uma ampliação saiam os novos resultados do museu do som regional parceria entre o mtg e o igtf pelotas marau lajeado osorio e santa rosa foram as sedes escolhidas para as inter-regionais do enart de 2003 tchencontro da juventude gaúcha seria realizado em março de 2003 na cidade de montenegro no clube rio-grandense sede da prenda juvenil do rs prsicila fernandes o congresso autorizou a criação de cargo remunerado para o gerente executivo do mtg o congresso também oficializou a bandeira do mtg e reelegeu manoelito carlos savaris para seu terceiro mandato era comemorado o centenário de nascimento de manoelito de ornellas pela biblioteca publica do estado o fala tchÊ perguntava se era importante um curso de formação para patronagens e instrutores de danças francisco mattos joão josé de oliveira machado o machadinho criador da cavalgada do mar alexandre ourique e hugo ramirez respndiam albeni carmo de oliveira josé estivalete tetê carvalho jadir oliveira pedro junior da fontoura adão bernardes e arabi rodrigues deram o tom da homenagem ao pajador jayme caetano braun que naquela data completaria 79 anos de idade tema anual mtg em defesa da saÚde e bem estar do tradicionalista

[close]

p. 6

6 vocÊ sabia que ano xi edição 138 fundaÇÃo cultural gaÚcha espaÇo do cbtg fevereiro de 2013 a juventude e o tradicionalismo tenho escutado muitas reclamações ultimamente sobre a falta de jovens dentro dos ctgs que não existe mais interesse da juventude em participar de atividades no meio tradicionalista aí me pergunto o que as entidades tem feito para mudar esse quadro normalmente o meio mais comum de se resolver esse impasse é através dos grupos de danças o grande problema é quando a entidade não tem grupo artístico é ai que me refiro de repente a solução não está na criação de um grupo adulto e sim das categorias de base mirim e juvenil É muito mais fácil trazer crianças para dentro de uma entidade do que um jovem cheio de pompas e mimos por incrível que pareça as crianças trabalham muito melhor que os adolescentes na minha opinião este é o caminho em contrapartida não adianta criar um grupo mirim e deixar este grupo com as rédeas soltas é preciso orientação apoio junto com as crianças sempre vêm os pais esses sim vão ajudar a entidade crescer mas nada acontece sozinho o que faz um ctg ter jovens é o cultivo da tradição desde a sua chegada não é a ditadura de regras todos sabemos que regras existem e são para serem cumpridas mas o cuidado de como são expostas para os jovens é que faz eles permanecerem ou abandonarem a entidade a criação de um departamento jovem dentro do ctg também é uma ótima solução existe uma diretoria regional e uma diretoria geral deste departamento que tem contato direto com o diretor cultural incentive esses jovens a concorrerem nos concursos de peões e prendas representando o ctg região e estado eventos dentro da entidade também trazem pessoas novas a promoção de curso de danças de salão jantares apresentações das invernadas bailes torneios internos que servem como preparação para rodeios e festas campeiras que além de ajudar a pagar as contas também servem de motivação para os participantes dos grupos formados dentro da entidade e para finalizar não tente fazer nada sozinho é por isso que existem os departamentos dentro do movimento tradicionalista gaúcho para auxiliar e orientar contem sempre conosco por fábio nascimento por manoelito savaris tiro de laço cultura esporte ou lazer recentemente foi reaberto te desclassificado da prova que está agora em nível nacional o debate a realizando já há controle de número respeito dos rodeios e da utilização de corridas que um boi realiza durande animais para a realização de ati te um rodeio ninguém se encoraja vidades tradicionais do gaúcho ca a comparecer a um rodeio se o seu valo e boi cavalo não estiver em ótimas condiessa é uma questão que se ções e assim por diante podemos presta a várias posições os prote então dizer que os tradicionalistas tores dos animais dizem que não são os primeiros e maiores interespode os tradicionalistas afirmam sados na defesa do uso de métodos que pode e deve o ministério pú não agressivos com os animais isso blico diz que pode com restrições bastará para que o rodeio e o tiro de a legislação atual permite e define laço se mantenham eu acredito que regras as associações de raças de isso não basta cavalos se preocupam com a possiparece-me que o grande e bilidade de restrições os conselhos principal argumento para a continuiregionais de medicina veterinária dade do tiro de laço com utilização acompanham o assunto preocu de gado está na justificativa histórica pados com o mercado de trabalho tradicional cultural não se acaba dos seus associados a mídia tenta com uma cultura de uma sociedade entender o que está ocorrendo e dá sem fortes e graves justificativas não vazão a inúmeras opiniões achis se suprime uma atividade tradiciomos interpretações legais defesa nal arraigada aceita e admirada por de interesses individuais e institucio grande parte da sociedade sem que nais sejam apontados itens que lhe tirem a análise de toda a questão a característica principal a tradição deve ser feita a partir de premissas portanto a grande questão e constatações do que está ocor está em definirmos com clareza se rendo na sociedade o tiro de laço nos brasileira neste morodeios é cultura a grande quesmento tomemos o ou é esporte ou tão está em dei tiro de laço como é puro lazer para foco de análise e ve nirmos com clareza diferenciar essas remos que trata-se atividades devede uma atividade tra se o tiro de laço nos mos analisar as dicional do gaúcho e características que rodeios é cultura elemento fundamenas cercam as moou é esporte ou é tal na lida de campo tivações dos partionde nasceu a socipantes e o senso puro lazer ciedade gauchesca comum da socieé uma atividade que dade se assim é submete o cavalo e o boi a uma ati precisamos responder as seguintes vidade física que pode ou não ser perguntas 1 o tiro de laço guarda danosa aos animais se constitui as mesmas características daquela numa atividade de cunho esportivo atividade realizada tradicionalmente que motiva a existência de milhares no campo os laçadores participam de cavalos no campo e nas hospe das provas com o objetivo do culto darias no entorno das cidades ga às tradições ou por causa do prerante a realização de 400 rodeios por mio que está sendo oferecido os ano no rio grande do sul e outros participantes aceitam naturalmente tantos fora do estado movimentan as recomendações emanadas das do valores que alcançam alguns pesquisas históricas relativas à inmilhões de reais movimentando dumentária encilha dos animais e uma cadeia produtiva importante e maneira de preparar e executar a laque garante milhares de empregos çada a sociedade vê o tiro de laço domadores tratadores veterinários como uma manifestação cultural alambradores narradores juízes for como um jogo ou como um simples necedores de itens de infraestrutura lazer de pessoas que no dia-a-dia premiações etc nada tem com a lide campeira por outro lado verificamos conforme forem as resposque a sociedade especialmente tas que encontrarmos para essas nas cidades está cada vez mais perguntas poderemos reforçar nos apegada aos animais há todo um sos argumentos para que o tiro de movimento de garantia dos direitos laço continue sendo realizado com animais que não existia a meia dú gado se a constatação for a de zia de anos aparentemente a socie que se trata exclusivamente de um dade atual é mais cuidadosa quando esporte ou de um lazer como jose trata de preservação da vida e da gar futebol ou jogar cartas e que a sanidade física dos animais hoje se motivação está no premio oferecido fala em stress dos animais com a então devemos considerar a possimesma naturalidade que nos referi bilidade de usarmos nossos cavalos mos a essa doença que atinge o ser exclusivamente para a realização de humano cavalgadas deixando o laço para a no meio tradicionalista já brincadeira folclórica da vaca-paranão se admite a doma com uso de da violência não se admite o uso de manoelito carlos savaris choque elétrico para fazer os anipresidente da cbtg mais andarem o laçador que bater na rês ou no cavalo é sumariamen o publicitário é aquele profissional que através de estratégias amplamente elaboradas por meio de pesquisas e técnicas cuida da comunicação e da imagem de seus clientes é ele o responsável para convencer as pessoas a acreditarem em determinado assunto seja ele uma propaganda de algum produto projetos governamentais ações sociais entre tantos outros temas o publicitário é aquele que analisa o seu público alvo toma todas suas características para poder realizar suas tarefas as quais vemos todos os dias na televisão jornais revistas outdoors na internet entre outros 3ª rt nas posses de patrões o departamento de comunicação da 3ª rt divulgou o convite para o jantar de posse das patronagens em 2013 introduzida pelo papa clemente vii em 1597 quando fundou a congregação de propaganda com o fito de propagar a fé católica pelo mundo a propaganda tem como objetivo expressar e espalhar princípios e teorias a patronagem do centro de tradições gaúchas passo do ijui do município de entre-ijuís prepara-se para a troca de patronagem para isso convidou as entidades co-irmãs comunidade entre-ijuiense e regional para o jantar baile de posse da nova patronagem gestão 2013 o evento será realizado no dia 16 de março com início previsto para as 21h com animação do grupo marca gaÚcha da cidade de ijui já o centro nativista boitatá de são borja estará empossando sua nova patronagem dia 09 de março e a animação será por conta do grupo tchê barbaridade o cardápio do jantar será churrasco sócio em dia o ingresso é gratuito informações pelo fone 55 3431 2797 conselheiro do mtg dá posse a patrões no 133º encontro de patrões da 3ª rt o conselheiro vilmar tolffo deu posse ao novo coordenador da região marcelino olisan e também empossou 16 novos patrões das 43 entidades que se fizeram presentes no evento entre o grande número de jovens que compareceram no encontro estava o peão farroupilha do rs murilo andrade e também a 2ª prenda do rs srta gabriela ertel heinen que recentemente foi aprovada no prouni/ciÊncias biolÓgicas pela uri ­ santo Ângelo tema quinquenal o mtg engajado na campanha de combate À corrupÇÃo laÇando a corrupÇÃo

[close]

p. 7

ano xi edição 138 fevereiro de 2013 7 entrevista espaÇo do igtf deborah rosa um novo som no sul cantora santa-mariense campeã do enart canta e encanta o rio grande natural de santa maria onde reside deborah de freitas rosa 37 campeã do enart 2012 na modalidade interprete solista vocal feminina é formada em relações públicas pela ufsm mas representa o ctg caminhos do pampa 1º rt de porto alegre vamos conhecer um pouco desta voz que encantou o rio grande do sul eco como foram os momentos que antecederam o enart até a chegada do premio minha vida tradicionalista começou no ano de 2006 no musical do ctg sentinela da querência a partir daí foram várias participações em musicais de invernada como ctg farroupilhas dtce alma gaúcha ctf os nativos no rs e ctg charrua no paraná participei da modalidade interprete solista vocal no enart pela primeira vez no ano de 2010 ficando em 3º lugar no ano de 2012 a mudança de região a chegada ao ctg caminhos do pampa os rodeios o trabalho junto aos músicos e preparadores foi muito intenso resolvi que seria este o meu ano e me apliquei muito agradeço aos queridos cezar leal josemar dias vanderson rocha daniel rosa andré munari joão aquino e willian varela músicos que estiveram comigo e me acompanharam nas etapas assim como agradeço a equipe de preparadores luciano santos e angelica silva e a minha querida torcida sempre presente e em especial a patronagem do ctg caminhos do pampa na pessoa do patrão waldomiro gomes fernandes eco como descobriu esse dom de cantar acredito que na infância minha família é de músicos cantores e compositores canto há 20 anos e participar do mundo tradicionalista enriqueceu meus trabalhos de todas as formas pois hoje coloco um pouco nos meus outros projetos eco quem é deborah como é essa pessoa no dia a dia deborah rosa é muito intensa o dia é muito corrido eu planejo escrevo projetos participo de projetos infantis participo de um programa semanal de rádio garimpo músicas ouço muita coisa hoje mais que nunca estou reafirmando meu compromisso com a música meu casamento com ela para 2013 já tenho três produções em andamento dois deles tradicionalistas para o segundo semestre para cumprir com meu compromisso com a música gaúcha que é levar ao meu público a mifoto rogério bastos nha versão prenda e para o mês de abril o show claridade uma homenagem à clara nunes cavaleiros da paz na bahia cavalgada dos 500 anos do brasil de 11 de agosto a 22 de agosto de 2000 embarcamos devidamente pilchados no dia 10 de agosto de 2000 num avião da rio­sul rumo a porto seguro na bahia onde nossos cavalos já estavam nos esperando sob a guarda do saudoso tio flor magalhães viajaram até lá de caminhão numa viagem sofrida acredito mesmo que sentiram mais a viagem embarcada do que toda a cavalgada de 230 quilômetros que fizemos mas em poucos dias a cavalhada se recuperou o crioulo é um cavalo incrível pois quando terminamos a aventura no dia 22 os cavalos estavam em melhores condições de que quando partiram do rio grande do sul participaram desta cavalgada os seguintes cavaleiros antônio augusto fagundes ­ comandante rodi pedro borghetti ­ sub comandante e presidente da confraria vilmar romeira como relações públicas romeu beskof tropeiro carlos albertobins major léo schoreder felix corti aldo lazarotto rafael dutra padre maro scopel omair trindade elton griesang alencar feijó da silva doroteo fagundes josé antônio bastos toco elton saldanha piá edemar correa dida mario machel bruno leão e carlos roberto zacaro beto em são paulo tivemos a agradável surpresa de encontrar claudio lazarotto exímio sapateador do passado que se juntou a nós até o final da cavalgada no dia 12 saímos montados de cabrália onde estávamos acampados e nos dirigimos ao local onde estava a cruz que assinala onde foi realizada a primeira missa no brasil por frei henrique de coimbra em 1.500 no local fomos recebidos por autoridades baianas que nos aguardavam inclusive a secretária de turismo daquele estado o nosso comandante nico proferiu seu discurso brilhante como sempre referindo-se àquele local histórico onde nossa pátria começou chovia muito e ficamos todos montados inclusive o nico também falou o pajé pataxó pois estávamos numa reserva desses índios a seguir o pe mário scopel sacerdote católico um dos nossos proferiu em ato religioso foto divulgação deborah esbanja simpatia pelos palcos onde canta eco entrevista aluisie picolotto mo que traz em seus personagens a identidade do nosso povo gaúcho os homens fortes apaixonados pelas guerras valentes e machistas mas sobretudo em suas personagens femininas vemos o retrato da coragem e compreensão nas mulheres sofridas mas determinadas que não se entregam nas dificuldades entre outros que cada vez mais enriquecem a cultura do nosso pago eco ­ música eu tenho várias músicas que adoro escutar e tocar como toco gaita as que mais toco são do artista gaúcho albino manique como bombacha larga do litoral a serra entre outras mais campeiras mas as que mais gosto de escutar são da boca pra fora e cantador de campanha de luiz marenco eco sonho tudo o que um sonho precisa para ser concretizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado meu sonho é aquele que eu estou vivenciando no momento que eu consegui realizá-lo é ser uma prenda mirim do rs com certeza continuarei minha jornada no tradicionalismo nunca desistindo do sonho de ser novamente prenda do rs levando assim aos quatro cantos deste meu estado o conhecimento a força a beleza e a tradição da verdadeira mulher gaúcha e quem sabe algum dia cursar o tão sonhado curso superior de música foto rogério bastos nome aluisie picolotto idade 13 anos escolaridade ensino fundamental ­ 8ª série naturalidade serafina corrêa entidade ctg galpão da saudade região 11ª rt eco o que você sentiu quando ganhou o concurso num primeiro momento nem acreditei foi algo que aos poucos comecei a entender uma emoção enorme que fez com que todos que estavam torcendo por mim desabassem num choro de alegria um alívio sabendo que o meu dever estava cumprido que daquele dia em diante eu seria uma das prendas do rs representante do tradicionalismo gaúcho a emoção de ter conquistado esse título me deixa cada vez mais confiante para lutar pelos meus sonhos e buscar sempre mais eco ­ o que mais gosta de fazer fora do tradicionalismo com certeza é praticar a minha gaita eco ­ filme um dos filmes que me chamou mais a atenção e que já assisti várias vezes é o filme netto perde sua alma onde vemos as façanhas de netto nas revoluções do sul do brasil eco ­ culinária entre a diversidade de comidas que encontramos no nosso estado a que mais me agrada sem dúvida é um churrasco também um arroz de carreteiro e a comida mais tradicional dos italianos a polenta eco livro favorito o meu livro preferido é o o tempo e o vento ­ o continente i juntamente com toda a coleção escrito pelo nosso saudoso escritor gaúcho erico veríssi emocionante nós cantamos o hino dos cavaleiros da paz e o hino do rio grande do sul já estava conosco um pelotão da polícia montada da força pública da bahia que por gentileza e hospitalidade de seu comandante autorizou que nos acompanhasse em todo o trajeto da cavalgada montados fizemos amizade com os simpáticos e atenciosos policiais baianos no dia 13 depois de fazermos um trecho embarcados partimos de ilhéus a cavalo buscando o roteiro de 230 quilômetros que havíamos projetado passamos pelo vesúrio e bataclã que jorge amado imortalizou no filme gabriela cravo e canela inicialmente havíamos programado um roteiro pelo litoral baiano ou seja pela costa marítima mas o caminho seria muito mais longo até alcançarmos a capital salvador foi quando então decidimos fazer a viagem saindo de ilhéus cortando as cidades do sul da bahia como uruçuca camamú itubera taperoa valença e nazaré observamos muita pobreza naquele interior da bahia era época de eleições e as moradias muito simples quase todas elas enfeitadas com propaganda política contrastando com este lado negativo encontramos gente simples de uma simpatia contagiante que nos recebia sempre com muita alegria e surpresas de encontrarem gaúchos à cavalo naquela distância homenageando os 500 anos do descobrimento do brasil de vez em quando encontrávamos cavaleiros baianos montados em seus manga larga fazendo verdadeiras acrobacias a cavalo acompanhando-nos por alguns trechos em narazé numa noite assistimos uma demonstração fantástica em nossa homenagem quando cavaleiros e cavaleiras entraram na cidade montados galopeando em ruas calçadas com pedras a galope saltando dos cavalos e soltando-os livres que de tão bem adestrados sozinhos iam se postando um do lado do outro em forma machos e fêmeas sem criar qualquer tipo de problema acredito que não se conseguiria fazer um espetáculo desses com nossos crioulos não sei bem porque mas deve ser pelo fato de que o nosso bagual quando encontra uma égua fica totalmente indisciplinado ainda que mal comparando é meio parecido com seus donos continua tema anual mtg em defesa da saÚde e bem estar do tradicionalista

[close]

p. 8

8 ano xi edição 138 fevereiro de 2013 patrono do campeirismo vocÊ sabia que o homem que laçava com o pé manoel bento pereira ou maneco pereira foi o maior laçador que o rio grande do sul conheceu em todos os tempos ele nasceu no dia 18 de junho de 1848 no município de rio pardo ainda criança foi com a família para a estância do curral de pedras no município de rosário do sul onde seu pai trabalhou de capataz a curral de pedras era no século xix uma das maiores estâncias do sul do estado hoje ela está dividida em mais de 10 fazendas todas de regular tamanho o que demonstra sua grandeza o rebanho de gado alcançava mais de 42 mil cabeças aos 15 anos maneco pereira já era o sota-capataz da estância cargo que antigamente era dado ao peão que mais se destacasse nas lides de campo com a morte do pai assumiu a função de capataz foi quando conheceu a jovem clara veneral penteado natural de batovi município de são gabriel com quem veio a casar mudando-se para o então posto de santa leonida onde depois foi construída sob sua orientação a tão conhecida estância que ainda hoje conserva o nome com que foi batizada pelo famoso laçador de seu matrimônio nasceram 12 filhos com a economia de longos anos de trabalho acumulou regular fortuna o que lhe permitiu comprar em março de 1892 a fazenda denominada santa clara no batovi constituída de 20 quadras de sesmaria de campo e também arrendou mais 20 quadras de outros herdeiros em batovi fixou residência para o resto da vida foi onde viveu seus áureos dias de grandes campereadas de famosas caçadas de imensas alegrias foi onde sofreu também toda sorte de peripécias as mais ingratas e cruéis que o destino lhe preparara para o resto da vida É quase incrível o que contam das suas façanhas praticadas em tempos idos tão espetaculares foram esses feitos realizados numa época em que o laço e as boleadeiras faziam exímios manejadores que a própria critica implacável e fria soube exaltá-lo com destaque na era dos grandes campeiros entre os mais respeitados que existiram maneco pereira foi um laçador que tanto pealava e laçava com as mãos como com os pés e não fazia isso por acaso bastava advir ocasião com o laço nas mãos só não fazia chover era como um artista fazendo demonstrações da sua arte num palco de diversões maneco pereira estava repontando uma ponta de gado para um campo vizinho quando seu cavalo enredou-se em uma linha deitada de arame o animal assustou-se e a queda foi tão violenta que o velho campeiro ficou imprensado contra a cabeça do serigote machucando-se gravemente o ferimento agravou-se sensivelmente deixando-o muito doente todos os recursos médicos da época foram mobilizados mas de nada adiantou no dia 11 de fevereiro de 1926 morria maneco pereira tendo sido sepultado no dia seguinte no cemitério do joanico situado no batovi no mesmo local descansam sua esposa quase todos os filhos e muitos netos e parentes fonte livro maneco pereira o homem que laçava com o pé de autoria do historiador osório santana figueiredo foto divulgação já começaram as atividades de preparação para o acendimento da chama crioula 2013 a chama crioula dos festejos farroupilha de 2013 será acesa dia 17 de agosto em santo amaro município de general câmara em setembro de 2012 cavalarianos de general câmara receberam uma centelha da chama em venâncio aires e a mantiveram acesa junto à sede do ctg alcides osório na terça-feira dia 8 de janeiro um grupamento de cerca de 80 tradicionalistas acompanhados de um piquete de cavalarianos do ctg erva-mate conduziu a chama até santo amaro na igreja o grupamento se uniu à procissão do padroeiro de santo amaro ao mesmo tempo em que fundiu a chama crioula com a lamparina que se mantém acesa junto à imagem do foto liliane pappen padroeiro além da comunidade religiosa da irmandade de santo amaro o ato foi acompanhado pelo presidente do mtg erival bertolini e pelo prefeito de general câmara darci de freitas já começaram as atividades de preparação para o acendimento da chama crioula para todo o estado conforme o coordenador da segunda região tradicionalista ivan botelho a chama crioula será acesa no dia 17 de agosto na praça central de venâncio sediou a chama em 2012 santo amaro chama crioula 2013 maneco pereira cujo nome era manoel bento pereira é o patrono do campeirismo gaúcho que ele nasceu em 1848 e faleceu em 11 de fevereiro de 1926 data considerada o dia do campeiro que maneco pereira foi considerado o maior laçador da história pois laçava inclusive com o pé estão programadas duas edições a 37ª em maio e a 38ª em dezembro o patrão do ctg sinuelo do pago de uruguaiana entidade organizadora do festival desde a sua primeira edição ivoné emílio colpo confirmou a realização da califórnia da canção nativa este ano a 37ª edição que deveria ter acontecido em dezembro de 2010 deve ser realizada no mês de maio de 2013 em data ainda por ser definida já a 38ª edição acontecerá em dezembro mês tradicional do evento ambas as edições serão realizadas no cine teatro pampa totalmente reformado e preparado para acolher grandes eventos quanto as músicas concorrentes na 37ª edição ivoné assegura a participação das obras classificadas na triagem realizada em 2010 temos que aproveitar o que já foi encaminhado até agora afirma o patrão garantindo inclusive o mesmo time de jurados anteriormente definidos o entusiasmo do patrão ivoné se justifica por duas razões importantes a primeira delas é o fato de existir um projeto cultural aprovado pela lic/rs já em processo adiantado de captação de recursos a outra razão é a volta do apoio da prefeitura de uruguaiana firmado pelo novo prefeito luiz augusto schneider É importante lembrar que a califórnia da canção nativa surgiu em dezembro de 1971 e é considerada a celula mater dos festivais nativista do rio grande do sul que conta atualmente com cerca de 50 eventos sendo promovidos a cada ano a maioria deles inspirados no modelo inicial da califórnia ­ lembra jairo reis jornalista da rádio am 1120 do grupo rbs ctg sinuelo confirma califórnia em 2013 maneco pereira foi um homem do campo incomparável na arte de laçar e pealar viveu numa época quando o laço e as boleadeiras eram instrumentos de ciência e precisão das lides da campanha o livro que conta a história de um dos nomes mais célebres do rs foi escrito pelo historiador osorio santana figueiredo maneco pereira patrono do campeirismo gaÚcho tema quinquenal o mtg engajado na campanha de combate À corrupÇÃo laÇando a corrupÇÃo

[close]

p. 9

ano xi edição 138 fevereiro de 2013 9 pelo rio grande no brilho de nossos olhos o amor pela querência frase criada por fraga cirne virou o lema do grupo de surdos do ctg querencia da escola concórdia da capital em novembro de 1983 alguns alunos da escola concórdia assistiram a apresentação de um grupo de danças folclóricas do rio grande do sul foi suficiente para despertar neles a vontade de aprender a dançar mesmo sabendo que não poderiam ouvir o som da gaita em 1984 já como membros do ctg querência os alunos começaram a desfazer o mito que os surdos não poderiam dançar por não ter um sentido tão importante para quem executa esta arte para realizar a obra que muitos consideravam impossível o ctg convidou a professora leda salvi fui colaborar ensinando algumas danças fáceis para que jovens fizessem uma apresentação no entanto acabei me apaixonando por eles confessa a professora leda leda e seu envolvimento com o grupo viajou pelo brasil com os jovens surdos mostrando que os tradicionalistas do nosso estado ouvintes ou surdos podiam mostrar a nossa arte de preservação da cultura o trabalho a crença e a perseverança da professora leda fez surgir no estado um grupo inédito as dificuldades não foram poucas levou mais de um ano para que eles pudessem aprender algumas danças ela desenvolveu uma metodologia própria ela passou a contar os compassos proporcionando a sincronia entre a gaita e os dançarinos o posteiro do grupo fazia a contagem para que todos iniciassem juntos neste sistema a professora leda inverteu o ditado que passou a ser para os surdos se toca conforme a dança e não se dança conforme a música muitas vezes as pessoas não acreditavam que os jovens realmente não ouviam tamanha harmonia existente em um destes episódios a professora resolveu acabar com qualquer dúvida no meio da apresentação do grupo leda fez o chamado para gaita o grupo continuou dançando até o fim como se nada tivesse acontecido emocionando o público com lágrimas aplausos e acenos ao final das apresentações cantavam céu sol sul terra e cor do cantor leonardo momento em que todos eram tomados pela emoção o ctg querência da escola especial concórdia foi sem dúvida uma entidade que se destacou já que todos os integrantes eram deficientes auditivos o ctg que tinha o acompanhamento dos pais e amigos dos jovens durou até que o reitor da ulbra mantenedora da escola na época resolveu desativar o departamento quando chegou ao fim o departamento na escola a professora vagou com seus alunos por outras entidades o ctg glaucus saraiva abraçou a causa e apoiou a existência do grupo mas o vínculo da escola era muito importante depois de um certo tempo o grupo se desfez os tempos passaram uns casaram outros formam pra faculdade outros se tornaram pais e a saudade foi batendo dos amigos dos tempos que viajavam e dançavam pelo brasil foi aí que um grupo de surdos procurou a professora leda que reside no litoral para reativar o folclore como eles chamavam e o 35 ctg através da patroa márcia borges abriu as portas do pioneiro para os membros do ctg querência entidade especial que quando é vista toca os corações até mesmo dos índios mais xucros do rio grande os cavaleiros da costa doce cavalgada percorreu o litoral sul do estado em 10 dias pelas margens da lagoa dos patos com autoridades locais e estaduais e shows tradicionalistas no final do trajeto domingo dia 20 pela manhã enfrentaram os trechos de maior aventura mas também de muita beleza atravessando banhados juncos campos e diversos percursos dentro da lagoa foram recebidos com festa na colônia z3 de pescadores encerrando a cavalgada que percorreu 300km em 10 dias que reviveu caminhos antigos resgatando a história dos gaúchos pampeiros das charqueadas e da revolução farroupilha as fotos da cavalgada estão publicadas no site www.cavaleirosdacostadoce.com.br fotos de jeandro garcia sandro fuculo cavaleiros cruzam por dentro das aguas da lagoa encerrou em pelotas dia 20 de janeiro a 14ª cavalgada da costa doce que partiu no dia 10 da cidade de guaíba seu trajeto as margens da lagoa dos patos promoveu a integração dos cavaleiros da costa doce com a bela paisagem natural da região durante sua passagem a cavalgada interagia com a comunidade costeira divulgando seus atrativos turísticos através da preservação da cultura campeira gaúcha na noite do dia18 os cavaleiros que estavam acampados na fazenda do sobrado em são lourenço do sul participaram da missa crioula atividades fandangueiros da tradição se fizeram presentes foto divulgação foram 300 km em 10 dias de cavalgada mtg do rio grande do sul está de luto a boate kiss na rua dos andradas em santa maria foi palco de uma tragédia na madrugada de domingo dia 27 um incêndio que teria começado por volta das 2h da madrugada causou a morte de 245 pessoas o fogo teria iniciado quando uma pessoa soltou um sinalizador dentro da boate muitos destes jovens estavam comemorando a entrada para a universidade em deslocamento para santa maria o presidente do mtg erival bertolini que nasceu em espumoso mas que fez da cidade coração do rio grande sua querência mal conseguiu falar ao telefone tamanha a emoção para solicitar uma nota oficial do movimento tradicionalista bertolini ainda chocado com a notícia solicitou a publicação o movimento tradicionalista gaúcho do rio grande do sul se solidariza com familiares e amigos das vítimas manifestamos nossos sentimentos de tristeza e rezamos pela paz dessas famílias e do povo de santa maria que precisará de muita solidariedade para superar essa tragédia as entidades tradicionalistas de santa maria se colocaram a disposição para ajudar a comunidade santa-mariense jovens surdos aprenderam a superar as dificuldades tema anual mtg em defesa da saÚde e bem estar do tradicionalista

[close]

p. 10

10 você sabia que foi aprovada a proposta da diretoria do mtg em criar para 2014 um acampamento onde o tradicionalismo poderá se autoanalisar ano xi edição 138 fevereiro de 2013 congresso definiu os rumos do tradic santa maria recebeu o rio grande tradicionalista nos dias 4 5 e 6 de janeiro no ginásio municipal de esportes para a realização do 60º congresso tradicionalista gaúcho o calor intenso foi amenizado com a chuva que caiu no sábado aliviando para os mais de mil congressistas inscritos para o conclave na sexta feira na parte da tarde chegou a chama crioula vinda a casco de cavalo da cidade de pelotas onde aconteceu o congresso anterior depois foi dado sequencia às sessões plenárias sob a presidência de ilva maria borba goulart coordenadora da 4ª rt escolhida para presidir os trabalhos na relatoria geral teve o apoio de nairoli calegaro e na secretaria de atas paulo roberto de fraga cirne e claudiane vieira o vice-presidente foi josé adair da silva capital foi escolhida para sediar congresso de 2014 general câmara será local do acendimento da chama de 2013 tema anua identificação de locais históricos zeno dias chaves conselheiro benemérito propôs que o mtg recomende aos coordenadores regionais e conselheiros ligados às regiões de origem departamentos culturais com a ajuda de historiadores e a parceria da secretaria de cultura do estado que pesquisem locais históricos e as respectivas identificações pois com este trabalho diz o autor estaremos cumprindo com um dos principais objetivos do tradicionalismo e ajudando a resgatar identidade cultural fotos páginas centrais rogério bastos jornal o macanudo gaúcho sempre presente nos grandes eventos música tema do congresso cezar freitas e diretor de jornalismo recebeu homenagem em nome da rbs tv que para 2015 dom pedrito busca ser sede do congresso e a citg defende o acendimento da chama crioula internacional no uruguai objetivo anual do mtg para 2013 as prendas taynara hella moraes ouriques 1ª prenda e aline rigão de vargas do departamento cultural ambas da 13ª região propuseram e foi aceito por unanimidade como objetivo anual o tema mtg em defesa da saúde e bem estar do tradicionalista destacaram as autoras que a saúde é uma das questões fundamentais da sociedade e por ser um dos grandes deveres do estado o tradicionalismo serve como ferramenta agregadora social tornando-se de fundamental importância que a saúde também esteja entre as questões e atenção especial do movimento tradicionalista gaúcho de autoria de josé aldomar de castro conselheiro benemérito do mtg que sugeriu a composição grito de alerta letra de salvador ferrando lamberty e música de valdomiro maicá por considerar que neste congresso estavam presentes representantes de todo o estado do rio grande do sul e entendeu ser uma bela oportunidade para um tema que aponta providências a serem tomadas para entregarmos às futuras gerações um pampa compatível com a industrialização agrária e perfeita sustentabilidade com a relatoria do músico cláudio vargas que deu seu parecer favorável a música foi aprovada por unanimidade gustavo bierhals da orcav recebe a chama com o presidente chama crioula 2013 com a retirada da proposta da 8ª região tradicionalista general câmara não teve concorrência mas foi votada pela plenária com relatoria de josé gelso miola a vila de santo amaro do sul distrito de general câmara foi elevada a categoria de freguesia em 1773 para em 1809 ser incorporada ao recém criado município de triunfo e em 1849 ao de taquari em 1881 chegou a categoria de município em 1971 serviu de sede para as gravações de um certo capitão rodrigo dirigido por anselmo duarte perto do balneário do coqueiro está o sobrado que pertenceu ao maior inimigo dos farroupilhas chico pedro o moringue lá será o local do acendimento o 60º congresso foi muito tranquilo e teve quase mil inscritos

[close]

p. 11

ano xi edição 138 fevereiro de 2013 11 cionalismo gaúcho para o ano de 2013 tema dos festejos farroupilhas com o tema já apresentado em 2012 o rs no imaginário social rogério bastos enfatizou que se o gaúcho nasce deste imaginário onde se encontram os mitos lendas contos e histórias vê-se abrir uma janela para a recuperação das formas de ver sentir e expressar a realidade dos tempos passados o imaginário é um sistema produtor de ideias e imagens que suporta as duas formas de compreensão do mundo a forma racional e conceitual que produz o conhecimento científico e a das sensibilidades e emoções que correspondem ao conhecimento popular aprovada por unanimidade depois de relatada por marilane mendes a proposição teve três comentários favoráveis rui rodrigues josé aldomar de castro e maria izabel trindade de moura será formado um grupo de estudos para confecção do livro dos festejos e para as palestras durante o ano al e dos festejos farroupilhas entre assuntos tratados neusa secchi a nova vice-presidente de cultura do mtg natural de passo fundo neusa marli bonna secchi é a nova vice-presidente de cultura do mtg casada com eng agrônomo valdir secchi com quem tem dois filhos daniela e rodrigo neusa gosta muito de estudar história folclore e tradição isso a levou a cursar a faculdade de história na universidade de passo fundo e realizar especialização em folclore na faculdade palestrina de porto alegre no ano de 1981 influenciada por duas renomadas mestras e amigas rose-marie reis garcia e lilian argentina matéria nesta edição como professora exerceu vários cargos seja ministrando aulas ou desempenhando a função de diretora de escola sempre procurou trabalhar a cultura regional um fato importante digno de nota aconteceu há 30 anos em 1983 quando ela trabalhava com os alunos a cultura regional surgiu a ideia de criar um ctg na escola logo fui até a antiga sede do mtg no centro administrativo do estado e convidei o presidente onésimo duarte para proferir uma palestra na minha escola foi um sucesso contou neusa fui responsável durante cinco anos pela redação do caderno piá do jornal eco da tradição nos anos de 2007 2008 2010 2011 e 2012 eco qual o planejamento para a cultura em 2013 senti-me honrada ao receber o convite para exercer o cargo de vice-presidente de cultura procurarei desempenhar bem a função correspondendo à confiança em mim depositada quando falamos em cultura congregamos muitos conhecimentos hábitos usos e costumes artes enfim é a herança cultural tradicional do grupo que é expressa conforme o modo de vida de um povo de uma comunidade É muito amplo o trabalho no que se refere à cultura no movimento temos a proposta de abrir o leque de interação com demais segmentos culturais instituições acadêmicas para adquirir mais conhecimentos e outras linhas de ação que venham aprimorar e melhorar nossa formação e integração com a sociedade gaúcha chegar mais diretamente ao professor informando-o e orientando-o porque ele é um agente transformador e multiplicador indispensável o planejamento deve estar de acordo com os regulamentos e normas que fundamentam projetos cursos e concursos entre outras atividades de cunho sócio-histórico-cultural do mtg s milton moreira recebeu título de conselheiro benemérito do mtg congresso tradicionalista 2014 porto alegre não sediará somente a copa do mundo por decisão do congresso realizado em santa maria a capital de todos os gaúchos será a sede do maior acampamento da história dos congressos em 2014 nairolí calegaro foi o autor da proposta que teve o aval da prefeitura municipal de porto alegre e o apoio de elomir malta erival bertolini e paulo roberto de fraga cirne como manifestações favoráveis à proposta a diretoria do mtg propôs que para este congresso seja organizado um grande acampamento de avaliação da atuação de todos as áreas e setores do tradicionalismo através de grupos específicos para cada segmento grupo de trabalho da 2ªrt que levou a chama crioula para gal câmara equipe de trabalho do 60º congresso liderado pela presidente ilva goulart c eco conte-nos um pouco sobre sua história tradicionalista vivi meus primeiros anos na zona rural do planalto médio após 12 anos de idade fui morar na cidade para continuar meus estudos todos os finais de semana voltava para o meio rural tive oportunidade de vivenciar com meu pai as carreiradas de eco o que as prendas e peões devem cancha-reta os banhos do gado contra esperar nas provas escrita qual a tua carrapatos marcações castrações aparcaracterística para esse tipo de modalites dos bichos tropas e embarques dos dade cultural bois gordos para o frigorífico entre outras farei as provas dentro do regulamento lidas campeiras do concurso observando a bibliografia ino gosto das coisas da terra o dicada com questões claras e o nível de sentimento cívico e das tradições sempre dificuldade conforme a categoria prenda correram nas minhas veias na década de peão a prova vai medir o grau de co60 há meio-século já participava dos nhecimento dos participantes e para os centros de tradições gaúchas do meu que estão preparados com certeza vai ser pago após o casamento e o nascimento muito fácil dos filhos iniciei minha participação direta no movimento organizado ajudando eco como vai ser o trabalho com sua na criação e administração do ctg roda equipe de chimarrão na 1a rt até formando as realizaremos o trabalho integrado com a invernadas com alunos da escola da qual participação de era professora então a integração ctg/es todos os decola era uma realidade partamentos fui patroa de ctg diretora cultural visandoe diretora cultural da 1ª região tradiciona sempre o lista por vários anos alternados secretaria conhecida fcg diretora técnica da fcg secretária mento e geral do mtg conselheira do mtg direto o jovem ra do jornal do mtg diretora de cultura interna do mtg e atualmente recebi o convite para exercer o cargo vice-presidente de cultura realizei em meados da década de 90 o projeto tradição e folclore na escola no ano de 1995 nos municípios que compreendem a 1ª região tradicionalista posteriormente oficializado pelo movimento como mtg vai à escola iniciei também na década de 90 o projeto escola vai ao parque harmonia durante semana farroupilha em 1994 há quase 20 anos portanto iniciando-se com 100 crianças e hoje com a denominação ciranda escolar evoluiu para neusa secchi traz toda sua experiência para o mtg cerca de 15 mil escolares.

[close]

p. 12

12 vocÊ sabia que ano xi edição 138 regiÕes tradicionalistas fevereiro de 2013 20ª região empossa nova coordenadoria foi na cidade de humaitá no ctg epopeia farroupilha no dia 11 de janeiro que tomou posse a coordenadoria da 20ª região tradicionalista a coordenadoria que foi eleita no dia 27 de outubro de 2012 na cidade de três de maio tem como coordenador eugênio batista o departamento cultural ficou sob responsabilidade de bernardete padoin enquanto o artístico e o campeiro ficaram aos cuidados de luciana rolim e leandro gutterres respectivamente o vice-coordenador administrativo é rogério krombauer e a vice-executica é vânia vitancourt estiveram presentes na posse o presidente do movimento tradicionalista gaúcho erival bertolini o conselheiro do movimento milton sganderla e a 2ª prenda juvenil do rio grande do sul a jovem verônica lorenset padoin foto divulgação gilda 14 gestões frente a 7ª rt quase chegando à casa dos 60 anos mas com uma disposição juvenil gilda galeazzi profissional liberal da cidade de passo fundo chega a sua 14ª gestão frente a 7ª região tradicionalista gilda iniciou sua vivencia no tradicionalismo em 1969 e ao lado de seu esposo carlos medeiros de mello aprendeu as lides da administração dentro das entidades e da região onde chegou a ser secretaria geral da 7ª rt em 1995 foi eleita pela primeira vez coordenadora regional ficando foto:divulgação no posto até 2004 em 2010 à pedido das entidades voltou e em 2013 elegeu-se pela 14ª vez coordenadora gilda vê que a maior dificuldade encontrada pelas entidades ao longo dos anos foi a perda de seus quadros associativos que lhes dava sustentabilidade para a manutenção das sedes fui a primeira mulher eleita para administrar uma região tradicionalista principalmente porque o movimento tradicionalista para alguns é considerado um movimento gilda galeazzi conservador ­ contou gilda a elaboração da constituição brasileira de 1891 iniciou-se em 1889 após um ano de negociações a sua promulgação ocorreu em 24 de fevereiro de 1891 esta constituição vigorou durante toda a república velha e sofreu apenas uma alteração em 1927 a constituição de 1891 foi fortemente inspirada na constituição dos eua descentralizadora dos poderes dando autonomia aos municípios e às antigas províncias que passaram a ser denominadas estados cujos dirigentes passaram a ser denominados presidentes de estado coordenadoria da 20ªrt toma posse xxxi rodeio crioulo ,00 1.000 r 2 ios prêm o mp v Ílio sil marcus vinícius falcão é o coordenador da 1ª rt depois de uma experiência como vice-presidente da fcg marcus aceita o desaio de coordenar a 1ª região aos 57 anos marcus vinicius falcão ferreira é o novo coordenador da 1ª região tradicionalista natural de são gabriel,mas residindo em porto alegre onde é funcionário público municipal marcus começou a atuar no meio em meados da década de 90 onde em seu trabalho tinham um grupo folclórico que se apresentava na semana farroupilha a partir dali criou um grupo na associação dos servidores do demahb para o culto às tradições dali em diante foram cursos e mais cursos para aprender a filosofia do movimento e de participar muito em grupos de cavalgadas ao longo de sua trajetória foi patrão do dtg joão de barro por seis anos secretario da sub-coordenadoria da zona sul de porto alegre guaiaca tesoureiro da 1ª rt em 2009 e 2010 foi ainda 1º vice-coordenador da 1ª rt membro colaborador da comissão gaúcha de folclore presidente do conselho fiscal da associação dos amigos do igtf e vice-presidente da fundação cultural gaúcha mtg mais de iro vere de 21 a 2 4 d e fe al e m esp buenas ho eio rod ico íst art a ead inet loresta g lha f ropi t a de 1 20 p 3 foi inspirada no modelo federalista estadunidense permitindo que se organizassem de acordo com seus peculiares interesses desde que não contradissessem a constituição exemplo a constituição do estado do rio grande do sul permitia a reeleição do presidente do estado sotoriva 9º mandato na 19ª rt aos 52 anos o contabilista zulmir josé sotoriva assumiu mais uma vez a 19ª região atuante no tradicionalismo há mais de 30 anos iniciou suas atividades no ctg galpão campeiro em erechim onde se associou em 1980 foi coordenador na década de 90 96/97 e depois disso tornou-se conselheiro do mtg fiscal em 1998 e conselho diretor,1999 a 2003 retornou a coordenadoria em 2006 onde permaneceu até 2009 saiu em 2010 retornando em 2011 2012 e reeleito para mais este mandato 2/02 sexta 2w ho s sábado 23/02 fandango tema quinquenal o mtg engajado na campanha de combate À corrupÇÃo laÇando a corrupÇÃo

[close]

p. 13

ano xi edição 138 fevereiro de 2013 13 impressões sobre lilian argentina e rose marie reis garcia através de nossas existências convivemos trabalhamos com personalidades especiais cujas vidas beneficiaram culturalmente comunidades conhecendo suas realidades vivências enfim o pulsar de inumeráveis regiões e até mesmo de países que as convidavam seja para aprender ou ensinar o cabedal de saberes que elas eram portadoras duas delas merecedoras de nosso carinho e admiração já não mais se encontram entre nós profa lílian argentina braga marques e dra rose marie reis garcia figuras de proa da ciência do folclore lilian e rose são dignas de que se faça um retrospecto de sua atuação como folcloristas expoentes máximos na área da pesquisa estudos e divulgação do folclore sul-rio-grandense testemunho da profa carmen de mello mattos conheci lilian argentina quando juntamente com um professor e a convite dele fui a tramandaí a fim de conhecer o auto folclórico do boizinho uma variante do bumba-meu-boi que lilian investigara tendo-o remontado realizamos a repesquisa foi a minha estreia nesse campo do conhecimento lilian argentina presenteou-nos de bandeja os pormenores do trabalho que havia feito o resultado desse encontro foi a sua publicação à época no diário de notícias tempos depois reencontramo-nos em porto alegre onde ela estava residindo o prazer que a mesma demonstrou ao me ver foi tão grande que me cativou logo viemos nos fazer amigas nesse meio tempo eu assumirá o cargo de professora de indumentária gaúcha ,na escola gaúcha de folclore da secretaria de educação e cultura sec e quem vi em minha aula entre os alunos dona lilian argentina lá ela complementou seus estudos sobre a parte teórica da ciência do folclore pois conhecimentos dos fatos de cultura espontânea ela já os possuía e bastante uma vez que fazia pesquisas de longa data e vivência rã muitos desses acontecimentos no interior do estado continuando sua trajetória de docente lecionou folclore e danças folclóricas gaúchas na academia de polícia militar apm em porto alegre participou com relevância do movimento tradicionalista gaúcho mtg com palestras cursos em comissões julgadoras honrando com sua presença os candidatos aos concursos ainda atuava no cargo de conselheira deste movimento cuja finalidade precípua é a de cultuar as tradições gaúchas por tudo isso eu já trabalhando no instituto gaúcho de tradição e folclore tive a grata satisfação em vê-la adentrar na instituição pelas mãos do presidente dr paulo xavier bem como do diretor técnico or paixão cortes pondo em disponibilidade seus ensinamentos como folclorista tendo organizado dirigido e ampliado durante muitos anos a equipe de pesquisa testemunho da profa carmen de mello mattos conheci rose marie no tempo em que eu era orientadora de arte dramática da secretaria da educação e cultura ela fazendo teatro na escola com seus alunos,os quais foram por mim apresentados num programa de tv local ao realizar em porto alegre um curso nas especialidades de artes plásticas música e teatro à maneira das missões pedagógicas que fazíamos pelas cidades interioranas rose participou ativamente do grupo de teatro destacando-se com outras duas colegas assim ao partir para um projeto maior a sec organizou um congresso nacional sobre arte na educação tendo essa equipe de três professoras por nós requisitadas sido inestimáveis no bom andamento dos trabalhos e foi um sucesso desde então estabeleceu-se uma bela amizade entre nós licenciada em música pela universidade federal do rio grande do sul ufrgs seus conhecimentos foram-se aprimorando até alcançar um elevado nível através de cursos de extensão como a seguir · especialista em etnomusicologia e folclore pelo instituto interamericano de etnomusicologia y folklore de caracas venezuela oea · mestre em educação pela pontifícia universidade católica do rio grande do sul puc-rs · doutora em musicologia/etnomusicologia peia universitè lumière da frança entre as funções que desempenhou contam-se as seguintes · pesquisas na área do folclore e da música · assessoria técnica do gabinete de pesquisas folclóricas da ufrgs o docência nos cursos de graduação e pós-graduação em música na ufrgs e presidência da comissão gaúcha de folclore como dirigente dos destinos da citada comissão houve-se com extrema competência ao realizar o ix congresso brasileiro de folclore em porto alegre/rs rose convidada pela profa lilian para aceitar o honroso lugar de diretora técnica no instituto gaúcho de tradição e folclore passou a trabalhar numa profícua colaboração que as unia ideal de persistência e dedicação ao laborar pesquisas em todas as suas etapas formando uma dupla perfeita da qual todos se beneficiaram juntas lilian e rose com a participação de alguns colegas promoveram a revitalização da comissão gaúcha de folclore esta importante instituição congregou inúmeras e proeminentes figuras da intelectualidade como cientistas,pesquisadores estudiosos de áreas culturais afins colaborando e produzindo obras relevantes concernentes à área do folclore sul-rio-grandense a reestruturação com a então presidente prof3 lilian argentina e vice dra rose garcia visou uma efetiva atuação a nível tanto estadual como federal testemunho da profa sônia terezinha de siqueira campos deixemos a profa lilian argentina braga marques falar por si numa das anotações encontradas junto às suas pesquisas dedico-me à pesquisa de campo há 45 anos iniciei por curiosidade de maneira informal apenas escorada na obra de câmara cascudo e renato almeida .não escolhi apenas um fato cultural mas o complexo vivência pesqueira em 1973 conquistei o prêmio nacional de folclore silvio romero entrei em contato com outros folcloristas brasileiros e passei a participar da associação brasileira de folclore recebi algumas valiosas aulas de rossini tavares de lima e julieta andrade iniciei troca de informações com outras estudiosas do brasil cursei a escola de folclore do rs dirigida pelo notável professor carlos galvão krebes que me levou a estudar as várias escolas de interpretação folclórica a atividade que se exercia orientadora de ensino favoreceu-me conhecer melhor o rs posteriormente passei a dirigir o setor de pesquisas folclóricas do igtf instituto gaúcho de tradição e folclore feito que abriu novas oportunidades para o meu trabalho primeiramente posso informar a vocês que não tenho ligações com santos minha mãe veio para o brasil de jersey inglaterra com 15 anos era anglicana aqui ingressou na igreja metodista que não tem santos eu e meu irmão frequentamos a escola dominicana até adultos meu pai era teosófico e permitiu que cada um seguisse seu caminho não continuei na igreja para não fazer profissão de fé aos 18 anos eu já lera a história das religiões a doutrina espiritualista de helena blawaski encantamento para magia de artur captiglioni conjunto de doutrinas religioso-filosóficas que tem por objeto a união do homem com a divindade mediante a elevação progressiva do espírito já havia lido a sabedoria antiga de annie besan e outras obras que me impediram fazer o julgamento sobre a bíblia apesar de ter sido organista durante 15 anos em uma igreja católica porque na localidade onde morava não havia quem soubesse tocar não participei de rituais da mesma conforme o combinado com o padre daí que os dons curativos dos santos católicos foram surpresa para mim minha atitude como pesquisadora foi a de simples observadora e registro do fato cultural o depoimento acima elaborado para um possível aproveitamento da incrível quantidade de material sobre ritos simpatias benzeduras e benzimentos não chegou a ser organizado para publicação a posteriori lilian não somente exerceu sua imensa capacidade de pesquisar as mais diversas regiões deste rio grande também revelou se uma humanista de escola ainda jovem percorria íngremes caminhos a cavalo a fim de ministrar aulas em escolas rurais num esforço gigantesco de lecionar várias séries num exíguo espaço dava lições de vida além de bem ensinar diretora por muitos anos numa escola de ensino primário em tramandaí à época seus alunos na maioria filhos de pescadores foram privilegiados devido ao esforço desta verdadeira líder não só os alunos as mães também aprenderam ofícios através de convênios com entidades governamentais buscadas pela profa lilian argentina ao lado deste já ingente esforço em prol de uma comunidade em crescimento a profa incansavelmente pesquisava aprofundando-se nos estudos da cultura espontânea e não parou mais chamada a dar palestras cursos participando em simpósios congressos encontros seminários festivais brilhava e brilhava com a mesma serenidade e simplicidade dos que não se deixam deslumbrar pela vaidade do alto conhecimento em sua maneira de ser e viver deixou nos a maior de todas suas lições quanto mais alto alcançamos o saber mais humilde nos tomamos testemunho da profa sônia terezinha de siqueira campos dra rose marie reis garcia pelotense de nascimento porém porto-alegrense de coração honrou ambas as cidades nas quais viveu e muito trabalhou distinguiu-se desde os primórdios de sua educação sempre em busca de perfeccionismo e eficiência em tudo a que se dedicava sequiosa no aprimoramento de seu saber foi em busca de países que lhe oportunizavam dentro da área de sua atuação um maior conhecimento trabalhava exaustiva e incansavelmente pouco descansava muito produzia aulas primorosas palestras livros textos teses brilhantes em espanhol ou francês além de sua língua materna ao assumir a direção técnica do instituto gaúcho de tradição e folclore ao lado de lilian argentina dupla imbatível na condução dos trabalhos demonstrou eficiência tendo sido a fase mais profícua desta instituição fomentou projetos organizou setores equipando-os dentro do possível assim possibilitando o andamento dos trabalhos com dinamismo não se afastando dos objetivos institucionais no campo da etnomusicologia cuja produção por todos admirada salientou-se com excelentes trabalhos cidadã emérita pela câmara de vereadores de porto alegre uma das inúmeras honrarias merecidamente recebida além de tantas outras comendas homenagens distinções que certamente não terminariam com sua ausência sentimo-nos orgulhosos e enriquecidos por termos partilhado de sua existência ambas lilian argentina e rose marie possuíam a mente poderosa e um enorme coração ambas professoras por vocação ambas idealistas ajudaram a todos quanto puderam orientando incentivando apoiando ensinando colaborando de uma forma sempre fraternal sempre amiga enfim contribuindo para o desenvolvimento cultural e profissional de todos aqueles que privaram tanto foto:divulgação de sua companhia como os que com elas aprimoraram seus estudos ambas foram pessoas de extrema dedicação ao trabalho à sua brilhante missão neste mundo plenas de força e coragem jamais se deram por vencidas tendo sido exemplo de capacidade devotamento e determinação folclorista lilian argentina marques tema anual mtg em defesa da saÚde e bem estar do tradicionalista

[close]

p. 14

14 vocÊ sabia que ano xi edição 138 notÍcias fevereiro de 2013 na constituição de 1891 o regime de governo escolhido foi o presidencialismo o mandato do presidente da república eleito pelo voto direto seria de quatro anos o 1º lugar na 13ª mostra de arte e tradição gaúcha do enart foi conquistado pela 19ª rt a mostra folclórica do enart que aconteceu em 17 de novembro na cidade de santa cruz do sul teve como objetivo divulgar a história do rio grande do sul e é um dos mais importantes eventos que acontece durante o festival no ano que passou as prendas da 19ª rt resgataram a chegada dos poloneses no estado e no alto uruguai conquistando o 1º lugar na mostra folclórica realizada no enart na região do alto uruguai com a fundação da colônia de erechim muitos núcleos poloneses vão aparecer por volta dos anos de 1911 e 1912 depois da segunda guerra mundial centenas de famílias polonesas vêm diretamente da polônia para se fixarem na região que progredia de modo extraordinário os imigrantes quando aqui aportaram encontraram muitas matas e algumas picadas eles se abrigavam em casebres rústicos e viviam de pequenas plantações a sua maioria não possuía titulação de terras vinham com a cara e a coragem enquanto as mulheres e crianças ficavam nos alojamentos os homens iam para a proprie 19ª rt foi a grande campeã da mostra do enart 2012 dade tomando as providências iniciais que eram desmatar uma parte da área destinada para a lavoura e tratavam de construir o habitáculo geralmente provisório eles tinham de fazer tudo derrubar árvores construir casa abrir estradas É na região do alto uruguai que se encontra a capital brasileira dos poloneses o título pertence à cidade de Áurea e deve-se ao fato de que mais de 90 dos seus habitantes são de descendência polonesa o destaque foi a witinanca recortes ­ técnica utilizada pelos colonos poloneses para decorarem suas casas bem como os ovos de páscoa pisanki a partição da hóstia oplatek e o cordeiro de pão já dizia joseph joubert quem tem imaginação mas não tem cultura possui assas mas não tem pés parabéns a todos que se envolveram neste trabalho em especial aos colaboradores descendentes de poloneses que tão bem repassaram os seus ensinamentos as nossas prendas e abriram suas residências no culto as tradições foto divulgação 30 anos de história da 27ª rt nos dias 20 e 21 de outubro foi realizada a 6ª festa regional da 27ª rt no lageado grande são francisco de paula com mais de 750 participantes com um publico estimado de 3.500 pessoas foram premiados mais de 70 participantes a festa regional vem se consagrando como o maior evento da região serrana o principal objetivo da festa é a integração entre os participantes com seus familiares e amigos que muitas vezes só se encontram neste evento a 27ª região tradicionalista é composta de mais de 85 entidades filiadas nos seus sete municípios de origem são francisco de paula cambará do sul canela jaquirana picada café gramado e nova petrópolis estas cidades turísticas abrangem a rota romântica da serra gaúcha convidativa à visitação canela com seu famoso rodeio do ctg querencia gramado com seu natal luz e tantas outras opções são chico com o ronco do bugio e a festa do pinhão nova petrópolis que é uma cidade caracterizada pelo festival de folclore e da malha um inverno gaúcho castigado pelas baixíssimas temperaturas encontra nos municípios da 27ª região um lugar magnífico para se visitar o coordenador everaldo dutra eleito para administrar a região pela qual já labuta desde 2007 junto com sua equipe homenagearam todos os ex-coordenadores pela passagem dos 30 anos da 27ª região parabéns a todos ­ cumprimentou o coordenador regional foto divulgação foi definido também a separação entre a igreja e o estado as eleições não ocorreriam mais dentro das igrejas o governo não interferiria mais na escolha de cargos do alto clero e extinguiu-se a definição de paróquia como unidade administrativa ­ que antigamente poderia equivaler tanto a um município como também a um distrito vila comarca ou mesmo a um bairro freguesia 27ª rt fazendo história sob a coordenação de everaldo dutra o país não mais assumiu uma religião oficial que à altura era a católica e o monopólio de registros civis passou ao estado sendo criados os cartórios para os registros de nascimento casamento e morte bem como os cemitérios públicos onde qualquer pessoa poderia ser sepultada independentemente de seu credo dom pedrito lança candidatura para sediar o 62º congresso tradicionalista gaúcho em 2015 durante o 60º congresso tradicionalista gaúcho em santa maria dom pedrito manifestou o desejo de sediar a 62ª edição do evento em janeiro de 2015 esforço conjunto fez a 19ª rt vencer a mostra folclorica errata o jornal eco da tradição pede desculpas aos leitores da 27ªrt pelo atraso na publicação da noticia tão importante para os municípios que a compõe ressaltamos que a coordenadoria enviou no período correto mas houve uma falha editorial a todos o nosso pedido de desculpas 18ª rt não para nem nas férias a coordenadoria e o departamento jovem da 18ª rt estarão realizando no dia 03 de fevereiro na sede campestre do ctg caiboaté junto à classificatória regional da fecars o 3º encontro da juventude tradicionalista da região a sede campestre do caiboaté conhecida também por rodolfo de lima machado fica na br 290 km 408 em são gabriel a coordenadoria que já vem realizando diversos encontros entre os jovens tradicionalistas objetiva criar um grupo de estudos que aprofunde os conhecimentos e procura assim estimular novos concorrentes nas diversas modalidades artísticas e culturais a programação conta com a análise das teses o sentido e o alcance social do tradicionalismo de jarbas lima e o sentido e o valor do tradicionalismo de barbosa lessa e ainda as teses trabalhadas na prática o credenciamento pode ser feito pelo e-mail departamentojovem18@gmail.com ou pelo fone 53 91189379 através do prefeito lidio bastos e da assessora de tradição e folclore turismo e lazer paula oliva bundt foi entregue um documento ao presidente do mtg erival bertolini no sentido de o município poder apresentar a proposta na plenária do congresso pedindo o apoio das demais cidades do rs alguns dos motivos que nos levam a querer sediar o congresso em 1972 sediamos o congresso tradicionalista na oportunidade foi eleita a primeira 1ª prenda do rio grande do sul srta lana maria correa prates representando a 18ª região tradicionalista dom pedrito em 1995 sediamos mais um congresso desta vez no ano do sesquicentenário da paz da revolução farroupilha sendo que aqui nos campos de ponche verde a paz foi tratada entre farrapos e imperialistas em 2015 estaremos comemorando os 170 anos da paz da revolução farroupilha e o prefeito municipal é o mesmo que ocupava o cargo em 1995 tendo ele portanto o maior interesse em oferecer o município para sediar o 62º congresso temos toda a estrutura e condições de oferecer a logística necessária para o bom andamento do evento com a nova constituição de 1891 extinguiam-se os foros de nobreza bem como os brasões particulares não se reconhecendo privilégio aristocrático algum tema quinquenal o mtg engajado na campanha de combate À corrupÇÃo laÇando a corrupÇÃo

[close]

p. 15

ano xi edição 138 fevereiro de 2013 15 notÍcias 3ªrt promove seminário regional de prendas e peões acontecerá no dia 02 de março no ctg querencia crioula em giruá o seminário de prendas e peões da 3ª região tradicionalista que faz parte do projeto ctg núcleo de fortalecimento da cultura gaúcha programaÇÃo 9 horas ­ entrega do material das entidades que comprove a 1ª ação do projeto ctg núcleo de fortalecimento da cultura gaúcha 9h15min ­ organização da exposição dos banners e/ou cartazes de cada entidade que comprove a 1ª ação do projeto ctg núcleo de fortalecimento da cultura gaúcha 9h30min abertura oficial 10 horas palestra abrace sua família tradicionalista ­ odila paese savaris 12 horas almoço 13h30min ­ início da apresentação dos trabalhos das entidades sobre a 1ª ação do projeto ctg núcleo de fortalecimento da cultura gaúcha 20ª rt ctg tropeiros do buricá realiza ação natal da criança feliz tendo em vista o objetivo principal de auxiliar o estado na conquista do bem coletivo e fornecer soluções para o problema enfrentado as atividades foram desenvolvidas no lar bom pastor de ivagaci na cidade de boa vista do buricá o qual abriga 61 crianças e adolescentes entre meninos e meninas órfãos sendo uma entidade carente e que necessita de ajuda o projeto foi desenvolvido pelo guri farroupilha da 20ª região tradicionalista julio cortese lorenset juntamente com as prendas e peões do ctg tropeiros do buricá de três de maio representados pela 1ª prenda daniela sartor pelo peão farroupilha juliano zimmermann pela 1ª prenda juvenil caroline knorst pelo guri farroupilha eduardo moura e pela 2ª prenda mirim lívia tiecher realizaram a ação natal da criança feliz a ação também fez parte do projeto ctg núcleo de fortalecimento da cultura gaúcha desenvolvido pelas prendas da entidade a ação contou com a colaboração da 20ª rt ctg tropeiros do buricá rádio cidade canção ­ fm rotary club três de maio e de cidadãos três-maienses que contribuíram na doação de brinquedos alimentos doces e roupas no dia 22 de dezembro realizou-se uma das etapas neste dia o papai noel entregou os brinquedos doces alimentos e roupas arrecadados às crianças marcaram presença o patrão do ctg tropeiros do buricá leandro schmitt a coordenadora cultural da entidade bernardete padoin a 2ª prenda juvenil do rio grande do sul verônica o guri farroupilha da foto divulgação 20ª rt júlio 1ª prenda do ctg daniela peão farroupilha juliano guri farroupilha eduardo 2ª prenda mirim lívia e o apresentador da rádio cidade canção ­ fm rudimar slavik foi emocionante ver o brilho no olhar daquelas crianças e o que nos deixou imensamente felizes foi que nos tornamos amigos delas eles pediam pra nós ficarmos mais retornar outro dia ver a alegria em cada um nos faz perceber como o tradicionalismo é importante pois além de estarmos preservando a nossa cultura estamos também levando vida e alegria àqueles que tem tão pouco disso e ainda mais nesta época do ano onde o espírito natalino aflora nas pessoas e relembramos os exemplos deixados pelo divino tropeiro 20ª rt fez um belo trabalho social durante o natal destacou júlio luana faz a festa em evento da 10ªrt 1ª prenda mirim do rs palestrou e ainda deu show em evento da 1ª prenda da 10ªrt em jaguari no dia 19 de janeiro no ctg invernada do chapadão em jaguari a 1ª prenda da 10ª rt tamine santos juntamente com o prendado coordenadoria e departamento cultural da região realizou o encerramento do projeto mtg núcleo de fortalecimento da cultura gaúcha o tema trabalhado foi abraçando a família que o patrão do céu nos permitiu escolher a tradicionalista o evento iniciou com uma bela celebração gaúcha onde a 1ª prenda mirim do rs luana raquel fez o agradecimento e uma prece para as famílias através da música na força da fé de mano lima logo após ouve explanação pelas prendas das entidades sobre os projetos realizados e palestra com a prenda mirim do rs que falou sobre o tema anual abrace sua família tradicionalista colocando para os presentes a importância de se resgatar os laços de união entre as famílias dentro dos ctgs o valor que sempre foto divulgação foi esteio para as crianças e jovens e principalmente de como manter esse espírito familiar que sempre norteou as entidades aconteceu também o lançamento do dvd valores de família tradicionalista seguido de um jantar preparado pela patronagem do ctg encerrando a noite luana raquel wojciechowski abriu o momento cultural em homenagem à família tradicionalista com músicas gaúchas onde outros convidados mostraram seus dotes artísticos deixando a noite muito animada luana raquel em jaguarí projeto mtg vai à escola agita regiões projeto que deve ser desenvolvido pelas prendas para a ciranda começa a ser concluído e a 18ª rt concluiu no mês de dezembro do ano passado o projeto mtg vai à escola realizado na escola estadual de 1º grau prof sueni goulart santos no 4º ano em são gabriel foi o trabalho da 1ª prenda juvenil da região letiane labandeira munhoz que trabalhou nos meses de agosto e dezembro teve como objetivo promover momentos de lazer e conhecimento sobre a cultura gaúcha incentivando preservando e valorizando a nossa tradição e os nossos usos e costumes fez parte do projeto palestras sobre o inicio do tradicionalismo gaúcho e fundação do 35 ctg além de oficinas a oficina do chimarrão contou a história da bebida típica do gaúcho seu linguajar peculiar seu preparo a lenda do letiane munhoz chimarrão e a realização de uma roda de chimarrão com a participação de alunos e professores na oficina de brincadeiras folclóricas procuramos resgatar as que andam mais esquecidas nos dias atuais com o objetivo de estimular as crianças a praticá-las no dia a dia pretendemos resgatar aquelas brincadeiras antigas como passa-anel bola de gude pega-pega esconde-esconde confecção de pipa bonecos de pano entre outras atrações que valem a pena ser conferidas destaca a prenda letiane coordenadora do projeto que também realizou uma oficina de confecção de brinquedos com materiais recicláveis fez parte ainda do projeto uma oficina de contação de lendas onde foi trabalhado o folclore gaúcho e por ultimo a oficina sobre a formação do natal gaúcho a partir da herança dos povos que colonizaram o rio grande do sul contando a história dos símbolos natalinos trazidos pelos imigrantes e que formaram nosso natal como o comemoramos nos dias atuais a oficina contou com a participação da 1ª prenda mirim do rs luana raquel wojciechowski tema anual mtg em defesa da saÚde e bem estar do tradicionalista

[close]

Comments

no comments yet