Sinpol RP

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Junho 2012

Popular Pages


p. 1

informativo oficial do sindicato dos policiais civis ano xviii junho de 2.012 nº 189 na a luta pela valorizaÇÃo sinpol tem participado das reuniões com gt que discute valorização para as carreiras de investigador e escrivão de polícia de acordo com o artigo 26 da lc 1151/2012 os encontros têm ocorrido em são paulo e a conclusão dos trabalhos deve acontecer em 30 de junho conforme definido pelo gt na primeira reunião leia mais na página 15 chegada da reengenharia dr valmir eduardo granucci diretor do deinter-3 confirma que as mudanças propostas pelo governo já estão sendo implementadas nas 93 cidades da região do deinter-3 e admite fechamento de 7º dp de ribeirão preto entre outras mudanças veja na página 5 plano de saÚde atenção associados verifiquem a data de validade no cartão magnético do convênio são francisco especialmente dos dependentes que cursam faculdade para que não ocorra carência a declaração escolar deverá ser enviada impreterivelmente 20 dias antes da data limite de validade não deixe para a última hora maiores informações na central de atendimento sinpol telefones 16 3625-3890 3612-9008 e 3979-2627 4 dise desmonta laboratório em ribeirão preto 4 vem aí o torneio quadrangular da chácara do sinpol 4 policiais civis despontam em corridas para meio-fundistas 4 sinpol obtém nova vitória e mais um aposenta-se pela lc 51/85 4 veja o que foi destaque em nossa edição número 11 4 saiba quem são os aniversariantes de julho 4 em memória a posse da primeira mulher a presidir o sinpol 4 conheça o talento para o judô do policial civil paulo sérgio ribeiro chagas 4 policiais civis de orlândia investigam uso de drogas por menina de 12 anos em escola e mais crise na instituiÇÃo foto arquivo impresso especial 9912250402 dr/spi junho/2012 falta de efetivo e prédios inadequados para o trabalho policial são alguns dos problemas enfrentados pelos policiais civis a delegacia de cravinhos foto é um dos locais onde o problema é mais agudo segundo diretor do deinter-3 defasagem de policiais civis é em torno de 30 leia nas páginas 3 e 6 sinpol correios sinpol sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto rua goiás 1.697 campos elíseos ribeirão preto sp cep 14085-460 fone 16 3612-9008 fone jornal 16 3610-2886 jornaldosinpol@uol.com.br

[close]

p. 2

editorial expediente valorizaÇÃo o sinpol tem travado nas últimas semanas uma verdadeira batalha como de costume com a equipe de governo após pressionar conseguimos no limite do prazo determinado que fosse criada a comissão mista entre membros dos poderes executivo e legislativo estaduais para acatar ao artido 26 da lc 1151 2011 que determinava a criação de um gt grupo de trabalho para discutir a valorização para as carreiras de investigador e escrivão de polícia entenda-se neste caso por valorização o ns nível superior mas nossa batalha não é única e exclusivamente para as duas carreiras em questão estamos nos empenhando neste momento pois os prazos assim determinam que façamos porém entendemos que assim como existe um desequilíbrio de vencimentos em relação à exigência de nível como o que verifica-se em escrivães e investigadores outras carreiras sofrem a mesma injustiça e precisam ter essa questão reparada com a máxima urgência nossa luta maior é para que o governo corrija esse equiívoco lamentável que nos últimos anos desprestigiou todas as 14 carreiras da nossa instituição sabemos que deve ocorrer a médio prazo uma redução no número de carreiras essa intenção o governo já expressou em várias oportunidades mas mesmo que se reduza queremos que os erros as para todos grande e com a redução no número de funcionários que é problema latente acabamprejudicando o cumprimento de prazos e as exigências com inquéritos e laudos não levam em consideração esse fato e não raro nossos colegas são chamados a prestar contas na corregedoria a ssp secretaria da segurança pública tem sofrido pressão de todos os lados e no entando vem propondo mudanças a nosso ver inócuas como é a questão da reengenharia na verdade parece mais uma forma de aglutinar policiais civis numa única unidade para dar a impressão falsa de que a instituição tem um grande número de servidores É preciso contratar de verdade vemos com bons olhos por exemplo a terceirização dos concursos para a dgp isso pode dar maior agilidade no processo seletivo de qualquer forma o sinpol continua na defesa e na luta pela valorização de todos os policiais civis sem distinção de carreira há muito já passa da hora do governo arregaçar as mangas e valorizar o trabalhador da polícia civil essa é nossa luta essa é nossa meta mariaalzira da silva corrÊa presidenta do sinpol sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto injustiças os descasos sejam reparados e a valorização assim entendemos passa obrigatoriamente pela melhoria do efetivo inclusive já é hora de dar um basta a essa situação no último mês fui inquirida pelo menos quatro vezes para jornais revistas emissoras de tv e rádio e portais de internet de toda a região sobre essa questão todos já perceberam que o efetivo é muito inferior ao que realmente precisamos falam em 30 de defasagem oficialmente talvez chegue e até supere os 50 há muito não se contrata a contento tivemos muitas baixas nos últimos anos colegas se aposentaram e não foram repostos colegas faleceram e não foram repostos colegas abandonaram a carreira por ganhar mal e por trabalhar sem as mínimas condições necessárias e não foram repostos isso sem falar no grande número de policiais civis que acaba enfrentando problemas de saúde e por consequência afastando-se para tratamento por conta do trabalho estressante e desumano o nosso dgp delegado geral de polícia sempre cita efetivo maior mas é hora de colocar isso em prática tem sido humanamente impossível para os policiais civis de todas as carreiras desempenharem suas funções com as mínimas condições a carga de trabalho é o jornal do sinpol é uma publicação oficial de circulação mensal do sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto rua goiás 1697 campos elíseos cep 14085-460 ribeirão preto sp e-mail sinpolrp@sinpolrp.com.br diretoria presidente maria alzira da silva correa vice-presidência eumauri lúcio da mata célio antonio santiago paulo sérgio ribeiro chagas ricardo contin luiz henrique maringoli de lima josé gonçalves neto suplentes arnaldo vaz ferreira luiz henrique batista gino augusto franco sant anna sérgio ribeiro dos santos robert schmengler guilhaume kátia patrícia pagliari de souza e edmar alberto félix secretários kalinka cintra prado e doracy alves da silva suplentes Érica arrisse esteves dias e armando pisani júnior tesoureiros júlio cesar machado e sami haddad suplentes wagner cândido da silva e jin ciosaki patrimônio olavo elias dos santos suplente cláudia braga conselho fiscal joão carlos barbosa lima maurício kusumota e prisclia yishi s hashimoto suplentes neide amábile pastori e silva marisa lelis takata e jefferson pessoti delegados sindicais darcy gonçalez e licanor de souza campos suplentes ariovaldo torrieri júnior e reinaldo josé sanches o jornal do sinpol É uma publicaÇÃo exclusiva do laboratÓrio de notÍcias av portugal 304 cj 3 v seixas ribeirão preto sp fone/fax 16 3610-2886 diretor de jornalismo adalberto luque mtb 19.218 editor chefe júlio castro reportagens mariana araújo parras luque o jornal do sinpol não se responsabiliza por especificações ou informações que não estejam previstas no contrato de publicidade as cobranÇas serÃo feitas exclusivamente por sub ten res pm oswaldo bonfim departamento comercial contatos exclusivos devidamente autorizados fernando mendonça vanderlei garcia da costa marcos antonio fernandes jorge pontes getúlio v oliveira israel leal de souza editoraÇÃo eletrÔnica laboratório de notícias fone 16 3610-2886 e-mail jornaldosinpol@uol.com.br os artigos assinados não refletem necessariamente o conceito do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores novos associados associaram-se ao sinpol no mês de maio de 2012 os seguinte policiais civis amarildo dos reis almeida agente de telecomunicações caio césar juliani de campos perito criminal a diretoria do sinpol dá boas vindas aos novos associados e está à disposição de todos os policiais civis que quiserem integrar o quadro associativo do sindicato notas utilização dos apartamentos da chácara com a grande procura pela utilização dos apartamentos da chácara do sinpol para pernoite a diretoria do sindicato estabeleceu critérios para beneficiar a todos os interessados nos feriados prolongados a preferência será para os policiais civis associados que residam fora da sede ou seja que não residam em ribeirão preto nos demais finais de semana não será aplicado tal critério e tanto os policiais civis associados que residam em ribeirão preto quanto aos que residam fora poderão requisitar o apartamento em qualquer das situações será dada a preferência a quem ainda não tenha utilizado o apartamento na chácara do sinpol recentemente a diretoria lembra também que apenas um apartamento será disponibilizado para o policial civil filiado e seus dependentes obedecendo a capacidade da unidade que hospeda confortavelmente quatro pessoas a medida foi tomada para que todos os policiais civis associados possam usufruir dos apartamentos do clube do sindicato atenção policiais civis a diretoria do sinpol alerta a todos os policiais civis associados que se receberem intimação para comparecer à corregedoria ou a qualquer outro órgão para depoimento busquem antes orientação no departamento jurídico do sindicato É direito constitucional que em todo e qualquer depoimento o depoente esteja assistido por um advogado contribuição iamspe o sinpol informa que ingressará com ação judicial pleiteando a cessação da contribuição ao iamspe instituto de assistência médica ao servidor público estadual a presente ação é proposta com o objetivo de cessar o desconto compulsório realizado em folha de pagamento dos servidores públicos do estado referente ao pagamento da contribuição ao iamspe em cumprimento ao disposto no art 149 caput da cf constituição federal podem ingressar com esta ação todos os servidores públicos estaduais estando em atividade ou inativos os interessados podem pedir esclarecimentos à central de atendimento sinpol pelos telefones 16 36253890 3612-9008 e 3979-2627 ou na sede social do sindicato à rua goiás 1697 para quem pretende se aposentar a diretoria do sinpol alerta os associados que pretendem se aposentar pela lei 1062/2010 que perdas podem ocorrer e solicita aos interessados que entrem em contato com seus diretores para saber quais serão suas perdas imediatas maiores informações na sede social do sindicato à rua goiás 1697 ou através da central de atendimento sinpol pelos fones 16 3625-3890 3612-9008 e 3979-2627 aposentados associados do sinpol que ingressaram no quadro de aposentados em maio de 2012 carlos vedovato neto investigador de polícia de classe especial reinaldo barboza escrivão de polícia de classe especial paulo dal farra júnior perito criminal de 2ª classe antonio bruno da silva investigador de polícia de classe especial odair batista escrivão de polícia de classe especial a diretoria do sinpol felicita os policiais civis por sua brilhante carreira desejando-lhes poder usufruir seu merecido descanso com muita saúde e alegria sinpol tem novos e-mails procurando agilizar o atendimento ao associado a central de atendimento sinpol criou e-mails específicos para cada um dos setores do sindicato desta forma o associado poderá encaminhar sua dúvida solicitação crítica sugestão enfim comunicar-se diretamente com os setores específicos os telefones da central de atendimento sinpol continuam os mesmos 16 3625-3890 36129008 e 3979-2627 anote os novos e-mails atendimento/anissa atendimento@sinpolrp.com.br secretaria/rosana secretaria@sinpolrp.com.br departamento financeiro financeiro@sinpolrp.com.br diretoria diretoria@sinpolrp.com.br presidência presidencia@sinpolrp.com.br 02 junho/2012

[close]

p. 3

crise sinpol a polícia civil está enfrentando a mais grave crise de sua história a constatação é da presidenta do sinpol sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto maria alzira da silva corrêa segundo ela o problema é crônico e não tem perspectivas de melhorias o mais preocupante segundo a presidenta do sindicato é a falta de efetivo defasada em mais de 30 segundo ela de acordo com maria alzira o grande problema enfrentado em relação à falta de efetivo está justamente nas cidades do interior do estado o governo se preocupou muito nestes anos todos em demonstrar serviço onde se concentra o maior número de eleitores numa só região a grande são paulo lá apesar de ter localidades com carências reais de efetivo ainda há contratações para suprir os colegas que se aposentam ou simplesmente deixam a instituição até em função dos baixos salários pagos ao funcionalismo e às precárias condições de trabalho que enfrentam já no interior o problema é preocupante explica maria alzira recentemente o problema ganhou espaço na mídia graças a uma ação civil pública contra o estado de são paulo que foi movida pelo ministério público de são carlos no dia 11 de maio a ação resultou de um inquérito instaurado pelo promotor marcelo mizzuno onde foi concluído que os policiais civis da cidade conseguem solucionar apenas 12 dos casos e exigiu o preenchimento de 26 vagas para policiais civis na cidade o promotor pede uma liminar que exiga o preenchimento dos cargos vagos em até dois anos sob pena de multa diária caso a determinação não seja cumprida em entrevista ao portal g1/eptv o delegado seccional de são carlos dr luís anto denuncia falta de efetivo conseguiu através de pesquisa junto à ssp secretaria da segurança pública dados que comprovam a estagnação do número de funcionários da polícia civil através dos anos segundo dados que ele obteve no início dos anos 1980 existiam em todo o estado 850 delegacias de polícia civil havia um efetivo de 35 mil policiais civis para uma população de 25 milhões de habitantes o que representava uma média de um policial civil para cada grupo de 715 habitantes hoje após três décadas são cerca de 1.350 delegacias de polícia mas com um efetivo menor do que há 30 anos são cerca de 34 mil policiais civis que atendem em todo o estado uma população superior a 41 milhões de habitantes hoje temos um policial civil para cada grupo de 1.205 habitantes justificou o vereador em seu ofício encaminhado ao governo do estado apoiando a valorização das carreiras de investigador e escrivão de polícia com o reconhecimento do nível universitário o diretor do deinter-3 departamento de polícia judiciária do interior dr valmir eduardo granucci admite que o efetivo é abaixo do necessário e garante que o governo já está tratando prioritariamente esta questão antes usava-se um expediente dos anos 1970 para fixar um quadro ideal que já não utilizamos mais há estudos para definir qual seria a real necessidade de efetivo por população mas creio que de maneira rápida e com reflexos imediatos temos uma carência de pelo menos 30 em nosso efetivo em todas as carreiras o dr valmir explica que essa crise não é algo exclusivo de ribeirão preto ele conta que o estado sabe da carência e tem se mobilizado para preencher as lacunas existentes o estado não pode contratar a bel-prazer É preciso preparar bem o policial civil e nossa preo segundo a presidenta do sindicato a maioria das cidades do interior do estado sofre com a falta de policiais civis em todas as carreiras mas principalmente de delegados investigadores e escrivães instituição tem pelo menos 30 de defasagem em efetivo em todo o estado podendo chegar a índices maiores em determinadas regiões nio rodrigues confirmou que nos últimos 10 anos a cidade cresceu e o número de profissionais diminuiu ele explicou todavia que a cidade está colocando em prática um projeto determinado pelo próprio governador geraldo alckmin de reengenharia da polícia civil onde o objetivo é otimizar os serviços realizados pelos policiais civis nas várias unidades desativando distritos com pouco movimento e centralizando os trabalhos em menos unidades a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa que discorda do processo de reengenharia também foi ouvida pelo portal g1/eptv e foi contundente são carlos é um dos locais onde está sendo feita a reengenharia foram fechados distritos e co locados policiais num mesmo local dando a falsa impressão para a comunidade de que ela está sendo melhor atendida não adianta descobrir um santo para cobrir outro pondera maria alzira de acordo com o promotor marcelo mizuno também em entrevista ao portal g1 eptv atualmente a cidade conta com 46 policiais civis constatamos que a situação é grave existem delegacias que tem apenas um investigador de polícia como a dise [delegacia de investigações sobre entorpecentes que não abrange só são carlos mas toda a região disse efetivo menor o vereador e presidente da câmara municipal de são carlos edson antonio fermiano junho/2012 03

[close]

p. 4

segundo maria alzira a falta de efetivo é um problema crônico e os policiais civis cumprem uma carga de trabalho muito superior ao recomendado custo para o estado e a administração entende que a autoridade policial não pode ficar sentada lá no pequeno município registrando boletim de ocorrência enquanto a demanda da criminalidade exige muito mais dos profissionais num centro maior justifica o dr valmir na opinião da presidenta do sinpol a situação é bastante crônica e preocupante e o caso pode agravar ainda mais atualmente tivemos muitos colegas que se aposentaram ou que se desiludiram com os baixos salários pagos aos policiais civis são paulo é um dos estados da união que pior remunera seus policiais civis muitos colegas deixam a instituição para dedicar-se a outras atividades e alguns colegas até continuam na área policial mas servindo em outros estados ganhando mais do que na polícia civil do estado de são paulo e a situação tende a se agravar atualmente o nosso estado é o único que não aposenta seus servidores pela lei 51/85 que garante a paridade nos salários o governo justifica que tal lei por mais que haja entendimento contrário em todo o brasil não foi recepcionada pela constituição de 1988 e acaba praticando outra lei para as aposentadorias o caso já está em fase de análise de recursos já há pareceres favoráveis jurisprudência enfim a 51/85 deve em breve esperamos ser praticada também em são paulo e quando isso ocorrer milhares de colegas que já têm o tempo necessário vão acabar requerendo a aposentadoria deixando uma defasagem abismal de efetivo necessário para a boa realização do trabalho de polícia judiciária adverte maria alzira o sinpol já recorreu diversas vezes às autoridades principalmente à ssp e ao próprio governador cobrando mais efetivo cobrando a realização de mais concursos públicos mas nada vem sendo feito de acordo com a real necessidade a presidenta do sinpol denuncia que os policiais civis acabam realizando uma carga de trabalho bastante superior à indicada para a realização de um bom trabalho policial e isso muitas vezes prejudica o andamento na instituição como um todo ela conta que muitos policiais civis estão sobrecarregados e acabam tendo problemas de saúde afastando-se para tratamento médico e por conta disso o problema só cresce a situação do efetivo só será minimizada ou sanada se houver de verdade vontade política vemos com bons olhos a mudança na realização dos concursos públicos que serão terceirizados e haverá a possibilidade de serem realizados com mais agilidade mas precisamos urgentemente que sejam realizados tais concursos e as contratações feitas com total agilidade senão haverá um problema ainda maior a resolver além da falta de efetivo a máquina que fatalmente vai emperrar finaliza maria alzira cupação tem sido tão grande nesse sentido que nos últimos concursos temos tido um período de estágio mais célere que o normal sem descuidar no entando da formação do policial civil e posso afirmar que a luta é constante para minimizar a falta de efetivo a ponto de nos próximos dias estarmos recebendo 64 novos policiais civis em nossa região revela dr valmir o diretor do deinter-3 explica que dos novos policiais civis 29 são escrivães e 35 investigadores já estão atuando em fase final de estágio nas seccionais de ribeirão preto araraquara franca e sertãozinho concursos um dos problemas apontados pela demora na reposição do efetivo segundo o dr valmir foi justamente a questão dos concursos seccionalizados eu mesmo sempre defendi a realização de concursos específicos para regiões mas hoje entendo que isso resolve apenas uma parte do problema acaba gerando muito interesse em uma determinada região e quase nenhum em outra este concurso que segundo o nosso dgp [delegado geral de polícia foi o último seccionalizado teve pouquíssimos candidados aprovados na área de sertãozinho e nenhum na área de são joaquim a barra como o concurso é setorizado não há como repartir o contingente para outros municípios já no caso do concurso centralizado isso é possível pois o candidato concorre à vaga que pode ser disponibilizada em qualquer parte do estado explica o dr valmir ele conta que atualmente a região do deinter-3 que atende a 93 municípios conta somente com 199 delegados e não há previsões para suprir a carência de aproximadamente 30 mas o diretor da polícia civil na região acredita que essa falta de efetivo possa ser resolvida com o avanço da tecnologia ele conta que com o crescimento vertiginoso dos boletins de ocorrência digitais em breve será possível chegar também ao inquérito eletrônico uma gama de ocorrências já vem sendo feita pela internet e isso vai desafogar o trabalho policial o município muitas vezes com uma pequena população tem os mesmos direitos que uma metrópole ninguém discute isso mas a autoridade policial muitas vezes tem um período de ociosidade e o diretor do deinter-3 dr valmir acredita que com a centralização dos concursos o problema deva ser minimizado e acredita que a falta de efetivo no estado seja de 30 04 junho/2012

[close]

p. 5

reengenharia ela agora é realidade a reengenharia chegou para se estabelecer o projeto divulgado pelo governo alckmin nos primeiros dias de seu mandato e implantado em fase de experiência na região do deinter-9 departamento de polícia judiciária do interior com sede em piracicaba e executado em cidades como mococa pirassununga e araras chega definitivamente à região do deinter-3 a informação foi confirmada pelo próprio diretor do deinter-3 dr valmir eduardo granucci em entrevista exclusiva ao jornal do sinpol a área do deinter-3 já tinha iniciado a reengenharia através da seccional de são carlos ainda no ano passado num primeiro momento a cidade deixou de contar com dois dps distritos policiais o 4º dp foi anexado ao 1º dp e o 3º ao 2º dp logo nos primeiros dias da mudança várias reclamações surgiram por parte da população a cidade passou a contar com o mesmo efetivo que antes atuava em quatro prédios instalada em apenas dois prédios o volume de trabalho todavia continuou igual uma das queixas da população daquela região foi por exemplo quanto ao fechamento do plantão em ibaté o que passou para são carlos foi apenas a lavratura de flagrante a pessoa pode registrar com a pm o auto de prisão em flagrante até com mais celeridade pois não haverá necessidade de deslocamento a outro município lá não houve esse problema não foram medidas tomadas de afogadilho entre polícia civil pm magistratura e ministério público antes mesmo de se falar em reengenharia logo que tomei posse no deinter-3 estive em são carlos para a inauguração do plantão e o próprio juíz corregedor de são carlos ao lado do representante do ministério público pedi chegou a proposta do governo estadual em promover mudanças na polícia civil que pode levar ao fechamento de distritos passa a ser implantada em toda área do deinter-3 ram na ocasião que concentrássemos as unidades que não havia necessidade de tantos distritos com a reengenharia foi o que fizemos explica o dr valmir o passo definitivo para que a reengenharia passasse a ser aplicada em toda área do deinter-3 ocorreu no início do mês de maio depois de bauru são josé do rio preto e presidente prudente no dia 4 de maio foi a vez do deinter-3 debater o processo de reengenharia da polícia civil o encontro ocorreu na sede do núcleo de ensino e contou com a participação de autoridades das oito seccionais de polícia que compõem a região ­ araraquara barretos bebedouro franca ribeirão preto são carlos são joaquim da barra e sertãozinho segundo o dr valmir a reengenharia já chegou na região sendo implantada gradativamente nas cidades de matão barretos franca bebedouro batatais ituverava ribeirão preto são carlos porto ferreira são joaquim da barra sertãozinho e jaboticabal toda mudança a princípio por termos uma tendência à acomodação assusta e incomoda no primeiro plano verifica-se o que tem de negativo e não o que há de positivo aí se confunde reengenharia com falta de efetivo e esse é o grande embate a princípio quando se liga o projeto à falta de efetivo mas nada é feito de afogadilho quando implantamos a mudança já verificamos os prós e os contras para que não se cause transtornos a ninguém garante o diretor do deinter-3 o dr valmir acredita que a mudança cause um certo temor entre os próprios policiais civis mais que na população em são paulo dr valmir diretor do deinter-3 toda mudança assusta e incomoda e costumam confundir reengenharia com falta de efetivo mas nada é feito de afogadilho em pouco tempo abriram 51 novos distritos policiais se isso resolvesse o problema da criminalidade abririam mais 150 de uma vez a junção dig [delegacia de investigações gerais e dise [delegacia de investigações sobre entorpecentes é um caminho natural quem vai negar que o tráfico de drogas não está estreitamente ligado ao homicídio lavagem de dinheiro roubo de veículos e o próprio roubo centralizar tudo inclusive as equipes é nosso foco hoje garante o delegado além de garantir que as especializadas serão unificadas o dr valmir admite que num primeiro momento haverão outras fusões e cita o dp de bonfim paulista o movimento lá não explica de forma alguma sua manutenção mas isso não significa que haja qualquer tipo de abandono por parte da polícia civil ao contrário além disso não existe um prazo definido há primeiro um estudo dessas unidades e a tendência é sempre de centralização garante o diretor do deinter-3 e ele aposta que a mudança seja benéfica tanto para a população quanto para os policiais civis falta gente acredito que a defasagem no estado esteja em torno de 30 mas o foco de toda essa mudança está no bom atendimento no atendimento aos anseios institucionais no esclarecimento de crimes e no compartilhamento de todas as informações em um único local adequado e digno tanto para a população quanto para junho/2012 05

[close]

p. 6

os policiais civis garante segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa a questão não é tão simples assim sabemos que o dr valmir é uma pessoa dedicada e que se preocupa com a categoria mas ainda temos muitas dúvidas e entendemos que há muitos problemas em relação à implantação da reengenharia o principal dos problemas está mesmo na questão do efetivo por mais que o governo e sua equipe anunciem que o processo vai revolucionar a polícia judiciária está mais do que evidente que é a fórmula encontrada para que o problema de efetivo não continue cada vez menos latente mais escandaloso a cada dia É como costumo afirmar não adianta descobrir um santo para cobrir outro e por mais que se diga o contrário acreditamos também que seja uma forma de diminuir forçadamente os índices de criminalidade garante maria alzira ela acrescenta que a unificação dos dps também vai representar economia para o governo do estado no aluguel de imóveis e que nesses casos deveria se preocupar mais em instalar as unidades em imóveis compatíveis com a atividade da polícia civil temos vários exemplos de dps totalmente sem condições de funcionabilidade a reengenharia deveria começar pelo planejamento dos imóveis dando condições ao policial civil de trabalhar num local realmente digno onde ele possa receber bem a população que é como costumam dizer o `cliente da polícia civil dispara a presidenta do sinpol avalia ainda que a aglomeração de policiais civis numa única unidade tem como único objetivo demonstrar que o efetivo aumentou isso será tudo ilusão nossos policiais civis estão trabalhando em condições precárias há muito já ultrapassaram seus limites o trabalho tem sido cada vez mais insalubre vários companheiros acabam se afastando por problemas de saúde ocasionados pela falta de efetivo outros simplesmente desistem da instituição um grande número se aposentou e não houve reposição o grande problema da nossa polícia civil é sim efetivo e salários mais dignos conclui maria alzira unidades policiais apresentam problemas foto arquivo 7º dp em bonfim paulista deve ser desativado mas diretor do deinter-3 garante que não haverá transtornos para a população a delegacia de polícia do município de cravinhos está à primeira vista instalada em um prédio suntuoso um antigo casarão que remonta aos tempos dos barões do café que dominaram a região é a sede da unidade que abriga delegados investigadores escrivães carcereiros e demais policiais civis o grande problema do prédio é que as condições de conservação não são as ideais para o trabalho dos policiais civis e nem para a circulação da população que busca apoio no trabalho da polícia civil segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa na região vários são os prédios em situação nada ideal para abrigar uma unidade policial cravinhos não é a única unidade que apresenta problemas temos vários prédios com problemas o prédio onde funcionam o 1º dp distrito policial 1º plantão e a dig delegacia de investigações gerais de ribeirão preto que fica no centro da cidade é um exemplo disso revela a presidenta do sinpol de fato o prédio tem problemas estruturais muito antigos há pouco tempo houve uma ação para embutir a fiação de vários setores que ficava exposta correndo o risco de causar acidentes ou até mesmo um curto-circuito além disso não há celas apropriadas para reter pessoas presas para averiguação ou em flagrante que aguardam transferência para uma unidade competente como o cdp centro de detenção provisória de ribeirão preto já denunciamos o problema muitas vezes um suspeito é detido no final da tarde ou aos finais de semana e temos que esperar o horário devido para fazer a transferência ao cdp isso gera um risco desnecessário para os policiais civis que trabalham no prédio e para a população que lá frequenta dispara maria alzira a presidenta do sinpol acredita que um criminoso pode tentar se soltar ou até mesmo quebrar uma vidraça e tentar se armar com caco de vidro colocando em risco a integridade física de todos os que estão no prédio cajuru um dos locais que também preocupam o sinpol teve um problema enorme registrado no dia 9 de maio a delegacia de cajuru tem em suas dependências a cadeia pública que abriga mulheres presas em flagrante ou por cumprimento de mandado judicial e aguardam julgamento para serem encaminhadas ao sap sistema de administração penitenciária os policiais civis acabaram surpreendidos com um princípio de rebelião o protesto das presas te fachada da delegacia de polícia de cravinhos prédio é antigo e apresenta vários problemas de conservação ria ocorrido após o titular da cidade dr rodrigo salvino patto considerado um delegado linha dura pelas presas ter cortado algumas regalias das presas para disciplinar o local em entrevista à imprensa o delegado admitiu que o motim foi preocupante e que durou aproximadamente três horas e meia o setor de inteligência da polícia civil apurou que ocorreria a rebelião e nos comunicou realizamos uma revista onde encontramos dois celulares e um carregador nas celas e isso antecipou a rebelião que foi devidamente controlada disse o delegado em entrevista à imprensa de acordo com informações três presas uma das quais grávida passaram mal e foram atendidas porém sem gravidade o delegado afirmou que proibiu o uso de ítens domésticos dentro das celas como geladeiras essa permissão vai contra a norma da administração as presas reivindicavam até o uso de fogões explicou aos jornalistas segundo maria alzira a questão em cajuru envolveu dois problemas muito comuns em outras cidades o prédio é bastante antigo e já não comporta mais uma cadeia pública além disso a questão da cadeia pública já deveria ter passado à responsabilidade da sap que é quem cuida dos presos sejam eles condenados ou aguardando julgamento o governo improvisa e o resultado foi o que se viu em cajuru vidas colocadas em risco desnecessariamente a população carcerária estava muito acima do que o prédio realmente comporta além disso manter uma cadeia numa unidade policial daquele porte é gerar riscos desnecessários aos policiais civis e à população que frequenta o prédio de acordo com suas necessidades e para piorar o prédio fica em frente à rodoviária da cidade gerando ainda mais riscos dispara maria alzira 06 junho/2012

[close]

p. 7

o rlÂndia policiais civis apuram uso de droga em escola volvidos e indiciar quem forneceu a droga para a menina o caso de fato não é único vários outros menores em diversas cidades brasileiras acabam se envolvendo precocemente com drogas mas o delegado garante que a situação em orlândia não é preocupante a cidade como todo município em nossa região é um polo consumidor de drogas mas não somos fornecedores e combatemos os traficantes em orlândia agem os pequenos traficantes que à medida em que avançamos em nosso trabalho de investigação são detidos e tirados de circulação aqui não existem grandes traficantes garante o dr silveira equipe afinada apesar da cidade enfrentar o mesmo problema que em todas as regiões do estado em relação ao baixo número de efetivo as estatísticas demonstram que o trabalho desempenhado pela equipe de policiais civis de orlândia tem sido realizado a contento os crimes praticados contra a vida são os que apresentam redução mais significativa nos primeiros quatro meses de 2011 orlândia registrou um único homicídio número repetido em 2012 já nos casos de homicídio culposo isto é onde não se há intenção de matar foram três nos primeiros quatro meses de 2011 e nenhum neste ano os casos de latrocínio também demonstraram que a criminalidade está sob controle na cidade em 2012 não houve nos primeiros quatro meses nenhum caso de latrocínio em 2011 foram dois casos com duas vítimas os flagrantes envolvendo tráfico de droga tiveram crescimento nos quatro primeiros meses de 2011 foram realizados 25 flagrantes esse número aumentou em 2012 para 37 casos o que também demonstra eficiência no trabalho dos policiais civis da cidade a equipe que representa a polícia civil em orlândia é composta pelos seguintes policiais civis delegado titular dr luiz carlos silveira delegado assistente dr carlos amir pessoa escrivães alessandra peron micheletti gaspareto bruno cesar antonini pereira denize de paula costa passaglia e márcia de fátima mari silveira investigadores carlos eduardo araújo pazetto edson de toledo balsabino hugo cesar cavalini severiano josé gilberto martins lourenço paulo sérgio de araújo sebastião luiz ribeiro chagas e valter almagro agente de polícia milton antonio bernardo auxiliar de papiloscopista solange langhi fávaro carcereiros carlos henrique ferreira da silva roni edson fidélis sônia aparecida octávio e wandson de souza roberto imagens mostram menina de apenas 12 anos consumindo cocaína entre colegas e objetivo é descobrir como a droga entrou no estabelecimento de ensino a pacata cidade de orlândia foi surpreendida com uma notícia que ganhou espaço na mídia regional e até estadual informações deram conta de que uma menina de 12 anos havia sido vista em imagens de câmeras de segurança consumindo cocaína entre os colegas apesar de as imagens não terem sido divulgadas pela imprensa a notícia deixou muita gente indignada pela situação a princípio levantou-se a hipótese de que ela teria cheirado a carreira de cocaína incentivada ou forçada pelos colegas e o caso chegou à alçada da polícia civil o delegado titular de orlândia dr luiz carlos silveira imediatamente determinou e os policiais civis da cidade passaram a investigar o caso segundo o delegado a menina não foi descoberta na realidade através das câmeras de segurança alguns colegas a viram consumindo cocaína na escola e a denunciaram os funcionários da escola recorreram então às câmeras de segurança e encontraram imagens que mostram a menina consumindo a cocaína pelas imagens observa-se que ela não foi forçada a consumir a droga o fez por conta própria explica o dr silveira o delegado encaminhou a mãe e a menina para acompanhamento psicológico por considerar a situação muito grave infelizmente essa situação tem ocorrido com frequência em qualquer escola a droga está presente onde menos imaginamos eu até poderia passar essa situação para o ministério público diretamente mas preferi tocar o inquérito adiante na tentativa de descobrir de onde veio a droga que foi consumida pela menina na frente dos colegas explica o delegado o dr silveira pretende ouvir todos os en acima dr silveira e policiais civis que atuam na delegacia de polícia do município de orlândia ao lado o delegado adjunto dr carlos amir pessoa junho/2012 07

[close]

p. 8

esporte decidido a praticar um esporte e perder um pouco de peso o investigador da ddm delegacia de defesa da mulher de ribeirão preto rogério da cunha nogueira decidiu gradativamente praticar a corrida de rua ele começou aos poucos para ganhar condicionamento físico nas ruas e praças da cidade a esposa de rogério a também investigadora que atua na seccional de sertãozinho adriana xavier de lima nogueira passou a acompanhá-lo na empreitada e o gosto pela corrida passou a contagiar toda a família o casal passou a dedicar-se mais intensamente à pratica e diante dos benefícios obtidos com a atividade física passou a vislumbrar a possibilidade de dedicar-se mais intensamente ao exercício praticando-o como esporte efetivamente e participando de competições de rua uma tendência que tem trazido cada vez mais adeptos às corridas de rua rogério sempre gostou de desafios tanto que saiu-se muito bem no curso de mergulho ministrado pela polícia civil mas a corrida passou a trazer-lhes nítidos benefícios físicos ele treina por conta própria em dias alternados correndo em média oito quilômetros por vez adriana também treina com o marido dedicando-se ainda a um trabalho de condicionamento físico feito em uma academia especializada e a dedicação é tanta que até os filhos dos policiais civis já começam a gostar de correr enzo de oito anos e sophia de quatro estão presentes sempre que possível aos treinamentos e às provas que o casal vem participando como o pedestrianismo anda em alta várias corridas têm sido realizadas na região o que tem facilitado a vida de quem quer começar a competir e mesmo treinando somente desde 01 de fevereiro de 2012 rogério e adriana já tem participado de provas que integram o circuito regional casal de policiais civis começa a praticar corrida de rua sem maiores pretensões mas resultados animam e eles passam a disputar importantes provas uma dessas provas frequentada pelo casal foi a 5ª corrida do trabalhador maria zeferina baldaia realizado na cidade de sertãozinho para homenagear a atleta e vereadora pela cidade a etapa foi realizada no dia 6 de maio em três modalidades cinco mil metros dez mil metros em corridas e caminhada de quatro quilômetros todos os atletas inscritos nas três modalidades fizeram a largada em pelotão único rogério e adriana correram ao lado de grandes nomes do atletismo nacional e internacional na modalidade 10 quilômetros a prova foi dominada por corredores quenianos tradicionalmente conhecidos por dominar as provas de meio-fundo e fundo com percursos mais extensos por ser a primeira grande prova disputada pelo casal o resultado de ambos chegou a surpreendê-los segundo rogério pelo pouco tempo de preparação pelo alto nível da prova e pela disputa acirrada ambos comemoraram suas respectivas colocações estávamos ao lado de grandes nomes da corrida de rua num evento bastante disputado explica o policial civil rogério disputou os cinco quilômetros e ficou com a 59ª colocação adriana também disputou o mesmo percurso entre as mulheres e chegou em 114º ambos chegaram bem à frente de diversos corredores que integram equipes e que contam com patrocínio nós corremos com muita garra e coragem no meio de várias equipes com patrocinadores que proporcionam melhores condições para a disputa das provas e conseguimos resultados expressivos isso nos incentiva a prosseguir e eventuais patrocinadores serão muito bem vindos destaca o investigador rogério agora o casal segue a preparação para as próximas provas e devem disputar pelo menos duas delas competições oficiais no mês de julho a investigadora adriana segue disputando os cinco mil metros já rogério inicia uma nova fase tentando a evolução até chegar à disputa de uma meia maratona meu objetivo é disputar a prova que tem no total 21 quilômetros para isso vou aumentar gradualmente o trajeto nas provas e intensificar fotos arquivo da família correndo em famÍlia meu treinamento explica rogério pretende disputar as provas de julho nos dez mil metros e a família garante participar de novas provas sempre que possível correndo a passos largos em busca do objetivo maior e tendo como prêmio a melhoria na condição física e na saúde de todos acima os policiais civis adriana e rogério que disputaram a 5ª corrida do trabalhador em sertãozinho ao lado o filho do casal enzo de apenas oito anos que também disputou a prova na categoria infantil e obteve excelente resultado vem aÍ o torneio de futebol do sinpol o sinpol estará realizando no dia 14 de julho de 2012 o torneio quadrangular de futebol do sinpol o campeonato será realizado no campo gramado da chácara do sinpol e é aberto a policiais civis e associados somente da sede este é o segunda edição do torneio realizado pelo sindicato a ideia é envolver policiais civis em uma saudável disputa de futebol ainda neste ano pretendemos realizar também o torneio envolvendo policiais civis de toda a região como fizemos anteriormente explica a presidenta do sinpol maria alzira da silva correa o quadrangular será realizado somente no dia 14 de julho onde quatro equipes serão formadas e disputarão entre si o título os interessados precisam se inscrever com antecedência acredito que possamos reunir 40 participantes entre policiais civis e associados de ribeirão preto depois desse torneio vamos organizar um envolvendo toda a região acrescenta um dos organizadores os interessados em participar podem procurar o décio no cepol que fica na delegacia seccional de ribeirão preto para formalizar a inscrição maiores informações através da central de atendimento sinpol pelos telefones 16 3625-3890 3612-9008 e 3979-2627 ou com o décio no cepol pelo fone 16 3610-4228 08 junho/2012

[close]

p. 9

talentos filosofia os benefícios em praticar o judô em seu dia-adia ele conta que sua disposição aumentou bastante e que seu preparo físico também evoluiu conquistas mas não foi só o físico e a mente de paulo sérgio que sentiram sua evolução ao passar a praticar o esporte ele descobriu também as competições que demonstraram sua evolução na prática com conquistas que começam a despontar o judoca começa a colecionar medalhas graças ao seu empenho nos treinos e sua boa performance nos torneios recentemente o policial civil foi 3º colocado em um torneio realizado em ribeirão preto qualificando-se para disputar a semi-final do paulista de judô na cidade de são carlos outra grande conquista foi a medalha de ouro ao vencer o torneio que disputou em patrocínio paulista após ingressar no projeto judô batatais ele segue treinando no dojô e representando a associação batataense de judô e tem intensificado os treinos para as provas que serão disputadas em 2012 ele tem intensificado os treinos para a primeira disputa que ocorre em 16 de junho a copa são francisco em 18 de agosto vai disputar o estadual do interior em sua categoria na faixa amarela que terá índice e seletiva para outros torneios também estão em seu calendário a copa akatsuki copa restinga ambas em setembro e as copas patrocínio paulista e corpore sano ambas em outubro o judô não aperfeiçoa somente nosso físico há uma filosofia onde aprendemos também o auto-controle `o judoca não se aperfeiçoa para lutar luta para se aperfeiçoar diz uma sábia frase `saber cada dia um pouco mais utilizando o saber para o bem é o caminho do verdadeiro judoca e essas são filosofias que aprendemos a utilizar em nosso cotidiano explica paulo sérgio ele decidiu praticar judô de vez incentivado também pelo convite do genro fábio figueiredo e da filha poliana ambos atuavam no projeto hoje só fábio continua também destaca o apoio do aikidoka e investigador edson de paula e do carcereiro rinaldinho praticante de jiu jitsu não poderia deixar de agradecer tam oriental bém aos senseis ricardo rinhel e plínio carlotto dois grandes incentivadores e aproveito para prestar uma homenagem póstuma a meu pai presídio fernandes das chagas falecido há três anos e a meu irmão cássio magno ribeiro chagas falecido há um ano são muitas as pessoas que me incentivaram e me incentivam a continuar praticando o judô destaca o perito paulo sérgio confessa que por conta de levar uma vida até então de certa forma sedentária acabou sofrendo algumas contusões no início da prática do judô mas recuperou-se e cuidou do corpo e da mente para continuar em frente em seus planos após sua aposentadoria que deve ocorrer em torno de cinco ou seis anos está continuar atuando e disputando torneios de judô o criador do judô jigoro kano se baseou em outras artes marciais para criar aquilo que chamamos `o caminho da suavidade `como uma flor de cerejeita caindo levemente sob uma tarde de outono o judoca busca o caminho mais suave para a vida sublimando sua mente corpo alma e espírito assim pretendo seguir finaliza paulo sérgio perito descobre novos rumos para sua vida após completar 50 anos ao iniciar a prática da arte do judô paulo sérgio ribeiro chagas ingressou na polícia civil há exatos 19 anos natural de ituverava formado em engenharia optou pela carreira de perito criminal e garante fez a escolha certa ele ingressou na instituição em batatais atuando no ic instituto de criminalística da extinta seccional daquela cidade em 1999 transferiu-se para ribeirão preto com a desativação da seccional de batatais todavia a mudança foi só no local de trabalho pois o policial civil já havia se instalado em batatais e optou em continuar morando lá e fazendo o percurso diário para trabalhar em ribeirão preto distante cerca de 40 quilômetros de sua residência apesar das locomoções constantes e das variáveis que sua carreira oferece paulo sérgio faz questão de destacar que a escolha foi bastante acertada eu sempre gostei da área científica e após ingressar na polícia civil como perito foi um `prato cheio sempre trabalhei com muito prazer em minha área destaca longe de ser uma pessoa acomodada embora não praticasse efetivamente nenhuma modalidade esportiva exceto o futebol com os amigos nos finais de semana paulo sérgio tomou conhecimento da prática do judô uma das mais difundidas artes marciais do mundo com tradição milenar o contato se deu graças a uma iniciativa da prefeitura de batatais com apoio da iniciativa privada que se mantém até hoje proporcionando aos interessados a possibilidade de uma prática desportiva que é complementada com muita disciplina e filosofia orientais ao descobrir que mesmo após os 50 anos poderia iniciar uma nova fase em sua vida através do judô paulo sérgio não teve dúvidas e passou a frequentar as aulas ao lado da filha que também o incentivava minha filha penélope de 12 anos passou a praticar e senti que poderia também aprender os movimentos do judô hoje treino três vezes por semana e os resultados em minha faixa etária começam a aparecer explica paulo sérgio o perito criminal que é 3º vice-presidente do sinpol na atual diretoria que tem maria alzira da silva corrêa na presidência passou a sentir após excelente performance em torneio policial civil ocupou o lugar mais alto no pódio foto arquivo pessoal paulo sérgio começou a praticar judô após os 50 anos e tomou gosto pela luta a ponto de começar a disputar torneios e obter bons resultados e garante que o esporte e sua filosofia o ajudam no trabalho diário da polícia civil junho/2012 09

[close]

p. 10

aniversariantes a vida é um milhão de novos começos movidos pelo desafio sempre novo de viver e fazer todo sonho brilhar feliz aniversário aos nascidos em julho 1 maria aparecida goncalves franco riquela maia octávio 2 florisvaldo aparecido angelício alberto luís martins edimar candido barbosa josé alceu calegaro marcelo da silva pereira donizete forini 3 marcos tadeu da costa paulo josé esteia piçarro roberto de souza wander domingos de oliveira jeová de paula pereira rita de cássia bento francisco antonio carlos da silva wilson miguel gonçalves 4 datair rodrigues alves antonio thiago filipini rodrigo aparecido firmino márcio miguel granhani izilda umbelino peixoto 5 armando pisani júnior luiz carlos santello marcos alexandre fernandes milton bueno da silva júnior celso eduardo zuviolo josé carlos cioca 6 deusdedit barbosa dos santos jefferson pessotti yone borges hernandez antonio luiz buranelli robson martins ferreira césar augusto feliciano vagner luiz alves maia durval de souza lima junior samuel soares da silva edson medeiros da silva 7 salvador pane neto antonio marcos rebello marco antonio dacunto sebastião oswaldo mazzaron filho lourdes rodrigues edson eduardo de paula josé roberto amancio casseb 8 luiz alberto pirola antonio edison francelin jesuíno ferreira da rocha lúcia elena amsei saloio graciela de lourdes david ambrósio 9 paulo césar prado blanco jorge amaro cury neto celso eduardo felipe josé aparecido zanelato pedro euripes gonçalves geraldo de araújo 10 josé roberto torres de oliveira carlos eduardo barillari pereira vagner roberto seleguim leopoldo gomes novais 11 mansueto ferrari neto sebastião donizete da silva 12 joão carlos barbosa lima 13 normandia lucera e guimarães 14 josé lauro malvestio eliana aparecida de carvalho josé bráulio bravo lourdes maria alves gerson beltramini tânia de souza nunes ribeiro marcelo luiz augusto 15 thiago luís mini de souza 16 maria do carmo ap calife c prudêncio débora cristina malafatti fioravante ana paula donizete soares 17 marisa lellis takata jin ciosaki renato frazão de almeida josé carlos garilio marcela de souza ribeiro alexandre motta barbosa 18 darci gonzales ribamar cézar rambourg marcelo lopes de medeiros 19 francisco carlos scarparo maria izabel de castro aldo leão arroio finotello carlos eduardo fernandes da silva 20 paulo rogério othon teixeira júnior jefferson gonçalves marcos césar bastos ulian edson aparecido bizarro 21 jayme prado de mello 22 josé roberto gonçalves maria amélia leão neide amabile pastore silva renata alessandra dos anjos denize gobbi szakal 23 josé arnaldo andreotti júnior joão walter tostes garcia josé antonio pietro bao marcelo cunha ferreira 24 ozório moreira da silva neto constantino moreira da silva cristino de alcantara tavares marilene gomes trindade kerton nascimento e costa 25 fernando carrion serrano valéria aparecida benedito favero 26 patrícia barrella cione sílvio rogério pita fernando cézar stefani sílvia cristina carreta 27 maria alzira da silva corrêa adriana f cunha de oliveira 28 carlos ocimar spina amarldo dos reis almeida rita de cássia cassiano da silva regina célia rodrigues da silva renato dos santos valquíria da silva joão carlos sérgio marzola 29 válter ferreira de castro cecilia de loudes m da silva passos 30 sônia maria sarti josé martins de paula paulo roberto belli 31 josé mário dos santos luiz antonio bueno valdirene aparecida dias oscar eduardo pereira pinto memÓria a primeira presidenta maria alzira da silva corrêa e todos os 33 policiais civis que integraram sua chapa na disputa eleitoral do sinpol em 2007 escreveram uma página inédita na história do sindicato em 27 de outubro daquele ano tomou posse a primeira mulher a comandar o sinpol desde sua fundação a posse solene ocorreu na sede do sindicato e toda a diretoria esteve presente comemorando a vitória de maria alzira nas urnas fato que tornou a ocorrer com sua reeleição em outubro de 2010 na foto maria alzira e os 33 policiais civis que integraram a chapa que marcou história no sinpol do fundo do baÚ o sinpol lembra aos aniversariantes que é preciso fazer o recadastramento anual junto ao banco do brasil em qualquer agência ou naquela onde receber seus vencimentos ou em caso de portabilidade no banco em que o beneficiário optou quem não se recadastrar corre o risco de ter os vencimentos suspensos o sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto está criando um acervo de imagens relacionadas à polícia civil para tanto a diretoria está incentivando a participação de associados que tenham em seus arquivos fotografias que possam ilustrar diferentes aspectos da história da instituição temos certeza que muitos companheiros guardam `no fundo do baú lembranças de reuniões eventos e de situações diversas que têm um valor inestimável pelas lembranças que nos trazem afirma a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa os interessados em colaborar com esse resgate da memória da polícia civil da região podem entrar em contato com a secretaria do sinpol através dos telefones 16 3612-9008 3625-3890 e 3979-2627 ou dos e-mails sinpolrp@sinpolrp.com.br e sinpol-rp@uol.com.br as fotografias serão digitalizadas e prontamente devolvidas aos seus proprietários ressalta maria alzira o material reunido pelo sinpol será publicado no jornal do sinpol e no site da entidade www.sinpolrp.com.br 10 junho/2012

[close]

p. 11

investigaÇÃo equipe os policiais civis do 4º dp distrito policial de ribeirão preto já têm a identificação de uma dupla de assaltantes que abordam clientes na saída de agências bancárias o crime que ficou popularmente conhecido por saidinha de banco segundo o delegado do dp dr luiz geraldo dias os assaltantes identificados são josé acássio de lima de 34 anos e ede silva teixeira de 32 anos eles foram reconhecidos por algumas das vítimas e seriam responsáveis por pelo menos 15 assaltos praticados na região da avenida presidente vargas na zona sul de ribeirão preto os policiais civis que participaram das investigações acreditam que os suspeitos estejam agindo na região há pelo menos oito meses e sempre atuam da mesma forma um dos elementos entra na agência e fica de olho no movimento dos clientes sempre escolhem alguém que tenha feito um saque em dinheiro de uma quantia considerável o homem que está dentro da agência por celular comunica as características da possível vítima ao comparsa que aguarda do lado de fora da agência quando a pessoa deixa a agência é abordada com violência no estacionamento do estabelecimento bancário num dos roubos praticados pela dupla eles estavam no interior de uma agência da avenida presidente vargas e observaram quando um empresário fez um saque no caixa de r 6,8 mil o empresário ainda dentro da agência entregou r 2 mil à sua mãe e saiu rumo ao estacionamento levando o restante do dinheiro sacado quando se preparava para sair com o carro foi surpreendido pelos dois suspeitos que chegaram de arma em punho com do 4º dp indentifica assaltantes tocicleta passaram a agir a pé ou de carro num dos assaltos recentes utilizaram o carro da própria vítima na fuga a equipe do 4º dp também garante que a dupla teria agido em outras cidades da região como franca são carlos e araraquara além de são paulo onde residem segundo os investigadores os dois suspeitos têm ligações com criminosos de ribeirão preto o que facilita-lhes o trabalho com a identificação dos suspeitos o dr luiz geraldo dias já instaurou três inquéritos e acredita que outras 15 pessoas possam ter sido vítimas dos dois suspeitos ambos têm antecedentes criminais de roubo qualificado e o mandado de prisão já foi expedido pela justiça o dr luiz geraldo conta que a maioria das vítimas é do sexo feminino e aconselha quem for realizar saques que tomem o máximo de cuidado observem quem está na agência e se necessário peçam apoio da polícia além da atenção redobrada o melhor mesmo é evitar saques de altas quantias principalmente em agências onde o movimento de clientes seja grande policiais civis do distrito em ribeirão preto estão à procura de elementos especializado em assaltos popularmente conhecidos por saidinha de banco bastante violência praticamente arrancando-o à força de dentro do veículo em seguida fugiram com o carro do empresário levando r 4,8 mil segundo o dr luiz geraldo dias o que chamou a atenção foi a forma como o veículo foi abandonado em frente a uma base da polícia militar na avenida joão fiúsa com a chave no contato do automóvel do empresário os dois estavam sem capuzes e o empresário conseguiu reconhecer um dos homens apontados pela equipe do 4º dp segundo o dr luiz geraldo dias cerca de r 75 mil já teriam sido roubados pela dupla na região da avenida presidente vargas e também da avenida nove de julho a equipe fez um levantamento com base nas imagens dos circuitos de segurança das agências e conseguiu reconhecer a dupla outro dado confirmado pelos investigadores do 4º dp foi que a forma de ação era sempre a mesma apenas um deles estava armado usando sempre a mesma arma eles costumavam praticar os roubos utilizando uma motocicleta cb 300 preta naquela região apesar do trânsito de maior fluxo no horário comercial existem muitas rotas de fuga para estradas próximas tanto a anhanguera quanto o anel viário sul ou a rodovia que liga ribeirão preto a são carlos e araraquara É sempre da mesma forma um deles entra na agência e observa a vítima esse passa as características para o outro que fica do lado de foram eles abordam a vítima com muita violência usando sempre a mesma arma e fogem em uma moto revelou o delegado segundo ele a arma é uma pistola automática prateada depois que eles souberam que já tínhamos a identificação da mo fachada do 4º dp de ribeirão preto onde policiais civis identificaram assaltantes junho/2012 11

[close]

p. 12

jurÍdico sinpol o departamento jurídico do sinpol que mês após mês vem acumulando grandes resultados obteve uma vitória expressiva em favor de mais um associado desta vez a vitória diz respeito a toda a categoria pois trata da questão da aposentadoria pela lc lei complementar 51/85 um assunto que tem preocupado os policiais civis em vias de se aposentar no estado de são paulo segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa o governo do estado insiste em não reconhecer que a lc 51/85 foi recepcionada pela cf constituição federal de 1988 e tem sido o único estado da união a considerar que a lc não é válida para fins de aposentadoria especial valendo-se de outra lei que reduz drasticamente os vencimentos de quem por ela se aposenta a questão já está sendo amplamente discutida e o sinpol acredita que em pouco tempo o governo de são paulo seja obrigado a acatar a lc 51/85 enquanto isso não acontece o sinpol tem patrocinado diversas ações e garantindo através de mandados de segurança a aposentadoria especial para seus associados revela maria alzira a vitória foi obtida pelo advogado do sinpol dr ricardo ibelli em favor do investigador de polícia que tem sede de exercício na obtÉm grande vitÓria concedido mandado de segurança com julgamento de mérito em primeira instância garantindo aposentadoria especial pela lc 51/85 a associado de casa branca cidade de tambaú seccional de casa branca ailton faion em 29 de dezembro de 2010 ele protocolou pedido de aposentadoria junto à seccional baseando-se na lc 51/85 em 18 de fevereiro de 2011 seu pedido foi indeferido diante disso o policial civil procurou o sinpol que encaminhou-o ao departamento jurídico da entidade impetrado mandado de segurança a juíza de direito dra paula micheletto cometti julgou o mérito e proferiu a seguinte sentença considerando-se o atual entendimento do supremo tribunal federal que tem última palavra em matéria constitucional e o posicionamento do eg tribunal de justiça de são paulo é de se concluir pelo cabimento da aposentadoria especial já que o impetrante preencheu os requisitos legais para a sua concessão isto posto por estes fundamentos e mais que dos autos consta concedo a seguranÇa para conceder ao impetrante a aposentadoria voluntária na forma da lei complementar 51/85 como requerido na esfera administrativa ainda que pendente de reexame a vitória foi bastante comemorada estamos atentos aos direitos de nossos associados e o sinpol não medirá esforços para defender nossa categoria garantiu maria alzira segundo maria alzira enquanto o governo não acatar da lc 51/85 novas vitórias devem ocorrer pois o sinpol tem patrocinado diversas ações josÉ carlos josé carlos deixou prematuramente os familiares e amigos que conquistou com sua simpatia de souza fernandez atuava como colaborador desde as primeiras edições vendedor exemplar muito querido por seus clientes já atuava como representante comercial de outros jornais da área policial quando juntou-se ao projeto corinthiano descendente de espanhóis sempre foi um otimista não tinha tempo ruim para ele teve duas uniões das quais foi pai duas vezes sua primeira filha nathaly mora em belo horizonte e é casada de seu segundo relacionamento com márcia nasceu vitória atualmente com 12 anos figura bastante conhecida na Única cafeteria onde os representantes comerciais e negociantes em geral marcam ponto era muito querido no meio conhecido pelo apelido de espanhol aos 52 anos não resistiu a um edema pulmonar possivelmente decorrente da diabetes que no início de 2012 custoulhe uma internação e uma grande preocupação de perder um dedo do pé lutou como pode mas acabou não resistindo deixa muita saudade em seus amigos em nome da equipe do jornal do sinpol e do sindicato os sentimentos aos familiares por esta irreparável perda a equipe do jornal do sinpol e o sinpol estão de luto justamente no dia em que começava a circular a última edição em 10 de maio de 2012 morria josé carlos de souza fernandez representante comercial autônomo do jornal ele 12 junho/2012

[close]

p. 13

combate dise os policiais civis da dise delegacia de investigações sobre entorpecentes de ribeirão preto continuam realizando ações no sentido de coibir a ação dos traficantes de drogas e procurando agirem com a maior contundência possível visando inclusive ao fechamento dos locais onde a droga que chega em estado bruto é tratada e misturada para ser revendida ao usuário através das diversas biqueiras locais para a venda de entorpecentes espalhadas pela cidade segundo o titular da dise dr paulo henrique m de castro os policiais civis têm se revezado nas investigações e um grande número de apreensões e flagrantes têm sido feitas todos os meses ele conta que vários traficantes foram tirados de circulação das ruas de ribeirão preto nos últimos meses e diversos pontos de venda de drogas e laboratórios foram fechados por sua equipe o delegado conta que o laboratório dá maior agilidade aos traficantes pois acabam dependendo menos de intermediários para vender sua própria droga além do fato de que acabam faturando mais um dos casos que envolveu ação contra laboratórios foi registrado no dia 4 de maio em ribeirão preto a equipe já estava investigando e.s.s de 36 anos suspeito de comprar drogas e beneficiá-las para a venda aos traficantes menores ou direto aos usuários e munidos de mandado de busca e apreensão os policiais civis entraram no condomínio portal dos ipês um local com diversas chácaras e com muita locação de imóveis para festas de finais de semana lá a equipe da dise estourou um laboratório de refino de entorpecentes que resultou fecha laboratÓrio de drogas da justiça os trabalhos dos policiais da dise não se encerraram após a prisão nossa intenção é descobrir quais biqueiras essa droga produzida no portal dos ipês abastecia e qual era também a sua procedência antes de ser processada pelo dono do laboratório de refino de drogas descobrimos que no local eram processados acima de 30 quilos de drogas todos os meses revelou o dr paulo os policiais civis suspeitam que a droga era distribuída em ribeirão preto cidades próximas e até no sul de minas gerais os veículos que foram apreendidos na chácara foram periciados e novas irregularidades foram descobertas o automóvel um honda civic teve o número de seu chassi adulterado e era produto de roubo as duas motocicletas também tinham problemas de documentação segundo o apurado pelos policiais civis da dise e após a perícia constatou-se que se tratavam de motos compradas com documentos falsos o homem preso também irá responder por esses crimes participaram da ação todos os policiais civis que integram a dise o suspeito já estava sendo investigado pela adulteração de veículos e aos poucos os policiais civis foram levantando seus dados e sua forma de ação foram feitas várias campanas e um trabalho de muita investigação foto arquivo local que refinava entorpecentes estava instalado em uma casa no condomínio portal dos ipês no local um homem foi preso em flagrante na prisão em flagrante de e ele foi surpreendido com quatro quilos de pasta base de cocaína no local além da droga um automóvel e duas motocicletas utilizados no tráfico também foram apreendidos além da pasta base de cocaína durante a busca feita no amplo imóvel os policiais civis encontraram também porções de maconha uma balança de precisão um liquidificador utilizado para processar a droga além de produtos químicos como eter e acetona era um laboratório de médio para grande porte a quantidade de drogas apreendidas pela equipe da dise é mais do que suficiente para produzir cerca de 20 quilos de cocaína uma vez produzida a droga seria encaminhada para diversas biqueiras e abasteceria o tráfico no varejo isto é em pequenas porções para os usuários foi certamente uma grande apreensão e mais um duro golpe que impingimos aos traficantes disse o dr paulo o homem encontrado com drogas no interior da chácara localizada no portal dos ipês já vinha sendo investigado há pelo menos dois meses assim que receberam informações e cruzaram dados com outras ocorrências de tráfico a equipe da dise passou a monitorar as atitudes do suspeito tudo devidamente autorizado pela justiça uma vez comprovado o envolvimento de e com o tráfico de droga os policiais civis passaram então a aguardar o momento oportuno para realizar o flagrante e apreender a maior quantidade possível de entorpecentes o homem foi autuado e encaminhado ao cdp centro de detenção provisória de ribeirão preto onde vai aguardar à disposição dr paulo comandou equipe da dise que fechou mais um laboratório de refino de drogas junho/2012 13

[close]

p. 14

deu no jornal do sinpol categoria a principal reportagem da edição nº 11 do jornal do sinpol foi a festa de confraternização que o sindicato promoveu para homenagear os 51 policiais civis punidos de forma truculenta pelo então governador luiz antonio fleury filho por darem as costas como forma de protesto em um ato de inauguração realizado em 1993 na confraternização o sinpol homenageou também os policiais civis que ficaram deficientes ou morreram em ação entre os presentes estava o ex-diretor do derin e então titular do deinter que naquela época era a autarquia que comandava todas as delegacias regionais dr paulo de braga braun no editorial o então presidente do sinpol eumauri lúcio da mata conclamava os associados a se unirem para pressionar o governo que se recusava a negociar um reajuste salarial para a categoria ele criticava duramente a postura do então governador mário covas que há um ano e meio ocupando a cadeira negava-se a promover reuniões com a categoria a entrevista daquela edição foi com o ex-operador de vôo douglas utiel que trilhou carreira na instituição como agente de telecomunicações por cerca de 30 anos o jornal também alertava para alguns golpes praticados por estelionatários popularmente conhecidos por contos do vigário em turismo as belezas naturais de piumhi além das águas e do romantismo da tradicional poços de caldas eram opções apresentadas aos leitores com dicas de passeio e hospedagem na reportagem sobre sindicalismo o impasse na questão da campanha salarial continuava a categoria reivindicava 89,04 de reajuste e a coligação das entidades policiais civis do estado de são paulo pressionava a equipe de covas na editoria herói anônimo o agente policial josé benjamin de souza na então regional de ribeirão preto explicava sua rotina de trabalho onde atuava principalmente nas investigações o jornal trouxe também o desabafo do investigador dorlei morales então em araraquara ele veio a público para discordar com as leis vigentes que beneficiavam os criminosos e cobrava melhores condições de trabalho para os policiais civis do jeito que está não dá para ficar em todos os anos em que trabalhei na polícia nunca vi uma situação tão caótica como esta lamentou à época em outra reportagem destaque para um projeto de autoria do então vereador josé rubens vieira ex-presidente do sinpol o pró-rendas destinado a pessoas de baixa renda segundo o vereador o projeto não se resumia somente a dar o peixe mas dar a vara e a ensinar a pescar a novidade da edição ficou por conta de um pedido da ssp secretaria da segurança pública para a criação de um seguro de vida para os policiais civis junto à cosesp companhia de seguros do estado de são paulo a propositura partiu do então secretário dr josé affonso da silva as obras de construção da chácara do sinpol haviam começado há pouco tempo e o jornal a exemplo do que faz hoje com a construção da futura sede social já mostrava o andamento dos trabalhos de edificação de um dos grandes patrimônios do sindicato outro assunto que teve bastante repercussão em 1996 foi a atuação da equipe da dig que atuou com bastante eficiencia e rigor no latrocínio de um funcionário de uma distribuidora de bebidas naquela ocasião lázaro carneiro de freitas foi assassinado durante um assalto mas a equipe de patrimônio desvendou o caso e chegou aos suspeitos que posteriormente foram condenados pelo latrocínio a equipe que participou do caso contou com os investigadores signei molina edson piovani daniel josé antonio o escrivão idelfonso e foi estÁ unida comandada pelo dr udelson canova simionato o jornal do sinpol também falou sobre a pujança de jaboticabal também conhecida por cidade das rosas e athenas paulista na ocasião o delegado titular da cidade era o dr oswaldo josé da silva a edição trazia ainda mais de uma centena de convênios fechados por uma equipe de associados que à época entravam em contato com as empresas para conquistar benefícios e vantagens nas compras para os policiais civis associados mesmo diante de tantos assuntos abordados a tônica da edição foi mesmo o encontro festivo dos policiais civis onde homenageou-se os 51 punidos por fleury afinal o protesto que originou a truculenta punição acabou tendo enorme repercussão e o governador denunciado por sua atitude arbitrária onde transferiu os associados do sinpol para cidades nos mais extremos locais do estado se viu obrigado a engolir o orgulho e recolocar os policiais civis nos seus respectivos locais de origem esta luta foi sem dúvida a primeira expressiva vitória do sinpol em favor de seus associados entre os punidos à época estava a atual presidente do sinpol maria alzira da silva corrêa uma punição que acabou tornando-se um prêmio para aqueles que foram à luta edição 11 do jornal do sinpol mostrou confraternização dos 51 punidos por fleury além da paralisação nas negociações salariais e outros assuntos reprodução da capa da edição número 11 do jornal 14 junho/2012

[close]

p. 15

sindicalismo sinpol a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa participou de todas as reuniões realizadas entre os sindicalistas e o gt grupo de trabalho criado a partir da lc lei complementar 1151/2011 onde em seu artigo 26 determina a constituição de tal grupo integrado por representantes dos poderes executivo e legislativo para avaliar as possibilidades de valorização das carreiras de investigador e escrivão de polícia considerando a lc 1067 de 1º de dezembro de 2008 também esteve presente à alesp assembleia legislativa do estado de são paulo conversando com os deputados que integram o gt ao término da reunião fechada entre os representantes do executivo e legislativo na verdade sabíamos que teríamos um grande embate pela frente até pela demora em se constituir tal comissão se nós através da nossa federação não tivéssemos atuado e pressionado as autoridades talvez não houvesse hoje o gt criado no limite dos limetes para esse fim dispara maria alzira a feipol/se federação interestadual dos policiais civis da região sudeste aliás marcou presença já na primeira reunião do gt realizada em são paulo no dia 9 de maio de 2012 os presidentes e representantes dos sindicatos que compõem a federação também marcaram presença ao sair daquela reunião o diretor da feipol se jarim lopes da roseira fez questão de ressaltar a importância da entidade neste trabalho de valorização da categoria e acrescentou que ela passa a ser a legítima representante das carreiras policiais civis doravante a representação coletiva dos policiais civis de são paulo deixará de representar as entidades de policiais civis atribuição que passa a ser exercida pela recém-criada feipesp/se concluiu jarim neste encontro foi deliberado que as reuniões do gt seriam quinzenais na audiência pública seriam apresentadas pelas entidades suas proposições e a partir de então aconteceriam as reuniões do gt formado para estudar as possibilidades de valorização das carreiras sobretudo com a adoção do nu nível universitário sem a participação das entida na luta pela valorizaÇÃo também apresentou aos sindicalistas um documento elaborado pelos representantes do governo referente ao impacto orçamentário nas contas do estado caso seja aplicado o nu de acordo com o documento o impacto seria de 128 na folha de pagamento dos investigadores e escrivães sabemos que a negociação não será fácil mas a feipol/se está se articulando para continuar pressionando após o encontro com o deputado adilson rossi fomos até o gabinete do deputado ed thomas ele nos garantiu que se for da vontade do governador há dispositivos legais que facultam ao estado dar o ns a qualquer tempo sem impedimento de data basta apenas e tão somente vontade política acrescentou maria alzira os sindicalistas decidiram que vão respeitar os trâmites legais e prazos estabelecidos no início pelo gt os quais foram aceitos pelas entidades que estiveram presentes à primeira reunião a finalização dos estudos está prevista para 30 de junho quando ocorrerá a reunião onde serão apresentadas as conclusões do gt a serem encaminhadas ao governo sabemos que aí iniciaremos uma nova negociação uma nova luta os sindicatos dos policiais civis do estado de são paulo que integram a feipol/se e que participaram de sua fundação chegaram a um consenso no sentido de se articularem para mobilizar a opinião pública através da mídia além de buscar apoio político entre prefeitos vereadores e deputados vamos buscar moções de apoio à nossa causa a luta atual envolve apenas investigadores e escrivães por conta do artigo 26 da lc 1151/2011 mas nossa luta pelas demais categorias continua o sinpol e a feipol/se estão constantemente trabalhando para que nossa categoria como um todo seja valorizada adverte maria alzira apesar de sentirem-se um pouco frustrados quando ao que foi apresentado até agora pelo gt os sindicalistas continuam na luta e irão com força total participar de todas as reuniões até as definições que serão apresentadas no dia 30 de junho de 2012 o sinpol e a feipol/se estarão presentes à reunião queremos saber o que os deputados e membros do governo estão fazendo para garantir a valorização e o nu aos investigadores e escrivães de polícia não pensamos em retroceder nossa meta é conquistar a merecida valorização para as duas categorias finaliza maria alzira após três reuniões sindicalistas prometem se articular e mobilizar opinião pública pelo nível universitário para as carreiras de investigador e escrivão de polícia e prevêem que negociação com governo será acirrada des representativas das carreiras em questão na reunião do dia 16 de maio as entidades através da feipol/se apresentaram e protocolaram documento que foi encaminhado aos integrantes do gt que tem prazo final de 30 de junho para em audiência pública apresentar o resultado do estudo designado pelo artigo 26 da lc 1151/2011 explicou maria alzira no dia 30 de maio houve uma reunião fechada dos integrantes do gt ocorrida no palácio do governo após a reunião o presidente do gt deputado adilson rossi reuniu-se com sindicalistas na alesp estiveram presentes representando o sinpol a presidenta maria alzira o vice-presidente eumauri lúcio da mata e a diretora kalinca cintra prado o sindicato que integra a feipol/se provocou a intervenção ao deputado para indagar sobre os rumos do trabalho que vem sendo realizado o presidente do gt fez questão de relatar aos sindicalistas como andam as discussões do grupo reafirmando que o prazo para a conclusão dos trabalhos será cumprido rossi garantiu aos integrantes da feipol se que tudo está andando de acordo com os trâmites aprovados na primeira reunião ele encontro dos sindicalistas com o presidente do gt a partir da esquerda jarim kalinka maria alzira deputado adilson rossi celso sinpol marília e eumauri junho/2012 15

[close]

Comments

no comments yet