Sinpol RP

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Julho 2012

Popular Pages


p. 1

informativo oficial do sindicato dos policiais civis ano xviii julho de 2.012 nº 190 governo ignora prazo do equipe de representantes do executivo não cumpriu o prazo previsto pelo gt grupo de trabalho para apresentação das conclusões do trabalho que avalia a possibilidade de valorização das carreiras de investigador e escrivão encontro que seria realizado em são paulo foi cancelado e frustrou sindicalistas políticos e policiais civis em geral veja na página 3 gt imagens que esclarecem foto ic ribeirão preto deinter-3 realiza mega operaÇÃo cerca de 300 pessoas foram presas nas 93 cidades da área de atuação do deinter-3 com sede em ribeirão preto mais de 700 policiais civis participaram das ações conheça os detalhes na página 4 nesta edição o jornal do sinpol traz uma reportagem especial sobre a carreira de fotógrafo técnico pericial o trabalho do fotógrafo é considerado parte fundamental do laudo de conclusão de inquéritos e apesar de ser uma das carreiras com menor efetivo dentro da instituição exige dos profissionais muita precisão para não comprometer um inquérito leia na página 13 foto deinter-3 sinpol fecha convênio para lutar por desvio de função jurídico do sindicato vai exigir correto cumprimento de aposentadoria texto da lei geral da polícia civil é concluído veja o que diz a lc 1179 que trata de insalubridade policiais civis da dig de são carlos esclarecem latrocínio de empresária leia o que foi destaque na polícia civil em toda a região atenção delegados prazo para gat está acabando assembleia geral aprova por unanimidade as contas da diretoria no julho/2012 período 2011/2012 e mais impresso especial 9912250402 dr/spi sinpol correios sinpol sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto rua goiás 1.697 campos elíseos ribeirão preto sp cep 14085-460 fone 16 3612-9008 fone jornal 16 3610-2886 jornaldosinpol@uol.com.br

[close]

p. 2

editorial quando aceitei o desafio de presidir o sinpol em 2007 sabia que a tarefa não seria das mais fáceis tive que trabalhar algumas dificuldades crônicas a principal delas foi superar o temor de falar em público hoje felizmente o microfone não é mais um ser tão assustador como era anos atrás nem tão pouco o ato de me dirigir a dezenas de companheiros afinal durante nossa histórica greve de 2008 falei para milhares de policiais civis mas quando aceitei conduzir o grupo que encabeçava à presidência do sinpol um sindicato que todos nós ajudamos a construir o fiz em decorrência de minha ousadia quem me conhece sabe bem que não tenho medo de desafios e minha filosofia de vida me faz crer que todos estamos aqui apenas de passagem e cada qual é responsável por aquilo que planta pelo que constroi e coletivamente todos prosperamos juntos ou não dependendo dos rumos que tomar no dia 29 de junho realizamos a assembleia de prestação de contas após a aprovação unânime dos membros do conselho fiscal das contas do período compreendido entre junho de 2011 e junho de 2012 comuniquei aos presentes o meu afastamento por tempo indeterminado por motivos particulares ainda que estejamos passando por alguns problemas internos na administração afirmo que não irei decepcionar àqueles que me elegeram e não pretendo entregar o posto sou uma obstinada e quando me dedico a algo vou até o final os problemas começaram a surgir após a esclarecimento aprovação do novo estatuto em assembleia realizada em maio naquela ocasião conseguimos aprovar mudanças em nosso estatuto adequando-o à realidade dos tempos atuais em especial a diminuição do número de membros da diretoria que de 34 foi reduzido para nove membros todo esse processo para adequar nosso estatuto é fruto de administrações passadas que coube à minha administração promover tais mudanças para tanto publicamos edital no d.o.u diário oficial da união além de enviarmos comunicado aos colegas que possuem e-mail cadastrado convocando-os para a assembleia o processo de mudança do estatuto aprovado pelos associados foi totalmente supervisionado pelo advogado dr salvador spina que acompanhou a redação do novo estatuto sugeriu mudanças e acompanhou os trabalhos na assembleia realizada na sede do sinpol as alterações no estatuto foram aprovadas pela maioria absoluta dos associados presentes e com a tácita aprovação dos sócios do sinpol e entrou em vigor na data de sua aprovação em assembleia geral extraordinária somente poderá ser alterado reformulado ou revogado por outras especialmente convocadas para este fim na forma das disposições estatutárias ficou deliberado o seu registro em cartório e demais órgãos competentes se essa mudança gerou algum descontentamento por parte de quem quer que seja cabe ressaltar que o processo foi fruto de estudos dos quais os possíveis inconformados não tiveram interesse em participar e que tinham por objetivo dar redação final ao texto do estatuto lido em assembleia expediente o jornal do sinpol é uma publicação oficial de circulação mensal do sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto rua goiás 1697 campos elíseos cep 14085-460 ribeirão preto sp e-mail sinpolrp@sinpolrp.com.br diretoria presidente maria alzira da silva correa vice-presidência eumauri lúcio da mata célio antonio santiago paulo sérgio ribeiro chagas ricardo contin luiz henrique maringoli de lima josé gonçalves neto suplentes arnaldo vaz ferreira luiz henrique batista gino augusto franco sant anna sérgio ribeiro dos santos robert schmengler guilhaume kátia patrícia pagliari de souza e edmar alberto félix secretários kalinka cintra prado e doracy alves da silva suplentes Érica arrisse esteves dias e armando pisani júnior tesoureiros júlio cesar machado e sami haddad suplentes wagner cândido da silva e jin ciosaki patrimônio olavo elias dos santos suplente cláudia braga conselho fiscal joão carlos barbosa lima maurício kusumota e prisclia yishi s hashimoto suplentes neide amábile pastori e silva marisa lelis takata e jefferson pessoti delegados sindicais darcy gonçalez e licanor de souza campos suplentes ariovaldo torrieri júnior e reinaldo josé sanches o jornal do sinpol É uma publicaÇÃo exclusiva do laboratÓrio de notÍcias av portugal 304 cj 3 v seixas ribeirão preto sp fone/fax 16 3610-2886 diretor de jornalismo adalberto luque mtb 19.218 editor chefe júlio castro reportagens mariana araújo parras luque o jornal do sinpol não se responsabiliza por especificações ou informações que não estejam previstas no contrato de publicidade as cobranÇas serÃo feitas exclusivamente por sub ten res pm oswaldo bonfim departamento comercial contatos exclusivos devidamente autorizados fernando mendonça vanderlei garcia da costa marcos antonio fernandes jorge pontes getúlio v oliveira israel leal de souza editoraÇÃo eletrÔnica laboratório de notícias fone 16 3610-2886 e-mail jornaldosinpol@uol.com.br os artigos assinados não refletem necessariamente o conceito do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores e como já citei aprovado pelos presentes fiz o que fiz para evitar que o sinpol continuasse com um estatuto arcaico correndo risco de perder mais representatividade a exemplo do que ocorreu com os peritos e tudo devidamente orientado pelo dr spina que recebeu pelo trabalho prestado enfim a casa está dividida infelizmente no entanto venho garantir a todos os que acreditaram em meu trabalho que depositaram suas confianças em minha pessoa que continuarei à frente do sinpol lutando pela unidade meu afastamento é temporário muito ainda há que se fazer pela categoria temos objetivos e propostas à espera de concretização numa situação de batalha o estrategista deve saber a hora de avançar e a hora de recuar voltarei mais abastecida meu objetivo ainda é manter nosso grupo unido mas isso é algo que independe de minha vontade mas meu compromisso é com todos aqueles que confiam no sinpol e que esperam que sua força se renove minha ideia é arejar nossa casa respirar novos ares e crescer e por mais longa que seja a noite a luz sempre voltará a brilhar a todos aqueles que precisarem entrar em contato mesmo afastada estarei pronta para atendê-los faço questão de que todos anotem meu telefone 16 9227-9080 para finalizar é preciso lembrar que casa dividida fatalmente se destrói por si só fica aqui meu alerta mariaalzira da silva corrÊa presidenta do sinpol sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto aposentados associados do sinpol que ingressaram no quadro de aposentados em junho de 2012 salazar furloni investigador de polícia de classe especial a diretoria do sinpol felicita o policial civil por sua brilhante carreira desejando-lhe poder usufruir seu merecido descanso com muita saúde e alegria novos associados associaram-se ao sinpol no mês de junho de 2012 os seguinte policiais civis gabriel marduy tosta investigador de polícia já era associado em outra carreira agora tornou-se investigador paulo kendi takahashi fotógrafo técnico pericial tereza cristina gonçalves de oliveira escrivã de polícia a diretoria do sinpol dá boas vindas aos novos associados e está à disposição de todos os policiais civis que quiserem integrar o quadro associativo do sindicato milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre assim acontece com a gente as grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito a vida inteira são pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosas só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser mas de repente vem o fogo o fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos a dor pode ser fogo de fora perder um amor perder um filho o pai a mãe perder o emprego ou ficar pobre pode ser fogo de dentro pânico medo ansiedade depressão ou sofrimento cujas causas ignoramos há sempre o recurso do remédio apagar o fogo sem fogo o sofrimento diminui com isso a possibilidade da grande transformação também imagino que a pobre pipoca fechada dentro da panela lá dentro cada vez mais quente pensa que sua hora chegou vai morrer dentro de sua casca dura fechada em si mesma ela não pode imaginar um destino milho de pipoca diferente para si não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela a pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz aí sem aviso prévio pelo poder do fogo a grande transformação acontece bum e ela aparece como uma outra coisa completamente diferente algo que ela mesma nunca havia sonhado bom mas ainda temos o piruá que é o milho de pipoca que se recusa a estourar são como aquelas pessoas que por mais que o fogo esquente se recusam a mudar elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem a presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura no entanto o destino delas é triste já que ficarão duras a vida inteira não vão se transformar na flor branca macia e nutritiva não vão dar alegria para ninguém rubem alves extraído do livro o amor que acende a lua colaboração maria alzira da silva corrêa 02 julho/2012

[close]

p. 3

sindicalismo após postergar criação do gt para discutir nu de investigador e escrivão palácio dos bandeirantes não apresenta proposta e emperra processo o governo agiu exatamente como tem agido o psdb há quase duas décadas e decepcionou policiais civis deputados e a sociedade em geral o desabafo foi feito pela presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa após o presidente da feipol/se federação interestadual dos policiais civis/sudeste aparecido lima de carvalho o kiko ter avisado sobre um telefonema do deputado adilson rossi coordenador do gt grupo de trabalho cancelando a reunião que seria realizada no dia 27 de junho para avaliar as conclusões obtidas o gt foi criado no limite de seu prazo após o sinpol e outros sindicatos reunirem-se em são paulo para pressionar o palácio dos bandeirantes e os membros da assembleia legislativa o gt grupo de trabalho surgiu a partir da lc lei complementar 1151/2011 onde em seu artigo 26 determina a constituição de tal grupo integrado por representantes dos poderes executivo e legislativo para avaliar as possibilidades de valorização das carreiras de investigador e escrivão de polícia considerando a lc 1067 de 1º de dezembro de 2008 o principal ponto discutido na valorização é justamente transformar essas carreiras em nu nível universitário corrigindo uma distorção histórica na categoria isso representaria equiparar os salários de investigador e escrivão com carreiras onde se exige o nu para ingresso em seus quadros o sinpol tem participado de todas as reuniões ocorridas em são paulo e acompanhando atentamente todos os trâmites desde então o último encontro havia sido realizado no dia 14 de junho em são paulo na ocasião a presidenta do sinpol maria alzira e a diretora do sindicato kalinka cintra prado ao lado do presidente da feipol/se e de demais sindicalistas reuniram-se com o deputado adilson rossi coordenador do gt no encontro o deputado explicou que não houve uma reunião prevista para a véspera e que o encontro entre os parlamentares seria realizado em evento fechado para discutir a conclusão chegada pelos membros do legislativo estadual essa reunião ocorreu no dia 19 e no dia seguinte todos os integrantes do gt reuniriam-se para nova rodada de negociação preparatória para a reunião final marcada para dia 27 de junho de 2012 tudo caminhava de acordo com o previsto tão logo foi criado o gt até que às vésperas do dia previsto para ocorrer a reunião final com as conclusões obtidas pelo legislativo e executivo e o encontro com os sindicalistas o encontro foi cancelado o deputado rossi explicou que a reunião não ocorreu porque o governo do estado não apresentou a proposta que se comprometeu a fazer e não há previsão de quando ela será realizada novamente a indignação tomou conta dos investigadores escrivães e dos sindicalistas que atuavam neste importante processo de valorização eu cheguei a dizer ao deputado campos machado quando foi determinada a criação do gt no final de 2011 que o texto aprovado era inócuo dava brechas como essa ao governo do estado para tentar melar a negociação o deputado na ocasião informou-me que diante da quantidade de emendas só foi possível aos parlamentares aprovarem o texto desta forma infelizmente o resultado está aí lamenta maria alzira de acordo com a presidenta do sinpol caso o gt prosperasse e se implementasse o nu para as duas carreiras seria corrigida uma grande distorção atualmente investigadores e escrivães consideradas carreiras da chamada linha de frente da polícia civil ganham menos do que as carreiras de apoio de nível médio como fotógrafo auxiliar de necrópsia e agente de telecomunicações entre outras enquadrando-as em nu teríamos a oportunidade de corrigir essa falha histórica aponta maria alzira segundo ela isso mostra a verdadeira face do partido do governador geraldo alckmin que detém o poder no palácio dos bandeirantes desde 1995 enquanto o governador e seu primeiro escalão contam com um grande aparato de segurança para proteger-lhes tudo pago com os impostos dos cidadãos a população se vê à mercê da falta de uma eficaz política de segurança quem pode paga segurança particular quem não pode roga proteção divina acrescenta na opinião da presidenta do sinpol os próprios policiais estão sendo vítimas da falta de uma política eficaz de segurança pública enquanto o governo se esquiva de temas importantes relacionados à segurança pública temos visto nos noticiários que policiais militares estão sendo mortos foram nove em 15 dias e não são só os pms todos os policiais militares ou civis são presas fáceis por conta da falta de vontade política e pagam com suas vidas É sempre bom lembrar que se aproximam as eleições municipais e o tripé segurança-educação-saúde está sempre no centro de todos os debates É bom que cada um se lembre disso na hora de confirmar seu voto dispara tão logo as negociações do gt voltem a ocorrer além das medidas que forem tomadas pelos sindicalistas as notícias serão veiculadas pelo jornal do sinpol e pelo site do sindicato enquanto isso não ocorrer é preciso manter a união da categoria em torno de um assunto de fundamental importância o sindicato continua atento e na luta garante maria alzira governo frustra negociaÇÕes segundo maria alzira sindicalistas estão decepcionados com governo mas devem reagir à altura julho/2012 03

[close]

p. 4

a ÇÃo trabalho realizado por mais de 700 policiais civis na área do deinter-3 também teve apreensão de drogas armas e veículos entre outros ítens os policiais civis do deinter-3 departamento de polícia judiciária do interior-3 com sede em ribeirão preto e que atende 93 cidades da região realizou mais uma ação pontual para cumprimento de mandados de prisão busca e apreensão expedidos pela justiça muitos dos quais solicitados pelos próprios policiais civis participaram policiais civis das oito delegacias seccionais que pertencem ao deinter-3 araraquara são carlos barretos bebedouro sertãozinho ribeirão preto são joaquim da barra e franca no total mais de 700 policiais civis em 268 viaturas realizaram a operação inverno no dia 26 de junho segundo o diretor do deinter-3 dr valmir eduardo granucci o resultado foi animador foram 293 pessoas presas e mais de 30 mil objetos apreendidos a operação começou as 6h00 e terminou as 12h00 e resultou em 13 flagrantes 10 adolescentes apreendidos 132 mandados de busca cumpridos seis veículos apreendidos e dois recuperados no total 12 armas foram retiradas das ruas o setor de inteligência do deinter-3 coordenou toda a ação antes dos policiais irem para as ruas foi feito um planejamento em conjunto para definir os locais onde as ações seriam realizadas a operação inverno foi a segunda deste porte realizada em 2012 os policiais civis que foram à campo conseguiram apreender mais de 460 quilos de maconha mais de 11 delitos e serão encaminhados à fundação casa um homem foi enquadrado na lei maria da penha e junto aos demais detidos inclusive casos de não pagamento de pensão alimentícia foi encaminhado à cadeia pública de são carlos um caso inusitado todavia ocorreu em descalvado durante a ação um menor de idade percebeu a chegada dos policiais civis que vinham cumprir um mandado de busca na casa onde estava um local com suspeita de tráfico de drogas desesperado o menor tentou fugir em uma motocicleta mas acabou perdendo o controle do veículo e bateu forte contra o muro de uma casa o muro foi abaixo e a moto que não tinha documentação foi apreendida o menor foi apreendido por porte de entorpecente franca cerca de 90 policiais civis participaram da operação inverno na região da seccional de franca a ação foi coordenada pelo dr wanir josé da silveira e teve supervisão geral do delegado seccional de franca dr marcelo cerca de 700 policiciais civis em 268 viaturas participaram da ação na região calleiro todas as 16 cidades que integram a quilos de cocaína e cerca de um quilo de crack ria da cidade no local foram apreendidas mais região tiveram ações relativas à operação de 15 mil mídias piratas entre cds e dvds ribeirão preto no total 40 pessoas foram detidas 30 das um laboratório de mídias piratas foi surpre incluindo jogos musicais e filmes quais em franca além dos detidos por falta de a quantidade de equipamentos para reproendido e fechado por policiais que integram a seccional de ribeirão preto o local funciona dução das mídias piratas surpreendeu os poliva clandestinamente no planalto verde perife ciais civis que participaram da ação o casal flagrado no local onde funcionava o laboratófoto descalvado agora rio dispunha de 145 gravadoras de cds e dvds com capacidade para produzir mais de 20 mil cópias diárias segundo o dr gino sant anna que esteve no local da apreensão todo o material apreendido será encaminhado para destruição acredito que eles trabalhavam no laboratório há cinco meses eles não ficam muito tempo no mesmo local já que é um lugar de distribuição disse o dr gino em entrevista à imprensa descalvado a ação também foi realizada na cidade de descalvado que pertence à seccional de são carlos na cidade nove pessoas foram presas em cumprimento a mandados de busca e aprefoto arquivo ensão expedidos pela justiça entre os presos há condenados por roubo e estelionato além de dois menores apreendidos que praticavam dr wanir coordenou trabalho em franca atuaram na operação inverno do deinter-3 fotos deinter-3 operaÇÃo inverno prende 293 policiais civis de descalvado que 04 julho/2012

[close]

p. 5

pagamento de pensão alimentícia os policiais civis também recolheram fugitivos acusados de roubos e furtos na cidade e região foram fechados dois estabelecimentos irregulares uma casa que mantinha máquinas de jogos de azar e uma fábrica que fabricava bolsas de grife piratas começamos logo nas primeiras horas do dia nosso objetivo foi cumprir o maior número de mandados judiciais possíveis tínhamos mandados cíveis e criminais as especializadas dise [delegacia de investigações sobre entorpecentes e dig [delegacia de investigações gerais comandadas respectivamente pelo dr leopoldo gomes novais e dr márcio murari também participaram da ação explicou o dr wanir à imprensa numa das ações uma família inteira foi surpreendida e presa em flagrante por tráfico de drogas no jardim aeroporto periferia da cidade na casa onde residiam foram encontradas 60 cápsulas de cocaína uma balança de precisão e cerca de r 800 em dinheiro trocado caracterizando o tráfico de drogas os quatro moradores da casa foram presos em flagrante uma casa que funcionava como cassino clandestino no jardim guanabara também foi fechada e sete máquinas irregulares foram apreendidas na fábrica de bolsas fechada mais de 150 peças com marcas famosas falsificadas foram apreendidas a equipe da dig de franca apreendeu também na periferia um veículo com suspeita de adulteração no chassi e ainda encontrou material utilizado para adulterar e esquentar veículos roubados barretos um homem especializado em fraudes no consumo de energia elétrica foi preso em barretos ele foi apontado como responsável por fraudar o consumo de energia elétrica em mais de 50 estabelecimentos comerciais na cidade em entrevista à imprensa o delegado marcos eduardo marques titular da dig de barretos confirmou que ele já vinha sendo investigado há mais de seis meses pelo setor de inteligência da polícia civil segundo o dr marcos o homem preso instalava um aparelho que adulterava o consumo de energia elétrica nos medidores instalados nas empresas e fatalmente reduzia o valor cobrado pelo consumo na conta do mês a operação inverno foi realizada nas 11 cidades atendidas pela seccional de barretos e resultou em uma pessoa presa em flagrante e no cumprimento de outros nove mandados de prisão por crimes cometidos outros nove homens foram presos pela falta de pagamento de pensão alimentícia diversos objetos entre munições silenciadores de arma e até um instrumento ótico de visão noturna foram apreendidos pelos 87 policiais civis que participaram da ação araraquara cerca de 50 pessoas foram presas por policiais civis de araraquara segundo o delegado seccional de araraquara dr luís carlos agudo a ação foi realizada também nas cidades de matão gavião peixoto itápolis taquaritinga santa ernestina e ibitinga e do total de presos 17 tinham envolvimento com o tráfico além de ter sido feito um flagrante também por conta de entorpecentes nosso objetivo principal é não deixar impunes quem cometa delitos principalmente em relação ao tráfico de drogas e crimes em geral essa operação inverno integra o pente fino que a polícia civil faz de tempos em tempos para cumprir mandados de prisão busca e apreensão explicou o delegado à imprensa balanço geral o diretor do deinter-3 dr valmir conside foto arquivo dr valmir diretor do deinter-3 serviço focado na polícia judiciária rou extremamente positivo o balanço geral da operação inverno ele explicou que os casos de pensão alimentícia ainda são grande parte dos mandados de prisão expedidos pela justiça em toda a região mas considera a operação extremamente importante porque desta forma é possível descongestionar muitos setores da instituição com o cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão através de nota da ssp secretaria da segurança pública o dr valmir demonstrou seu contentamento com a ação segundo ele a polícia civil tem superado em cada operação a marca de 200 pessoas presas outra curiosidade apontada por ele é que sempre que a população sabe que a operação inverno vai acontecer muitos resolvem suas pendências com pensão alimentícia para não serem presos já que esse é um dos ítens de atenção dos policiais civis temos essa atribuição e jamais deixaremos de prender as pessoas que não pagam pensão alimentícia garantiu o dr valmir ele afirmou ainda que a polícia civil conseguiu bons resultados não só nas ações realizadas no dia 26 de junho mas nas últimas também na realidade todas as operações têm sido agraciadas com ótimos resultados É um serviço focado na polícia judiciária com cumprimento de mandados e apreensões É algo positivo para a sociedade concluiu o dr valmir o empenho dos policiais civis que participaram da ação nas 93 cidades da área do deinter-3 foi certamente fundamental para que o resultado satisfatório fosse obtido armas produtos falsificados e drogas foram apreendidos pelos policiais civis durante a operação inverno realizada nas 93 cidades da região do deinter-3 julho/2012 05

[close]

p. 6

direito delegados de polícia têm até setembro para exigir o pagamento da gratificação por acúmulo de titularidade os delegados de polícia que acumulam a titularidade de mais de uma unidade de polícia têm direito à gratificação por acúmulo de titularidade gat o direito é garantido pela lei complementar estadual nº 1.020 de 23 de outubro de 2007 que tem efeito retroativo a 1 de setembro de 2007 acontece no entanto que devido à demora na regulamentação da lei muitos servidores públicos que teriam direito ao benefício deixaram de receber a gat os servidores lesados têm até setembro de 2012 para ajuizar ação requerendo o devido pagamento da gat após esta data as parcelas atrasadas estarão prescritas a informação foi confirmada pelo advogado mário augusto de o b falleiros um dos sócios da advocacia sandoval filho gratificação por acúmulo de titularidade de unidades de polícia em 24 de outubro de 2007 foi publicada no diário oficial do estado de são paulo a lei complementar estadual n.º 1.020 de 23 de outubro de 2007 que instituiu a gratificação por acúmulo de titularidade ­ gat com efeitos retroativos a 01 de setembro de 2007 aos delegados de polícia que acumulam a titularidade de mais de uma unidade de polícia referida lei estabeleceu três requisitos indispensáveis ao recebimento da gat a designação do delegado em caráter excepcional para comandar duas unidades policiais acumulação pelo período de quinze dias ou mais e a vedação de mais de uma designação para o mesmo período contudo previu também a necessidade de expedição de decreto para regulamentar e identificar as unidades de polícia previamente à concessão da gat bem como a fixação dos demais procedimentos necessários ao cumprimento e execução da lei complementar o chefe do poder executivo astuciosamente editou os decretos regulamentares somente após um largo espaço de tempo omitindo-se na regulamentação dos períodos em que a lei produziu efeitos por isso os delegados de polícia que já se oneravam com o acúmulo de funções e faziam jus ao recebimento da gat foram lesados pela inércia do governador do estado de são paulo consequentemente aqueles delegados de polícia das unidades do interior macro são paulo ou da capital que tenham exercido suas funções acumuladamente a partir de 01 de setembro de 2007 têm o direito de pleitear em juízo o percebimento da gratificação por acúmulo de titularidade ­ gat daqueles períodos em que devido à falta de regulamentação ficaram prejudicados por fim ressalte-se que a jurisprudência do tribunal de justiça do estado de são paulo é a favor do recebimento da gat bem como a importância com relação ao prazo para ajuizamento das ações vez que a partir de setembro de 2012 as parcelas vencidas cinco anos antes da propositura da ação judicial serão atingidas pela prescrição região segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa a prática de acúmulo de titularidade de unidades policiais em franca é comum devido à falta de delegados temos uma carência enorme de policiais civis principalmente nas carreiras de investigador escrivão e delegado de polícia nas sedes das seccionais como franca são joaquim da barra são carlos entre outras é rotineiro vermos delegados trabalhando na maior cidade e respondendo por cidades de menores portes na região essa prática que consideramos inadequada ao serviço prestado pelo policial civil deve ser remunerada de acordo com o que a lei faculta e estamos à disposição dos associados e de todos os interessados para maiores esclarecimentos garante maria alzira somente na área da seccional de franca pelo menos cinco delegados têm direito à gratificação o sinpol já está há alguns meses reunindo os colegas e propondo ajuizarmos ações para corrigir essa injustiça vale lembrar que aqueles colegas que não requererem podem perder o direito adquirido entendemos que deveria ser uma situação automática mas o governo jamais vai facilitar para o policial civil lamenta a presidenta do sinpol prazo para gat estÁ acabando a presidenta do sinpol maria alzira lembra que quem não requerer a tempo pode perder o direito adquirido o sinpol está reunindo interessados para ajuizar ação individual para garantir o correto cumprimento da aposentadoria na classe em que se deu segundo o vice-presidente do sinpol eumauri lúcio da mata a polícia civil tem praticado algumas injustiças com seus servidores quando é definido o processo de aposentadoria se o policial civil não tiver pelo menos cinco anos na classe que está quando de sua aposentadoria ele terá seu salário retrocedido para a classe imediatamente anterior ao que ocupa isso na práti sinpol quer correto cumprimento de aposentadoria ca representa uma perda de rendimentos se o policial civil é investigador de classe especial há três anos quando se aposenta acaba sendo aposentado como investigador de primeira classe e ganhando menos explica eumauri de acordo com o vice-presidente do sindicato podem ingressar com essa ação servidores públicos estaduais aposentados com paridade após a promulgação da ec emenda constitucional 41/2002 de 21/12/2003 que sofreram redução de nível/classe após a aposentadoria assim como seus herdeiros e pensionistas de servidores na mesma condição para eumauri a ação é uma forma de corrigir uma enorme injustiça praticada contra o policial civil sabemos que na polícia militar quando um policial se aposenta ele acaba sendo promovido à patente imediatamente superior na polícia civil se o servidor não tiver cinco anos na classe acaba sofrendo uma espécie de rebaixamento avalia o objetido do sinpol é propor uma ação ju dicial contra a spprev são paulo previdência exigindo o correto cumprimento da aposentadoria respeitando a última classe alcançada pelo servidor antes de seu desligamento além disso o sindicato pretende requerer o pagamento dos valores atrasados dos últimos cinco anos ou de acordo com a situação funcional de cada um tudo acrescido de juros e correção monetária quem estiver enquadrado nessa situação basta procurar o sindicato para ajuizar a ação ensina eumauri 06 julho/2012

[close]

p. 7

parabÓlica guardada na residência do indiciado que foi preso e conduzido ao cdp local drogas policiais civis da dise delegacia de investigações sobre entorpecentes de ribeirão preto após uma minuciosa investigação prenderam no dia 29 de junho um homem suspeito de envolvimento com tráfico de drogas a equipe vinha investigando c.a.b de 33 anos há cerca de 30 dias no momento em que a prisão foi efetuada o dise de franca realizou grande apreensão acusado estava em um posto de de drogas combustível abastecendo seu veículo no momento da ação ele foi franca policiais civis da delegacia de surpreendido com nove quilos de drogas investigações sobre entorpecentes dise de entre maconha e cocaína que estavam franca após vários meses de investigações escondidas nas laterais e nos bancos do sobre um local usado para comércio de drogas veículo também portava dinheiro trocado foram até a residência de e.t.o 50 anos com caracterizando tráfico ele teria admitido que mandado de busca domiciliar e o prenderam estava transportando a droga para minas no dia 22 de junho no jardim da casa os gerais foi encaminhado ao cdp local araraquara policiais encontraram enterrados 10 kg de no dia 21 de junho policiais civis da drogas entre maconha cocaína e haxixe e também localizaram um revólver calibre 32 delegacia de investigações gerais dig de duas balanças e apetrechos para divisão da araraquara em cumprimento a mandado de droga e.t.o foi encaminhado ao centro de prisão temporária prenderam e.a.t 27 anos e r.p.a.j 23 anos a dupla e e r foi detenção provisória local presa após denúncia de participação em na lata no dia 21 de junho policiais da homicídio doloso que vitimou alessandro delegacia de investigação sobre valter borges de 22 anos de idade os entorpecentes dise de ribeirão preto indiciados foram recolhidos na cadeia prenderam f.a.s de 23 anos com ele foi pública de jaboticabal 6º dp ribeirão preto encontrado uma lata com resquícios de após investigações e através de mandado entorpecentes 23 cápsulas de cocaína duas trouxinhas de maconha um telefone celular de busca e apreensão policiais civis do 6º e r 17,00 em dinheiro a droga era distrito policial de ribeirão preto descobriram no dia 22 de junho em uma fotos ssp/sp residência no bairro de vila virgínia um laboratório de gravação de mídias que vinha funcionando há vários meses no local foram apreendidos oito mil mídias sete torres de gravação com oito gravadores cada uma e quatro impressoras duas pessoas foram detidas e o proprietário do local foi localizado em outra residência viradouro policiais civis da delegacia de polícia de viradouro prenderam equipe do 6º dp de ribeirão desmontou l.v.o.m 38 anos b.h.f.s e j.c.f laboratório pirata de mídias droga apreendida pela dise em posto de combustíveis de ribeirão preto ambos de 19 anos no dia 18 de junho são acusados de praticarem roubos contra estabelecimentos comerciais e empresas de ônibus intermunicipais daquela cidade eles vinham agindo desde novembro de 2011 o trabalho de investigações que resultou nessas prisões continuam no sentido de elucidar outros crimes que tenham a participação deles todos os presos foram recolhidos na cadeia pública de viradouro porto ferreira em cumprimento a mandados de busca e apreensão policiais civis de porto ferreira prenderam no dia 15 de junho r.r.s 21 anos e o.h 82 anos as prisões ocorreram em suas residências r procurado pela justiça foi encaminhado para cadeia pública de são carlos com o.h localizaram munições duas armas municiadas um revolver e uma cartucheira este foi preso em flagrante e liberado mediante pagamento de fiança arbitrada 3º dp de franca policiais civis do 3.º distrito policial de franca prenderam o dia 12 de junho r.a.a cabeleireiro com 24 anos a prisão aconteceu em cumprimento a mandado de busca domiciliar após denúncia de que r estaria na guarda de objetos receptados e que os escondia em seu salão de beleza e também em sua residência nos imóveis os policiais encontraram um tijolo de cocaína papelotes da mesma droga porções de maconha certa quantia em dinheiro objetos típicos da mercancia ilícita e um veículo para o transporte após os procedimentos do flagrante foi recolhido em estabelecimento prisional à disposição da justiça santa rosa de viterbo policiais civis de santa rosa de viterbo por meio de investigações com o objetivo de coibir o tráfico de drogas prenderam em 13 de junho a.f.s de 27 anos e r.p.m.d de 18 anos com os acusados foram localizados um veículo escort dois telefones celulares r 285 em dinheiro uma jaqueta 33 pedras de crack e 13 cápsulas contendo cocaína apesar da tentativa de fuga eles foram presos em flagrantes jaboticabal policiais civis de jaboticabal promoveram no dia 5 de junho uma operação policial visando cumprimento a mandados de busca domiciliar resultou na prisão em flagrante de oito pessoas as prisões ocorreram em regiões diversas da cidade onde os indivíduos foram flagrados enquanto preparavam os entorpecentes para venda durante a ação também foram cumpridos 12 mandados apreendidos quatro adolescentes 1,202 quilos de maconha 750,28 gramas de crack e 101,28 de cocaína cinco celulares e r$1.915,00 em espécie após os procedimentos do flagrante todos foram encaminhados na cadeia pública da localidade ficando à disposição da justiça armas e munições apreendidas em porto ferreira julho/2012 07

[close]

p. 8

sÃo carlos crime da família ratti é elucidado dos três acusados dois são presos e o terceiro morreu após confronto com a pm o crime que chocou a cidade de são carlos no início deste ano foi elucidade graças ao eficiente trabalho dos policiais civis da dig delegacia de investigações gerais de são carlos no dia 11 de março por volta das 6h00 o comerciante enivaldo rui ratti proprietário do supermercado ratti deixava sua residência no jardim cruzeiro do sul quando foi rendido por assaltantes armados e encapuzados eles o obrigaram a retornar ao prédio onde residia com sua esposa aparecida conceição ratti.o casal foi dominado pelos assaltantes que agiram com extrema violência queriam localizar um cofre a sobrinha do casal que mora no andar térreo assustou-se com o que ouviu e entrou aos gritos na casa os marginais se assustaram e atiraram na mulher que foi atingida de raspão no pé depois os dois atiraram contra o casal enivaldo foi atingido na barriga e teve ferimentos na boca sua mulher foi atingida na cabeça aparecida não resistiu aos ferimentos e morreu enquanto o marido foi operado ficando vários dias em estado gravíssimo mas conseguiu sobreviver os marginais fugiram do local sem nada levar tão logo as informações foram direcionadas à dig de são carlos a apuração começou a equipe comandada pelo dr edmundo ferreira gomes passou a trabalhar para a resolução do caso a única pista que tinham é que o veículo usado pelos marginais em fuga foi um gol gti verde de são carlos imediatamente os trabalhos começaram e aos poucos o mistério foi solucionado os policiais civis descobriram que três elementos se envolveram no assalto que terminou em morte uma vez identificados os suspeitos passaram a ser procurados para prestarem esclarecimento no dia 8 de junho pms da força tática descobriram o paradeiro de erivaldo josé da silva de 27 anos conhecido por galego ele era um dos suspeitos de participarem do latrocínio de aparecida ratti em 11 de março ao chegarem ao local onde o suspeito estava na rua pernambuco os pms foram recebidos a tiro houve revide e o suspeito acabou ferido e morreu enquanto era socorrido dentro de uma mochila em poder do morto os pms encontraram armas munições e drogas ele já havia sido preso em 2007 com mais de 60 quilos de maconha prisões mesmo com a morte de um dos suspeitos os policiais civis da dig prosseguiram com as investigações e com a busca dos outros dois suspeitos e descobriram que os dois estavam escondidos em uma casa na periferia de são carlos no bairro cidade aracy uma ação foi rapidamente planejada e logo nas primeiras horas da madrugada do dia 22 de junho vários policiais foram à busca da dupla foragida participaram da operação policiais civis da dig da dise delegacia de investigações sobre entorpecentes e do goe grupo de operações especiais todos de são carlos os policiais civis cercaram o prédio onde havia suspeita de que os dois estavam escondidos por volta das 6h00 eles entraram no imóvel e conseguiram prender j.t de 26 anos e i.e.t de 20 anos os dois não ofereceram resistência à prisão segundo o titular da dig de são carlos dr edmundo dentro da casa foram localizados revólveres munições celulares e dinheiro o conselho tutelar de são carlos também foi acionado pois havia crianças no imóvel graças à ação eficiente dos policiais civis ninguém se feriu na operação durante as investigações descobrimos que os assaltantes eram traficantes perigosos que agiam em são carlos e que entraram para buscar o dinheiro no cofre deliberadamente durante as investigações passamos todas as coordenadas para a pm que sabia a identidade dos suspeitos dois dos elementos fugiram para a bahia e depois de algum tempo retornaram a são carlos quando passamos a tentar localizá-los descobrimos que um deles estaria escondido em uma casa que fora colocada à venda mantivemos contato como interessados e descobrimos que ele estava lá com a esposa e duas crianças como a casa era grande e dava saída para duas ruas além de ter uma laje que oferecia vista estratégica planejamos na véspera a ação principalmente com o objetivo de resguardar a integridade das crianças pedimos ajuda do goe para cercar os fundos ao lado havia um terreno onde investigadores da dise deram cobertura com a casa cercada entramos sempre tentando evitar que os marginais usassem a mulher e as crianças como escudo através de escutas sabíamos que ele não se entregaria facilmente optamos pelo horário que era de pouco movimento com conselho tutelar ambulâncias tudo esperando para qualquer que fosse o desfecho do caso encontramos no local a arma utilizada no crime o dono do gol iria participar mas por conta de um compromisso na véspera apenas emprestou o carro os outros dois de fato participaram eles tinham várias passagens anteriores entre elas uma tentativa de homicídio tráfico de drogas e roubo foi um trabalho de pura investigação feito por todos os policiais civis que integram a dig revelou o dr edmundo dig esclarece latrocÍnio foto dig são carlos policiais civis da dig de são carlos realizaram um trabalho de pura investigação 08 julho/2012

[close]

p. 9

aniversariantes a vida é um milhão de novos começos movidos pelo desafio sempre novo de viver e fazer todo sonho brilhar feliz aniversário aos nascidos em agosto 1 roberto borges de oliveira josé carlos caporusso josé guilherme torrens de camargo jeferson marcos sedassari marcelo lázaro pereira 2 joão carlos cazu antonio sérgio pereira ettore francisco brunelli valdiva messias da silva 3 fátima aparecida silva rubens gracindo correa brusadim 4 antonio carlos dos santos netto ary lopes daniel nicoleti da silva eduardo bittencourt de lima dario josé cantarelli 5 jair jorge cano joão delfino de souza euclides batista de sousa júnior josé rubens dos santos rita paula de moraes bucioli 6 márcio antonio pinho bertolino josé mauro chiaretti luís henrique martin 7 jussara junqueira paschoal 8 samuel antonio zanferdini odair batista sirlei ferreira rabello simonea marangoni da silva 9 dalva aparecida chiaretti mário portugal gonçalves jeane moraes vanderlei paulino gonçalves 10 maurício kusumota antonio edson ferreira de freitas luiz carlos contin filho pedro afonso da silva 12 wilson sasaki walter rossetti júlio cesar de paula gumercindo rodrigues carvalheiro 13 antonio arrisse adelino pinto ribeiro maria fátima dos santos marcelo ulhoa vitoriano daniel paulo radaeli rita eliza de pace 14 josé luiz tor 15 valido josé da silva carlos eduardo fabbri robert schmengler guilhaume josé silverio de paula neto marcia ap de arruda ferreira 16 antonio boleli neto celso botelho dos santos eliana aparecida do nascimento caio iberê galvão gobato joão augusto lolli 17 joão gonçalo pallareti carlos moreschi hugo anselmo ravagnani rosa maria dezzotti b de lima elieu de souza 18 luís carlos chiaparini 19 luiz alberto lopes roberto rudon bettini inês paplovsks pinto danilo alves rabello josé eduardo do nascimento maria do carmo s pavanelli josé carlos de paula 20 osmar ignácio silas anselmo antonio lula de figueiredo júnior roberto flávio narducci sílvio machado júnior bergson newton berthaud fernando luiz de oliveira marconi 21 paulo roberto scarparo memÓria mÚsica na chÁcara o primeiro grande evento vanilda rodrigues promovido pela diretoria antonio carlos rodrigues encabeçada por maria simões alzira da silva corrêa em sílvio ruivo sua primeira gestão frente 22 ao sinpol ocorreu no dia gino augusto franco sant anna 17 de fevereiro de 2008 a susete ap dos reis costa reunião foi animada pelo aguiar grupo de chorinho sexteto ricardo takahashi colibri do qual participa a edmilson sandoval do vale policial civil maria 23 joão da silva terezinha lourenço de ester marina dos santos biaggi a festa reuniu sonia ap messias de paula muitos policiais civis e lucimari cambuy da silva familiares e foi o início do josé carlos travizan trabalho realizado para 24 trazer o associado de volta wilson lauro leite de mello à chácara do sinpol nas aguinaldo maciel barbosa fotos acima alguns hugo manoel ravagnani momentos da festa humberto pires da silva leonardo naves dos reis ivanil a alves pereira ednaldo willian miranda 25 hedemil gomes felipe ana palmira belini de oliveira granger 26 eduardo carlos figueiredo luiz francisco grotta paulo sérgio rossi 27 luís carlos da silva vieira jadis dalton ferreira viella alexandre aparecido da silva wagner cândido da silva eni aparecida silva zaccaro artur assalin da silva 28 rosa maria de carvalho rocha josé augusto mendes vera terezinha dias guioto 29 clóvis chicória lilian de simone benedito de castro filho joão fernandes vieira neto josé ricardo lisi o sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto está criando um acervo de imagens nilton ferreira borges relacionadas à polícia civil para tanto a diretoria está incentivando a participação de associados que 30 tenham em seus arquivos fotografias que possam ilustrar diferentes aspectos da história da geremias lourenço de castro instituição temos certeza que muitos companheiros guardam `no fundo do baú lembranças de mauro josé zancheta reuniões eventos e de situações diversas que têm um valor inestimável pelas lembranças que nos trazem afirma a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa ataliba vicente júnior os interessados em colaborar com esse resgate da memória da polícia civil da região podem entrar em contato com a secretaria do sinpol através dos telefones 16 3612-9008 3625-3890 e 3979-2627 ou dos o sinpol lembra aos aniversariantes que é preciso fazer o recadastramento anual junto e-mails sinpolrp@sinpolrp.com.br e sinpol-rp@uol.com.br as fotografias serão digitalizadas e ao banco do brasil em qualquer agência ou naquela onde receber seus vencimentos ou prontamente devolvidas aos seus proprietários ressalta maria alzira o material reunido pelo sinpol em caso de portabilidade no banco em que o beneficiário optou quem não se será publicado no jornal do sinpol e no site da entidade www.sinpolrp.com.br do fundo do baÚ recadastrar corre o risco de ter os vencimentos suspensos sinpol tem novos e-mails procurando agilizar o atendimento ao associado a central de atendimento sinpol criou e-mails específicos para cada um dos setores do sindicato desta forma o associado poderá comunicar-se diretamente com os setores específicos os telefones da central de atendimento sinpol continuam os mesmos 16 3625-3890 3612-9008 e 3979-2627 anote os novos e-mails atendimento/anissa atendimento@sinpolrp.com.br secretaria/rosana secretaria@sinpolrp.com.br departamento financeiro financeiro@sinpolrp.com.br diretoria diretoria@sinpolrp.com.br presidência presidencia@sinpolrp.com.br julho/2012 10

[close]

p. 10

assembleia em reunião realizada dia 29 de junho com presença de associados as contas da atual diretoria foram aprovadas por unanimidade o sinpol realizou no dia 29 de junho de 2012 a assembleia ordinária para a prestação de contas da diretoria no período de junho/2011 e junho/2012 segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa a assembleia foi convocada através do edital 01/2012 com data de 21 de junho e que foi publicado no jornal a cidade de ribeirão preto com circulação regional para ciência dos associados como sempre nos preocupamos com a participação dos associados desde que assumi a presidência tenho me comunicado com todos os que possuem e-mails cadastrados e todos estes associados também foram convocados via e-mail minha intenção sempre foi tratar tudo com total transparência e honestidade a principal marca de minhas duas gestões acrescenta maria alzira a presidenta agradeceu a presença daqueles que compareceram ao sinpol para acompanhar o trabalho da assembleia todas as contas relativas ao exercício anterior foram apresentadas ao conselho fiscal os atos financeiros da atual diretoria do sinpol foram aprovados por unanimidade a presidenta do sinpol comemorou mais este importante processo democrático nosso sindicato tem se aproximado cada vez mais do associado não vemos os sócios apenas como aquela pessoa que contribuiu possibilitando o funcionamento do sindicato meu objetivo sempre foi primar pela transparência e pela honestidade e ter as contas aprovadas de forma unânime é uma prova do reconhecimento de meu trabalho frente ao sindicato acrescenta conselho fiscal aprova contas em de futebol julho tem torneio do sinpol acima maria alzira e maurício kusumota durante prestação de contas abaixo associados que participaram da assembleia o sinpol estará realizando no dia 14 de julho de 2012 o torneio quadrangular de futebol do sinpol o campeonato será realizado no campo gramado da chácara do sinpol e é aberto a policiais civis e associados somente da sede este é a segunda edição do torneio realizado pelo sindicato a ideia é envolver policiais civis em uma saudável disputa de futebol ainda neste ano pretendemos realizar também o torneio envolvendo policiais civis de toda a região como fizemos anteriormente explica a presidenta do sinpol maria alzira da silva correa o quadrangular será realizado somente no dia 14 de julho onde quatro equipes se rão formadas e disputarão entre si o título os interessados precisam se inscrever com antecedência acredito que possamos reunir 40 participantes entre policiais civis e associados de ribeirão preto depois desse torneio vamos organizar um envolvendo toda a região acrescenta um dos organizadores quem quiser participar deve procurar o décio no cepol que fica na delegacia seccional de ribeirão preto para formalizar a inscrição maiores informações através da central de atendimento sinpol pelos telefones 16 3625-3890 3612-9008 e 39792627 ou com o décio no cepol pelo fone 16 3610-4228 julho/2012 11

[close]

p. 11

congresso texto incluiu a carreira de perito papiloscopista e deve ser enviado à presidência da república e casa civil antes de seguir para o congresso nacional estiveram reunidas em brasília no dia 20 de junho no ministério da justiça a senasp com as entidades que representam os delegados adepol brasil papiloscopistas fenappi peritos criminais abc policiais civis cobrapol e feipol peritos médicoslegistas abml e presentes as entidades locais adepol df sindepo df sinpol df asbrap e abrml para tratar da conclusão do texto do projeto da lei geral das polícias civis a forma como a redação do texto que será apresentado através de pl projeto lei 1949 2007 que tramita no congresso nacional não vinha agradando à representação dos policiais civis mas na reunião realizada em brasília os representantes implementaram as possíveis alterações finais em reuniões anteriores foram feitas propostas de alterações que contemplavam a maioria dos policiais civis à exceção dos peritos criminais além da criação e inclusão do cargo de perito de polícia na estrutura mínima das caterorias outros ítens foram acrescentados ao texto final os policiais civis consolidaram uma antiga reivindicação dos papiloscopistas que atuam no brasil reconhecendo sua atividade como de perícia também conseguiram a liberação dos dirigentes classistas como ocorre no sindicalismo da iniciativa privada e em outros setores públicos entre outros assuntos pertinentes à categoria para o presidente da feipol federação interestadual dos policiais civis divinado da consolação que participou da reunião o encontro fez com que se avançasse em pontos importantes para a polícia civil coletivamente as alterações visam torná-la mais eficiente e homogênia no que se refere aos cargos que compõem a estrutura básica ao enxugar os vários cargos enfim nos aproximamos da possibilidade de termos uma carreira única explica segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa o encontro em brasília teve pontos bastante interessantes para os policiais civis durante a reunião os trabalhadores fizeram constar do texto final o reconhecimento das atividades do policial civil como de risco permanente além disso são consideradas carreiras de nível superior o que nos ajuda nas lutas que estamos travando em todas as esferas para a valorização de todas as carreiras onde houver possibilidade o sinpol estará lutando pela valorização do policial civil garantiu maria alzira ao final da reunião as entidades nacionais assinaram um documento com as alterações já contidas na nova redação este documento e o texto final serão encaminhados ao ministro da justiça josé eduardo cardoso o texto também seguirá para a casa civil da presidência da república antes de seguir para a câmara dos deputados onde será encaminhado como substitutivo ao projeto 1949 que encontra-se naquela casa somente após cumprir todo esse trâmite é que a projeto da lei garal das polícias civis poderá ser votado pelo congresso nacional sabemos que ainda há um longo caminho pela frente mas estamos fazendo valer nossos direitos no sentido de se criar um documento que determine uniformemente como devem ser as polícias civis em todo o brasil desta forma fica mais fácil lutar para todas as carreiras coletivamente garante maria alzira o texto que institui a lei geral das polícias civis trata de vários aspectos fala sobre a organização da polícia civil órgão permanente dos estados do distrito federal e territórios digirida por delegados de polícia essencial à segurança pública à justiça e à defesa das instituições democráticas trata dos princípios institucionais da polícia civil de suas diretrizes formaliza suas competências e cria um organigrama único constando de seus órgãos essenciais a polícia civil será formada em todo o país se aprovado o texto em lei pela delegacia geral de polícia pelo conselho superior de polícia civil corregedoria geral academia unidades de execução e unidades científicas cada qual desses órgãos essenciais têm suas próprias finalidades definidas no texto um capítulo trata especificamente dos servidores da polícia civil o texto propõe que o quadro básico deve ser integrado no mínimo por delegado investigador escrivão e perito trata também dos requisitos necessários para se tornar policial civil entre eles cursos de graduação superior para as carreiras mínimas constantes do quadro policial o pl vai abordar ainda as garantias direitos e deveres dos policiais civis em suas respectivas funções e como integrantes da instituição como um todo o texto completo da lei geral das políciais civis está à disposição no site do sinpol www.sinpolrp.com.br lei geral das polÍcias civis estÁ pronta o governo do estado alterou a lc lei complementar 432 de 18 de dezembro de 1985 que dispõe sobre a concessão do adicional de insalubridade a lc que passa a tratar do assunto é a 1179 aprovada em 26 06/2012 e publicada no doe diário oficial do estado no dia 27 leia a seguir a íntegra da lei o governador do estado de são paulo faço saber que a assembleia legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar 1179 artigo 1º o artigo 3º da lc 432 de 18 de dezembro de 1985 passa a vigorar com a seguinte redação `artigo 3º o adicional de insalubridade será pago ao funcionário ou servidor de acordo com a classificação nos graus máximo médio e mínimo correspondendo respectivamente aos seguintes valores i a partir de 1º de janeiro de 2010 r 408,00 quatrocentos e oito reais r 204,00 duzentos e quatro reais e r 102,00 cento e dois reais ii a partir de 1º de janeiro de 2011 r governo aprova lei sobre insalubridade 432,00 quatrocentos e trinta e dois reais r 218,00 duzentos e dezoito reais e r 109,00 cento e nove reais iii a partir de 1º de janeiro de 2012 r 497,60 quatrocentos noventa e sete reais e sessenta centavos r 248,80 duzentos e quarenta e oito reais e oitenta centavos e r 124,40 cento e vinte e quatro reais e quarenta centavos parágrafo único o valor do adicional a que se refere este artigo será reajustado anualmente no mês de março com base no ipc índice de preços ao consumidor apurado pela fipe fundação instituto de pesquisas econômicas nr artigo 2º as despesas decorrentes da aplicação desta lc correrão à conta das dotações próprias consignadas no orçamento vigente suplementadas se necessário artigo 3º esta lc entra em vigor na data de sua publicação retroagindo seus efeitos a 1º de janeiro de 2010 palácio dos bandeirantes 26 de junho de 2012 geraldo alckmin julho/2012 12

[close]

p. 12

jurÍdico através de convênio com escritório de advocacia pioneiro no assunto com policiais civis sindicato pretende corrigir prática comum na instituição os diretores do sinpol célio esq e eumauri dir a presidenta do sinpol maria alzira eo advogado reginaldo carvalho durante assinatura de convênio jurídico especial apesar de ter um dos menores quadros da instituição a carreira de fotógrafo técnico pericial é fundamental para o trabalho da polícia judiciária normalmente silenciosa e executando seu trabalho com precisão a figura do fotógrafo técnico pericial é onipresente nos filmes policiais quem não se lembra de uma cena onde o local do crime é preservado e mantido intacto até a chegada da perícia e do fotógrafo pois com ou sem o glamour holliwoodiano a carreira é uma das mais importantes na produção de provas e para auxiliar os trabalhos da perícia de acordo com a normatização das 14 carreiras da polícia civil consta como atribuição do fotógrafo técnico pericial a execução de fotografias locais de crimes ou desastres objetos a eles relacionados vítimas de crimes e criminosos conforme a necessidade de cada caso o requisito para ingresso na carreira é certificado de conclusão de ensino médio a carreira tem cerca de 750 integrantes equivalente a apenas 1,8 do total do quadro de funcionários da instituição e seu ocupante pode em nível máximo chegar à função de chefe de seção ou equipe com o avanço da tecnologia e a efetiva chegada da informática ao cotidiano das pessoas a carreira de fotógrafo técnico pericial é sem dúvida uma das que mais transformações sofreu principalmente a partir dos primeiros anos deste século antes o trabalho era feito de forma até mesmo artesanal cabia ao profissional instalar filmes na máquina fotográfica bater fotos necessárias rebobiná-lo trocá-lo concluir todo o processo e fazer as cópias das fotografias em papel quantas fossem necessárias para utilização em inquéritos revelar filmes e ampliar fotografias entenda-se incluia também a preparação dos produtos químicos necessários com a chegada definitiva da fotografia digital o trabalho ficou por um lado facilitado por outro fez com que o profissional se obrigasse a constantemente se atualizar para saber utilizar as novas tendências em fotografias e todo o material periférico necessário o grande problema é que nem sempre o governo cumpre sua parte se nos tempos da fotografia com filme e papel faltava constantemente material e os colegas se viam obrigados a economizar o que dispunham além de sair pedindo a fotógrafos comerciais da cidade hoje em dia o fotógrafo técnico pericial têm que se atualizar por conta própria são raros os cursos oferecidos pelo governo e alguns colegas preferem utilizar seu próprio equipamento mais dinâmico e moderno do que o oferecido pelo estado revela a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa filho de peixe raphael abbate era fotógrafo do jornal o diário propriedade do então deputado costábile romano quando em 1961 foi chamado para ingressar por conhecer a carreira de fotógrafo pericial é novas carreiras estavam sendo criafoto reprodução sinpol vai lutar por desvio de funÇÃo quando a imagem fala o sinpol firmou convênio com o advogado reginaldo carvalho e seu escritório com o objetivo de ingressar com ações pleiteando adicionais para os policiais civis que tenham desvio de função ocorre o desvio de função quando um servidor ocupante de determinado cargo público com atribuições pré-determinadas passa em decorrência de ordem superior a exercer outra função que não aquela para a qual fora nomeado sem receber qualquer diferença em sua remuneração o servidor que tenha sito desviado de função tem direito à indenização pelo serviço prestado com base na diferença entre as respectivas remunerações segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa quase todas as carreiras apresentam profissionais com desvio de função as mais comuns são carcereiros e agentes policiais mas quase todas apresentam É o caso do auxiliar de papiloscopista que trabalha como escrivão ou papiloscopista do agente e do carcereiro que trabalham como investigadores entre tantos casos com a falta de material humano na polícia civil praticar o desvio de função virou coisa corriqueira e o sinpol quer corrigir essa distorção explica maria alzira o objetivo com o ingresso da ação na justiça é que o policial civil passe a ganhar de acordo com a carreira pela qual ele está exercendo se o carcereiro de primeira classe comprovar que ele está exercendo as funções de investigador de primeira classe vai ganhar o equivalente ao que o estado paga ao investi gador isso em todas as carreiras o policial civil vai passar a receber o mesmo salário da carreira para a qual ele vem atuando e receber a diferença até dos últimos cinco anos explica o vice-presidente do sinpol eumauri lúcio da mata de acordo com o advogado reginaldo carvalho seu escritório foi pioneiro em ingressar com ações relativas ao desvio de função para policiais civis fizemos um laboratório ingressamos com diversas ações e o tj [tribunal de justiça entendeu que os policiais civis têm direito a receber as diferenças e aos salários para a função que executa as primeiras ações que ingressamos estão em fase final e tivemos 100 de êxito garante o advogado ele acredita que a maioria das carreiras estão tendo desvio de função em decorrência da falta de funcionários na instituição e da falta de concursos para repor as vagas existentes principalmente agentes carcereiros e auxiliares de papiloscopista enfrentam o desvio de função mas isso ocorre em praticamente todas as 14 carreiras para ingressar com a ação basta juntar provas documentos e testemunhas explica carvalho a presidenta do sinpol lembra que os interessados podem procurar a diretoria para dirimir eventuais dúvidas o sinpol está à disposição do associado quem estiver executando funções adversas à sua carreira deve juntar provas e nos procurar para ajuizarmos a ação em caso de dúvidas basta ligar para o sinpol conclui o trabalho do fotógrafo técnico imprescindível para a conclusão da perícia julho/2012 13

[close]

p. 13

das e me chamaram por já ser um fotógrafo naquela época não havia concurso apenas um teste para ver se tínhamos conhecimento de fotografia havia uma banca examinadora e tive que mostrar conhecer de fotografia laboratório ampliação revelação de filmes tinha de ser fotógrafo completo foi assim que acabei vindo para a polícia civil lembra abbate ele lembra que quando ingressou começou na polícia técnica um órgão independente com viaturas sede e verba próprias depois passou a ser polícia científica e falou-se que seria exigido nível superior raphael decidiu então cursar direito na unaerp Éramos eu e o domingos gonçalves trabalhávamos atendendo toda a área que hoje abrange o deinter3 [departamento de polícia judiciária do interior depois entrou o ademar cardoso que morreu cinco anos depois de ingressar vítima raphael abbate e sua inseparável fotográfica sobre uma relíquia um mais de 100 anos de existência de um acidente na estrada ele ajudava a trocar o pneu de uma de nossas viaturas quando foi atropelado e morto lamenta abbate hoje aposentado raphael lembra que começou com foto por influência do pai filho de peixe peixinho é meu pai trabalho muitos anos como fotógrafo em ribeirão preto tinha estúdio fazia fotos com retoques à lápis crayon colorindo os retratos vivi dentro do estúdio conta abbate também acompanhou transformações na instituição mesmo tendo aposentado-se em 1987 chegou a antevir que a fotografia digital na época engatinhando ganharia espaço e seria referência no trabalho dos fotógrafos técnico periciais ele chegou a vivenciar uma importante mudança quando ingressou a foto era em preto e branco viu a transição para a foto colorida embora não tivéssemos laboratório para amplicar foto colorida explica entre os casos mais marcantes ele lembra quando foi trabalhar na perícia de um acidente com um caminhão de boias frias entre serrana e serra azul houve uma tempestade e um fio de alta tensão soltou-se o motorista do caminhão não viu e o fio começou a degolar os trabalhadores que estavam em pé foram quatro ou cinco degolados em segundos todos pularam para os lados do caminhão os que pularam em um dos lados se salvaram sem nenhum arranhão os do outro lado acabaram morrendo eletrocultados foi um horror mais de 20 corpos amontoados lamenta o fotógrafo também correu riscos como no caso em que ele e o perito jin ciosaki que integra a atual diretoria do sinpol estavam em um aeroplano que sofreu uma pane e fez um pouso forçado eles estavam sobrevoando a área para fazer fotos aéreas em jardinópolis a pedido de um promotor máquina em outra situação raphael detripé com monstra mágoa pela situação um de legado exigiu que eu fosse até a cadeia fazer fotos dos presos fui a contragosto ao chegar lá apresentei-me para o delegado que cuidava de vila branca e ele queria que eu entrasse no pátio me recusei disse que só faria a foto de cada um dos presos individualmente em uma sala porque no pátio corria risco de vida ele se queixou com o então regional dr irlandino sandoval neto que nem quis me ouvir e instaurou sindicância foi algo que me magoou e prejudicou-me na carreira lamenta edson raphael teve como sua testemunha de defesa na sindicância ninguém menos que o eterno regional dr renato ribeiro soares e juntou recortes de jornais que mostravam o risco de se entrar no pátio inclusive com o sequestro de um bispo na década de 70 não tenho nada que me dê alegria na polícia civil fora os amigos que tenho até hoje entrei apenas porque o funcionalismo naquele tempo era bom negócio garante mesmo aposentado raphael abbate jamais distanciou-se das fotos atualmente ainda trabalha com fotografia além de ter despertado o interesse em sua família tenho dois filhos minha filha é professora e meu filho é fotógrafo minha esposa a dona elza também tomou gosto por fotografia e trabalhou por muitos anos revelando slides inclusive para o estúdio do tony miyasaka casa de ferreiro natural de santo antonio da alegria edison josé da silveira mudou-se cedo para trabalhar foi para são vicente trabalhar na construção civil com seu primeiro salário comprou uma máquina fotográfica que mantém com orgulho até hoje ingressou na polícia civil em 1976 como motorista policial hoje equivalente a agente em 1987 conseguiu realizar um sonho prestou concurso para fotógrafo e foi aprovado trabalhou até 2008 quando aposentou-se sempre atuando na região de ribeirão preto na época tive uma grande ajuda dos colegas hoje todos aposentados o roberto bettini o raphael abbate o walter rosseti o milton rodrigues inclusive o léo brilho que era professor na academia todos grandes conhecedores de fotografia elogia edison apesar de ter ingressado como motorista edison nunca gostou muito de dirigir a carreira e posteriormente como fotógrafo acaba ainda guarda com muito carinho a sua primeira máquina fotográfica ram obrigando-o a conduzir viaturas quanto foi criada a sptc superintendência da polícia técnico cienfítica suprimiram o agente e na teoria a função de conduzir a viatura era do perito mas acabava recaindo para o fotógrafo porque o trabalho do perito era mais complexo que o do fotógrafo hoje se tiver alguém para dirigir meu carro até prefiro conta lembrando o velho ditado casa de ferreiro espeto de pau apesar de ter enfrentado inúmeras situações onde foi obrigado a fotografar corpos muitos dos quais mutilados edison conta que sempre procurou trabalhar da melhor forma possível sempre profissional e dos casos que mais o marcaram prefere elencar o de uma perícia em que ele trabalhou fotografei uma placa de veículo onde o cidadão adulterou-a com fita isolante eu e o perito ventura na ativa até hoje e um dos diretores do ic [instituto de criminalística fizemos um trabalho minucioso que rendeu elogios um dos poucos trabalhos que edison não gostava de fazer era fotografar preso morto em briga ou rebelião ele conta que na antiga cadeia de vila branca isso era muito comum houve uma época em que ali matava-se muito fotografar presidiário morto não me agradava lembra ele também se recorda de um caso constrangedor em cerca ocasião foi fotografar o corpo de um tratador de porcos que acabou sendo atacado pela criação e teve seu corpo dilacerado e as vísceras devoradas pelos animais edison passou por importantes transformações na carreira a primeira grande transformação a exemplo do que ocorreu com raphael abbate foi a mudança da foto p&b para a colorida foi um grande avanço na fotografia pericial mas como tudo na polícia não dão tan julho/2012 14

[close]

p. 14

ta atenção então acaba-se aprendendo com quem está fora e já trabalha com o material foi o que ocorreu conosco deram o curso mas foi muito básico fomos buscar mais informações fora da polícia civil conta aposentado edison não atua mais com fotografias profissionalmente gosta de passeios e viagens e leva sempre em seu bolso uma pequena máquina digital apesar de não trabalhar profissionalmente edison admite que não consegue afastar-se da arte da fotografia fotografia no sangue natural de taiúva roberto bettini mudouse aos sete anos com a família para salles oliveira e por lá se instalou vivendo até hoje sua cumplicidade com a cidade é tamanha que ele recebeu em 2009 o título de cidadão de salles oliveira e foi nesta cidade que começou a trabalhar bem cedo como fotógrafo cheguei a trabalhar como mecânico mas gostava mesmo é de fotografar comecei como amador e com o tempo tornei-me profissional fiz centenas de casamentos em toda a região mas principalmente em salles nuporanga e orlândia revela e foi trabalhando como fotógrafo que surgiu a oportunidade de ingressar na polícia civil roberto tinha um estúdio e um delegado amigo seu deu-lhe o conselho naquela época a idade limite para ingressar na polícia civil era 35 anos estava com 32 anos e o único concurso aberto era para carcereiro o delegado me incentivou acabei prestando e entrando entrei como carcereiro em 1969 e em 1976 passei no concur so para fotógrafo e desde então trabalhei na área que gosto costumam dizer que tenho a fotografia no sangue talvez seja por isso que meu filho seguiu a mesma carreira brinca roberto ele atuou no total por 26 anos na instituição aposentou-se em 1995 e não chegou a ver a fotografia digital ser implementada na carreira que abraçou a de fotógrafo técnico pericial sempre enfrentamos muitos problemas faltava material e pessoal muitas vezes não tínhamos filme sequer para trabalhar lembro que o tony miyasaka sempre nos ajudava emprestando ou dando filmes e tínhamos que ser precisos pois era preciso economizar material e ter noção porque só saberíamos se a foto e o trabalho haviam ficado a contento após a revelação e ampliação lembra de fato o trabalho do fotógrafo é fundamental para a apuração de um caso se não efetuar a foto como se deve corre-se o risco de não ter a chance de refazer a foto e antes da fotografia digital as dificuldades eram ainda maiores e a precisão fundamental bettini lembra que o número de fotógrafos na polícia civil sempre foi muito abaixo do necessário sempre trabalhamos muito e cobríamos toda a região eram os fotógrafos quem se davam férias após um acordo entre a turma porque sempre faltava funcionário revela bettini se diz do tempo em que o fotógrafo fazia clínica geral isto é atuava em todas as frentes como acidentes reconstituição homicídio suicídio grandes furtos e roubos entre outros casos entre os casos que mais lhe marcaram ele lembra de um acidente ocorrido entre serrana e serra azul a equipe da polícia técnica estava terminando de fotografar um acidente seu filho estava estagiando com a equipe quando se preparavam para sair com a viatura aconteceu um acidente que eles presenciaram uma das vítimas morreu no local mas roberto colocou o sobrevivente na viatura e correu para serrana lá chegando no hospital uma ambulância o aguardava e trouxe a vítima para ribeirão preto o homem ficou em coma na uti por 28 dias mas felizmente sobreviveu comemora roberto aposentado desde 1995 bettini não conseguiu afastar-se da fotografia mantém seu estúdio bastante conhecido em sales oliveira o foto salense trabalha foto divulgação com fotos digitais mas não se esquece das fotos com filme e das ampliações bettini começou como carcereiro por conta da seguindo os passos idade limite mas realizou-se como fotógrafo e roberto rudon bettini está na políaté hoje trabalha com fotografia cia civil há 23 anos natural de sales oliveira seguiu os passos do pai roberto bettini e é fotógrafo técnico pericial ele viveu de perto a mais importante transição da carreira a da foto com filmes para a fotografia digital a transição não foi tão difícil para quem já estava acostumado como no meu caso mas muitos tiveram que reaprender que conhecer a tecnologia tudo o que sabiam tiveram que refazer a grande vantagem é que hoje temos a tecnologia a nosso favor explica rudon sua longa carreira na instituição rendeu-lhe momentos curiosos inusitados e outros tensos e perigosos rudon revela que já viu na estrada a trabalho muitos acidentes alguns dos quais ele próprio chegou a presenciar enquanto atuava em outro caso mas garante que não se arrepende da escolha e procura fazer sempre o melhor de si profissionalmente nosso serviço deve ser bem preciso devemos esquecer que é um ser humano mutilado dilacerado e continuar fotografando para facilitar o trabalho da perícia com as imagens nos casos de tiros crime danos temos que estar sempre atendos aos detalhes muitas vezes acabamos tendo de fazer até mesmo a parte social É o que acontece por exemplo quando vamos fotografar uma casa onde um viciado em droga destuiu tudo e seus pais estão desolados avalia rudon entre os casos mais marcantes o fotógrafo que continua na ativa lembra de dois um já relatado por seu pai roberto bettini o outro foi também no início de sua carreira fomos atender um acidente ocorrido na estrada entre bonfim paulista e guatapará depois do estágio já como fotógrafoi foi meu primeiro acidente com vítima fatal chegamos ao local e a cena foi chocante a mulher colidiu seu carro com um caminhão e no impacto o cinto de segurança decepou-lhe a cabeça um colega perito encontrou a cabeça adiante e a apanhou pedindo para que eu fotografasse confesso que no começo estranhei mas depois entendi que é preciso ser acima de tudo profissional e deixar o sentimento de lado acrescenta foto divulgação rudon seguiu os passos do pai e atua na polícia científica há cerca de 23 anos rudon já presenciou muitos acidentes e admite que a carreira pode ser considerada de risco estamos sempre nas estradas nas favelas em locais de morte violentas nas cadeias mas por outro lado como somos sempre os últimos a chegar normalmente o ambiente que encontramos já está mais calmo conformado com a situação o maior problema que acabamos enfrentando é mesmo com a preservação do local do crime conclui rudon minucioso preciso dramático arriscado muitos são os adjetivos que se destinam à carreira de fotógrafo técnico pericial uma carreira que enfrenta problemas sérios de efetivo que também sempre enfrentou problemas de material de reciclagem e aperfeiçoamento mas que seus profissionais acabam empenhados em sempre fazer o melhor possível razão pela qual é uma das carreiras de fundamental importância para manter a engrenagem da polícia civil em pleno funcionamento julho/2012 15

[close]

Comments

no comments yet